VIOMUNDO

Diário da Resistência


Dilma dispara míssil contra o general Heleno: “Inteligência” brasileira é a última a saber
Ilustração da página de Dilma e Fotos Públicas
Política

Dilma dispara míssil contra o general Heleno: “Inteligência” brasileira é a última a saber


06/01/2019 - 13h26

Dilma: A “inteligência” na qual não se deve acreditar

Ex-presidenta rebate declarações do senhor Heleno e aponta falhas do GSI na espionagem realizada pela NSA, no grampo feito no Planalto e no atentado na campanha presidencial

Da página de Dilma Rousseff

A “senhora Rousseff não acreditava na inteligência”. A declaração é do “senhor Heleno” ao assumir o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Tal afirmação vem sendo feita pelo “senhor Heleno” em todas entrevistas dadas à imprensa. Em vista disso, é inevitável tratar do assunto.

De fato, durante meu mandato, tive várias situações de manifesta ineficácia do GSI e do sistema de inteligência a ele articulado.

Houve falha, por exemplo, ao não detectar e impedir o grampo feito ilegalmente no meu gabinete, em março de 2016 – sem autorização do Supremo Tribunal Federal –, quando foi captado e divulgado meu diálogo com Luiz Inácio Lula da Silva, às vésperas dele ser nomeado para a Casa Civil

O caso mais grave, entretanto, ocorreu em 2013, por ocasião da espionagem feita em meu gabinete, no avião presidencial e na Petrobras pela National Security Agency (NSA), a agência de inteligência dos EUA.

Os setores da inteligência brasileira não só desconheciam que a interferência vinha ocorrendo há tempo – só souberam após o caso Snowden – como sequer sabiam os meios necessários para bloqueá-la. Nem mesmo sabiam o que havia sido captado pela NSA nos referidos grampos.

Uma “inteligência” ligada à Presidência da República que não tem conhecimento, capacidade e tecnologia para enfrentar a moderna espionagem cibernética não é crível.

Na verdade, a própria defesa da soberania do país exige que nela não se acredite para que se possa tomar todas as medidas necessárias para torná-la efetiva e contemporânea. Negar tal fato só atrasa o processo.

Aliás, a falha mais recente ocorreu no governo Temer, o que evidencia que tudo continua igual no setor de inteligência. Durante a campanha, quando o atual presidente, então candidato, foi alvo de atentado em Juiz de Fora, a “inteligência” já supostamente reconstruída, desconhecia a ameaça e, portanto, não pode impedi-la.

Tais exemplos mostram que a inteligência do governo ainda não é credível.

Dilma Rousseff

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jardel

08 de janeiro de 2019 às 01h20

Esse caso da espionagem estadunidense aos e-mails da então presidente Dilma e nos computadores da Petrobras foi uma vergonha nacional.
Prova de que o serviço de “inteligência” do Brasil é menos competente que um bêbado cuidando de duas tartarugas e que deixa uma escapar.
A ex-presidente Dilma, apesar dos crápulas e corruptos do Congresso Nacional, colocando pautas bomba atrás de pautas bomba, tinha todas as condições de sair da crise econômica que o Brasil se encontrava.
Mas, entendendo que Dilma não fazia nada para barrar a Lava Jato, corruptos e ladrões resolveram “estancar a sangria”, dando um golpe que, combinado com o apoio da grande mídia, “com o STF e com tudo” se concretizou num golpeachment.
Tudo isso com o apoio da parcela “mais culta” de nossa sociedade que gritava “ditadura militar já”, ou, “morte aos socialistas”.
Agora é esperar pelo pior…

Responder

Jardel

08 de janeiro de 2019 às 01h09

Esse caso da espionagem estadunidense aos e-mails da então presidente Dilma e nos computadores da Petrobras foi uma vergonha nacional.
Prova de que o “serviço de inteligência” do Brasil é menos competente que um bêbado cuidando de duas tartarugas e que deixa uma escapar.
A ex-presidente Dilma, apesar dos crápulas e corruptos do Congresso Nacional, colocando pautas bomba atrás de pautas bomba, tinha todas as condições sair da crise econômica que o Brasil es encontrava.
Mas, entendendo que Dilma não fazia nada para barrar a Lava Jato, resolveram “estancar a sangria”, dando um golpe que, combinado coma a grande mídia, “com o STF e com tudo” se concretizou num golpeachment.
Tudo isso com o apoio da parcela mais “inteligente” de nossa socied

Responder

Eduardo

07 de janeiro de 2019 às 15h03

O serviço de inteligência das organizações criminosas que atuam no Brasil e dominam até as penitenciárias de alta segurança são um grande problema a ser enfrentado! Precisamos que o Brasil tenha um serviço de verdadeira inteligência, competente e crível para enfrentar os bandidos que até então , como deixa entendível a ex- presidente, tem mostrado mais inteligência e competència! Se não damos conta disso, o que dirá da espionagem americana e de outras como a Paraguaia! Nossas polícias estaduais são agora vigilantes de padarias,,lojas, bilheterias e residências de políticos privilegiados e até de muitos políticos corruptos! Êta ferro!!!!!!!

Responder

Cleiton do Prado Pereira

07 de janeiro de 2019 às 09h45

Não que eles não soubessem, eles sabiam e se omitiram propositadamente pois o golpe foi formatado pela CIA e e o “Com Tudo” dito pelo Romero Jucá, eram exatamente os militares. Eles vem sendo amestrados pela CIA desde 1964. Hoje se você entrar numa escola militar tipo agulhas negras vai encontrar o dedo da CIA lá doutrinando e amestrando os cadetes que amanhã serão comendantes quem não reza na cartilha deles não chega nem a coronel.

Responder

ELIANDRO

07 de janeiro de 2019 às 09h17

De fato o General não se equivocou em sua fala,Dilma não acreditava e não acredita na inteligência.Quanto às falhas explandas por ela,Se não havoa tecnologia o sufiente para detectara espionagem americana;é porque não houve investimento em inteligência.Logo,a culpa não é da Abin e sim do governo que não inveztia e não acreditava nela.

Responder

Eduardo

07 de janeiro de 2019 às 09h06

Bondade da Dilma como sempre! Na verdade é a última a supor, porque na prática nunca sabe de fato.

Responder

Eduardo

06 de janeiro de 2019 às 23h56

Quem fala muito dá bom dia a cavalo! Há casos até em que faz continência! A inteligência deveria ser maior que a força sempre! Pelo que vemos aqui, até uma “ vaca” é mais inteligente!

Responder

Carlos Soares

06 de janeiro de 2019 às 21h42

Nenhum telefone da Presidência foi grampeado… Esta afirmação é apenas mais uma besteira dita por Dilma!

A linha grampeada, com autorização da Justiça, era a utilizada por Lula…

Qualquer ligação q chegasse ou partisse dessa linha seria automaticamente gravada.

E foi o q aconteceu!

E graças ao grampo, o Brasil soube de uma “artimanha”, de nomear Lula como Ministro apenas para livra-lo de uma possível ordem de prisão!

Quanto ao “míssil”, Dilma já foi torpedeada pelos mineiros na última eleição… e afundou!

Responder

    Era dos Boçais

    08 de janeiro de 2019 às 03h11

    A idiota não entendeu ainda que cada eleição é o povo também determinando a nova moralidade pública. Pela eleição dela era imoral sequer cogitar nomear quem futuramente seria condenado, portanto cabia quem sabia que seria condenado evitar que fosse nomeado. Agora é pelo contrário: quase imoral é o governo nomear que não seja corrupto e há um percentual acima de 30% de corruptos

Jota Ventura

06 de janeiro de 2019 às 19h14

Coitado do Gen. Heleno, ele acha que a Abin é a CIA. Veja se a Abin conseguiu antever a greve dos caminhoneiros. Wattsap pra todo lado de caminhoneiros e onde estava a Abin. Sem comentários rsrsrsrsrs.
O Obama espionava a Dilma e a Abin nunca descobriu. Espionava a Petrobrás e idem.
Abin é igual o vampiro brasileiro Bento Carneiro, só rindo mesmo rsrsrsrsrs virou comédia.
O Moro espionava a Dilma e a Abin não descobriu nada.
Abin e nada é quase a mesma coisa, só serve para gastar dinheiro público. Serve para ter concurso público, mas a eficácia da Abin é 0%. Não serve para nada. Só é um órgão inificiente e que gasta muito dinheiro público.

Responder

Zé Maria

06 de janeiro de 2019 às 19h09

Ação Articulada de FreiKorps Detonam Dinamite em Viaduto no Ceará

Milicianos explodiram uma bomba na estrutura de um viaduto
na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.
Uma das colunas ficou com a estrutura danificada
e parte dos ferros ficaram expostos.
O local precisou ser isolado e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF)
confirmaram a presença de explosivos no local, além de dinamites detonadas.

https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2019/01/03/bomba-explode-bomba-em-viaduto-durante-serie-de-ataques-na-grande-fortaleza.ghtml

Responder

Zé Maria

06 de janeiro de 2019 às 19h05

Inaugurado primeiro centro de combate ao crime organizado do país

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, participou hoje (7), em Fortaleza, da inauguração do primeiro Centro Regional de Inteligência de Segurança Pública do Brasil.

… o centro regional do Nordeste já está em funcionamento
e os representantes dos órgãos de segurança
estão passando por capacitação, inclusive um curso ministrado
por agentes do FBI [SIC!], a polícia federal norte-americana.

Ao todo, são previstos cinco centros regionais de inteligência, que contarão com representações policiais dos estados; das polícias Federal e Rodoviária Federal (PRF); da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

As unidades serão interligadas ao Centro Nacional Integrado de Inteligência, Comando e Controle, que ficará em Brasília.

07/12/2018 – 18:48 | Por Edwirges Nogueira – Repórter da Agência Brasil

Responder

Zé Maria

06 de janeiro de 2019 às 18h59

E o que fez o Centro Integrado de Inteligência do Nordeste,
que foi instalado pelo Governo Federal em Fortaleza,
integrado a um Centro Nacional em Brasília, para combater
o Crime Organizado ?

http://www.mpce.mp.br/2018/03/15/pgj-participa-de-lancamento-do-centro-integrado-de-inteligencia-do-nordeste/

Responder

Dirceu

06 de janeiro de 2019 às 17h42

Dilma seria a ultima pessoa no mundo a falar sobre inteligência, uma vez que não possui nenhuma.

Responder

Zé Maria

06 de janeiro de 2019 às 17h21

Jair Bolsonaro usa ataques no Ceará
para se vingar do Povo que votou no PT

https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1081734844760182784
.
Os ataques terroristas no Ceará diferem de outros,
porque possuem características típicas de sabotagem,
por exemplo, no caso do viaduto.
O estado tem ligações estreitas de milicianos da PM
com conhecidos apoiadores de milícias no poder federal.
É só ligar os pontos e ir atrás.
https://twitter.com/ToniBulhoes/status/1081673204454866945
.
rui costa, fátima bezerra, flavio dino… governadores de oposição
devem colocar as barbas de molho porque a sabotagem está a toda.
interessa ao governo extremista de direita pintar a oposição
como incompetente enquanto se passa por “amigo” do povo nordestino que sempre desprezou
https://twitter.com/cynaramenezes/status/1081657484014731265

Responder

marcio gaúcho

06 de janeiro de 2019 às 15h25

Dilma tem toda razão. Agência do “fato consumado” não tem credibilidade e nem precisa existir. Despesa a ser cortada. O atual governo, alinhado ao USA, pode comprar informações diretamente dos serviços secretos americanos, altamente eficazes, sobre todos os assuntos estratégicos do país. Aliás, deveriam terceirizar toda a administração aos americanos!

Responder

Julio Silveira

06 de janeiro de 2019 às 14h48

O Brasil, das oligarquias, inclusive militares associadas, nunca teve area de informações que merecessem respeito. Eram reconhecidamente os “arapongas”. Talvez pela dependencia, que revelou-se promiscuidade, pela atenção aos problemas brasileiros repercutindo a visão, viés, e interesses americanos, que casam com os interesses impatrioticos dessas minorias oligarquicas sem nenhum interesse na constituição, quiçá de um país de brasileiros, muito menos ainda de um país como nação.
A verdade, é que vir pelas mãos de alguem do meio militar a proposta de inserção de uma base estrangeira de país concorrente e adversario da nossa autodeterminação e sobenia, só evidência isto. Triste é ver o país que se tem como patria ser invadido silenciosamente e mansamente, em cultura, costumes e armas por um país estrangeiro que nos qualificou como quintal. E os “valentes”, os “heroicos” os teoricos “defensores da patria” os portadores intitucionais das armas do Brasil sendo engolidos historicamente, mas regurgitando retóricas inuteis, como inuteis tem sido para defesa da nossa fragil soberania e autodeterminação, como fica mais claro, a cada dia, até para o mais néscio dos BRASILEIROS.

Responder

Louise

06 de janeiro de 2019 às 13h47

Ontem.mesmo assisti ao filme que conta a história de Eduardo snowden. Lembrei dos episódios da espionagem em relação a NSA e nas cenas do filme aparecem inclusive a Dilma e a Petrobrás, bem como citam alguns dos documentos versos países grampeados. Esquecemos que o Brasil não é um caso isolado. A prática do governo norte americano é essa. Ainda no fazem, não temendo nem mesmo os outros gigantes do g 8. Grampeiam civis em todos países na verdade. Está é uma.das formas que utilizam para terem informações privilegiadas nas relações comerciais, e em todas. Desrespeitam soberanis, desrespeitam gabinetes das presidências, desrespeitam a vida pra cada de civis, fazem guerras por interesses econômicos, entre tudo que todos sabem. Mesmo assim,não são acima de qualquer sanção internacional, já que decidem tudo. Nos discursos de tal nação mesmo está a prepotência e o desprezo por outros seres humanos: a América acima de tudo, a América primeiro, somente a. América( os EUA) pq sim existem outras Américas. Isso perpassa os limites do nacionalismo.
Gosto de muita coisa dos EUA, admiro outras em sua história! Mas tal prática é um atentado a outros povos, não tem nada de deselvolmentista, de liberdade, de democracia… por baixo dos panos corre solto o fascismo, os crimes contra os direitos humanos com a desumanização de outros povos nos discursos, os crimes contra liberdade, a sabotagem ao desenvolvimento dos outros países como o Brasil e tantos…. Lamentável que um país cheio de referências, com. Um povo admirável,mas também com ovelhas que caem no discurso do ódio ( como aqui) crie tanto caos no momento não em benefício próprio

Responder

a.ali

06 de janeiro de 2019 às 13h39

levou na cola o outro helenão!
falou besteira e teve resposta à altura!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.