VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Jornal médico britânico faz alerta sombrio sobre vírus que se espalha a partir da China
Ano Novo chinês em Taiwan. Via Fotos Públicas
Internacional

Jornal médico britânico faz alerta sombrio sobre vírus que se espalha a partir da China


25/01/2020 - 16h06

Da Redação

As medidas extraordinárias do governo da China, de proibir as viagens de turistas chineses para fora do país, podem ter uma explicação: o coronavírus, que já matou 42 pessoas no país, pode ser transmitido por pessoas assintomáticas.

Um estudo neste sentido foi publicado pelo jornal médico britânico The Lancet na sexta-feira.

Citado pelo New York Times, o pesquisador Yuen Kwok-yung, um dos autores do estudo, caracterizou a doença como “pneumonia assintomática ambulante”, ou seja, pode ser transmitida mesmo por uma pessoa que não tem os sintomas, infectando alguém cujas defesas do organismo estejam fracas.

Se isso for confirmado, as medidas de bloqueio tomadas por vários países do mundo, como a medição da febre de viajantes que desembarcam em aeroportos, podem ser inúteis.

O coronavírus já teve casos confirmados na Austrália, Malásia, Nepal, Vietnã, Cingapura, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Hong Kong, Tailândia, França e Estados Unidos. Na China, são 1.370 casos.

O governo chinês baniu as viagens internas no feriado do Ano Novo chinês, quando tradicionalmente os chineses cruzam o país para rever suas famílias.

O estudo publicado no Lancet serve de alerta. As medidas tradicionais de contenção do vírus podem não ser suficientes.

O governo chinês parece ter se dado conta disso. Cerca de 35 milhões de habitantes do país foram colocados em áreas de movimentação restrita.

“Pesquisadores estudaram uma família de sete pessoas da cidade chinesa de Shenzen, cinco das quais viajaram para Wuhan, o epicentro da epidemia. Duas delas entraram em contato com um parente infectado num hospital local. Testes feitos dias depois, quando elas já tinham retornado para casa, descobriram que seis integrantes da família tinham o coronavírus no sangue, inclusive um que não tinha viajado para Wuhan”, descreveu o Times.

De acordo com o estudo, um dos infectados era uma criança que não exibia sintomas, sugerindo que uma pessoa pode espalhar o vírus sem saber que tenha sido contaminado.

“Mostra que este novo coronavírus é capaz de passar de pessoa para pessoa, num hospital, em casa e de cidade para cidade”, disse ao Times o dr. Yuen, acrescentando: “É exatamente o que torna esta doença difícil de controlar”.

Os autores do estudo alertaram que suas conclusões se limitam ao estágio inicial da doença e reforçam a necessidade de isolar os doentes o mais rapidamente possível.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

marcio gaúcho

27 de janeiro de 2020 às 21h04

Considerando que a gripe espanhola iniciou nos Estados Unidos durante a 1ª Guerra Mundial e foi escondida a informação, espalhou-se por todo o planeta matando cerca de 60 milhões de pessoas. Por causa dos interesses militares e econômicos americanos, a peste matou mais do que a guerra. Guerra bacteriológica, vírus e bactérias criados em laboratório para serem usados como arma para prejudicar os inimigos já são, comprovadamente, uma realidade. Começou a andar o projeto mundial da elite, de eliminação da grande parte da população humana da face da Terra! Olho Vivo!!!

Responder

Ruy

26 de janeiro de 2020 às 01h09

Como em toda virose, exceto o HIV e talvez o Ebola, a maioria dos casos são assintomáticos. Ainda conhecemos pouco dos vírus e das suas mutações e passagens.

Responder

Zé Maria

25 de janeiro de 2020 às 19h33

O que agrava o risco epidêmico é que o contágio também ocorre pelo ar, de uma pessoa para outra, semelhante à infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR) – bronquiolite – só que em adultos.

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/virus-sincicial-repiratorio/

Responder

    Zé Maria

    26 de janeiro de 2020 às 14h47

    É preciso alertar, porém, que diante da Guerra Híbrida promovida contra a China
    pelos países ocidentais, notadamente da OTAN e aliados capitaneada pelos EUA,
    é preciso filtrar com muito cuidado as ‘informações’ que chegam de fora para cá.
    Pois espalhar o terror na população a partir de uma Pandemia vindo da China é muito oportuna e serve bem aos interesses comerciais norte-americanos.
    Aliás, as notícias falsas (fake news) já estão rolando, principalmente quanto à
    importação de produtos chineses.

    “É preciso estar atento e forte. Não temos tempo de temer a morte.”
    Diria o Poeta Caetano da Bahia pela fina voz de uma Dama Baiana.
    https://youtu.be/_WB_V60cGtc

    Zé Maria

    29 de janeiro de 2020 às 15h34

    https://ichef.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/2EC3/production/_110617911_china_wuhan_portuguese_640_v1-nc.png

    Um relato “não oficial” sobre a situação na cidade de Wuhan,
    um “hub” de transportes ferroviários de alta velocidade chinês.

    Brasileira residente na cidade epicentro do coronavírus
    fala sobre a quarentena enfrentada pelos moradores

    Reportagem de Camilla Veras Mota, na BBC BR

    https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51285083


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.