VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Elvino Bohn Gass: Gilmar Mendes, Veja e o conluio dos desesperados


10/06/2012 - 06h21

por Elvino Bohn Gass, em  Carta Maior, sugestão de MVM

Aos petistas interessa que os episódios do que se convencionou chamar, retoricamente (conforme o próprio inventor do termo), de mensalão, sejam julgados. A permanência do falatório acerca deste assunto só serve aos adversários do PT que, confrontados com os governos muito bem sucedidos de Lula e Dilma, há anos perderam a linha. E a compostura.

Eles sabem. O que se chamou de mensalão foi uma prática inaugurada por um dos seus (o tucano Azeredo, em Minas). Mas sabem, também, que em caso de condenação de um petista, a foto deste é que estampará a capa da revista Veja. Provavelmente ilustrado com chifres e fumaça nas ventas.

A ideia que preside a tática antipetista é simples: é preciso diminuir a força do PT. Porque o PT tem Dilma e o governo federal mais bem avaliado da história, a maior e uma das mais qualificadas bancadas do Congresso e é o partido preferido dos brasileiros. Como se isso não bastasse, às vésperas de mais uma eleição municipal, investigações da Polícia Federal provam que alguns dos maiores acusadores do PT fazem parte de um esquema criminoso que reúne corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e outros malfeitos. Encurralados, PSDB, DEM, PPS e outros ainda menores, precisam arranjar um jeito de tentar jogar o PT no vento – e o julgamento do dito mensalão parece ser o sopro da hora.

As investigações da PF já prenderam Carlos Cachoeira, o bicheiro a quem o líder do Democratas, senador Demóstenes, servia como um office-boy. Demóstenes era apontado pela revista Veja como um dos ícones éticos do Senado e mais forte acusador do PT. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça também comprometem seriamente o governador tucano Marconi Perillo, com quem Cachoeira negociou uma mansão e cuja Chefia de Gabinete utilizava um telefone “à prova de grampos”, presenteado pelo bicheiro. Demóstenes, Perillo, o desespero só aumenta. Até porque, há uma CPI em andamento no Congresso com potencial para estabelecer a responsabilidades políticas, cassar mandatos e desmontar de um esquema criminoso do, qual se beneficiaram os oposicionistas do PT. E quem conhece, sabe: o PT irá até o fim nesta investigação.

É neste contexto de desespero oposicionista que se insere um episódio tardio, a conversa entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes presenciada pelo ex-ministro Nelson Jobim. Dos três personagens do encontro, dois – Lula e Jobim – dizem a mesma coisa: não houve qualquer pressão para que se adiasse o julgamento do mensalão. O terceiro, Mendes, insinua que foi pressionado. Não por acaso, a insinuação vira manchete da revista Veja.

Logo Veja, que centenas de vezes moldou fatos, inventou dossiês, usou fontes suspeitas, sempre contra o PT.

Mas quem é Mendes e qual o papel de Veja em tudo isso? Mendes é o homem para quem um outro ministro do Supremo, Joaquim Barbosa, disse: -Vossa Excelência não está nas ruas, está na mídia destruindo a Justiça desse país. Me respeite porque o senhor não está falando com seus capangas do Mato Grosso”.

Capangas? Um ministro do Supremo com capangas? Reportagem da revista Carta Capital explica a afirmação do ministro Barbosa: “Nas campanhas de 2000 e 2004, Gilmar (Mendes), primeiro como advogado–geral da União do governo Fernando Henrique Cardoso e depois como juiz da Corte, não poupou esforços para eleger o caçula da família (Chico) prefeito de Diamantino, município a 208 km de Cuiabá/Mato Grosso… circulou pelos bairros da cidade, cercado de seguranças, para intimidar a oposição…”

Para registro: o irmão do ministro é do PPS.

Sobre Mendes, vale lembrar que viajou várias vezes com Demóstenes, de quem era um dos interlocutores prediletos. A relação entre ambos é forte. E vem de longe.

Tome-se, por exemplo, o ano de 2008, quando Mendes presidia o Supremo. Naquele ano, a Polícia Federal já estava chegando perto de Cachoeira. De repente, vem a revista Veja (Veja, sempre Veja) e traz uma notícia “bombástica”: o Supremo está sendo espionado. As fontes? Demóstenes e Gilmar Mendes. Nunca houve um áudio sequer que desse crédito ao grampo. Entretanto, Veja fez manchete. Mas justificado pelas suspeitas nunca provadas de que estaria sendo espionado, Mendes contrata para ser seu consultor de contra-espionagem, um ex-agente da ABIN chamado Jairo Martins.

Sabem que é Jairo Martins? Ele mesmo, o homem apontado pela Polícia como um dos principais operadores do esquema de… Cachoeira, o araponga do bicheiro. Não por acaso, em Brasília, já se diz que entre Cachoeira e Mendes há pelo menos um dado comum incontestável: ambos utilizavam o mesmo personal-araponga. Seria risível se não fosse tão revelador. Há mais: Mendes foi o ministro que concedeu o discutível habeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas num inesperado final de semana. Dantas… sim, a fonte a quem a revista Veja (olha a Veja aí de novo) deu crédito na história do estapafúrdio dossiê que revelaria contas de figurões da República no exterior, Lula entre eles. Jamais comprovado porque absolutamente forjado, o dossiê desapareceu das páginas da revista.

Pois é, esta é a Veja. Uma publicação que manteve relações tão estreitas com Cachoeira que este determinava até em qual espaço da revista suas “informações” deveriam ser publicadas. É diretor de Veja o jornalista que manteve centenas de telefonemas com Cachoeira e que das informações dele se servia para atacar o governo do PT. Veja é, portanto, o veículo de imprensa que melhor conhecia o modus operandi de Cachoeira. No entanto, jamais o denunciou. Repito: jamais o denunciou! Muito se poderia dizer ainda sobre Veja, mas fique-se com a fala de Ciro Gomes, um aliado de Dilma mas um crítico do PT: “Todo mundo sabe que a revista Veja tem lado. Todo mundo sabe que a revista Veja é a folha da canalhocracia brasileira. É ali que o baronato brasileiro explora o moralismo a serviço da imoralidade”.

Veja, a revista que mais ataca o PT, perdeu sua principal fonte oficial – Demóstenes – e sua principal fonte não-oficial – Cachoeira. Restou-lhe tentar um último golpe: atacar Lula, o maior símbolo petista. E a escolha de Gilmar Mendes para o serviço faz todo o sentido neste verdadeiro conluio de desesperados.

Elvino Bohn Gass é deputado Federal PT/RS, Secretário Nacional Agrário e vice-líder da bancada do PT na Câmara.

Leia também:

Paulo Teixeira: Ataque de Gilmar Mendes a Lula revela intranquilidade com a CPI





53 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

TRF: Escutas da PF contra Cachoeira são legais « Viomundo – O que você não vê na mídia

18 de junho de 2012 às 15h17

[…] Elvino Bohn Gass: Gilmar Mendes, Veja e o conluio dos desesperados […]

Responder

Leandro Fortes: Sobre bajuladores e bajuladores « Viomundo – O que você não vê na mídia

16 de junho de 2012 às 14h21

[…] Elvino Gass: Gilmar, Veja e o conluio dos desesperados […]

Responder

Gravação da PF revela participação de Cachoeira na venda da casa de Marconi Perillo « Viomundo – O que você não vê na mídia

11 de junho de 2012 às 12h35

[…] Leia também: Elvino Gass: Gilmar Mendes, Veja e o conluio dos desesperados […]

Responder

Rogério Tomaz Jr.

11 de junho de 2012 às 11h08

Pessoal, o deputado assina “Elvino Bohn Gass” ou apenas “Bohn Gass”. Elvino Gass é “outra pessoa”… rs

Responder

    Conceição Lemes

    11 de junho de 2012 às 12h39

    Obrigada, Rogério. Vamos corrigir já. abs

Gilmar e Veja: o conluio dos desesperados | Conversa Afiada

11 de junho de 2012 às 10h22

[…] da Carta Maior, a partir do Viomundo:(Não deixe de ler, também, a denúncia de Leandro Fortes na Carta Capital: “Sócio acusa Gilmar […]

Responder

José Antônio

10 de junho de 2012 às 21h03

Presidenta DILMA, já passou da hora de puxar a orelha do Ministro Paulo Bernado e enviar imediatamente uma Ley dos Médios ao Congresso Nacional. Livre o nosso povo dessa imprensa corrupta e criminosa. Dê também um chega para lá nesse Gilmar Mendes. Afinal a senhora tem mais de 80% de aprovação popular.

Responder

    Roberval

    11 de junho de 2012 às 15h51

    Queria saber o que o Governo Dilma está esperando acontecer ainda para resolver essa questão: Ley dos Medios. Estão esperando a direita corrupta voltar ao poder? Ou será que do jeito que está interessa ao PT também?

Antenor

10 de junho de 2012 às 18h31

A mídia nos induz a acreditar que a CPMI do cachoeira acabe em pizza, mas não consegue nos afastar a suspeita de que ela está envolta até o pescoço neste episódio.
Quanto ao post gostei da análise, embora gostaria de ver alguém do PT dispensar mais atenção à regulamentação da mídia. Se depender do Bernardo, acho que vamos ficar sempre com o sentimento de vazio, como se o seu ministério não existisse.

Responder

ricardo silveira

10 de junho de 2012 às 18h10

Por que o Gilmar Mendes ainda está no STF? O que o Gilmar Mendes ainda precisa fazer para ser processado?

Responder

Ailton C

10 de junho de 2012 às 17h42

Vamos dizer que Gilmar até que é um cara bom.
Vamos dizer que quem indicou o araponga foi um tal senador.
Vamos dizer que ao invés de verificar grampos o araponga plantou grampos.
Vamos dizer que quem se mistura com criminosos sifu.
Vamos dizer que quem foi grampeado arrumou uma grande sarna.
Afirmamos que o grampeado não tem saída.
Aliás Gilmar, pede pra sair pois não há quem aguente mais suas trapalhadas. Ou melhor, se livre de uma pena maior com a delação premiada.

Responder

Graciete Lobão

10 de junho de 2012 às 17h11

O Brasil precisa passar o chamado mensalão a limpo. É bom que seja julgado logo

Responder

ANDERSON O SINCERO

10 de junho de 2012 às 17h03

e inacreditável como o nosso país cheio de informaçôes, teconlogia de ponta e milhares de riquesas naturais que temos muitas pessoas ainda acreditam em uma revista pretenciosa e MENTIROSA como a veja ACORDA BRASIL

Responder · Curtir

· Parar de seguir a publicação · há 3 segundos

Responder

SILOÉ-RJ

10 de junho de 2012 às 16h39

DÉSPOTAS DESESPERADOS, é o termo certo para definir os membros dessa CORJA comandada pelo 4º poder, INSUFLADOR RESPONSÁVEL pelo GOLPE de 64.
A PÁGINA MAIS NEGRA DA NOSSA HISTÓRIA.
Não conformados com a DEMOCRACIA, que apesar dos pesares se fortalece cada vez mais, tentam sempre que podem, estabelecer um clima favorável para um novo GOLPE.
Recentemente tentaram juntar os saudosos déspotas militares, mas coitados!!!! Todos caindo de podre, não conseguiram sequer levantar a voz.
Não obstante, continua essa bolorenta MÍDIA PARTIDÁRIA DE DIREITA, como sempre, criando RIDÍCULOS FACTÓIDES contra esse e qualquer governo SOCIALISTA, que colocou e mantém o BRASIL no rumo certo.
Essas velhas HIENAS desdentadas e cegas, disfarçadas de lobos “MARINHOS” juntos com os seus pares, fazem o que podem, para atacar de novo.
Mal sabendo eles que só se mantem em pé, pela índole pacífica do seu POVO, por hora em descanso merecido.

Responder

Cláudio

10 de junho de 2012 às 13h47

Com a total falta de projetos viáveis ao Brasil e contando em seus quadros com verdadeiros bandidos que só pensam em se manter no poder e se apropriar do que resta deste país, a oposição só tem uma saída, desqualificar e bestificar Lula e a Dilma. É uma pena, pois a oposição poderia somar e trabalhar fiscalizando e oferecendo projetos para melhorar a vida de nós brasileiros.

Responder

José Tadeu

10 de junho de 2012 às 13h03

Caro Azenha;

Concordo integralmente com a posição do Júlio Silveira (comentário das 11:48.

Que saudades do PT aguerrido, unido e combativo, quando vejo a postura irresponsável e debochada do Vacarezza, da omissão explicita dos senadores Suplicy (tanto ele quanto ela) das vacilações do Zeca Dirceu, perco a esperança.

sds

José Tadeu

Responder

    pperez

    10 de junho de 2012 às 16h47

    O PT de São Paulo está maia para um batalhão de sapadores do PSDB do que outra coisa!

Rita de Cassia

10 de junho de 2012 às 12h30

Concordo com quase tudo. Infelizmente tenho dúvidas quanto à frase “o PT irá até o fim nesta investigação.” Mas mantenho a esperança.

Responder

Fabio Passos

10 de junho de 2012 às 12h13

Responder

Fabio Passos

10 de junho de 2012 às 12h11

O PT não pode perder mais tempo fingindo que a revista veja é imprensa e gilmar dantas um integrante isento do stf.

O udenismo fajuto do PIG não vai acabar e gilmar dantas, após a queda do comparsa demóstenes, é seu principal atacante.

As ligações de rupert civita e gilmar dantas com carlinhos cachoeira precisam ser investigadas com urgência pela CPI.

E o PT precisa colocar o bloco na rua.
Tem de denunciar o PIG e o coronel do stf.
Não pode assistir passivamente bandidos como gilmar mendes e rupert civita mentindo e difamando sem reagir.

Responder

Marcelo de Matos

10 de junho de 2012 às 12h00

Os beleguins e leões de chácara do PIG estão ouriçados com a proximidade do julgamento do mensalão. O capitão-mor desse exército brancaleônico, o ítalo-brasileiro Elio Gaspari, escreveu no Correio do Povo: “O julgamento do mensalão promete a emoção de uma cobrança de pênalti aos 44 do segundo tempo. O primeiro réu a ser julgado será o comissário José Dirceu”. “O comissariado petista acredita que pode “partir para cima” do Supremo Tribunal, inclusive jogando sua militância nas ruas. É impossível prever quantos companheiros estão dispostos a acompanhar essa palavra de ordem. (Plateia transportada em caravanas de ônibus não conta)”. Óbvio que o entusiasmo de Gaspari foi compartilhado pelo seu colega Josias de Souza. A semana entrante reserva emoções ainda mais fortes: terça Perillo deporá na CPMI; quarta será a vez de Agnelo. É até possível que os usos e costumes políticos de Goiás tenham contaminado, de alguma forma, o quadrilátero federal. Depois de Joaquim Roriz e José Arruda dá para se pensar.

Responder

    Marcelo de Matos

    10 de junho de 2012 às 12h07

    E.T.: “Todos sabem que este julgamento é uma batalha política. E essa batalha deve ser travada nas ruas também porque senão a gente só vai ouvir uma voz, a voz pedindo a condenação, mesmo sem provas. É a voz do monopólio da mídia. Eu preciso do apoio de vocês”. Essa frase é de José Dirceu em discurso a estudantes no Rio e consta como frase do dia no blog do Noblat.

Julio Silveira

10 de junho de 2012 às 11h48

O PT tem dificultado bastante o trabalho dos guerreiros que os defendem.
A começar pela tacanha covardia que demonstra na recusa de se mostrar como um grupo ideologicamente de esquerda, que conseguiu chegar aonde chegou tendo que fazer concessões. Agora parecem querer tomar a bandeira do centrismo. Nessa base, o PT ganhou mas não parece pretender fazer valer sua vitória, tendo por base uma vitória de parâmetros de esquerda. Parece que seu objetivo eleitoral tornou sua principal obsessão, e está a lhes impedir de fazer as reformas profundas que o Brasil precisa. Parecem temer o conluio dos adversários, os claros e os camuflados, encastelados nos poderes reais. Demonstram um titubeio ante o enfrentamento do mal que esses adversários fazem ao conjunto do país, a décadas, senão a seculos, por conta da azeitada organização que souberam construir, aliando grupos privados, mídias e setores da estrutura publica, para muitos aparentemente distantes mas ledo engano. O PT não tem a sanha de desarticular essas bombas. Aos olhos dos contrariados com a demora na atualização dos parâmetros de cidadania. Parecem ter gostado de esperar favores, contar com boas vontades, vá lá aceitação. Sabemos que não virá, por ser o Brasil um país profundamente dividido, com uma luta de dominância que tem mantido décadas a mesma elite, com pouca oxigenação. Só não tivemos uma luta de classes, por que os instrumentos da dominância saem a tempo, abafando a rebeldias mais latentes. Diferente de muitos países, inclusive do chamado primeiro mundo, nunca fizemos uma revolução, uma verdadeira, que impusesse perdas como concessões aos grupos mais frágeis, que obrigasse os dominantes a aceitar perdas do status quo. Ocorreu o inverso, golpes de cima para baixo, procrastinando a urgência das necessidades populares. Na ocorrência de algum beneficio para o andar de baixo ele veio de forma dosada, na forma de conta gotas, sempre justificada pela natural dificuldade que uma administração de uma conjuntura de maior igualdade causaria. Na verdade exclusivismo. E o PT, só para ficarmos no jargão sindical, segue isso cordeira-mente.

Responder

    emerson

    10 de junho de 2012 às 13h42

    Falou e disse. Parabéns.

    pperez

    10 de junho de 2012 às 16h44

    Se o proprio Lula declarou nunca ser de esquerda, não se poderia mesmo esperar um PT revolucionario como no inicio da sua jornada na derrocada do autorismo.

Lu Witovisk

10 de junho de 2012 às 11h41

A casa caiu, o estribuchar da Veja está patético, a cada semana uma capa pEor que a outra. Mas mais patético é o povo que ainda lê e a utiliza como fonte nos discursos e esse mesmo povo está cada dia mais incivilizado, violento, Herr Azevedo tem culpa nisso.

Responder

bene nadal

10 de junho de 2012 às 11h38

Tanta indignação para nada?????????????????????????????????????????????
O Gilmar Dantas vai continuar fazendo toda essa lambança??????????????????
E a veja, enterrada até o pescoço, na lama, vai ficar impune?????????? Vai continuar sendo editada????????????????
A globo, folha, estadão, vão continuar fazendo esse papelão, sem “Ley de Médios”???????????????????????/
A continuar assim… logo logo, os lobos tomarão conta de novo do pedaço, e aí meus amigos… não adianta berrar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

    Marcio H Silva

    10 de junho de 2012 às 12h24

    Se depender do Bernardo frouxo, sim.

    Rose SP

    10 de junho de 2012 às 12h28

    Bene, você tem toda razão, no País da impunidade, onde a elite pode tudo, quem não pode é pobre, plágio de certa aluna de uma escolinha que assistir, tanta indignação para nada. Tudo continua como Dantas!

Hélio Pereira

10 de junho de 2012 às 11h08

Eu não conheço este Deputado,mas sem duvida ele esta coberto de razão!
Parabéns ao Deputado,pois independente de ser Petista ou não ele foi fundo neste “Detrito de Maré Baixa” que se chama VEJA!

Responder

Alexandre

10 de junho de 2012 às 11h05

Espera-se é que o PT vá pra cima desses bandidos e não se acovarde a exemplo do atual ministro das comunicações.

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de junho de 2012 às 10h56

Carta Capital: sócio acusa Gilmar
de desvio e sonegação

em http://www.conversaafiada.com.br

A RECEITA DA AVÓ DO MATUTO!

… Aloprado, avarento, cínico, sonegador, grileiro, pernóstico de meia tigela, “emperesário da educação PRIVADA”, conspirador contra as instituições democráticas, “parceiro” do [indecoroso, golpista e terrorista…] folhetim que responde pela famigerada alcunha de ‘Veja’, garoto-propaganda “na Globo” – outra entidade constitutiva do PIG -, protagonista do [inédito] ‘grampo sem áudio’,”socorrista” notívago do [impoluto (sic)] banqueiro [condenado] Daniel Dantas, companheiro de viagem à Alemanha do [DEMotucano] *DEBÓCHENES Torres …, Enfim, “batam estes ingredientes no liquidificador”, e teremos uma das face da magistratura tupiniquim…
Barato, barato, Papuda!…
*neonominação – ‘pós oitiva sem áudio’ – de outro arauto da moralidade pública, da ética e dos bons costumes “do Cachoeira e do [DEMotucano] Marconi Marconi ”Perigo'”!

Que país é esse, sô?! República de ‘Nois’ Bananas, responde, “na lata”, o matuto bananiense!

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Messias Franca de Macedo

    10 de junho de 2012 às 10h58

    ajuste desprezível em comentário anterior: ,,, e teremos uma das faces da magistratura tupiniquim…

    Que país é esse, sô?! República de ‘Nois’ Bananas, responde, “na lata”, o matuto bananiense!

    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

Made in Chorrochó

10 de junho de 2012 às 10h36

É bastante visível o comportamento pouco digno do Sr.Gilmar Mendes,com relação a denúncia do Grampo,que nunca foi provado,esta conversa com o ex-presidente Lula,desmentida por Jobim e Lula,o intesesse em fornecer 02 habeas corpus em favor do banqueiro Daniel Dantas e as denúncias de seu ex-sócio numa instituição de ensino.
A revista veja(não merece letra maiúscula),como os demais veiculosa de comunicação que compôem o PIG,não merece a mínima credibilidade,no mundo animal ,vegetal e mineral,mas continuam sendo generosamente beneficiados com verbas vindas dos cofres públicos,para campanhas publicitárias,do BB,BR,CEF,ministérios,etc.
Não sou petista.Estou petista,pelo processo de expurgo,devido minha insatisfação com os demais partidos.Me decepcionei apenas,ao constatar que alguns petistas não são os paladinos da Moral e da Ética,como se auto intitulavam,portanto,são iguais aos Demóstenes Torres e aos Agripinos Maia da vida.
Graças aos plogueiros,através da internet é que temos estas informações que o PIG não divulgava.

Responder

    Apavorado por Vírus e Bactérias

    10 de junho de 2012 às 13h47

    Que petistas cara pálida?

Amaro

10 de junho de 2012 às 10h24

Até quando continuaremos contaminados com esta podridão?
A revista veja calunia impunemente, personagens que merecem crédito de toda comunidade nacional e internacional. É o que acontece reiteradas vezes com LULA, que em 8 anos passou o Brasil de 13° para 6° lugar na economia mundial. Sempre em parceria com a imprensa suja – globo, folha e estadão, e a banda podre da justiça. Este caso da Veja e Gilmar difamando Lula sem considerar o desmentido da única testemunha, Nelson Jobim, que presenciou o encontro. Grampo sem áudio armado e tantas outras gatunagens. Sempre para acusar o PT, diga-se de passagem, que precisa acordar para que os larápios não voltem ao poder para jogar fora tudo o que foi conquistado de 2003 para cá.
Não existe meios jurídicos para por esta corja no seu devido lugar?

Responder

    FJP

    10 de junho de 2012 às 11h32

    Só para responder as suas perguntas: 1 – Sim, enquanto tiver gente assinando aquela porcaria e comprando os produtos e serviços anunciados nela, haverá a podridão todo final de semana.
    2 – Meios juristicos tem. O que não tem é jurista que queira correr o risco de ter a vida devastada por mentiras naquela porcaria semanal.
    Entendeu?

Roberto Locatelli

10 de junho de 2012 às 10h17

É preciso uma mobilização nacional pelo impeachment de Gilmar Mendes. Blogosfera, UNE, CUT, MST e todos os movimentos sociais precisam se unir para tirar do STF esse “juiz” que jogou o Poder Judiciário na lama.

Responder

    Paciente

    10 de junho de 2012 às 14h36

    É isso Roberto. Dá nossa parte, lá estaremos com o agosto vermelho em defesa de um julgamento justo e do impedimento do Gilmar Dantas.

    José Ivan Mayer de Aquino
    Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida

    Maralina Matoso

    10 de junho de 2012 às 14h54

    Eu concordo.
    Como poderíamos iniciar este movimento?

    oziel f. de albuquerque

    10 de junho de 2012 às 15h27

    Roberto Locatelli, assino embaixo as suas palavras.

Valdemir Pereira

10 de junho de 2012 às 10h09

O PT não pode capitular diante desta revista de esgoto.Espero que a CPMI convoque o senhor Civita e o Policarpo. O momento é de dar um tiro fatal no PIG. A família Marinho, Frias, Mesquita e o Civita fazem o papel da oposição no Brasil, ou seja transformaram em um partido político diante da fragilidade da oposição no Brasil.

Responder

Rafael

10 de junho de 2012 às 09h58

O que Bohn Gass escreveu deveria a mídia, em especial globo, abril e jornalões, publicar, esclarecer, mostrar ao povo o que realmente está contecendo, no entanto omiti, manipula, desvia o foco tudo isso porque hoje a mídia é um partido político, são defensores de uma minoria abastada que não tem compromisso algum com o país, aliás torce para o Brasil falir porque se isso não acontecer não tem perspectiva de voltar ao poder e cada vez mais cai a ficha do povo, cade vez fica mais evidene a posição da imprensa, a parcialidade. Usar o mensalão para abafar a CPMI do cachoeira é prova concreta da sua postura. Pior é subestimar a inteligência do povo ao ignorar a roubalheira da privatização tucana, 40 bilhões de reais desviados para paraísos fiscais e tudo isso ignorado pela nossa mídia livre.

Responder

Fabio SP

10 de junho de 2012 às 09h39

Não sei quem está mais desesperado… A Veja ou o Zé Dirceu que foi na UNE pedir passeatas pra livrar a sua cara!
Para o bem do Brasil, espero que os 2 se escafedam!!!!

Responder

    Antonio Lyra Filho

    10 de junho de 2012 às 11h38

    Um leitor da Veja deu as caras.

    Fabio SP

    10 de junho de 2012 às 12h52

    Acho que você não sabe ler…

    Meiacana

    10 de junho de 2012 às 16h02

    Que feio. Renegando sua revista querida só prá não perder a piada contra o Dirceu.

    ricardo

    11 de junho de 2012 às 08h59

    Não, para o berm do Brasil, só o chefe da quadrilha deve se estrepar.

Tomudjin

10 de junho de 2012 às 09h24

O desejo incontrolável da mídia, de querer que a CPMI do cachoeira acabe em pizza, é que nos induz a acreditar que ela está envolta até o pescoço neste episódio.

Responder

acmsouza

10 de junho de 2012 às 09h03

¨ Gilmar confirmou ter encontrado o bicheiro na Alemanha, mas acrescentou ter dispensado, com a necessária indignação, a necessidade de qualquer proteção petista para a história das mordomias.
Está lá no blog do moreno desde 29/05/2012.
Todo este tempo não foi desmentido, tirado de circulação, muito menos desmentido.
Devido a últimos noticiários que desmoralizam visceralmente o senhor ministro, o mínimo que ele poderia fazer é afastar-se da mais digna corte, em razão de não mais a estar dignificando.

Responder

MAYSA

10 de junho de 2012 às 08h47

ATÉ KAFAK ENLOUQUECERIA

Se o escritor checo Franz Kafka, autor do livro O processo (categoria ficção) fosse vivo e morasse no Brasil, ele estaria internado num hospício e resmungando que havia escrito uma obra de seguanda categoria. Bastaria ele acompanhar de perto as peripécias do Gilmar Dantas e ele concluiria que o seu livro de ficção não era nem um pouco criativo.
E ele ficaria louco de tanto perguntar a si próprio como a Suprema Corte desse país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, consegue conviver com um elemento tão deletério em seu seio. E sairia gritando pelas ruas da cidade brasileira em que residisse, “socorro, socorro, Eliane Calmon! Sem você a vida de um brasileiro vale menos do que um centavo furado”
E acusado de louco pelo próprio Gilmar, Kafka seria enviado a um hospício na véspera da eleição de 2014. E o Lula seria responsabilizado pela loucura do Kakfa, já que o Gilmar não teria nada a ver com o incidente, segundo reporcagem da revista Veja. Viva o Brasil!

Você acha que eu estou ficando louco por imaginar todas essas loucuras? Por favor, fique calado e não revele a minha identidade.

Responder

FrancoAtirador

10 de junho de 2012 às 07h58

<img src="“>

Responder

Panambi

10 de junho de 2012 às 07h32

Putz! Até eu fiquei com vergonha pelos calhordas midiáticos, políticos e do judiciário…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding