Haddad institui tarifa zero para estudantes de baixa renda

Tempo de leitura: < 1 min

haddad-2

Foto: Prefeitura de SP

Em medida histórica, Haddad institui tarifa zero para estudantes de baixa renda

Câmara de São Paulo aprovou ontem (18) projeto de lei do prefeito, que é dirigida a estudantes dos ensinos fundamental, médio e superior, além de matriculados em cursinhos pré-vestibular

 por Redação, do Spresso

Haddad prometeu e cumpriu. Conforme havia proposto em entrevista concedida ao programa “Gabinete Aberto”, na última segunda-feira (15), o prefeito de São Paulo vai conceder tarifa zero no transporte público para estudantes de baixa renda. A medida foi aprovada ontem (18) na Câmara de São Paulo e segue para sanção de Haddad.

O Projeto de Lei (PL) 384/2014, que institui o PPI (Programa de Parcelamento Incentivado) para 2015, recebeu o aval da maioria dos parlamentares, incluindo membros do PSDB. Dos 40 vereadores, 36 votaram a favor, um contra e três abstiveram-se.

As diretrizes que determinam quais estudantes poderão ser beneficiados pelo critério da renda serão determinadas pelo Executivo na regulamentação da lei. O fato é que a lei é dirigida a estudantes dos ensinos fundamental, médio e superior, além de matriculados em cursinhos pré-vestibular.

De acordo com o vereador Arselino Tatto (PT), “rever a tarifa no transporte para estudantes de baixa renda é uma pauta prioritária. É uma injustiça que estes estudantes tenham que pagar para ir à escola ou à faculdade”, garantiu Tatto.

Leia também:

Pesquisa Vox Populi: Para 75% dos entrevistados, nenhum partido está isento de culpa no escândalo da Petrobras

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

jhes

Lamentavelmente ainda existe pessoas sem visão que ainda acredita que existe alguma mudança nesse país. Pelo o que li no site da SPTrans na verdade pra conseguir a tarifa zero não tem que ser aluno carente e muito menos de baixa renda tem que estar passando fome sem condições até mesmo de comprar um pão. Estou revoltada com tanto desprezo pelas pessoas que estão matriculadas no Pronatec e no ensino Técnico gratuito do próprio governo, pois não terão direito a tarifa zero. Sou estudante e bolsista do ensino técnico não integrado ao ensino médio e vi muitos amigos desistirem do curso por não terem condições de pagarem ônibus. Queria lembrar também que essa medida pra tampar o sol com a peneira não foi decidida somente pelo prefeito Haddad e sim pela corja toda desse estado. O estado e o país tem condições de manter transporte gratuito para todos os alunos bolsista seja de qual for a hierarquia, mas infelizmente não é o que realmente eles querem.

Leo V

O que estão fazendo com o Rafael… e mesmo a imprensa de esquerda fica muito calada diante disso.

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/12/preso-em-ato-no-rio-tenta-fugir-da-cadeia-apos-ter-que-ficar-na-solitaria.html

24/12/2014
Preso em ato no Rio tenta fugir da cadeia após ter que ficar na ‘solitária’

PST urna

Obrigada abolicionista.

Ajude nos por favor a discutir a mafia dos alugueis.

A lei do Inquilinato feita pela mafia nem considera o inquilino um cliente pagante.Ate os cachorrinhos são respeitados como clientes.Clientes são os proprietários dos imoveis, os que recebem a grana. Os inquilinos são inimigos que são escorraçados das imobiliárias pelos capatazes do sistema e suas espingardas de clausulas.

    PST urna

    Gianazzi e PSOL recebem relatos de ofensas, descansos, falta de direitos de inquilinos, com vistas a alterações na lei do Inquilinato.

    abolicionista

    Meu caro, eu sofro isso na pele. É mesmo uma máfia, talvez a máfia mais poderosa de São Paulo.

Luís Carlos

Agora identifiquei o barulho que ouço aqui no RS. É o ranger de dentes da elite de SP com mais essa medida popular que visa resgatar discrepâncias históricas e inverter prioridades, facilitando acesso de estudantes à escola.

paulo roberto

Caramba, nunca vi tantos coxinhas se manifestando de uma só vez aqui no viomundo.

Marcos

Vocês já notaram o nível de ruído dos vagões do Metrô ! É um absurdo,um desrespeito, e ficam (lê-se PIG) mostrando a eficiência do governo do PSDB!
E daí os coxinhas não vão pra Av. Paulista reclamar ! Haja bag!

Elias

Votei em Haddad e creio poder falar com isenção.

O estudante de baixa renda é filho de trabalhadores de baixa renda.

Aliás, se fosse feita uma pesquisa tenho por intuição que no mínimo 75% dos que usam transporte público são de baixa renda, estudantes e pais de estudantes.

Então, para mim, essa medida é equivocada e me faz suspeitar que seja uma espécie de cala-boca ao Movimento Passe Livre que teve muito a ver com a suspensão do aumento na tarifa de 2013 devido às manifestações contrárias àquele aumento.

Haddad precisa descascar um abacaxi muito maior.

Ele tem que descobrir uma maneira de fazer o transporte público ser gratuito em toda São Paulo.

A ex-prefeita Luiza Erundina (1989/1992) há mais de vinte anos propôs tarifa zero.

Haddad e o Movimento Passe Livre hoje tem mais condições de tornar tal medida uma realidade.

Precisa coragem e determinação.

Fernando Haddad tem essas qualidades de sobra.

    AlvaroTadeu

    Nem nos melhores anos da extinta União Soviética o transporte público foi gratuito. Mas é mais do que justo que estudantes pobres tenham isenção de tarifas. É impossível o sistema “tarifa zero” numa cidade como São Paulo. Porque, de alguma maneira, alguém tem de pagar. Se fizeram o maior escarcéu no reajustamento do IPTU, como podem propor “tarifa zero geral”? Não cola, meu irmão, não cola. Maluf destruiu a CMTC. Alguém irá recriá-la? Era através dela que a prefeitura tinha controle de custos das privadas. Agora, nosso transporte público é um pega pra capar. Empresas que fecham e reabrem com novos nomes, deixando passivos trabalhistas e de impostos de toda a sorte. Quem vai botar essa gente na cadeia? Homer Bonner?

Rodrigo

Espero que alguém lembre das centenas de cobradores de ônibus que perderão o emprego graças a essa medida. O aval já foi dado pela prefeitura.

O Mar da Silva

É uma injustiça que a população, como um todo, pague um preço irreal pelo transporte ‘público’/coletivo.
Essa medida afeta de modo positivo os mais pobres e certamente irá manter o sistema como está.
Isso que não é correto.

Leo V

A matéria não diz nada se a gratuidade será só para ir pra escola, ou se é “tarifa zero” de fato: o estudante poderá andar de graça no transporte coletivo para qualquer deslocamento.

Se se trata de gratuidade pra ir pra escola, [e farsesco chamar de “tarifa zero” que tem por trás a ideia do transporte não ser pago pelo usuário, ou seja, os deslocamentos não serem tarifados.

Infelizmente a iniciativa do prefeito é ainda bastante tímida. O transporte ainda não é visto como direito social. E tudo que depende de comprovação de carência, de toda uma burocracia, por si só, dificulta justo os mais carentes de ter acesso ao benefício.

Falta bater de frente com a lógica mercantilizada voltada ao lucro das empresas com que é gerido o transporte. É isso que está por trás do nome fantasia “tarifa zero”.

abolicionista

Essa medida calou a boca de muita gente. Parabéns, Haddad.

Gerson Carneiro

Enquanto isso em Salvador, fãs do micro prefeito se dão por satisfeitos com pesquisa encomendada que o aponta como o mais bem avaliado.

    Carlos

    Gerson, a militância da blogosfera trabalhista, aí na Bahia, ainda é muito tímida ou é só minha percepção?

Fabio Passos

Excelente iniciativa do PT.
Haddad mostra mais uma vez quem de fato tem compromisso com o povo pobre e trabalhador.

Edgar Rocha

Tá acreditando que não vai ter mais manifestação ‘contratudoquetaí’, por causa disto? Espera sentado.
Por outro lado, embora já tenha passado da hora de garantir ao estudante o direito ao transporte gratuito (todo mundo que já estudou sabe o quanto pesa no bolso de quem está começando a vida agora), fazê-lo depois do quebra-quebra num momento em que o tema serviu de mote pra ataque à cidade, pra agressão gratuita contra o projeto federal é bem a cara do PT. Tudo é conseguido tendo combustível pras ações, o medo. Basta mostrar poder de fogo que logo se alcança o que se quer, com o intuito de cooptar-se o diferente.

Isto fere a cidadania, que luta de acordo com as regras democráticas e só toma na b*. Fere o cidadão que vê o cara que nunca tomou um ônibus na vida, conseguir muito mais do que ele na base da porrada e da ameaça a esta turba de intelectuais covardes que comanda a esquerda.

Da mesma forma, apesar de haver uma lei que garanta o direito de não ter um trio elétrico na porta de madrugada, não se pode chamar a prefeitura pra resolver o assunto porque quem agride e perturba o direito do outro ao sossego detém os meios pra se tornar cooptável, se é que me entendem. Além do que, sendo o secretário de Cultura do Haddad, o pancadão na rua, a zorra aberta e sem nenhum respeito às relações de convívio na periferia, a estratégia de propaganda e intimidação do crime organizado na periferia continua rolando solta. São todos amigos de certos parlamentares de esquerda, lógico. Gente cooptável. É direito do “jovem” se manifestar na rua, na ausência de local adequado. Preconceito da burguesia que mora na periferia.
Vão eleger muita gente com voto desta molecada… Vão nada! teve gente que apostou nisto, que tentou conseguir apoio do setor violento da juventude e perdeu o mandato. Quer saber? Foi um alívio.

    abolicionista

    Você acha que eles fazem pancadão na rua porque gostam? Eu morei na zona sul de São Paulo muito tempo, caro Edgar. E dei aulas no Jardim Ângela por doze anos. Toda a região pobre da zona sul de São Paulo carece de áreas de lazer. Para você ter uma ideia, nos fins-de-semana, pra se divertir, as crianças entravam ilegalmente na… escola. Pois é, porque não tem parque, praça, nada disso. O único campo de futebol disponível é disputado no tapa ou no tiro mesmo. Tornou-se, aliás, um ponto de tráfico. A PM passa lá pra recolher a propina, a sirene desligada, bem devagar, todos os dias. Quanto à repressão aos pancadões, que são de fato insuportáveis para os moradores, ela já acontece. O polícia dá tiro de borracha, joga bomba de gás, todo aquele desperdício de dinheiro público que a gente conhece (sabe quanto a polícia gasta em gás lacrimogênio?, você ficaria espantado). A turma se dispersa, alguém vai preso e, dez minutos depois, começa tudo de novo duas ruas pra baixo. Se não houver áreas públicas de lazer, qualquer medida repressiva vai ter a mesma eficiência de tentar enxugar gelo.

    Edgar Rocha

    Não fazem SÓ porque gostam. fazem porque é uma oportunidade para cooptar a garotada pro crime. Aqui, colega abolucionista, você primeiro chama pro pancadão, queima o “de menor” com a justiça por algum motivo e depois cobra pra manter o sujeito solto. E o preço: trabalhar pra eles. E ELES, você sabe quem é. A própria polícia corrupta. Outra coisa é que, depois de devidamente cooptado pelo crime, o jovem faz todo tipo de abuso, a ponto de prejudicar até o próprio tráfico. Aí, morre, meu chapa. Não vai fazer falta pro crime. Tem muito, mesmo. A única vantagem que eles tem é o direito de azucrinar, andar com carro roubado à vontade, pegar umas mina… e fazer o pancadão. Isto não é carência. É estratégia. Moro pertinho do Parque do Carmo. É o segundo maior parque da cidade. Ainda tem clube, CEU, SESC… Se fosse só carência, não teriam dinheiro pra ostentar tanto como fazem. Eles tem carta branca pra apavorar a população e deixar claro quem é que manda. Não recebemos nenhuma forma de atendimento contra isto. Nem da polícia nem das subprefeituras. Todos são coitados. Menos meu vizinho que infartou em casa por causa do barulho e teve de ser carregado pela esposa pra poder entrar num carro, já que o pancadão obstruiu sua garagem e os carentes não quiserem dar uma rezinha. Eu não sei como é no teu pedaço. Mas, aqui não tem nada de cultural, não. É terrorismo, mesmo, tortura psicológica da brava pra ninguém abrir a boca. No tempo da Dilma, ficar preso num lugar com som infernal era uma forma de fazer o sujeito confessar o que não fez. Era tortura. Agora, é cultura. Afinal, é este tipo de cidadania e ocupação do espaço público que o PT e a esquerda acreditam? Ou será que pretendem também cooptar a garotada?

    Gaspar

    É impressionante! Se não faz não presta, se faz também não presta… Não consigo entender o que as pessoas querem afinal …

    Edgar Rocha

    Não é bem isto. Se não faz, você pergunta o porquê, discute, fica anos cobrando e, se realmente não for possível, você aguarda o momento certo. Com a militância, sempre foi assim. Com movimentos sociais, sempre foi assim. Com quem bota pra quebrar ou tem dinheiro pra enfrentar uma campanha de difamação, abre-se as pernas, faz-se acordos, tira-se verba de outras secretarias, chama pra reunião demagógica, oferece uma cafezinho… Se é assim, é o mesmo que pedir pra ser achacado. É acreditar que só se faz política não por justiça, não por lógica, mas pela força. E na hora do voto… quem foi adulado vota na oposição e quem fica esperando é conclamado pra luta. Não é muito correto fazer isto, não?

Elaine Rodrigues

Graças à Deus!!!

Espero que seja implemantado LOGO pois tenho 3 crianças, uma em creche R$130,00 com transporte escolar 2 no ginásio, hoje gasto R$ 140,00 para carregar o bilhete escolar com as duas total com transporte R$ 270,00 por mês para as 3. Ganho R$ 800,00 por mes, as vezes nem eu sei como consigo viver!!! Com a gratuidade ao estudantes carentes e de baixa renda, pessoas como eu além de economizar se sentirão incentivadas a voltar a estudar e ter uma melhor formação e poder mudar de vida.

Romanelli

Parabéns ..mas a coisa não esta transparente ..parece mais um assistencialismo descasado ..ou uma força pra alcançar as metas inflacionárias.

Hoje há noticia que as empresas NÃO respeitam os contratos (per capita transportado, idade da frota, velo etc)

ATÉ HOJE a PMSP não explicou pq o ônibus em SP – aonde as ruas são melhores e há mais pessoas por km – pq nossas tarifas são mais caras que muitos municípios.

Ainda não se viu uma ação pra se conter custos (eliminação dos cobradores por ex), desoneração do setor.

Os corredores continuam sendo implementados de improviso ..estão desertos ..e os ônibus (poucos) ainda rodam a 14 km/h, muito longe dos pretendidos 25.

ÔNIBUS continua sendo uma aposta num sistema ULTRAPASSADO ..e o que veio a seu favor, piorou os congestionamento, o stress, custo e a qualidade de vida do resto.

PIOR, a PMSP já constatou que 10% das viagens NÃO ocorrem (BILHÕES cobrados e em desvio ..alguém vai ser punido?) ..a sensação de que esta tudo frouxo e cartelizado, ainda é muito forte.

    Carlos Ribeiro

    KK..

    Paulão

    Comentário acima completamente ideológico, partidário e totalmente sem razoabilidade. Mas cada um fala o que quer.
    O certo é que o prefeito, com a ajuda da Câmara dos Vereadores que se posicionou adequadamente, atende grande massa de estudantes que pode gastar mais de R$120,00, isto se usarem uma só condução, por mês. Isto, na verdade,seria um investimento no futuro da cidade que terá pessoas mais capacitadas para se auto sustentarem e contribuir para o desenvolvimento de SP no futuro. Parabéns ao Prefeito e que isto sirva de exemplo a outros municípios. Maricá, no RJ, iniciou um projeto parecido esta semana.

    abolicionista

    “Hoje” há notícias de que as empresas não respeitam os contratos? Poupe-me, essa máfia existe desde as priscas eras. Erundina e Marta foram as únicas que colocaram a mão nesse vespeiro (e a Marta, que na época passou a usar colete a prova de bala, teve que recuar). Quanta à eficiência do sistema, o que você sugere? Esperar o PSDB saciar-se de roubar e tocar o metrô adiante?

    PST urna

    Liga nao. Minha diversão preferida foi parar de me aborrecer com coxinhas e cooptá los para a leitura. Mesmo os coxinhas do PSDB com mestrado não tem leitura. Se tivessem nao seguiriam Aecio e Alkmin. Apresento os blogs livres e faco perguntas, eles começam a ler politica e viram o jogo rapidinho.Fácil.Não passo mais raiva, coopto.E a geração que acredita em avo eletrônica mas só conhecem madrastas e avos tipo Folha e Veja.

Deixe seu comentário

Leia também