VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Esquerda mobiliza periferia e se organiza para barrar o avanço da direita


22/06/2013 - 20h54

Esquerda se une em São Paulo para decidir como atuar em manifestações pelo país

do Brasil de Fato

22/06/2013

José Coutinho Júnior, de São Paulo (SP)

Nesta sexta (21/06), 76 organizações de esquerda, representando movimentos sociais, sindicatos e partidos políticos se reuniram no Sindicato dos Químicos em São Paulo para avaliar o cenário de mobilizações no Brasil e como criar uma unidade entre si para atuar nestas manifestações.

A avaliação feita pelas organizações é de que as manifestações, que iniciaram em torno da redução da tarifa do transporte público na cidade, tem um caráter progressista, pois buscam a ampliação de diversos direitos sociais para a juventude e para a classe trabalhadora, indignadas com a situação em que vivem há anos.

No entanto, a direita organizada tenta dar os rumos do movimento, enfatizando o nacionalismo e explorando o senso comum de que as organizações políticas são a causa dos problemas do país, afirmando que as manifestações são de um povo que, unido, não precisa de partidos ou organizações.

Dessa forma, a direita inicia um processo de incitação ao ódio às organizações trabalhadoras, responsáveis por construir lutas e mobilizações, para que estas sejam impedidas de participar ativamente das mobilizações com suas pautas progressistas, tentando assim acabar com o caráter de classe e de luta por direitos concretos das mobilizações.

A violência, tanto verbal quanto física, esta causada por grupos de skinheads e neonazistas, que movimentos sociais, partidos e sindicatos sofreram no ato da última quinta (20/06) em São Paulo, revela bem a capacidade dessa direita em utilizar o sentimento de indignação contra a política para expulsar a classe trabalhadora organizada dos atos.

Frente a isto, as organizações presentes avaliaram que é o momento de se unir, construindo uma plataforma política unitária e se organizar para levar as pautas da classe trabalhadora para as mobilizações, como a democratização dos meios de comunicação, a redução da jornada de trabalho, a suspensão dos leilões do pré-sal, a reforma política e a prioridade de investimento dos recursos públicos em saúde e educação, politizando desta forma as ruas e a população que se manifesta.

A violência deve ser combatida, mas é preciso ter em mente que ela é causada principalmente por grupos da extrema direita, e não pela maioria presente nos atos, que acaba sendo manipulada por estes grupos. As organizações avaliam que devem estar presentes nas ruas para disputar a consciência destas pessoas, além de realizar uma jornada nacional de lutas conjuntas para reivindicar suas pautas e mostrar sua força.

Estavam presentes organizações como a Marcha Mundial das Mulheres (MMM), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Via Campesina, União Nacional dos Estudantes (UNE), Intersindical, Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), Partido Socialismo e Liberdade (PSOl), Partido dos Trabalhadores (PT), dentre outros. Reuniões como esta estão sendo feitas em outros estados, como Rio de Janeiro, Brasília e Minas Gerais.

*****

Grupos de periferia se articulam em São Paulo para defender democracia e Dilma

Após violência contra militantes de esquerda em manifestações, Cooperifa reuniu ativistas para reafirmar posicionamento e unificar bandeiras

por Gisele Brito, da Rede Brasil Atual, publicado 22/06/2013 10:09, sugerido pelo Ivan Seixas

São Paulo – Cerca de 60 pessoas representando diversos coletivos e movimentos sociais que atuam em bairros periféricos da zona sul de São Paulo se reuniram na noite de ontem (21) na sede da Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa), no Jardim Guarujá, para articular estratégias de combate a ideais classificados como fascistas.

Os participantes discutiram sobre a presença de grupos com símbolos associados ao nazismo e ao fascismo no ato da última quinta-feira, quando milhares de pessoas se reuniram na Avenida Paulista pedindo, entre outras pautas associadas ao conservadorismo, o fim dos partidos e dos governos. Para a frente periférica, isso, associado a palavras de ordem como “Fora Dilma”,  sinalizou a intenção desses grupos de usar formas não democráticas para atingir seus objetivos. No ato, bandeiras de legendas políticas e da Uneafro foram queimadas e militantes ficaram feridos.

A avaliação preliminar do grupo em formação é que é preciso haver apoio mútuo entre movimentos sociais e partidos de esquerda, ainda que haja diversas críticas a eles, especialmente ao PT e ao governo Dilma. “Não é hora de a Dilma sair. Nós vamos responder nas urnas”, afirmou Débora Silva Maria, coordenadora das Mães de Maio.

Para a frente periférica, é preciso reafirmar os preceitos da esquerda e formular uma pauta de reivindicações unificada e objetiva que contemple as demandas das regiões mais pobres da cidade, além de não permitir que grupos de direita usem a população como massa de manobra.

Diversos bairros na cidade e em municípios da região metropolitana também têm sido tomados por manifestações. Jovens já pararam avenidas importantes da zona sul, entre elas, a Belmira Marin, que liga o Grajaú à Cidade Dutra, e a Estrada de Itapecerica, no Capão Redondo.

Há mais de uma década, o movimento Hip Hop e os saraus têm reunido forças de esquerda em bairros afastados das regiões centrais da capital paulista. Agora, acredita Sérgio Vaz, poeta e coordenador da Cooperifa, é hora de colocar em prática todo o acúmulo desses movimentos.

“Não é uma luta qualquer. É luta de classes. A gente fala tanta coisa, escreve tanta coisa. Tanta gente cita o Che Guevara, agora o Marighella. Chegou o dia”, avaliou. Vaz acredita que o fortalecimento do conservadorismo afeta diretamente a periferia. “Normalmente sobra para a gente. Mas as balas aqui não vão ser de borracha”, afirmou.

Leia também:

Marco Weissheimer: Uma multidão sequestrada por fascistas

 





89 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Edvaldo

24 de junho de 2013 às 10h37 Responder

Jayme Vasconcellos Soares

23 de junho de 2013 às 20h00

A conversa do PT/PMDB é que o povo esta representando a direita, nos protestos de rua; o PT e seus aliados querem esconder o sofrimento da maioria da população, que se encontra tão sufocada, vendo o seu presente e futuro sendo destruídos, que resolveu protestar; não adianta esta lenga-lenga de que a direita quer dar um golpe: o governo Dilma é que esta se autodestruindo pela própria incompetência. A corrupção é grande e o povo brasileiro está sem condições de uma sobrevivência digna, cidadã, minha gente!!!

Responder

Eduardo

23 de junho de 2013 às 19h41

Aos estudantes: abracem a causa da Dilma – 100% dos royalties do pré-sal para a educação. Ela escancarou em seu discurso que adoraria ver os estudantes exigindo nas ruas, de forma responsável, essa bandeira. Não desperdicem essa oportunidade e esvaziem o oportunismo da direita que quer apenas retornar ao poder, apenas pelo poder, sem causa alguma!

Responder

renato

23 de junho de 2013 às 18h52

A foto.
Gente feliz, de bem com a vida.
Notadamente gente da esquerda.
Felizes também dos do lado direito da foto.

Responder

renato

23 de junho de 2013 às 18h49

– Ninguém mais fala na CIA. Parece que até que ela fechou. Se foi isso, eu não entendo porque ela tem aquele orçamento, enorme, de bilhões de dólares? Será que não sobram uns trocados para ela aplicar no Brasil?
Brizola.

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de junho de 2013 às 18h34

*Wagner Iglecias: Dilma entra em campo. E agora(?!)
* Wagner Iglecias é doutor em Sociologia e professor da EACH-USP

Em https://www.viomundo.com.br/politica/wagner-iglecias-dilma-entra-em-campo-e-agora.html#comment-456015

LÁ VEM O MATUTO “COM AS ORELHAS EM PÉ”! “E SÓ LIMPANDO OS OUVIDOS”!’ARRI ÉGUA’!…

… Após ouvir todos e todas os(as) representantes da sociedade brasileira e dos Poderes Constituídos, a presidente Dilma Vana Rousseff deverá encaminhar os pleitos para discussões, envolvendo o conjunto da própria sociedade e os demais membros dos Poderes Constituídos. Em seguida, materializar:
# A reforma política, contemplando, entre outas premissas, o financiamento público das campanhas eleitorais, em todos os níveis;
# instituir em, no máximo, duas legislaturas os mandatos parlamentares, de vereador a senador da República – explicar ao povo que esse dispositivo, entre outros benefícios, restringirá a nefasta “profissionalização dos políticos”(!);
# instituição do [democrático] imposto sobre as grandes fortunas;
# (re)instituição da CPMF, cujos recursos deverão ser aplicados exclusivamente na área da saúde pública. Explicar ao povo que além de representar uma fonte de recursos, a CPMF significa um valioso instrumento de limitação da sonegação de impostos e outros crimes fiscais;
# definir a aplicação dos 10% do PIB na área da educação;
# instituir a [democrática e civilizatória] Lei dos Meios;
# a aplicação total na área da Educação dos recursos gerados a partir do pré-sal;
# tipificar como hediondo todos os crimes de corrupção e desvio do dinheiro público;
# redução pela metade do número de cargos comissionados em todas as instâncias federativas, evitando o não menos nefasto compadrio, comprometedor da qualidade e da eficiência dos serviços públicos prestados à população, reduzindo o ‘custo Brasil’ – medida a vigorar a partir de janeiro de 2015;
#…

EM TEMPO: Presidente Dilma Vana Rousseff, a nação não pode deixar de aproveitar essa alvissareira oportunidade histórica! Mesmo porque o povo está nas ruas clamando e exigindo essa, digamos, revolução pacífica – lídima e inadiável!…

RESCALDO: esperamos – e torcemos para – que o governo federal saiba se comunicar e dialogar com o honesto, sapiente, impávido e trabalhador povo brasileiro.

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO [depende de nós enquanto ações e reações!]
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Heitor

23 de junho de 2013 às 18h25

Azenha, leva ao alguem de direção na esquerda que o mais importante nesse momento é arregimentar forças, e não sair para o embate.
Veja opiniao do Nassif, com a qual concordo, dada a situação atual..

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-combustivel-que-alimenta-as-manipulacoes-nas-passeatas

Responder

Fabio Passos

23 de junho de 2013 às 17h52

Com a saída do MPL na organização das manifestações, após impedir aumentos de passagens em várias cidades, a pauta dos manifestantes tornou-se udenista. Tacanha. Está bem claro que as “propostas” da classe média nas manifestações é a mesma definida nas redações do PiG. Um lixo.
A população só pode contar consigo para fazer reformas sociais. A “elite” branca e seus capachinhos jamais vão mudar nosso país para melhor. É a população oprimida que precisa se manifestar e colocar suas demandas… de preferência longe destes “apartidários” fascistóides que estragaram as manifestações por melhor transporte público.

Responder

abolicionista

23 de junho de 2013 às 17h50

Rota mata três após protesto em favela
Ana Flávia Oliveira
do Agora

Policiais da Rota (Ronda Ostensivas Tobias de Aguiar) mataram três pessoas na madrugada de ontem em supostos tiroteios na favela da Funerária, na Vila Maria (zona norte), horas depois de um PM ter sido baleado durante um protesto na região.

As mortes aconteceram em três locais diferentes, em um período de uma hora e 20 minutos. Os mortos não foram identificados.

Os confrontos ocorreram entre as 2h15 e as 3h35. Em todos, segundo a Polícia Militar, os policiais foram recebidos a tiros e revidaram. Três fuzis e uma pistola 45 foram apreendidos. Ninguém foi preso.

Link: http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/2013/06/1299938-rota-mata-tres-apos-protesto-em-favela.shtml

Responder

Jandira Feghali: Grupos fascistas pagos jogaram bombas nos próprios manifestantes - Viomundo - O que você não vê na mídia

23 de junho de 2013 às 17h47

[…] Esquerda mobiliza periferia e se organiza para barrar o avanço da direita […]

Responder

abolicionista

23 de junho de 2013 às 16h08

1. Estive na manifestação na Roosevelt e acho que, mais do que nunca, é preciso dialogar. A forma itinerante não me agrada justamente por isso, num protesto que permanece em um lugar fixo é muito mais fácil discutir, aprofundar as questões.

2. A entrada da periferia em cena vai expor as contradições mais fundas de nossa sociedade, mas é preciso se preparar para o revide da direita, que pode vir na forma de um golpe. Estamos prontos para isso? O governo, aparentemente, não tem nenhuma inteligência política, está em coma profundo.

3. O fascismo sempre surge na derrota da esquerda, mais do que nunca é preciso radicalizar, uma esquerda sem imaginação utópica já está derrotada de saída.

Responder

assalariado.

23 de junho de 2013 às 15h41

Gostaria de reforçar o comentário do Sr. Jose de França (sáb, 22/06/2013 – 21:07). E sua importância tática para lutas vindouras. Inclusive, peço aos internautas para guardarem este comentário para ser usado no futuro próximo.

(sáb, 22/06/2013 – 21:07).

Se a pauta (de esquerda), da população e as vozes das ruas querem entender o porque da situação da educação, da corrupção e, também, o porque do discurso: FORA PARTIDOS! Mostremos então, para as massas através de (PANFLETAGENS MASSIVAS DURANTE AS MANIFESTAÇÕES), d’agora em diante de forma clara, quem é quem nesta lista de reivindicações.

——-> Quem votou contra mais dinheiro para Educação?

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

——–> Quem votou contra mais dinheiro na Saúde?

http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL598472-5601,00-VEJA+QUEM+VOTOU+A+FAVOR+E+QUEM+VOTOU+CONTRA+A+APROVACAO+DA+NOVA+CPMF.html

——–> Quais os partidos com mais políticos condenados por corrupção?

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/09/psdb-partido-mais-sujo-brasil-ranking-justica-eleitoral.html

——–> Estudo FGV/Ernest & Young sobre a Copa:

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

——–> Artigo Paulo Moreira Leite (Democracia x Fascismo): http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/309062_ENTRE+DEMOCRACIA+E+FASCISMO?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

Abraços Fraternos.

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de junho de 2013 às 14h32

… O JORNALISMO FASCISTA E AS CONSPIRAÇÕES COMUNS! ENTENDA
LÁ VEM O MATUTO “COM AS ORELHAS EM PÉ”!

… Depois da ‘veja’ estampar em capa: ‘O menino pobre que mudou o Brasil’… Agora, a mesma ‘veja’: ‘Sete dias que mudaram o Brasil’ – ‘depois dos protestos, nada será como antes’…
… E, aí, a *’jornalista amiga dos patrões barões da “grande” mídia nativa’ “levantou um ‘dedinho’” e afirmou: “**’Meninos’, ‘eu não te conto’, o Datafolha fez uma pesquisa nas ruas entre os manifestantes dos protestos! Vocês sabem quem ficou em primeiríssimo(!) lugar na preferência pela corrida presidencial?” [Toda a pantomima acompanhada de um sorriso ‘verde oliva (sic) de felicidade e regozijo’! – a(de)n(do) sujo nosso!] A resposta pela própria inquisidora (idem sic): “Joaquim Barbosa!” Em seguida, a mesma ‘jornalista amiga dos patrões’, levantou… Dois ‘dedinhos’ – e: “E vocês sabem quem ficou em segundo lugar? Sim, a Marina Silva! Mesmo porque ela não tem vínculos com partidos políticos, apesar de ter vindo do PT, rompido com o PT, e, agora, está organizando a ‘Rede’!” [“Pode ‘to be’?!” – de novo, a(de)n(do) sujo do matuto!] Fala, Cantanhêde, afinal de contas, quem tem microfones e câmeras de TV à disposição, convenhamos, falar o que quer! Não é para isso que serve a democracia?! (ibidem sic) “E vocês sabem quem ficou em terceiro lugar? Nesta mesma pesquisa do Datafolha, realizada nas ruas e entre os manifestantes dos protestos, a presidente Dilma Rousseff fica com, apenas, 10% das intenções de votos! A mesma presidente Dilma Rousseff que, na pesquisa geral do Datafolha, vence as próximas eleições, em primeiro turno, com 51% dos votos…”
Dois ‘dedinhos de prosa do matuto’! A Cantanhêde não esqueceu de levantar ‘os três dedinhos da mãozinha direita'(!!!) ao informar o nome do terceiro colocado na pesquisa [realizada nas ruas, entre os manifestantes dos protestos!]; Os sorrisos progressivamente contagiaram o outro ‘convidado a dedo’ pela âncora do programa e a própria âncora, óbvio!
*Eliane Cantanhêde “da Folha da ‘ditabranda dos Frias’ & dos Marinhos das organizações(!) Globo”!
**’os meninos’: o outro convidado a ‘dedinho’ pela âncora do programa, o Sérgio Fadul [“do jornal ‘O Globo’”] e a âncora do programa ‘Fatos & distorções’(!), GloboNews!
“CINCO(!) ‘DEDINHOS’ DE PERGUNTAS!”:
1- por que será que os três ‘jornalistas amigos dos patrões’ não informaram ao ‘eleitor assinante’ acerca da “metodologia” aplicada na tal pesquisa Datafolha?! [realizada entre os manifestantes dos protestos(!)];
2- será que os três ‘jornalistas amigos dos patrões’ deram conta de que, ao corroborar com uma “pesquisa” que “pesquisa” desqualificar os partidos políticos, estão difundindo um dos preceitos clássicos do fascismo?!…
3- o que está acontecendo no Brasil – em meio à realização da Copa das Confederações(!) – evidencia alguma coincidência com a tal ‘primavera árabe’?!
4 – o que está acontecendo no Brasil – em meio à realização da Copa das Confederações(!) – tem alguma correspondência com o fascismo?!
5- lá isso é jornalismo?!…

NOTA ACAUTELATÓRIA: com relação à questão de número 3, o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, já nos deu a contundente e peremptória resposta:
“Os protestos registrados nos últimos dias no Brasil fazem parte uma conspiração para desestabilizar a presidente Dilma Rousseff, assim como está acontecendo comigo.” Em Denúncias
Erdogan diz que mesma conspiração atua na Turquia e no Brasil
publicado em 22 de junho de 2013 às 21:13

FONTE: https://www.viomundo.com.br/denuncias/erdogan-diz-que-mesma-conspiracao-atua-na-turquia-e-no-brasil.html

E VAMOS ***“AOS FINALMENTES”(!): … “Inté”!…
***lembrando o saudoso Odorico Paraguaçu! Bom político – e militante(!) – aquele!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de junho de 2013 às 14h30

No auge do clima golpista no país, secretário de Segurança do Rio diz que pode convocar o Exército. Não faltava mais nada
em http://blogdomello.blogspot.com.br/2013/06/no-auge-do-clima-golpista-no-pais.html

LÁ VEM O MATUTO “COM AS ORELHAS EM PÉ”! O MESMO MATUTO ‘BANANIENSE’ QUE SENTE O CHEIRO DE GOLPE DESDE O DIA EM QUE NASCEU EM PINDORAMA!

Prezado, competente e intrépido jornalista brasileiro Antônio Mello, a que ponto nós chegamos: até a [DEMotucana de carteirinha!] Eliane Cantanhêde [“da Folha da ‘ditabranda’ &$ da ‘grobonews'”] está a propalar a tese da “ineficiência” da ABIN!…

… “Pode ‘to be'”?!”…

Felicidades ao egrégio jornalista! E parabéns pelo seu trabalho jornalístico – e cívico!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de junho de 2013 às 13h42

O POVO BRASILEIRO PEDE RESPEITO! Sobre “a turbulência invisível que tenta desestabilizar o Brasil!” O que poderia ser um apelo à consciência!

… O palanque tem a sua hora! No entanto, a vida real passa muito além – e muito acima – dos abjetos jogos político-partidários e institucionais… Portanto, nós temos que valorizar, prevalentemente, as ideias e as ações que visem, verdadeiramente, o bem coletivo – e que contribuam para o fortalecimento da nação! Ademais, os partidos políticos, os times de futebol, os políticos profissionais, os procuradores – e os procuradores prevaricadores (sic) -, “os imortais (sic) supremos do supremoTF”(!) e das Academias de Letras, os demais juízes, toda a sorte de “dotôres”(!), os(as) jornalistas – “amigos(as) ou não dos patrões barões” (idem sic) -, os governantes… Nós todos, pessoas comuns e mortais, felizmente… Enfim, todos, absolutamente todos passaremos: talvez a única certeza das nossas existências, efêmeras e caóticas!…

Felicidades… A nós todos!

Mundo
Brasil, Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Ruy

23 de junho de 2013 às 12h52

Existe sim, só não vê quem não quer, uma relação entre os recentes distúrbios do Bolsa Família, essa marcha atual dos Barrigas Cheias e a tentativa de revisar a indecorosa Lei da Anistia, que anistiou crimes hediondos de torturadores contumazes. Por detrás disso estão alguns partidos políticos, à sorrelfa, uma grande parte do MP, que teme perder privilégios, a CIA, e o Partido da Mídia Golpista, também conhecido como PIG.

Responder

Bertold

23 de junho de 2013 às 12h47

A vida tá muito virtualizada. Um tete-a-tete com panfletos e jornaizinhos em portões de fábricas, comércio e praças à moda antiga também vai bem obrigado.

Responder

Tiao

23 de junho de 2013 às 12h11

Que bom ! A direita nos colocando de onde não deveríamos ter saído: À ESQUERDA !!!

Responder

Samira Silva

23 de junho de 2013 às 11h35

Temos que ir para a rua em blocos enfrentar a direita até dissipá-la. Ela é minoria e seus argumentos são ruins e torpes. Logo perdem o fôlego.

Responder

Cláudio

23 de junho de 2013 às 11h26


“Com o tempo, uma imprensa [ = mídia ] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


“Se você não for cuidadoso, os jornais [ = mídias ] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



Ley de Medios Já ! ! !



Responder

carlos saraiva e saraiva

23 de junho de 2013 às 10h29

Agora, sim, é hora da esquerda despertar. Está em jôgo a luta de classes. Deixemos de lado a luta hegemônica interna e vamos construir uma contrahegemonia, pressionando com uma pauta comum, o governo à realizar as reformas e as rupturas necessárias. Reformas, sim; Rupturas, sim; Golpe não.

Responder

Roberto Locatelli

23 de junho de 2013 às 10h29

Parabéns à Cooperifa pela iniciativa. Não podemos mais esperar que o PT decida acordar de seu sono profundo.

Responder

assalariado.

23 de junho de 2013 às 09h39

Está claríssimo, só avisar o povo não é o suficiente. O campo de batalha mostra que não estamos sozinhos nas vozes das ruas. Teremos que ficar atentos e fazermos passeatas (não só) nas portas e nas esquinas onde residem, em sua maioria, a classes média reacionária de nação.

Precisamos frequentar as periferias convocando passeatas devidamente pautada e, com viés de esquerda. Havermos de começar, como o diz o post: observar nos mapas eleitorais de 2010 onde é que se encontram os eleitores mapeados pela mídia burguesa como votantes da cor vermelha, seja a nível de municípios, seja a nível de estado, seja na eleição federal.

Oras, nunca vi uma transformação social onde a comunicação se dá, entre surdos e mudos. Eu sei, o feicibuqui fala com as massas mas também é um ambiente onde quem tem uma predominância é, em boa parte os reacionários de plantão, que se aproveitam para confundir a pauta da esquerda. Neste momento, estamos sem alto falante e panfletos, para dialogar com as massas. Providenciemos, isso é pra ontem, enquanto isso a direita, …

Acho que já deu para perceber claramente que, não existe vácuo politico numa sociedade dividida em luta de classes. Portanto, se as esquerdas não ocupam esse vácuo (povo despolitizado?), com certeza, a direita ocupará, e está ocupando. Sim, todo artista tem que ir aonde o povo está. Mãos a obra!

Rumo ao socialismo. Sem medo de se mostrar como de esquerda. Com trabalho de base, claro?

Responder

José Ricardo Romero

23 de junho de 2013 às 09h33

É preciso parar com meias palavras. Trata-se de manifestação de direita. Promovida pelos fofos anencefálicos foi, por isso mesmo, cooptada pela direita e permitiu agregar bandidos, ladrões, desocupados, vândalos e fortinhos da extrema direita, descaracterizando suas pautas justamente por não serem partidárias e não terem lideranças. Que a esquerda vá à luta e ponha a cara, sem usar máscaras e diga em alto e bom som o que é e a que veio.

Responder

paulo

23 de junho de 2013 às 08h33

Tá na hora é de ficar em casa. Acho esquisito psol e pstu aparecerem como preocupados com movimentos de esquerda, foram eles que começaram isso que está aí. Não são democráticos, nem os considero partidos de esquerda.

Responder

leia

23 de junho de 2013 às 07h45

Minha opniäo: nesse momento , quanto mais sair às ruas, mais motivo para pancadaria terá . Acho que todos que estäo levando sério esses manifestos , deveriam se recolher no momento. Assim ficaria mais fácil para a polícia agir, contra os baderneiros e nazis. O correto seria organizar uma manifestacäo de apoio à Dilma em Brasilia, mas no dia em que os nazistas näo estiver nas ruas. Sábado por exemplo, com cartazes e faixas com numeros dos programas que estäo melhorando o Brasil. Aqui vai uma lista:
numeros de empregos criado/criancas que saíram da pobreza extrema/ Prouni/faculdades criadas/Pronatec e outros mais. Na Turquia os simpatizantes do Erdogan foram para as ruas separadamente dos contras para apoiá-lo e no Brasil näo estamos fazendo isso. Onde estäo as mulheres ?

Responder

    Luiz Moreira

    23 de junho de 2013 às 10h45

    Luia!
    Pelo visto, tu não leu o que a direita quer, e está fazendo! Que passeata organizadinha, aos sabados. Deixa de ser bobo!
    Acha que a direita vai permitir PASSEATAS de sonhos? Não sabes tu, que isto é guerra e eles estão ganhando. Vai na tua passeata. Leva flores. Vão servir para o velório dos movimentos de esquerda! Chamar isto de MOVIMENTO é forçar a barra. PARALITICO só vai em cadeira de rodas. Se esta é a proposta, melhor a colocação do anterior!! Ficar em casa e jogar a toalha! Ou tomar as ruas ou entregar e desistir.
    A DIREITA vai forçar a barra até haver uma intervenção das forças VIVAS!!
    Por aí já devem estar rondando e atuando os planejadores da CIA. Contratados pela direita. Depois vem os sucessores do DAN MITRIONE. Ensinar a dar choques elétricos mais eficazes. Em GUANTANAMO tem vários especialistas.

Mauricio Benedito

23 de junho de 2013 às 07h41

Proposta de palavra de ordem:
“Reforma Tributária,
rico tem que pagar,
saúde e educação,
para a população”.

Responder

    renato

    23 de junho de 2013 às 19h00

    Todo bem gerado no Brasil, deve ser transformado em
    benfeitorias para todos os Brasileiros.

    Toda criança nascida no Brasil, deve ter assegurado seus
    direitos junto de toda a Sociedade.
    Toda criança assim que entrar na escola deve reconhecer
    seus direitos e seus deveres, pois será o adulto que proverá
    as próximas gerações.

    renato

    23 de junho de 2013 às 19h23

    Todo bem gerado no Brasil, deve ser transformado em
    benfeitorias para todos os Brasileiros.

    Toda criança nascida no Brasil, deve ter assegurado seus
    direitos junto de toda a Sociedade.
    Toda criança assim que entrar na escola deve reconhecer
    seus direitos e seus deveres, pois será o adulto que proverá
    as próximas gerações.

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

Igor_

23 de junho de 2013 às 04h30

Acordaram tarde de mais
Agora que o golpe já está m pleno curdo eles querem pegar o bonde andando….

Responder

Rodrigo

23 de junho de 2013 às 04h00

“as organizações políticas são a causa dos problemas do país,”

E não são?

Responder

Edvaldo

23 de junho de 2013 às 03h19

Ta confuso entre esquerda e direita?
http://www.youtube.com/watch?v=UiVDtWb7K48

Responder

Edvaldo

23 de junho de 2013 às 03h06

Ta confuso entre esquerda e direita?
http://www.youtube.com/watch?v=UiVDtWb7K48

Responder

Robson Silva

23 de junho de 2013 às 02h25

Esquerda/direita volver! Eita dicotomia besta essa. Querendo recuperar o terreno perdido é? Essa tal “esquerda pequeno burguesa”, essa mesmo, aquela que esqueceu as periferias, simplesmente as deixou ali, à décadas jogadas lá à própria sorte. Essa esquerda pequeno burguesa niilista, que preferiu fazer seu confortável “socialismo romântico” de “copo de uísque na mão”, para os universitários “laisser-faire” em suas aulas tiradas “ipsis litteris” das cartilhas ideológicas de Antonio Gramsci, copiadas “in totum” dos Cadernos do Cárcere; e agora vem ela, assim, toda faceira, serelepe e de última hora; querendo aparecer como a “salvadora da pátria”.
Lamento informar, mas chegaram bem tarde.

Responder

Matheus

23 de junho de 2013 às 01h03

VIVA A PERIFERIA!!!

Responder

psgd

23 de junho de 2013 às 00h36

Partam pra cima da globo ela está pautando a moçada. Aqueles 2 mequetrefes não tem competência e nem condição de armar tamanho barulho. Fiquem de olho nos passos do governador de pernambuco, não há justificativa plausível para a sua súbita mudança.

Responder

Marat

22 de junho de 2013 às 23h31

Enquanto a burguesada burra e inconsequente dá seu aval aos fascistas, e faz a polícia se mover em peso para as manifestações, a bandidagem faz arrastões… agora foi o fifties, em Moema!!!!!!!!!!!!!

Responder

laura

22 de junho de 2013 às 23h06

Isso é bom! Eppur si muove ou E pur si muove!

(mas se movimenta ou no entanto ela se move, em português)
( frase polêmica que segundo a tradição Galileo Galilei pronunciou depois de renegar a visão heliocêntrica do mundo perante o tribunal da Inquisição).

Responder

    Mário SF Alves

    23 de junho de 2013 às 00h45

    Por sua visão heliocêntrica, o astrônomo italiano teve que, em 1611, ir a Roma, pois estava sendo acusado de professar uma heresia. Condenado, foi obrigado a assinar um decreto do Tribunal da Inquisição no qual declarava que o Sistema Heliocêntrico era apenas uma hipótese. Contudo, em 1632, Galileu voltou a defender este Sistema e deu continuidade aos seus estudos. Reza a lenda que, depois de abjurar, maldizer e detestar seus erros e suas heresias, ao sair do tribunal da inquisição, após sua condenação, Galileu disse a célebre frase: Eppur si muove!, ou seja, contudo, ela se move!, referindo-se à Terra.
    ___________________________

    Galileu frente ao tribunal da inquisição romana
    (pintura de Cristiano Banti, 1824 – 1904)
    Durante o julgamento de Galileu,
    o Cardeal Roberto Bellarmino disse:
    — Afirmar que a Terra gira em torno do Sol é tão errôneo
    quanto afirmar que Jesus não nasceu de uma virgem.

    Galileu frente ao tribunal da inquisição romana
    (pintura de Cristiano Banti, 1824 – 1904)
    Durante o julgamento de Galileu,
    o Cardeal Roberto Bellarmino disse:
    — Afirmar que a Terra gira em torno do Sol é tão errôneo
    quanto afirmar que Jesus não nasceu de uma virgem.
    ________________________________
    Como bem resumiu Aires de Almeida, há três tipos de razão que fizeram de Galileu o pai de uma nova forma de encarar a Natureza: em primeiro lugar, deu autonomia à ciência, fazendo-a sair da sombra da Teologia e da autoridade livresca da tradição aristotélica; em segundo lugar, aplicou, pela primeira vez, o novo método – o método experimental – defendendo-o como o meio adequado para se chegar ao conhecimento; finalmente, deu à ciência uma nova linguagem, que é a linguagem do rigor, a linguagem matemática. Seja como for, a história de Galileu é um exemplo célebre de como a violação à liberdade de opinião das pessoas pode ser altamente prejudicial ao desenvolvimento das ciências.
    ______________________
    Fonte:
    http://paxprofundis.org/livros/galileu/galilei.htm

vitor

22 de junho de 2013 às 23h01

Quando a esquerda realmente for para esquerda, aí sim ela se unificará.
Chega de dá jeitinho!

Responder

Alexandre Maruca

22 de junho de 2013 às 22h56

A bem da verdade não podemos deixar as ruas. Agora que a mídia legitimou o protesto temos que aproveitar a oportunidade e ocupar no lugar de quem acordou ao meio dia. Estava pensando que o que seria melhor seria a parada total dos movimentos, mas quem sabe esta seja a oportunidade que pode demorar a voltar. Acredito que a panela quente tem que diminuir a quentura, mas não esfriar. Esperar a direita reacionária diminuir sua intensidade nas ruas em alguns dias e tomá-la. É um risco, reconheço, mas pode ser também um risco não fazer. Que os mais experientes nos orientem.

Responder

José X.

22 de junho de 2013 às 22h48

“O movimento teve um ponto positivo: deixou aflorar uma insatisfação reprimida.”

Ou: o resultado de anos e anos de lavagem cerebral do povo pela mídia.

E pra variar, os “esquerdistas” que destamparam o caldeirão foram estúpidos, ao fazerem o trabalho para a direita. A Globo tentou por anos levantar o povo contra a política progressista no Brasil, sem conseguir, e agora os “esquerdistas” fizeram isso pra ela. E não foi nem por 30 dinheiros: foi por 20 centavos.

Responder

Isaias

22 de junho de 2013 às 22h43

Toda essa gente não quer é ver esses partidos de aluguel tentando tirar uma lasca do movimento. São políticos que creem na democracia com partidos representativos mas querem, acima de tudo, mudança de postura dos parlamentares que, mandato após mandato, insistem em denegrir a imagem que o povo tem do congresso nacional.

Responder

Maria Fulô

22 de junho de 2013 às 22h41

A mesma PM que divide por 3 o número de ativistas em manifestações da esquerda, multipla por 10 as manifestações da direita (SP e MG) onde os governadores sao do PSDB… Estive no MASP por volta de 16 horas; se tanto, havia no local 2.000 pessoas. Os portais de direita dão conta que 35.000 pessoas estavam na manifestação… Só rindo.

Responder

    Elza

    23 de junho de 2013 às 01h29

    Deixa a mídia pra lá, atualmente tem as redes sociais, faz -se vídeos e joga no Face. É importante sim ocupar os espaços da rua, que a direita tá ocupando, o importante é mostrar pra eles que tem muita gente que apoia o governo da presidenta Dilma… aff até que enfim tah havendo mobilização pra fazer o contraponto nas ruas. Esclarecer a população e mostrar pro povo brasileiro, que as pessoas vão pra rua cobrar ñ violência e a praticam.

FrancoAtirador

22 de junho de 2013 às 22h41

.
.
SEMANA QUE VEM, TEREMOS A MARCHA

DA CLASSE MÉDIA PELA MUDANÇA…

PARA MÁIÂMI-FLÓRIDA-IÚÉSSÊI.
.
.

Responder

Tácio

22 de junho de 2013 às 22h26

essa pauta ta boa, contra venda do NOSSO petroleo, reforma do judiciario, reforma politica, lei dos meios, isso ja ia da um bom salto rumo a justiça social.

Responder

Rafael

22 de junho de 2013 às 22h26

O movimento teve um ponto positivo: deixou aflorar uma insatisfação reprimida.
Um negativo: não tinha estratégia. Se dizia “a-político”, leia-se “a-partidário”. Ora, num estado democrático a politica é administrada por organizações partidárias. Sem elas, não há democracia. Logo, a tática (curto prazo) de se dizer “a-política”, ia certamente descambar para uma estratégia (longo prazo) facista.
Para a classe média tradicional (conservadora) e classe alta é a melhor estratégia para enfrentar um governo alinhado*, mas não aliado. Assim, a estratégia foi cooptada pela direita (uma vez que a esquerda** que estava na rua não tinha): enfraquecer o governo, substituí-lo, se preciso, derrubá-lo.

*A gestão macro-econômica (que é o que interessa ao capital) da Dilma está a esquerda do Lula.
** esquerdismo, doença infantil…

Responder

    Alice

    22 de junho de 2013 às 22h53

    É isso Rafael a negação do plupartidarismo leva a hegemonia de uma concepção de política, isso que se entende por fascismo. É necessário pensar que quem propaga a onda apolítico está fazendo política. A sua própria política.

    Mário SF Alves

    23 de junho de 2013 às 00h52

    Até onde sei, as manifestações eram, pelo menos no início, suprapartidárias. Errei?

Marat

22 de junho de 2013 às 22h23

Então, quando os protestos serão:
1) em frente às sedes do PIG?
2) em frente às empresas multinacionais?
3) em frente às casas dos especuladores?
4) em frente a consulados e embaixadas dos países que apoiam financeiramente as manifestações?
Aguardo resposta urgente, para me preparar para participar!

Responder

    Bacellar

    22 de junho de 2013 às 23h57

    5)13:25h na Pt.Estaiada com um banderão: “Globu vtnc”!

    Marat

    23 de junho de 2013 às 00h18

    Vou levar uma garrafinha de água e vinagre, se ele estiver liberado!

Carla Suhett

22 de junho de 2013 às 22h18

Esses jovens que não cresceram sob uma ditadura não sabem o valor da pluralidade!!

Responder

Marco

22 de junho de 2013 às 22h14

A Globo não esta só!

Responder

    paulo

    23 de junho de 2013 às 08h28

    Verdade, conta com o apoio irrestrito do jornalismo da record, cada dia mais parecido com o da globo.

Marco

22 de junho de 2013 às 22h12

)Otimo.Os movimentos de periferia,devem também,infiltrar gente,nas manifestações dirigidas pela direita,de forma anônima,pra contradizer as palavras de ordem fascistas e quebrar a hegemonia da mídia com palavras de ordem contra os propagandistas do golpe.Globo,//bandeirantes,Folha,Estadão,Sbt,Rbs,Correio do Povo,Record e todos os outros aogãos de propaganda dos ricos,ou seja a direita.

Responder

Luís de Assis

22 de junho de 2013 às 22h04

Excelente a ideia, é preciso se contrapor a esse movimento direitista que se apropriou da agenda do MPL com a ajuda inestimável do PiG.

Responder

Mário SF Alves

22 de junho de 2013 às 21h57

Fora de pauta, mas, no entanto, todavia, contudo, IMPRESCINDÍVEL: http://www.conversaafiada.com.br/tv-afiada/2013/06/21/sensacional-a-globo-nao-esta-do-nosso-lado/

___________________________________
Dialética Já! E viva a professora Marilena Chauí, minha mestra nos igualmente imprescindíveis “Primeiros Passos”.
_________________________________________
Dialética Já!

Responder

J Souza

22 de junho de 2013 às 21h49

Adivinhem quem os golpistas vão colocar no governo se conseguirem depor a Dilma…
Começa com Joaquim… E termina com Barbosa Gomes.
Deveria ser o vice, ou alguém do congresso, mas o golpe vai ser “geral”. Vão colocar o mais manipulável pela mídia golpista e pelos americanos… Já até viajou aos EUA para receber um “prêmio”.

Responder

    J Souza

    22 de junho de 2013 às 21h55

    Com um detalhe: eles não precisam mais da Globo e da Veja, eles já têm o FACEBOOK.

    Luís Carlos

    22 de junho de 2013 às 23h39

    Ms zelou, Veja e demais continuarão junto insuflando movimento fascistas. Está na veia e DNA dessas instituições e odeiam tudo que possa dialogar com demandas sociais e populares.

    Luís Carlos

    22 de junho de 2013 às 23h40

    Corrigindo: Globo e Veja, e seguemo texto de antes.

Lindivaldo

22 de junho de 2013 às 21h45

Ótimo!!!!!!!!!!!
Quero ir para ruas contra a ultra-direita que não aceita os resultados das urnas!
É o momento de toda a esquerda se unir para evitar o retrocesso.

Porém, mais do que tudo, não se esqueçam das redes sociais.
É preciso divulgar na rede social os avanços das gestões Lula-Dilma, fazer comparações, etc.
Sem investir neste campo, a luta está perdida!
Pois, por um descuido da esquerda, a extrema direita avançou e fez a cabeça dos nossos jovens, através do facebook, twitter, etc, injetando-lhes o ódio, o preconceito, e todas as demais pautas, visando a desestabilização do governo e a retomada do poder.

Vamos mostrar à mídia golpista que 600 mil robôs do facebook não podem mais que 55 milhões que aprovam este projeto.

Responder

    Mário SF Alves

    23 de junho de 2013 às 00h59

    E um detalhe, agora sim, sórdido, mas, de imensa utilidade: “anuncie-se” o fim do BF.

    Sonia

    23 de junho de 2013 às 17h15

    Não tem nada de sórdido Mário Alves. E muito menos de mentira. Qual você acha que será uma das primeiras medidas que a direita vai tomar quando chegar ao poder? Acabar com todos os programas sociais, começando pelo BF,privatizar todo o ensino público, privatizar o Pré sal e vai por aí afora.

trombeta

22 de junho de 2013 às 21h42

A esquerda unida junto com o movimento social não tem pra ninguém.

Responder

J Souza

22 de junho de 2013 às 21h40

E quem vai barrar o avanço da direita dentro do governo Dilma?
Quem são os “amiguinhos” da mídia (que agora vai tentar novamente dar o golpe) no governo Dilma?
É a direita de dentro do governo que o está minando, e não a de fora!

Dar um tom direitista ao governo seria prudente se o objetivo fosse facilitar a governabilidade ou a aprovação de mudanças sociais, como o Lula fez. O Lula foi tão esperto politicamente que colocou dois homens da direita no seu governo, um no Banco Central, e outro no Ministério da Defesa. E conseguiu até eleger a Dilma. Mas, colocar petistas de direita nos principais ministérios não está dando o mesmo resultado…

P.S.: Melhor a Dilma agir menos com o coração, como faz ao manter os amigos nos ministérios, e começar a agir mais com a razão.

Responder

Horridus Bendegó

22 de junho de 2013 às 21h38

UÉÉÉÉÉÉBAAAA!!!!!!

Acunha… Acunha, Movimentos Sociais, porque o Freikorps* já está nas Ruas!!!

Na crise da Renúncia do Keiser Guilherme II durante a I Guerra Mundial (pela iminência de derrota do Exército alemão para as forças aliadas), quando foi instalada a frágil República de Weimar, o Freikoprs se uniu e foi às ruas de toda Alemanha para ocupar o espaço político e cassar os principais líderes alemães de Esquerda Rosa Luxemburgo, Karl Liebknecht, que acabaram assassinados.

A morte desses dois grande líderes socialistas eliminou a liderança política popular mais representativa do país e abriu caminho para que os Perversos Sociais nazistas dominassem a Alemanha.

*Freikorps – Grupo paramilitar de direita, que mais tarde iria apoiar os Nazistas formando a base violenta da atuação de Adolf Hitler.
Aqui são os nossos neo-nazistas conhecidos como skinheads, racistas, machistas, segregacionistas e baitolas enrustidos!

Responder

xacal

22 de junho de 2013 às 21h37

Não é só em SP.

Aqui na cidade de Campos dos Goytacazes, RJ, começam as reuniões e articulações dos grupos organizadores das passeatas com alguns quadros dos movimentos partidários, sociais, e da UFF, UENF(Universidade do Norte Fluminense), dentre outras, para entabular uma forma direcionada do movimento comunicar uma pauta determinada, que passa mais ou menos por afastar a direita, quebrar esta ideia de afastamento dos partidos, estabelecer interlocução com as instituições (de governo e fora dele), promover debates.

Isto não é pouca coisa. Participei de uma destas reuniões, e vi a garotada assustada com a dimensão e a atomização do que surgiu, seja em nível nacional, seja na localidade, e olha que aqui o embate está bem tranquilo.

Desde sexta-feira, posso dizer que renovei minhas esperanças e pude diluir um bocado minhas apreensões, mas isto não quer dizer que devamos baixar a guarda para os fascistas e golpistas que continuam por aí.

A luta só (re)começou… e eu que já me achava velho para isto.

Responder

    Mário SF Alves

    23 de junho de 2013 às 01h12

    Velho?!! Velho é o seu preconceito! Bora aí gente!
    _______________________________
    Abs., meu velho e bom Xacal. Abraços.
    Saudações radicalmente democráticas. Aliás, nem é preciso chegar a tanto; então… saudações pelo fim do subdesenvolvimentismo capitalista naZional.
    _______________________________________
    A casa-grande tá alucinada. Segura essa PiG. Chama de novo o patrãozinho-espião do Norte, “chama”. É isso o que querias, né? Então…

antonio

22 de junho de 2013 às 21h22

O problema dessa mobilização é que ela vai ter troco. E adivinha quem a imprensa vai defender e repercutir? Todos sabemos, né.

Responder

    Luiz Carlos

    22 de junho de 2013 às 22h12

    Antonio, a esquerda brasileira e do mundo inteiro está acostumada com o tratamento da imprensa. Mesmo com esse tratamento, está governando o Brasil por mais de 10 anos. Se a esquerda se unir, não tem PIG que consiga derrotá-la.

    Elza

    23 de junho de 2013 às 01h44

    Concordo Luiz Carlos e ainda mais com face e Twiter;

    FrancoAtirador

    22 de junho de 2013 às 22h19

    .
    .
    Não tem problema nenhum.

    Alguns milhões de TRABALHADORES na Capital Federal,

    com uma pauta objetiva, destroem essa corja fascista.

    Com ou sem Mídia Bandida, vão ter de engolir o Povo.

    Essa massa amorfa de bebezões neotropicalistas mimados

    que serve de manobra para a Direita e a Extrema-Direita

    tem de tomar uma lição sobre o que é movimento popular.
    .
    .
    ESTÁ NA HORA DO CONTRA-PROTESTO!

    NA RUA!

    PELA DEMOCRACIA E CONTRA O FASCISMO!
    .
    .

    Alexandre Maruca

    22 de junho de 2013 às 22h47

    Com ou sem movimento contrário a imprensa já tem lado definido. Vamos pra rua enfrentar quem acabou de acordar!

antonio

22 de junho de 2013 às 21h20

Infelizmente parece que o Brasil tomou um rumo irreversível. Dilma está acabada. E eu me pergunto. por que? O que ela faz para merecer tanto ódio? Estou assustado com esse movimento e o rum do país. Triste.

Responder

    Lindivaldo

    22 de junho de 2013 às 21h55

    Não tem mais o que pensar.
    A hora é de enfrentamento inclusive dos oligopólios da comunicação.

    Liz Almeida

    22 de junho de 2013 às 21h56

    Só não me preocupo mais, porque sei que no próximo ano a Dilma se reelege mesmo…

    Luiz Carlos

    22 de junho de 2013 às 22h18

    A Dilma não está acabada, companheiro. Essa tentativa de golpe, que infelizmente contou com o apoio involuntário de setores da esquerda, mas que, parece que caíram na real, não passará.
    Vamos reverter essa situação.
    Parece que algo de bom pode sair disso tudo. A união da esquerda.
    A direita sempre fomentou e contou com isso para conseguir os seus intuitos.
    Mas se a esquerda realmente se unir, será imbatível.

    Alice

    22 de junho de 2013 às 23h12

    Antonio, a nossa Presidenta é uma mulher e tanto. Delicadamente ela disse tudo. Há limites. Como voce passei esta semana de angústias. Agora vejo uma luz no final do tunel porque as pessoas estão entendendo o quanto estão funcionando como inocentes úteis. Úteis ao projeto de desestabilizar o governo; pense a Dilma ousou baixar juros isso não é pouco. Os estrangeiros que aplicavam seu dinheiro aqui deixaram de levar rendimentos dessas aplicação para fora do país. Com isso foi possível fazer mais casas e maior dotação de verba para funções sociais. A outra questão, pense bem quantas guerras por petróleo os americanos arrumaram no mundo nos últimos tempos, e agora nós temos o pré-sal que eles estão malucos para arrendar a exploração. A meu ver há uma grande infiltração que visa abrir caminho para viabilizar interesses que não são exatamente nossos, mas dos americanos.

    Adauto Gonçalves dos Santos

    27 de junho de 2013 às 02h37

    Dilma é a pessoa certa, no lugar certo e na hora certa. Ela enfrentou os inimigos da liberdade e da vida, os assassinos fardados. Ela está preparada para os embates e para encaminhar as reformas que esse país precisa. Os facistas e colaboradores da globo, do psdb e dos demos da vida que engulam seus venenos. Vão ter que errolar seus rabinhos e sair de mansinhos. Não vamos permitir que se instalem no País um regime de terror e intolerancia. Já estamos acostumados a viver com liberdade, gostamos de sermos uma sociedade plural e pacífica, e tudo faremos para manter a liberdade e a nossa dignidade.

Alexandro Rodrigues

22 de junho de 2013 às 21h16

Será que dessa vez as esquerdas vão se unir?

Responder

    José Fernandes

    22 de junho de 2013 às 21h38

    tomara meu Deus!! tomara

Bacellar

22 de junho de 2013 às 21h14

Desse movimento sim pode sair muita coisa boa! A reafirmaçao das urnas é fundamental nesse momento delicado, se o voto da zona vermelha da cidade (nao foi dessa forma que foi mostrado nos graficos dos jornalões?) tem valor sua opinião tem valor tambem! Não podem levar nossa democracia com um vigesimo da populaçao! Nessa manisfestaçao eu to dentro!

Responder

José de França

22 de junho de 2013 às 21h07

Quem votou contra mais dinheiro para Educação?
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

Quem votou contra mais dinheiro na Saúde?
http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL598472-5601,00-VEJA+QUEM+VOTOU+A+FAVOR+E+QUEM+VOTOU+CONTRA+A+APROVACAO+DA+NOVA+CPMF.html

Quais os partidos com mais políticos condenados por corrupção?
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/09/psdb-partido-mais-sujo-brasil-ranking-justica-eleitoral.html

Estudo FGV/Ernest & Young sobre a Copa:
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

Artigo Paulo Moreira Leite (Democracia x Fascismo):
http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/309062_ENTRE+DEMOCRACIA+E+FASCISMO?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding