VIOMUNDO

Diário da Resistência


Rovai: O que o ministro Paulo Bernardo diz nos bastidores
Foto: Wilson Dias/ABr
Denúncias

Rovai: O que o ministro Paulo Bernardo diz nos bastidores


30/03/2013 - 12h27

Azenha: Globo e governo Dilma parecem estar perto da vitória

30/03/2013 | Publicado por Renato Rovai, em seu blog

Azenha anunciou que vai fechar o Viomundo depois de perder ação na justiça movida pela Globo. É uma notícia-bomba. Uma derrota parcial da luta pela democratização no país. E quando alguém perde, outro alguém ganha. Os vencedores são os grandes grupos econômicos de comunicação, mas também uma boa parte do governo que anda mais preocupada com negócios do que em construir políticas públicas que modifiquem a imensa concentração deste segmento.

No momento, estou em Tunis, na Túnisia, cobrindo o Fórum Social Mundial. Antes de vir pra cá estive em Brasília. Conversei com muita gente. E confirmei o que já imaginava. Primeiro, que o governo Dilma não vai mexer no que considera um vespeiro, a regulamentação da comunicação.

Segundo, que o ministro Paulo Bernardo deixou de ser apenas uma adversário desta tese. Passou a se um inimigo. E mais do que isso, agora instrumentaliza nossa luta para conquistar ainda mais poder.
Bernardo hoje é o homem dos grandes grupos de comunicação no PT. É o sujeito que livra as teles e a Globo dos “monstros” que querem a regulamentação e a democratização. E o que fazemos, no fundo, o ajuda a ampliar seu poder.

Foi neste contexto que seu secretário-executivo, Cezar Alvares, teria dito a frase de que o governo Dilma não faria a regulamentação das comunicações. Aquilo não foi um deslize. Foi a assinatura de um contrato público com o povo da radiodifusão. Foi a Carta ao Povo Brasileiro de Dilma com esses setores. Eles queriam um sinal claro. Bernardo deu.

Mas não é só isso. Paulo Bernardo (e não só ele) também tem se referido a blogueiros como vagabundos e pilantras. E completa a frase com “e o governo ainda sustenta essa gente…”. Convenhamos, isso é bobagem. O que não é bobagem é que ele tem feito pressão pessoal para que ninguém mais apoie os poucos veículos que ainda recebem alguma verba publicitária. (Aliás, se você quer saber o tamanho deste apoio, leia este artigo do Miguel do Rosário.)

Nos Correios, por exemplo, a ordem é clara. Se algum centavo for destinado a esse “povo”, cabeças rolarão. Procure algo dos Correios em qualquer veículo da mídia alternativa ou livre. Mas também procure na Veja, na Globo, na Folha e no Estadão…

Azenha não está anunciando o fechamento do seu blogue por causa da Secom e do Paulo Bernardo. Mas também não está fazendo isso só por causa da Globo. Se a gente tivesse nesta luta pela democratização da mídia, mas não se sentisse sendo usado, talvez ele não tivesse tomado esta atitude.

Espero que ela ainda reflita e que um movimento cidadão o anime a seguir em frente. Azenha nunca teve um centavo de recurso público no seu blogue. E desde que o conheço nunca se mostrou interessado neste tipo de financiamento. Mas ele sonhou junto com muitos de nós que teríamos condição de melhorar a correlação de forças da comunicação no Brasil. Imaginou que tínhamos aliados. E ouviu, como eu, discursos de muitos se comprometendo com a causa.

E com o tempo passando, foi percebendo que só estávamos sendo usados. É este o exato sentimento: usados. E talvez essa sua decisão seja um sinal para um movimento que pode se tornar bastante importante. O Azenha não pode ficar sozinho nisso. É hora de refletir.

Leia também:

Urariano Motta e o serviço doméstico

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



151 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mário SF Alves

01 de abril de 2013 às 22h16

Tem um problema aí. Às vezes, no calor da luta, a gente esquece, mas, a verdade é que tem um problema aí. E é sobre o Governo da Presidenta Dilma.
___________________________________
Será que esquecemos que fomos nós que a elegemos? Ou melhor, será que esquecemos que fomos nós que contribuimos significativamente para a eleição dela? Será que esquecemos que compete a ela [e não a nós] GOVERNAR o Brasil? Será que ela – em breve momento que fosse – solicitou ou sinalizou que precisa de nossa ajuda?
_______________________________________________
Isso é uma parte do problema.
________________________________________________________
A outra parte do problema é a questão de rumo ou a estratégia de Governo adotada por ela. Compete saber se o Governo está fora do rumo. Compete saber se a realidade sobre a qual assenta-se o Governo está mal avaliada. Compete saber se a estratégia adotada é satisfatória ou não frente às demandas do presente e ao longo de um determinado período de tempo. Há quem diga que a coisa só anda se o PT conquistar os Governos dos Estados de São Paulo e de Minas Gerais. Será?
______________________________________________________________
Bom, a parte I até que tá fácil resolver. O problema mesmo é a parte II. E aí, meus caros… fundamentos de realpolítica não basta. Aí, fragmentos da realidade sobre a qual se assenta o Governo não bastam.

Responder

Mário SF Alves

01 de abril de 2013 às 18h42

Isso, esse papel prepotente, típico de representantes da pior elite do mundo, e ora desempenhado por um membro do Governo, já seria possível antever. O que faltava a ele [e a inúmeros outros de mesma índole] era apenas a sensação de pertença; a sensação de imunidade; a sensação de pertencer ao mesmo time dos do andar de cima. E mais, e o que é igualmente importante: faltava mais certeza quanto ao modus operandi [independentemente do rumo {se favorável ou não à democracia e ao povo}]; faltava a ceteza de o modus operandi estava consolidado. Daí pra repressão é só um passo.
_________________________
Tínhamos de antever isso. E, afinal, tal cenário é pesadelo ou tudo não passa da mais fria realidade?
_______________________________________

Responder

Fabio Passos

01 de abril de 2013 às 18h37

paulo bernardo chegou a defender abertamente o PiG conta o PT.
cagão já é elogio para paulo bernanrdo… a dúvida agora é se ele recebe uma propininha da globo para bancar o hélio costa. rsrs

Responder

Pedro (PR)

01 de abril de 2013 às 17h12

Artigo baseado em informações em “off”, cheia de suposições e ódio ao ministro. Mais lenha da fogueira. Um tal de “não voto mais na Dilma” (indique o partido em que deseja votar, pelo menos!). Está meio “PIG dos blogs sujos” isso aí.

Responder

Paulo Pimenta denuncia judicialização e asfixia econômica dos blogs: “Como na ditadura” « Viomundo – O que você não vê na mídia

01 de abril de 2013 às 16h28

[…] Rovai: O que o ministro Paulo Bernardo diz nos bastidores […]

Responder

Chomsky

01 de abril de 2013 às 14h18

Vejo muitas reações emocionais aqui. Acho q não é por aí. A Rousseff teme a mídia e tem razões para isso. Não vai dar murro em ponta de faca pq não é burra! Não se esqueçam de que o PT governa com uma parcela da direita. O q Lula fez foi rachar a direita. Uma grande jogada. Só q tem q carregá-la nas costas. Hohe nós temos a classe média em peso contra o PT e a Dilma. O PIG fez isso. De tanto bater, de tanto golpear. E logo esse ódio pelo PT irá se propagar entre as camadas mais populares, a chamada “classe média” emergente, por mais q isso pareça estranho. Gente, isso é um jogo de xadrez, frio e calculista. Se vc é emo, sai do jogo, não é pra vc. É preciso astúcia. O lado de lá quer voltar ao poder e o lado de cá às vezes parece o lado de lá e isso nos deixa confuso. E quem disse q seria fácil fazer este país sair do atraso? Eu acho q no momento a gente precisa de algo como um jornal popular de orientação centro-esquerda pra tentar deslocar a correlação de forças um pouco mais pro nosso lado. Mas tem q ser popular, algo q possa ser lido pela classe média e pelos “emergentes”, nada de linguagem difícil, análises profundas, textos densos, nada disso. Tem q vender, tem q ter bons anunciantes. Não pode se apresentar como um veículo de esquerda. Tem q vir meio disfarçada, mas batendo firme na direita, sem usar essa palavra, aliás nunca se deve mencionar “direita”. Não é um jornal pra educar politicamente, embora seja justamente isso q ele irá fazer. E tem q ser meio escandaloso com os casos q hoje são blindados pela mídia de direita.

Responder

    Fabio Passos

    01 de abril de 2013 às 18h35

    Na verdade quem deu piti e saiu todo nervosinho cuspindo fogo contra os blogs foi o ministro das comunicações.
    Concordo contigo. Se o paulo bernardo é emo tem de sair do jogo. O Ministério das Comunicações não é lugar de bunda-mole nem de lobista afetadinho do PiG. rs

Brasileiro

01 de abril de 2013 às 12h48

Tenho uma sugestãozinha sobre o que a dona Dilma pode fazer com seu controle remoto…

Responder

anac

01 de abril de 2013 às 11h59

Marco regulatório?
“Temos que ir às ruas e obrigá-los a fazer.” Como nas Diretas, já!
Vejam este vídeo Doutrina de Choque da palestra de Naomi Klein em Chicago quando fala do New Deal e Franklin Delano Roosevelt:
http://www.youtube.com/watch?v=oOCYDwEegB4&list=PLA6D827F36C61A1FE

Responder

Eunice

01 de abril de 2013 às 11h08

Dedução:

1) Não xingar pessoas e empresas sem provas, xingar os politicos nos quais voce votou. Nem os outros devem ser xingados, pois não contaram com vc.
2) Se o que vc postou prejudicou Azenha, faça mea-culpa e pague sua cota, será bem educativo.

Responder

Antonio Luiz

01 de abril de 2013 às 10h42

Quem processou o Azenha? Deduzo, pelo lixo insano acima, que foram Paulo Bernardo e o PT. Certo? Será que algum dia haverá bom senso nesse imenso matraquear? Mas, como vivemos numa democracia (ou não?) todos podem dizer o que quiserem, mas que o façam por sua conta e risco, não jogando nas costas de outros suas responsabilidades assumidas e à revelia daqueles. Esse, no meu entendimento é o caso Azenha x Kamel.

Responder

claudio

01 de abril de 2013 às 01h10

Ainda não consegui entender o que o Paulo Bernardo, muito menos a Dilma, tem a ver com o Azenha ser condenado numa ação que ele responde por ter escrito algo sobre alguem que se sentiu ofendido com isso e o processou. Cada um é responsável pelos seus atos, ou deveria ser.
Não me lembro, o Franklin Martins foi ministro das Telecomunicações?
Esse meme já encheu o saco. Porque o Psol não entra com um projeto de regulação da mídia no Congresso? É mais fácil ficar jogando pedra nos outros, né?
O Paulo Bernardo está trabalhando num programa de construção de infraestrutura de telecomunicações sem precedentes no Brasil. Milhares de antenas, milhares de km de fibras óticas, dezenas de programas com orçamentos bilionários, centenas de licitações. Ele tem mais o que fazer. Porque, convenhamos, ficar fazendo passeata em frente ao ministério cobrando uma “lei meios”no horário do expediente é pra quem não tem o que fazer.
A Cristina Kichner, depois de anos de luta e desgaste, ganhou mas não levou, parou no supremo de lá. Valeu a pena?
Esse pessoal do Psol deveria se juntar ao PNM do Roriz, ao PPS e apoiar o serra para presidente. Tudo haver.
Essa do Azenha meter a Dilma nesse rolo não tem perdão. Perdeu a credibilidade legal. Pra quem gosta de panfletagem e palavras de ordem esse blog é um prato cheio. Fui!

Responder

Zé Roberto/Guarulhos

31 de março de 2013 às 21h44

É preciso urgente promover um ato de desagravo ao Azenha, reunindo as pessoas ativas e os leitores da blogosfera. A partir daí, pensarmos uma maneira generosa e de luta contínua para enfrentar no campo jornalístico e econômico esta mídia mofada, em conluio com o Judiciário, que tenta impor restrição à liberdade de expressão, com constantes atentados à cidadania.

É necessário ainda mostrarmos nosso repúdio à pressão econômica e política exercida pela elite midiática, pelas instâncias jurídicas que favorecem os poderosos, e pela passividade do governo em relação a toda manipulação e opressão contra a mídia alternativa, a sociedade, os direitos humanos, os movimentos sociais e àqueles que lutam pela democratização da comunicação.

Chega de governos, sejam eles municipais, estaduais ou federal, encherem o bolso dos que não têm compromisso com o jornalismo factual e de interesse público.

Na próxima sexta, 5 de abril, estaremos em Guarulhos debatendo com a deputada Luíza Erundina a democratização dos meios de comunicação e um novo marco regulatório, desdenhados pelo governo. O encontro será na Biblioteca Municipal, na rua João Gonçalves, Centro, ao lado da Fatec.

Toda esta luta, pontual ou isolada, na blogosfera ou nos movimentos organizados, precisa ser aglutinada em um grande ato público contra a opressão patrocinada pela velha mídia e sua elite financista alojada nos setores privado e governamental.

Responder

Messias Franca de Macedo

31 de março de 2013 às 21h36

… O que explica o fato de um funcionário de carreira do Banco do Brasil ocupar sucessivos cargos na máquina pública federal em setores totalmente díspares da sua origem e formação?! Ou ainda: o que um ex-bancário entende de democratização das comunicações e de liberdade de expressão?! OU AINDA II: o que da biografia do Paulo Bernardo o credencia a ser uma espécie de “Severino” do PT da governança?! Ora bolas, o que da biografia do Paulo Bernardo o credencia a ser o ministro das Comunicações do Brasil?!…

Presidente Dilma Vana Rousseff, seja grata com os(as) seus(as) verdadeiros(as) eleitores(as): convida o Franklin Martins para um bate-papo, informal num primeiro momento; redimista, num segundo!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

João-PR

31 de março de 2013 às 19h48

Pois é…dizer o que depois do que está contido no artigo do Rovai.

Responder

Jayme Vasconcellos Soares

31 de março de 2013 às 19h23

Paulo Bernardo é o espião a serviço do PIG, da direita, do neoliberalismo e dos interesses imperialistas das grandes empresas multinacionais; ele é mantido pela Dilma com a promessa de promover campanha para reelegê-la em 2014. Mas o povo brasileiro já está consciente de que os índices de aprovação de Dilma, publicados pela mídia entreguista são totalmente falsos, meros números manipulados. Pobre Dilma! escolheu o caminho da mentira, tentando mais uma vez enganar o povo brasileiro.

Responder

Eudes Hermano Travassos

31 de março de 2013 às 19h07

“E mais do que isso, agora instrumentaliza nossa luta para conquistar ainda mais poder.
Bernardo hoje é o homem dos grandes grupos de comunicação no PT. É o sujeito que livra as teles e a Globo dos “monstros” que querem a regulamentação e a democratização”

Não há de ser nada, Bernardo um dia sairá e ficará para história como um traidor das lutas que hão de ser vencedoras e democratizarão a comunicação no Brassil.

Responder

Ted Tarantula

31 de março de 2013 às 18h36

só se desilude quem se ilude…

Responder

Mário SF Alves

31 de março de 2013 às 18h29

De que adianta jogar todas fichas nas costas PT se até o Papa ainda consegue ser Papa sem ser pop. E o que são o PiG e o IM se comparados aos dois mil anos de radical conservadorismo da IC? Dois mil anos! Dois mil, não! Data de antes disso aquela estória de o mar se abrindo para tragar um exército egípcio.
_____________________________________
Interressante esse poder do conservadorismo. O tempo pára mesmo. Isso sim é milagre. Só um milagre explicaria isso. Ou… senão, isso, como é que se explicaria tal torniquete ideológico no Tempo? Como é que o Tempo que é filho do Movimento pode ser forçado a parar desse jeito?
Bom… pensando bem, e descartado o milagre, só tem um jeito: fazendo cessar – na marra – o livre fluir das idéias; fazendo cessar na marra o movimento das idéias. Ainda que para isso se recorra a milhões e milhões de fogueiras ideológicas; ainda que pra isso se queime milhões de Azenhas, de Messias, de Francos, de Fábios, de Genoinos, de Dirceus, de Viannas, de Eduardos Guimarães, de Saders, de Leandros, de Minos, enfim, ainda que para isso se queime todas as cabeças através das quais – ainda que timidamente – possa vir à tona o NOVO, que é filho legítimo do livre pensar e do movimento das ideias.
______________________________________________
Jogar todas as fichas nas costas do PT? Como? Non sense; insensatez ao cubo!
_____________________________________________________________________
E neste momento, quando um desses canais de livre escoar de tais tímidas ideias está a ponto de ser enfogueirado, só existe um extintor capaz de deter tal incêndio: o milagre da solidadariedade!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    31 de março de 2013 às 18h55

    Prezado, combatente e generoso Mário SF Alves, respeitosamente, você faltou incluir, entre tantos outros, o nome de Mário SF Alves!…
    Ver meu humilde nome ser lembrado por você, ao lado de expoentes da democracia, não causa-me vaidade: alerta-me para a responsabilidade de continuar peregrinando sob o esteio da ética, da não-avareza, da decência e do respeito absoluto ao próximo.
    Muito obrigado por sua generosidade!
    “Não queremos ser heróis de nada! Só queremos a companhia de outros braços!”
    … Seguir na luta, pois! Até a vitória Siempre!…

    Felicidades ao amigo!

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia
    República de ‘Nois’ Bananas

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 10h23

    Pois é, prezado Messias. Mas, não errei não. Mesmo porque, se fôssemos citar os nomes de todos os que fazem o Viomundo ser o que é, essa janela aberta pra compreensão do mundo, com certeza, ia faltar espaço.
    _____________________________
    Somos tantos, e tantos já tão imprescindíveis, que a simples ausência de alguns por alguns dias nos soam como breve e incômodo jejum de liberdade.
    _____________________________________
    Aceite um forte e caloroso abraço.
    ______________________________________________
    Saudações rigorosamente democráticas. Mesmo porque, a DEMOCRACIA é hoje a única via de superação do “mal estar” que mais do que nunca acomete o mundo. Por mundo, entendamos o mundo todo e não apenas o Ocidente. É como disse recentemente o Lula: o mundo precisa de uma outra globalização, a globalização da política. Ou… seja: o que mata o mundo é a ausência de política e/ou a pseudopolítica neoliberal e todas as outras de igual índole; todas injustificada e desumanamente social excludentes.

    FrancoAtirador

    31 de março de 2013 às 19h17

    .
    .
    Caríssimo Mário.

    Creio que a maioria não está

    “jogando todas fichas nas costas PT”,

    mas criticando a postura do governo

    e, por consequência, de alguns petistas

    governistas pragmáticos e acríticos.
    .
    .
    Sugiro a leitura da entrevista concedida ao IHU

    por Valter Pomar, do Diretório Nacional do PT

    e secretário-executivo do Foro de São Paulo:

    VALTER POMAR EXPÕE AS ENTRANHAS DO “PETISMO GOVERNISTA”

    “O governismo ainda é dominante no PT.
    Muita gente no Partido ainda não aprendeu a diferenciar o ser governo do ser governista.
    É óbvio que o PT deve defender, sustentar, apoiar seus governos. Mas o papel do PT vai além disso.
    Os governos de coalizão, como foram os governos Lula e como é o governo Dilma, são governos em disputa.
    Cabe ao PT disputar seus governos, o que supõe perceber as diferenças entre governo e partido, evitando o governismo que confunde um e outro.
    E cabe ao PT disputar a sociedade, para acumular forças em favor de seu projeto programático, estratégico, histórico.
    Se não fizermos isso, vamos acabar transformando o programa mínimo de um governo de coalizão, no programa máximo do partido.
    Infelizmente, amplos setores do PT cometem este erro, consciente ou inconscientemente”.
    A reflexão é do secretário executivo do Foro de São Paulo, Valter Pomar, na entrevista que concedeu por e-mail à IHU On-Line, onde defende que é preciso derrotar o discurso segundo o qual nosso objetivo é ser um “país de classe média”, “assim como esta besteira sociológica e política segundo a qual nos dez anos de governo petista milhões ‘ascenderam para a classe média’. Os que melhoraram de vida, desde 2003, são na esmagadora maioria classe trabalhadora. E devem ser vistos assim, chamados por este nome e convocados a se organizar, pensar e agir como tal”.

    Confira a entrevista:

    (http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/518837-10-anos-de-pt-no-governo-e-uma-esquerda-socialista-de-massas-entrevista-especial-com-valter-pomar)

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 09h59

    Franco,
    Por falar em “acríticos”, tem uma questão aí que precisa urgentemente ser trabalhada. É essa coisa da dita REALPOLÍTICA/realpolitik. Não haverá crítica plítica pertinente SATISFATÓRIA enquanto perdurar a inconsistência conceitual do referido termo. Sem um conceito democrático que o defina, estamos todos – ou boa parte de nós – sujeitos a manipulação de toda ordem e origem, inclusive PARTIDÁRIA e GOVERNAMENTAL.

    FrancoAtirador

    01 de abril de 2013 às 11h20

    .
    .
    Realpolitik nada mais é do que a antiga tese maquiavélica, de que os fins justificam os meios, readequada a estes tempos de neocapitalismo global,
    onde políticas governamentais de resultados, pragmáticas, sem consideração por doutrinas nem princípios ou por programas partidários, preponderam sobre os interesses, reais, da própria classe trabalhadora que, por sua vez, despolitizada e, portanto, manipulada através dos meios de comunicação, é levada de roldão no determinismo do trinônio trabalho-salário-consumo, sem qualquer senso crítico a respeito das causas das ações políticas e dos efeitos econômicos que delas advêm.
    .
    .

Messias Franca de Macedo

31 de março de 2013 às 18h28

AO “COMPANHEIRO” PAULO (HI)BERNARDO III!

O PIG, REPRIMENDAS E O MARKETING DA MADRUGADA!…

####################

31/03/2013 – 03h30
Gastos para produzir discursos de Dilma na TV crescem 37%

FERNANDA ODILLA
DE BRASÍLIA

O cenário é sempre o mesmo: o Palácio do Alvorada desfocado ao fundo, enquanto a câmera passeia lentamente sobre trilhos e dá movimento à imagem, sem tirar do primeiro plano a mesma personagem, sentada.
(…)
CACHOEIRA – perdão, ato falho -, fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1254816-gastos-para-produzir-discursos-de-dilma-na-tv-crescem-37.shtml

############################

(… É a tal da coisa: o PIG quer que somente o PIG – e somente o PIG – estabeleça a comunicação do governo Dilma Rousseff com o povo!…)

… Bem que a presidente Dilma Rousseff poderia “aproveitar a deixa” e tascar uma redução de 99% nos gastos publicitários do governo nos veículos das organizações(!) de mídias do PIG!…

Viva o ‘Brazil’!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

ivonunes

31 de março de 2013 às 18h17

Gozado, quando nos trabalhadores ecetistas estavamos em greve, quando nos tinhamos uma federação controlado por companheiros do PT entramos em greve, fomos a luta, fomos taxados de todos os tipos de adjetivos na blogosfera. Nos eramos os radicais, os idiotas a massa de manobra, os esquerdistas infantis liderados pelos PSOL, PSTU, PCO. Agora nossa federação foi entregue a esses partidos, Paulo Bernardo mostra a sua verdadeira face, séra que agora vamos ser vistos como loucos?

Responder

marcosomag

31 de março de 2013 às 18h05

Que tal todos os blogueiros progressistas (o inclui centenas hospedados em plataformas gratuitas como blogger, wordpress e posterous) fecharem os blogs por UM DIA em protestos contra a sua censura pelo oligopólio da mídia e contra a postura do Governo Dilma diante da barbárie midiática que existe em nosso país? Poderiam os blogueiros colocar uma charge de protesto no lugar de suas primeiras páginas. Acho que chargistas progressistas como o Kayser, o Bessinha e o Latuff não se negariam a produzir algo assim. Não podemos ficar imobilizados diante dos ataques que a mídia independente vêm sofrendo dos poderosos. Esta é a minha sugestão.

Responder

Edson Lima

31 de março de 2013 às 16h08

A presidenta Dilma achar que a familia que tem renda de dois salarios minimos, é classe media, é um erro gravissimo, muitas das mulheres que trabalham tempo integral (08:00 hs.), o fazem porque o salario que seu marido ganha não dá para cobrir as despesas da familia, por outro lado, aí vem a coisa pior, as crianças que passam o dia todo sem o convivio de um familiar, tende a ser no futuro um aduldo com familia desajustada, há ainda outros casos mais graves ainda, muitos pais saem para trabalhar e as crianças não tem escola em tempo integral, elas ficam sozinhas em casas quando retornam das escolas, outras crianças simplesmente vão para as ruas, e se tornam alvo facil de pedofilos, traficantes de drogas e etc., e para se tornar um delinquente é muito facil, começam pedindo esmolas, depois passam a cometer pequenos furtos, usar drogas, e quando o estrago j´s está feito, o governo gasta bilhões para tentar corrigir os problemas gerados (tratamento de drogados, construção de delegacias, presidios, aumento do numero de efetivo policial, compra de viaturas, armas, munições, combutivel e aumento no numero de funcionarios e juizes no poder judiciario e as despesas inerentes tambem), o que termina sendo um ganho momentaneamente, tem se revelado um desastre por outro lado, basta que o governo faça uma pesquiza seria para constatar o que estou falando, e eu nem falei na questão da favelizações das cidades, fruto do destroçamento das familias, onde crianças estão se tornando pais e mães precocemente.

Responder

andre i souza

31 de março de 2013 às 15h40

Está aí, Dilma é maior resposável.

Desde o início ela mostrou a que ídolo se dobrava quando brindou com bebida paga e oferecida pelos Frias.

Ela colocou Bernardo na pasta estratégica.

Bernardo é a serpente que rompeu o ovo e fará o trabalho mais sujo e de traição que já vivenciei – nasci no florescer do golpe de 1964. Mas só o fará porque alguém além dele, quer, exige e levará a cabo. O verdadeiro presidente; O supremo mandatário; O verdadeiro governante de ontem, hoje e do amanhã; o ser vil que o fraco e débil PT não tem culhão para enfrentar.

Dilma, vivo fosse,Brizola estaria profundamente envergonhado! (Ou será que…Bom, não sei mais nada)

Responder

Leo V

31 de março de 2013 às 15h36

Minha formação anarquista sempre me deixou muito claro de que não se deve e não se pode confiar em nenhum governo. A lógica dos de cima é outra. Hoje o zapatistas são uma grande referência nesse sentido.

Responder

Lu Witovisk

31 de março de 2013 às 14h45

Olha, estamos ferrados. Antes eu acreditava quando meu marido dizia que a Dilma neste primeiro mandato não mexeria com isso pq seria fritada e o povo não iria as ruas como iria se fosse o Lula.

Mas depois dessa, já era. Nem esta ultima esperança me resta.

Manter este crapula no ministerio, este direitão que se faz de PT pq não teria chances com os engomadinhos do PSDB-PR é sujeira da grossa.
Vagabundos são os que traem a confiança de seus eleitores. A Dilma apunhalou os blogueiros que tanto lutaram por sua candidatura, apunhalou todo o povo que deu uma banana ao PIG. A escuridão está proxima. Não vejo um futuro promissor para um país onde em prol da tal governabilidade são feitos acordos absurdos que não tem nada a ver. O que é o apoio da Dilma a Cabral e Paes no Rio??

Força aos blogueiros. Azenha não desista. E qto a nós, nós temos que levantar o traseiro do computador e ir às ruas cada vez mais.

Responder

jose-arimathea cunha

31 de março de 2013 às 14h20

Desde hoje je estou trabalhando contra a candidatura desse ministrinho pb e da dona gleyce esposa dele aqui no Paranah. vao perder milhares de votos podes crer.

Responder

Jose Medida

31 de março de 2013 às 14h13

Se o governo leniente da Dilma deseja continuar sendo conivente com os movimentos da direita no seu nefasto projeto de volta ao poder, então todos nós devemos deixa-los de lado. Manter esta adesão orgânica com o PT no poder só continua nos ferrando. Não há “avanço social” que justifique a manutenção do status destes grupos de comunicação inimigos do povo. Ou o PT larga o pragmatismo político que a tal governabilidade exige, ou assistiremos o retorno da direita ao poder com a ajuda do próprio PT. Isto seria acidental ou intencional? Ao ver os movimentos do Paulo Bernardo, vemos que todas estas ações são intencionais; são contra o povo e favor dos interesses sórdidos de políticos neo-fisiológicos do PT ou ligados ao PT.

Responder

FrancoAtirador

31 de março de 2013 às 13h33

.
.
VALTER POMAR EXPÕE AS ENTRANHAS DO “PETISMO GOVERNISTA”

“O governismo ainda é dominante no PT.
Muita gente no Partido ainda não aprendeu a diferenciar o ser governo do ser governista.
É óbvio que o PT deve defender, sustentar, apoiar seus governos. Mas o papel do PT vai além disso.
Os governos de coalizão, como foram os governos Lula e como é o governo Dilma, são governos em disputa.
Cabe ao PT disputar seus governos, o que supõe perceber as diferenças entre governo e partido, evitando o governismo que confunde um e outro.
E cabe ao PT disputar a sociedade, para acumular forças em favor de seu projeto programático, estratégico, histórico.
Se não fizermos isso, vamos acabar transformando o programa mínimo de um governo de coalizão, no programa máximo do partido.
Infelizmente, amplos setores do PT cometem este erro, consciente ou inconscientemente”.

A reflexão é do secretário executivo do Foro de São Paulo, Valter Pomar, na entrevista que concedeu por e-mail à IHU On-Line, onde defende que é preciso derrotar o discurso segundo o qual nosso objetivo é ser um “país de classe média”, “assim como esta besteira sociológica e política segundo a qual nos dez anos de governo petista milhões ‘ascenderam para a classe média’. Os que melhoraram de vida, desde 2003, são na esmagadora maioria classe trabalhadora. E devem ser vistos assim, chamados por este nome e convocados a se organizar, pensar e agir como tal”.

Confira a entrevista:

(http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/518837-10-anos-de-pt-no-governo-e-uma-esquerda-socialista-de-massas-entrevista-especial-com-valter-pomar)

Responder

Claudio Machado

31 de março de 2013 às 13h21

Para todos aquele que lutam pela democratização dos meios de comunicação e liberdade de expressão:

Nesse tema se joga a maior batalha em defesa da democracia. Informação é poder, todos sabem. Portanto, se os meios de difusão da informação são monopolizados por um seleto clube, cujos membros são oriundos da Casagrande, torna-se muito provável que o que você lê nos jornais, ouve nas rádios e ouve e vê na televisão, seja a versão que trata dos interesses dessa elite, que quer, desesperadamente, manter a estrutura dos estado a serviço de seus inconfessáveis interesses de classe. Contraditoriamente o governo da presidenta Dilma, como seu antecessor, o governo de Lula, claudicaram em relação a esse tema. Não sei se por pavor ou erro de estratégia. Sei que agora, com o Ministro Paulo Bernardo, o medo transformou-se em aliança com o inimigo. Mas Dilma não pode esquecer que “Quem cavalga um tigre corre o risco de ser comido por ele”.
Resta-me o apelo para que Azenha não tire VIOMUNDO do ar, pois milhares de pessoas como eu bebem dessa fonte de informação virtual e independente. VIOMUNDO, assim como, CONVERSAAFIADA municiam minha arma democrática, assim como tantos outros blogs “malditos”.
Azenha, o pior inimigo é o aliado que, na clada da noite, se alia ao seu inimigo. Mas não podemos esquecer de que Paulo Bernardo é apenas o martelo de Dilma. Minha esperança é a de que a bigorna quebre o martelo.

Responder

marcio gaúcho

31 de março de 2013 às 12h26

Politicamente falando, a questão é a seguinte: se continuarmos votando no PT para governo, a situação pode ficar como está ou piorar.
Se votarmos na direitona, PSDB, etc. e tal, sabemos exatamente o que eles irão fazer com esse Brasil. E, aí, como ficamos?
Pobre povo brasileiro, sem confiança para votar em quer que seja!

Responder

    Lu Witovisk

    31 de março de 2013 às 14h50

    pois é, estamos ferrados

Fabio Passos

31 de março de 2013 às 12h06

Derrotar o PiG e acabar com a ditadura do pensamento unico e questao capital para o Brasil superar o atraso.

Como acabar com a injustica social se permitimos que a casa-grande permaneca em pe?
Como consolidar uma democracia real se permitimos que um entulho da ditadura monopolize a informacao no Brasil?

Manter um lacaio do PiG e das teles no min das comunicacoes compromete nosso futuro.

Responder

Messias Franca de Macedo

31 de março de 2013 às 11h34

AO “COMPANHEIRO” PAULO BERNARDO II: ENTENDA O SIGNIFICADO “DOS DOMINGOS” DO PIG!

Relatório contraria Dilma e diz que raio causou apagão
CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: JULIA BORBA
DE BRASÍLIA
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1254922-relatorio-contraria-dilma-e-diz-que-raio-causou-apagao.shtml
31/03/2013 – 03h00

Responder

Almeida

31 de março de 2013 às 11h19

Já no comecinho do Governo Dilma (aliás, ainda na campanha) ouvi de um assessor da ministra Helena Chagas o mesmo tipo de comentário pejorativo sobre a blogosfera: “São uns vagabundos, só querem arrancar dinheiro do governo”. Na época, ingenuamente, achei que não passasse de uma manifestação pessoal. Triste descobrir que é uma política de Governo.

Responder

Marat

31 de março de 2013 às 11h15

O texto do Rovai foi claro e revelador!
Azenha não deve desistir, deve talvez mudar o foco e parar de apoiar um governo dominado pelos tubarões do capitalismo midiático. Reafirmo todo meu apoio ao Viomundo, ao Conversa Afiada, ao Eduardo Guimarães e a todos os idealistas que desejam um Brasil melhor e mais justo, livre, ou pelo menos vacinado dos horrores do capitalismo selvagem que dão guarida àquelas famílias que dominam nosso país.

Responder

    Lu Witovisk

    31 de março de 2013 às 15h17

    apoiado!!

    Mário SF Alves

    31 de março de 2013 às 21h16

    Apoiado. Com ou sem realpolik. Ou melhor: apoiado e abaixo a política Hibernandotik!

Cunha e Silva

31 de março de 2013 às 10h21

Enquanto os blogs sujos não poderem pagar os 10% e o BV , tudo será mantido como está.

Responder

JoãoP

31 de março de 2013 às 09h45

Não podemos perder o foco, deixa esse traidor para lá, na próxima eleição daremos o troco. A cada investida do PIG, mesmo que com o apoio de alguns travestidos de petista, temos de resistir: devemos descobrir maneiras de financiar mais um blog SUJO. Precisamos é criar mais 100 Viomundos, ou juntar 50 deles um projeto viável. Não podemos esperar publicidade oficial. No curto prazo, acho que o Viomundo deve abrir uma conta e nós depositarmos o que for possível, dentro do orçamento de cada um. Sei que esses blogueiros sujos trabalham duro, tiram dinheiro do bolso, roubam tempo da família, do lazer, mas peço ao Azenha: não desista, ajude-nos a descobrir maneiras de viabilizar esse maravilhoso canal do povo brasileiro.

Responder

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 11h05

    É hora de pensarmos seriamente na criação de uma confederação nacional/ panamericana de blogs sujos.
    __________________________________
    Juntos temos mais recursos do que toda a mídia fora-da-lei junta.
    ___________________________________________
    Não tem jeito. Vamos ter de pagar pela informação que necessitamos e/ou que nos satisfaz. Simples assim.
    _______________________________________________________
    No mais, é só lembrar:
    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”. Joseph Pulitzer ( 1847 – 1911 )

    Millor Fernandes já alertara em 2006: “A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa brasileira fosse um pouco melhor poderia ter uma influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é nossa imprensa. Repito, apesar de toda a evolução, nossa imprensa é lamentavelmente ruim. E não quero falar da televisão, que já nasceu pusilânime.”

Messias Franca de Macedo

31 de março de 2013 às 09h41

… AO “COMPANHEIRO” PAULO BERNARDO!…

… MAIS RAZÕES PARA O ‘VIOMUNDO’ PERSEVERAR, RESISTIR AOS CANALHAS E BEÓCIOS!…

###################################

Band assume, sem problema, que CQC tentou ridicularizar Genoino

O jornalista Maurício Stycer publicou em seu blog, nesta sexta-feira, a informação de que o uso de uma criança para chegar ao deputado José Genoino (PT-SP), no programa CQC, foi uma tentativa deliberada de expor o líder petista ao ridículo, com o uso de um menor, que teve sua imagem evidenciada em todo o país. O fato, afirma Stycer, causou “péssima” repercussão dentro da própria TV Bandeirantes e também na produtora Cuatro Cabezas, uma franquia argentina que promove atrações do gênero naquele e em outros países. Questionada, a emissora disse não ver problemas éticos no uso da criança ou na maneira agressiva com que os humoristas do CQC, travestidos de jornalistas, abordaram Genoino.
(…)
Na tarde de quinta-feira, enviei [jornalista Maurício Stycer] as seguintes perguntas à emissora:
1. A Band aprova o procedimento utilizado pelo “CQC” para entrevistar Genoino?
2. O uso de um ator-mirim, que mentiu ao deputado, não fere as normas éticas da emissora?
3. Como a Band vê a repercussão negativa da entrevista?
4. Por que a Band vetou, em 2012, uma entrevista com Jaqueline Roriz, na qual o CQC também mentiu para a deputada, e não vetou esta com Genoino?
A reposta foi a seguinte: “O CQC é um programa com o foco acentuado no humor, não pretende ofender o público e sim entretê-lo. Mas, como toda atração que trabalha com esse gênero, corre o risco de desagradar algumas pessoas”.

FONTE: http://correiodobrasil.com.br/destaque-do-dia/band-nao-ve-problema-etico-na-tentativa-de-ridicularizar-genoino/594496/?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=b20130330

Responder

anselmo

31 de março de 2013 às 09h19

“O arrivista sempre descobre que pela direita é mais fácil” Millor

Responder

Antonio Deiró

31 de março de 2013 às 09h01

Só há uma solução: Reunam-se com o Barão e tomem a decisão de fechar todos os “blogs sujos”, durante um mês. Aí, o governo vai entender a merda que está fazendo.

Responder

Gerson Carneiro

31 de março de 2013 às 08h59

Ano que vem, 2014, Dilma não vai precisar de apoio dos “blogueiros sujos” porque ela já conta com o apoio do Ali Kamel e Paulo Bernardo.

Responder

Simonebh

31 de março de 2013 às 08h36

Querida Dilma: Estamos com o controle remoto nas mãos, aguardando 2014. Então, você sabe o que fazer com o pb. Caso ele continue nos afrontando, mudança de canal, não é?

Responder

Wallace Maquesini

31 de março de 2013 às 07h03

Alinhada.
Pelo menos no quesito relativo à “causa gay” a Rede Globo, ou Grobo se preferirem, está completamente alinhada com os desejos, no sentido tradicional do termo, das minorias gay, lgbtt e do PT.

Responder

Alexandro Rodrigues

31 de março de 2013 às 04h29

Essa operação lambe saco que o Paulo Bernardo faz tem um sentido: inflar sua esposa, a Barbie curitibana, para voos mais altos…

Apesar dos golpes, apesar de Eduardo Campos, dentro do PT a vitória de Dilma é dada como certa. E os diversos grupos que compõe o partido começam a se movimentar visando 2018. Caso Lula decida não concorrer, o nome petista está em aberto.

Haddad se fizer um bom governo em São Paulo e se reelger. Gleisi, a Barbie, eleita governadora de um estado importante como o Paraná. Lindiberg rangendo os dentes para concorrer no Rio… Tudo isso tem um motivo, 2018.

O partido dos sonhos se transformou numa espetacular e degeneradora máquina eleitoral. É só nisso que eles pensam!

Responder

FrancoAtirador

31 de março de 2013 às 04h09

.
.
SOMOS TODOS AZENHA

Por Leandro Fortes, no Facebook, via Blog do Daniel Dantas

O negócio é o seguinte.

A decisão da Justiça a favor de Ali Kamel e contra o jornalista Luiz Carlos Azenha é uma decisão contra todos nós que, nesses últimos anos, temos nos dedicado a brigar em público pela democratização da comunicação no Brasil, apesar dos inúmeros reveses que temos sofrido – esse com Azenha é só mais um deles, um dos mais duros, mas não é o único.

Azenha foi quem idealizou o movimento de blogueiros progressistas no Brasil, uma maneira de unir cidadãos, inclusive jornalistas, em um movimento contra-hegemônico essencial para a preservação da saúde democrática nacional, coisa que quem de direito deveria fazer, mas não faz e ainda se mantém em vergonhoso e covarde silêncio.

Este governo federal que aí está, este PT que não é mais sombra do que foi, acuado como um cordeirinho por uma mídia decrépita e reacionária sustentada basicamente pelo Erário, mas com desfaçatez suficiente para acusar a blogosfera de sê-lo.

Um governo dominado, amedrontado e submetido diariamente ao escárnio de uma mídia da qual se mantém refém por obra da pusilanimidade de quem deveria lutar pela sociedade, mas luta pela preservação dos privilégios de meia dúzia de famílias que controlam os meios de comunicação do país.

A condenação de Azenha, como antes a condenação de Rodrigo Vianna, e outras que virão não para fazer Justiça, mas para calar a blogosfera e engessar as redes sociais, é reflexo direto do aparelhamento direto do Poder Judiciário, cidadela na qual se encastelaram as forças consevadoras do país, e de onde passaram a travar a luta política em nome do grande capital, o latifúndio e os interesses comerciais dos barões da imprensa.

Mas, digo, não passarão.

Minha proposta é simples e direta:

Vamos juntar esforços e pagar esses 30 mil reais que Azenha está sendo forçado a entregar às Organizações Globo. Vamos mostrar que, juntos, não somos dobráveis, que nossa força vem da consciência da nossa missão.

Vamos abrir uma conta bancária onde cada um irá depositar o quanto puder: 10, 20, 50, 100, 1.000 reais. Não importa. Será a nossa resposta a essa gente, até que entendam que será inútil querer nos dobrar.

Quem topa?

E Luiz Carlos Azenha, nem pense em fechar o Viomundo.

(http://www.blogdodanieldantas.com.br/2013/03/somos-todos-azenha.html)

Responder

    sANdro

    31 de março de 2013 às 19h41

    abram e divulguem a conta.

    terei imenso prazer em colaborar.

    TODOS SOMOS VI O MUNDO

    TODOS SOMOS SUJOS

Felipe Martins

30 de março de 2013 às 23h56

O PT já passou. É o partido preferido da burguesia justamente porque tem uma enorme militância que ainda acredita que ele é de esquerda. O PSDB tem que ser mantido para representar uma falsa polarização pra essa militância. A esquerda tem que concentrar seus esforços no rumo correto. Apoiar o PT é apoiar um projeto burguês. Vamos construir o PSOL, que é o PT de trinta anos atrás. A diferença é que agora estamos mais maduros para não repetir os erros do PT. A esquerda unida tem muita força. A blogosfera mostrou o quanto incomodamos os poderosos. Se nos unirmos por um projeto de unidade de esquerda, podemos erguer rapidamente o PSOL, e torná-lo uma alternativa viável.

Responder

    francisco niterói

    31 de março de 2013 às 10h38

    Eu voto nulo mas nao voto no PSOL.

    Alias, qual psol? O do randolfe mesadinha aliado dos tucanos para calar a blogosfera?

    O psol que ajudou a derubar a CPMF sabendo que esta é a arma mais eficiente contra a sonegacao?

    Poderia elencar mais milhares de perguntas mas o seu comentario ja diz tudo, ou seja, que a unica razao do PSOL é ser contra o PT. Acontece que, apesar de muitos erros, o PT tem muitos acertos e o PSOl, em sua cegueira ressentida, é o aliado mais “competente” da midia tucana.

    Com paulo benardo no ministerio, em 2014 voto nulo. Aqui no RIO, com lindbergh eu voto nele. Sem ele, voto nulo pois o freixo é tao udenista que conseguiu ser o queridinho da zona sul, caetano à frente. Que esquerda é essa que so fala pra uma elite udenista?

    andre i souza

    31 de março de 2013 às 15h46

    Belíssimo comentário, Francisco. Valeu.

    Defenestrando pinhosol

    31 de março de 2013 às 23h20

    Este psol pinhosol nao toma jeito! Bando de viúvas!

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 13h52

    Peraí, Felipe. Como assim o PT já passou?
    ________________________________________
    E quem, que uma vez tendo compreendido sequer relampejos da complexidade política afeta ao Brasil, poderia imaginar que a travessia até a consolidação da democracia seria tarefa fácil. Na década de 80 já havia quem, estadando e entendendo tal complexidade, e pensando sobre tal consolidação a denominava de dilema. Não à toa.
    ___________________________________________
    O mar continua encalpelado, agitado; haja comandante e, por certo, não é hora de abandonar o navio. Ao contrário, é hora de somar forças para dar conta de solucionar o dilema.
    ________________________________________________
    Em tempo I: ao reconhecer e usar a expressão “complexidade política” não estou fazendo nenhuma concessão ao movediço terreno da realpolítica.
    __________________________________________________________
    Em tempo II: Ao que tudo indica o ministro PB declarou guerra e tornou-se inimigo da blogosfera progressista. Mas, fazer o quê? Ele é só mais um a subestimar e/ou recusar a ajuda dos ventos. Problema dele. Que continue nesse Mar de Sargaços.

    A propósito, acordinho complicado, heim, ministro?

Sr.Indignado

30 de março de 2013 às 23h33

O Paulo Bernardo é o que sempre foi. Empregado dos banqueiros, representante do capital, direita com a pele de algum esquerdista e sabujo da mídia.

Será que ele consegue dormir?

Responder

    Wallace Maquesini

    31 de março de 2013 às 07h04

    Já que seria assim, por que a Dilma não manda P.Bernardo fazer plim-plim em Miami?

Robert

30 de março de 2013 às 23h09

AZENHA, pior que esse ministro vendido, é perdermos o VI O MUNDO; esse blog é nosso, é do Brasil, é dos brasileiros.
Nós pagaremos a conta. Pode contar comigo.

Sou do Paraná e agora já tomei uma decisão, Gleisi Hofmann não terá meu voto para enfrentar o tucano beto richa, em 2014.

Responder

Italo

30 de março de 2013 às 22h58

Espero que num segundo mandato sem nada a perder dona Dilma tenha mais coragem.A esperança é a última que…..
Azenha resista os barões ainda caem

Responder

    Silvio Arruda

    31 de março de 2013 às 07h07

    O PT precisa ajudar o companheiro Azenha. O partido não pode abandoná-lo como fez com os outros companheiros que foram pegos praticando malfeitos.

José Melquíades Ursi

30 de março de 2013 às 22h57

Paulo Bernardo precisa bajular a grande mídia. Caso contrário está frito e Gleisi Hoffmann liquidada na disputa pelo governo do Paraná. “Intelligenti pauca”. Faltou dizer: Há tempos considero: Não espere nenhuma ousadia do Paulo Bernardo. Tiremos o cavalo da chuva. Além de falta de carisma, ele já perdeu há muito o ímpeto ousado do risco descomprometido dos idealistas. Paulo Bernardo não pode ousar, por falta da sabedoria dos destemidos. Só é livre que desapegou-se do dinheiro e do poder. Então, deixemos de lado essa expectativa. Vamos em frente sem contar com ele. Em algum momento a lucidez de muitos o fará tropeçar. O tempo cuidará disso.

Responder

Fabio Passos

30 de março de 2013 às 22h52

E uma vergonha o governo manter um lobista do PiG e das teles como ministro.
Ha uma banda podre do PT que trabalha para favorecer os interesses de oligarquias decrepitas e de grandes coorporacoes capitalitas…

Responder

José Melquíades Ursi

30 de março de 2013 às 22h47

Paulo Bernardo precisa bajular a grande mídia. Caso contrário está frito e Gleisi Hoffmann liquidada na disputa pelo governo do Paraná. “Intelligenti pauca”.

Responder

Maria Mercedes Nobre

30 de março de 2013 às 22h42

Há coisas que eu jamais entendi no Governo Dilma, Por que ela não aproveitou o inicio do governo quando tinha enorme popularidade, quando podia surpreender o inimigo para fazer o marco regulatório? Havia promessa do Governo e enorme expectativa por parte do eleitorado petista que desejava ter acesso a informação confiável. No entanto, nada

Responder

Sidnei Santos

30 de março de 2013 às 22h34

E quem disse que a luta seria fácil? Este país vinha sendo totalmente dominado desde o descobrimento. Agora, a dominação continua, mas em menor monta. E este fato, muito importante, mas com alternativas irá fazer muitos de nós desistirmos?
Se começarmos a debandada, simplesmente estaremos assinando a sentença de morte de tudo o que já foi conquistado nesses 10 anos, o que não é pouco.
Por que não um fundo para o blogs sujos?
Alternativas há e não podemos esmorecermos.

Responder

Mauricio Benedito

30 de março de 2013 às 22h29

Chega de perfumaria,REFORMA AGRÁRIA,JÁ!

Responder

Antonio

30 de março de 2013 às 22h16

Infelizmente fui enganado pelo PT – hoje nao se briga por um país melhor e sim pelo poder. E pergunto, porque tanta luta pelo PODER. Será que perto do poder tem alguma coisa interessante – recursos financeiros.
Abs

Responder

Tagore Ntnszr

30 de março de 2013 às 22h00

Gente, vamos lembrar que o Bernardo não age por ele mesmo, numa situação tão grave e definitiva como essa para o país, para a democracia. Ele tem chefe. E a chefe está na moita, bem quietinha, deixando que o Bernardo seja criticado, seja execrado, e tudo o mais, enquanto ela faz campanha. E que mais ela estará fazendo? estará fazendo alianças com o PIG? o golpe está vindo em capítulos e ela na moita. Todas as pessoas que defendem a democracia, a liberdade neste país estão alertas e preocupadas. E ela? continua na moita. Retirando a publicidade dos blogues e aumentando a do PIG. A blogosfera no calvário e ela na moita. Não vamos nos enganar: ela está de conchavo com o PIG. Está junto, dando golpe em todos e todas nós.
Meu voto ela não tem mais, desde que fez aquela PEC contra as mulheres, juntamente com o ministro da saúde e a CNBB, no apagar das luzes de 2011, sem que a Secretaria de Políticas para Mulhers soubesse. A CNBB dando pitaco na vida reprodutiva, na saúde das mulheres, e a SPM sem participar, as instituições femininas, que lutam há muitos anos pelos direitos femininos sem serem comunicadas, nem convidadas. Somente o ministro padilha e a CNBB. Ela está do lado do golpe, está participando dele.

Responder

manoel vicente braga neto

30 de março de 2013 às 20h22

Sempre votei no PT,mas depois dessa, alem de não votar mais, procurarei em meu circulo de amizade, defender a tese de que é o mesmo psdb, talves pior,
Paulo Bernardo fora, se não meu voto e minhas ideais de esquerda, serão de atacar o que sempre defendi. Traição não tem defesa, tem ataque.
Manoel

Responder

    Tagore Ntnszr

    30 de março de 2013 às 22h56

    Manoel, não é o PT, é o Bernardo e a Dilma. Vê que o Bernardo atacou o PT porque publicou matéria pedindo a regulação das mídias.

    Lu Witovisk

    31 de março de 2013 às 15h13

    E pq mistério o PT não enquadra o Bernardo?? :(

Marcos Faria

30 de março de 2013 às 20h04

Gente, tomei uma atitude isolada, mas gostaria de compartilhar e quem sabe mais pessoas decidam fazer o mesmo e consigamos uma reação. Como filiado ao PT entrei com uma represetnação na comissão de ética pelo descumprimento, por parte de Paulo Bernardo da Globo, de decisão da Executiva Nacional do partido de lutar pela regulamentação da mídia junto ao Presidente do partido. Já faz duas semanas e não obtive nenhuma resposta. Não acredito que terei, setores do PT têm horror a democracia, mas, se muitos fazerem o mesmo quem sabe haja alguma ação do partido.

Responder

    Fabio Passos

    30 de março de 2013 às 22h54

    paulo bernardo da globo.

    Muito bom. rs

Abdelnur

30 de março de 2013 às 19h24

Vamos “provocar” o congresso, a exemplo da “Lei da Ficha Limpa”. Não sei o “caminho das pedras” para iniciar a coleta de assinaturas, mas acho que devemos tentar.

Responder

Francisco

30 de março de 2013 às 19h24

Quem sabe se a imprensa alternativa começar a chamar o PT de mensaleiro, ela acabe recebendo algum mensalão?

O PIG vive disso.

Responder

Bernardino

30 de março de 2013 às 18h59

A IMPRENSA CANALHA bate no GOVERNO e o Governo da dinheiro pra ela

OS BLOGUEIROS defendem o GOVERNO e o Governo dá uma BANANA pra eles.AH meus ammigos so NA CULTURA Portuguesa acontece isso.Temos uma esquerda VAGABUNDA e covarde e um Governo atolado ate o pescoço no caldo da corrupçao,fisiologismo e oportunismo na tentativa de manter o Poder a qualquer CUSTO!!TAL qual a bandidagem da Direitona(Psdb,Dem,pps,Pretc)quando estavam n0 poder
ESSE sim é um PAÍS sem vergonha onde faltam;EDUCAÇAO<MORAL E ETICA

Responder

Ulisses

30 de março de 2013 às 18h39

Quem fala que não vai votar na Dilma por causa do Paulo Bernado é apenas 5º coluna. Não confundam gato por lebre. É a mesma trairagem trolagem de direita que infesta os blogues progressistas e que quer dar o canto de sereia nos ingênuos. A Dilma está errada? Sim! O Paulo Bernado é um vendido safado assim como existem aos montes oportunistas no governo petista? Sim! Mas entregar de bandeja para a reacionária direita brasileira? Necas! Não sejam idiotas. E que vão a “M” os troll 5º coluna daqui!

Responder

    snd

    30 de março de 2013 às 21h07

    sim, mas eles tem que saber que 50%, 78% de ou até 100% de aprovação, sem nosso apoio é nada. Haddad precisou muito do apoio daqueles que fizeram campanha de graça até o último instante, embora eles possam até rir ou achar que não, porque tem a copa do mundo e etc, então a gente é descartável, a gente atrapalha os negócios, o caixa 2 pra campanha da gleise e por ai vai.então, o negócio é o seguinte: vamos ver o quanto esse governo aguenta sem nosso apoio. podemos não ir contra, mas tambem podemos deixar eles apanharem sozinhos e deixar a louvação do PIG ao aecio seguir a rodo, sem contestação.

    Sidnei

    31 de março de 2013 às 11h00

    O Ulisses está corretíssimo!

tori

30 de março de 2013 às 18h17

A impressão é a mesma de sempre.
A direita midiática golpista -que assassinou Jango e JK, além de outros inúmeros patriotas-continua mandando e desmandando.
As instituições estão tomadas de golpistas e não há jeitinho brasileiro que dê jeito.
Ela quer o poder de volta… E logo.
A gestão do LULA, que era para ser só uma experiência mal sucedida, foi o que foi.
E quando o farol e sua caterva iam – com a inestimável ajuda da Blá Blá rina – voltar aos braços dos banqueiros e do tio Sam apareceu um poste no meio do caminho.
Um poste é um poste, ou pelo menos deveria ser, e deu no que deu.
Mas, a DILMA está sitiada, rodeada de incompetentes obsequiosos e golpistas dissimulados, que ela dá a impressão de achar que são patriotas comprometidos com os destinos do país.
Muitos dos fiéis à causa trabalhista foram alijados, outros brocharam totalmente ao entender o comportamento da presidenta como cooptação, outros estão sendo vítimas de chantagens infames, outros ainda estão tão absorvidos em lutas intestinas na divisão do poder que mal percebem que por inercia podem perdê-lo de vez.
Enquanto isso o povo morre de medo de perder as migalhas conquistadas às duras penas.
Resumo da ópera: Vai ser mal assessorada assim nos quintos dos infernos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Eu e o Google Contra a Rapa.

30 de março de 2013 às 18h05

Porque os blogs sujos continuaram a defender um governo que não os defende,
ou Dilma acha que o momento econômico puro e simples, garantirá a sua imunidade frente aos ataques constantes que sofre da grande mídia?

Obs.: Quando Dona Dilma se irritar com as distorções que fazem de suas falas, em que canal ela poderá apresentar a sua versão dos fatos, no Blog do Planalto apenas? Então tá… sucesso (rsrs) Dona Dilma.

Responder

jofra

30 de março de 2013 às 17h54

Talvez um cara como este,faça com que nós, eleitores do PT, aos poucos tendamos a mudar de voto pra um outro partido e, em uma disputa PT / PSDB, votemos em Branco / Nulo. Desde de 2006 voto no PT, mas você começo a cansar e achar que o PIG domina tudo, inclusive o PT. Quando surgir alguém que bata de frente com o PIG, como o Lula, leva meu voto!

Responder

augusto2

30 de março de 2013 às 17h51

Pois vamos somar com o PIG agora.
E derrotar a esposa do bernardo no ano que vem, para qualquer coisa a que ela se candidatar.
Vamos ver na urna.

Responder

Rasec

30 de março de 2013 às 17h32

Pronto, agora a culpada é a Dilma! E o povinho aqui dizendo que não vota mais e blá, blá, blá. O fato é que nunca votaram e sempre aproveitam algo do tipo pra voltar com a ladainha.
Dilma tá certa! Correlação de forças, gente! O nome é esse…

Responder

    abolicionista

    30 de março de 2013 às 17h56

    Sinto muito Rasec, mas não concordo. Correlação de forças só é produtivo quando ela é feita em nome da consolidação de nossa democracia. O governo Dilma passou a agir em prol do atraso, não tem mais meu voto. Sinto muito.

    Artur

    30 de março de 2013 às 20h00

    Correlação de forças que dá força ao inimigo? Que desmoraliza a luta pela liberdade? Que achincalha e ofende os jornalistas que não se renderam à pressão de seus antigos patrões fascistas? Dá um tempo, Rasec. Afinal de que lado você está? Temos sim, que fazer muita pressão pra tirar esse canalha do governo que elegemos com muito esforço.

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 11h25

    Correlação de forças é um outro nome pra aprendiz de feiticeiro, prezado Rasec? Ou seja, é nome daquele aprendiz que desencadeia forças para as quais ainda não desenvolveu nenhuma magia capaz de contê-las?
    _____________________________________________
    Correlação de forças/realpolitik/realpolítica: é por aí que grande parte das caravanas do injustificável, covarde e criminosamente social excludente neoliberalismo {e tome redundância!} e a do PiG fora-da-lei impunemente passam.

mineiro

30 de março de 2013 às 17h28

deu vomito de ler esse texto , pres. traidora , a tua hora vai chegar. covarde , depois do que eu li , nao precisa dizer mais nada, essa pres.escroto maldita , ja é da direita. e ela vai se dar mal, porque ela vai precisar da blogosfera e dos movimentos sociais e na da midia esgoto. mas pelo jeito essa sujeita que nos colocamos no poder nao pensa assim. traidoraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, traiu os ideias do povo brasileiro e o que é pior , ta correndo o risco de entregar o poder nas maos dos poderosos. e por culpa dessa pres. covarde que morre de medo dos poderosos.

Responder

Ricardo Galvão

30 de março de 2013 às 17h27

Dúvidas que tenho e que me incomodam: Quer dizer que esse individuo é autonomo? Tem “carta branca” pra fazer o que quiser e bem entender dentro do governo? O comportamento, as decisões que tá tomando são só dele ou do governo que faz parte? Ele tá ali em nome pessoal ou em nome do PT? O PT não tem ingerência sobre ele? Os demais partidos só são tambem colaboradores passibos do governo? Não vão, em bloco ou em legendas individuais, interpelar o governo??? Os parlamentares de FNDC não vão exigir audiência com o governo??? As declarações do próprio Lula exigindo democratização da mídia era “jogo de cena” pra engabelar a globosfera progressista??? As resoluções da CONFECOM estão anuladas?? Os partidos vão continuar a usar o horário político pra fazer o que o PCdoB fez nesta quinta, ou seja: não dar um pio sobre nada???

Responder

Pafúncio Brasileiro

30 de março de 2013 às 17h10

Azenha,
Para mim, a máscara do Paulo Bernardo já tinha caido há muito tempo. Este Paulo Bernardo é um “cavalo de Tróia” dentro da esquerda petista. Infelizmente, a Dilma tem responsabilidade nisto.

Responder

leia

30 de março de 2013 às 16h59

Näo estou gostando do comportamento da Dilma na questäo mídia, mas de qualquer forma, se depender de mim a direita näo voltará ao poder, estarei votando em Dilma e com muita esperanca que ela atirará com uma metralhadora
na mídia no seu segundo mandato, podemos esperar que veremos.

Responder

joao bosco cordeiro

30 de março de 2013 às 16h49

é LULA vc nos enganou direitinho á luta não para pela metade e em alguns campos a luta é generalizada e quem te ajudou a ganhar esta agora sendo perseguido pelos seus, que enganação vc vai perder uma luta que o seu povo te ajudou a vencer e torce por vc mas vc ta nos desanimando. FORA BERNARDO.

Responder

    Luís CPPrudente

    31 de março de 2013 às 11h07

    O PT deveria convocar imediatamente esse safo de Paulo Bernardo, o traira, a dar explicações sobre a sua atitude. Depois disto uma comissão decidiria num prazo determinado pelo seu estatuto, dando direito de defesa à esse traira e safo, pela expulsão dele das fileiras do partido.

sergio

30 de março de 2013 às 16h46

Lula e PT, nunca falhei com vocês. Sempre votei com vocês. Mesmo durante o “mensalão”. Epóca difícil. Mas se a Dilma, continuar a manter este verme no ministério, prometo que meu voto e de quem mais eu puder reverter será revertitdo. Não tenha dúvidas, sou militante. Se vocês se bandearam para o outro lado, terão adversários o próprio povo. Ainda é tenmpo de mudar a trajetória. Sejam machos que nem nossos irmãos argentinos. Lá a comissão da verdade, não é comissão da meia verdade como cá. Lá eles não se acovardaram contra os fantasmas do passado, muito pelo contrário partiram para cima. Lá a mídia colhe o que plantou contra os governos populares. Já aqui até a dita esquerda está se tornando cumplice destes senhores. Acordem enquanto é tempo.

Responder

Maria

30 de março de 2013 às 16h36

Por mais que não queira entendo Azenha. Chega uma hora q dá um desânimo danado. Dilma e esse tal do Bernardo e outros tantos do PT morrem de medo do PIG. Eles esquecem que quem garantiu a reeleição de Lula e a eleição de Dilma foram os blogs sujos e seus seguidores, multiplicando para milhões de pessoas a verdade dos fatos que o Pig tentava esconder. Se não fosse esse movimento, a lavagem cerebral feita pelo PIG teria tido êxito. O grande problema é q o PT se tornou muito prepotente e se considera autosuficiente. Vão quebrar a cara. Aqui em Salvador o impossível aconteceu, o DEM ganhou as eleições, graças tb ao medíocre desempenho do governo Wagner.
Espero que Azenha não jogue a toalha e qq movimento para ajuda-lo to dentro, agora q entendo ele, ah isso eu entendo. A inércia e covardia do PT são irritantes, frustantes e desanimadoras. 2014 tá chegando, espero q eles não queiram pagar p ver. ..

Responder

Urbano

30 de março de 2013 às 16h35

Desde o início que senti nele esse cheiro de escaterina, que os da oposição ao Brasil detêm. Agora fechar o Viomundo é o pior caminho… Será que em se fazendo uma campanha, na própria blogosfera, a fim de arrecadar fundo não resolveria? Agora essa conversa de vespeiro, nos deixa como os covardes da América Latina, com direito a faixa e cetro. Isso é muito ruim…

Responder

alcides

30 de março de 2013 às 16h32

Paulo Bernardo está trilhando o caminho já percorrido por Palocci. Irá para o mesmo lugar. Será o prato principal de uma das festas da grande mídia.

Responder

bento

30 de março de 2013 às 16h25

Azenha.

Vão fechar meu blog preferido?

Mais uma decepção no amadurecimento desse país continente…os ex-sindicalistas saíram da senzala para a casa grande…é a sina desse povo…

Responder

jaime

30 de março de 2013 às 15h56

Dos sites que valem a pena este é o primeiro da lista (curta, aliás). Mas se tivermos calma nesta hora, penso que podemos transformar o problema em oportunidade e aproveitar para criar um empreendimento de mídia realmente independente, via contribuição de todos os que querem informação verdadeira e de qualidade. Assim, feito uma assinatura da Veja… Não está cheio por aí de trouxas que pagam para serem enganados semanalmente? Não existe almoço de graça, não é isso? Então vamos contribuir para mantermos um canal de informações que merecem ser lidas, que orientam, informam, nos dão rumo e norte. Um canal que não depende do Estado, tampouco da iniciativa privada. Como a BBC. Pensem e depois me mandem o carnet.
Em tempo: o falecido Fritz Utzeri foi pioneiro e tinha um jornal virtual assim, via contribuição; mas não era tão abrangente quanto o Viomundo e Fritz (que agora morto não pode se defender) que me perdoe, mas ele era privatista e por isso não fiz mais questão de manter minha assinatura.

Responder

Messias Franca de Macedo

30 de março de 2013 às 15h44

… O Paulo Bernardo é um homem do sistema! Para um carreirista, o status quo é perfumaria, adorno para um mundo do qual ele é um beneficiário, e ponto final! Ponto final, vírgula(!): não serão os Paulos Bernardos e os (In)Felicianos da vida (S)errante que nos irão indicar o caminho, as formas da lídima luta civilizatória!…

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO [depende de nós!]
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Isidoro Guedes

30 de março de 2013 às 15h28

Lastimável que um governo nominalmente de esquerda tenha elementos do naipe desse tal Paulo Bernardo fazendo o jogo de corporações jornalísticas anti-populares. O que faz este senhor no PT e no governo? Ou mudaram o PT e o governo? Por que o estrangulamento da mídia alternativa? Ou será que somos todos idiotas e Dilma, Eduardo Campos, Marina, Aécio são todos farinhas do mesmo saco? E o que faremos com nosso voto se parece que todos estão se direitizando?

Responder

    Admar

    30 de março de 2013 às 19h38

    será que O homem tem rabo preso com a midia?

maria olimpia

30 de março de 2013 às 15h01

Toda a minha solidariedade ao Azenha e a todos blogueiros sujos, se algo tiver que ser feito, contem comigo!
Muito triste este artigo, passou da hora deste ministro dar o fora, ele e os demais que se renderam!

Responder

abolicionista

30 de março de 2013 às 14h55

Para mim deu. Nunca achei que diria isso, mas votarei nulo nas próximas eleições e digo mais:

Fora Dilma! Fora presidenta que fa o jogo dos poderosos e dos barões da TV e dos jornalões.

Farei campanha contra a reeleição de Dilma e convencerei o máximo de pessoas que puder a anular o voto.

A democracia deve prevalecer…

Responder

    FrancoAtirador

    30 de março de 2013 às 16h54

    .
    .
    Calma aí, meu caro abolicionista.

    Se não quer votar no PT, não vota.

    Mas anular o voto e, além disso,

    fazer campanha contra Dilma

    não fará prevalecer a Democracia.

    Eu estou pensando em votar no PCO.
    .
    .

    abolicionista

    31 de março de 2013 às 13h52

    Pode ser, Franco. Talvez você tenha razão. Contudo, ainda que pensando estrategicamente, acho que chegou a hora chamar o governo às falas. Como fazer isso? A única chance de que o governo mude um pouquinho os rumos de sua política de informações é ele sentir que está perdendo votos. Além disso, eu realmente acho que o governo Dilma, com essa postura, está jogando contra o país.

    Quanto ao PCO, vou procurar conhecer melhor as propostas…

    Um abraço!

    FrancoAtirador

    31 de março de 2013 às 19h10

    .
    .
    Sensato, caro abolicionista. Muito sensato.

    Um abraço camarada e libertário.
    .
    .

FrancoAtirador

30 de março de 2013 às 14h43

.
.
GLOBO, GOVERNO & PETROBRAS, TUDO A VER…

Acabei de flagrar numa mesma página do jornal O Globo online:

(http://oglobo.globo.com/economia/corte-historico-nos-eua-7986177)

Responder

Mario Silva Lima

30 de março de 2013 às 14h28

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, mas se juntar o bicho corre!
Então, estamos esperando o quê?

Responder

    Mário de Oliveira Pinheiro

    31 de março de 2013 às 01h38

    É inaceitável a postura “autômana” do ministro Paulo Bernardo face aos questionamentos que a sociedade lhe tem feito.Mais inaceitável o alheiamento do PT que tem por obrigação vir a público e informar à população qual é a posição real do governo face a uma proposta de regulamentação da mídia.A posição da presidenta Dilma deve ser bem clara e tornada pública face a essa matéria vital para democracia e a governabilidade.Não contamos, já é claro, com qualquer ação nesse sentido no senado, parlatório de “nobres”, em que a oposição é exercida por opositores legítimos,por parlamentares de partidos da “base de apoio”, escancaradamente, somados à leniência de outros senadores do próprio partido, com algumas excessões.Na câmara, a pusilaminidade é assustadora.Dilma, que sabe como poucos da importância vital da política na política, precisa dar sinais mais claros que tem o norte da política e que não oferece cais para a barca dos “serginhos”.Sabe também que é nos blogs, na mídia alternativa, que a população não alienada pela mídia partidária dos barões, se manifesta sinceramente e já revela um certo ceticismo.Democracia é transparência´.Todos sabemos.

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 10h35

    Pois é, até o Se (erra) já anda falando em estelionato eleitoral. Logo ele, um dos capachos-mor do regime casa-grande-braZil-eterna-senzala. Logo ele. Heim?!! PT??? Onde? Quando? Como?
    _____________________________________________
    E haja REALPOLITIK pra dar conta desse recado; dessa mala neoliberal que ora se apresenta como Hibernandolitik.

francisco niterói

30 de março de 2013 às 14h23

Recentemente, estava numa roda de conversa e ouvindo elogios a dilma, especialmente a certos atos dela. Um chegou a dizer: “é isso aí, nada de MST, nada de censura na imprensa pra acobertar corrupto”.

Apos ouvir barbaridades, disse: ” a dilma é tudo isso que vcs estao dizendo mas eu a acho acima de tudo uma burra. Vcs a elogiam mas na hora da eleicao votarao no aecio, e eu, que votei nela, votarei nulo”.

E um deles, que dizia que poderia votar nela em 2014 ( votou no serra em 2010), disse: “se ela continuar assim, voto nela, a nao ser que aparecam muitos escandalos”. Este é o projeto da midia. Ou seja, o que a midia quer é que dilma se pareça com aecio para que tanto faz votar em um ou outro, ou no dudu. Dessa forma o diferencial deixa de ser politicas publicas e passa a ser a politica udenista. E ai adivinhem o que a midia fara? Pois é, e é nessas horas que a DILMA e asseclas correm pros bracos da blogosfera, dos movimentos sociais, etc.

É por isso que eu ja me decidi: VOTO NULO EM 2014. ACONSELHO A TODOS DA BLOGOSFERA MUITA ATENCAO TB AOS ASSEDIOS DA GLEISI HOFFMAN EM 2014. NESTE CASO DO PARANA (NUNCA PENSEI QUE FOSSE UM DIA DIZER ISSSO), DERROTAR ESSA SENHORA É FUNDAMENTAL.

Responder

    simas

    30 de março de 2013 às 20h57

    Infelizmente, estou pensando de forma mto semelhante… Desde o fiasco, na CPI do “cachoeira”, achei q não dava, mais, pra sustentar com meu voto, quem não presta. Eu meus negócios particulares, uma vez, olhava com certo ar acolhedor, um colega bom de trabalho; o cara merecia uma oportunidade; e a oportunidade foi-lhe conferida. Não por minhas mãos; porém, com meu entusiasmo. Isso, até q descobri q o gajo começou a ostentar, além do imaginável. Passei a trabalhar com dedicação para derrubá-lo. Atualmente, o trabalho está concluído… O fulaninho voltou às origens.
    Então, realmente, não dá continuar votando na Dona Dilma. Impossível, concordar com a covardia do “caso cachoeira”; não dá pra fingir q não se vê, a entrega do pré-sal e da Petrobrás, aos pouquinhos; inimaginável engolir o “final feliz” da privatização das telecomunicações…
    Particularmente, dentro de meus limites intelectuais, não entendo como não se enquadrou uma “organização, mafiosa, grobu”, no caso dos 18 minutinhos, véspera das eleições… Pq, quem tem o nível de aceitação pública como a Dona Dilma, não pode e não deve ter medinho de uma oposição, política, brasileira; ‘inda mais, qdo essa oposição trabalha por Washington. Ora, nem as CA’s se atrevem a encostar em Dona Dilma, a dona de uma aprovação, popular, total… Q negócio e´esse, então, de não fazer o seu trabalho; o trabalho para o qual foi eleita? Ainda se fosse medo de baratas…
    Outra coisa: as políticas postas em prática pelo PT, no executivo, foram iniciadas num momento, ímpar, do cenário financeiro-econômico, mundial. Naquela época, o Poder Central estava atento em suas artimanhas, políticas, pra falir o mundo, desde a própria casa… Aquilo, de “mão invisível”, precisava, urgente, de uma… mãozinha. E, dessa forma, o seu quintal, aqui, foi deixado de lado, o suficiente, pra ensaiar saídas, libertárias, políticas. Mas, agora, estamos vendo, isso, mesmo, uma retomada do domínio político; com as atividades, “extra-classe”, da mídia, maldita e mafiosa… E a Dona Dilma não faz, nada. Assiste aos movimentos à níveis terroristas, com tentativas de evoluir em Políticas de Governo, se movimentando pra incrementar os investimentos em infra-estrutura… Até abaixou os juros; e foi acompanhada por resposta da mídia, canalha, com a patranha da falta de confiança dos investidores, num longo-prazo… Somente Deus irá investir, aqui no Brazil, com “z”. Talvez, por isso, seu repentino entusiasmo em aderir ao novo Papa…
    Mas, até agora, meu voto está em suspense… Imagino q, aquela gente da “pegada”, na hora do pega pra capar, nem compareça… de saco cheiro, q está.
    Desculpem-me

MariaC

30 de março de 2013 às 14h14

1) Não ficarmos estressados no feriado. Acalmarmo-nos.
2) Tirar a limpo a coisa.
3) Nada que um bom advogado não explique ou defenda.
4) Enfim se for verdade, é o começo do fim de minhas esperanças. Casso por antecipação meu eventuais votos em Dilma, em Lula, no PT, no etc. Meu voto mais acertado ultimamente foi em Ssilvia Ferrari em Campinas.PSTU.

Responder

RicardãoCarioca

30 de março de 2013 às 14h04

Ok, rios de dinheiro para o PiG bater com menos força no governo? Imprensalão para a carcada ser menos dolorida? Síndrome de Estocolmo? Revival dos tempos de tortura? Ou não é nada além da máscara sendo retirada?

Responder

Fabio

30 de março de 2013 às 14h02

A Presidenta é uma covarde, uma marionete da Globo e da Veja.

Responder

Márcia

30 de março de 2013 às 13h58

Saudades do Franklin!

Responder

Gerson Carneiro

30 de março de 2013 às 13h52

Às vezes parecia
Que de tanto acreditar
Em tudo que achávamos
Tão certo…

Teríamos o mundo inteiro
E até um pouco mais
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços
De vidro…

Mas percebo agora
Que o teu sorriso
Vem diferente
Quase parecendo te ferir…

Não queria te ver assim
Quero a tua força
Como era antes
O que tens é só teu
E de nada vale fugir
E não sentir mais nada…

Às vezes parecia
Que era só improvisar
E o mundo então seria
Um livro aberto…

Até chegar o dia
Em que tentamos ter demais
Vendendo fácil
O que não tinha preço…

Eu sei é tudo sem sentido
Quero ter alguém
Com quem conversar
Alguém que depois
Não use o que eu disse
Contra mim…

Nada mais vai me ferir
É que eu já me acostumei
Com a estrada errada
Que eu segui
E com a minha própria lei…

Tenho o que ficou
E tenho sorte até demais
Como sei que tens também…

Responder

    RicardãoCarioca

    30 de março de 2013 às 13h59

    Amigo, menos poesia e humor e mais ação, ok? Nos ajude a clicar em todos os banneres de propaganda todas as vezes que vier aqui no blog. Isso sim, seria uma ajuda mais concreta.

    Gerson Carneiro

    30 de março de 2013 às 14h38

    “Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás.”

    Che Guevara.

    Nedi

    30 de março de 2013 às 15h53

    o poder da blogosfera é do povo e por ele deve ser exercido…por que não criar um fundo com a ajuda dos “seguidores sujos”?

    Leila Brito

    30 de março de 2013 às 16h54

    Obrigada, Gerson Carneiro…

    A ARTE da poesia, e especialmente a ARTE do Cordel, é uma forma COMPETENTE de se protestar politicamente, pela força da sutileza de sua proposta. Mas, infelizmente, o baixo nível intelectual do Povo Brasileiro não os permite alcançar esta verdade.

    Parabéns pelo sensível poema.

    Abraços…

    FrancoAtirador

    30 de março de 2013 às 16h59

    .
    .
    Ô, RC, não é hora para agressão.

    Menos desespero e mais lucidez

    é o que se precisa no momento.

    Vâmo com calma que a gente chega lá.
    .
    .

    lelezinha

    30 de março de 2013 às 20h49

    Parabéns pela sua habilidade de saber protestar em forma de poesia…saiba que é a forma mais eficiente e eficaz de atingir as pessoas….

    Alvaro

    31 de março de 2013 às 10h53

    Não é um poema qualquer…. É uma música do Legião Urbana, Andrea Doria.

    Linda…

    O Wagner Moura disse q é a sua predileta.

    E eu acho q a música tem tudo a ver para diminuir a amargura desse momento.

    ()

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 12h02

    Então, Gerson? Quem batalha à luz do sol sabe que está sujeito a isso: ao livre fluir do tempo e a viver intensamente.
    ____________________________________________
    Campos iluminados produzem batalhas mais difíceis; mais movimentadas; mais sofridas. No entanto, prezado Gerson, é aí que se encontra o ambiente predileto daqueles que sabem que vão morrer um dia; é o ambiente predileto dos sábios e dos heróis.
    ______________________________________________
    Já notou que tem gente que só age nas sombras? Pois é, a maioria dessa gente é constituída por falsos heróis; é gente que só se suporta porque diuturnamente se submete a um dado ritual de auto idolatria, como se pequenos deuses fossem.
    _______________________________________________________
    Solidarizo-me com o valoroso Jornalista e Guerreiro da Luz Luiz Carlos Azenha. E, interessante, não me sinto triste pela situação, não. Estou certo de que já o vi, honradamente, superar momentos bem mais difíceis.

Rubinho da Divinéia

30 de março de 2013 às 13h51

“#Miro: #1964 #PiG http://www.conversaafiada.com.br/pig/2013/03/30/miro-1964-foi-a-obra-prima-do-pig/#.UVb-0YG5U6I.twitter …”
CF/88,Artº 223,&5º, Cumpra-se!
A internacional Capitalista,de Rene Armand Dreifuss. Esclarecedor.
“Não se abandona companheiro de luta pela estrada afora”.

Responder

José BSB

30 de março de 2013 às 13h49

O PT engavetou a projeto do novo marco regulatório da mídia para agradar, somente, às organizações globo. O governo estende uma espécie de bandeira branca ao núcleo duro do jornalismo global. Trata-se de clamoroso equívoco. A família marinho considera o PT o quinto cavaleiro do apocalipse e nada indica que a empresa descansará enquanto não reconduzir a oposição à presidência da república.
Não hesitarão em inventar uma nova “tapioca” ou “aloprados” para detonar a reeleição da Dilma.
Mas o ministro das comunicações é do “bem”.

Responder

Gerson Carneiro

30 de março de 2013 às 13h45

E lembrar que o Paulo bernardo chegou até a participar do “Na Varanda” com a gente… Judas Iscariotes.

Responder

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 18h07

    É… fisicamente na varanda. A alma dele, no entanto, estava bem longe dali. Tava de menage a trois com os fantasmas que comandam o sistema financeiro e com os fantasmas que comandam o pensamento único global. E não satisfeito, volta e meia, dava uma pincelada na mosca azul.
    _________________________________
    Mas… é impossível que ele não obedeça a uma dada estratégia. Impossível que ele não saiba o que fizeram com os nossos dois Zés. Impossível.
    _____________________________________
    Bom, a não ser que ele jamais tenha tido ou representado um mínimo que fosse de risco ao esquemão neoliberal da extrema direita que alicinadamente pretendia [e ainda pretende] dominar o mundo.

Eu e o Google contra a Rapa

30 de março de 2013 às 13h44

E onde fica a Dona Dilma nisso tudo?

Responder

Angela Liuti

30 de março de 2013 às 13h33

A noticia está no pig como das mais lidas (mais lidas? duvido), que o jornalisa Luis Carlos Azenha, perdeu ação e foi condenado a pagar 30 mil reais ao …. da globo. Porém o que se sabe é que é uma sentença em 1ª instância e que o amigo blogueiro ainda pode recorrer,confere? Porque não esclarecer melhor esta questão, aqui?

Responder

FrancoAtirador

30 de março de 2013 às 13h21

.
.
O Grupo MíJEL (Mídia, Judiciário, Executivo e Legislativo)

fechou-se num grande círculo político vicioso e viciado.

E o Povo, do lado de fora, assiste tudo passivamente pela TV.

A blogosfera de esquerda é apenas um ponto fora da curva.

Mas, neste momento histórico, é a única que pode romper

a Bolha do Atraso, onde se aloja a Banda Podre do Brasil.
.
.
Uma grande Bolha do Atraso que se formou ao longo de séculos de espoliação

e que assola o Estado Brasileiro em todas as áreas do território nacional,

em todas instâncias de poder, em todas as esferas públicas e privadas,

em todas as instituições políticas, econômicas, financeiras e sociais,

subjugando a massa trabalhadora brasileira ao reduto da necessidade

e restringindo o campo de ação popular a um espaço particular reservado

distante das decisões dos poderosos que determinam o destino da Nação.

Os trabalhadores sobrevivem para trabalhar, não trabalham para viver,

enquanto dentro da Bolha se regozijam os latifundiários e os banqueiros,

e os “avizinhados” corretores, consultores, rentistas e especuladores,

Bandidos de Mídia, [email protected], editorialistas, analistas, especialistas,

todos sugando a riqueza material e humana dos que estão do lado de fora

esperando ilusoriamente a vez de entrar para dentro dessa mesma Bolha.

Quem se habilita a estourar a Bolha do Atraso e extirpar a Banda Podre?
.
.

Responder

nadja rocha

30 de março de 2013 às 13h14

Minha nossa! Isso é desastroso

Responder

J Souza

30 de março de 2013 às 13h08

Se a gente ficar sem o Viomundo, sem o Escrevinhador, sem o Luís Nassif Online, sem o Diário do Centro do Mundo, sem a Carta Maior, sem o Opera Mundi, o que vamos fazer?
Vamos ficar sujeitos às “notícias” baseadas em meias-verdades da Folha, da Veja e da Globo.com?
Lá veremos o que pensam os sindicatos, o MST, o Sem-Teto?
Ou na mídia-esgoto só ouviremos o coro dos financistas pedindo mais desemprego e mais juros?
O Brasil já é muito injusto, mas tirar de nós o direito de poder ler alguma coisa de qualidade tornaria o sacrifício de morar neste país tão desigual ainda maior!

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

30 de março de 2013 às 13h03

É preciso denunciar os desmandos, sem ser usado!

Um movimento de solidariedade financeira não teria condições de manter o VIOMUNDO?

Responder

Fabio Passos

30 de março de 2013 às 12h56

O rabo felpudo deste ministro paulo bernardo repousa nas garras do PiG e das teles.

Que saudades do Brizola!

Responder

sergio m pinto

30 de março de 2013 às 12h48

De fato, o Azenha não pode ficar sozinho. Ele ficando, de certa forma também ficaremos.
A questão é: como podemos reverter esse quadro?

Responder

    Ronaldo Curitiba

    30 de março de 2013 às 14h35

    Minha humilde opinião: enquanto não houver um protesto de rua, mínimo que seja, com faixas citando textualmente e destacadamente o PT e o mini ministro hibernardo, não acontecerá nada.

    Um protesto como este estará blindado, por razões obvias, de ser aproveitado pela mídia canalha em prejuízo do PT. Mas irá alertar este partido adormecido de que o movimento da sociedade pela Liberdade de Expressão está se ampliando e irá incomodar os gatos gordos da sua direção.

    Quanto à Dilma, esqueçam. De onde não se espera nada é de onde não vem nada mesmo. Mas dou razão a ela para não mexer neste “vespeiro”. Ela já enfrentou dragões demais. Quem sabe depois de 2014. Só acho que ela deveria parar com esta afirmação infantil de que o melhor solução para a falta de Liberdade de Expressão é o controle remoto.

    Eu já decidi: em 2014 vou de Dilma na cabeça e o resto vou de PCdB. Este partido é o PT ontem. Combativo e progressista. Se quando ele crescer ficar como o PT e o PSB, acharemos ou criaremos outro.

    Vamos a luta povo brasileiro!

    Tagore Ntnszr

    30 de março de 2013 às 22h07

    Ronaldo, eu creio que não deve ser o PT o alvo a ser responsabilizado. É a presidente, ela está na moita, enquanto o circo pega fogo. A blogosfera no calvário e ela na moita, fazendo conchavos com o PIG. Ela faz parte dos golpes que estamos sofrendo. Até o dia que o golpe maior for declarado e ela garantir seu posto. O que o Bernardo está fazendo tem o aval dela. Vamos para a rua sim, mas exigir dela a democracia e a regulação das mídias. Ela está tentando enganar, e talvez esteja conseguindo. Olha os números da “aprovação”. Sem o aval dela o Bernardo não atacaria o próprio PT.

    Julio Silveira

    31 de março de 2013 às 10h59

    Desculpe Ronaldo, minha resposta é dirigida ao Tagoré.
    Prezado Tagore, o PT a muito desistiu de ser o PT(talvez nunca tenha sido). Pelo menos aquele que eu esperei e acreditei que seria e que tu da indicações de ainda acreditar ser. Te digo isso, com base em minha memória. Você há de se lembrar quando o ainda candidato Lula, ao perceber que o partido lá no Espirito Santo se voltou contra atos semelhantes aos atuais, tomados pelo governador petita a época, se não me falha a memória o Vitor Buaiz, quando pronunciou a seus aliados que haveria de remover de dentro de seu partido aqueles que agiam daquela forma, por que via neles um obstaculo a sua candidatura, alguns hão de se lembrar. Pois é amigo, seguiu-se a declaração para mim chocante de não ser esquerda, a carta aos brasileiros, não necessáriamente nessa ordem. Evidentemente, meu caro, essas pessoas jogam com a falta de memória de muitos brasileiros, que costumam ver coerencia em palavras, reforçadas por migalhas distribuidas a um povo faminto por uma nova ordem cultural que não vem, e provavelmente não virá. Por que? por que somos um povo de fé? Não me pergunte mais, o Azenha é uma prova viva do quanto se recebe, dessa turma, por ter fé em mudanças culturais.

    Nedi

    30 de março de 2013 às 15h55

    o poder da blogosfera é do povo e por ele deve ser exercido…por que não criar um fundo com a ajuda dos “seguidores sujos”? Somos muitos se quisermos nos unir de verdade.

Paulo (BH-MG)

30 de março de 2013 às 12h36

Com a palavra a Presidenta! Que tem a dizer ao povo?

Responder

    FrancoAtirador

    30 de março de 2013 às 18h04

    .
    .
    O ministro dos meios de comunicação

    Quem alimentava esperanças de assistir no Brasil a uma discussão séria e fundamentada sobre a atualização das leis de comunicação pode desistir. O último projeto elaborado pelo governo, obra do ex-secretário Franklin Martins ainda no governo Lula, foi enterrado oficialmente pelo atual ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Em entrevista recente a O Estado de S. Paulo, Bernardo não deixou dúvidas: o governo Dilma não está disposto a bancar a regulamentação da mídia nem a considera necessária. “Temos de discutir menos apaixonadamente essa questão da mídia. Entendo que a democracia brasileira pressupõe mídia livre e liberdade de expressão. Não queremos mudar isso”, afirmou o ministro, numa platitude bem ao gosto dos donos dos meios de comunicação, embora desprovida de qualquer conteúdo. O ministro não é bobo e deveria saber: quem normalmente alerta para os efeitos deletérios do oligopólio midiático existente no País deseja mais e não menos liberdade. E não somente liberdade concentrada nas mãos de uns poucos.

    O sistema de regulação no Brasil, cuja principal regra, a lei de radiodifusão, foi criada nos anos 1960, estimula a lei da selva, em que prevalece a vontade dos mais fortes. Contém vícios do passado e não resolve impasses do presente. Não há impedimento à propriedade cruzada, o que estimula os monopólios, licenças são negociadas ao arrepio da Constituição, o que explica o aumento do proselitismo religioso eletrônico, e políticos permanecem livres para ser donos ou sócios de emissoras de rádio e tevê, uma afronta ao jogo democrático. Fora isso, as mudanças tecnológicas em curso, com o crescimento da internet e a convergência (hoje se pode ler um texto jornalístico ou assistir à tevê no celular e no computador) exigem por si só uma rediscussão dos marcos regulatórios do -setor. Nada disso tem a ver com censura, ao contrário do discurso conservador e conveniente a quem opera sem nenhum freio.

    Essas constatações tão simples parecem insuficientes para comover Bernardo. E dá-se assim, por meio de suas mãos, uma morte semelhante, por asfixia, do debate igualmente enterrado no governo Fernando Henrique Cardoso, que chegou a preparar em vão três marcos regulatórios do setor.

    *Leia matéria completa na Edição 742 de CartaCapital, já nas bancas

    http://www.cartacapital.com.br/destaques_carta_capital/o-ministro-dos-meios-de-comunicacao/

    FrancoAtirador

    30 de março de 2013 às 18h50

    Mário de Oliveira Pinheiro

    31 de março de 2013 às 01h59

    Tendo em vista a distância enorme, mesmo se existisse uma “pior” Dilma, fica muito difícil entender um a declaração de dúvida entre o voto em Dilma e os candidatos que a mídia vai “oferecendo”. A não ser que os adversários e a mídia manipuladora ofereçam alguma “promoção”(?).


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.