VIOMUNDO

Diário da Resistência


Deputado ignorante do PSL quer proibir pílula anticoncepcional por achar que é “abortivo”
Reprodução Facebook
Política

Deputado ignorante do PSL quer proibir pílula anticoncepcional por achar que é “abortivo”


06/02/2019 - 16h16

Deputado do PSL quer proibir anticoncepcionais no Brasil

Thais Reis Oliveira, em CartaCapital

Para Márcio Labre, o veto a métodos seguros como o DIU e a pílula do dia seguinte

A primeira semana do novo Congresso já rende propostas dignas dos temores mais distópicos da série Handmaid’s Tale (O Conto da Aia).

Um projeto apresentado pelo deputado Marcio Labre (PSL-RJ) quer proibir o uso da pílula do dia seguinte e outros métodos contraceptivos em todo o Brasil.

No PL 261/2019, Labre sugere veto total de “comércio, a propaganda, a distribuição ou a doação” da pílula do dia seguinte, pílulas de progestógeno (as chamadas ‘minipílulas’), implantes anticoncepcionais e até mesmo do DIU (dispositivo intrauterino).

Na visão do deputado – que é jornalista – esses métodos seriam na verdade ‘micro abortivos’.

Labre defende que a polícia apreenda e destrua todo o material encontrado em farmácias ou estabelecimentos, podendo até mesmo interditar o local.

Segundo ele, a proposta “visa proteger a saúde da mulher, o consumidor de tais falácias e defender a vida desde a concepção”.

Vale esclarecer: nem a pílula do dia seguinte e nem outros métodos citados por Labre são ‘abortivos’.

No caso da pílula do dia seguinte, evita-se ou adia-se a ovulação caso ela não tenha ocorrido.

O medicamento também impede a formação do endométrio gravídico, a camada que recobre o útero para receber o óvulo fecundado.

Há décadas os contraceptivos hormonais são alvo de críticas da ala mais radical da Igreja Católica e de grupos denominados pró-vida, que consideram o momento da concepção como o início da vida.

Labre, inclusive, acena a esses grupos para que façam pressão pela aprovação do PL.

“Assim, conto, porém, primeiramente com a proteção de Deus. Em segundo lugar, com o apoio de vários movimentos Pró-Vida dispersos pelo País, cujo impacto sobre a opinião pública tem-se tornado cada vez maior nos nossos dias.”

No texto, ele também acusa o Ministério da Saúde de orientar o aborto até a quinta semana de gestação.

A pasta, obviamente, rejeitou o disparate: conforme a legislação brasileira, o aborto só é permitido em casos de risco à vida da mulher e em casos de estupro e anencefalia.

Como tantos outros eleitos no arrastão conservador, Márcio Labre ganhou notoriedade em um canal de vídeos no Youtube no qual contesta, por exemplo, a seguridade das urnas.

O deputado apresentou sete projetos até agora. Um deles propõe a revisão das pensões pagas aos anistiados pela Ditadura Militar.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jardel

08 de fevereiro de 2019 às 00h39

“Anderson Ribeiro
Queria a fonte para dar uma estudada na reportagem. Onde encontro a fonte ?”

Aqui está:
https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=E6285F0541AA99C94751FB69014862F7.proposicoesWebExterno1?codteor=1707073&filename=PL+261/2019

Responder

Jardel

08 de fevereiro de 2019 às 00h35

“Anderson Ribeiro
Queria a fonte para dar uma estudada na reportagem. Onde encontro a fonte ?”

A fonte está aqui:
https://www.camara.leg.br/busca-portal?contextoBusca=BuscaGeral&pagina=1&order=relevancia&abaEspecifica=false&q=PL%20261%2F2019

Responder

Jardel

07 de fevereiro de 2019 às 20h55

Deveriam fazer uma lei para proibir o “ilustre” deputa de comprar vassoura com cabo. Certamente ele não saberia muito bem o que fazer com o cabo.

Responder

Netho

07 de fevereiro de 2019 às 11h10

Mais um candidato à Galeria dos Imbecis Notáveis.

Responder

Maria Thereza

06 de fevereiro de 2019 às 22h28

Sugiro a vasectomia compulsória a cada homem que se sentir no direito de tirar direitos das mulheres.

Responder

    Jardel

    08 de fevereiro de 2019 às 22h10

    Amputação do membro é mais apropriado para punir esses caras.
    Se julgam no direito de se intrometer na vida das pessoas como se fossem pequenos deuses onipotentes.

Gabriel

06 de fevereiro de 2019 às 20h53

Acho que o PT era melhor. Agora, aguenta.
E daí para pior em todas as áreas e não só para as minorias, mas com certeza as minorias serão as mais afetadas. Principalmente ser for pobre.

Responder

Zé Maria

06 de fevereiro de 2019 às 18h35

https://i.postimg.cc/hGkPC0wv/Maringoni-Pena-de-Morte.jpg

As Milícias do Mito caem em Contradição:

De um Lado, um ex-juizéco dá Carta Branca
para a Execução Sumária (*) de Jovens Negros Pobres.

de outro, um deputado imbecil, Hipócrita, defende uma suposta vida humana, inexistente.

https://ivairs.files.wordpress.com/2018/10/maringoni-567×600.jpg
https://twitter.com/CIPcasperlibero/status/27375768447

(*) “Execução Sumária é Parte do Genocídio Brasileiro”

Jurista e, hoje, Deputado Luiz Flávio Gomes,
ex-Promotor e ex-Juiz de Direito de São Paulo,
no Congresso em Foco

https://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunas/execucao-sumaria-e-parte-do-genocidio-brasileiro-diz-colunista/
https://professorlfg.jusbrasil.com.br/artigos/121932111/prevalece-rejeicao-a-reducao-da-maioridade-penal-em-segundo-debate-na-ccj

Responder

Julio Silveira

06 de fevereiro de 2019 às 17h04

Anos e anos de negação de principios, ideias, e ideais ideologicos, forjou uma farsa que nutriu o povo brasileiro de convicções na ignorancia, resgatando toda sorte de imbecis e imbecilidades para a politica nacional tornando-a isso. Um poço de deseducão, incivilidade e anti cidadania.,

Responder

Carla

06 de fevereiro de 2019 às 16h23

Infelizmente, esse cara foi eleito, e não dá pra entender o que ele prometeu para conseguir. Desgraçadamente, todas as maldades desses trogloditas parecem direcionadas à mulheres e gays. Estou cansada, não há dignidade, nem inteligência, que aguente.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.