CNT: Aumenta rejeição a Aécio, Marina e Eduardo; taxa de Dilma cai

Tempo de leitura: 2 min

por Luiz Carlos Azenha

Dei apenas uma rápida olhada nos gráficos da pesquisa CNT divulgada nesta quinta-feira. Em relação à pesquisa anterior, o fato que mais me chamou a atenção foi o aumento na taxa de rejeição dos candidatos que supostamente representam “mudança”.

Aécio passou de 36,8% para 38,7%.

Eduardo Campos de 33,5% para 37,3%.

Marina Silva de 30,8% para 33,6%.

Marina é a única que tem taxa de rejeição inferior à da presidente Dilma Rousseff.

Porém, a da candidata petista caiu de 41,6% para 36,5%!

Também notável é que, apesar de todo o bombardeio da mídia corporativa durante o julgamento do mensalão, o PT continua o favorito dos eleitores para ocupar o Planalto (mas o “nenhum destes” tem mais de 26%).

Gráfico cortesia de O Cafezinho:

07/11/2013 | CNT

Pesquisa CNT/MDA revela estabilidade na avaliação do governo da presidente Dilma

Levantamento indica manutenção dos índices de aprovação pessoal e de desempenho da presidente.

Nesta quinta-feira (7), o presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), senador Clésio Andrade, divulgou a 116º Pesquisa CNT/MDA.

A avaliação positiva do governo da presidente Dilma Rousseff subiu de 38,1%, na pesquisa anterior (em setembro), para 39%. Em relação à negativa, de 21,9% foi para 22,7%.

O desempenho pessoal da presidente também se mantém estável. Em setembro, 58% aprovavam e hoje são 58,8%.

Em termos de desaprovação, houve uma diminuição, de 40,5% para 38,5%.

Nas intenções espontâneas de voto para o próximo ano, Dilma Rousseff aparece em primeiro lugar, com folga, com 18,9% (no mês retrasado, eram 16%).

Em seguida, estão Lula (7,5%), Aécio Neves (6,7%), Marina Silva (5,6%), Eduardo Campos (2,2%), entre outros com menos de 1%.

Na intenção de voto estímulada, a presidente também ganha com boa diferença. No primeiro cenário , ela figurou com 43,5%, contra 19,3% de Aécio Neves e 9,5% de Eduardo Campos. No segundo, ela baixa para 40,6%, Marina Silva tem 22,6% e Aécio Neves, 16,5%.

Em segundo turno, Dilma também vence contra três possíveis candidatos. A maior diferença surge contra Eduardo Campos, com 17,5%, e Dilma, com 49,2%. Contra Marina Silva (29,1%), ela tem 45,3% dos votos. E contra Aécio Neves (24,2%), Dilma surge com 46,6% das intenções.

Nos cenários sem a presença de Dilma Rousseff, Marina Silva ganha com 38,8% contra 24% de Aécio Neves e, quando a disputa é entre Aécio e Eduardo, o primeiro vence com 30,7% dos votos, contra 16,1%.

Segundo Clésio Andrade, os números positivos e estáveis da presidente Dilma refletem o atual cenário econômico que o país vive e são consequência do próprio trabalho de marketing realizado.

“Ela tem utilizado bem a sua movimentação, com novos programas. Os outros candidatos, também estáveis, talvez precisem reavaliar o marketing que está sendo feito”, afirmou.

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Mauricio Dias: Te cuida, Eduardo Campos! – Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] CNT: Aumenta rejeição a Aécio, Marina e Eduardo; taxa de Dilma cai […]

Valdeci Elias

” Jayme Vasconsellos Soares

Por que ao invés de utilizar a maior parte do seu tempo às eleições de 2014 o governo Dilma não dedica esta quarta parte restante do seu tempo de governo na recuperação do seu desgaste político-administrativo, para que nas próximas eleições a erosão do prestígio, que os seus aliados vêm sofrendo em sua gestão, ainda permita a volta imediata de Lula ao poder, aliás a única possibilidade aflorante de a esquerda se salvar, em nosso País. A maioria dos deputados e senadores do PT e outros aliados do governo Dilma estão tremendo de medo, pois sabem que nada fizeram para credenciá-los à reeleição. ”

Jayme voce assimilou bem a estratégia Tucana, de de divir e separar a presidente Dilma do ex-presidente Lula. Unico acontencimento politico que pode permitir a volta do PSDB ao poder.

Eduardo

Que negocio é esse? Abro o Viomundo e apareçe propaganda para assinar a IstoÉ? Enxerguei correto?

    Antonio Carvalho

    Cada vez que o STF, que os homens de “respeito”, são muito honestos a Justiça do Brasil é torta vou ver uma vez que o circo da GLOBO, esta montado junto com essa elite ultrapassada, pros Tukanos não acontece nada sera que esses imbecil não sabem que estão sendo rejeitados pelo pais, o dia MPF e os outros condenarem os poderoso aí o povo vai acreditar na justiça senão é balela.

JACÓ

DILMA é a melhor PRESIDENTA que houve no Brasil e LULA é um DEUS VIVO na politica, um ícone. tenho dito….

Fátima Oliveira: Olhar sobre o Manifesto dos Mineiros 70 anos depois – Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] CNT: Aumenta rejeição a Aécio, Marina e Eduardo Campos; taxa de Dilma cai; na espontânea, Lula e… […]

FrancoAtirador

.
.
O fato e o boato da economia

Por Luis Nassif, no GGN

“Daqui para frente, mais do que antes,
a velha mídia tratará cada espirro
como indício de tuberculose.”

(http://jornalggn.com.br/noticia/o-fato-e-o-boato-da-economia)
.
.

Jayme Vasconcellos Soares

Por que ao invés de utilizar a maior parte do seu tempo às eleições de 2014 o governo Dilma não dedica esta quarta parte restante do seu tempo de governo na recuperação do seu desgaste político-administrativo, para que nas próximas eleições a erosão do prestígio, que os seus aliados vêm sofrendo em sua gestão, ainda permita a volta imediata de Lula ao poder, aliás a única possibilidade aflorante de a esquerda se salvar, em nosso País. A maioria dos deputados e senadores do PT e outros aliados do governo Dilma estão tremendo de medo, pois sabem que nada fizeram para credenciá-los à reeleição.

    Valdeci Elias

    Voce assimilou bem a estratégia Tucana, de de divir e separar a presidente Dilma do ex-presidente Lula. Unico acontencimento politico que pode permitir a volta do PSDB ao poder.

Fabio Passos

A esquerda ainda precisa apresentar uma alternativa anti-capitalista nestas eleições.
Há uma grande insatisfação com o regime. Precisamos de alternativa que enfrente abertamente o poder econômico e promova uma radicalização democrática.

jõao

Revolução comunista chega a Nova York
Enviado por Miguel do Rosário on 04/11/2013 – 4:41 pm 7 comentários
Claro que o título é irônico. Mesmo assim, a notícia é de fazer nossa elite conservadora cortar os pulsos. Nova York, que divide com Paris a fama (merecida) de uma das cidades mais chiques do mundo, deve eleger, amanhã, Bill de Blasio, democrata de 52 anos, com um perfil fortemente esquerdista (para os padrões americanos). Ele tem 68% de intenções de voto nas pesquisas para a prefeito, contra 24% de seu principal adversário, Joe Lhota, 59 anos, conservador republicano. Observação: Paris, Londres e Roma são, há décadas, redutos da esquerda em seus respectivos países.

Confira matéria publicada hoje na Folha:

NY deve eleger prefeito de perfil esquerdista

Segundo pesquisa, democrata Bill de Blasio tem larga margem sobre republicano Joe Lhota para eleições de amanhã

ScreenHunter_2852 Nov. 04 16.35

Discurso contra desigualdade social pode pesar a favor de Blasio, que tem apoio de negros e latinos

MARCOS AUGUSTO GONÇALVES, NA FOLHA
DE NOVA YORK

Nova York, ao que tudo indica, vai para a esquerda. Enquanto na política nacional a ala ultraconservadora do Partido Republicano faz barulho, com sua feroz oposição ao governo Barack Obama, na maior cidade americana as pesquisas de intenção de voto para a prefeitura indicam larga vantagem para o democrata Bill de Blasio.

Com 65% das preferências, segundo pesquisa recente da Universidade Quinnipiac, o candidato do Partido Democrata ao pleito desta terça-feira tem um perfil que se encaixaria muito bem numa chapa petista. Na juventude, foi ativo defensor do governo sandinista da Nicarágua e fez sua carreira na defesa de interesses de pobres e minorias. Ocupa o cargo de advogado público da prefeitura, uma espécie de ombudsman a serviço da população.

Para completar o figurino progressista, Blasio, descendente de alemães e italianos, é casado com Chirlane McCray, uma escritora e militante feminista negra, que levantou controvérsias por ter assinado um artigo, em 1979, intitulado “Eu sou lésbica”.

O principal adversário na disputa é o republicano Joe Lhota, 59, um empresário de origem modesta, que estudou em Harvard e trabalhou para a administração municipal de Rudolph “Rudy” Giuliani (1994-2001). Em 2011, foi convidado pelo governador Andrew Cuomo a assumir a direção da Autoridade Metropolitana de Transporte –órgão responsável pela maior rede pública de trens, metrô e ônibus do país.

Racionalizou despesas, planejou novas linhas e recebeu elogios durante a tempestade causada pelo furação Sandy, quando se antecipou à inundação, fechou o metrô, levou os trens para a superfície e criou conexões de emergência para auxiliar no deslocamento da população.

Na tradição de seu partido, Lhota defende mais rigor e disciplina nas finanças da prefeitura e se opõe aos subsídios sociais. Não deixa, porém, de se esforçar para ser simpático à população de baixa renda –num movimento para a “terceira via”, em busca de apoio do eleitorado sem partido.

Os esforços de Lhota até aqui não frutificaram. Com 26% das intenções de voto, será difícil impedir que seu concorrente leve os democratas de volta à prefeitura de Nova York, na sequência de dois mandatos de Giuliani e de três do bilionário Michael Bloomberg, ex-republicano que se tornou “independente” a partir de 2007.

ATAQUE REPUBLICANO

Diante da evidência de um fiasco, o republicano partiu para o ataque nas últimas semanas. Elevou o tom nos debates e passou a veicular na TV um filme alarmista com imagens do passado de violência urbana de Nova York –uma época de insegurança que seria restaurada em caso de vitória de Blasio.

Do outro lado, a campanha democrata tenta colar no oponente o rótulo de candidato dos ricos. De 2002 a 2011, Lhota foi executivo sênior do magnata James L. Dolan, dono da TV paga Cablevision, do Madison Square Garden e dos times de basquete e hóquei da cidade –o Knicks e o Rangers. Nesse período, ele fez lobby para a prefeitura reduzir taxas que incidiam sobre os negócios do grupo.

Embora por si só não expliquem a vantagem de Blasio, mudanças no perfil social e demográfico de Nova York, nos últimos anos, associadas aos efeitos da crise econômica, favorecem o discurso democrata –que os críticos acusam de demagógico.

Em 1990, a população branca da cidade desempenhava um papel preponderante, com 42,3% do total –enquanto negros e latinos se dividiam equanimemente, em fatias de 25%. Hoje, Nova York possui uma população de 33% de brancos, seguida de perto pela hispânica, com 29% –enquanto os negros são 23%. A desigualdade é outra característica da metrópole: 45% de seus habitantes estão em situação de pobreza ou próximos disso.

Num artigo para o “New York Times” (“O Novo Populismo Urbano”, 22/10), em que coteja esses e outros dados, o jornalista Thomas B. Edsall cita dados reveladores quanto às repercussões políticas desse quadro.

Estudos eleitorais de um instituto ligado às universidades de Stanford e Michigan mostram ser dominante entre hispânicos e negros a ideia de que cabe ao Estado zelar pela oferta de “trabalho e bom padrão de vida para todos”. Já a maioria dos brancos acredita que o governo deve “simplesmente deixar que cada um um siga em frente por si mesmo”.

É nesse cenário, com uma sintomática aparência de “brasilização” socioeconômica, que Blasio está prestes a conquistar Nova York.

– See more at: http://www.ocafezinho.com/2013/11/04/revolucao-comunista-chega-a-nova-york/#sthash.wzpDkPRs.dpuf

Jayme Vasconcellos Soares

O índice de 26,4% dos entrevistados, em novembro de 2013, para as pessoas que não querem nenhum partido para as eleições em 2014, é sintomático da rejeição dos eleitores aos políticos e partidos políticos atualmente atuantes no País. Por outro lado é temerário e extremamente prematuro afirmar que o PT e a Dilma estão com vantagens nas pesquisas eleitorais, em relação aos demais, para o pleito de 2014. As pesquisas divulgadas são encomendadas, e visam influenciar os eleitores potenciais, principalmente quando se pondera os desgastes que vem sofrendo o governo Dilma, com a sua política perversa e prepotente em relação ao trabalhador urbanos e rurais, e aos aposentados da Previdência Social, que certamente terão uma grande densidade de votos nas eleições de 2014.

    Fabio Passos

    Por hora apenas os candidatos que contam com farto financiamento das corporações capitalistas estão em disputa.

    A esquerda precisa assumir seu dever histórico e apresentar uma alternativa anti-capitalista de ruptura com o regime.

    É preciso aproveitar a energia revolucionária da juventude para atacar o poder das corporações capitalistas e a “elite” branca que construiu uma das sociedades mais injustas do planeta.

Marat

1) O PIG, por mais forte que seja em SP, não tem tanta força assim nos demais estados;
2) Por mais que os jornalistas 50 tons de marrom mintam e sofismem, a maioria da população já está vacinada;
3) Está na hora de Dilma fazer jus a tanto crédito. Está na hora de ela governar para quem realmente lhe dá voto, e está na hora de se distanciar dos chacais da América do Norte, e buscar soluções com os BRICS!

Vinicius Rodrigues

Tentei procurar respostas que fazem Dilma tão favorita. É simples, ela é competente,e dá continuidade a era Lula. E por falar em Lula, que tal um pouco de comparação entre Lula e FHC. acompanhe em http://www.platodocerrado.blogspot.com.br

Luís Carlos

A disputa eleitoral sequer começou ainda. Dilma, PT e Lula são preferência nacional, sem dúvida, mas fiquemos alertas.
Ainda temos aproximadamente 1ano pela frente e temos que avançar muito em política sociais sem descuidar da economia.

Rasec

Vixi O partido do site caiu. O Psol vai afundando também! Mas isso é muito bom! E não adiantou as porradas do site na Dilma. Continua favorita! Isso é muito bom!

    Luiz Carlos Azenha

    Poxa, com nossa meia dúzia de leitores a gente achou que ia derrubar a Dilma uns 5 pontos! Só rindo…

    Gerson Carneiro

    Bem que avisei, Azenha, que aquele nosso plano de atacar a Dilma não ia dar certo. Nunca mais critico a Dilma aqui.

    FrancoAtirador

    .
    .
    Vamos ter de mudar

    o nome do Viomundo

    para “Blog do Planalto”.
    .
    .

    Ana

    rasec e sua rasa observação… tsc,tsc…
    Pois ainda bem que existe este Viomundo e a diversidades de opiniões!
    A meu ver, Dilma mesmo não me atrai, tem muito o que melhorar para provar que merece de novo confiança…
    Obrigada, Azenha, por abrir os olhos e mentes de quem está, sim, disposto a não seguir o rebanho simplesmente, sem questionar.

    RETAS DE VISTAS

    Confesso que boiei. Qual é o partido do sítio ?

Rafael

Não li todos comentários, mas por que não apareceu o Serra na pesquisa??? Será que aquele almoço em SP acabou com o Serra??

    Gerson Carneiro

    O Serra é tucano morto. Eu quero saber é porquê não aparece Joaquim Barbosa.

    FrancoAtirador

    .
    .
    .
    .
    O Serra e o Barbosa

    aparecem na Espontânea:

    Um com 0,6% e outro com 0,1%.

    Olhem a ‘Tabela 1’, lá embaixo,

    no comentário das 17:49.
    .
    .

Francisco

Quando a Ferrovia Norte-sul e a Transposição terminarem de ser construidos…

Termina o PSDB e a ARENA!

    Alemao

    Vixi, então tem mais duas décadas pela frente…

laura

Esta começando a ficar claro quem é Marina e o que se tornou Campos.
A direita neoliberal – velha desde FHC- travestida de verde.

FrancoAtirador

.
.
A MIGRAÇÃO DOS VOTOS DE MARINA

Esta foi a primeira pesquisa da CNT com a Margarina já no PSB.

Comparando esta sondagem de novembro com a anterior, de setembro,

verifica-se que dos 22% das intenções na ex-candidata da Rede:

7% migraram para a Presidente Dilma Rousseff (PT),

4% foram para a candidatura de Aébrio Nébulus (PSDB),

4% ficaram com Ed Campos (PSB) e outros 2%, em dúvida.

Os 5% restantes anulariam o voto ou votariam em branco.


(http://www.cnt.org.br/Imagens%20CNT/PDFs%20CNT/Pesquisa%20CNT%20MDA/relatorio_pesquisa_cnt_mda_115_10092013.pdf)


(http://www.cnt.org.br/Imagens%20CNT/PDFs%20CNT/Pesquisa%20CNT%20MDA/Relatorio%20SINTESE%20-%20CNT%20NOVEMBRO2013%20-%20R116%20-%20FINAL.pdf)
.
.

FrancoAtirador

.
.
Não saem do terceiro lugar,
nem Aébrio, nem Margarina,
nem Ed Campos, nem Serra…

com toda propaganda eleitoral
gratuita da Mídia Bandida…

Mas não se preocupem, agora,
Tucanalhas Trôlhas Virulentos,
que a tendência é só piorar…

Aliás, há uma única exceção:

Com a recente contratação
do Urinoldo Azevedo pelo Frias
o Serra vai dar um salto…

    FrancoAtirador

Urbano

Quem propala que pode fazer muito mais pelo Brasil desconhece a situação precária e vergonhosa em que se encontra o Hospital dos Servidores de Pernambuco. Como se vê, na propaganda gato por lebre é o bamba.

Fabio

Ano que vem o povo paulista tem que expulsar o PSDB e o Alckmin do governo paulista.

jose bernardes neto

A oposição não tem proposta para o país, aliás tem apenas uma: tirar o PT do poder custe o que custar! Ora, apesar do bombardeio da mídia golpista a presidenta DILMA,o ex presidente LULA e o PT continuam na mente e no coração do povão porque nos últimos anos quem realmente tornou o país um pouco mais igual com menos desigualdade social e com mais oportunidade para a classe menos favorecida foi o ex presidente LULA e a agora a presidenta DILMA…. O povo é sábio e está do lado de quem faz a miséria diminuir neste país, portanto, é DILMA de novo.

RETAS DE VISTAS

E começou tudo de novo. Essa datação da política às vezes nos faz acreditar ter a história um movimento circular, metafísico,no sentido de anti-dialético. A destacar apenas a constatação de que a análise da preferência pelas siglas partidária não traduz com precisão o fato de que, qualquer que seja o resultado das eleições, o chamado centro ( termo genérico que defini um conjunto de forças sociais conservadoras muito pouco estudadas pelas Ciências Políticas, capitaneadas pelo PMDB,mas que têm representantes cada vez mais fortes dentro do próprio PT, ilustrados com nomes como Paulo Bernardo, Vacaria e José Eduardo Cardoso, conservadores que predominam amplamente também em outros partidos que,de forma totalmente inadequada, alguns articulistas insistem em fazer pertencer a uma suposta “esquerda”, como o PDT e o PSB) continuará nadando de braçada dentro do Congresso Nacional, sem que haja a menor perspectiva de alteração da atual correlação de forças nas duas casas. E assim, um pouco cansado dessa rotina de mudanças cosméticas forjadas nos marcos da “governabilidade” continuaremos “atordoados”,e “permanecendo atentos,na arquibancada pra a qualquer momento ver emergir o monstro da lagoa”.

    Eunice

    Retas de Vistas:

    Considere que, assim com essa folga, o PT normal possa ter tempo e articulação para nos ajudar a eleger pessoas melhores e até a defenestrar conservadores do Congresso, do PT e de outros partidos. Isso é condição sine qua non para a sobrevivência do próprio PT.

    Mesmo sem muita politização teórica o povo percebeu que as esquerdas fazem algo de bom, antes de se tornarem direita. Pulo do gato da sobrevivência do PT e de outros partidos que já o imitam ( virando à direita).

Gerson Carneiro

Chuuuupa, oposicinha!

    Antonio Carvalho

    Esse bico que ser presidente o Sen. Aébrio 51 Never, vai dar aos brasileiros, kkkkkk

Gerson Carneiro

É nóis. Num tem pra ninguém.

Guanabara

“Os outros candidatos (…) talvez precisem reavaliar o marketing que está sendo feito.”

Olha, eu acho esse povo “das pesquisas” de uma cara de pau tão grande…. Eles fazem DE TUDO para desmerecer governos. Na época do Lula a frente para a reeleição era devido “à identificação do povo com ele”. Nunca é pela qualidade do governo, mas sempre “pela melhor maquilagem”. Logo, por esse princípio, Dilma está na frente porque propagandeia melhor e os outros são ruins de propaganda (daí a ideia de Aécio, agora, AGORA, adorar Bolsa Família?). Vejo isto até como uma forma de desmerecer a política e a democracia. Sob essa ótica, o povo vota na melhor propaganda, logo, governos e candidatos não passam de agências de marketing e o povo não sabe votar porque vota na propaganda, e não nas ações de cada governo. Tenta-se decretar o fim da política (que, ainda assim, é uma política!) no melhor estilo goebbels. Quero ver conseguir. E viva a internet (livre, por enquanto…).

Alemao

Que banho d água fria hein? Tá cheio de gente por aí perdendo as esperanças de ver o Molusco assumir as rédeas. Pra mim dá igual, o país vai continuar na fossa, seja com o poste ou com a tartaruga em cima dele.

    Eunice

    Para quem usa a dialética, não há dois candidatos iguais. Um só pode ser melhor ou pior, portanto ” não dá na mesma”, não.

    Quanto a melhorar o país, depende de você, de mim. Comecemos por estudar lógica, leiamos mais, estudemos política, olhemos os fatos em volta de nós. E por fim: cobremos muito, mas com bons argumentos para sermos ouvidos. E tenhamos paciência. Pois rupturas só se fazem mesmo com revoluções, e pelo jeito você não gosta disso.

    Boa sorte,

    Marcos

    Realmente, Alemão, um banho de água fria no PIG, na oposicinha e nos admiradores e/ou seguidores deles.
    Grande Dilma! Grande Lula!

Josélio farias

set/2013 nov/2013

Nenhum destes/não sabe/não respondeu = 65,7% – 67,2%.

O que dizer disso????????????

    Carlos de Sá

    Josélio,
    O que percebo com o gráfico é o seguinte:
    – Nenhum destes: de 26,60% em setembro caiu para 26,40% em novembro, ou seja, caiu 0,20%. São aqueles que rejeitam qualquer partido político (índice alto por sinal);
    – Não sabe/não respondeu: de 39,10 subiu para 40,80%, ou seja, subiu 1,70%. São aqueles que a menos de um ano das eleições ainda não tem preferência por nenhum partido político.
    Portanto, são situações distintas. Não podemos confundir galhos com bugalhos.

    Carlos de Sá

    Josélio,
    Ia me esquecendo da questão central que é o alto índice de preferência pelo PT, apesar de todos os malabarismos da mídia, aliada de primeira hora da oposição e dos interesses da alta burguesia (multinacionais e banqueiros) tem preferência disparada de cerca de 21% que está de 17% na frente do PSDB que é o segundo colocado.
    Os números indicam que ele está isolado na dianteira da preferencia nacional, simples assim. Este que é o ponto.
    Tá difícil de entender ou quer que desenhe.

Aderaldo

Por que será que, quanto mais falam mal de Lula, Dilma e (PT), mais eles crescem nos conceitos positivos do povo? Teve um historiador da UFSCAR cujo nome esqueci e que não vale pena lembrar, disse no ano passado, ou melhor, descreveu uma lápide do PT naquelas eleições, devido a simultaneidade do julgamento da ação penal 470. O correu ao contrário. Mas por quê? Só existe uma explicação para este fenômeno que a imprensa insiste em não admitir. Quanto mais se fala de alguém e se fala mal, mais o povo vai pegando simpatia por esse alguém. E se este objeto de críticas, for referencial ou sinônimo de POVO – mas o tiro sai pela culatra. Em outras palavras, Quanto mais se fala mal de DILMA, LULA e PT, mais o povo confiam/votam neles. O povo é sábio. Graças em grande parte pela internet que possibilita desmascarar mentiras.

    Eunice

    Acho que é Villa.

    pierre

    A grande imprensa atrelada aos partidos de direita, PSDB e assemelhados, perdeu a credibilidade. O povo, que eles pensam ser ingênuo, já manjou qual é a deles. Entre o menino do rio, dudu traíra, bláblárina ou o ancião do Tietê, candidatos dela, grande imprensa, o povo prefere e vota em Dilma ou Lula que já provaram estar do seu lado.

Carla

A máscara está caindo… e o povo se fez mais esperto.

Mardones

Dos males, o menor.

Até que a gente tenha uma alternativa verdadeiramente progressista, disposta a conduzir uma política econômica menos alinhada com o deus mercado. E que retome o debate das reformas estruturais que a população aprovava antes de Jango ser deposto pela CIA e os adeptos da dependência eterna.

    Julio Silveira

    Estou pensando da mesma forma.

paulo bueno

acho que o PT vai precisar de um “militância digital” em 2014
essa eleição será a eleição do FACEBOOCK
que souber usar.. tá feito consegue pelo menos 30% dos votos
o PT não usa as rede sociais .

Deixe seu comentário

Leia também