Flávio Dino, sobre o terrorismo bolsonarista em Brasília: “Todos serão responsabilizados”; vídeos

Tempo de leitura: 2 min
Flávio Dino, futuro ministro da Justiça do governo Lula, em coletiva de imprensa realizada às 23h30 de segunda-feira, 12 de dezembro. À sua direita, o delegado da PF Andrei Rodrigues, chefe da segurança de Lula. À esquerda, o delegado Júlio Danielo, secretário de Segurança Pública do DF. Foto: Reprodução de vídeo

“Todos serão responsabilizados”, diz Flávio Dino sobre terror bolsonarista em Brasília

Futuro ministro da Justiça convocou coletiva após forças policiais controlarem violência de apoiadores de Bolsonaro

Por Paulo Motoryn, em Brasil de Fato

O senador eleito Flávio Dino (PSB-MA), que será ministro da Justiça do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que os responsáveis por atos de vandalismo de manifestantes contrários ao petista em Brasília serão devidamente responsabilizados.

“Estamos aqui para consignar o fundamental. Em primeiro lugar, as medidas de responsabilização já adotadas – as que foram adotadas hoje e que vão ser adotadas a partir de amanhã — vão prosseguir”, afirmou Dino.

“Ninguém, absolutamente ninguém com atos de violência vai fazer cessar a providência de responsabilização. Isso todos podem ficar tranquilos. Com serenidade, com prudência, com tranquilidade, nos termos da lei. Todas as pessoas serão responsabilizadas”, continuou.

O ex-governador maranhense disse ainda que a segurança de Lula não foi ameaçada em nenhum momento.

“O presidente cumpriu todas as suas agendas, foi diplomado, e retornou em segurança para o hotel onde está tranquilo, sereno, descansando, e lá permanecerá”, disse Passos.

O secretário de Segurança do Distrito Federal, Júlio Danilo, ao lado de Dino na entrevista, afirmou que o DF não vai tolerar vandalismo e vai punir os culpados.

“A gente não vai tolerar. Aquelas pessoas que venham a ser identificadas serão responsabilizadas. A gente vai trabalhar, esse trabalho de identificar, foram feitas imagens, tem como a gente identificar”, declarou o secretário.

Assista ao vídeo:

Ataques à sede da PF

Manifestantes bolsonaristas antidemocráticos atacaram, na noite desta segunda-feira (12), a sede da Polícia Federal em Brasília em protesto contra a prisão do cacique Sererê Xavante, um dos lideres dos protestos golpistas no Distrito Federal.

José Acácio Sererê Xavante teve a prisão temporária decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) , por crimes de ameaça, perseguição e abolição violenta do Estado Democrático de Direito.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram bolsonaristas em atos violentos contra a PF e contra o patrimônio público.

Veja também:

Vídeo: Como foi a cerimônia de diplomação de Lula no TSE; íntegra

Jeferson Miola: Terrorismo em Brasília marca continuidade da guerra fascista contra a democracia

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Zé Maria

.

“Até agora, as forças militares [braZileiras] têm
se deixado usar nas narrativas conspiracionistas
dos extremistas de extrema direita.
Não é a primeira vez que movimentos extremistas
com clara inspiração nas teorias conspiratórias QAnon
focam nas forças armadas”

“Ao imitar a retórica militar e alegar falsamente
uma aliança com os militares, o QAnon constrói
um alto nível de participação de adeptos dedicados
e alavanca o respeito público por militares e veteranos
para aumentar o tamanho e a influência do
movimento na cultura dominante.”

MICHELE PRADO
Pesquisadora e Escritora

Segue o Fio da Meada:
https://twitter.com/MichelePradoBa/status/1602978724395483138

.

Zé Maria

A Mensagem enviada pelo Fascistas Comandados pelos Milicos do Planalto
é de que se qualquer Bandido Verde-Amarelo de Porta de Quartel for Preso,
haverá Atentados Terroristas Iguais ou Piores do que os Ocorridos Ontem (12).

É Obrigação do Governo do Distrito Federal desocupar as Vias Públicas do DF.

Deixe seu comentário

Leia também