CUT divulga nota sobre TSE mandar remover vídeo que vincula Bolsonaro às mortes por covid; veja

Tempo de leitura: 2 min

Da Redação

Na noite dessa terça-feira, 23-08, a ministra Maria Claudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou ao YouTube que exclua um vídeo da CUT, que tem como título “O Messias do Apocalipse”.

O vídeo vincula o presidente Jair Bolsonaro (PL) às mortes por covid-19 na pandemia.

A ação foi apresentada ao TSE pela coligação formada pelo PL, partido de Bolsonaro, e o Republicanos, que alegou propaganda eleitoral antecipada negativa.

O vídeo é este abaixo. Tem 37 segundos, está circulando nas redes sociais e seu conteúdo é 100% verdadeiro, como podem comprovar.

A decisão é provisória.

Na tarde desta quarta-feira, 24-08, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) divulgou uma nota sobre a decisão.

Nela, afirma que:

— o vídeo é um ”compilado de fatos públicos e notórios, amplamente divulgados pela imprensa.

— a CUT tem o direito e o dever de defender os interesses da classe trabalhadora que representa.

— por isso, tem ligitimidade para criticar atos do governo.

Sobre a decisão noticiada pela imprensa, a CUT diz que “não pode se manifestar, no momento, pois desconhece o seu conteúdo”.

Abaixo, a íntegra da nota da CUT.

Nota da CUT

“Sobre o vídeo que o Youtube terá de retirar do ar por determinação, nesta terça-feira (23), de ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a CUT (Central Única dos Trabalhadores) esclarece tratar-se de compilado de fatos públicos e notórios, amplamente divulgados pela imprensa brasileira e internacional, que retratam a péssima gestão da saúde feita pelo atual governo.

A CUT, como entidade sindical, tem o direito e o dever de defender os interesses da classe trabalhadora que representa.

Por isso, tem legitimidade para criticar atos de governo que afetem trabalhadores e trabalhadoras e, principalmente, para estimular a participação política por meio do voto consciente.

Sobre a decisão noticiada, a CUT não pode se manifestar, no momento, pois desconhece o seu conteúdo.

Sergio Nobre, presidente nacional da CUT

24 de agosto de 2022″

Leia também:

Mário Scheffer: Programa de Bolsonaro registrado no TSE mente sobre as mortes pela covid e até erra o nome do SUS

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

RiaJ Otim

pouco, pois deveria, deveria ser obrigado em produzir um filme com uns 200 atores globais com 2h de duração explicando que o dever do filho de deus na terra é mandar alma para os braços do pai. Todo que morre de covid tem tempo para se arrepender indo direto ao pai. Assim como todo que vive na miséria, morrendo de fome, tem entrada garantida no céu.

Deixe seu comentário

Leia também