VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Doleiro dos doleiros diz que pagou mensalão a procurador que atuou no Banestado e agora está na Lava Jato em Curitiba
Reprodução
Política

Doleiro dos doleiros diz que pagou mensalão a procurador que atuou no Banestado e agora está na Lava Jato em Curitiba


30/11/2019 - 09h52

Por que ele (Dario Messer) nunca foi processado pelo russo (Moro) em Curitiba? Rodrigo Tacla Duran, no twitter.

Da Redação

O doleiro dos doleiros, Dario Messer, preso pela Operação Lava Jato por envolvimento em esquema de corrupção que envolve o ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes, disse em mensagens gravadas que pagava mensalão a um procurador da Lava Jato em Curitiba.

A informação foi publicada pelo UOL.

As mensagens de Messer foram enviadas à namorada dele, Myra Athaide, que também está presa.

Nelas, afirma que fazia pagamentos mensais inclusive ao procurador da República Januário Paludo, da Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba, para não ser investigado.

As gravações foram feitas em agosto de 2018. A Polícia Federal obteve os áudios durante a operação Patrón.

Patrón é uma referência ao ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes, que tinha uma relação simbiótica com Messer.

Eles eram sócios em um banco que fazia lavagem internacional de dinheiro para oligarcas brasileiros e paraguaios.

Cartes fez sua fortuna no contrabando de cigarro e no narcotráfico.

Senador vitalício, ele pediu para ser investigado no Paraguai, onde pode corromper todas as instituições livremente — controla uma das maiores fortunas do país.

No Brasil, Messer lavou dinheiro para políticos e empresários.

Sua atuação como doleiro foi denunciada em A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr.

Foi figura central no caso Banestado, que acabou abafado e envolveu tucanos graúdos, como José Serra, e o ex-presidente do Banco Central e ex-ministro Henrique Meirelles.

Januário Paludo atuou no caso do Banestado, que terminou sem maiores consequências. Não interessava a ninguém ir fundo nas denúncias, nem governo Lula, muito menos oposição.

Messer também teve ou tem relações com empresários próximos de Aécio Neves e Luciano Huck, ex e possível futuro presidenciável.

Para Messer, o Paraná sempre foi território chave: o parceiro Cartes fazia negócios ilegais na região da tríplice fronteira.

Na mensagem à namorada, ele faz referência direta ao veterano Januário Paludo.

“Sendo que esse Paludo é destinatário de pelo menos parte da propina paga pelos meninos todo mês”, diz Messer no diálogo, em referência a assessores que dariam 50 mil dólares para amolecer a Polícia Federal e o MPF no Paraná, mensalmente.

A Força Tarefa da Lava Jato repudiou a denúncia. 

“Os procuradores da força-tarefa reiteram a plena confiança no trabalho do procurador Januário Paludo, pessoa com extenso rol de serviços prestados à sociedade e respeitada no Ministério Público pela seriedade, profissionalismo e experiência”, escreveram em nota.

Paludo, braço direito do chefe da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, sempre pegou duro contra o ex-presidente Lula.

Sobre a morte da ex-primeira dama Marisa, disse que “estão eliminando testemunhas”. Sobre a tentativa de Lula de ir ao velório do irmão, Vavá, afirmou que “o safado só queria viajar”.

O deputado federal Rogério Correia (PT-MG), reagiu à denúncia:

“Filhos de Januário” era o nome do grupo de WhatsApp da Lava Jato. A pergunta é: quanto Januário repassava de propina a seus filhos? ⁦⁦Dallagnoll recebia mais?

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 14h25

https://pbs.twimg.com/media/EK9WFaaWsAAtQBD.jpg
“Ex-aliada de Bolsonaro, a deputada Joice Hasselmann (PSL) revela como
funcionam as milícias digitais do presidente.”
“A deputada Joice Hasselmann afirmou que o presidente Bolsonaro
e o ex-futuro embaixador, Eduardo Bolsonaro,
somam mais de 1 milhão e 800 mil robôs nas suas contas do #Twitter.”
https://www.pscp.tv/w/1zqJVEOoPWmGB
https://twitter.com/senadorhumberto/status/1202267648534306816
https://twitter.com/senadorhumberto/status/1202274293578641409
https://twitter.com/rvianna/status/1202237881156276225

Responder

Zé Maria

30 de novembro de 2019 às 19h54

https://pbs.twimg.com/media/D8zGUevXUAYlmGi.png
https://theintercept.com/series/mensagens-lava-jato/

Procuradoras Laura Tessler, Isabel Groba e Carol PGR já
pediram a intercessão de Deus a favor do papai Januário?

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/dallagnol-laura-tessler-cia-nao-merecem-ser-tratados-como-procuradores-eles-sao-filhos-do-januario-o-brucutu-por-joaquim-de-carvalho/
https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/08/27/lava-jato-morte-marisa-leticia-lula.htm
https://jornalggn.com.br/politica/a-lava-jato-e-os-indignos-filhos-de-januario-por-luis-nassif/

Laura Tessler: “Que piada!!! Revoltante!!! Lá vai o cara fazer palanque na cadeia.
Um verdadeiro circo. E depois de Mônica Bergamo, pela isonomia,
devem vir tantos outros jornalistas… e a gente aqui fica só fazendo
papel de palhaço com um Supremo desse” …
“sei lá…mas uma coletiva antes do segundo turno pode eleger o Haddad”

Isabel Groba: “Mafiosos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!” …

Carol PGR: “ando muito preocupada com uma possivel volta do PT,
mas tenho rezado muito para Deus iluminar nossa população
para que um milagre nos salve”…

Paulo Galvão:
20:09:30 “Passaram a petição da entrevista pro antagonista?
20:09:51 Vcs querem passar p globo?”

https://theintercept.com/2019/06/09/procuradores-tramaram-impedir-entrevista-lula/

Responder

Zé Maria

30 de novembro de 2019 às 19h03

A Thaméa já acionou o “VPR, Nas Ruas, Brasil Melhor, Brasil Livre”
para sair em defesa do papai Paludo contra essa maledicência ?

https://twitter.com/thameadanelon/status/1200848974116216841

https://www.viomundo.com.br/denuncias/dallagnol-ditava-estrategia-de-movimentos-de-direita-contra-o-stf-nomeie-e-envergonhe.html

Responder

Zé Maria

30 de novembro de 2019 às 18h30

https://pbs.twimg.com/media/EKn2TnzWwAELbQn.jpg
O “doleiro dos doleiros”, Dario Messer, confessa que pagava
PROPINA ao procurador Januário Paludo, da LAVA JATO.
O procurador é íntimo de Moro e conselheiro de Dallagnol.
E tem tanta influência na Lava Jato, que um dos chats
secretos da operação se chamava “filhos de Januário”.
https://twitter.com/BohnGass/status/1200761656302850050

Em conversa interceptada pela PF, doleiro diz que pagou propina
para o procurador Januário Paludo para garantir uma blindagem
nas investigações da Lava Jato.
“É tão corrupta quanto muitos que prendeu”,
diz jurista sobre força-tarefa
https://t.co/TL3xa2apbK
https://twitter.com/revistaforum/status/1200739544204750849

Responder

Zé Maria

30 de novembro de 2019 às 18h24

Beáto Dalanhól vem defender Paludo,
Procuradores da República de Curitiba
e ANPR publicam notinha de repúdio …

Agora palavra de bandido delator não vale mais nada?
Então tá valendo a presunção de inocência?
Só com o Lula que é diferente?

https://twitter.com/DanielaLima_/status/1200767322211921921

“Paludo é considerado o mestre dos procuradores de Curitiba, uma referência.
Ele ficou célebre durante a Vaza Jato por, para usar uma figura de linguagem
adequada, ‘pisotear sobre cadáveres’.”
https://twitter.com/demori/status/1200762292180262919

Por isso que o grupo do Telegram
se chamava “filhos do Januário”!
– Amigo navegante
https://twitter.com/ConversaAfiada/status/1200836894524944384

“Na véspera da denúncia que complica Paludo,
Moro se encontrou com Zucolotto,
outro citado por extorsão”
https://t.co/5SWPCLoa21
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1200811369467187201

“Se o doleiro dos doleiros fizer uma delação essa turma da Lava Jato
e os advogados de estimação de Moro e Dallagnol serão todos presos.
Paludo é a ponta podre do iceberg da Farsa Jato”
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1200761320397844480

Responder

Zé Maria

30 de novembro de 2019 às 16h36

E dizer que por meio de um impeachment (*)relâmpago, com incentivo dos EUA
e apoio da Condortel (**) do 3º Milênio, derrubaram o Presidente Fernando Lugo, legitimamente eleito no Paraguai, para colocar no lugar esse tal Horacio Cartes, Narcotraficante, Contrabandista e Sócio de um Doleiro (Dario Messer) que pagava Propina a Policiais e Promotores Federais braZileiros, no Paraná.

(*) O Processo de Impeachment de Lugo foi na realidade um Golpe de Estado, que durou menos de 48 horas, entre o Pedido de Afastamento, no dia 20/6/2012,
e a Destituição do Presidente pelo Senado Paraguaio ocorrida em 22/6/2012, com
intervalo de 2 horas para Apresentação da Defesa, por mera formalidade, para ser
legitimado pelo Poder Judiciário do País, depois de uma Conspiração montada
pelo Vice-Presidente da República com ruralistas e representantes do Partido Colorado (ANR-PC), então na Oposição ao Governo.
(shorturl.at/bIJP7) (shorturl.at/pvwUZ)

Aliás, decorridos mais de 60 Anos, os Oligarcas Colorados – do mesmo partido
do Ditador Alfredo Stroessner **(shorturl.at/afzAE) (shorturl.at/bmvCY)** – só
não governaram o País no período dos 3 Anos em que o ex-Bispo Fernando Lugo,
do Partido Iguazú, ocupou a Presidência do Paraguai. (***)

Assim, com essa mesma Estratégia de Aparente Legalidade, mas melhor
elaborada e com Articulação mais sofisticada, incluindo a participação, em
maior ou menor grau, da elite judicial, empresarial e política de direita, foi
Gestado, a partir de 2013, o Golpe de Estado Jurídico-Parlamentar de 2016
no Brasil.
**(shorturl.at/ryIV1) (https://twitter.com/search?q=condortel)
***(“Jornalismo B Nº 131” – Edição Impressa – Setembro/Outubro 2018 – Página 11:
https://issuu.com/jornalismob/docs/jornalismo_b_impresso_-_131__edi__o)
https://twitter.com/evoespueblo/status/924700462548488194

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.