VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Bernie Sanders vence em New Hampshire, mas sem convencer democratas de que “socialismo” pode derrotar Donald Trump
Foto Facebook do senador
Política

Bernie Sanders vence em New Hampshire, mas sem convencer democratas de que “socialismo” pode derrotar Donald Trump


11/02/2020 - 22h32

Da Redação

O senador Bernie Sanders vai vencer as primárias de New Hampshire, as primeiras da temporada em que o Partido Democrata escolhe o adversário de Donald Trump.

Porém, o senador “socialista” — que na verdade concorre com uma agenda reformista, mais próxima da social democracia europeia — obteve cerca de 30% dos votos.

Na soma, os dois segundos colocados — o Prefeito Pete, de Indiana, e a senadora Amy Klobuchar, de Minnesota, atingiram cerca de 40% dos votos.

Ambos representam os “moderados” do Partido Democrata.

Peter Paul Montgomery Buttigieg, ex-prefeito de South Bend, é um candidato abertamente gay que representa uma agenda econômica conservadora.

Klobuchar está mais à esquerda, mas ainda longe das propostas de Bernie Sanders, que elencou seus alvos: Wall Street, a indústria do petróleo e gás, o complexo industrial-militar, a indústria farmacêutica, a indústria das penitenciárias privadas e a indústria dos seguros de saúde.

Sanders defende um plano nacional de Saúde nos moldes do SUS, ao qual Buttigieg e Klobuchar se opõe.

Ele também quer oferecer educação superior pública e gratuita para todos, o que os moderados não apoiam.

Em New Hampshire, mais de 60% dos consultados em pesquisa de boca-de-urna disseram à rede CNN que sua escolha foi baseada na avaliação de quem seria o candidato capaz de derrotar Trump em novembro.

Além dos 30% que Sanders obteve, ele em tese poderia contar com os 10% que escolheram a senadora de centro-esquerda Elizabeth Warren.

Trocando em miúdos, a centro-esquerda do Partido Democrata teria hoje cerca de 40% dos votos.

Isso talvez não seja o suficiente para enfrentar um candidato como o bilionário Michael Bloomberg, o ex-prefeito de Nova York, que só vai competir a partir da próxima primária, em Nevada.

A data decisiva para os democratas será o 3 de março, o chamado Super Tueday, quando estarão em jogo 38% dos delegados que escolherão o candidato do partido.

Nas duas primeiras disputas, sinais de alerta para Bernie Sanders. Ele tem dito que será capaz de promover o entusiasmo do eleitorado comparável ao que levou Barack Obama à Casa Branca em 2008.

Porém, em Iowa, o comparecimento foi inferior ao esperado por assessores de Sanders. Em New Hampshire, onde ele era franco favorito, a margem de vitória será menor que a esperada.

Na verdade, nos bastidores do partido, a disputa real é entre os democratas dependentes de Wall Street e Bernie Sanders.

Aqueles argumentam que o “socialismo” do senador de Vermont seria facilmente derrotado por Donald Trump em novembro.

Os partidários de Sanders argumentam que só um candidato que tem o apoio de um movimento de base, como o que ele lidera, será capaz não só de derrotar Trump, mas de implementar as reformas de que necessita o capitalismo nos Estados Unidos.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

12 de fevereiro de 2020 às 18h52

O Mundo do Capital Predador da Natureza e, portanto, do Ser Humano
torcendo e atuando contra a Candidatura de Bernie Sanders nos EUA.

Responder

Fabio

12 de fevereiro de 2020 às 11h43

Importante em 2022 expulsar pelas urnas a besta destrutiva que desgoverna o Brasil.
Caso contrario não sobrará nada do nosso país para as próximas gerações.

Responder

LULIPE

12 de fevereiro de 2020 às 10h44

Aceitem que dói menos. Mito e Trump para mais 4 anos….

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!