VIOMUNDO

Diário da Resistência


Blog questiona manchete da Folha: Se Maduro é ditador, Bolsonaro o que é?
Reprodução
Política

Blog questiona manchete da Folha: Se Maduro é ditador, Bolsonaro o que é?


14/01/2019 - 11h32

Se Maduro é ditador, Bolsonaro o que é?

se e a rádio não toca

No dia 11 de janeiro, a Folha de São Paulo dá a seguinte manchete: Bolsonaro é um fascista, diz ditador venezuelano.

A matéria do jornal afirma que, entre os motivos, para considerá-lo um ditador estão a alta abstenção e terem sido barradas candidaturas de oposição.

Bem, por esses critérios como ficaria a legitimidade da eleição dos Estados Unidos?

Lá houve alta abstenção, fake news e Trump teve dois milhões de votos a menos que a candidatura democrata.

Por esses motivos, se deveria considerar também as eleições brasileiras sob suspeita.

Tivemos alta abstenção, caixa dois para financiar postagens mentirosas no whatsapp,  que alteraram o resultado da eleição, e a principal candidatura de oposição não pode concorrer e para isso se passou  por cima até da ONU.

O pior é que o candidato ganhador ainda reconhece que a prisão de Lula foi determinante para sua vitória.

E, aparentemente, resolveu recompensar o juiz que fez tudo isso, transformando-o  em  ministro da justiça.

Daí a pergunta: se Maduro é ditador, o que será que vivemos no Brasil?

Será o nosso presidente um ditador?

Sobre Bolsonaro ser um fascista, isso me parece uma constatação.

O mais grave é que a capa da Folha visa atiçar a crise entre Brasil e Venezuela e levar a uma intervenção militar.

A explicação para tudo isso não me parece tão difícil: é o petróleo.

E, dessa forma, voltamos ao slogan contra a guerra do Iraque: Não mais sangue por petróleo!

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Moacir Moreira

25 de janeiro de 2019 às 07h33

Excelente análise da situação.

Se Maduro é ditador também Bossalnazi é um ditador.

Mas ao menos Maduro defende sua pátria contra os interesses ianques, ao contrário do nosso marionete de Trump que prega a guerra civil nas redes sociais.

Responder

Zé Maria

15 de janeiro de 2019 às 19h22

O pensador brasileiro Nelson Rodrigues talvez dissesse hoje
que pensar que Nicolás Maduro é ‘Ditador’ da Venezuela
é a Unanimidade mais Burra dos últimos tempos no Ocidente.

Responder

Zé Maria

15 de janeiro de 2019 às 17h41

“Hj lembramos a morte da grande Rosa Luxemburgo,
para quem o povo seria sempre o agente dos processos de transformação
e estes deveriam ser radicalmente democráticos
‘Por um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres’.”

https://twitter.com/gleisi/status/1085151066918977536
.
.
“E se as meninas tiverem que usar rosa,
que seja Rosa Luxemburgo”
https://twitter.com/pestodeboldo/status/1085146703915896832
.

Responder

Otto

15 de janeiro de 2019 às 10h34

Só o Viomundo para defender ainda o caindo de Maduro. Digo ainda porque boa parte da esquerda lúcida e séria já despertou do seu sono e aponta as falhas e arbitrariedades do venezuelano.

Responder

    Ulisses

    16 de janeiro de 2019 às 08h49

    Leu o artigo antes de fazer este comentário inútil, ou apenas o título?

Zé Maria

15 de janeiro de 2019 às 05h31

‘Donald Trump da América do Sul’.
Putz! Se tratando de Preconceito,
há uma alta dose de Veracidade…

Responder

José Ferreira

14 de janeiro de 2019 às 19h37

Se o significado de irrelevância for ser o partido mais respeitado e querido, então você está certo, se não, é melhor se informar corretamente e deixar o ódio de lado,q não ser que você seja mais um bolsominion néscio.

Responder

Nillton

14 de janeiro de 2019 às 18h14

o comentário do Lukas é a prova de que não temos mais esquerda

Responder

    Nelson

    15 de janeiro de 2019 às 11h02

    Discordo.

    O comentário do Lukas é a prova do sucesso retumbante do sistema de propaganda do mundo ocidental em sua tarefa de manipular corações e mentes e imbecilizar a milhões, ou mesmo bilhões, de pessoas pelo mundo afora.

L'Amie

14 de janeiro de 2019 às 17h28

Se mãe de bandido não chorasse a morte do filho, não seria mãe. Evidente que filhos, seres humanos não são iguais. São Semelhantes. O que difere os eleitores ? A escolha, o candidato, o modo de pensar e agir politicamente e acima de tudo a consciência critica, real, logica e sincera sobre objetivos programáticos partidários. Ser fanático, adorador ou devoto não abre espaço aos que participam visando exclusivamente os interesses pessoais ou de grupos. Um País é como nossa casa, todos somos familia; pais, filhos, netos, sobrinhos devem lutar em uníssono pelo bem comum e defender todo o patrimônio construido para prosperidade geral. Se houver na casa um grande egoísta, um grande ganancioso, um grande invejoso, um grande mau-caráter; então não é uma legítima e boa família. Unamo-nos em prol da felicidade geral e comum dos Brasileiros. Pela Felicidade dos nossos filhos, netos, irmãos, sobrinhos, cunhados, genros, noras, pais e avós.

Responder

Lukas

14 de janeiro de 2019 às 14h45

Foda-se a Venezuela. Deixa aquela merda como playground de petista. Vocês olham para aquela cara de merda do Maduro e vêem um estadista? Depois o PT se pergunta porque caminha pra irrelevância. Maduro e Battisti têm no PT um dos seus únicos advogados.

Responder

    Dida Maia

    14 de janeiro de 2019 às 16h52

    Lukas, tu é tabacudo assim, do nada, ou fez curso?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.