VIOMUNDO

Diário da Resistência


Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira”
Política

Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira”


14/11/2013 - 10h17

JULGAMENTO DO MENSALÃO

Dirceu diz estar ‘confiante’ sobre prisão e que virou ‘alvo da inveja da elite’

Por iG São Paulo | 10/09/2013 13:37

Ex-ministro, que aguarda o STF decretar sua prisão pelo mensalão, defendeu reforma fiscal e política para o fortalecimento do Estado e atacou a direita no Brasil, que tem um ‘discurso do passado’ e ‘complexo de vira-lata’

José Dirceu disse nesta terça-feira (10) que está tranquilo e confiante enquanto espera o encerramento do julgamento do mensalão e sua ida à prisão, e voltou a alegar inocência. “Me sinto muito seguro, e muito confiante quanto ao meu futuro”, disse.

“Evidentemente eu cometi muitos erros, e sou responsável por muitos desses erros, mas não dos que me acusam. Desses, jamais.”

Dirceu falou em entrevista transmitida ao vivo pelo site da Fundação Perseu Abramo, instituição ligada ao PT. Em cerca de 1h30 de conversa, disse ser alvo de uma campanha de difamação que tentou acabar, inclusive, com suas fontes de renda, e torna-lo um “exilado dentro do próprio País” e atribuiu a sua condenação à “inveja das elites”. “Infelizmente, eu fui transformado em principal alvo da inveja da elite brasileira, que não se conforma com o papel do presidente Lula no crescimento do Brasil. Eu acabei sendo escolhido para ser um pouco o símbolo desse ressentimento, uma inveja, um ódio que eles procuram disseminar na sociedade contra nós (o PT).”

O ex-ministro da Casa Civil do primeiro governo Lula foi condenado a mais de 10 anos de prisão como o chefe da quadrilha no esquema do mensalão que, segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), pagou propinas para comprar apoio na Câmara Federal, entre 2002 e 2003. A denúncia, julgada no ano passado pelo Supremo, tornou-se pública em 2005. Atualmente, ele aguarda a reta-final do julgamento na Corte, que deve decretar sua prisão ainda essa semana.

Dirceu, que foi entrevistado por Márcio Pochmann, disse que mesmo com a exposição do processo durante 8 anos até a condenação, não parou de militar “nem por um minuto”. “Eu dediquei 50 anos da minha vida ao Brasil e os últimos 30 anos ao PT. E servi ao presidente Lula, e me sinto realizado. (…) Eu fiz o que tive que fazer, continuei o que eu sempre fui, não mudei”, afirmou. “A minha natureza é a natureza política, eu sempre vou continuar a ser o Zé Dirceu do PT.”

Discurso do passado

Dirceu elogiou os 10 anos de governo do PT, nos quais, em sua avaliação, o Brasil avançou muito, em uma agenda “de esquerda e progressista”, o que esvaziou o discurso da direita do País, atualmente representada pela “coalizão” liderada pelo PSDB, com o DEM e o PPS. “A direita brasileira está sem discurso nesse momento, é um discurso do passado. Ela não consegue pensar o Brasil como ele é”, atacou. “O Brasil é sim uma grande nação e a direita não consegue ver isso. É sim um complexo de vira-lata. (…) E falta um sentimento popular, que ela não gosta.”

O ex-ministro defendeu um fortalecimento do Estado, “a maior instituição de uma nação pode ter”, e defendeu uma série de reformas, como a política, a fiscal e a judiciária. “Muitos dizem que a reforma não estava entre os gritos das ruas, estava e está hoje na consciência das pessoas”, defendeu. Para o ex-ministro, o aumento da aprovação do governo Dilma Rousseff, divulgada hoje pela pesquisa CNT, é um reflexo das tentativas da presidente implementar uma reforma política e da aplicação do programa Mais Médicos.

 Leia também:

Altamiro Borges: Os heróis da Veja são uma piada





131 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Pitagoras

29 de novembro de 2013 às 23h41

Qual foi a grande diferença entre os “crimes” inputados a estes e os que os precederam (tucanalhos, demos, e assemelhados)? Desde Cabral se compra congressista para o bem ou para frequentemente para o mal, pois sem a benção deles o presidente não governa, pode até, se for do desagrado das oligarquias centenárias, ser “impichado” ou derrubado. Em nenhuma página das milhares do processo do mensalão foi provado qualquer um deles ter se locupletado. Essa é uma diferença fundamental que o ódio cego daqueles que nunca aceitaram um petista no poder e pior, fazendo mais pelo país que todos os anteriores desde Getúlio, fingem não ver.
Com todos os erros de Lula e Dilma, que não são os que a classe mérdia e seus senhores os acusam, ainda o saldo é pra lá de positivo. Tucanalha demoníaca, nunca mais!

Responder

Andre

26 de novembro de 2013 às 08h56

Inveja da elite? Mas JD é um representante da verdadeira elite brasileira, a classe política. Não é ele que viaja o Brasil de jatinho ganhando milhares de reais para dar palestras e “consultorias”?

Responder

Adriano Medeiros Costa

26 de novembro de 2013 às 00h15

A revista Veja persegue José Dirceu desde o nº 2.

Responder

Jorge Luiz

25 de novembro de 2013 às 18h19

Não sou e direita nem de esquerda,pois acho ambos no Brasil, um antro de corrupção de de politicos que desrespeita e denigrem o povo a a nação brasileira. Mas quanto ao Dirceu, um homem que modifica a própria face para não ser reconhecido e que lutou para implantar regimes de exceção no Brasil, nada mais é que um covarde, que se aproveitou que a esquerda acessou o poder, se locupletou de cargo importante e tramou para solidificar um regime que o povo não autorizou e viveu de tráfico de influências e maquinações. Agora quer se considerar um lutador, numa época em que o povo descobriu a verdadeira face do PT. Quem teria inveja de um ser ignóbil quanto este?

Responder

Capilé

24 de novembro de 2013 às 09h43

Para pensar:
Assim como a verdade, que, dizem, são muitas, as elites brasileiras também são várias. Tem a financeira, a governista, a acadêmica, a do partido e, evidentemente, a golpista. A qual elite José Dirceu estaria se referindo ao dizer que é vítima de “inveja da elite”; sabemos que ele e Dilma não se dão.

Responder

Cláudio

16 de novembro de 2013 às 16h49

Genoíno e Dirceu são heróis do povo brasileiro!!!

“Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.”
Joseph Pulitzer

Ley de Medios já ! ! !

Responder

"Prisão é início da perseguição à toda a esquerda" - Viomundo - O que você não vê na mídia

15 de novembro de 2013 às 20h07

[…] João Goulart volta a Brasília: Nossa singela homenagem Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira” […]

Responder

STF decreta a prisão de Zé Dirceu, Genoino e Pizzolato - Viomundo - O que você não vê na mídia

15 de novembro de 2013 às 19h50

[…] Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira” […]

Responder

Genoino: "Considero-me preso político" - Viomundo - O que você não vê na mídia

15 de novembro de 2013 às 19h13

[…] Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira” […]

Responder

Fátima

15 de novembro de 2013 às 17h53

Dirceu, mesmo na prisão você valerá mais que toda a elite brasileira junta.

Responder

Marat

15 de novembro de 2013 às 15h30

Sabe o que me deixa mais tranquilo?
Demóstenes Torres está atrás das grades;
Carlinhos Cachoeira também;
Os corruptos e os corruptores do Caso Alstom/Metrô também;
Os operadores do mensalão tucano também…
Puxa, a justiça no Brasil é realmente eficiente e apartidária! Quanta alegria e orgulho eu sinto neste 15 de novembro!!!

Responder

Mário SF Alves

15 de novembro de 2013 às 14h30

Ouvi, ontem, pela voz do Chico Lessa, na aprazível Prainha de Vila Velha, uma aula sobre a natureza da elite dita brasileira. O professor? João Gilberto. Eis a letra:

Pra que discutir com Madame
João Gilberto

Madame diz que a raça não melhora
Que a vida piora por causa do samba,
Madame diz o que samba tem pecado
Que o samba é coitado e devia acabar,
Madame diz que o samba tem cachaça, mistura de raça mistura de cor,
Madame diz que o samba democrata, é música barata sem nenhum valor,
Vamos acabar com o samba, madame não gosta que ninguém sambe
Vive dizendo que samba é vexame
Pra que discutir com madame.

No carnaval que vem também concorro
Meu bloco de morro vai cantar ópera
E na Avenida entre mil apertos
Vocês vão ver gente cantando concerto
Madame tem um parafuso a menos
Só fala veneno meu Deus que horror
O samba brasileiro democrata
Brasileiro na batata é que tem valor.

Responder

Marcos

15 de novembro de 2013 às 13h24

Pra quem não sabe a matemática é a seguinte: Escravocratas = Fazendeiros Paulistas da República Velha= UDN = ARENA = PFL + PSDB = Dem +PSDB. São golpistas: levaram Vargas(pai dos pobres) ao suicídio, depuseram Goulart e apoiaram 21 anos de ditadura. Enriqueceram e nunca amaram o Brasil. O sonho dessa gente é revogar a Lei Áurea, manter o povo em perpétua estupidez e entregar o país por 30 moedas de prata, como Judas fez com Cristo. Leiam o livro “A Privataria Tucana” e vejam como funciona a mafia Tucana.
A elite corrupta e golpista enriqueceu na sujeira, são racistas, egoistas e preconceituosos, nunca quiseram dividir o bolo, não aceitam qualquer tipo de governo voltado para os pobres…Tem complexo de vira-lata por isso são deslumbrados pelos USA e europa.

Responder

JORGE

15 de novembro de 2013 às 12h57

Azenha

O Dirceu é um condenado político dentro de uma democracia frágil de instituições, pois fomos todos ingênuos ao dar A GUARDA DO PODER DEMOCRÁTICO de mão beijada ao Judiciário e Ministério Público na Constituinte de 1988.

Foi um erro histórico e sobre o qual a esquerda minimamente qualificada não percebeu. Ora, essas duas instituições já ERAM UNHA E CARNE DA PRÓPRIA DITADURA.

E não é difícil comprovar a acertiva. A Ditadura dos milicos com a UDN, ARENA, PDS, PFL, GLOBO, VEJA e assemelhados, NUNCA FAZIA CONCURSOS PÚBLICOS LIMPOS E SIM COLOCAVA “95% DE AMIGO.”

Digo mais, formei em direito em 1983 e não tinha emprego para quem não era PEIXE DA ARENA. Os caras investigavam ATÉ A TERCEIRA GERAÇÃO DO CANDIDATO.

Por incrível que pareça, PARA LEGITIMAR OS “CONCURSOS PÚBLICOS”, eram obrigados a “DEIXAR PASSAR”, alguns COBRAS no direito, em torno de 5%.

A moral dessa sinistra história é que A TURMA DA CASA GRANDE (95%) ainda domina nossas instituições e, nem sei se merece esse nome.

No meu modesto entendimento, só existe uma forma de corrigir ESSE ERRO HISTÓRICO, qual seja, o de confiar a democracia ao Judiciário e ao MP. É, fazer valer o PODER POLÍTICO DO CONGRESSO NACIONAL.

Um abraço e sugiro irmos ao debate QUALIFICADO.

Responder

Jair de Souza

15 de novembro de 2013 às 12h49

José Dirceu seguramente é uma das maiores figuras políticas das 4 últimas décadas. Pessoalmente, tenho reservas em relação a sua atuação política concentradora (nada a ver com questões de pseudo-moralismo do tipo que horroriza aos neo-udenistas da extrema esquerda). Apesar disto, nos anos recentes fui aprendendo a reconhecer que muito da rejeição sofrida por José Direceu é fruto da massacrante campanha de difamação que ele vem sofrendo há muito tempo. E não só por parte daqueles que compreensivelmente têm tudo para odiá-lo, nossas oligarquias e seus intelectualoides, mas também por gente que se diz integrante do campo defensor do atual governo.

Até pouquíssimo tempo atrás, ler o blog de PHA significava encontrar todo tipo de desqualificações a seu respeito. Ali, José Dirceu era apresentado como um crápula que representava tão somente os interesses de Daniel Dantas. O mesmo acontecia nas publicações de Mino Carta. Portanto, não é à toa que Dirceu seja alvo de tanto ódio. O pior é que não vejo PHA fazendo retratação das injustiças que cometeu contra José Dirceu (inclusive a de ter inventado viagens dele ao exterior para encontrar-se com Daniel Dantas). Também pudera, PHA também ainda não pediu desculpas por haver transformado, durante certo tempo, Joaquim Barbosa num paladino da justiça verdadeira (vocês se lembram do período em que Barbosa e Gilmar Mendes estavam atritados por questões pessoais?).

A extrema esquerda também tem toda razão do mundo para odiar José Dirceu. Com sua capacidade de análise e compreensão política, Dirceu foi capaz de isolar a extrema esquerda aninhada no PT e liderar o processo de chegada ao governo e o início de transformações em benefício das maiorias. E a gente sabe que a extrema esquerda odeia tudo o que beneficie às maiorias populares. Por isso, Psol, Pstu e assemelhados torcem para que as oligarquias tradicionais voltem ao governo. Uma punição modelar a José Dirceu (modelar no sentido de ensiná-lo a não se meter com os interesse oligárquicos) é o que a extrema esquerda mais deseja, com provas (o que seria impossível) ou sem provas (como aconteceu).

Eu não sei como a situação vai evoluir daqui em diante, mas confesso que aprendi a respeitar a figura de José Dirceu.

Responder

Fabio Passos

15 de novembro de 2013 às 12h06

Força Dirceu!
Força Genoíno!
Heróis do povo brasileiro!

Estas ratazanas que os condenaram, baseados apenas em reporcagens do PiG, são lacaios da pior “elite” do mundo.
Capachos da casa-grande.

Responder

    Capilé

    29 de novembro de 2013 às 14h32

    Para pensar:
    Dirceu e Genoíno foram vítimas de inveja, da “elite” branca?

Messias Franca de Macedo

15 de novembro de 2013 às 10h07

“O Supremo se antecipou”
Para Luiz Guilherme Arcaro Conci, professor da faculdade de Direito da PUC-SP, o STF deveria ter aguardado os recursos para decretar a prisão dos condenados
por Piero Locatelli — publicado 14/11/2013 16:14

(…)

Segundo o professor, uma sentença não pode ser dividida como aconteceu. “Em matéria penal, como nesse caso, a questão é muito sensível. Não se está discutindo uma divisão de bens, por exemplo. Está discutindo a restrição da liberdade.” Para Conci, a decisão do Supremo abre um precedente para que juízes por todo o país tomem decisões semelhantes.
Segundo Conci, a “grande discussão” diz respeito à falta de julgamento por outro colegiado além do Supremo. Para ele, há necessidade de uma mudança constitucional que permita aos réus com foro privilegiado receber julgamentos por grupos de juízes distintos. Segundo o professor, a falta de possibilidade de um novo julgamento pode levar o caso à Corte Interamericana de Direitos Humanos.

FONTE: http://www.cartacapital.com.br/politica/201co-supremo-se-antecipou201d-2759.html

###################
DE VOLTA(?!), LÁ VEM O MATUTO QUE SENTE O CHEIRO DE GOLPE DESDE O DIA EM QUE NASCEU EM PINDORAMA!

Casuísmo, [mais um] ‘modus operandi’ do golpe permanentemente em curso!…

(“Meu ‘fi’, não há nada ‘mió’ do que o dia que ‘assucede’ o outro!” Minha saudosa e sábia avó)

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Fabio Passos

    15 de novembro de 2013 às 12h10

    O stf tornou-se um instrumento de perseguição política a serviço da “elite” branca e rica.
    Um PiG de toga.

    Estão inconformados com a ascensão social de milhões de brasileiros pobres e com saudades da ditadura… querem fazer presos políticos novamente.

    FrancoAtirador

    15 de novembro de 2013 às 12h27

    .
    .
    No caso de ação penal originária no STF, como o da AP 470,

    todos os condenados deveriam opor embargos infringentes,

    independentemente do números de votos pela absolvição.

    “Embora o Pacto Fundamental de 1988 houvesse recepcionado o Regimento Interno da Suprema Corte no que respeitava ao seu poder de estabelecer normas atinentes ao processo e julgamento dos feitos de sua competência originária ou recursal, excluindo apenas a realização de sessões secretas, o certo é que, com o advento da lei 8.038/90, o quórum qualificado para a rescisória e revisão criminal passou a ser o da legislação processual em vigor (veja-se, e a propósito, a questão de ordem suscitada nos embargos infringentes em ação rescisória 1.178-3/034-SP, Relator Min. Néri da Silveira), ficando sem sentido apenas sua exigência no julgamento das ações penais originárias;
    a uma, porque a regra geral é a do caput do art. 333 do RISTF (cabem embargos infringentes à decisão não unânime do Plenário ou da Turma)
    e a duas, porque o recurso de embargos infringentes, além de ser privativo da Defesa, pressupõe réu ainda não definitivamente condenado.

    Ora, se a lei 8.038/90 não exige a dissidência de quatro votos da decisão do Plenário quando em julgamento o v. acórdão que indeferiu a revisão criminal (que pressupõe decisão condenatória transitada em julgado), com muito mais razão não poderá exigir no julgamento daquele ainda não definitivamente condenado. É como penso.

    Mais: interpostos os embargos infringentes, no prazo de quinze dias, após decisão sobre eventuais declaratórios, se rejeitados, oponível será o agravo regimental no prazo de cinco dias. Se admitidos, conceder-se-á igual prazo à Procuradoria-Geral da República para contrarrazões, sendo que outros serão o Relator e o Revisor, nos termos do art. 76 do RISTF.”

    (Fernando Tourinho Filho, Jurista, professor de Direito Processual Penal do Centro Universitário de Araraquara – UNIARA)

    Íntegra em:

    (http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI176813,101048-Os+embargos+infringentes+no+processo+penal+e+sua+entrada+no+Supremo)
    .
    .

Julio Silveira

15 de novembro de 2013 às 10h01

Impressionante, toda vez que analiso apoios tão veementes que são dados a elementos que usam seu passado como base de garantia para tudo de errado que fazem no presente, ou o usam como álibis para se garantir no futuro, fico com aquela sensação de que falta sinceridade de propósitos em muitos desses “defensores da ética relativa” e nisso se nivelam com os outros que tanto criticam. Mas parecem criticas só por serem adversários, acredito, nas oportunidades.
Ter ideologia, ser verdadeiramente esquerdista, para esses se torna questão secundária se o que está em jogo é apenas a rivalidade, mesmo que existam méritos por trás de todas as questões levantadas, o que se busca é a desqualificação justificada na isonomia, o evento criminoso se tornando secundário, como numa guerra de torcidas.
É por isso que tantos se afastam da politica, tanta indignidade, deve ser essa a intenção, afastar a boa concorrência a que poderia mudar a face do Brasil.

Responder

Jayme Vasconcellos Soares

15 de novembro de 2013 às 09h11

Mensalão é um termo moleque, sem nenhuma consistência ou prova, inventado pela direita, para denominar um processo de compra de decisões, a serem votadas por membros do Congresso Nacional, à semelhança do que foi feito, porem com muito mais alcance e consequências, pelo governo FHC, com o objetivo de se perpetuar no poder. Era uma prática de corrupção consagrada e aceita, tacitamente, pelo mundo político do Brasil. Mas o que foi mais grave no governo de FHC foi que a compra dos votos dos parlamentares foi financiada por interesses exógenos de empresa privadas, predominantemente de capital estrangeiro, que foram consumados, descaradamente por estes representantes do povo. Mas a Globo não dá manchete para este ato de privataria tucana

Responder

Capilé

15 de novembro de 2013 às 07h43

Para pensar:
Se para José Dirceu e Marilena Chauí a elite brasileira e a classe média, respectivamente, são inimigas, pessoais e de uma sociedade mais justa, se tomarmos a soma desses dois pensamentos concluiremos que a nossa sociedade só será efetivamente justa quando nela só existirem os pobres e os ordinários(no sentido contrário de elite).

Responder

    Ricardo JC

    15 de novembro de 2013 às 19h24

    Cinismo é uma “qualidade” que não falta por aqui né, Capilé?

Augusto

15 de novembro de 2013 às 01h49

Dirceu? Alvo da inveja da elite? Só se for inveja dele mesmo. Ao saber da decisão, Dirceu desfrutava das belas praias do literal baiano, coisa de um digno membro da elite.

Responder

Zanchetta

14 de novembro de 2013 às 23h49

Já cometi muitos erros, mas não esses…

Já fiz conversão proibida, parei na faixa de pedestres, andei a 140 km na cidade, mas andar na faixa de ônibus NUNCA!!!

Responder

nigro

14 de novembro de 2013 às 23h41

E o MARCOS VALËRIO? Algum ilustre defensor dos direitos humanos, da justiça e da democracia aqui do fórum pode se pronunciar em favor dele? Se não houve corrupção, quais foram os crimes dele? Agiu sozinho redistribuindo o caixa 2 (Ah era SÓ caixa dois, dizem os petralhas)? Distribuiu de graça? É isso??????

Responder

    Ricardo JC

    15 de novembro de 2013 às 19h27

    Rapaz,
    Talvez você não tenha acompanhado tudo que aconteceu no julgamento da AP 470. Toda a montagem da fars foi completamente desmontada nos blogs progressistas. Uma pergunta dessas, a esta altura do campeonato. Tenha dó… Vá se informar e depois volte aqui para comentar.

pai

14 de novembro de 2013 às 23h33

Eles não irão para a cadeia. Pegarão apenas um semiaberto, que logo passará. Ainda não foram julgados os infringentes…
O STF realmente é um tribunal de araque. Temos petralhas e anti-petralhas. Isso não é tribunal. Tribunal deve ser isento, sereno. Não é o caso de Barbosa e Levandowsky. São doidos varridos.
MAS, ainda assim, é bom ver que os políticos podem vez ou outra, serem punidos.
Não me venham com baboseira de teorias conspiratórias. Os caras cometeram os mesmos crimes que todos os partidos cometem. MAS SÃO CRIMES!!!!
Que mandem para a cadeia TODOS os demais corruptos. Processem também o Serra, o escambau. Quero todos eles na cadeia fumando um cigarrinho, nem que seja por uma semana.
Quer dizer que na “esquerda caviar” não tem corrupto? Corrupção é coisa de “direita”???? É isso???
Olha mais essa denúncia (sim é apenas denúncia): http://www.implicante.org/noticias/justica-pede-bloqueio-de-bens-do-ministro-pimentel/

Parem de bobeira. Os petralhas e tucanalhas são todos marginais, delinquentes. Quase nenhuma pessoa que tenha competência própria para criar algo, criar um negócio seria político. Vcs imaginam o Steve Jobs, o Stephen Hawking, o Mark Zuckerberg, sendo políticos? Esses cargos ficam para os bandidos enganadores.

Responder

Gerson Carneiro

14 de novembro de 2013 às 23h27

https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/p480x480/1467252_10201538950049801_2129989728_n.jpg

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de novembro de 2013 às 22h54

blog ‘o escrevinhador’:

http://www.rodrigovianna.com.br/plenos-poderes/jango-dirceu-e-as-batalhas-da-historia.html

Responder

Gerson Carneiro

14 de novembro de 2013 às 22h05

O máximo que os inimigos do José Dirceu podem fazer é mandá-lo para a prisão.

Responder

lukas

14 de novembro de 2013 às 22h03

Espera multidões nas ruas defendendo os heróis. Fica pra próxima.

Responder

Jayme Vasconcellos Soares

14 de novembro de 2013 às 21h57

Alguém pode ser julgado e condenado por denúncia e acusação esdruxula com base em uma argumentação sem bases jurídicas, fundamentada no sofisma do simples “conhecimento do fato”? Pois é, José Dirceu um ideólogo nacionalista, integro, está sendo acusado, e se nenhum acontecimento jurídico for interposto, ele será condenado pelo nosso STF, num julgamento de exceção, encabeçado pelo Presidente deste Órgão, num espetáculo circense promovido pela Rede Globo, que, sempre a serviço dos interesses alienígenas, procura destruir as lideranças nacionalistas do nosso Brasil. Mas Zé Dirceu é forte como a alma do povo brasileiro, que ama a liberdade e a verdadeira democracia!

Responder

JORGE

14 de novembro de 2013 às 21h21

Azenha

Tenho quase 30 anos de advocacia cível em singela banca e jamais imaginei que uma sentença (juiz) ou um acódão (tribunal) pudesse transitar em julgado pela metade EM MATÉRIA PENAL.

A razão é de uma boçal e até banal ignorância: se a pena é de morte e ainda cabe recurso que pode anular todo o processo, VICIADO por exemplo, O MORTO NÃO RESSUSCITARÁ depois de executada a pena de MORTE.

Por essa e outras acho que OS TRAPALHÕES julgariam melhor.

Responder

Inês Nassif: STF age como oposição; réus do mensalão condenados antes de julgados - Viomundo - O que você não vê na mídia

14 de novembro de 2013 às 20h51

[…] Dirceu diz que é “principal alvo da inveja da elite brasileira” Patrick Mariano: Onde está então a Democracia? […]

Responder

José X.

14 de novembro de 2013 às 20h04

O que me impressiona é a desumanidade, a crueldade dessas pessoas, membros do stf. Por um lado, destruindo a vida e tirando a liberdade de pessoas que se sacrificaram pela liberdade de todos os brasileiros, e por outro lado, dando liberdade a todo tipo de escória, como o médico estuprador Abdelmassi o “banqueiro” Cacciola, a mulher que apareceu em vídeo roubando o processo da Globo, o assassino (ou mandante) de Dorothy Stang, e com certeza muitos outros.

Responder

    Zanchetta

    14 de novembro de 2013 às 23h34

    “O que me impressiona é a desumanidade, a crueldade dessas pessoas, membros do stf. Por um lado, destruindo a vida e tirando a liberdade de pessoas que se sacrificaram pela liberdade de todos os brasileiros”

    Também acho… o Roberto Jefferson não merece isso!!!

    FrancoAtirador

    15 de novembro de 2013 às 18h00

    .
    .
    É verdade, Zancheta.

    Homem de coragem.

    Pena que, em setembro de 2005, acreditaram nas mentiras dele

    e não nas grandes verdades proferidas por ele no Caso Globo.
    .
    .
    Na tribuna da Câmara, o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) fez uma severa crítica ao jornal O Globo.

    Citou o avô libanês Ibrahim, que segundo ele, dizia que “atrás de toda manchetona escandalosa tem um interesse maior e mais escandaloso”.

    Disse que não tem nada contra a cobertura da área econômica, cultural e esportiva de O Globo, mas afirmou que ele “politicamente é um jornal amoral”.

    Jefferson disse que O Globo é um jornal “falido” que “se fiou sempre nos cofres públicos”.

    Ele disse que quem paga as despesas do jornal é o povo brasileiro.

    O deputado recordou-se da prisão em junho do empresário dono da cervejaria Schincariol, acusado de sonegação fiscal e usou-a para fazer uma acusação a O Globo:

    “Eu vi lá o empresário da Schincariol ser preso por 1 bilhão e 200 milhões. Almejado, imprensa, arrombaram a casa, iam botar uma bomba na porta, mas só de INSS O Globo deve mais de 1 bilhão e 200 milhões, está lána superintendência da Polícia Federal o processo por apropriação indébita porque é da parte do trabalhador, e a Polícia Federal não prende ninguém de lá”.

    E continuou:

    “Da Schincariol mete a algema, no Globo o rabo entre as pernas. Não sei, não consigo entender por que?

    Será que é a espera de elogios no Jornal Nacional ou daquela coleção olímpica de grandes intelectuais que assinam coluna, no jornal O Globo?

    2 bilhões e 800 milhões já levou do BNDES, às custas do Brasil para não fechar, porque sacou 2 bilhões de dólares à época do governo Fernando Henrique, quando o dólar era um por um, e hoje deve o que não pode pagar, mas vende a manchete política.

    Caderno econômico, tenta nos calar a todos aqui no Congresso Nacional.”

    (http://pt.wikinews.org/wiki/Roberto_Jefferson_ataca_O_Globo,_o_relator,_Lula,_o_governo_e_o_PT_em_seu_%C3%BAltimo_discurso_como_deputado#O_Globo)
    .
    .

pierre

14 de novembro de 2013 às 19h53

É impensável um governo petista com presos políticos em xadrezes de cadeias do governo. Presidente do PT, Presidenta Dilma e Eterno Presidente Lula vão ter que quebrar mais essa.

Responder

    lulipe

    15 de novembro de 2013 às 01h59

    “Quebrar essa”!!!…O lula e a Dilma vão se manter o mais longe possível dos mensaleiros,principalmente do Zé Dirceu.

    pierre

    15 de novembro de 2013 às 12h40

    Não minta. Arruda é ladrão e é do DEMO.

Mário SF Alves

14 de novembro de 2013 às 19h34

Afinal, a tradição política e econômica da elite “dita” brasileira é ou não é a tradição que caracteriza essa mesma elite como a pior elite do mundo?
_________________________________________
E, pior, não apenas por ser a mais cruel e dissimulada. Isso restou provado com aquele arremedo de abolição da escravatura, ocorrida um ano antes da proclamação da nossa quase república¹; restou provado também posteriormente com o golpe civil-militar de 64, travestido de movimento revolucionário. Mas, não, não apenas por isso. A elite “dita” brasileira é a pior elite do mundo não por ser a mais corrupta e corruptora, mas, sim, por ser genuinamente submissa a interesses contrários aos interesses do povo brasileiro. Culpa, quem sabe, de seu passado escravocrata e vocação (opção?) para colonial.
_________________________

Se bem que no que tange a insensibilidade/falta de compromisso frente aos interesses da população, é título que perdeu a exclusividade. Até porque, nesse quesito, a elite norte-americana não fica nada a dever à tal dita brasileira.
________________________________
¹Aliás, disseram, tancredearam, que o Brasil teria uma nova república. Cadê? Ora, e pra quê uma nova? Já não nos bastaria a República?

Responder

Notívago

14 de novembro de 2013 às 18h59

Azenha/Conceição Lemes, como eu posso enviar uma matéria para ser avaliada e, se bem avaliada, publicada na seção de humor?

Responder

Jorsom

14 de novembro de 2013 às 18h56

Paulo Maluf e correligionários passaram anos desviando milhões dos recursos públicos, pena aplicada; cassação de direitos políticos por cinco anos. Na entrevista a Amauri Jr disse: “Para os críticos, eu faço um desabafo: tenho orgulho de ter feito o que fiz, sou cristão, católico e tenho certeza que quando for prestar contas, Deus vai ficar contente”.Verdadeiramente o ponto fora da curva no julgamento político do mensalão deixa evidente de que lado STF está. A elite brasileira tem toda a sua proteção.

Responder

jõao

14 de novembro de 2013 às 18h46

O Supremo dividiu a sentença de cada um dos réus. Por exemplo: José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, sofreu duas condenações pelo tribunal. Uma de sete anos e 11 meses por corrupção ativa e outra de dois anos e 11 meses por formação de quadrilha. Dirceu pode apresentar um recurso pela segunda condenação, mas deve começar a cumprir a pena por corrupção ativa agora.

Segundo o professor, uma sentença não pode ser dividida como aconteceu. “Em matéria penal, como nesse caso, a questão é muito sensível. Não se está discutindo uma divisão de bens, por exemplo. Está discutindo a restrição da liberdade.” Para Conci, a decisão do Supremo abre um precedente para que juízes por todo o país tomem decisões semelhantes.

Segundo Conci, a “grande discussão” diz respeito à falta de julgamento por outro colegiado além do Supremo. Para ele, há necessidade de uma mudança constitucional que permita aos réus com foro privilegiado receber julgamentos por grupos de juízes distintos. Segundo o professor, a falta de possibilidade de um novo julgamento pode levar o caso à Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Responder

Ivan

14 de novembro de 2013 às 17h42

“Eu dediquei 50 anos da minha vida ao Brasil” – essa frase resume tudo do sujeito. Em 50 anos se dedicando ao Brasil ele não se destacou nas diretas, nao se destacou na Constituinte, nao se destacou na redemocratização. Em 50 anos se dedicando ao Brasil, ninguém sabe o que ele pensa, como pensa e quais suas idéias para um Brasil melhor. Livros escritos? Idéias marcantes? Iniciativas de debates? Nadinha!
Dificil acreditar que ele é santo ou objeto de inveja da elite branca. Aliás, na minha profissão de advogado, já ouvi o nome dele algumas vezes na boca de alguns lobistas grandes (como nelson dos santos).
Portanto, a todos que ainda acreditam que ele é inocente, sugiro que se informem melhor. Busquem informações com políticos, com empresários, com pessoas que dependem da benção do poder público federal para concluir seus negócios. Ai sim, poderão ter uma idéia melhor da influência infeliz dele sobre a administração pública.

Responder

    Mário SF Alves

    14 de novembro de 2013 às 19h48

    Peraí. Será que o Brasil ao qual ele diz ter se dedicado é o mesmo Brasil que você e eu conhecemos?
    _____________________________
    Já parou pra pensar sobre isso? Quem sabe o Brasil ao ele se refere não seja outro, senão o Brasil do porvir; o Brasil Um País de Todos, um país verdadeiramente democrático?
    ______________________________________
    Afinal, antes de tudo, essa cara foi um revolucionário, que enfrentou e foi [violentamente] caçado pela ditadura. Ou não?

    José Eduardo

    14 de novembro de 2013 às 21h00

    Acho que você deveria buscar informações em outros meios para conhecer este homem. O Sr Tancredo, o sr ullysses guimaraes e tantos outros não escreveram.e são nomes respeitaveis. A ditadura teve um lider e poucos o conheceram, eles mandou do inicio ao fim. O gen. golbery do Coutone Silva. O ex presidente Fhc e sr diretor de jornalismo da globo escreveram. O primeiro renega o q disse e o segundo acredita não haver racismo no Brasil (o dieese esta semana comprovou o racismo no Brasil com dados do mercado). E tem mais o O kassab é culpado por que os fiscais de sp disseram que ele sabia dos fatos. Acho q não…apesar de avhar q as provas só ñ aparecerama ainda (pela regra do julgamento 470 ele seria condenado, mesmo sem prova efetiva, certo dr. É o tal dominio do fato…). Como advogado deveria conhecer AS PROVAS CABAIS DOS CRIMES DO DIRCEU, pois sem elas pega mal um advogado falar de alguém.

J Ferreira

14 de novembro de 2013 às 17h19

Nojo deste STF.
Vocês são pagos para trabalhar com a justiça e não fabricar bandidos.
Covardes da mídia. Dominados da mídia. Esta mesma mídia que estão endeusando vocês, vão comer os vossos fígados.
Covardes, usem a LEI.

Responder

    Mário SF Alves

    14 de novembro de 2013 às 20h40

    “Fabricar bandidos”. É isso. Mas só quando lhes convém. Às vezes, convém-lhes mais o desbanditizar ou desfabricar bandidos. Senão, como explicar os HCs expedidos na calada noite e aquela declaração de um deles acusando publicamente aquele outro de ter capangas?

Natalia

14 de novembro de 2013 às 17h19

Toda a minha solidariedade ao ex-ministro José Dirceu, que penso, é mais forte que eu. Penso, também, que o fato de ser preso não é agradável, mas também não vai derrubá-lo. Ele ja esteve preso, numa situação muito pior que a atual. Hoje, mais maduro, sabe por quais razões vale a pena sofrer.

Responder

Bene

14 de novembro de 2013 às 16h43

Força Dirceu, ser contra um elite maldosa, só pode ser virtude…A Dilma foi torturada e virou presidente…talvez um dia vc tb venha a ser presidente….A primeira “cadeia” te trouxe ate aqui, a segunda vai te levar mais alto alto….
Viva o Brasíl para todos, viva lula,viva Dilma

Responder

    Zanchetta

    15 de novembro de 2013 às 00h04

    Mais umas 3 cadeias e ele vira PAPA!!!

Mauro Assis

14 de novembro de 2013 às 16h35

Esse Dirceu se acha: porque a elite brasileira teria ódio de um pé-rapado feito ele? Não que ele seja duro, é que com as traficâncias de influência dele (vide perfil AUTORIZADO da revista Piaui) o máximo que ele conseguiu foi juntar um milhãozinho ou outro. Porque alguma elite o invejaria?

A elite brasileira deve invejar é o Eike, essa caricatura de empresário exotérico turbinada pelos bilhões do BNDES.

Pedro Caroço é página virada, irrelevância patética.

Responder

    José Eduardo

    14 de novembro de 2013 às 21h04

    Mais uns dois ou três dele e nós teriamos uma nação. Com meio Serra ou Alkming ou uma aliado do DEM E PPS vc tem esta fazenda de escravos com capatazes no STF, na policia e em todas as forma de poder….Boa sorte…

José X.

14 de novembro de 2013 às 15h40

O Joaquim Barbosa já explicou a mágica que fez para conseguir comprar um ap em Miami por 10 dólares ?

Responder

    nigro

    14 de novembro de 2013 às 23h43

    Ele pode financiar o ap. USA baby.
    Dão empréstimo até para durangos.
    Juro baixo (quase nulo se comparado com o Brasil – sil-sil.
    E ele não tem que explicar nada. Se a Receita federal achar que deve, basta processá-lo. Se tem um negócio que funciona na Banânia é cobrança de imposto.

    Luís Carlos

    15 de novembro de 2013 às 14h43

    Nigro chama Brasil de “Banânia” e defende os EUA. Por isso defende impunidade de Barbosa. Formação made USA?

    Nigro

    15 de novembro de 2013 às 18h37

    Que impunidade????? Qual a acusação??? Tem imóvel no exterior não é crime. Tá fácil de comprar. Pretendo ter um pra ter para onde fugir caso a coisa engrosse aqui e viremos uma Venezuela (ainda que ache quenpor mais lixo que seja o Brasil, ele não vai virar uma Venezuela).

Urbano

14 de novembro de 2013 às 14h50

Toda e qualquer pessoa que é tida como inimiga da elite, principalmente a que se considera iluminada, se o povo bem soubesse o tomaria por amigo. A elite mundial está nos tocando bem mais célere para o seu curral, onde seremos confinados para morrer, sem nem mesmo engordar, muito pelo contrário. A nossa alienação chegou a nível que os donos do mundo perceberam que já chegou a hora do golpe fatal. E a elite de segunda mão nem se toca que ela vai junto com o povão.

Responder

    Mário SF Alves

    14 de novembro de 2013 às 20h05

    “E a elite de segunda mão nem se toca que ela vai junto com o povão.”

    _____________________________________
    É bem possível. Uma hipótese, sim, prezado Urbano.
    _________________________________________________

    Bom, se bem que alguém ia ter de sobrar pra servir de capacho ao novíssimo circo que (deus nos livre) se descortina. E hipótese por hipótese, boa chance de acerto teria aquele que apostasse no futuro (nada promissor) dessa elite de segunda mão como bobo da (nova) corte, né não?

lulipe

14 de novembro de 2013 às 14h20

A maioria dos ministros do STF estão de parabéns por terem dado um basta nesta chaga do nosso Poder Judiciário, a quantidade absurda de recursos, a maior parte com fins meramente protelatórios.Em qualquer país sério os mensaleiros já estariam cumprindo pesadas penas, aqui vira esse circo, mais de oito anos para finalizar um julgamento, e ainda tem a excrescência dos Embargos Infringentes, isso se não inventarem mais alguma “jabuticaba” jurídica neste período.E o Dirceu vai cumprir pena em Brasília ou em SP???

Responder

    Joca de Ipanema

    14 de novembro de 2013 às 17h33

    Presumo que para si, a boa justiça deve ser a expeditiva. Acabar com esse negocio de recursos, que como diz o Dr. Barbosa, são chicanas. Você não percebe o que isso acarreta em termos de confisco do direito de defesa? Acho que não. Só se dará conta quando,e se, algum dia estiverem, você, ou um dos seus, do lado de cá da barra do tribunal.

    lulipe

    14 de novembro de 2013 às 18h32

    Pelo seu texto vejo que é mais um que foi reprovado em Interpretação de Texto na escola.No meu comentário é mais do que cristalino que não critico a existência dos recursos, imprescindível, em qualquer país.O que sou contra é a enormidade do número de recursos que existem no Brasil, muitos usados com fins meramente protelatórios.Para se ter uma ideia do que escrevi, para uma decisão jurisdicional definitiva temos:

    I- apelação;

    II- agravo;

    III- embargos infringentes;

    IV- embargos de declaração;

    V- recurso ordinário;

    VI- recurso especial;

    VII-recurso extraordinário;

    VIII- recurso de divergência em recurso especial e recurso extraordinário, sem contar a remessa de ofício, os embargos de declaração dobrados (a sentença e o acórdão), o agravo de instrumento ( retido e de instrumento) e os recursos regimentais como os agravos regimentais, o que eleva esse número para onze (11) afora o mandado de segurança que é freqüentemente manejado como sucedâneo recursal, perfazendo, assim, uma dúzia de recursos.

    Se você não acha essa quantidade de recursos uma aberração, então, meu caro, você deve ser advogado!!!

    Luís Carlos

    15 de novembro de 2013 às 14h47

    Joca
    Lulipe defende a impunidade tucana. Não defende as mesmas medidas aos tucanos. Moralista de pluma adorador da corrupção tucana?

Edno Lima

14 de novembro de 2013 às 14h17

Dirceu junta-se a Bruno, a bola, ao casal Nardoni e provavelmente a Guilherme Longo como o mais novo produto das iniquidades cometidas pelo judiciário brasileiro ao condenar réus sem que contra eles houvesse uma prova cabal ou ao menos uma confissão! Não esmoreça Dirceu, tribunais internacionis, interplanetários ou intergaláticos haverão de julgar imparcialmente o mensalão e algum deles fará justiça, inocentando-o. Até lá, boa sorte no carcere Zé Dirceu !

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de novembro de 2013 às 14h16

UM CERTO MANDELA!

… Milhares e milhares e milhares de pessoas estão concentradas no entorno da casa do José Genoino do Brasil… Representantes dos movimentos organizados e também dos desorganizados da sociedade brasileira… Transpiram indignação, revolta, lealdade, fraternidade, lucidez… A Polícia [do Estado!] já está a postos!… Os ministros do STF tremem ao ouvir – dos gabinetes! – ‘as vozes das ruas’; nos esgotos das redações da “grande” mídia, procura-se uma explicação plausível!…

(… Ah! Quem dera, estivéssemos na Palestina! Ou, quiçá, na África do Sul!…)

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    leandro

    14 de novembro de 2013 às 14h55

    Muda para lá.

    Mário SF Alves

    14 de novembro de 2013 às 20h55

    Não sei quanto ao Messias, mas quanto a mim, se não fosse pelo PT, com o Brasil enterrado até o talo num certo neoliberalismo terceiro-mundista, ah, meu caro, nesse caso até eu mudaria.

    Luís Carlos

    15 de novembro de 2013 às 14h49

    Messias
    Se você mudar, leva Leandro junto, mas leva um tucano também, pra ele matar saudades.

Maria Rita

14 de novembro de 2013 às 14h06

Se for verdade que JB vai se aposentar para ser candidato segundo um outro portal e que o bate boca com Gilmar e Marco Aurélio Mello foi por conta disso, imagine o que essa briga interna não vai revelar. Pelo que parece, o batmão sai, abre aspas, vitorioso,e deixa um rastro de coisas erradas que já estão a denegrir a imagem do STF, mas publicamente o peso será só dos que ficaram. Vão aceitar? Muita água suja ainda vai rolar daí de dentro. O esgoto está aberto, nem Pandora aceita mais ser joguete de trouxas ambiciosos. Que ninguém se surpreenda. Quanto a Dirceu,sei que ele tem força suficiente para suportar mais esse período, que espero que seja mais rápido do que festa de fim-de-ano. Com direito a ressaca ferrada dos seus opositores. A conta da justiça seletiva está ficando tão alta quanto a conta da rede plimplim, ré confessa de vários erros/golpes terríveis incluindo o apoio e adesão ao golpe de 1964. Boicote nessas merdas miidiáticas é a nossa única saída. Sem dinheiro e sem prestígio vão seguir o Estadão.

Responder

alfredo de pádua

14 de novembro de 2013 às 13h51

Esse Julgamento, com certeza, vai superar o julgamento dos “irmão naves” como o maior erro do judiciário brasileiro.

Responder

franciso severiano

14 de novembro de 2013 às 13h44

Suécia fecha quatro presídios por falta de detentos

Taxa de ocupação do sistema carcerário do país vem caindo desde 2004

Suécia
Vista da cidade de Estocolmo, na Suécia (Thinkstock)

A Suécia passa por uma drástica queda no número de prisões nos últimos dois anos e, por esse motivo, as autoridades decidiram fechar quatro penitenciárias e um centro de detenção, informa reportagem do jornal britânico The Guardian. “Vemos um declínio extraordinário no número de detentos. Agora temos a oportunidade de fechar parte de nossa infraestrutura”, disse Nils Oberg, diretor de Serviços Penitenciários do país.

O serviço penitenciário sueco fechou presídios em quatro cidades: Aby, Haja, Bashagen e Kristianstad. Dois desses prédios devem ser vendidos para a iniciativa privada e os outros dois devem abrigar temporariamente outras instituições estatais.

Leia também
Suécia é o melhor país para se envelhecer; Brasil ocupa 31ª posição

O número de detentos na Suécia vinha sendo reduzido em cerca de 1% ao ano desde 2004. Entre 2011 e 2012, a redução ampliou para 6% ao ano, taxa que deve ser mantida em 2013 e 2014. Oberg declarou que a abordagem liberal adotada pela Suécia quanto às prisões, com prioridade na reabilitação de prisioneiros e trabalhos voluntários, influenciou a queda de ocupação no sistema prisional do país.

“Nós acreditamos que os esforços em investir na reabilitação e prevenção de recaída de crimes tiveram um impacto”, disse Oberg. Tribunais suecos vêm adotando penas mais brandas para crimes relacionados com drogas após uma decisão da Suprema Corte em 2011, explicando, pelo menos, parte da queda brusca do número de detenções.

O governo sueco, no entanto, vai manter a opção de reabrir pelo menos duas das prisões fechadas se o número de detentos voltar a crescer. “Nós não estamos no ponto de concluir que esta [queda das prisões] é uma tendência de longo prazo e que é uma mudança de paradigma”, disse Oberg. “O que temos certeza é de que a pressão sobre o sistema de justiça criminal tem caído acentuadamente nos últimos anos”, concluiu.

População carcerária – Segundo dados compilados pela organização World Prison Brief (WPB), os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo, com 2 239 751 de detentos. A China ocupa o segundo lugar com 1 640 000 pessoas atrás das grades. Os presos da Rússia totalizam 681 600 pessoas e, em quarto lugar, está o Brasil, com 548 003 encarcerados. A Suécia tem 4 852 presos

Responder

    Mário SF Alves

    15 de novembro de 2013 às 10h31

    “População carcerária – Segundo dados compilados pela organização World Prison Brief (WPB), os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo, com 2 239 751 de detentos. A China ocupa o segundo lugar com 1 640 000 pessoas atrás das grades. Os presos da Rússia totalizam 681 600 pessoas e, em quarto lugar, está o Brasil, com 548 003 encarcerados. A Suécia tem 4 852 presos.”
    __________________________________

    Relativamente:

    EUA: 2.240.000 / 350.000.000 = 0,64%

    Brasil: 548.000 / 202.000.000 = 0,27%

    Rússia: 680.000 / 142.000.000 = 0,47%

    China: 1.640.000 / 1.340.000.000 = 0,12%
    ________________________________________________
    Taí um indicador formidável para se medir ou inferir quanto ao perfil político de um país. Ou seja, tendo em conta o tamanho da população, quanto maior o número de prisioneiros, mais afastado está o país da democracia, do interesse comum e/ou da educação política.
    ________________________________________________

    Assim, relativamente [e novidade nenhuma], os EUA estão na pior posição.
    _____________________________________________
    Tem como citar a fonte?

    Obs.: Seria bom incluir dados relativos à situação na Índia.

francisco.latorre

14 de novembro de 2013 às 13h44

era um país de pretos e brancos.

onde branco pobre era quase preto.

e preto rico quase branco.

aí uns brancos pretos abriram as portas do mundo branco. muito branco. aos pretos de todas as cores.

e a sociedade. branca branca. muito branca.

escalou um preto branco.

pra punir os brancos pretos. que ousaram. e abriram caminho. pra pretos e brancos.

..

o muro caiu.

a história. fará justiça. aos heróis.

..

Responder

pierre

14 de novembro de 2013 às 13h43

Estão soltos (apenas políticos): Maluf, Azeredo, Serra, Demóstenes Torres, Cachoeira, Fernando Henrique Cardoso, José Roberto Arruda, Joaquim Roriz, etc, etc.

Responder

    Mauro Assis

    14 de novembro de 2013 às 14h44

    Por outro lado serão presos: o Dirceu, o Roberto Jeferson, o João Paulo Cunha, o Pizolato, o Delúbio, o Carequinha e mais uns 20. Já é um começo, vc não acha?

    pierre

    14 de novembro de 2013 às 19h18

    Em Minas Gerias existe um ditado popular que diz o seguinte: “vai procurar a “rodia” onde você quebrou o pote”. Senhores Ministros do STF, o pote (mensalão) foi quebrado em Minas, portanto, é lá que acharão a “rodia”.

    Mário SF Alves

    15 de novembro de 2013 às 10h47

    Começo?!! Acorda brasileiro! A corda!

    ____________________________
    Começo não, prezado Mauro. Começo não. A menos que você entenda isso como o começo do fim dessa democracia capenga, instituída sob o tacão do regime de exceção que mandou no Brasil por quase 25 anos.

    ______________________________________
    Aí, sim, concordo com você, de fato, estaríamos na iminência do começo do fim. O fim de um estado capenga, semi-republicano, contrário ao bem comum e nascido e criado sob o signo da desigualdade.

francisco.latorre

14 de novembro de 2013 às 13h42

era um país de pretos e brancos.

onde branco pobre era quase preto.

e preto rico quase branco.

aí uns brancos pretos abriram as portas do mundo branco muito branco aos pretos de todas as cores.

e a sociedade branca branca muito branca.

escalou um preto branco.

pra punir os brancos pretos. que ousaram. e abriram caminho. pra pretos e brancos.

..

o muro caiu.

a história. fará justiça. aos heróis.

..

Responder

Elias

14 de novembro de 2013 às 13h36

Quantos Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti a Injustiça continuará a condenar? Quantos inocentes irão perder a liberdade com base em leis esdrúxulas, equivocadas ou teorias esquisitas, como a do Domínio do Fato já desprezada pelo autor alemão que teve o bom senso de relatar seu erro, mas que aqui, no Brasil, na Ação Penal 470 foi usada contra José Dirceu como se fosse a mais impecável e indiscutível de todas as teorias jurídicas?

Tomem o homem. Babem-se por vê-lo encarcerado. Não é o primeiro, nem será o último a entrar no inferno que são “os outros” como bem disse Jean Paul Sartre. Claro que “nós” também não somos o paraíso. Todos são “os outros”.

Mas quando tudo isso irá acabar? Quando a utopia de nos irmanarmos no melhor dos mundos se tornará realidade? Ria quem quiser rir. Por mais pessimista que eu sei que sou, prefiro o auto-engano de ver um dia o mundo comunista. Sei que isso não se dará em breve, portanto, nunca verei esse dia. Assim como tantos que também sonharam e não viram. Porém…

Responder

Gerson Carneiro

14 de novembro de 2013 às 13h24

A prisão do José Dirceu e José Genoino será um constrangimento promovido pelo Poder Judiciário. Como explicar ambos presos e Maluf solto, por exemplo?

Responder

    Mauro Assis

    14 de novembro de 2013 às 14h45

    Um começo…

    lulipe

    14 de novembro de 2013 às 17h45

    Esse Maluf é o mesmo a que lula e Haddad pediram apoio, inclusive com fotos e abraços, nas eleições para prefeitura de SP, caro Gerson???

    Gerson Carneiro

    14 de novembro de 2013 às 18h38

    Não sei se pediram apoio. Mas é esse Maluf aqui.

    lulipe

    14 de novembro de 2013 às 19h21

    Eu acho que é esse:

    http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2012-06-18/ao-lado-de-lula-maluf-oficializa-apoio-a-haddad-e-elogia-marta-e-erundina.html

    Luís Carlos

    15 de novembro de 2013 às 14h54

    Esse Lulipe. Nega apoio de Maluf a FHC e tucanos, mas lembra apenas do apoio a Haddad e Lula. Não assumir posição parece comum a ele, e esquecer o passado é coisa do chefe dele, FHC.
    Tenha coragem Lulipe, assuma seu tucanismo. Não se envergonhe de seu partido.

Fabio Passos

14 de novembro de 2013 às 13h22

Toda solidariedade a José Dirceu, José Genoíno e os outros perseguidos políticos na farsa do mentirão.

São heróis do povo brasileiro!

A “elite” branca, rica e canalha está com saudades da ditadura… e quer fazer novamente presos políticos.

Responder

pierre

14 de novembro de 2013 às 13h04

Em governo petista prisões abrigam presos políticos. Para atender os anseios do PSDB e seus assemelhados, PIG e elites, o PT permitiu que fossem lançados as piranhas, como se bois fossem, companheiros do quilate de José Genoino e José Dirceu. E agora, eu, simples eleitor do PT desde a sua fundação, indago ao presidente do PT, Dilma e Lula, é possível ser governo com presos políticos nas cadeias? O PT arreou as calças para a casa grande desde o dia que Lula assinou a chamada carta aos brasileiros. PT, Dilma e Lula, antes de pedir votos, vocês devem tratar de livrar da cadeia “companheiros seus” que foram condenados por ministros indicados por vocês a mofar nas celas das cadeias do governo. Eu, como já disse, petista desde a fundação do partido, não renovo mandato de governo com presos políticos.

Responder

    OSKAR

    14 de novembro de 2013 às 15h46

    Os líderes Dilma e Lula tem obrigação de comprar esta briga. Não podem se omitir. Penso o mesmo que você. Parabéns. Ou….que Lula saia para o governo de São Paulo, será a melhor vingança sobre esta corja.

ricardo silveira

14 de novembro de 2013 às 13h01

Esse julgamento abriu uma chaga na justiça brasileira e se evidencia como uma brutal injustiça, como reação ao novo, a despeito de insinuar a condenação do velho, pois este foi momentaneamente revigorado. Um julgamento cheio de problemas, de provas que mais trazem dúvidas e incertezas do que a sustentação às condenações, senão, para que o uso mal feito da teoria do domínio do fato?

Responder

Bacellar

14 de novembro de 2013 às 13h00

O conservadorismo debilóide e o conservadorismo cínico comemorarem a decisão que joga o direito brasileiro no limbo era mais do que esperado. O grosso dos contentinhos assina o definitivo atestado de ignorância política e principalmente ignorância sobre história do Brasil. No entanto algo não esperado é a passividade das esquerdas nessa matéria.

Será que apenas eu vejo como um movimento perigoso mais uma vez na história da política nacional ver agentes de esquerda sendo presos e apartados da política com base em julgamentos viciados e excepcionais? O recado outra vez é claro: Não mexam com os donos do Brasil. Pau que bate em Chico não bate em Francisco.

Acompanhando a massmedia e o judiciário, os movimentos do empresariado graúdo e as oposições está cristalino que a disposição para a batalha democrática apenas nos campos eleitorais e de debate de idéias está definitivamente sepultada. Mais uma vez em nossa história o interesse popular será combatido com táticas rasteiras e obscuras. Caminhamos no fio da navalha.

Responder

    ejedelmal

    14 de novembro de 2013 às 13h25

    O correto é “Pau que bate em Dirceu também bate em Chirico”.

    Mauro Assis

    14 de novembro de 2013 às 14h46

    O sujeito que usa como símbolo a foice e o martelo vem falar em conservadorismo debilóide…

    Bacellar

    14 de novembro de 2013 às 16h33

    Grato por ilustrar meu ponto.

    Mário SF Alves

    15 de novembro de 2013 às 11h33

    Tudo o que você disse é inerente à História. Tudo o que você disse é irretocável no que tange à lógica do processo político no Brasil e na América Latina. Infelizmente.
    ________________________
    Infelizmente a democracia deles, donos do BraZil, não é a Democracia. Infelizmente a eles não interessa e jamais interessou a democracia. Infelizmente essa é a verdade. Democracia com um povo inteiro sujeito aos interesses exclusivos de uma minoria não é democracia.
    _________________________________
    E, como se já não nos bastasse o mentirão; como se já não nos bastasse o tapa na cara de todos nós decorrente desse linchamento político em plena vigência da Constituição, vão continuar a fazer de tudo para cupinizar o PT por dentro. E na medida que, por conta da influencia e papel histórico do Lula, não conseguirem isso, seguirão o plano já parcialmente realizado de enterrar a Constituição de 88 e jogar por terra mesmo essa ainda parca democracia que temos (herança do antigo regime).

    E aí, meu caro, num contexto deste, cupim é o que menos falta.
    __________________________________________________
    Democracia de verdade… minha utopia… suspiro por ela… melhor mesmo seria poder morrer por ela.

José BSB

14 de novembro de 2013 às 12h58

Passado o julgamento do mensalão, o ministério público paulista terá a mesma diligência na aplicação da teoria do domínio do fato para denunciar os governadores responsáveis pelos contratos sobre a roubalheira no metro? Os prefeitos responsáveis pelas indicações dos envolvidos no assalto de R$ 500 milhões sobre o ISS serão levados a barra dos tribunais e tratados como quadrilheiros e ladrões de dinheiro público? Os magnatas das construtoras serão responsabilizados e responderão pelos ilícitos praticados por seus empregados?
Definitivamente, essa cumplicidade custa muito caro.

Responder

Osvaldo Cruz

14 de novembro de 2013 às 12h39

O tiro (da globo, psdb, etc) saiu pela culatra. É só ler o que aconteceu e o que deve acontecer. O discurso do Ives Gandra e de outros de que este processo condenou inocentes e deverá haver mudanças para o bem do Brasil ajuda a entender. A postura comedida de JB, globo e fsp também demonstram que terão que pisar em ovos. Temos um “martir”. O Zé virou lenda, resiste a tudo isso. Ele cai capitalizar essa “derrota”. O Genoíno não sei…

Responder

Maria Thereza

14 de novembro de 2013 às 12h18

O Brasil não merece esse judiciário. Mas, que foi exposto em toda sua mediocridade, foi o stf. E como disse o gilmar dantas: “abrimos o guichê, para ter essa manobra?” Uma frase muito interessante, que dá margem a especulações. Está no Paulo Henrique.
Quanto ao Dirceu, só podemos desejar que mantenha sua coragem, coisa que os togados não têm. E quero ver o jb ficar sob os holofotes de novo. Vai ser descartado rapidamente.

Responder

Gerson Carneiro

14 de novembro de 2013 às 12h07

A cada prisão de ídolos meus, minha admiração e orgulho por eles só faz aumentar. Jesus Cristo; Bruno Giordano; Zumbi dos Palmares; Nelson Mandela…

Hipocrisia é dizer hoje que ama Jesus e agir exatamente igual aos “poderosos” que naquela época o mandaram para a cadeia e para a morte.

Responder

Gerson Carneiro

14 de novembro de 2013 às 12h01

AVANTE !

A Luta continua.

A guerra não começou agora e não será vencida em uma única batalha.

Responder

Tomudjin

14 de novembro de 2013 às 11h55

Se considerarmos o que a história vem aos poucos nos revelando; episódios COMPROVADOS de envenenamento de grandes líderes mundiais, na história geopolítica da humanidade, podemos entender que julgamentos como a AP 470 podem ser a alternativa “legal(sic)” para se calar aqueles que de uma forma ou de outra incomodam.

Assim como o tempo tem dado, e ainda dará, nome a todos os que se valeram de métodos medievais para silenciar seus opositores, o tempo também nos dirá se os personagens que fizeram parte deste espetáculo, chamado AP 470, entrarão para a história como heróis ou vilões.

Até lá, o meu único receio é o de que surja alguma outra instituição “arbitrária” que queira arrancar de mim o meu cartão de cidadão, perante a sociedade: o meu TÍTULO DE ELEITOR.

Responder

Ana Cruzzeli

14 de novembro de 2013 às 11h40

Vendo agora a pouco o sorriso do Joaquim de ontem no plenário do STF e a face do Dirceu me lembrei de Darcy Ribeiro quando falava de suas derrotas.

Fico pensando que vitória é essa do Joaquim Barbosa e seus comparsas? Não consigo deixar de pressagiar citando Darcy
– Não gostaria de estar no lugar dos que venceram José Dirceu e José Genuino. Justiça divina é cheia de atalhos, Seu Joaquim!

Eu não vou morrer antes de ver a Justiça divina mostrar sua obra.
O Apê do Joaquim em Miami é só o primeiro tijolo da divina justiça. Se ele acha que depois de deixar de ser importante para os ianques os EUA vão lhe dar guarida? Vai pensando seu verme.
O que é seu tá guardado seu safado e o Gilmar também é claro.

Responder

    Aline C. Pavia

    14 de novembro de 2013 às 15h53

    Ana, a hiena também sorri quando chupa carniça.

    Mário SF Alves

    15 de novembro de 2013 às 14h13

    O quê???
    ___________________
    Ora, prezado Também não sei, sinto informar, mas pelo visto você vai continuar não sabendo.
    E você ainda acredita mesmo que há, houve ou haverá imparcialidade ou a mais pálida vontade e liberdade desse STF que aí está em julgar mensaleiros e demais corruptos e corruptores do PSDB, mídia fora da lei e cia?
    ____________________________
    Ma nem que a vaca tussa!
    _____________________________________
    O problema, meu caro, o problema mesmo, o problema real da elite dona do BraZil é e pelo visto continuará sendo, única e exclusivamente, o PT. Taí o MENTIRÃO que não nos deixa mentir. Bom… pelo menos enquanto o Lula existir. E, possivelmente, enquanto existirem o Zé Dirceu e a presidenta Dilma. E/ou, porque não lembrar, enquanto nossa indignação for assim, digamos, tão impotente.

Ana

14 de novembro de 2013 às 11h38

Sim, Dirceu cometeu erros… Talvez o mais cruel tenha sido alimentar o pig, que cresceu e agora gerou isso… Dilma indo pelo mesmo caminho… Ou vai sair a Lei de Mídia/ Medios em seu governo???

Responder

Tales-Cunha

14 de novembro de 2013 às 11h03

Esse processo do “Mentirão” foi tão mal gerenciado pela procuradoria e pelo “Seo” Barbosa que é difícil ententer qual foi o crime que o Zé Dirceu cometeu. Fala-se de um mensalão que nunca foi mensalão (pgtos mensais continuados). Cita-se o desvio de dinheiro público que nunca ocorreu e não era dinheiro público, pois o dinheiro está com a Globo e os serviços foram prestados e comprovados junto ao BB. Imaginávamos que os juízes eram técnicos e dotados de saber jurídico e descobrimos que são meros politiqueiros elitistas e preconceituosos e o conhecimento técnico é o mesmo do boteco da esquina. Para o país virar uma “merda” geral, agora só falta o psdb voltar ao poder em 2015.

Responder

Gilberto

14 de novembro de 2013 às 10h57

Para sorte de Dirceu e do país, casos de julgamentos sumários e satisfação com a miséria alheia como os proferidos pelo Rodrigo Leme acima refletem apenas a miséria da vida dessas pessoas que, em sua mediocridade, precisam de um inimigo para caçarem implacavelmente. Fazem barulho, porque ganham espaço na mesma mídia hegemônica que sempre perseguiu Dirceu, mas se limitam a cerca de 4, 6% da população, os hidrófobos anti-PT de sempre, com seu moralismo torto e seletivo. Os que fazem parte da elite, compreendo. Lutam por seus próprios interesses. Quanto aos que são assalariados, só lamento tanta obtusidade, torcer para o opressor, numa relação doentia a la Síndrome de Estocolmo… enfim, os cães ladram e a caravana passa, por sob a baba desses infelizes repletos de ódio. O PT continuará vencendo, e Dirceu será mais um candidato vencedor, assim que cumprir mais essa pena. Os que acham que acabaram com ele (ao lado de Veja, seu editor Cachoeira e tantos outros inimigos), só se enganam. A cadeia não mete medo em Dirceu. Ele ja esteve lá em tempos muito mais difíceis, arriscou sua própria vida na luta contra a ditadura, vai tirar de letra essa agora. E se fortalecer para voltar à política no futuro, nos braços do povo.

Responder

    Mário SF Alves

    14 de novembro de 2013 às 21h15

    “A cadeia não mete medo em Dirceu.”

    Sim, isso é verdade.

    ________________________________
    Já o “Ele ja esteve lá em tempos muito mais difíceis, arriscou sua própria vida na luta contra a ditadura, vai tirar de letra essa agora. E se fortalecer para voltar à política no futuro, nos braços do povo.”

    _____________________________________________
    Aí, sinto discordar; isso não é tão simples assim. E não tanto pelo povo, mas pelos inimigos do povo; inimigos do republicano bem comum, aquele que define os interesses do povo: igualdade de direitos, saúde pública de qualidade, educação de qualidade, moradia, vestimenta, lazer e trabalho.

leandro

14 de novembro de 2013 às 10h38

“O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, está hospedado num hotel de luxo, em Itacaré, na Bahia. Ele pode ser preso a qualquer momento.”

Essa elite é f… persegue um pobre coitado num resort de luxo. Isso não se faz.

Responder

    Marcilio Serrano

    14 de novembro de 2013 às 11h11

    Leandro,

    Ex-presidente com apartamento na França para você é normal??? O seletividade.

    leandro

    14 de novembro de 2013 às 13h03

    Não, naão acho normal ex presidente ter apto na França, por isso acho ridículo esse papo de “zelite” se eles mesmos são parte dela. Todos, todos, estão ricos, e muito. Você acha normal isso? Um palloci ganhar 20 milhões em dois anos? O dirceu ter uma renda de mega empresário?

    Capilé

    15 de novembro de 2013 às 07h48

    Para pensar:
    Para os amigos, tudo(TUDO); para os inimigos, a Lei?

    Gilberto

    14 de novembro de 2013 às 11h34

    Leandro, não entendi. Qual é a relevância para o caso de Zé Dirceu estar hospedado num resort de luxo em Itacaré? Percebo que você é mais um teleguiado, não? E ou tem muito pouca vivência (da vida real, eu quero dizer), ou é o ódio que está te cegando. Sou bancário, classe média, e em minhas férias, vez por outra, viajo e me hospedo em resorts de luxo. Qual o problema? tem algo de errado nisso? Zé Dirceu exerceu mandatos políticos e foi quadro diretivo do PT por décadas. Recebia bons salários por isso, é perfeitamente compatível. Vale lembrar que seu sigilo bancário não escapou à sanha do judiciário, e não encontraram nada de errado, um tostão que não fosse compatível com sua renda de uma vida inteira. Possui uma boa casa e um bom apartamento. Nenhuma fortuna, velada ou não. Continue lendo a Veja e enxergando cada vez menos…

    Marcilio Serrano

    14 de novembro de 2013 às 14h05

    Gilberto,

    Gostaria de saber de onde ele tirou os 20 milhões se isto fosse verdade a Globo já não teria levado adiante???

    Agora apartamento de ex-presidente ele não viu noticiado até porque é troca de favores não é mesmo PROJAC.

    Leandro peço que você se informe melhor e não vale noticia do PIG.

    leandro

    14 de novembro de 2013 às 15h04

    os 20.000.000,00??? Ora, tirei do site da Carta Capital..
    “Empresa de Palocci teve 20 clientes e faturou 20 milhões de reais em 2010”

    http://www.cartacapital.com.br/politica/consultoria-de-palocci-teve-20-clientes-e-faturou-20-milhoes-de-reais-em-2010

    Marcilio Serrano

    14 de novembro de 2013 às 16h17

    Leandro,

    Talvez você não saiba neste caso vou explicar o Palocci vem de família milionária, são usineiros na origem. Nesta caso nada improvável este dinheiro…. e olha que não estou defendendo o Palocci porque acho ele PSDB de mais para o meu gosto. Um ferrenho defensor do Deus mercado esquecendo que o mesmo é formado de gente, que precisa comer, se vestir, beber, se divertir e por aí vai.

Rodrigo

14 de novembro de 2013 às 10h34

“Eu fiz o que tive que fazer, continuei o que eu sempre fui, não mudei”

Rá!

Responder

Rodrigo Leme

14 de novembro de 2013 às 10h33

Ele e um monte de gente na cadeia são exilados dentro do próprio país.

E adorei a parte do “cometi muitos erros, mas não os que me acusam”. Quer dizer que tem mais? Hahahahahahah….

Que a cadeia lhe seja fria. Tomara que muitos outros o sigam.

Responder

    Aline C. Pavia

    14 de novembro de 2013 às 10h54

    Que Deus perdoe aqueles que julgam e atiram pedras.
    Que sejam julgados por essa mesma régua.

    sergio m pinto

    14 de novembro de 2013 às 11h33

    Esses, que julgam e atiram pedras,certamente assalariados, são os cretinos apresentados no comentário do Gilbeto. Cretinos porque sua única fonte de informação, na qual acreditam piamente, é essa mídia medíocre, que sempre conspirou contra o povo, a favor de uma elite também medíocre.

    Rodrigo Leme

    14 de novembro de 2013 às 11h48

    Nossa, quanto perdão…é por todo bandido ou só pelos que você torce?

    E adorei o “certamente remunerado”. Pq não dá para discordar do trator governista sem receber dinheiro. Das acusações imbecis que me fazem, essa é de longe minha favorita.

    Marcilio Serrano

    14 de novembro de 2013 às 11h13

    Rodrigo,

    Principalmente os que você idolatra. Quanta hipocrisia.

    Luiz (o outro)

    14 de novembro de 2013 às 11h23

    O Zé Dirceu deve despertar em vc os mesmos tais “sentimentos primitivos” que despertava no Roberto Jeferson…

    Luís Carlos

    14 de novembro de 2013 às 12h58

    A questão não é ir para a cadeia, mas sim quem não vai para cadeia, nunca, e sempre é blindado por você e pela mídia que você lê, escuta e vê Rodrigo. Você pode não ser elite como diz Dirceu (creio que não) mas é um daqueles que serve a esse grupo denunciando irregularidades seletivamente e que cala diante da impunidade de corruptos, de corrupções desde muito, e que não te mobilizam, somente se for para blindar e esconder. Cala sobre corrupção nas obras do metrô em SP, cala sobre corrupção da máfia dos fiscais, cala sobre mensalão tucano, emudece sobre sonegação fiscal da GLOBO, e silencia absolutamente sobre ligação da VEJA com crimonosos como Cachoeira e prodição de factóides que beneficiavam interesses econômicos daquele grupo, só para citar alguns exemplos.
    Dirceu se entregará à polícia, como nenhum crimonoso, desses que se escondem, são blindados e fogem do país faria. Cumprirá sentença de caso político e determinação de Barbosa em penalizar apenas alguns, portque ele, Barobosa, não terá coragem e compromisso para penalizar a todos, da mesma forma. Dirceu sairá da cadeia, e retornará, tendo cumprido pena. Outros continuarão fugindo, sendo blindados, mentindo e corrompendo com anuência de pessoas que sofrem de indignação seletiva e defendem a impunidade com discruso moralista.

    Edi Passos

    14 de novembro de 2013 às 14h37

    Sei não, mas continuo pensando que não devemos alimentar os “trolls”, eles vivem exatamente disso, são pagos exatamente para isso!

    Rodrigo Leme

    14 de novembro de 2013 às 15h40

    Você é pago pra que?

    Aline C. Pavia

    14 de novembro de 2013 às 16h00

    Edi, Rodrigo é um coitado entre tantos outros que não são dignos sequer de atar os cadarços de gente como José Genoino e Zé Dirceu. Mas nosso desprezo pela insignificância e irrelevância desse tipo de trolha às vezes se inflama pela nossa indignação e revolta ao ver inocentes indo para a cadeia sem provas, com narração ao vivo de César Tralli, e tantos cabalmente culpados que se juntam aos primeiros insignificantes com suas risadas hipócritas e constrangedoras, semelhantes às de hienas ao chupar carniça. Kassab, Serra e Mauro Ricardo, para citar somente três dos mais de 100 escroques tão exemplarmente escudados pelos trolhas irrelevantes.

    Maria

    14 de novembro de 2013 às 16h13

    Rodrigo,

    Você lê bem?

    Ele disse “cometi muitos erros, mas não esses ” . Um humano comete erros todos os dias.

    Luís Carlos

    15 de novembro de 2013 às 14h58

    Maria
    Ele lê mas tem vergonha de assumir posição publicamente e dizer que é tucano. Tem vergonha dos líderes dele e do partido dele.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura