Ângela Carrato: Lula cada dia mais perto de liquidar a fatura no primeiro turno

Tempo de leitura: 7 min
Comicío de Lula no domingo, 18 de setembro de 2022. Foto: Ricardo Stuckert

LULA CADA DIA MAIS PERTO DE LIQUIDAR A FATURA NO PRIMEIRO TURNO

Por Ângela Carrato*, especial para o Viomundo

Há uma nova onda no ar. Faltando menos de duas semanas para as eleições, são cada vez maiores as chances do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vencer no primeiro turno.

As indicações neste sentido se mostram consistentes: a mais recente pesquisa IPEC aponta Lula com 52% dos votos válidos, Bolsonaro estagnado nos 32%, Ciro Gomes, com 7%, e Simone Tebet, com 5%.

A pesquisa IPEC praticamente confirma as anteriores e tem servido para desesperar Bolsonaro e os tais candidatos da “terceira via”, basicamente uma criação da mídia corporativa brasileira ela, por sua vez, porta-voz dos interesses da classe dominante.

Bolsonaro responde aos fatos com as suas habituais fake news.

Possivelmente como um dos últimos atos de campanha, sua equipe bolou a ridícula e desastrada viagem envolvendo a ida aos funerais da rainha Elizabeth II, em Londres, e o uso da fala na abertura da assembleia geral da ONU.

A tradição de o governante brasileiro ser o primeiro a discursar nesta solenidade começou em 1955. O Brasil foi o primeiro a aderir à nova instituição e esteve entre os seus Estados fundadores.

Nos dois casos, Bolsonaro conseguiu apenas protagonizar críticas e vexames internacionais.

Seja por ter utilizado as cerimônias fúnebres da rainha para fazer campanha eleitoral e produzir cenas grotescas e de selvageria por parte de seus apoiadores em plena capital inglesa, seja por utilizar a mais importante tribuna internacional para abordar questões internas da política brasileira e, como sempre, disparar fake news.

Em Nova York, Bolsonaro foi “recepcionado” pela comunidade de brasileiros com faixas, cartazes e uma enorme projeção luminosa onde eram feitas referências à corrupção da sua família e aos milhares de mortos na pandemia, por falta de vacina e negligência do seu governo.

VIAGEM DESASTROSA

A passagem Bolsonaro pelos Estados Unidos, como também pela Inglaterra, teve também o objetivo de tentar angariar o apoio da extrema-direita internacional para seus intentos golpistas no Brasil. Também neste aspecto, a viagem foi desastrosa.

Pouco depois de colocar os pés em Nova York, a principal agência de notícias internacionais, a britânica Reuters, divulgava que os principais líderes mundiais se preparam para reconhecer “imediatamente” a vitória de Lula, a fim de esvaziar possíveis intentos golpistas.

Ao contrário do “gado” bolsonarista, que segue seu “mito” sem pestanejar, esses líderes acompanham com grande atenção o que acontece no Brasil.

Sabem que não passa de delírio Bolsonaro afirmar que tem o apoio de 60% da população e que se as urnas eletrônicas não derem esse resultado, as urnas é que estão erradas.

Em termos internacionais, o consenso é exatamente o contrário. Se existe uma realidade que salta aos olhos, desde o início da campanha eleitoral, é a liderança absoluta do ex-presidente Lula.

Razão pela qual Bolsonaro queria tanto – e foi impedido pelo TSE – de utilizar as imagens das comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil, como se fossem de apoio à sua candidatura.

Era com essas imagens, o “Datapovo”, que ele pretendia “revidar” os resultados dos institutos de pesquisa.

A “TERCEIRA VIA” DESIDRATA

Se a situação de Bolsonaro é ruim, a dos candidatos da chamada “terceira via” piora a cada dia.

Ciro simplesmente desidrata. Brizolistas e trabalhistas históricos tem conclamado o voto em Lula no primeiro turno.

Eles argumentam que o Brasil não pode correr mais riscos, lembrando que o ex-governador Leonel Brizola, que já esteve ao lado de Lula em outros momentos da vida nacional agora, “mais do que nunca estaria ao lado do povo brasileiro”.

Nos próximos dias, Ciro Gomes deve perder mais apoiadores, o que provavelmente o levará a novos destemperos verbais contra o ex-presidente.

Situação que produzirá efeito contrário ao esperado. As pesquisas indicam que parcela significativa dos seus eleitores tende a migrar para a candidatura Lula já no primeiro turno.

O quadro eleitoral também não está nada bom para Simone Tebet. Ela, que vinha se referindo aos “economistas liberais” do seu partido como “a chave para fazer o Brasil voltar a crescer”, deve ter se surpreendido com a presença de Henrique Meirelles entre os sete ex-candidatos à presidência da República que anunciaram apoio a Lula.

Ex-presidente do Banco Central nos dois governos Lula (2003-2010), o apoio de Meirelles, que é filiado ao mesmo partido de Tebet, União Brasil, era o que faltava para desautorizar a fala dela e praticamente o seu programa de governo.

E se alguém ainda tinha dúvidas que a candidatura de Lula é uma verdadeira frente antifascista, basta verificar a amplitude do leque de apoios que ela reúne, a exemplo de Guilherme Boulos e Luciana Genro, do PSOL; Cristóvão Buarque, do Cidadania, e Marina Silva (Rede).

Os próximos dias serão decisivos para confirmar a vitória de Lula no primeiro turno ou levar a eleição para uma nova disputa, em 30 de outubro.

BATEU NO TETO

Tecnicamente, Bolsonaro não deveria nem estar disputando. Não existe na história brasileira e nem na mundial, caso de candidato com mais de 50% de rejeição ter conseguido se reeleger.

Ele, ao que tudo indica, bateu no próprio teto de votos. A preocupação de sua equipe agora é evitar que perca apoios, como as pesquisas já começam a sinalizar.

Isso posto significa que Bolsonaro deve passar a agir em duas frentes: intensificar as fake news contra Lula e estimular ainda mais as candidaturas da chamada “terceira via”.

Será surpresa se Ciro não for novamente para Paris. Já as chances de Simone tentar exigir mundos e fundos de Lula para apoiá-lo agora ou num eventual segundo turno são enormes.

Fora dos candidatos propriamente ditos, empresários como o bispo da Igreja Universal, Edir Macedo, ou Sílvio Santos, do SBT, nunca esconderam a preferência por Bolsonaro.

Desde as eleições de 2018, eles se apressaram no apoio ao ex-capitão e foram regiamente recompensados. Bolsonaro despejou rios de dinheiro nestas duas emissoras e o genro de Sílvio Santos virou ministro das Comunicações.

Se dependesse deles, a fatura seria liquidada por Bolsonaro no primeiro turno. Como isso é impossível, os dois também embarcaram nas tais candidaturas da “terceira via”. Em outras palavras, a tal “terceira via” nada mais é do que uma linha auxiliar do bolsonarismo.

Será que os eleitores de Ciro e Tebet sabem disso?

De toda a mídia corporativa brasileira, no entanto, é a família Marinho, do Grupo Globo, quem mais apostou e continua apostando em Ciro e Tebet para levar a eleição para o segundo turno.

Alguém pouco versado nos meandros da política pode questionar: qual a lógica, uma vez que todas as simulações de segundo turno mostram Lula vencendo Bolsonaro por ampla margem de votos, deduzindo que a turma da “terceira via” ao fim e ao cabo não influirá em nada.

É aí que reside o grande engano.

DEMOCRACIA X BARBÁRIE

Se esta fosse uma eleição normal, um eventual segundo turno teria o papel de possibilitar que os candidatos se tornassem mais conhecidos e suas propostas alvo de discussões mais aprofundadas.

Mas essa não é uma eleição normal. E os candidatos são por demais conhecidos.

A disputa está claramente colocada entre a barbárie instaurada desde o golpe, travestido em impeachment contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, que Bolsonaro representa, e o retorno à democracia preconizado pelo ex-presidente Lula.

O saldo do golpe tem sido terrível para os brasileiros e as brasileiras: quase 700 mil mortes por covid-19, a maioria perfeitamente evitável; 33 milhões de pessoas passando fome; mais da metade da população desempregada ou subempregada; inflação de dois dígitos; explosão do crime organizado, das milícias e da violência.

Sem falar em absurdos como o tal “orçamento secreto”, a tentativa de comprar votos dos mais pobres via auxílios e vauchers e a corrupção desenfreada e não apurada envolvendo, por exemplo, a ação dos pastores no MEC e a compra de 101 imóveis pelo clã Bolsonaro, grande parte com dinheiro vivo.

A família Marinho continua a principal impulsionadora da “terceira via”. Ela não gosta de Lula. Esteve na linha de frente, junto com a Operação Lava Jato, na campanha para criminalizá-lo e prendê-lo sem provas.

Ela também tem restrições a Bolsonaro, mas o vê como um “mal menor”. Basta o ex-capitão entornar rios de dinheiro no Grupo Globo e os problemas deixam de existir.

Já com Lula, a situação é mais complexa, pois a divergência entre eles é de fundo.

Lula luta por um país democrático, inclusivo e soberano. Os Marinho se preocupam apenas com os seus interesses, como de resto a classe dominante brasileira.

Numa situação assim, a prudência recomenda que se deva acabar com o problema rapidamente.

FICHA CAINDO

O voto útil é um caminho muito importante.

Outro, igualmente importante, é a opção dos até agora “indecisos”. Neste sentido, tão importante quanto o trabalho que a campanha e Lula vem fazendo para mostrar as suas propostas para o Brasil têm sido os permanentes escândalos e vexames envolvendo Bolsonaro.

Finalmente a ficha dos brasileiros e brasileiras parece estar caindo.

Qual a lógica do cidadão comum prorrogar uma situação que só irá prejudicá-lo ainda mais?

Jogar a eleição para o segundo turno é dar força para que Bolsonaro intensifique suas mentiras, prossiga na destruição do Brasil e na chantagem contra a população.

Jogar a eleição para o segundo turno é fazer coro com todos os oportunistas, que querem se aproveitar dela para exigir de Lula conchavos e concessões.

Jogar a eleição para o segundo turno é dar fôlego a ações ainda mais violentas do bolsonarismo.

Por tudo isso, nesta reta final de campanha, os votos que ainda sustentam Bolsonaro e a tal da “terceira via” podem ser dividido em três tipos: desinformado, envergonhado e masoquista.

O voto desinformado é o daqueles que até hoje continuam acreditando nas mentiras contadas pela mídia corporativa e nas fake news bolsonaristas. Tem grande chance de ser mudado.

O voto envergonhado é aquele que apoia a “turma da terceira via”, não por convicção, mas para não passar vergonha ao se assumir como bolsonarista. Está mudando e pode mudar ainda mais.

Já o voto masoquista é aquele do cidadão ou cidadã que, mesmo sem saber, vota contra si e os seus interesses, inclusive os relativos à própria vida.

Caso contrário, como explicar que mulheres apoiem Bolsonaro, mesmo ele as considerando “fraquejadas”?

Como explicar que negros apoiem Bolsonaro, depois de tudo o que ele disse e fez contra as comunidades mais pobres e quilombolas?

Como explicar que gays e lésbicas votem em Bolsonaro, mesmos sendo ele um notório preconceituoso e inimigo do movimento LGBTQIA+?

Freud teria explicação para esses votos, cada dia mais minguados. No futuro, eles precisarão ser estudados em profundidade.

Mas o fundamental agora é derrotar Bolsonaro, por uma considerável margem de vantagem, já no primeiro turno.

E isso está cada dia mais próximo.

Ângela Carrato é jornalista e professora do Departamento de Comunicação da UFMG.

Leia também:

Altamiro Borges: Com fortes emoções, a reta final da eleição das nossas vidas

Ipec: Lula sobe para 47% e tem 52% dos votos válidos; Bolsonaro fica em 31%

Em NY, manifestantes gritam para Bolsonaro: “próxima parada, Bangu 1”; vídeo

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Mario Borges

COMPLEMENTO RECADO CAMPANHA DO PT

Eu acho que a coisa estava sendo planejada para acontecer no segundo turno já que as pesquisas indicam que o miliciano vai perder a eleição. Depois dele alegar fraude nas eleições uma vez instalada a balbúrdia viria o tal atentado a ser atribuído à extrema esquerda. Acontece que a coisa caminha para ser decidida no primeiro turno.
Incidentes como a invasão do Capitólio é pouco para esses doidos criminosos até porque é sabido que nos EUA a coisa não funcionou.

Mario Borges

URGENTE

ALÔ CAMPANHA DO PT

Terroristas bolsonaristas estão armando um atentado de falsa bandeira – mais precisamente um massacre – a ser atribuído à extrema esquerda para acontecer numa escola de crianças dentre as quais estão o filho ou os filhos de um pastor que é político.
A coisa está sendo planejada para acontecer durante uma festa, celebração ou solenidade ao ar livre.
Eles pretendem ações criminosas após o atentado numa suposta retaliação, aí sim, atribuídos à extrema direita, tais como incêndios em supermercados já que a maioria dos eleitores de Lula é pobre. A indicação é que eles pretendem deflagrar uma guerra civil.
Acho que o Rio de Janeiro é um terreno fértil para a ocorrência de um atentado nestas condições porque a parte mais significativa do percentual de evangélicos e talvez até de políticos evangélicos está neste estado.
Dentro deste contexto a seguir eles estão pretendendo usar um atirador de elite em cima de um telhado para matar o Lula.
Fonte: Paranormalidade

Zé Maria

.

LULA LEVA VANTAGEM NOS TRÊS MAIORES ELEITORADOS DO PAÍS

IPEC
Estimulada
Votos Totais

.
MINAS GERAIS

LULA = 46%
Bolsolão = 31%

.
RIO DE JANEIRO

LULA = 41%
Bolsolão = 36%

.
SÃO PAULO

LULA = 43%
Bolsolão = 33%

.
Tá Pelada a Coruja!

É LULA NO PRIMEIRO TURNO!

.

    Zé Maria

    https://media.folha.uol.com.br/datafolha/2022/09/16/intencao3203yu92y9yf9yv8y39voto.pdf

    A Última Pesquisa publicada pelo Datafolha, na Semana Passada, captou a mesma Tendência do IPEC nos Percentuais Favoráveis
    a LULA nos 3 Maiores Colégios Eleitorais do Brasil (SP, MG, RJ):

    .
    DATAFOLHA
    Estimulada
    Votos Totais

    .
    SÃO PAULO

    LULA = 43%
    Bolsolão = 33%

    .
    MINAS GERAIS

    LULA = 43%
    Bolsolão = 33%

    .
    RIO DE JANEIRO

    LULA = 44%
    Bolsolão = 36%

    .
    É LULA NO PRIMEIRO TURNO!
    .

Mario Borges

COMPLEMENTO AVISO AOS TERRORISTAS
Acham que foi por acaso que descobri sobre o incêndio em um centro de recuperação de dependentes químicos em Carazinho, no Rio Grande do Sul – em que 11 pessoas morreram carbonizadas- e que esteve ou está sobre a administração da Igreja Batista e tem convênio com o Ministério da Justiça cinco dias depois de uma reportagem do Fantástico denunciando abusos e torturas, incluindo as sandices de um pastor?

Não brinquem comigo!. Aqui não é Iraque não caras!!!!.

Mario Borges

OUTRO AVISO AOS TERRORISTAS:
Sobre um último ato de desespero, ou seja, um atirador de elite em cima de um telhado esqueçam. Porque se acontecer, vai cair nas costas do MITO.

Em todo caso, é melhor o Lula tomar muito cuidado!. ESSA TURMA É DOIDA! E doido assim como o mito não escuta ninguém.

Mario Borges

Ainda sobre um massacre que está sendo armado para matar crianças ou adolescentes dentre as quais estão filho ou filhos de um pastor ou pastores políticos a solenidade, celebração ou festa é ao ar livre. Neste caso, quem avisa amigo é.

Zé Maria

https://twitter.com/i/status/1572206099498950656

“Vergonha Mundial”. “Mentiroso”.
Assim que o Miliciano foi recebido
na Sede da ONU em Nova York.
O Pesadelo está Acabando!”

https://twitter.com/GuilhermeBoulos/status/1572206099498950656
.

    Zé Maria

    .

    Publicitário diz que foi pago para ‘fazer pergunta’ a Bolsonaro no Cercadinho

    https://t.co/eFU89oasrU

    Em uma das aparições no “cercadinho”, que fica no Palácio da Alvorada,
    o Presidente Jair Bolsonaro respondeu a uma pergunta que, segundo um
    publicitário, foi ensaiada e custou R$ 1.100.

    Beto Viana disse que foi pago para ser “apoiador fake” e perguntar
    a Jair Bolsonaro (PL) se ele havia assistido a entrevista do então
    ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no Fantástico.

    O episódio aconteceu em 13 de abril de 2020, três dias antes de Mandetta
    ser demitido.

    Na ocasião, o Brasil vivia o começo da pandemia de Covid-19 …

    “Eu fiquei até meio sem graça porque imaginei que ele ia falar alguma coisa,
    falar da entrevista e tal, porque, no meu ponto [de vista], seria uma pergunta
    de imprensa, mas era uma pergunta para ele poder ‘mitar’.
    Aí ele ‘mitou”’, disse Beto Viana ao jornal Folha de S. Paulo.

    Bolsonaro respondeu “Eu não assisto a Globo”.

    A transferência via TED foi feita pela conta ‘Folha do Brasil Negócios Digitais’, antigo nome do site bolsonarista ‘Foco do Brasil’.

    https://twitter.com/atarde/status/1572218098777989120

    .

Mario Borges

Complemento recado para TERRORISTAS:

Não subestimem a minha paranormalidade… Eu ferro vocês!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mario Borges

Complemento recado para TERRORISTAS:

Eu garanto a vocês: todos os atentados que arquitetarem cedo ou tarde vão cair na conta do mito porque eu vou descobrir. Estão entendendo??? Nesta caso, quem avisa INIMIGO é.

Mario Borges

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2022/09/20/desabamento-em-itapecerica-da-serra-deixa-feridos-diz-corpo-de-bombeiros.ghtml

URGENTE
ISSO É MAL SINAL. Não quero assustar ninguém, mas pode ter coisas muito mais graves sendo arquitetadas na surdina – quero dizer atentados de falsa bandeira. Eu sei do que se trata e apesar de não ter autorização espiritual para falar eu vou falar na tora assim mesmo: um massacre em escola com crianças em que há um filho ou filhos de pastores evangélicos – ou um pastor evangélico – possivelmente políticos – ou político.
Então senhores pastores, principalmente se forem políticos, se amam seus filhos tomem cuidado com eles nas escolas e, de preferência, fujam de solenidades ou aglomerações nestes locais.
Espero que com esse recado a bomba que está sendo armada seja desarmada antes de explodir. Em todo caso, se funcionar, outros tipos de armações terroristas de falsa bandeira não estão descartadas daqui por diante. Vocês – senhores pastores – alimentaram esse estado de violência mais ninguém merece perder um filho nestas condições. Agora, espero que, dentro da trama, não haja algum pastor por trás para atingir filho de outro pastor num atentado de falsa bandeira porque senão vou dizer com todas as letras: alguns de vocês rezam na bíblia do SATANÁS.

RECADO PARA TERRORISTAS
Podem estarem certos: enquanto a minha paranormalidade estiver ‘ligada’ vocês serão desmascarados. Por exemplo, o que vocês acharam de eu ter descoberto que estavam incendiando hospitais para tratamento para Covid no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso e Sergipe? Acham que descobri por acaso?

Hah, estou sabendo também das armações de incêndios em supermercados.

Está pouco ou querem mais terroristas DESGRAÇADOS?

Zé Maria

.

“Em Comício na ONU,
Bolsonaro Mente”,
‘Sobre Mulheres,
Sobre Religião,
Sobre Corrupção,
Sobre Ambiente’…
Redundantemente.

https://t.co/qbqtdKUesr
.
https://twitter.com/i/status/1572230876205031425
.

Mario Borges

Desabamento em Itapecerica da Serra deixa 6 mortos e 31 feridos, diz Corpo de Bombeiros

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2022/09/20/desabamento-em-itapecerica-da-serra-deixa-feridos-diz-corpo-de-bombeiros.ghtml

Me engana que eu gosto. Essa é bala de prata de vocês? TERRORISTAS!.

Mario Borges

Desabamento em Itapecerica da Serra deixa 6 mortos e 31 feridos, diz Corpo de Bombeiros

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2022/09/20/desabamento-em-itapecerica-da-serra-deixa-feridos-diz-corpo-de-bombeiros.ghtml

URGENTE

Podem investigar. Isso está me parecendo um atentado de falsa bandeira para incriminar a esquerda. Isso porque são eles os terroristas que incendiaram hospitais para tratamento de Covid. Essa turma é mais perigosa do que estamos pensando.

Mario Borges

https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2022/09/20/mp-denuncia-homicidio-qualificado-bolsonarista-que-matou-petista-mt.htm

Na verdade, não vou me surpreender se esse homem tiver mesmo problemas mentais. Isso porque não são apenas pessoas normais que podem ter suas mentes lavadas – por exemplo, por doutrinação religiosa e fake news – mas, sobretudo, pessoas com problemas mentais, ainda mais se forem incentivadas indiretamente por outra pessoa igualmente com problemas mentais em posição de muito poder. Inclusive, isso me preocupa muito porque considerando o nível de violência denotado pela turma fanática bolsonarista é possível que – quero estar enganado – isso seja um sinal de histeria coletiva o que é extremamente perigoso numa sociedade.

Deixe seu comentário

Leia também