Eliara Santana: Por que a mídia corporativa brasileira merece as bananas do Jair

Tempo de leitura: 3 min
Array

Por Eliara Santana

Foto: Reprodução de vídeo

por Eliara Santana*

No dia em que o PIB escancara a mediocridade e o desastre da equipe econômica Paulo Guedes, seu Jair apronta mais uma de suas gracinhas.

Para fugir às perguntas inevitáveis sobre o vergonhoso desempenho da economia, cujo resultado foi um pibinho de 1,1%, na já tradicional paradinha à saída do Palácio do Alvorada  para cumprimentar a claque, seu Jair chegou com um humorista devidamente “fantasiado” de presidente da República.

O engraçadinho número 2, o sósia, fez “discurso” e distribuiu bananas para os jornalistas cordiais que ali esperavam o engraçadinho número 1 da República.

Como já se tornou tradição, o engraçadinho número 1 que ocupa o Planalto zombou da imprensa.

Desdenhou de quem ali estava tentando repercutir a desgraça da economia refletida no pífio PIB (naquele momento, era só o PIB).

Zombou também da sociedade brasileira, que tem o direito de saber o tamamho da porcaria e como (ou melhor, se) vamos sair dela.

Alguns jornalistas, ao que parece, se retiraram depois.

Mas, ao fim e ao cabo, acho que as bananas foram merecidas. Infelizmente.

Porque a imprensa, desde 2016:

1. Naturalizou um candidato machista, homofóbico, racista, que insulta colegas e faz ode a torturador.

2. Legitimou um golpe contra uma presidente eleita com mais de 54 milhões de votos, sabendo bem que os “pecados” apontados não eram passíveis de impeachment.

3. Durante a eleição em 2018, construiu uma falsa e irresponsável polarização, colocando em polos opostos, no mesmo espectro democrático, um ex-ministro da Educação, professor, responsável pelo Enem, e um ex-capitão que afirma que prefere um filho ladrão a um filho gay.

E insiste na polarização, colocando agora Lula – Bolsonaro como equivalentes nos malefícios ao país.

4. Vendeu para a sociedade uma ideia distorcida de que a reforma da Previdência, como desenhada, seria positiva para a população, omitindo informações cruciais para as pessoas compreenderem os malefícios.

5. Passou – e passa – pano a todo instante para o governo Bolsonaro, apesar de todas as agressões dirigidas aos jornalistas, como o fez recentemente com Vera Magalhães.

6. Desinformou – e continua a desinformar – deliberadamente em relação à economia.

Uma das cretinices mais recentes é a ligação PIB ridículo-coronavirus. Ora, o PIB divulgado no dia 4 de março refere-se a 2019.

O coronavirus como problema chega aqui no final de fevereiro de 2020. E começa a explodir na China e no mundo como problema no final de 2019 e começo de 2020.

Portanto, O VÍRUS NÃO É O CAUSADOR DO DESEMPENHO RIDÍCULO DA ECONOMIA.

Na cobertura de economia, palavras desaparecem magicamente – recessão, desemprego, crise… nada disso existe mais no reino feliz dos motoristas de aplicativo.

7. Apoiou sem restrição o avanço autoritário da Lava Jato, transformando um juiz medíocre em herói acima do bem e do mal, negando-se a ver todos os abusos cometidos contra Lula.

8. Fingiu não ver a arquitetura de fake news que se instalou para a eleição – somente a Folha de S. Paulo, na reta finalíssima da campanha, trouxe matéria a respeito.

9. Tratou como natural a completa ausência de Bolsonaro dos debates durante a campanha.

10. Transformou em “empreendedores” pessoas desalentadas pela falta de emprego que se tornaram escravas dos aplicativos.

11. Criminalizou a política, com a construção bem delineada POLÍTICA = CORRUPÇÃO.

Tal estratégia, cujo objetivo central era tornar viável a eleição de alguém alinhado (centro), mostrou-se infrutífera, dando espaço a aventureiros de toda ordem.

Agora, o que nos resta é assistir ao stand-up grotesco do presidente engraçado, que discute assunto grave com piadinha e distribui bananas aos jornalistas.

P.S 1: Como eu já disse em outro artigo, A IMPRENSA BRASILEIRA GESTOU E PARIU BOLSONARO. Agora não adianta negar o filhote, o estrago está feito.

P.S 2: Ao contrário da mídia corporativa, a imprensa alternativa sempre procurou mostrar quem era Jair e qual era seu projeto para o Brasil. E tentou mostrar que não se brinca com democracia e os perigos para o pleno funcionamento institucional de um impeachment forjado.

Jornalistas, blogs e portais alternativos foram insultados (blog petralha, site comunista), perseguidos e processados.

Mas não arredaram pé e continuaram a fazer as denúncias. Alguns jornalistas da grande imprensa falavam que era “mimimi” e “vitimização”. Pois é, aí está o resultado…

*Eliara Santana é jornalista e doutoranda em Estudos Linguísticos pela PUC Minas/Capes.

Apoie o jornalismo independente

Array

Eliara Santana

Eliara Santana é jornalista e doutora em Linguística e Língua Portuguesa e pesquisadora associada do Centro de Lógica, Epistemologia e Historia da Ciência (CLE) da Unicamp, desenvolvendo pesquisa sobre ecossistema de desinformação e letramento midiático.


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Aureliano

AS OPOSIÇÕES AINDA ACREDITAM QUE É A CEGONHA QUEM TRASPORTA AS CRIANÇAS.

Minha neta de 4 nos, que mora com os pais, brincava com uma menina de 5 anos numa área que fica ao lado do salão de festas do condomínio onde moro.

De repente ela observa que a mãe da garota está grávida, e pergunta:

“Quando sua mãe vai lhe dar um irmãozinho? Já sabe se é menino ou menina? Minha mãe me deu um irmãozinho faz dois meses.”

Essa conversa é a propósito do que disse Bolsonaro sobre fraude nas eleições de 2018 quando ele foi eleito presidente. Tá na cara que isto é uma provocação, mesmo que a gente saiba que a eleição foi fraudada pelo próprio Bolsonaro e pelos meio de comunicação que ele diz abominar, e pelo fato de Moro, o fascista mais perigoso desse país, ter colocado na cadeia o Lula para evitar que ele concorresse e, na sequência, o próprio Moro fosse nomeado ministro da “justissa”..

Essa declaração de Bolsonaro é mais uma cortina de fumaça para escamotear os graves problemas econômicos que o Brasil está enfrentando, com a água já batendo na bunda de muitos empresários que tem seus negócios no Brasil, na bunda da classe média e do povão. Mas o óbvio não pode ser escamoteado por uma simples cortina de fumaça: o desgoverno Bolsonaro-Guedes-Moro é um TREMENDO FRACASSO.

Mas o mais perigoso disso tudo é que, com essa declaração estapafúrdia de fraude, Bolsonaro está se preparando para acusar de “fraudulenta” a eleição de 2022, caso ele NÃO seja reeleito presidente desse PUTEIRO em que ele e sua familícia transformaram essa república bananeira que os desavisados insistem em chamar de Brasil. E ai teremos que usar muitas retroescavadeiras.

E as oposições continuam esperando pela cegonha, ou seja, por uma eleição limpa em 2022, quando nem minha neta de 4 anos acredita mais nesse pássaro de bico longo.

E minha neta concluiu o óbvio na conversa com a coleguinha: “meu irmãozinho saiu da barriga da minha mãe”.

Todos os atos de terrorismo, de ódio, desagregação das instituições, agressões contra Deus e o mundo são gestados na cabeça de Bolsonaro e das pessoas do seu marketing político. Só não vê quem não quer ou é burro.

Você acredita que, se houver eleições, teremos eleições limpas em 2022? Se sua resposta for positiva, você continua acreditando em cegonha e em outras idiotices do tipo Papai Noel. Pela inoperância, as oposições continuam.

Valmir Novaes

Infelizmente a maioria dos jornalistas do PIG é puxa saco de patrao. O jornalista esquece que ele é um assalariado tb e que nao detem os meios de produção.
A reforma da previdencia ia fazer o país deslanchar e tudo que vemos é um Brasil 747 max que só cai.
A reforma trabalhista iria gerar milhoes de empregos e tudo que temos sao Uberizados trabalhando num sol escaldante e esses pelo menos tem um carro velho.
A midia escondeu tudo. Fez o jogo dos patroes.
E a agora o governo federal quer socorrer empresario INCOMPETENTE com dinheiro publico do povo que passa fome pq perdeu o emprego com as centenas de reportagens FURA-OLHO da midia PIG. Um bando de mentiras, lorotas e cascatas.
Paulo Guedes é um incompetente. Ninguem sabe se ele estudou para valer nos EUA, diz que estudou, tem um diploma de facul americana, mas isso nao é prova de estudos.
Sejam mais humildes e respeitem o torneiro mecanico que é 10 x mais inteligente que esse asno que tá no poder agora.
E para completar. O crime de responsabilidade da Dilma INEXISTE pq todos os presidentes da era pos ditadura fizeram a mesma pedalada fiscal. O Temer 2 dias depois de ficar na presidencia em definitivo mudou a lei tornando as pedaladas legais para ele fazer uso na presidencia ou ninguem pegar ele por aí. Resumo chacota da cara do povo.
E o Aécio continua solto, Temer solto e ate o Rocha Loures esta solto tb. Se isso nao é golpe o que é golpe.
Esse Moro so pensa em aparecer na TV e ser presidente. É outro que tem diploma de facul top, mas ninguem sabe se estudava de fato. As circunstancias do doutorado dele sao muitissimo suspeitas. Vê-se claramente que o conhecimento dele é bastante pífio.

Zé Maria

O Antipetismo é o Fascismo no Brasil.
A Maioria das Empresas de Comunicação
continua na Caça às Bruxas Petralhas
como fossem Tribunais da Inquisição
ou mesmo Conselhos do Sinédrio.

a.ali

depois desse bem escrito artigo me resta dizer: mereceram e merecem as bananas, até aprenderem a ser responsáveis e cumprirem a função social que é a imprensa!!!

Deixe seu comentário

Leia também