VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Greves dos servidores de Minas Gerais: Onde está Anastasia?


30/06/2011 - 17h33

do site do Bloco Minas Sem Censura

Um ato falho de deputado da base tucana na Assembleia Legislativa de Minas Gerais revela algo estarrecedor: o governador ad hoc*, Antônio Anastasia, viaja, enquanto servidores da educação, da segurança pública, da saúde e do Instituto de Previdência dos Servidores de Minas Gerais – IPSEMG – fazem greve.

A revelação foi feita em audiência improvisada e realizada no Salão Nobre da ALMG, na quarta-feira, dia 29 de junho, na qual servidores das áreas em campanha salarial, acompanhados dos deputados do MGSemCensura, solicitaram ao presidente da Casa, deputado Dinis Pinheiro, que intercedesse junto ao governo do estado para que sejam realizadas efetivas negociações.

Essa audiência foi conseguida depois de enfrentamento com as lideranças, nas dependências da ALMG, conflito este patrocinado pelo deputado José Maia (PSDB).

Deputado aecista insinua que educadores poderiam estar “sob efeito de alguma substância”.

Com agressões verbais, o deputado estadual José Maia (PSDB), um dos mais eloquentes escudeiros de Aécio Neves na ALMG, chamou os servidores presentes em audiência pública (destinada a discutir a mega dívida do Estado de Minas Gerais) de desequilibrados, sem educação, alterados e desestruturados, chegando a insinuar que esses servidores poderiam estar “sob efeito de alguma substância”.
Além de reproduzir a intolerância que caracteriza o “senador nervosinho”, quando é criticado, o deputado tucano expressou sua insensibilidade com os servidores, que não fazem greve por diversão. E que estavam na audiência para fazer uma legítima pressão e pedir apoio para que as negociações sejam retomadas urgentemente e sejam produtivas.

* O Bloco Minas Sem Censura considera que o governador eleito de Minas Gerais vive uma atípica situação de “interinidade por 4 anos”. O governo mineiro está a serviço do projeto Aécio-2014 e, nesse sentido, Antônio Anastasia é uma espécie de governador Ad Hoc ou interino”.





35 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jose Roberto ( sp)

08 de julho de 2011 às 19h51

Só resta uma opção aos mineiros para neutralizar a participação desses imbecis mineiros do PSDB no cenário político nacional. fazer uma lista negra e divulgá-la aos pais de alunos das escolas públicas e nos blogues pois a midia mineira, igual á paulista, está comprada .

Responder

L. EDUARDO

01 de julho de 2011 às 22h51

Vai um uisquinho ai?

Responder

Kátia

01 de julho de 2011 às 22h23

Ihhh… Azenha!!! Já falei pro Luis Nassif e agora falo pra vc. Corre e se esconde! Os coronéis estão chegando! Vão te demitir de alguma coisa (qualquer coisa serve) nem que seja da presidência do condomínio. Vc não sabia que não pode publicar nada que não passe pela “assessoria de imprensa do governo, daqui de Minas”? Aqui na Venezuela…. ops! Quero dizer, em Minas , a gente tem que fazer tudo direitinho, viu? Depois vc não consegue emprego em lugar nenhum e vai ter que jornalista na Venezuela, na Líbia ou então vai ser professor estadual em Minas ( que é onde está cheio de vaga, porque ninguém mais quer ser professor). Que menino desavisado, sô? Ufa!! Ainda bem que consegui te avisar a tempo. Tenha muito cuidado. Abraços !
Kátia –

Responder

Yarus

01 de julho de 2011 às 19h34

O IMPRENSALÃO tá correndo solto aí pelas bandas de Minas…

Responder

Rogério Benevenuto

01 de julho de 2011 às 19h21

É dessa forma que o PSDB governa. Há no Estado de Minas Gerais uma elite coronelista que há muito mantêm este partido no goveno. É política conhecida de tal partido a fomentação de cargos comissionados e de confiança, dessa forma, o pobre funcionário público fica a ver navios. Isso porque no geral os servidores não votam no PSDB, segundo porque o partido não dá a minima para a qualidade dos serviços do Estado prestado à população, e terceiro porque esse povinho mineiro, alienado, sempre esquece, no decorrer dos 4 anos, o que o partido fez.

Responder

Carlos Gomes

01 de julho de 2011 às 17h07

Em síntese: O Governo tucano de Minas Gerais é tão podre quanto todo o tucanato do resto do Brasil. Nestas horas eu, que fui servidor público concursado do Estado de São Paulo, sinto saudades de André Franco Montoro, o único tucano que deixou saudades para o funcionalismo, até mesmo para Petistas (por enquanto) como eu.

Responder

duarte

01 de julho de 2011 às 16h39

Olha o serra fazendo escola. Faltam realmente grande líderes para enfrentar estas crises.

Responder

JJ Thompson

01 de julho de 2011 às 14h38

"anastÉsiado".

Responder

SILOÉ -RJ

01 de julho de 2011 às 14h29

Em repouso junto com o Aécio, já que antonio Anastasia (de dar azia), é uma espécie governador AD HOC E SAQUINO

Responder

Taiguara

01 de julho de 2011 às 14h05

Aqui em Minas a coisa tá feia. Agora, chantageado pelo vice-governador (também imposto pelo Baladeiro do Baixo Leblon) e sob fogo cerrado do Rasputin da Neveslândia, o Danilo de Castro, o atual despachante do menino do Rio, FUGIU do Estado para que estoure nas mãos do vice(que, por sinal, também andou enrolado com uma estória de que seus aviões andaram transportando drogas) a tarefa ingrata de dar o pé na bunda do Secretário de Governo (uma espécie de Durval Barbosa caipira). (Continua)

Responder

Taiguara

01 de julho de 2011 às 14h04

Este, o Secretário (o Rasputin) ou planejou, ou participou, ou conhece todas, EU DISSE TODAS, as mazelas do Aócio. É ruim de encarar, não? Tá todo mundo pisando em ovos. E a saia agora é que ficou mais justa que a Palavra do Senhor.
está configurado como “FICHA SUJA”, condenado que foi por um colegiado de segunda instância, continua no cargo, e o governo, PARA APARECER, jogar para a platéia ou, ainda, não fugir do seu esporte preferido que é a DISSIMULAÇÃO, assinou um decreto que não permite a participação desse tipo de PÚSTULA ocupando cargo público. A encrenca tá armada. O Cappo de tudo isso, o Baladeiro, finge-se de morto. A Primeira irmã, a Chiquinha do Chaves, sabe que não controla os blogs independentes nem parte da imprensa, fora de minas. Bem….é só esse o risco ao qual o Brasil está exposto. Nunca é demais lembrar que o Baladeiro é dependente cínico das drogas da dissimulação e do engodo. O PERIGO MORA EM MINAS E, pior,……dirige e, agora também, cavalga bêbado.

Responder

Fabiano

01 de julho de 2011 às 13h54

A explicação tá aqui: http://www.uai.com.br/
No portal "uai" do Esto de Minas Nada de dar destaque às greves no Estado.
Aqui em Minas a Imprensa é toda Aecim. Uma vergonha ainda pior do que ocorre em SP

Responder

    Taiguara

    01 de julho de 2011 às 14h58

    Impressionante o nível em que se encontra o servilismo jornalistico aqui em Minas. O Estado de minas, o O TEMPO, a Radio Itatiaia e a Rede Band de TV causam ãnsias de vômito. Na TV BAND – a mais amadora do País),então! Tem lá um arremedo de jornalista que dá uma peninha……….

ANTONIO

01 de julho de 2011 às 12h58

ESSE ANASTASIA É UM FILHOTE DO AECIM.
MAS PODE VIR QUE EM 2014 O BRASIL VAI LHE DAR A RESPOSTA (ISSO SE O PSDB PAULISTA LHE DER A CHANCE). TURMA DE BANDIDOS QUE ESTAO DESTRUINDO O ESTADO DE MINAS.

Responder

Yara Lucia

01 de julho de 2011 às 11h17

O que não podemos esquecer é que este governador é um FORA DA LEI!!!!!!!!!
Todas as instituições autorizadas e conscientes do seu papel na sociedade tem o DEVER de denunciar e julgar esses governadores que se negam a cumprir uma lei que favoreça o funcionalismo público!!!!!!!

Responder

Zeca Pinto

01 de julho de 2011 às 10h38

R$ 4.500,00 por mês para polícia militar? Não que ela não mereça, afinal cuida da segurança, agora, para educação deveria ser o dobro. Essa diferença é que não fecha a conta, até quando vamos ver isso nos estados? Em decorrência disso a educação está cada vez pior.

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 13h42

    Se paga um salário mínimo, reclamam. Se paga oito, reclamam também.

    M. S. Romares

    01 de julho de 2011 às 23h15

    Não houve reclamação alguma do Zeca. Ele colocou muito claro o que o preocupa. O que houve de sua parte, foi um resposta bastante tendenciosa e infantil.

Carlos Lima

01 de julho de 2011 às 09h34

Aqui em Minas quem não apoia ou apoiava a dupla dinâmica de coronéis gestores é "escorraçado" do estado. Aqui a mídia finge de muda para ser remunerada. Professor aqui é considerado bandido. Policia militar aqui é considerado deputado, durante o governo da dupla dinâmica da bat caverna, policiais militares tiveram oito e uma negociação que até 2013 terão um piso inicial de R$ 4.500,00 e os professores durante os 8 anos dos coronéis do choque de gestão ou melhor empurradores de dívida não tiveram nenhum aumento, nenhum que significasse aumento em relação a inflação e a ganância de arrecadação da monarquia central da província histórica de MG. As Federações representativas de classe são todas aparelhadas de forma que se transformaram em um bloco de olheiros da banca de negócios da turma da dupla dinâmica, e fazem isso com competência, parece que só não conseguem aparelhar cavalos e bafômetros.
O Governo do Estado vive em função do sonho particular de um grupo na mira da presidência da República.

Responder

    Yara Lucia

    01 de julho de 2011 às 11h10

    Adorei seu comentário, Carlos!Concordo em gênero, número e Grau!!!!!

joaquim

01 de julho de 2011 às 08h48

Como MG anda mal servida de politicos…o gov antecessor vivia e vive mais no RJ e o atual não é nada diferente. que cambada de politicos ruins pelo Brasil afora, isso sem contar as mazelas utilizadas que o cargo lhes oferece…coitado do povo brasileiro.

Responder

    Antonio

    01 de julho de 2011 às 14h49

    Essa história de andar mal servida de políticos e coitado do povo é besteirol puro. Quem votou nos pilantras foi o povo. E agora tem o que merece. É igual São Paulo. Um Estado rico tem os piores níveis da Educação Pública, a pior Segurança Pública, droga rolando solta, altos índices de corrupção, pedágios caríssimos, transporte público de péssima qualidade, pegadinhas nos radares móveis para gerar altos índices de multas, para cobrir os rombos da corrupção, péssima política industrial, permitindo que indústrias evadam do Estado, mudanças no ICMS para ganhar mais dinheiro rapidamente. O PSDB em São Paulo é de rapina, mas o povo daqui não enxerga. É como acontece em Minas. Mas acho que na próxima eleição, com o papelzinho na urna a coisa vai mudar, porque também acho que tem fraude brava na urna eletrônica. Os indícios são fortíssimos.

Alberto

01 de julho de 2011 às 02h03

E qual diferença faz ele estar aqui ou viajando? Esse estado tem governo?

Responder

    M. S. Romares

    01 de julho de 2011 às 23h16

    Alberto, o governador passado não governava do Rio? Ou terceirizou o mandato?

Euler Conrado

01 de julho de 2011 às 01h51

E o pior de tudo é que o Governo de Minas aboliu a Lei de Greve em Minas Gerais. De acordo com a secretária de Gestão e Planejamento, é uma "questão de princípio para o governo de Minas não negociar com servidores em greve". Ora, que absurdo é este? A greve é um direito constitucional e o governo comete uma ilegalidade confessa ao não reconhecer este direito por parte dos trabalhadores.

Contudo, as pessoas só não levam a sério esta fala saudosista da ditadura porque, para o governo de Minas, não ocorre negociação com os servidores nem quando estão (estamos) em greve, e muito menos quando não estão.

Ou seja: é um governo que só "negocia" mesmo é com as empreiteiras de grandes obras faraônicas, responsáveis pela construção de cidades administrativas, estádios de futebol e viadutos. Para isso tem dinheiro. Ah, e para comprar o silêncio cúmplice da mídia, também. Para isso o governo abre os cofres, enquanto aplica o seu choque de gestão no bolso dos servidores públicos, especialmente dos educadores, que sobrevivem com salários de fome. Uma vergonha para Minas.

Responder

João PR

30 de junho de 2011 às 23h49

Anastasia é uma piada pronta: é um governador que não governa; foi vice de um governo que disse ter feito um choque de gestão, e que assumiu ter um déficit bilionário.
Coitado dos Mineiros! Assim como nós paranaenses, vamos ter que aguentar 4 anos de PSDB…

Responder

Daniel Alves

30 de junho de 2011 às 22h44

Com o alto valor arrecadado nos pedágios das estradas paulistas, o PSDB só sai sai do poder quando o partido acabar.

Responder

eliane

30 de junho de 2011 às 19h06

Povo bovino elege seus próprios algozes e ainda os defendem e é perigoso que grande parte do funcionalismo ajude a reeleger o Aético, o Anestesia ou qq tucanodemopata de novo.

Responder

    Yara Lucia

    01 de julho de 2011 às 11h13

    Precisava haver uma pesquisa bem feita sobre a tradição mineira de votar nas elites/escórias quinhentistas de Minas Gerais!!!!!!!!

damastor dagobé

30 de junho de 2011 às 18h39

mas pq MG e SP segue elegendo essa gente??? como se dizia antigamente: eles nao aprendem nada e nao esquecem nada…

Responder

    Klaus

    01 de julho de 2011 às 08h50

    Boa pergunta a sua. Mineiros e paulistas são tão povo quanto os dos outros estados, aqueles que elegem PT, PMDB, PR ou PCdoB. Assim como todos os outros estados, estes eleitores devem acreditar que a continuação deste governo é o melhor para eles. Mais ou menos como se deu a eleição de Dilma, onde o povo brasileiro quis o continuísmo. Ou você faz um diferenciação entre aqueles que elegeram
    Anastasia e Alckimin e os que elegeram Dilma?

    M. S. Romares

    01 de julho de 2011 às 12h32

    Klaus, voce não é bobo. Mas enfiar todo mundo no mesmo saco é querer ignorar muitos fatos relevantes. Um deles, por exemplo, é desconsiderar o efeito da "grande imprensa" na (de)formação política e tratar os leitores e ouvintes como verdadeiros débeis mentais. Alguns são realmente: não conseguem analisar objetivamente o contexto e interpretá-lo. Como matéria de fato e não ficar nas eleições próximas passadas, voce acredita realmente que o povo escolheu o collor ou foi uma rede televisiva que o elegeu?
    E depois em seu texto, voce afirma "que esses eleitores devem acreditar que a continuação desse governo….". Ora, ora, eles não acham nada. Eles são "achados" pela imprensa e aqui (mas não só aqui), muitos acreditam que por estar escrito, impresso, ou falado em frente a uma câmera, tudo vira verdade. Não importa se tem ou não credibilidade.
    Não sei voce, mas eu faço essa diferenciação a que se refere. Ou somos, de forma generalizada, todos lumpem?

    damastor dagobé

    01 de julho de 2011 às 12h56

    uai sô….dentro dessa sua "lógica" que explica a "lógica" da eleição…pq os eleitores (ao menos os de MG..os de SP são mais coerentes, tanto que defendem o mesmo governo-PSDB_ no estado e no país..e quase tem orgasmo de felicidade ao pagar os pedagio mais abusivos do mundo) acham que o PT é bom no governo federal e nao pode ser estadual??????????

    mauro ramos

    01 de julho de 2011 às 10h30

    Minas e SAo Paulo elegem esses politcos reacionarios por que sao dois povos muito alienados que se deixam levar pelo "marquertingue" oficial

    Werner_Piana

    02 de julho de 2011 às 21h50

    a grande midia que é acompanhada pela populaçao é vendida, radios, tvs, jornaloes e jornalinhos. E povo é preguiçoso, nao entra na web para se informar em blogs esclarecidos. Nao mesmo.
    Aí se perpetuam as distorçoes. É inexplicavel que maus governos estaduais como de SP e MG consigam se reeleger mesmo sendo tao ruins.
    A eleição de dona Dilma como continuidade de Lula era obvia, pois com alguns defeitos, o que Lula conseguiu em 8 anos suplantou de forma tão absoluta tudo o que haviamos visto em termos de governos que o resultado nao poderia ser outro…


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding