VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Altamiro Borges: O Mais Médicos e a derrota dos tucanos


10/11/2013 - 01h13

Bebê fotografado pelo repórter Dario de Negreiros em Curralinho, Pará, cidade que recebeu médicos cubanos

“Mais Médicos” derrota os tucanos

Por Altamiro Borges, em seu blog, via Vermelho

Pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada nesta quinta-feira, indica que o PSDB pode colher péssimos resultados por sua oposição raivosa, elitista e oportunista ao programa “Mais Médicos”. Segundo a sondagem, o apoio da sociedade à corajosa iniciativa do governo Dilma cresceu nos últimos meses e chega a 84,3%. Na pesquisa anterior, de setembro, o percentual dos que apoiavam o “Mais Médicos” era 73,9% – em julho, era de 49,7%. Atualmente, apenas 12,8% dos entrevistados não apoiam o programa do governo federal.

Quando a presidenta Dilma anunciou a medida, ainda sob o impacto dos protestos de rua, os tucanos e mídia privatista fizeram de tudo para incendiar a rejeição ao programa. Eles apoiaram as entidades médicas que, por motivo corporativos, criticaram a iniciativa. Vários senadores tucanos esbravejaram contra o “Mais Médicos” – em cenas deploráveis que estão gravadas. A população, porém, não caiu no discurso elitista e eleitoreiro. Como indica a mesma pesquisa da CNT, a questão da saúde pública é vista como um grave problema pela sociedade – 87,4% avaliam que o setor precisa de melhorias.

Nem mesmo a retórica xenófoba e racista dos setores mais reacionários conseguiu iludir a sociedade. Ainda de acordo com a pesquisa CNT, 66,8% dos consultados acreditam que os médicos estrangeiros estão capacitados para atender à população brasileira. Lançado em 8 de julho, o programa visa levar médicos – brasileiros e estrangeiros – a regiões mais carentes e com déficit de profissionais da saúde. Segundo o Ministério da Saúde, 2.167 médicos estrangeiros desembarcaram no Brasil em outubro e se somaram a outros 1.499 profissionais no atendimento a 13 milhões de brasileiros.

Diante dos êxitos, a oposição tucana e sua mídia farão de tudo agora para desqualificar o programa, apontando falhas pontuais e localizadas. Já os mais espertos — e por falta de oportunidade não faltam oportunistas neste mundo — tentarão pegar carona no “Mais Médicos”. José Serra, o eterno candidato, inclusive já afirma que sempre apoiou o programa do governo Dilma. Só falta dizer que é criação sua — como já fez com outros programas de sucesso.

Leia também a série especial do Viomundo sobre os médicos cubanos no Pará:

No desembarque, secretário de Saúde de governo tucano elogia o Mais Médicos

Repórter visita médicos cubanos e pergunta: Onde está a blindagem?

Em Curralinho, tucano foi acusado de desviar R$ 9 mi da Saúde

“Parece que estou sonhando”, diz cubana que vai enfrentar o pior IDH

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Fabio Passos

11 de novembro de 2013 às 13h52

Tomara que venham muito mais médicos cubanos.
E não apenas para os rincões dessasistidos.

Precisam vir para os grandes centros onde as periferias estão carentes de atendimento digno.

Responder

Carlos Lessa: Um plebiscito nacional sobre o petróleo - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de novembro de 2013 às 11h42

[…] Altamiro Borges: O Mais Médicos e a derrota dos tucanos […]

Responder

Julio Silveira

11 de novembro de 2013 às 11h09

Essa foi uma grande vitória da cidadania brasileira trazida pelas mãos deste governo, que com sua sensibilidade conseguiu com seu marketing vencer o marketing conservador de seus opositores. Torcemos para que se afirme cada vez mais sem a necessidade de marketing mas pela percepção da cidadania de uma nova realidade. Os opositores a esse projeto nada mais fizeram que reforçar suas prerrogativas exclusivistas, reacionárias e conservadoras que sempre demonstraram e que nos mantiveram nesse estagio de atraso diante dos grandes países do mundo.

Responder

Bernardino

11 de novembro de 2013 às 11h00

Não sr MARAT,não irei aos EUA.Ficareiaqui mesmo,no Sirio,sta cataarina entre outos ate porque temos medicina igual e mais barata que nos EUA e esses lugares sao os mesmos que os esquerdinhas e PETRALHAS procuram quando adoecem Vide sr LULA,D DILMA,Mercadante entre outros.

A esquerda autêntica que não temos por aqui vai pra CUBA mesmo como o CHAVEZ e outros.No caso de Chavez acredito que o mesmo optou por Cuba mais por uma questao de segurança pessoal,uma vez que os Eua e inimigos internos queriam sua CAVEIRA!!!

Aproveito a oportunidade pra sugerir ao sr ALTAMIRO escrever um artigo sobre seu colega de PC DO B Haroldo LIMA ,ex diretor da ANP a quem o Jornal insuspeito “HORA DO POVO” o Chama de RENEGADO por ter defendido a entraga do Petroleo as multinacionais e segundo as Más linguas tornou-se conselheiro das MESMAS.Mais um exemplo de faça o que mando e nao faça o que faço!!

Responder

Hermenegildo martins

10 de novembro de 2013 às 19h58

por que o pt não fez antes? porque e eleitoreiro!Por que e que Cuba manda medicos para o Brasil?Aguma coisa estar errado no Brasil!

Responder

    Silvio I

    10 de novembro de 2013 às 20h16

    Você pergunta por que o PT não fez antes. A reposta e fácil, porque não era governo. Para vocês qualquer coisa e eleitoreira quando se faz em beneficio dos pobres. Quantos anos tem o SUS? Você tem algum outro lugar do mundo para trazer médicos, para tratar na selva amazônica?

    Tiao Macalé

    10 de novembro de 2013 às 21h58

    Caro Hermenegildo martins,

    O governo federal não fez o programa “Mais Médicos” antes, porque ele estava “só um pouquinho” ocupado fazendo estes programas aqui:

    1 – Cultura

    11 – Programa Arca das Letras
    12 – Programa Brasil Patrimônio Cultural
    13 – Programa Cultura Afro-Brasileira
    14 – Programa Cultura Viva – Arte, Educação e Cidadania
    15 – Programa Engenho das Artes
    16 – Programa Livro Aberto
    17 – Programa Mais Cultura – Microprojetos
    18 – Programa Monumenta
    19 – Programa Pontos de Difusão Digital – Circuito Brasil
    20 – Programa Rede Olhar Brasil

    2 – Desenvolvimento Econômico

    21 – Programa Artesanato Brasileiro
    22 – Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Semi-Árido – CONVIVER
    23 – Programa de Promoção da Política de Desenvolvimento Industrial e do Ambiente de Inovação
    24 – Programa de Promoção da Sustentabilidade de Espaços Sub-Regionais – PROMESO
    25 – Programa de Promoção do Desenvolvimento da Faixa de Fronteira
    26 – Programa Desenvolvimento de Microempresas e Empresas de Pequeno e Médio Porte
    27 – Programa Desenvolvimento Regional Sustentável – DRS
    28 – Programa Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura
    29 – Programa Desenvolvimento Sustentável da Pesca
    30 – Programa Feira do Peixe

    3 – Desenvolvimento Rural e Agronegócios

    31 – Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor Agropecuário
    32 – Programa de Apoio ao Pequeno e Médio Produtor Agropecuário
    33 – Programa de Assistência Técnica e Desenvolvimento Rural na Agricultura Familiar
    34 – Programa de Desenvolvimento Sustentável de Projetos de Assentamentos
    35 – Programa de Desenvolvimento Sustentável de Territórios Rurais
    36 – Programa de Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio
    37 – Programa Garantia Safra
    38 – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf
    39 – Programa Nordeste Territorial
    40 – Programa Territórios da Cidadania

    4 – Desenvolvimento Social

    41 – Programa Acesso à Alimentação
    42 – Programa Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil no Brasil
    43 – Programa Bolsa Família
    44 – Programa Comunidades Tradicionais
    45 – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI
    46 – Programa de Proteção Social Básica
    47 – Programa de Proteção Social Especial

    5 – Desenvolvimento Urbano

    51 – Linha de Projetos Multissetoriais Integrados Urbanos (PMI)
    52 – Programa de Apoio ao Desenvolvimento Local
    53 – Programa de Atendimento Habitacional através do Poder Público – PRÓ-MORADIA
    54 – Programa de Compartilhamento de Receitas Patrimoniais
    55 – Programa de Destinação de Imóveis da Extinta RFFSA para Apoio ao Desenvolvimento Local
    56 – Programa de Regularização Fundiária em Áreas da União
    57 – Programa Drenagem Urbana e Controle de Erosão Marítima e Fluvial
    58 – Programa Drenagem Urbana Sustentável
    59 – Programa Fortalecimento da Gestão Urbana
    60 – Programa Gestão da Política de Desenvolvimento Urbano
    61 – Programa Gestão da Política de Desenvolvimento Urbano – Conselho das Cidades
    62 – Programa Habitação de Interesse Social
    63 – Programa Pró Água Infra-Estrutura
    64 – Programa Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais
    65 – Programa Resíduos Sólidos Urbanos – Gestão Ambiental Urbana
    66 – Programa Resíduos Sólidos Urbanos – Gestão Integrada
    67 – Programa Serviços Urbanos de Água e Esgotos
    68 – Programa Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários
    69 – Pró-Municípios
    70 – Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil – SINAPI

    7 – Desporto e Lazer

    71 – Programa Brasil no Esporte de Alto Rendimento
    72 – Programa de Implantação de Infra-estrutura Esportiva
    73 – Programa de Implantação e Modernização de Infra-estrutura Esportiva – Esporte e Lazer da Cidade
    74 – Programa de Inclusão Social pelo Esporte – Pintando a Cidadania
    75 – Programa Esporte e Lazer da Cidade – Praças da Juventude
    76 – Programa Esporte e Lazer da Cidade – Projeto Social e Desenvolvimento Científico e
    Tecnológico
    77 – Programa Segundo Tempo

    8 – Direitos da Cidadania

    81 – Centro de Atendimento a Vítimas de Crimes – CEAV
    82 – Programa Balcões de Direitos
    83 – Programa Brasil Quilombola
    84 – Programa de Defesa do Consumidor
    85 – Programa de Educação em Direitos Humanos
    86 – Programa de Formação de Núcleos de Justiça Comunitária
    87 – Programa de Fortalecimento do Sistema de Garantias de Direito da Criança e do Adolescente
    88 – Programa de Mobilização Nacional para o Registro Civil de Nascimento e Documentação Básica
    89 – Programa de Prevenção e Enfrentamento da Violência contra as Mulheres
    90 – Programa de Promoção de Políticas Afirmativas para Igualdade Racial
    91 – Programa de Promoção e Defesa dos Direitos das Pessoas Portadoras de Deficiência
    92 – Programa de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa
    93 – Programa Garantia de Acesso a Direitos
    94 – Programa Nacional de Acessibilidade
    95 – Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem
    96 – Programa Olho Vivo no Dinheiro Público
    97 – Programa Turismo Sustentável e Infância
    98 – Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em conflito com a Lei – Pró-SINASE

    99 – Educação

    100 – Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB
    101 – Prêmio Gestor Eficiente de Merenda Escolar
    102 – Programa Brasil Alfabetizado
    103 – Programa Brasil Profissionalizado
    104 – Programa Caminho da Escola
    105 – Programa Caminho da Escola
    106 – Programa de Cidadania e Efetivação de Direitos das Mulheres – Gênero e Diversidade na Escola
    107 – Programa de Desenvolvimento da Educação Especial – Formação de Professores
    108 – Programa de Desenvolvimento da Educação Especial – Implantação de Salas Multifuncionais
    109 – Programa de Desenvolvimento da Educação Especial – Promoção da Acessibilidade
    110 – Programa de Financiamento à Aquisição de Veículos de Transporte Escolar – PROESCOLAR
    111 – Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE
    112 – Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE
    113 – Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar – PNATE
    114 – Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil – ProInfância
    115 – Programa Nacional de Tecnologia Educacional
    116 – Programa Pescando Letras
    117 – Programa Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação
    118 – Programas dos Livros Didáticos
    119 – ProJovem Campo – Saberes da Terra (modalidade do Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem)

    120 – Energia

    121 – Programa de Gestão Energética Municipal – PROCEL RELUZ
    122 – Programa Nacional de Iluminação Pública e Sinalização Semafórica Eficientes – PROCEL RELUZ

    123 – Gestão Pública

    124 – Linha de Modernização da Administração Tributária e de Gestão dos Setores Básicos – PMAT
    125 – Portal de Convênios – Siconv
    126 – Programa Certificação Cadastral
    127 – Programa de Fortalecimento da Gestão Pública
    128 – Programa de Gestão da Política Aqüícola e Pesqueira
    129 – Programa de Manutenção da Planta de Valores Genéricos
    130 – Programa de Reforço da Capacidade Institucional em Municípios Selecionados para a Redução da Pobreza – Brasil Municípios
    131 – Programa Escola Virtual SOF – Curso Básico de Orçamento Público
    132 – Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros – PNAFM
    133 – Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – GESPÚBLICA
    134 – Programa Portal de Compras – Outros Compradores
    135 – Sistema de Coleta de Dados Contábeis dos Entes da Federação – SISTN
    136 – Sistema de Informações Socioeconômicas dos Municípios Brasileiros – SIMBRASIL
    137 – Sistema Previdenciário de Gestão de RPPS – SIPREV GESTÃO

    138 – Meio Ambiente

    139 – Programa Agenda Ambiental na Administração Pública/A3P
    140 – Programa de Conservação de Bacias Hidrográficas – PROBACIAS
    141 – Programa de Conservação e Recuperação dos Biomas Brasileiros
    142 – Programa de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade e dos Recursos Genéticos – Ações para Conservação da Biodiversidade
    143 – Programa de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade e dos Recursos Genéticos – Proteção dos Recursos Genéticos e Conhecimentos Associados
    144 – Programa de Conservação, Manejo e Uso Sustentável da Agrobiodiversidade
    145 – Programa de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis
    145 – Programa de Recursos Pesqueiros Sustentáveis
    146 – Programa Nacional de Florestas

    147 – Previdência Social

    148 – PREVCidade
    149 – PREVMóvel

    150 – Saúde

    151 – Programa Brasil Sorridente
    152 – Programa de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos – Atenção Básica
    153 – Programa de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos – Farmácia Popular
    154 – Programa de Avaliação de Tecnologias em Saúde
    155 – Programa de Cooperação Técnica para Organização e Gestão de Fundos de Saúde
    156 – Programa de Gestão da Política Nacional sobre Drogas
    157 – Programa de Implementação de Políticas de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência
    158 – Programa de Promoção da Capacidade Resolutiva e da Humanização na Atenção à Saúde
    159 – Programa de Qualificação da Atenção Hospitalar de Urgência no Sistema Único de Saúde – QualiSUS
    160 – Programa de Saúde da Criança e Aleitamento Materno
    161 – Programa de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192
    162 – Programa de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças e Agravos – Vigilância em Saúde
    163 – Programa Pacto pela Saúde
    164 – Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde
    165 – Programa Saúde do Idoso
    166 – Programa Serviços de Atenção à Saúde da População do Sistema Penitenciário Nacional

    167 – Segurança Pública

    168 – Programa de Aprimoramento da Execução Penal
    169 – Programa de Prevenção e Preparação para Desastres – PPED
    170 – Programa de Resposta aos Desastres e Reconstrução – PRDR
    171 – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania – PRONASCI
    172 – Sistema Único de Segurança Pública – SUSP

    173 – Tecnologia da Informação e Inclusão Digital

    174 – Estação Digital: Programa de Inclusão Digital da Fundação Banco do Brasil
    175 – Programa Ciência, Tecnologia e Inovação para a Inclusão e Desenvolvimento Social
    176 – Programa Comunidade, Conhecimento, Compartilhamento e Colaboração dos Municípios Brasileiros
    177 – Programa de Inclusão Digital – Apoio à Gestão Governamental
    178 – Programa de Inclusão Digital – Equipamentos de Informática e Acesso à Internet
    179 – Programa Identidade Digital CAIXA – certificado digital
    180 – Programa Telecentro da Pesca – Maré
    181 – Programa Telecentro de Informação e Negócios
    182 – Projeto Computadores para Inclusão – Projeto CI

    183 – Trabalho e Renda

    184 – Plano Nacional de Qualificação – Plano Setorial de Qualificação – PlanSeQ/QSP
    185 – Programa Adolescente Aprendiz
    186 – Programa de Cidadania e Efetivação de Direitos das Mulheres – Pró-Eqüidade de Gênero – Oportunidades Iguais
    187 – Programa de Cidadania e Efetivação de Direitos das Mulheres – Trabalho e Empreendedorismo das Mulheres
    188 – Programa de Integração das Políticas Públicas de Emprego, Trabalho e Renda, no Âmbito do Sistema Nacional
    de Emprego – SINE
    189 – Programa de Integração das Políticas Públicas de Emprego, Trabalho e Renda, no Âmbito do Sistema Nacional
    de Emprego – SINE
    190 – Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem

    191 – Transporte

    192 – Programa de Infra-Estrutura de Transporte Coletivo
    193 – Programa de Infra-Estrutura para a mobilidade urbana – PROMOB
    194 – Programa de Intervenções Viárias – Provias
    195 – Programa Mobilidade Urbana

    196 – Turismo

    197 – Programa de Apoio à Comercialização Nacional
    198 – Programa de Apoio ao Desenvolvimento Regional do Turismo – PRODETUR
    199 – Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste – PRODETUR/NE
    200 – Programa de Estruturação dos Segmentos Turísticos
    201 – Programa de Infra-Estrutura Turística

    Eu adoro desmascarar os canalhas !!! kkk
    O cara na ânsia de falar mal do governo, ele tenta achar um assunto.
    Como o raciocínio dele é raso que nem um pires…ele cai no chavão da mídia: “Porque não fez antes…e blá, blá, blá…é claro que esse programa é eleitoreiro e blá, blá, blá…”

    No fundo, esses comentários hipócritas não passam de puro preconceito de classe.

    Ceiça Araújo

    11 de novembro de 2013 às 16h14

    Valeu, menino bem informado! Posso copiar e divulgar, mantendo, obviamente a autoria?

    Luís Carlos

    10 de novembro de 2013 às 22h24

    A pergunta é outra: porque não fazer agora?
    Você conhece outro país que forme médicos para trabalharem em missões como essa ou como no Haiti e que tenham formação diferente da imposta pelo Relatório Flexner?

    Péricles

    11 de novembro de 2013 às 15h32

    Atenção, Hermenegildo. Repita comigo:
    “Toda ação de governo reflete-se na popularidade e, por conseguinte, em votos. Mais. Ou Menos.”

    E não esqueça: se a ação for positiva, como o Mais Médicos, o reflexo é porreta e dá muitos votos. Se for ruim, como privatizações desvairadas, o reflexo é negativo e a perda de votos é espetacular.

    O senhor tem razão: o Mais Médicos vai dar votos. Não fizeram porque estão se lixando para o povão. Babau.

Dartanhan Bragança e Orleans

10 de novembro de 2013 às 18h35

O mais Médico é um sucesso, pois a população brasileira precisa sim desse profissionais que vieram de fora e dos que aqui residem também. Agora está na hora do Ministério da Educação através do seu Ministro Aloísio Mercadante fazer também o “Mais Professores”, pois existe uma falta muito grande nas áreas de Matemática, Química, Física e Linguás Estrangeiras nos mais diversos pontos do Brasil. Agora é a vez da PAULADA de MISERICÓRDIA na cabeça dos Tucanos e nos PSD-REDE. Não tem jeito, o Brasil que nós queremos é esse e com mais melhorias que virão.

Responder

    nigro

    11 de novembro de 2013 às 07h02

    Emocionante a imagem. Mas não é bem assim.
    O Governo (em sentido amplo, incluindo o PT) nunca realizou planejamento real na área de saúde, como em qualquer coisa. Gestor tem que observar as tendências e criar mão de obra para o futuro, o que não ocorreu. O resultado está aí- no Brasil não temos sequer asfalto decente! ASFALTO! Imagine-se então um programa de saúde complexo.
    Ter médicos não adiantará nada. Continuraão vivendo em barracos, sem esgoto e tomando água suja.
    Desenvolvimento é global, completo. A necessidade de realizar um programa como esse agora, com médicos cobanos de formação duvidosa, é resultado do estado de calamidade a que chegaram as populações remotas. Mas no final das contas, é mais uma medida eleitoreira- Os PTistas não são altruístas nem diferentes de ninguém.
    E essa campanha para desqualificar os médicos nacionais é ridícula. Ninguém pode ser obrigado a ir para rincões quando tem a chance de ter sua família num lugar menos ruim (sim, pois lugar bom no BRasil não há).
    Enquanto isso Lulla e Dilma continuam sendo tratados no Sirio, pagando sei lá como.

    Editor da Caverna

    11 de novembro de 2013 às 12h13

    O planejamento “mais amplo” que aqueles que são contra o “Mais Médicos” querem seria não ter o programa? Pq. a critica acéfala ao programa é que ‘falta estrutura’. Como se uma coisa tivesse algo a ver com a outra. É claro que falta estrutura, e muito disso se deve ao fato, por exemplo, de não termos investimentos na área de saúde conforme seria necessário (CPMF não existe mais).

    Estou cansado dessa critica absolutamente sem pé nem cabeça, ilógica… É o mesmo de se dizer “não adianta melhorar a renda do brasileiro se não der educação” ou “Não adianta dar educação se não houver renda”. É exatamente a mesma coisa. A critica sobre a falta de estrutura em setores sociais é válida e vem de muito, muito longe. Mas usar essa critica para barrar políticas públicas necessárias é de uma hipocrisia sem igual.

    Vc disse: “Ter médicos não adiantará nada. Continurão vivendo em barracos, sem esgoto e tomando água suja.”

    Que bobagem preconceituosa… A necessidade de médicos vai muito além disso. Vai além de lugares sem infra estrutura. A necessidade de médicos não prescinde de melhorias estruturais, porém a necessidade não prescinde de de médicos. Como disse, se houvesse um programa para dar infra estrutura top de primeira linha, viriam vcs e diriam “de que adianta ter infra estrutura se falta o principal, MÉDICOS!”. Os médicos estão aí não para suprir a infra estrutura, como querem fazer parecer a já apelidada “máfia de branco”, mas sim para (inclusive onde tem infra estrutura e NÃO têm médicos) ajudar uma população carente do MÍNIMO de atendimento profissional. Enquanto não temos infra estrutura, pelo menos temos médicos que sabem lidar com essa situação precária. E é ISSO que essas pessoas sem coração não querem. Não querem que o pobre se dê bem, que tenha dignidade de pelo menos ser atendido por um médico (de verdade).

    A classe médica jogou contra si mesma, não precisou de ninguém para lhe fazer a ‘caveira’, bastou vomitar seus preconceitos, sua falta de sensibilidade e egoísmo….

    Em tempo, Lula, Dilma e todos os petistas que têm dinheiro, certamente devem procurar os melhores locais para se tratar, muito melhores que o SUS pois, diferente de pessoas que não têm condições, eles podem escolher o tipo de tratamento (e ainda assim lutam para que aqueles que não podem escolher, pelo menos possam TER tratamento). Pelo menos agora, algumas pessoas , com o ‘Mais Médicos’ terão, senão a escolha, pelo menos a possibilidade de atendimento.

    nigro

    11 de novembro de 2013 às 17h35

    Legal Caverna, concordo com vc em 100%.
    Obviamente que tudo é uma grande composição. Mas enfatizo- ter que chegar ao ponto de trazer os cubanos mostra que nunca-incluindo o PT- houve planejamento no Brasil. Agora tem que tapar buraco com esses caras.
    E a campanha contra os médicos houve sim, não por parte do Governo, mas por parte de vocês, que os taxaram de playboys e coisas parecidas… Vieram com aquela baboseira de serviço civil obrigatório e outras esquerdopatias….
    Falta a carreira de estado para o médico, da mesma maneira que para o judiciário. Faltou investir em escolas médicas boas em territórios afastados. Ao invés disso, libera-se cursos de medicina de araque em área concentradas no sudeste….
    E volto a frisar, lá no fundo, tudo é só eleitoreiro, nada mudará. Apenas aumentarão as pilhas de papel nos postos de saúde, as receitas de amoxicilina para infecções virais, e etc.

Bernardino

10 de novembro de 2013 às 18h26

O Mais Médicos é um petardo devastador aos reacionários e aos direitistas/elitistas.
Lógico que os médicos estrangeiros, capitaneados pelos abnegados, inteligentes e sensíveis cubanos vão cuidar muito bem da nossa população carente. Esse fato, antes de tudo, suscita gratidão, depois apoio. É líquido e certo!

SR MARAT,vai ser puxz saco asssim de Cuba la na colchichina vai!

Saude se faz com Investimento e multidisciplinaridade.O medico sozinho nao faz nada. ESSE PROGRAMECO com a medida Provisoria 621 é ELEITOREIRO,POPULISTA e DEmagigico com o fim de eleger o sr PADILHA,O pior Ministri da saude dos ultimos 30 anos.

P SUS está sem dinheiro,o Pais nao investe nem 4% do PIB em saude e pior a econonmia está sangrando.Enviamos ao exterior 100 bilhoes de dolares das empresas multinacionais e so entrou ate agora este ano 48 bilhoes de dolares em investimento estrangeiros.Conclusao as contas voltarm a depender do capital estrangeiro pra saldo positivo.

Os petralhas e esquerdinhas como você estão detonando o PAÍS

Quando adoecer faça o favor de ir à CUBA ou Moscou se TRATAR!!!
e terás o fim de HUGO CHAVES!!

Responder

    Silvio I

    10 de novembro de 2013 às 20h26

    Vou a começar pelo final. Hugo Chaves faleceu como falece todo o mundo, chegou sua hora e seja nos EUA, em Rússia, ou na Argentina, vai! Sô o peru morre na véspera. Não podemos culpar a medicina cubana por sua morte. Você diz que o SUS não tem dinheiro, certo vocês tirarão por ano na ordem de 40 bi, que era o imposto ao cheque. E porque fizeram isso? Porque são todos sonegadores, e esse imposto seguia ao sonegador.

    Marat

    10 de novembro de 2013 às 21h12

    Bernardino, irei à Cuba sim, para tratamento. Você, pelo jeito, irá aos Estados Unidos… Mas, cuidado com as balas perdidas, hein?! Naquele hospício há tiroteios e matanças diariamente. Datena ali faria festa!!!

    pai

    11 de novembro de 2013 às 17h56

    lol. Marat, ou vc nunca foi aos EUA ou tá de zoeira.
    Tiroteio? É realmente às vezes zcontece por lá. Isso numa sociedade que leva a liberdade pessoal ao extremo, podendo-se, entre outras coisas, ter armas à vontade.
    Já aqui, com toda a baboseira de desarmamento temos tiroteio todo dia.
    É demais aindar pelos EUA. Tem lugares mais charmosos no mundo, mas no geral sou mais a “América”. Vejam este engraçado video:

    http://www.youtube.com/watch?v=4_R_4BokhhA

    Luís Carlos

    10 de novembro de 2013 às 22h30

    Agradecemos às entidades médicas pelo sucesso do Mais Médicos. Sem elas, esses mais de 83% de aprovação popular não teria sido possível.

    jotajota

    11 de novembro de 2013 às 09h18

    Neste ponto o Chaves foi mais autêntico, se tratou em Cuba por acreditar. Aqui a turma do PT vai para o Sírio Libanês, ninguém se arrisca a ir para Cuba. O comandante chaves era mais esquerdista. Será que se fosse menos esquerdista teria fim diferente? Só Deus sabe.

    Editor da Caverna

    11 de novembro de 2013 às 12h16

    Chavez se tratou em Cuba pq. lá tem uma medicina de primeiro mundo. Não foi aos EUA pois acreditava que seria morto assim que pisasse lá. Lula se tratou aqui pq. os hospitais top do Brasil são TOP. O problema é que esses TOPs (que não existem na Venezuela) são pra poucos (como o Presidente da República). Por isso mesmo que esse governo trabalhista está tentando mudar esse cenário, em que pese a luta contrária (adivinhe só de quem?) da elite de branco.

    Luís Carlos

    11 de novembro de 2013 às 16h06

    Sírio é um dos 7 “hospitais de excelência” do Brasil e, por isso, recebe recursos do SUS. Tem portaria do MS sobre isso. Fico impressionado como insistem em falar coisas sem fundamento.

    nigro

    11 de novembro de 2013 às 17h45

    Caros Caverna e Luis Carlos,

    Estes hospitais de exc;eência não “recebem recursos do SUS” … Flando assim parece caridade. Esses hospitais prestam serviços de alta complexidade para o SUS, como transplantes e oncologia. Em contrapartida, têm vantagens fiscais MONSTRUOSAS. Há uma cota de Sus a ser feita para manter essas instituições como filantrópicas.
    A medicina de Cuba NÃO é de primeiro mundo. Parem com isso. Isso é devaneio esquerdopata.
    Dilma e Lulla são sim hipócritas. Na hora do vamos ver, vão ao hospital “dazelite”…. Pode apostar que os médicos que os atendem não são seus eleitores. Mas na hora do vamos ver, procuram os especialistas da máfia de branco, aqueles com pós graduação em Harvard (lá naquele país maquiavélico), aqueles que se atrevem a cobrar para trabalhar, que cometem o crime de comprar carrões, apartamentaços e relógios……
    E gostaria de saber quem paga a conta do Sirio… Será que é paga com o mesmo $$$ que compra as suites presidenciais de alto luxo para a Dilma?

    Luís Carlos

    11 de novembro de 2013 às 19h07

    Nigro
    A portaria dos hospitais de excelência a qual citei não se refere a “quota para filantropia”.
    Já que afirmas que a medicina cubana “não é de primeiro mundo”, pergunto: de qual país é?
    Pergunto ainda quantos e quais países tem melhores indicadores de moratlidade infantil e mortalidade materna que Cuba, no continente americano?

Hélio Pereira

10 de novembro de 2013 às 17h48

Hoje o Grupo Frias(Folha de SP) publicou uma materia sobre o Programa mais Médicos,na Cidade de BREJO da MADRE de DEUS (PE),terra de Eduardo Campos,segundo contou a Médica Cubana Tereza Rosales e seu Marido o também Médico Alberto Vicente,”muitos pacientes chegam a agradecer de Joelhos a vinda deles ate esta cidade do Sertão Pernambucano”,que nunca teve um atendimento decente.
A situação da oposição esta tão dificil,que ate “seu Jornal Oficial” teve de publicar materia a respeito.
Ficou muito mal também pro “Dudu Campos”,que ensaiou criticas a este Programa,indo no embalo da midia TUCANA.

Responder

Marat

10 de novembro de 2013 às 13h33

O Mais Médicos é um petardo devastador aos reacionários e aos direitistas/elitistas.
Lógico que os médicos estrangeiros, capitaneados pelos abnegados, inteligentes e sensíveis cubanos vão cuidar muito bem da nossa população carente. Esse fato, antes de tudo, suscita gratidão, depois apoio. É líquido e certo!
Fiquemos atentos, pois o PIG vai noticiar apenas os raros casos de médicos que fugirem de suas funções, e os que cometerem eventuais erros ou crimes.
Fiquemos atentos também para os médicos que, em troca de suborno, cometam “erros” para o PIG encher suas primeiras páginas. Não nos esqueçamos que o dinheiro sujo do Tio Sam inunda as redações, e o Tio Sam, como todos sabemos, é padrinho da direita e da extrema direita brasileira!

Responder

Luís Carlos

10 de novembro de 2013 às 09h46

Mais Mēdicos é sucesso de “público e bilheteria”. Só tucanos de vários matizes e PIG não querem. Mais Médicos é o maior programa desse país, depois do Bolsa Família.

Responder

Jorge

10 de novembro de 2013 às 08h52

O programa do Serra se chamava “Mais Ambulâncias”.

Responder

Capilé

10 de novembro de 2013 às 08h01

Para pensar:
Hoje, Cuba exporta médicos para o Brasil. Na década de 70, exportou soldados e assessores militares para Angola. Cerca de 1.400 foram enterrados na África.

Responder

    Ulisses

    10 de novembro de 2013 às 12h13

    Pensar o que companheiro? Sabe quantos sul-africanos, rodesianos e mercenários europeus também morreram? Quanto o governo dos EUA gastou para manter o FNLA de Holden Roberto e a UNITA dos Jonas Savimbi em Angola? E em Moçambique, Congo, Nigéria, Líbia, Argélia, etc?

Rinaldo

10 de novembro de 2013 às 07h18

Se não fosse a grande mídia brasileira O PSDB e o DEM já tinha sumido do mapa, esta mídia que é parcial que todo os brasileiros já sabe.

Responder

    Titina

    10 de novembro de 2013 às 09h13

    Rinaldo,parodiando alguém direi, a mídia tem interesses elitistas $$$$$$, de preferência verdinhas.
    Titina


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.