VIOMUNDO

Diário da Resistência


Termina sem acordo audiência entre alunos da Fernão e governo Alckmin; Condepe denuncia “a pedagogia da ditadura civil no Estado”; veja a íntegra da decisão
Denúncias

Termina sem acordo audiência entre alunos da Fernão e governo Alckmin; Condepe denuncia “a pedagogia da ditadura civil no Estado”; veja a íntegra da decisão


13/11/2015 - 18h25

audiência

por Conceição Lemes

Terminou sem acordo a audiência realizada nesta tarde,  na 5 Vara da Fazenda Pública, entre o governo Geraldo Alckmin (PSDB) e os estudantes que ocupam a Escola Estadual Fernão Dias Paes, em Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista. Eles protestam protesto contra o fechamento de 94 escolas e a desestruturação de mais de 700 unidades.

Porém,  o juiz corregedor, dr. Alberto Alonso Muñoz, determinou que na desocupação voluntária os jovens não poderão ser criminalizados e a reintegração de posse não pode ser feita por tropa de choque e ,sim, por policiais especializados.

“A Secretaria de Educação não abre mão de seu projeto e diz que plano de fechamento das escolas vai continuar”, relata o presidente do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), Rildo Marques de Oliveira, em sua página no Facebook. “Ainda tentaram criminalizar os estudantes mesmo contra a proposta da ordem judicial. Diretora da escola Fernão Dias diz que vai punir alunos que depredaram a escola.”

Rildo Marques de Oliveira,que participou da audiência, denuncia:

“Os estudantes na sua legitimidade passam por uma pedagogia da ditadura civil no Estado. A educação paulista usa a repressão penal como forma de educar jovens que lutam por direitos”

A professora Sandra Brandini faz um apelo: “Vamos pra Fernão, gente!

*********

Leia a íntegra da decisão do juiz corregedor, dr. Alberto Alonso Muñoz, sobre audiência de tentativa de conciliação

12246887_951747618220427_3170993620222578062_n-001

12219439_951747631553759_7153578081632338880_n (1) 12239653_951747644887091_607485710685955126_n

 Leia também: 

Estudantes merecem aplausos da sociedade e não borrachadas da PM do Alckmin





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

[email protected]!r [email protected]+3$

13 de novembro de 2015 às 19h16

E o que seriam “policiais especializados” em reintegração?

Responder

Cláudio

13 de novembro de 2015 às 19h13

:
.:.
: * * * * 19:13 * * * * Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando:
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
.
* * * * * * * * * * * * *
.
* * * *
.
Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
.
* * * *
.
* * * * * * * * * * * * *
.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

FrancoAtirador

13 de novembro de 2015 às 18h49

.
.
Chega a ser Hilário, de tão Escandaloso e Imoral,
.
a Rede Jabáculê de Comunicação Corporativa
.
abrir os Microfones pro Geraldo Alckmin (PSDB).
.
Sem falar na Gang de EXpeSSialiZtaZ [email protected]
.
para fazer a Defesa ‘Técnica’ do Governo Tucano.
.
.

Responder

    Julio Silveira

    13 de novembro de 2015 às 20h18

    Qual é essa rede?

    MFL

    13 de novembro de 2015 às 21h07

    Vila, Pondé e Sherazade são os especialiatas?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Últimas matérias