VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad
Política

Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad


02/08/2013 - 13h53

por Cecília Negrão, do Sindicato dos Bancários (editado pelo Viomundo)

Na próxima segunda-feira (5.8), às 19 horas, estreia o programa Contraponto. Trata-se de um programa de entrevistas produzido em parceria entre blogueiros, o Centro de Estudo da Mídia Barão de Itararé e o Sindicato dos Bancários de São Paulo.

O programa irá ao ar via WebTV toda primeira segunda-feira de cada mês e com transmissão ao vivo. Vários blogs envolvidos no projeto irão incorporar o vídeo de transmissão. Ou seja: você poderá assistir neste blog ou em outro de sua preferência.

Logo após o programa ao vivo, sua íntegra será colocada em um único vídeo no You Tube, para que quem não puder assistir na hora em que for transmitido.

O convidado para o programa de estreia é o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Sua administração esteve no centro da onda de protestos convocados pelo Movimento Passe Livre no mês de junho.

Para entrevistar o prefeito de São Paulo nos quatro blocos da entrevista, estarão presentes os blogueiros Paulo Henrique Amorim (Conversa Afiada), Luiz Carlos Azenha (Viomundo), Altamiro Borges (Barão de Itararé) e Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania).

No primeiro e no segundo blocos, PHA e Eduardo Guimarães entrevistarão Haddad e, no terceiro e no quarto blocos, Azenha e Miro conduzirão a entrevista. Enquanto uma dupla de blogueiros estiver entrevistando, a outra irá selecionando questões dos internautas.

Detalhe: os blogs supracitados irão “embedar” o vídeo de transmissão e, assim, você poderá assistir ao programa em qualquer um deles ou em outros blogs que também queiram transmitir.

No cenário, haverá um telão em que serão reproduzidas as questões do público em tempo real, via Twitter.

Haddad será inquirido por esses blogueiros sobre fatos envolvendo a capital paulista que acabaram influindo na cena política nacional e deve falar, também, sobre o futuro de sua administração, sobre política e, além disso, ainda responderá a perguntas de internautas.

O debate será mediado pela presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Juvandia Moreira.

“Queremos promover debates com temas relevantes para a população, com espaço livre e democrático para questionamentos”, disse Juvandia.

Contraponto terá excelente transmissão em estúdio profissional, com cenário elaborado e sempre trazendo figuras centrais do debate público.

O programa, porém, não se restringirá à política. Estão sendo estudados vários temas para abordagem e você, internauta, também poderá sugerir nomes de entrevistados. A ideia é que sejam sempre pessoas públicas de grande notoriedade, como o prefeito da capital paulista.

Mas, se quiser encaminhar questão ao prefeito de São Paulo, pode deixar seu comentário neste post que todas as perguntas serão estudadas para possível formulação ao vivo, durante a entrevista. Além disso, sugestões sobre entrevistados futuros serão bem-vindas.

O nome do programa já diz tudo quanto à sua proposta. Pretende se contrapor aos programas de entrevistas da grande mídia, sobretudo da televisão. O que ela não pergunta, Contraponto perguntará sem melindres, sem censura de qualquer tema.

Então, caro leitor, Contraponto espera você aqui – ou em qualquer outro blog de sua preferência – na próxima segunda-feira, às 19 horas. Se você tem comentário, pergunta ou qualquer outra coisa importante para dizer ao prefeito paulistano, essa é a sua chance.

Até lá.

 

Leia também:

Brito: Promotor não chamou a Globo a depor, mas acusou filho de Lula 

Lucio Sturm e Leandro Calixto: Monstro e Gordo agem nas barbas da polícia

MPF investigou condenada por furtar processo da Globopar, mas nem tanto

A condenada por sumir com processo da Globo

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Sucesso das pirâmides financeiras: consumo a qualquer custo - Viomundo - O que você não vê na mídia

05 de agosto de 2013 às 21h04

[…] Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad […]

Responder

Cícera Cardoso

05 de agosto de 2013 às 15h58

Espetacular a ideia, como diria o PHA. Não moro em São Paulo, mas acredito que será de grande valia para os moradores que precisam de uma administração séria e com justiça social. Sou nordestina, professora da rede pública de Natal, militante, lutadora por um país cada vez melhor, mas tenho familiares, e muitos, morando aí. Portanto, peço ao meu querido Haddad que seja, além de brasileiro, nordestino, e faça muito e melhor por essa gente. Minhas sugestões: 1ª – amplie a quantidade e qualidade do transporte público, pois é o povão que o usa, e esse povão merece dignidade para ir e vir do trabalho; 2ª – construa, reforme, amplie as praças públicas, principalmente das periferias, criando quadras de esportes para a garotada, pois o esporte conduz a juventude a trilhar caminhos saudáveis. Faça isso Haddad, construa QUADRAS DE ESPORTE, muitas, espalhe essa iniciativa nos recantos dessa cidade para as pessoas extravasarem suas energias, além do jogo ter regras e limites, isso é uma escola da vida; 3ª – Chame os sindicatos dos educadores de São Paulo para conversar e por na sua agenda, a qualidade da educação, condições de trabalho e salariais, assim você terá grandes aliados. Também concordo com uma leitora, que seja convidada, urgentemente, a nossa presidenta para uma entrevista, além de ser necessário tratar da transposição do São Francisco. O povo nordestino precisa dessa água. Espero e desejo que minhas sugestões sejam vistas e colocadas em pauta. Desejo também muito sucesso em cada entrevista.
Cícera Cardoso.

Responder

José Luiz Gomes: Eduardo Campos voa com urubus neoliberais - Viomundo - O que você não vê na mídia

04 de agosto de 2013 às 16h56

[…] Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad […]

Responder

Paulo Moreira Leite: Os ministros do STF vão se render ao medo? - Viomundo - O que você não vê na mídia

04 de agosto de 2013 às 16h14

[…] Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad […]

Responder

Vagner Freitas diz que Folha mente sobre multa dos 10% sobre FGTS - Viomundo - O que você não vê na mídia

04 de agosto de 2013 às 13h02

[…] Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad […]

Responder

FrancoAtirador

03 de agosto de 2013 às 10h03

.
.
HADDAD CRIA A MAIOR ASSEMBLÉIA POPULAR DA HISTÓRIA BRASILEIRA:

Mais de 1.100 representantes de bairros,
na proporção de 1 por 10 mil moradores,
serão eleitos dia 8 de dezembro
para compor um grande Conselho da Cidadania.

Carta Maior
.
.

Responder

Alex

03 de agosto de 2013 às 09h20

Um colega de trabalho culpa o governo Haddad de não entregar uniformes e materiais escolares em uma escola municipal, em que sua esposa trabalha. É verdade? Qual a causa? Isso é utilizado pelo casal na comparação com o governo anterior que não deixava faltar esses materiais.

Responder

Romanelli

03 de agosto de 2013 às 09h16

Prefeito

O sr admitiria testar em alguns corredores que JÁ existem, e que transitam por vias super adensadas, a TARIFA ZERO como uma forma de tentar atrair o motorista para este outro meio de transporte, como advogam alguns dos seus defensores ?

Responder

Romanelli

03 de agosto de 2013 às 07h36

Embora já as tenha publicado no BLOG do Eduardo, repito aqui as perguntas – com alteração de pequenos detalhes – pra, quem sabe, se vocês entrarem num consenso, vocês repassarem ao prefeito.

– Primeira pergunta – mobilidade

Pra ajudar no combate aos congestionamentos e dar maior fluidez ao transito.

Porque a PMSP não proibi definitivamente (de segunda a sábado) o estacionamento de carros no meio fio de vias por onde passam os coletivos (dias de uma ou de duas pistas em cada sentido)?

Lembro que é MUITO COMUM nestes casos ver o transito colapsar toda vez que um coletivo pára pra pegar passageiros nestas vias, ou mesmo quando o caminhão de coleta passa fazendo das suas (este que,ao meu ver, deveria ser permitido somente após as 22:00).

A medida poderia vir acompanhada do INCENTIVO (abandonado deste os anos 70) de se estimular a construção de estacionamentos PARTICULARES – inclusive verticais – conveniados com a PMSP, esta que ditaria o valor JUSTO pras tarifas. Fora que estes estacionamentos, se bem posicionados, poderiam ajudar o cidadão a se integrar ao sistema de metro que hoje fica em boa parte inserido dentro do perímetro do mini anel viário.

-Segunda pergunta – mobilidade

TODOS sabem que a via ANCHIETA, por receber todo o transito do ABCD e de SANTOS, mais o do Ipiranga, não dá conta e vive PARADA atrapalhando desde a marginal Pinheiros, passando por todo o mini anel, e chegando até a entrada da Via Dutra, na outra ponta.

Uma das alternativas dadas pelo governo do Estado é a construção de uma linha de VLTs que ligará o SACOMÃ, passando pelo meio de S.Cetano, Sto André e chegando a S.Bernardo ..um sistema CARO que envolverá muita desapropriação.

Esta alternativa, por NÃO estar desenhada na própria via Anchieta – o CENTRO dos problemas – (passando pelo canteiro central dela, por exemplo) deixa ISOLADA e de fora toda a população de DIADEMA e BOA PARTE da do Ipiranga/Cursino que ficaram do lado oposto desta via projetada.

Assim, pra se evitar gastos com desapropriações e congestionamento durante as obras, pra se oferecer uma linha que congregue mais uma importante parcela da população da Região que NÃO tem opção, daria pra PMSP propor pro governo do Estado mudar o TRAJETO que TEM TUDO pra dar errado se ele não desafogar aquela importante entrada da Cidade de SP ?

-Terceira pergunta – saúde

Hoje, tanto a Federação, como o Estado e o Município, dividem a tarefa de se tentar dar assistência e oferecimento de medicamento gratuito pra população.

Esta sobreposição de tarefas e alçadas gera custo, corrupção, burocracia, desvios pra máquina, ou quando não, uma tremenda duma dor de cabeça pro DOENTE que tem que ficar pulando de galho em galho à cata de atenção e tratamento.

Não seria uma importante proposta pra partir da PMSP, a maior megalópole do hemisfério, a proposta pra que todo o sistema de saúde (que envolve hospitais, clínicas, postos, pronto socorro, ambulatórios etc) que ele seja UNIFICADO, com a adoção duma Estadualização ? Este que deveria passar a obedecer PADRÕES de desempenho (por ex: no de eleitos por habitante) definidos pelo governo Central Brasileiro ?

Ademais, penso que seria recomendado se dar MUITO mais enfase para a informatização do modelo, do cadastramento do usuário (que poderia ser base para o cadastramento unico), tanto pra melhorar o agendamento na hora da consulta, como na hora da distribuição de medicamento, feitura de estatísticas, do ACOMPANHAMENTO e grau de satisfação no usuário (via correio), ou mesmo da avaliação do quadro de médicos e detecção de eventuais FRAUDES que, com a participação da população, poderiam ser diminuídas (cirurgias e procedimentos fraudulentos por exemplo).

..e dentro desta mesma linha, não seria o caso de tanto a farmácia popular, como os postos do município e os ambulatórios do Estado serem UNIFICADOS, uma vez que cada um distribui um tipo de remédio, obrigando o enfermo a ficar correndo quase que TODO MÊS a lugares SUPERLOTADOS muitas vezes longe de tudo, como é o caso da Farmácia de remédio de Alto Custo na V.Maria ?

..mais, no caso da distribuição de medicamentos, no caso de doentes crônicos e de remédios caros/controlados, não seria o caso de se entregar o remédio na CASA do paciente pra se tentar evitar de deslocamentos desnecessários, ao menos que por um tempo, digamos, de 3 a 6 meses dependendo do caso ? ..e se a coisa for CARA mesmo, que a entrega seja promovida na casa do doente pela presença do agente de saúde.

..aliás, o que vc acha do ESTADO desenvolver um programa pra saúde da família, este que ofertaria exames básicas e pré-programados a todos os seus entes (desde programação de vacinas, exame de vermes, passando pra periódicos de urina, sangue, mamografia, próstata etc) ..exames estes, aparentemente caros, poderiam antecipar problemas e BARATEAR os tratamentos e consequências mais la na frente (como pressão alta, diabetes, cânceres etc)

-Quarta pergunta – segurança

Hoje é muito comum visitarmos museus e parques públicos (independente se do Estado ou do Município) e vermos que parte do policiamento é feito por guardas particulares TERCEIRIZADOS.

Diante deste descalabro, não seria o caso de se defender uma maior eficiência e economia do modelo, desde que haja uma UNIFICAÇÃO da Guarda Municipal com a PM do Estado por exemplo, e que disso resultasse a retomada desta importante função de policiamento e guarda do patrimônio público que voltaria pro Estado e não mais seria outorgada pra agentes privados ?

-Quinta pergunta – mobilidade

Ninguém pode negar que mesmo se fosse bem administrado, que isolado o METRO não daria conta de cobrir toda a cidade.

Deste os anos 60 SP desenvolveu importantes vias com canteiros centrais amplos (O eixo norte sul – Tiradentes, 23, Rubens Berta, Interlagos- o leste oeste – Radial, Celso Garcia, Av.Matarazzo, Minhocão -, fora de outras vias que hoje são responsáveis por importante vazão (a Aricanduva, Juntas Provisórias, Salim Farah, Bandeirantes, Cursino, Industrial, Sapopemba, Pacaembu, Sumaré,Paes Leme etc)

Por representar MENOS custo com desapropriação, menos custo de construção e manutenção, NÃO seria o caso de se pensar em se priorizar e implantar um sistema de VLTs suspensos nestas vias pra “competir” diretamente com o transito que passa por elas ?..e mais,

que neste sistema fossem usados sistemas NACIONAIS, como o aero trem desenvolvido no SUL e que já é implantado a décadas na Indonésia

nota 1 – a Anhaia Melo e Av. do Estado já possuem sistema parcial e parecido e/ou em ETERNA construção

nota 2 – o próprio MINHOCÃO, se reformado, poderia ser usado como uma via suspensa pra VLTs + um boulevard, desde que nos seus baixos fosse corrigido o entrocamento da Av. São João, próximo ao Largo do Arouche, e que dele tb fossem removidos os cruzamentos.

-sexta pergunta – área verde

Porque a prefeitura, em conjunto com o Estado, não desenvolve um programa de plantio de árvores nos canteiros centrais das avenidas e de TODAS as estradas que chegam na cidade ?

-sétima pergunta – área verde

O que a PMSP pretende propor, em conjunto com o Estado, que se faça com a importante reserva de mata que atlântica que é o Parque do Estado ..e que infelizmente hoje é um lugar abandonado, subutilizado e entregue e marginalidade ou a prédios arrebentados da antiga FEBEM ?

Nota – o governador Geraldo, no seu 1o mandato, já havia prometido pro príncipe Charles cuidar daquilo ..mas parece que ele se esqueceu e precisaria ser lembrado, não acha ?

– oitava pergunta – duvidas

O que a PMSP pretende em instalar estes relógios por toda a cidade ..afinal, será mesmo que, tal qual as latas de lixo do Kassab ou as correntes do Jânio, será mesmo que aquilo é necessário ?

– NONA pergunta – transporte público

Diante da constatação de que o sistema de coletivos da capital esta hoje entregue, em 62%, a um unico concessionado..

Diante de um sistema fragilizado, inauditável, segundo previu inclusive a ex prefeita Erundina

Diante disso, o sr admite a possibilidade de re estatizarmos o mesmo ? ..afinal, pq onerar a população com um lucro dado ao empresariado ? ..lucro que sequer sabemos quantificar e auditar com transparência ? ..lucro este tabulado em uma época que o juros girava em torno de 40% (com THC)?

..e dentro do tema

Já faz mais de década que foi acordado com os sindicatos que a PROFISSÃO de cobrador não seria mais tolerada em SP.

Aliás, o sr mesmo recentemente nos lembrou que 60% dos custos do setor seriam devido a mão de obra

então ? Diante deste quadro o sr admite a possibilidade de se eliminar destes quadros que oneram por sobremaneira todos os demais assalariados que se utilizam do sistema ?

Será ? Será que diante deste quadro, de LUCRO dado a empresário e de cobrador, portanto de custos desnecessários, será que se tudo somado a uma DESONERAÇÃO setorial que ainda tem brechas pra ocorrer ..será que não podemos dizer que este serviço de primeira necessidade não estaria, no mínimo, uns 30% sobrevalorizado ?

ainda, como explicar que municípios MENORES, de menor escala e de ruas mais precárias (portanto com menos produtividade e mais desgaste das máquinas) como explicar que eles tenham tarifas mais baixas que a da nossa cidade ?

Responder

    Romanelli

    03 de agosto de 2013 às 08h20

    Prefeito, diante da realidade, e de TANTAS alternativas ainda não totalmente exploradas, como:

    -adoção de VLTs em canteiros centrais nas principais vias que JÁ apresentam trafego intenso

    -revisão completa do sistema de semáforos da cidade, que muitos já perceberam que existem em excesso (no Ipiranga por ex., salvo alguns pontos, o transito melhora 100% quando falta energia)

    -Aumento para todo o dia, ou de dias, ou de placas por dia a serem considerados no rodízio de carros

    -diante da FALTA absoluta de METRÔ e de coletivos modernos, baratos, confortáveis e não poluentes

    -diante de um custo pro indivíduo ainda caro por KM rodado quanto comparamos ônibus x veículos a gasolina SUBSIDIADA pelo Governo Federal.

    -diante da insuficiência e da FLAGRANTE falta de ruas e avenidas, ou de muitas mal conservadas, com estacionamentos em seu meio fio afunilando ainda mais o tráfego

    FRANCAMENTE, o sr acha acha adequado a criação de mais faixas de ÔNIBUS exclusivas e no chão ?

    ..e o que dizer pro motorista que diante destes corredores ABSURDAMENTE mal utilizados e desertos na maior parte do dia, que eles ainda sejam obrigados a ficar parados sob o risco de que se adentrarem ainda correm o risco de receberem MULTAS que ferem o seu direito básico a LOCOMOÇÃO ?

    Francamente, o sistema de corredor via FAIXA não deveria ser adotado se alertando de que tal alternativa é temporária e paliativa ? Enfim, a cidade não merecia a apresentação dum planejamento mais amplo e moderno, ao invés destes “puxadinhos” que HIPOTETICAMENTE beneficiam alguns em detrimentos de outros tantos milhões ?

    nota – se o sr for a Piraporinha/SBC verá que o BRT de lá PAROU completamente o trafego, e seus corredores, caríssimos, aind continuam desertos ..ou seja, lá tb, melhor se tivesse vindo na forma dos aéreos VLTs

carmen silvia

03 de agosto de 2013 às 01h45

Novidade boa essa hein?Parabéns moçada.Vou fazer o possível pra assistir ao vivo.

Responder

Jose Saguy Tenorio

02 de agosto de 2013 às 21h32

Parabéns pela bela iniciativa… Demorou!

A Minha pergunta para o nosso prefeito é a seguinte: Fernando Haddad, todos sabem da casa da Mãe Joana que é o serviço funerário municipal, o que o sr. vai fazer para mudar esse estado de caos e desmando no setor?

Agora, algumas sugestões para convites dos próximos entrevistados: Ariano Suassuna, Paulo Bernardo, Adib Jatene, Leonardo Boff, Franklin Martins, Kakay, Wagner Tiso, José Eduardo Cardozo, Helena Chagas, Eduardo Campos, Patrus Ananias, Leci Brandão, Paulo Lacerda, Rai, José Maria Marin, Lindenberg Faria, Paulo Cesar Pereio, Paulinho da Viola, Marilena Chauí, Maria do Rosário, Roberto D’ávila, Dalmo Dallari, Fábio Barbosa, Marília Gabriela, Jô Soaes, Kennedy Alencar, Chico Cesar.

Responder

Bonifa

02 de agosto de 2013 às 19h41

Ocorre-nos que precisamos prestigiar ao máximo o Instituto Barão de Itararé. Precisamos fazer do Instituto algo muito grande e influente. Acreditamos que é o que mais precioso temos hoje nas mãos, para enfrentar o obscurantismo da mídia de direita. Inclusive, é necessário criar um selo oficial do Barão de Itararé. Por exemplo, um livro que seja lançado, sobre algum tema histórico ou politicamente polêmico, poderia ter o selo oficial do Instituto Barão de Itararé. Isso recomendaria o livro a milhares e milhares de leitores especiais. E este prestígio só faria crescer em importância para ambos, escritor e instituto. Já o selo negativo para qualquer obra ou atitude, não recomendamos, mas deverá haver a luta permanente contra a mídia de direita. E não recomendamos uma ação editorial direta do Instituto. Este seria um primeiro passo para o Instituto se contaminar com o capitalismo venenoso praticado no país.

Responder

Mateus Nascimento

02 de agosto de 2013 às 18h03

boa Azenha, sucesso pra vocês

Responder

Rogério Pinheiro Alves

02 de agosto de 2013 às 17h57

Vou assistir, espero que o primeiro programa seja um sucesso! e principalmente que o Prefeito de São Paulo seja capaz de responder a altura do quadro de entrevistadores que terá! Acho também que o Franklin Martins poderá, se aceitar, ser uma excelente opção.

Responder

Bancários e blogueiros entrevistam Haddad | Conversa Afiada

02 de agosto de 2013 às 15h09

[…] Bancários e blogueiros estreiam programa na web entrevistando Haddad […]

Responder

Hans Bintje

02 de agosto de 2013 às 14h31

Azenha:

Vamos combinar uma coisa: eu não vou perguntar que tecnologia vocês usam e torço – sincera e honestamente – para que a WebTV dê certo.

Mas avise aos trolls de plantão que, se a tentativa for derrubada por ataques, a gente coloca essa WebTV no ar novamente com outra tecnologia.

É só você ou a Conceição Lemes me enviar uma mensagem.

Responder

edir

02 de agosto de 2013 às 14h17

Minha sugestäo ao Haddad: A Dilma está fazendo muito para que os mais pobres tenha sua casa própria através do programa Minha Casa Minha Vida. Mas näo é o suficiente para melhorar as condicöes de moradia de milhöes de familias que ainda vivem em barracos deteriorado. Gostaria de dar uma idéia ao prefeito: Crie um programa ,oferecendo às familias o mateiral(madeirite e telhas) para que os moradores possam melhorar um pouco as condicöes dos barracos enquanto esperam por uma moradia no programa do governo. Poderá ser feito em sistema de mutiräo, acompanhado por um técnico da prefeitura. Pelo amor de Deus, tem muitas familias vivendo em barracos onde o madeirite já deteriorou e eles fazem remendos com papeläo. Vamos dar um pouco mais de dignidades às criancas que vivem nesses barracos .

Responder

edir

02 de agosto de 2013 às 14h06

Era o que estava faltando. È a nossa mídia alternativa melhorando e nos oferecendo mais. Parabéns, muito boa a iniciativa. Vamos que vamos.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!