VIOMUNDO

Diário da Resistência


Educação no campo: Contag cita professora Leila como exemplo
Reprodução Contag
Política

Educação no campo: Contag cita professora Leila como exemplo


07/08/2019 - 19h41

Do site da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG)

Mulheres do campo, da floresta, das águas e das cidades estão em contagem regressiva para marchar, na próxima terça-feira (13) e quarta-feira (14), em Brasília, por um país com educação não sexista, antirracista e pelo direito à educação do campo, um dos eixos da Marcha das Margaridas 2019.

Pelo Direito à Educação do Campo

Assim como as pessoas que vivem nas grandes cidades têm educação, escolas, universidades públicas e ensino de qualidade, as mulheres e os homens do campo, da floresta e das águas também têm o direito a educação, e que respeite suas culturas, saberes, tempos e seus territórios.

Desde 1998, os movimentos sociais e sindicais do campo têm provocado os governos e a sociedade para entenderem a educação no campo como um direito dos povos e dever do Estado.

A Educação no Campo é muito mais do que uma modalidade de ensino, é um instrumento político que faz uma leitura crítica da realidade, fortalecendo a identidade coletiva.

A história da professora Leila Lesandra Paiter, de 28 anos, natural de Irineópolis, município de Santa Catarina, é um dos exemplos da importância da Educação do Campo.

Leila trabalhou na agricultura com os pais até os 22 anos e, durante esse período, participou de diversas formações sindicais, entre elas o Programa Jovem Saber, da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).

Por meio da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc), a jovem agricultora conseguiu ingressar na primeira turma de Licenciatura em Educação do Campo – Ciências da Natureza e Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Leila afirma que a experiência do curso foi maravilhosa e que a formação inicial para professores foi bastante crítica em relação ao modelo de educação e de sociedade que se vive, fazendo com que as(os) docentes reflitam e repensem sobre o campo, os problemas existentes nas comunidades rurais e a solução desses problemas.

Depois de concluir a licenciatura, a jovem participou de um projeto comunitário de diversificação de tabaco no município de Alfredo Wagner, onde reside e ministra aulas de Educação Ambiental para séries iniciais.

“A minha formação em Educação do Campo contribuiu para que eu tivesse um olhar mais crítico para o meio rural, identificando problemas e buscando soluções para melhorar a qualidade de vida”, ressalta.

Leila afirma que o objetivo da Educação do Campo é formar professores que deem vida aos conteúdos trabalhados nas escolas do meio rural e conteúdos que deem mais sentido ao dia a dia das pessoas quem moram no campo.

“A luta pela da Educação do Campo é muito maior do que a gente imagina e é um processo que depende dos movimentos sociais e sindical das(os) educadoras(es) e das comunidades do campo para defender esse direito que é básico”, complementa a professora.

Como uma jovem do meio rural, Leila avalia a Educação do Campo como extremamente positiva por ter possibilitado um novo olhar do campo, enquanto um lugar ideal para produção de saberes e vida às jovens mulheres do meio rural.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 21h38

No próximo dia 13 de Agosto, os Estudantes continuam a Luta
em Defesa da Educação nas Ruas.
O Novo ‘’Tsunami’’ está marcado para acontecer em todo país. Verifique a Lista de Atos por todo o Brasil e participe:
https://pbs.twimg.com/media/EBeYIjtUYAA5MiX.jpg

https://twitter.com/uneoficial/status/1159562703439949824
https://une.org.br/noticias/em-reuniao-no-mec-une-exige-o-descontingenciamento-de-verbas-nas-federais

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 21h30

Bolsonaro e Weintraub querem tirar a
responsabilidade do Estado em investir
na Educação.
Só neste ano, o orçamento do MEC teve
um corte de mais de R$ 6 bilhões.
Triste um país que não vê a Educação
como prioridade.
#Dia13ÉRua, é lá que a gente se encontra.

https://twitter.com/gleisi/status/1159539413715759104

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 20h51

“Força Nacional [incluindo FFAA] contra os Estudantes,
quando vamos começar chamar de ditadura ?”
https://twitter.com/Marcelodedois/status/1159580592763224074

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 20h44

A União Nacional dos Estudantes (UNE)
e as demais Entidades Estudantis
convocam Atos de Protesto, em todo o País,
contra os Cortes na Educação,
contra o Projeto ‘Future-se’ do MEC,
e Manifestações em Defesa da Autonomia Universitária.

Em Brasília, o Asno do MEC vai usar
o Boneco do SuperMoro como Escudo.

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 20h35

O governo mentiroso disse q ñ era corte na educação,
era contingenciamento.
Agora sabemos q 1 bilhão foi tirado da educação
para pagar deputados pela deforma da previdência.
Faz outra demonstração com chocolatinhos, sinistro do MEC!

https://twitter.com/lolaescreva/status/1159583815704166400/photo/1

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 20h31

Dia #13A haverá Manifestação em Diversas Cidades
em Todas as Regiões do Brasil. Confira os locais:

REGIÃO SUL (RS, SC, PR)
https://pbs.twimg.com/media/EBe0VhrXkAA0lzk.jpg

REGIÃO SUDESTE (SP, RJ, ES, MG)
https://pbs.twimg.com/media/EBe0WFWW4AAsc8b.jpg

REGIÃO CENTRO-OESTE (DF, GO, MS, MT)
https://pbs.twimg.com/media/EBezv_8XUAEUPXp.jpg

REGIÃO NORDESTE (AL, BA, CE, MA, PB, PI, PE, RN, SE)
https://pbs.twimg.com/media/EBe0WwaXoAItJ1f.jpg

REGIÃO NORTE (AC, AM, AP, PA, RO, RR, TO)
https://pbs.twimg.com/media/EBezv_8XUAEUPXp.jpg

https://twitter.com/joomikhail/status/1159593737925869569
https://twitter.com/joomikhail/status/1159593073040592896

Responder

Zé Maria

08 de agosto de 2019 às 19h31

#13A O Asno do MEC tá com medo de ser Linchado
e pediu Arrego pro Marréco de Maringá.
Se merecem: O Burro Zurra e o Marréco Grasna.
E, enquanto isso, os Bolsominions Mugem…

https://twitter.com/IvanValente/status/1159517361722003456

Responder

a.ali

07 de agosto de 2019 às 22h24

nosso maior respeito à esses incansáveis profetas do saber!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.