VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Simão Pedro coleta assinaturas para a CPI do Grampo em SP


16/09/2011 - 23h23

por Conceição Lemes

O deputado estadual Simão Pedro (PT-SP) entrará na próxima semana com uma representação no Ministério Público do Estado de São Paulo e com outra no Ministério Público Federal, para pedir a investigação de denúncias de possível escuta telefônica clandestina feita em órgãos públicos da administração direta e indireta.

Ao mesmo tempo, continuará a recolher assinaturas para instalação da CPI do Grampo na Assembleia Legislativa. A Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) manteve de 2008 a setembro de 2011 um contrato sem licitação com a empresa Fence Consultoria Empresarial para realização de varreduras nos telefones da sede da Prodesp, assim como de órgãos públicos paulistas. São necessárias 32 assinaturas para a instalação de uma CPI.

“Nós fomos ao Tribunal de Contas do Estado,  pegamos cópias e justificativas do contrato sem licitação e analisamos os documentos e o assunto”, afirma o deputado Simão Pedro. “Descobrimos que há vários sistemas de varreduras de grampos. E há forçação de barra  por parte da Prodesp para a escolha do sistema da empresa Fence. E como não foi feita concorrência, quem deu o preço foi a própria Fence, a pedido da Prodesp.”

“A suspeita do uso de escutas telefônicas clandestina em órgãos do governo paulista e até na Assembleia para ‘monitorar’ os adversários políticos é algo gravíssimo que precisamos investigar profundamente”, salienta Simão Pedro. “Se ficar comprovado o grampo, serão tomadas todas as medidas cabíveis para punir os responsáveis. É algo inaceitável no estado democrático de direito, e ainda pago com o dinheiro dos cidadãos. É uma prática do tempo da ditadura militar.”

A Fence é do coronel reformado do Exército Enio Fontenelle, chefe da área de Comunicações do extinto Serviço Nacional de Informações, o SNI.

Requerimento  para o pedido de instalação de CPI na Assembleia Legislativa de SP


Leia também:

Viomundo e NaMariaNews perguntam: Kassab o que mais você sabe?

NaMariaNews: Alckmin gasta 9 milhões pela fidelidade da PIG

Privatas do Caribe: livro de repórter identifica esquema de espionagem tucano





21 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

beattrice

19 de setembro de 2011 às 14h35

Enquanto não houver a LEY de MEDIOS que permita o acesso público à informação, nada muda.
Em tempo,
o senhor Fontenelle é autor de um livro intitulado
ZONA de RETAGUARDA http://blog.clubedeautores.com.br/2009/07/livro-e…

Responder

zinguinha2010

18 de setembro de 2011 às 15h39

Essas escutas tiveram início logo após o COISO (também conhecido por Serra) ter tirado do ar o blog daquele delegado de polícia de são paulo.
Tinha muita gente dentro das secretarias (principalmente da in-segurança) que dava informações importantes prá ele no blog.
Ele tentou tirar do ar o outro blog www.flitparalisante.wordpress.com, mas o provedor mandou ele (coiso) tomar no c*!

Responder

O_Brasileiro

18 de setembro de 2011 às 14h48

Em São Paulo não existe corrupção…
E os deputados estaduais só se preocupam com o bem-estar do povo paulista…
E os serviços públicos são os melhores do mundo…
E tudo isto é feito com pouco dinheiro, já que São Paulo não é o Estado mais rico da Federação…

Responder

    beattrice

    19 de setembro de 2011 às 14h29

    Os deputados supostamente de oposição em SP são escandalosamente mudos. E surdos ao que tudo indica.

Antonio

18 de setembro de 2011 às 14h19

Parece que surgiu um deputado do PT de São Paulo que não é do PSDB. A oposição em São Paulo parece morta. Deve ganhar uma grana preta do PSDB para ficar calada.
Lula, desmonte essa porcaria que se instalou em São Paulo. Acabe com os atuais deputados e vereadores de seu partido que nada fazem para mudar esse estado de coisas. O Partido tem que renovar seus deputados e vereadores, além de fiscalizar os prefeitos que sujam o nome do Partido, que fazem imensa corrupção nos municípios, como temos ouvido falar.

Responder

    beattrice

    19 de setembro de 2011 às 14h30

    Parece?
    Só esqueceram de enterrar.

Escândalo dos grampos em São Paulo pode virar CPI » O Recôncavo

18 de setembro de 2011 às 12h41

[…] Por Conceição Lemes no Viomundo […]

Responder

Gerson Carneiro

18 de setembro de 2011 às 07h07

"A Fence é do coronel reformado do Exército Enio Fontenelle, chefe da área de Comunicações do extinto Serviço Nacional de Informações, o SNI".

Ao invés de abertura dos arquivos da ditadura, uma mamadeirona para cada coronel.

Em São Paulo os coronéis reformados estão bem alimentados, desde as subprefeituras até os cômodos do Palácio dos Bandeirantes.

Responder

Marat

17 de setembro de 2011 às 21h35

Não me recordo de nenhum CPI nos governos pessedebistas de SP. 1) Eles sempre governam com maioria; 2) Eles dão um belo "cala a boca" para a impren$$$a (veja, época, folha, estado): R$ 9 milhões em assinaturas, fora a publicidade. Como irá ter CPI?
Mais uma vez eu digo, mesmo o governo direitista de Dilma deve forçar uma Ley de Medios, senão será sempre a mesma coisa!!!!!!!!!!!!

Responder

    beattrice

    19 de setembro de 2011 às 14h31

    Ambidestro, o governo Dilma é ambidestro, volve a cada lado conforme o público.

jõao

17 de setembro de 2011 às 18h16

Inquérito conclui que repórter de Veja tentou invadir quarto de Dirceu
Evam Sena_247
A investigação policial sobre a tentativa de invasão de uma suíte ocupada pelo ex-ministro José Dirceu por um repórter da revista Veja acaba de ser concluída. O chefe da 5ª Delegacia de Polícia Civil do Distrito Federal, Laércio Rosseto, chegou à conclusão que o jornalista Gustavo Ribeiro realmente tentou violar a suíte ocupada pelo petista no Hotel Naoum Plaza, em Brasília, no dia 24 de agosto de 2011. “O jornalista alega que a intenção era a de verificar se o alvo de sua reportagem estava mesmo hospedado no hotel, mas também admitiu que tentou entrar em um ambiente privado”, disse o delegado ao 247.
Rosseto colheu depoimentos de Dirceu e do repórter, além da camareira para quem Gustavo pediu que abrisse o quarto, e, também, do responsável pela segurança do hotel. O resultado da investigação, apoiada em imagens do circuito interno do hotel, cópia dos depoimentos e outros documentos, será encaminhado para o Juizado Especial Criminal de Brasília, que vai decidir se abre processo contra Gustavo. A remessa ocorre já na próxima semana
Em depoimento feito na delegacia no dia 29 de agosto, a camareira cujo nome não foi revelado contou que Gustavo Ribeiro pediu a ela para que abrisse os dois quartos conjugados ocupado por Dirceu no 16º andar. Ribeiro alegou que as ocupações eram ocupadas por ele próprio, segundo a versão da camareira, mas que esquecera as chaves do lado de dentro. A funcionária do Naoum Plaza afirmou ao delegado que negou o pedido porque tinha “segurança” de que as suítes eram ocupadas pelo ex-ministro petista – e não pelo jornalista.

Segundo a camareira, o repórter “reiterou o pedido, insistindo para que abrisse o apartamento”. A funcionária, então, consultou uma lista de hóspedes do andar privativo e, em seguida, pediu ao repórter para se identificar pelo nome. Ele disse chamar-se Gustavo, mas continuou insistindo em entrar. Enquanto fazia “sucessivas negativas”, na expressão da própria camareira ao delegado, de abrir a porta, ela não encontrou o nome dele na lista. O jornalista da Veja, então, disse que havia se enganado e foi embora.
Matéria completa: http://profdiafonso.blogspot.com

Responder

Julio Silveira

17 de setembro de 2011 às 14h52

Fala sério, o PT de São Paulo faz jogo de cena mas se acertam nos bastidores com os tucanos. Essa é mais uma jogada de efeito para a torcida mas que ao final vai dar empate. Ainda não ví governo que apoiasse CPI, nem lá nem aqui e elas só saem com maiorias, mas quase sempre até a minoria concorda com a maioria.

Responder

    Rafael

    17 de setembro de 2011 às 17h57

    Não, não. Calma que não é bem assim. Por que quando os casos são contra o psdb os apoiadores do psdb sempre usam esse argumento fajuto. "Tá combinado". Várias ocasiões foi tentado abir CPI e por causa da maioria do psdb é barrada a tentativa. A mídia apoia ao não dar importância, assim os fatos são esquecidos. Quero ver o dia que acabar o acordo.

    beattrice

    19 de setembro de 2011 às 14h33

    O PT-SP é mais tucano que o Alckmin, muito mais.

Rafael

17 de setembro de 2011 às 12h13

Nós temos que aprender uma coisa: CPI contra o psdb NUNCA. Corrupção para o psdb isso não exite, é invenção petista. Escuta ilegal, dossiê, desvios de verbas públicas, superfaturamento e contratos com meios de comunicação sem licitação não passa de intrigas dos petistas. psdb é partido honesto, é defensor dos pobres, e respeita o patrimônio público.

Responder

jacó

17 de setembro de 2011 às 11h13

Por que uma situação tão grave acontecendo no Governo de São Paulo não causa indignação dos meios de comunicação local e regional e nacional. Se até umas simples compra de uma tapioca no governo Federal foi motivo de escanda-lo.

Responder

Leider_Lincoln

17 de setembro de 2011 às 10h45

CPI? Em São Paulo? Em um governo do PSDB??? Brincadeira, né? Eles só investigam as acusações contra os outros.

Responder

    Fabio_Passos

    17 de setembro de 2011 às 18h39

    <img src=http://www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2011/09/ChargeBessinha_postearapongas_tvdestaques.jpg>

Robson Porto

17 de setembro de 2011 às 10h13

Não vai dar em nada… E o PIG, fingirá, olimpicamente, que não é com ele…

Responder

El Gordo

17 de setembro de 2011 às 00h34

E, como todas as CPIs que aparecem na ALESP, vai ser retumbantemente engavetada.

Responder

João PR

16 de setembro de 2011 às 23h35

Só acredito vendo: quero ver alguém punido pelas pilantragens que fizeram.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding