CPI do Cachoeira convoca Cavendish, Pagot e Paulo Preto

Tempo de leitura: 2 min

 da Agência Câmara

Entre os convocados, também se encontra engenheiro acusado de fazer caixa dois para campanhas do PSDB pulista com recursos públicos.

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira aprovou em bloco, por unanimidade (28 votos), diversos requerimentos de convocação de testemunhas, entre elas o ex-presidente da empreiteira Delta Fernando Cavendish, o ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antônio Pagot e o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT).

Também foi aprovada a convocação do engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo “Preto”, acusado por Pagot de tentar fazer caixa dois para o PSDB paulista com recursos do Dnit; do empresário paulista Adir Assad, que atua nos segmentos de construção civil e eventos, dono de empresas pelas quais teriam transitado recursos da Delta; e a ex-mulher do contraventor Carlinhos Cachoeira, Andréa Aprigio.

Foi aprovado ainda convite ao juiz federal Paulo Moreira Lima, que deixou o processo contra Cachoeira depois de ter sofrido ameaças.

A única convocação polêmica foi a de Paulo “Preto”. O PSDB disse que só concordaria se fosse convocado também o deputado federal José de Filippi (PT-SP), que teria procurado Pagot para que ele ajudasse na arrecadação de recursos junto a empreiteiras para financiar a campanha presidencial da então candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff.

Novamente, o PSDB acusou o relator da comissão, deputado Odair Cunha (PT-MG), de partidarizar as investigações e de desmoralizar a comissão. Cunha se defendeu, afirmando que a convocação de Filippi seria votada em seguida à votação do bloco de requerimentos.

Cunha defendeu a convocação de Paulo Vieira de Souza, apontado como arrecadador de campanhas do PSDB, com base em entrevista de Pagot à revista IstoÉ, em abril. “O Pagot imputa ao Paulo ‘Preto’ a prática de um crime. No caso do deputado José de Filippi não há imputação de prática de crimes”, afirmou.

Leia também:

Paulo Teixeira: CPI do Cachoeira tenta ouvir Cavendish, Pagot e Paulo Preto

São Paulo fez contratos de quase 1 bi com a Delta; Paulo Preto assinou o maior deles no governo Serra

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

SÃO PAULO, O ESTADO ONDE NÃO EXISTEM CORRUPTOS. – Toninho Kalunga

[…] investigações de contratos de empreiteiras da Lava Jato com governos do Estado? CPI do Cachoeira convoca Cavendish, Pagot e Paulo Preto e prefeito de Palmas Paulo Teixeira: CPI do Cachoeira tenta ouvir Cavendish, Pagot e Paulo Preto Estadão encolhe […]

São Paulo fez contratos de quase um bi com a Delta; Paulo Preto assinou o maior deles, no governo Serra « Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] CPI do Cachoeira convoca Cavendish, Pagot e Paulo Preto e prefeito de Palmas […]

Miraí

Paulo Preto da CPI, só quero saber se Sérgio Guerra terá a cara de pau de dizer que Paulo Preto nunca arrecadou grana para o psdb, ou será que Guerra vai ficar todo o tempo no Paraguai, dando força aos golpistas e assim, se livrar de fazer perguntas à Paulo Preto?

ademar

metodo do cerra,qdo aperta ele se esconde,certamente ja deve estar fugindo de pinheiros,pro jardim pantanal na zona leste

Roberto Locatelli

Ué? Mas o PIG não garantiu que havia um acordão para esses três não serem convocados?

Esse PIG confunde seus desejos com a realidade.

Murilo

Agora pela manhã o Bom Dia Brasil escondeu o nome do Paulo Preto na cara dura. Citou todos os demais convocados, menos o que tem ligação umbilical com o PSDB. Ficou bem estranho (sem surpresas por ser a Globo), mas pelo jeito gostariam de convocar o PT inteiro, menos o Paulo Preto. Divulgue aí Azenha. A Globo está tramando alguma coisa com isso, está cheirando armação. Daqui a pouco vão começar a falar que o Paulo Preto era um operador do PT…aquela prosa toda…
abraços
Murilo

    Roberto Locatelli

    Mas que absurdo!! Sonegando informação, falsificando. É o caminho para o descrédito.

    Por outro lado, cabe a nós, blogueiros, e a todos os que participam de redes sociais – twitter, facebook, orkut, etc – fazer o maior estardalhaço com a convocação do Paulo Preto, para combater a desinformação do PIG.

Guilherme Bastos

O Brasil espera que a “cachoeira” desague em São Paulo;aí o Serra morre afogado junto com a tucanada.

Fabio SP

A disputa maior nessa CPI é sobre se vai ser guaraná ou coca-cola para acompanhar a pizza…

Julio Silveira

Ao ver um telejornal do PIG hoje percebi que citaram todos os convocados exceto o Paulo afrodescendente. Como são engajados.

renato

Nossa veio um de bônus.
Mas na verdade gostei de ver o Alvinho , muuuuito nervosinho…o rapaz, quer por que quer o tesoureiro da Dilma….
Por falar nisto esse cara deve alguma pedra?

Jair Orichio Junior

Falta o Policarpo, o Civita, e a redação da VEJA completa de Brasília….!!!

Grilo

Aos poucos a cachoeira vem chegando a SP onde inevitavelmente vai desaguar.

Marianne

De que adianta colocar o requerimento de convocação se o PSDB, o PMDB, o PDT, o DEM, o PP e o PR vão votar contra? É só desgaste, sem nenhum resultado concreto.

José X.

Não consigo entender uma coisa: quando é que vão convocar o Policarpo ? A Veja esconde o sujeito e todo mundo aceita assim, numa boa ? Eita gente frouxa…

    Amaro

    É verdade. A lei de imprensa aqui é sinômimo de conivência com o crime. Dá até o nome de um filme: os intocáveis. Enquanto os criminosos se escudarem por traz desta lei para tirar proveito próprio, e impunimente manipularem as informações para derrubarem adiversário ou concorrentes, ficaremos aqui como bobos da corte, sem rumo. Falta coragem, para não dizer seriedade, ao parlamentares, diga-se PT, que não enfrentam este cancer que apodrece as nossas instituições.

Deixe seu comentário

Leia também