VIOMUNDO

Diário da Resistência


Flácidas ou Plácidas? Internauta provoca debate ao sugerir que Bolsonaro não sabe a letra do Hino Nacional
Alan Santos/Presidência da República
Política

Flácidas ou Plácidas? Internauta provoca debate ao sugerir que Bolsonaro não sabe a letra do Hino Nacional


11/09/2019 - 12h06

Da Redação

Como parte das comemorações da Semana da Pátria, o governo Bolsonaro promoveu a gravação de um vídeo em que seus ministros aparecem cantando o Hino Nacional.

Na verdade, eles dublam a canção.

Na noite de sábado, o perfil A Sombrinha do Ministro no twitter postou um clipe de alguns segundos que mostra o presidente Bolsonaro gravando o que provavelmente teria sido sua participação no clipe.

Trata-se apenas da primeira estrofe. “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas”, canta Bolsonaro.

“O que será que fizemos para merecer isso”, diz o autor da postagem.

Ele pode estar se referindo apenas à cena bizarra.

Kelly Canog respondeu: “Uma das coisas mais medonhas que eu vi esse ano…”.

Luciana GC: “Torturamos alguém na época das cruzadas???????”

Shade Cogo Mello: “Diz pra mim que é brincadeira, gente??? sério! … parece até aquelas imitações do Casseta e Planeta!!”

Faby foi a primeira internauta a notar o suposto erro na letra, acrescentando em sua resposta a imagem de um asno: “Flácida? Ele deveria estar se referindo à mentalidade dele. Dá um zero pra ele”.

Porém, nem todos ouviram o mesmo.

Cultura Cura respondeu: “Eu ouvi Plácidas, a dicção dele é digna de tratamento, fato, mas eu ouvi Plácidas. Eu logo eu??”.

Aliça não entrou no debate do suposto erro: “Mano essas coisas parecem montagem na moral”.

Ao que o Kevin respondeu: “Sim, feitas num aplicativo desenvolvido no inferno”.

O Comunista Tupiniquim deu seu pitaco: “Ouvirudum impiranga às margens flácidas”.

Bella concordou: “As margens flácidasss kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”.

Jose Rabelo fez sua observação: “E ainda por cima canta mal pra cassete. Tô tentando descobrir se salva alguma coisa neste cara. Até agora não encontrei nada”.

Gustavo Mendes observou: “Coisonaro não apareceu naquele video tosco do hino nacional. Agora eu entendi”.

Jakeline Santos: “Não consigo decidir o que é pior: a voz desafinada, o erro da letra ou o ato brega em si”.

Carlos Brodi fez uma observação política: “Enquanto o palhaço e sua prole distraem a plateia, as feras são soltas pelo Paulo Guedes. É a economia, estúpido”.

O tweet original tinha mais de 1.000 curtidas às 12 horas desta quarta-feira.

Jair Messias Bolsonaro formou-se na Academia Militar das Agulhas Negras, em 1977.

Serviu ao Exército até 1988, quando foi para a reserva com a patente de capitão.

Se de fato não sabe a letra do Hino Nacional, seria de uma vergonha inominável!

“Flácidas? Margens Flácidas? Capitão de merda!”, resumiu o ator José de Abreu ao retuitar a mensagem original, dando pernas ao assunto.

O ator global tem quase 400 mil seguidores no twitter.

O Viomundo pretendia publicar esta postagem numa página de Humor, infelizmente indisponível no momento.

Fica a sugestão para que o vídeo seja enviado ao perito Ricardo Molina, aquele que o hoje chefão do Jornalismo da Globo, Ali Kamel, usou para provar que algum petista infliltrado atirou um míssil contra a careca do tucano José Serra, durante a campanha presidencial de 2010.

Molina certamente chegará à conclusão de que o Lula afundou o Brasil.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

12 de setembro de 2019 às 21h12

https://f.i.uol.com.br/fotografia/2019/09/11/15682537475d79a7333915b_1568253747_3x2_xl.jpg

Até o Vídeo do Hino Nacional, produzido pela Milícia, é Fake …

Professor Nigeriano diz que governo fez uso
de sua imagem em vídeo do 7 de Setembro

“Meus amigos perguntam agora se sou bolsominion”
“Eu detesto tudo que esse governo representa”.

O imigrante diz ter sido abordado em Brasília pela equipe da EBC,
em 27 de agosto, sob o argumento de que a gravação era
para “um documentário sobre pessoas que cantam o hino
de maneira engraçada”.

O professor conta que estava na capital federal
para renovar o passaporte junto ao consulado
nigeriano e, após resolver o compromisso, foi
passear pela cidade enquanto aguardava
o voo de volta para Salvador, onde vive,
quando foi abordado pela equipe de TV
em frente ao Museu Nacional.

A aparição foi curta, a partir dos 51 segundos,
tempo de apenas entoar o verso “conseguimos
conquistar com braço forte”, antes do próximo quadro
mudar para o ministro da Educação, Abraham Weintraub,
mas o suficiente para repercutir no círculo pessoal dele.

“Eu detesto tudo que esse governo representa.
Acordei com meus amigos perguntando se, agora,
eu era bolsominion, se eu tinha me vendido ao governo,
quanto eu recebi pela participação”, disse ele,
que pretende adotar medidas judiciais
em relação ao episódio.

Morador de Salvador há cinco anos, Dammy Damilare Falade
deixou pais, três irmãs e um irmão na Nigéria para fazer
intercâmbio na UFBA (Universidade Federal da Bahia),
onde se graduou em Letras.

Segundo o imigrante africano, a ideia inicial era ficar apenas
um ano, durante o período do intercâmbio, mas ficou
encantado pelo acolhimento na cidade com a maior população
negra fora do continente africano.

“Eu me apaixonei por Salvador. Aqui, eu me sinto em casa.”

Atualmente, o Professor Falade leciona inglês e francês
em uma escola na capital baiana.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/09/nigeriano-diz-que-governo-fez-uso-indevido-de-sua-imagem-em-video-do-7-de-setembro.shtml

Gestão Bolsonaro engana as pessoas até p/ fazer um vídeo!
Rapaz nigeriano que não autorizou o uso da sua imagem p/
vídeo comemorativo da Independência diz detestar
“tudo o que esse governo representa”
É assim que tratam os negros; os enganando para conseguir
o que querem.
https://twitter.com/ReginaldoLopes/status/1172154679670792195

Responder

enganado

12 de setembro de 2019 às 16h57

Margem FLÁCIDAS, devido a flatulência do DITADOR. Gostaram da correlação??? Está de acordo com o desgoverno atual que não têm nem pé e nem cabeça, e começo e nem fim. Zorra total. E que musiquinha é esta que tanto o mesmo bosteja?????

Responder

Silvio D. P.

12 de setembro de 2019 às 14h14

Vocês são maledicentes. Ele, o Bozo, quis homenagear Noel Rosa que gostava de brincar com o hino nacional e cantava:
“Elvira cor de manga as carnes flácidas”

Responder

Aureliano

12 de setembro de 2019 às 11h43

Eu prefiro um choque elétrico a ouvir esse cara cantando.
Puta que o pariu, vai cantar ruim assim na casa de caralho!

Esse cara é uma deformação da natureza. Manda ele de volta pra Ilha do Dr. Moreau (filme com Marlon Brando), de onde ele nunca deveria ter saído.

Responder

Guilherme

12 de setembro de 2019 às 01h06

O negócio é que o Jair não conhece a palavra “plácida”, daí lá na hora, ele pensou, pla, pla, pla, flácida!!

Responder

Zé Maria

11 de setembro de 2019 às 21h20

A dúvida é se o Mito imbecil falou “Phláçidas ou FláSSidas” …

Responder

Zé Maria

11 de setembro de 2019 às 17h44

Parece que disse “FláSSidas” …
.
Destaques para …

‘Jakeline Santos’:
“Não consigo decidir o que é pior:
a voz desafinada, o erro da letra
ou o ato brega em si”

E ‘Carlos Brodi’:
“Enquanto o palhaço e sua prole distraem a plateia,
as feras são soltas pelo Paulo Guedes.
É a economia, estúpido”.

Responder

a.ali

11 de setembro de 2019 às 15h48

certamente, que o molina no alto de sua competência chegará a essa conclusão…pobre brasil, pobre brasil…é merda dia sim outro tb.!

Responder

Zé do rolo

11 de setembro de 2019 às 15h07

O Bozo não sabe o hino nacional portanto o que o Bozo fala é para as pessoas ” fazer cocô dia sim dia não”.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.