VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Bovespa perde tudo o que ganhou desde a posse de Bolsonaro e apoiadores ficam sem o argumento de que ele “salvou” a economia
Foto: Alan Santos/Presidência da República
Política

Bovespa perde tudo o que ganhou desde a posse de Bolsonaro e apoiadores ficam sem o argumento de que ele “salvou” a economia


09/03/2020 - 14h31

Da Redação

Os bolsonaristas perderam o argumento que costumavam esgrimir em debates nas redes sociais: Jair Bolsonaro veio para resgatar a confiança do mercado.

Em queda de 9,65% às 14 horas, a Bovespa atingiu 88.537 pontos.

Na primeira sessão da Bolsa depois da posse de Jair Bolsonaro, em 2 de janeiro de 2019, o Ibovespa atingiu o recorde de 91.012.

Em 23 de janeiro do ano passado, bateu em 119.527 pontos.

Ao longo dos meses iniciais do governo Bolsonaro, o argumento dos apoiadores de Paulo Guedes é de que os índices do mercado financeiro demonstravam que a política econômica estava no rumo certo.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump adotou a mesma tática, saudando a valorização de Wall Street em mensagens do tweeter enquanto o índice Dow Jones alcançava as alturas.

No Brasil, a derrocada da Bolsa começou em 19 de fevereiro. Desde então, já perdeu mais de 25 mil pontos.

Esta tarde, as ações preferenciais da Petrobras perdiam 23,75% de seu valor.

A estatal é vítima da guerra do petróleo recém declarada pela Arábia Saudita contra a Rússia.

Os dois maiores exportadores do mundo estão disputando mercado.

Os sauditas anunciaram aumento da produção e corte de preços em busca de benefícios no mercado asiático.

As vítimas da disputa dos gigantes serão empresas incapazes de aumentar a produção ou influenciar o preço internacional, como a própria Petrobras.

Os produtores de shale oil, o petróleo retirado através da fratura de rochas nos Estados Unidos, também serão fortemente afetados.

Eles precisam de um preço médio de 70 dólares o barril para sobreviver — a disputa entre sauditas e russos pode fazer o petróleo cair abaixo dos 30 dólares.

A disputa em torno do petróleo e a pandemia de coronavírus devem provocar uma recessão global ainda este ano, impactando nas eleições dos Estados Unidos.

No Brasil, a disparada do dólar, que hoje atingiu R$ 5,70 mesmo com intervenção do Banco Central, em tese poderia beneficiar exportadores, mas com o mercado externo em retração a vantagem para a economia em geral é duvidosa.

O dólar mais alto tem impacto na formação de preços de todos os componentes de produtos importados e dos derivados de petróleo que o Brasil passou a importar.





6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nelson

09 de março de 2020 às 19h09

Bem, amigo. O empresariado brasileiro – falo aqui de pequenos, médios e até de alguns grandes – se acha o tal, acha que sabe de tudo e apostou na caça aos direitos dos trabalhadores como o caminho para ir para o paraíso do capitalismo de lucros fartos.

Pois, esses sabichões não conseguiram – ou não querem – enxergar, até hoje, já na segunda década do século 21, do terceiro milênio, que o trabalhador é o próprio consumidor dele.

Ao eliminar direitos dos trabalhadores, esses empresários estão, na verdade, cortando renda de seus potenciais consumidores. Então, amigo, não é à toa que a economia não engrena uma recuperação.

Com salários e aposentadorias minguando, como é que trabalhadores, da ativa e aposentados, vão passar a consumir mais e, com isso, engordar faturamento e lucros dos empresários?

Qual foi o segredo da expansão da economia nos governos do PT – chegou a 7,5% no ano de 2010? Óbvio, o incremento nos salários, na renda da classe trabalhadora, seja via bolsa família, ainda que fosse uma bolsa bem minguada, seja via aumento do salário mínimo acima da inflação.

Mas, os sabichões não querem enxergar isso, se recusam a dar o braço a torcer. Imagine, reconhecer que o PT não foi só erros, que houve v[arios acertos. Nem falar.

Por isso, eu já estou chegando à conclusão de que boa parte do povo brasileiro, possivelmente a maioria – incluído o empresariado, em sua maior parte -, não merece outra coisa senão o que está passando e o ainda vem por aí.

Os brasileiros e brasileiras, em sua esmagadora maioria, vamos sofrer na carne os impactos altamente deletérios do desmantelamente e destruição do nosso país que está em curso.

Mas, se a maioria não se dispõe a pensar com serenidade e seriedade acerca do torrão em que vive, poderia aspirar a futuro melhor?

Responder

Zé Maria

09 de março de 2020 às 18h31

https://pbs.twimg.com/media/ESrChwKXsAQdgbA?format=jpg

E aí Nazi-Fascista!
Vai bater panelinha
no dia 15, vai …
#ForaDilma

https://pbs.twimg.com/media/ESrDgMQXgAAhgGI?format=jpg

Responder

Zé Maria

09 de março de 2020 às 18h22

A Mídia Fascista de Mercado trouxe hoje um termo em inglês para
não dizer que a BM&FBovespa (B3) teve de fechar pra não quebrar:
“Circuit Breaker”. Assim, não parece que a situação é gravíssima.

Responder

Leninha

09 de março de 2020 às 15h53

Santa ignorância !!! O que o governo poderá fazer diante de um problema sistêmico desta magnitude ? As medidas e ações precisam ser tomadas, infelizmente por um congresso que não olha para o País !!
Como vc mesmo mencionou há possibilidade de uma recessão global, ou seja, esta não acarretará somente o Brasil, mas o mundo todo.
Um ponto a saber, é que o risco País aumentou em todo mundo ( inclusive no Brasil, o qual vc não deve saber ou não quer falar ); porém o risco Brasil avançou até menos do que em alguns países de primeiro mundo.
Em outras palavras, qdo ocorre um problema global, ninguém está imune ( a isso chamamos de risco sistêmico ) e todos somos afetados, “Governo de direita ou de esquerda”.
Sabemos de todos os problemas que o País enfrenta, mas daí dizer que a Bolsa está despencando por conta de um presidente ????!!!!!
Não podemos ser omissos e devemos usar os canais de comunicação para esclarecer todos os pontos e detalhes de sua causa.
Vejo que seu maior erro é tentar denegrir o governo e mostrar apenas uma face da história. Seja imparcial, fica feio para uma redação tirar partido de um lado ou de outro.
Seja maduro e pense no melhor para o Brasil e se for o caso estude um pouco mais sobre o tema antes de abordá-lo de forma tão superficial. Fica a dica !!!

Responder

    Lp Muzykerya

    09 de março de 2020 às 20h08

    Opinião não é fato. Fato é que o que está na matéria , com dados e fontes. O mito assumiu e todos os índices sociais e econômicos despencaram. #EuAvisei

    Elsevier

    13 de março de 2020 às 08h56

    Querem que o Bolsonaro cure até o corona vírus. Se o governo atual fosse da esquerda diriam “O risco sistêmico derrubou a bolsa, mas nosso Estado poderoso sobreviverá a essa marola internacional”. Hipócritas.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding