VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Gurgel manda investigar denúncia de Valério contra Lula


09/01/2013 - 11h05

Procurador decide pedir investigação de acusações de Valério contra Lula

Operador do pior escândalo de corrupção do governo do petista prestou depoimento em setembro, durante o julgamento do caso no Supremo, e acusou o ex-presidente de ter recebido dinheiro do esquema

09 de janeiro de 2013 | 1h 00

Felipe Recondo e Alana Rizzo, de O Estado de S. Paulo, sugerido pelo Stanley Burburinho

BRASÍLIA – O Ministério Público Federal vai investigar o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva com base na acusação feita pelo operador do mensalão, Marcos Valério, de que o esquema também pagou despesas pessoais do petista. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, decidiu remeter o caso à primeira instância, já que o ex-presidente não tem mais foro privilegiado. Isso significa que a denúncia pode ser apurada pelo Ministério Público Federal em São Paulo, em Brasília ou em Minas Gerais.

A integrantes do MPF Gurgel tem repetido que as afirmações de Valério precisam ser aprofundadas. A decisão de encaminhar a denúncia foi tomada no fim de dezembro, após o encerramento do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF). Condenado a mais de 40 anos de prisão, Valério, que até então poupava Lula, mudou a versão após o julgamento.

Ainda sob análise do procurador-geral da República, o depoimento de Valério em setembro do ano passado, revelado pelo Estado, e os documentos apresentados por ele serão o ponto chave da futura investigação que, neste caso, ficaria circunscrita ao ex-presidente.

O procurador da República que ficar responsável pelo caso poderá chamar o ex-presidente Lula para prestar depoimento. Marcos Valério também poderá ser chamado para dar mais detalhes da acusação feita ao Ministério Público em 24 de setembro, em meio ao julgamento do mensalão. Petistas envolvidos no esquema sempre preservaram o nome de Lula desde que o escândalo do mensalão foi descoberto, em 2005.

Mentiroso. Ao tomar conhecimento das acusações feitas por Valério, Lula o chamou de mentiroso. “Eu não posso acreditar em mentira, eu não posso responder mentira”, reagiu o ex-presidente, em dezembro do ano passado.

No depoimento de 13 páginas, Valério disse ter passado dinheiro para Lula arcar com “gastos pessoais” no início de 2003, quando o petista já havia assumido a Presidência. O empresário relatou que os recursos foram depositados na conta da empresa de segurança Caso, de propriedade do ex-assessor da Presidência Freud Godoy. Nas palavras de Valério, Godoy era uma espécie de “faz-tudo” de Lula.

Ao investigar o mensalão, a CPI dos Correios detectou, em 2005, um pagamento feito pela SMPB, agência de publicidade de Valério, à empresa de Freud. O depósito foi feito, segundo dados do sigilo quebrado pela comissão, em 21 e janeiro de 2003, no valor de R$ 98,5 mil.

Oficialmente, Freud Godoy afirmou que o dinheiro serviu para o pagamento de serviços prestados durante a campanha eleitoral de 2002. Esses serviços, admitiu Freud Godoy à época da CPI, não foram formalizados em contrato e não houve contabilização formal das despesas.

No depoimento, Valério disse que esse dinheiro tinha como destinatário o ex-presidente Lula. Ele, no entanto, não soube detalhar quais as despesas do ex-presidente foram pagas com esse dinheiro. Conforme pessoas próximas, Valério afirmou que esse pagamento ocorreu porque o governo ainda não havia descoberto a possibilidade de gastos com cartões corporativos.

Gurgel volta de férias na próxima semana e vai se debruçar sobre o assunto. A auxiliares, o procurador já havia indicado que seria praticamente impossível arquivar o caso sem qualquer apuração prévia. No fim do ano, a subprocuradora Cláudia Sampaio e a procuradora Raquel Branquinho, que colheram o depoimento de Valério, foram orientadas por Gurgel a fazer um pente fino nas denúncias.

A intenção era identificar possíveis inconsistências no depoimento e armadilhas jurídicas. Gurgel, por mais de uma vez, manteve reservas sobre a acusação feita por Valério. E publicamente afirmou que o empresário é um jogador. Mas não desqualificou de pronto as afirmações do operador do esquema.

O advogado de Valério, Marcelo Leonardo, disse que seu cliente vai aguardar “o destino que será dado ao expediente”.

Cobrança. No STF, a revelação das acusações levou integrantes do tribunal a cobrarem investigações. O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, afirmou em dezembro que não haveria outra saída senão investigar. “O Ministério Público, em matéria penal, no nosso sistema, não goza da prerrogativa de escolher o caso que leva adiante, que caso ele vai conduzir. É regido pelo princípio da obrigatoriedade, tem dever de fazê-lo”, disse.

Leia também:

Amaury promete revelar bastidores do complô para derrubar Lula e Dilma

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Leticia Martelle Maynard

29 de janeiro de 2013 às 14h44

CONTRIBUINTE INDIGNADA QUE NÃO ACEITA MAIS SER ENGANADA E EXPLORADA POR LULA DA SILVA .
Como contribuinte, onde pago com sacrifícios meus compromissos e impostos, cumpridora de meus deveres civil e criminalmente dentro da lei, quero clamar publicamente que não aceito mais ser explorada por Lula da Silva.
Até quando vamos ter que aceitar a impunidade daquele quem mais se beneficiou na pratica com toda essa podridão do mensalão na compra de votos(Apoio Politico) para se manter e se reeleger na presidência ?
Até quando vamos ter que aceitar Lula mesmo fora da presidência, fazendo turismo pelo Brasil e mundo a fora de jatinho particular ou no avião da presidência como se fosse chefe de estado as custas do contribuinte ?
Até quando vamos ter que cruzar os braços diante de tantas e tantas denuncias envolvendo Lula da Silva direto ou indiretamente sem que ele seja no mínimo chamado para da os devidos esclarecimentos ?
Como contribuinte e vitima também de toda essa podridão exijo que Lula seja colocado no banco dos réus como qualquer outro constituinte .
Lula não pode continuar sendo blindado e protegido por muitos como se ele fosse imune a toda essa podridão a qual tem procedência e criação em seu ex governo corrupto como se ele não tivesse nada a vê .
Chega de tanta impunidade e proteção para com Lula da Silva !!!
Lula não pode continuar dando as costas a imprensa quando é indagado sobre as acusações graves que cai sobre ele .
Lula, você não pode e não deve como homem publico acusado de corrupção e outras coisas mais continuar dando as cosas a imprensa . Não pode porque quando você vira as costas não querendo responder as acusações graves , você também vira as costas a milhões de brasileiros.
Não faça isso !!!
Não seja covarde!!!
Seja homem e Responda, você tem que nos da explicações. Você como homem público tem que da explicações ao contribuinte e ao Brasileiro em geral .
Essa satisfação e explicações vinda de você não é uma questão de opção sua, é sua obrigação !!!!!
Lula, Não se acovarde, seja homem e prestes esclarecimentos, afinal são tantas e tantas denuncias e cada vez + graves .
Esclarecimento, não é uma questão de opção sua, é sua obrigação para com o Brasil .
Não se omita, porque sua omissão e silencio , só endossa e confirma sua culpa .
Afinal como bem diz o ditado: Quem não deve não teme.
Lula, porque tens tanto medo ?
Porque foges da imprensa como o diabo foges da Cruz ?
Por quê ?
Você é culpado de todas essas acusações ?
Fugindo assim covardemente, só deixa transparecer para todo o Brasil que es sim CULPADO .

Responder

Jose Mario HRP

10 de janeiro de 2013 às 11h14

Gurgel só vai mandar a procuradoria de São paulo analisar o depoimento de Valério por dever de ofício.
Ficando para a prerrogativa do procurador de primeira instância analisar, e depois investigar sobre as declarações de Valério.
Na verdade um depoimento dado depois de Valério estar condenado, e que segundo o próprio Gurgel tinha só a intenção de melar a ação penal 470.
Não há nada contra LULA, a não ser a alcaguetagem covarde e mentirosa de Valério!
Serão poucos minutos de regozijo da galera fora do poder há 11 anos!
Oposição sem propostas e sem novas idéias, longe do povo, a quem só resta o golpe.
Hilário!

Responder

Instituto Lula desmente manchete do Estadão « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de janeiro de 2013 às 13h44

[…] Estadão: Gurgel manda investigar Lula […]

Responder

Geraldo Souza

09 de janeiro de 2013 às 13h16

É notícia falsa publicada pelo Estadão, replicado pela Folha e desmentida, agora pouco: O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quarta-feira que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ainda não decidiu quais providências serão tomadas em relação ao depoimento do empresário Marcos Valério, operador do mensalão, no qual ele disse que despesas pessoais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teriam sido pagas com dinheiro do esquema de corrupção condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
A informação de que Gurgel teria pedido investigação sobre as denúncias e remetido a documentação à primeira instância, uma vez que Lula não tem mais foro privilegiado, foi publicada na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo. Segundo o MPF, o procurador-geral ainda não iniciou a análise do depoimento, pois aguardava o término do julgamento do mensalão, ocorrido em dezembro. Somente após essa análise será possível informar o que será feito com o material.
“Ao contrário do que foi publicado, o Procurador-Geral da República ainda não iniciou a análise do depoimento de Marcos Valério, pois aguardava o término do julgamento da ação penal 470 (mensalão). A Secretaria de Comunicação do Ministério Público Federal esclarece ainda que somente após a análise poderá informar o que será feito com o material. Portanto, não há qualquer decisão em relação a uma possível investigação do caso”, informou o MPF em nota.

Responder

barreto

09 de janeiro de 2013 às 13h13

Gurgel já desmentiu esta informação.

Responder

FrancoAtirador

09 de janeiro de 2013 às 12h41

.
.
Na Operação Vegas, iniciada em 2008 pela Polícia Federal,

onde estava o ‘princípio da obrigatoriedade’ do PGR

na investigação do senador do DEM Demóstenes Torres ?
.
.
DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL (DPF)

NOTA À IMPRENSA – Operações Vegas e Monte Carlo

14/05/2012

A respeito das Operações Vegas e Monte Carlo, a Polícia Federal esclarece que:

1 – A Operação Vegas teve início em março de 2008 em virtude do vazamento de informações sobre a deflagração de uma operação policial e da tentativa de cooptação de um policial federal da Superintendência Regional em Goiás por membros de organização criminosa;

2 – A POLÍCIA FEDERAL ENCAMINHOU OS AUTOS DA OPERAÇÃO VEGAS À PGR EM SETEMBRO DE 2009 a partir de decisão do juiz federal de Anápolis/GO para que fosse avaliado, pelo juízo competente, o conteúdo da investigação, cujos fatos se relacionavam com pessoas que possuíam prerrogativa de função;

3 – OCORRERAM TRÊS REUNIÕES ENTRE O DELEGADO RAUL ALEXANDRE MARQUES SOUSA E A SUBPROCURADORA DA REPÚBLICA CLÁUDIA SAMPAIO.
As duas primeiras tiveram como objetivo a apresentação da operação policial e o encaminhamento dos autos à Subprocuradora.
O último encontro se deu em outubro, quando A SUBPROCURADORA INFORMOU NÃO HAVER ELEMENTOS SUFICIENTES PARA A INSTAURAÇÃO DE INVESTIGAÇÃO NO STF e que opinaria pelo retorno dos autos ao juízo de primeiro grau;

4 – O DELEGADO RAUL ALEXANDRE NÃO PEDIU À SUBPROCURADORA CLÁUDIA SAMPAIO O ARQUIVAMENTO OU O NÃO ENVIO DA OPERAÇÃO VEGAS AO STF;

5 – A Operação Monte Carlo foi iniciada em novembro de 2010 a partir do requerimento de três promotores de justiça de Valparaíso/GO para apurar a exploração ilegal de jogos no entorno sul de Brasília/DF.
Após o cumprimento dos mandados judiciais de prisão e busca e apreensão, o juízo da 11ª Vara Federal de Goiânia/GO determinou a remessa à Procuradoria Geral da República das informações relativas a pessoas com prerrogativa de função para análise da autoridade competente.

http://www.dpf.gov.br/agencia/noticias/2012/maio/nota-a-imprensa-operacoes-vegas-e-monte-carlo

Responder

    FrancoAtirador

    09 de janeiro de 2013 às 13h41

    .
    .
    AULA DO PROFESSOR-GERAL DA REPÚBLICA:

    COMO LIVRAR A ESPOSA DA ACUSAÇÃO DE PREVARICAÇÃO
    .
    .
    Procurador-geral envia explicações à CPMI do Cachoeira

    Agência Câmara de Notícias

    O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou ao presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), informações relativas à operação Vegas, da Polícia Federal (PF), que apurou esquema de jogo ilegal comandado pelo contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

    A CPMI aprovou requerimento que cobrava informações do procurador.
    Os parlamentares quiseram explicações depois que o delegado da PF que comandou o inquérito, Raul Alexandre Marques Souza, disse à CPMI que o Ministério Público não tomou providências após receber o inquérito.

    No documento, Gurgel informou que recebeu em setembro de 2009 da Polícia Federal os autos dos inquéritos em que aparecem diálogos interceptados de Carlos Cachoeira e de outros integrantes do seu grupo com o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) e com os deputados federais Sandes Júnior (PP-GO) e Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO).

    PARTICIPAÇÃO DA SUBPROCURADORA [CLÁUDIA SAMPAIO, ESPOSA DO PGR]

    NA RESPOSTA, GURGEL TAMBÉM AFASTOU A VERSÃO, LEVANTADA POR PARLAMENTARES, DE QUE A SUBPROCURADORA CLÁUDIA SAMPAIO, MULHER DE GURGEL E SUA SUBORDINADA DIRETA NO MINISTÉRIO PÚBLICO, TENHA SIDO A RESPONSÁVEL PELA SUSPENSÃO DA OPERAÇÃO VEGAS.

    Gurgel enfatizou que “o Procurador-Geral da República é, nos feitos de competência do plenário do Supremo Tribunal Federal, como inquéritos e ações penais, o único e exclusivo responsável pela atuação do Ministério Público.
    Nos dois casos em questão, da competência do plenário do Supremo Tribunal Federal, não houve sequer distribuição a qualquer Subprocurador-Geral da República, permanecendo ambos os feitos vinculados diretamente ao Procurador-Geral da República e sob a sua inteira e, reitere-se, exclusiva responsabilidade, NÃO DECORRENDO QUALQUER PARCELA DE RESPONSABILIDADE A SUBPROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA POR MERA REPRESENTAÇÃO DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA EM REUNIÃO OU NO ATO DE RECEBIMENTO DE INQUÉRITO OU QUALQUER OUTRO FEITO”.

    Íntegra do Ofício do PGR: (http://www.camara.gov.br/internet/agencia/pdf/OficioPGR-CPMI.pdf)

    http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/418205-PROCURADOR-GERAL-ENVIA-EXPLICACOES-A-CPMI-DO-CACHOEIRA.html

Ronaldo Silva

09 de janeiro de 2013 às 12h33

Bem feito! Quem sabe assim Lula e PT parem de apoiar coisas como o Banestado, abafa satiagraha, abafa cpmi cachoeira, repito: BEM FEITO!!! Vão perder o governo, até a Dilma ja´sacou e esta´pulando fora devagarinho…

Responder

lulipe

09 de janeiro de 2013 às 12h16

Quem sabe agora o lula se lembre de algo ou descubra que sabia de alguma coisa.Ninguém está acima da lei, parabéns ao PGR.Acontece que, segundo matério no UOL, esta decisão ainda não foi tomada…Esperamos que prossiga o mais rápido possível, já que como disse o Ministro Marco Aurélio “o lula é safo…”

Responder

Luiz (o outro)

09 de janeiro de 2013 às 11h42

E quem vai mandar investigar o Gurgel? Acorda, Odair!!!

Responder

J.Carlos

09 de janeiro de 2013 às 11h24

LIBERADO PELA JUSTIÇA, CACHOEIRA VAI PARA RESORT, “DESESTRESSAR”!

8 de janeiro de 2013

Praia de Cachoeira é “remédio”

Fotos do bicheiro em lua de mel na Bahia causam indignação nas redes sociais. Mas para o advogado do bicheiro condenado pela Justiça por formação de quadrilha, o passeio no no resort é recomendação médica. “É para desestressar, ele estava em um em local horroroso, com comida péssima. Sua vida virou um inferno, agravou o estado de saúde dele”, segundo o advogado Nabor Bulhões . Especialistas dizem que indignação causada pelas cenas na internet manifesta a sensação de impunidade no país
Depois das fotos de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, em lua de mel em um resort na Península de Maraú, no sul da Bahia, repercutirem nas redes sociais e causarem indignação em internautas, o advogado do contraventor, Antônio Nabor Bulhões, explicou o motivo da ida do bicheiro à praia. Segundo ele, Cachoeira foi diagnosticado com “profunda depressão” e os médicos disseram que ele precisava descansar e o ideal seria procurar um lugar tranquilo, como uma praia…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!