VIOMUNDO

Diário da Resistência


Rodrigo Vianna: O sufoco na blogosfera de esquerda
Denúncias

Rodrigo Vianna: O sufoco na blogosfera de esquerda


29/03/2013 - 18h47

As ações judiciais impetradas por veículos de comunicação tradicionais contra jornalistas, blogueiros e ativistas de rede têm aumentado e ganhado mais visibilidade nos últimos anos. Essa postura, que fere o direito constitucional do exercício da livre opinião, será tema  do evento “Liberdade de Expressão e Judicialização da Comunicação – No Dia da Mentira Queremos a Verdade”, que será realizado no dia 1o de abril, segunda-feira, às 19 horas, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais – SJPMG (Av. Álvares Cabral, 400. Centro). Aberto ao público, o encontro é uma iniciativa do Comitê Mineiro do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC-MG).

Para compor a mesa, foram convidados o jornalista e blogueiro Rodrigo Vianna; o Cientista Político e professor do Departamento de Ciência Política da UFMG, Juarez Guimarães; e o Conselheiro da OAB/MG, advogado e professor, José Alfredo Baracho Júnior. O debate será mediado pela jornalista, doutoranda em Ciência Política e professora da Fumec, Ana Paola Amorim.

A Judicialização é vista por alguns professores de Direito, estudiosos e juristas – dentre outros – como o modo mais rápido de efetivar direitos. Outros acreditam que a Judicialização ultrapassa os limites de cada poder, “criando” um poder Judiciário baseado no fazer político, desvirtuando sua principal característica que é a função de guardiã da Constituição Brasileira.

O FNDC-MG defende a segunda posição, aquela que realmente assegura o direito de opinião e a livre manifestação de pensamento, ou seja, a verdadeira liberdade de expressão.

Esse encontro dá continuidade às atividades da campanha “Para Expressar a Liberdade – Uma nova lei para um novo tempo” < http://www.paraexpressaraliberdade.org.br/>, cujo lançamento em Minas aconteceu em novembro do ano passado na sede do Sindicato dos Jornalistas.

Entenda a campanha

Iniciativa do FNDC, a campanha “Para Expressar a Liberdade” foi lançada nacionalmente no dia 27 de agosto de 2012, data em que o Código Brasileiro de Telecomunicações (CBT) completou 50 anos. Essa lei, que regulamenta o funcionamento das rádios e televisões no Brasil, não sofreu nenhum tipo de adequação em meio século de existência, deixando de acompanhar os avanços políticos de nosso país e de contribuir com a pluralidade.

Leia também:

Justiça conclui que Ali Kamel não manda na Globo

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Wendel

03 de abril de 2013 às 17h29

Ao amigo Azenha;

“Há homens que lutam um dia e são bons,
há outros que lutam um ano e são melhores,
há os que lutam muitos anos e são muito bons.
Mas há os que lutam toda a vida
e estes são imprescindíveis”.
Bertold Brecht

Responder

Judicialização e asfixia econômica dos blogs | andradetalis

01 de abril de 2013 às 22h57

[…] Rodrigo Vianna: O sufoco na blogosfera de esquerda Share this:CompartilharImprimirTumblrEmailDiggGoogle +1Curtir isso:Curtir Carregando… […]

Responder

celso

01 de abril de 2013 às 17h57

Vamos bota! a mão no bolso, porque do contrário não teremos o mínimo de verdade. Vocês bloqueiros “sujos” criem um novo modelo na qual possamos colaborar financeiramente e nos lambuzemos muito, muito dessa sujeira que faz bem pra alma.E logo!!!!

Responder

Denise

01 de abril de 2013 às 16h38

Pra você Rodrigo, o mesmo que falei pro Azenha: não faz isso! Precisamos dos chamados “blog sujos” para sermos informados do que REALMENTE, acontece no país. Se vierem usando a (in)justiça para atacar vocês no bolso, podemos fazer uma vaquinha e ajudarmos a pagar. Precisamos dos “blogueiros sujos”, especialmente agora que vão tentar vencer no STF as eleições de 2014 antes delas acontecerem, pois sabem que no voto não vencem, pois não queremos votar a ser gado e a viver a miséria que viviamos antes de 2003.

Responder

Mário SF Alves

01 de abril de 2013 às 14h44

O inimigo é o neoliberalismo. O inimigo é o neonazismo travestido de neoliberalismo; o inimigo é o Estado Mínimo; é o salve-se quem puder embutido no receituário neoliberal. O inimigo é a fome [de cidadania] de milhões de crianças nascidas num País “imoralmente” tão rico. O inimigo são todos os inimigos da Democracia.
________________________________________________
O inimigo é o conjunto de forças que sustentam o deplorável e secular regime casa-grande-braZil-eterna-senzala. O inimigo é o 1% dos antissocialmente ricos que ditatorialmente impõem sua realidade e concepção de mundo aos 99% alijados da comunhão democrática. O inimigo é aquele que só respeita a realidade imposta por ele; e que só entende como verdade a verdade que interessa a ele; e que somente entende como democrática a ordem que emana da democracia imposta e tutelada por ele.
__________________________________________________________
E o inimigo será tão mais poderoso quanto mais poderosas e exclusivas forem as armas usadas na imposição de sua exclusiva e particular realidade.
_________________________________________________________________
Blogs sujos do mundo inteiro: uní-vos! Uní-vos e multiplicai-vos!

Responder

lulipe

30 de março de 2013 às 18h46

Para os petistas e agregados justiça boa é só aquela que atende seus interesse, caso contrário…..

Responder

    Adma

    30 de março de 2013 às 19h28

    E aí, Sr. “defensor da liberdade de imprensa e de expressão”, o que tem a dizer disso? Da censura imposta pela GLOBO a um jornalista? Não era o PT que queria calar a “imporensa livre”?

    Luís Carlos

    30 de março de 2013 às 23h41

    Lulipe está comemorando a censura da Globo ao Viomundo? Quem afinal é contra a liberdade de expressão no país? A Globo que Lulipe defende certamente não apóia a liberdade de expressão e de imprensa.

    lulipe

    31 de março de 2013 às 00h05

    Você, como sempre, sendo reprovado em interpretação de texto.Em momento algum comemorei nada, apenas disse que para os petistas, incluídos alguns blogueiros progressistas, seja lá o que isso signifique, justiça boa é aquela que satisfaz suas demandas, caso contrário, é parcial, vendida, a serviço dos ricos blá blá blá.Quando o PHA, para ficar em apenas um exemplo,ganha uma causa contra qualquer “inimigo”, passa uma semana comemorando em seu blog enaltecendo a justiça, advogados e tudo o que tem direito, mas quando perde aí a coisa muda de figura.Entendeu ou preciso desenhar???

FrancoAtirador

30 de março de 2013 às 16h00

.
.
ALI KAMEL E A CENSURA “LEGALISTA”

Por Alexandre Figueiredo, no Mingau de Aço

Na semana passada, o blogueiro e jornalista Luiz Carlos Azenha foi condenado a indenizar o Diretor de Jornalismo e de Esportes da Rede Globo, Ali Kamel, no valor de R$ 30 mil reais, por uma suposta campanha difamatória na qual Kamel é acusado de ser o “todo-poderoso da Globo”.

Kamel anda chorando na Justiça e arrancando algumas vitórias por causa disso. A julgar pelo que a Justiça entende dos processos que Kamel e seu advogado lançaram contra blogueiros, ele é apenas um jornalista membro de uma equipe editorial que pretende transformar o jornalismo da Globo num processo transparente e objetivo, na qual a imparcialidade e o interesse público seriam respeitados.

Só que sabemos que a coisa não é assim e Kamel pretendia, com tais processos, arrancar mais de R$ 100 mil reais, pelo menos, dos cinco blogueiros que processou: Paulo Henrique Amorim, Luís Nassif, Luiz Carlos Azenha, Sr. Cloaca e Marco Aurélio Mello. O processo contra este foi “comemorado” até pela revista Veja.

A Globo é famosa pelo seu jornalismo ao mesmo tempo domesticado e conservador, em que não obstante assume posições contrárias aos interesses públicos, quando elas ferem interesses associados ideologicamente ao capitalismo neoliberal. É evidente que a Globo não tem a virulência de Veja, por exemplo, mas seu conservadorismo já mostrou pontos bastante delicados.

É o caso da edição de imagens sobre o massacre de Eldorado dos Carajás, em 1996. A impressão que se dava, através da versão do Jornal Nacional, é que um bando de agricultores arruaceiros armados de foices e facões ameaçava a polícia que, pacificamente, tentava fazer a segurança do local e teve que atirar contra os manifestantes, exterminando vários deles.

Só que o fato que realmente aconteceu foi a repressão policial, a bala, a uma manifestação de trabalhadores rurais, históricas vítimas da precarização do trabalho e da opressão coronelista. Só depois a visão pró-policialesca do massacre de Eldorado dos Carajás foi minimizada, com reportagens “corretas” sobre julgamento e condenação de envolvidos.

Ali Kamel acha que está fazendo um bem para a humanidade promovendo um jornalismo asséptico, em que a espetacularização da informação é a sua caraterística maior. E não gosta quando é largamente criticado, sobretudo por jornalistas que haviam trabalhado na Globo e mudaram de plano ideológico, agora fazendo pesadas críticas a ele.

Kamel parece não ter senso de humor, e sozinho faz o mesmo que a Folha de São Paulo faz contra os irmãos Mário e Liro Bocchini. Usa alegações “justas” para mover tais processos, numa censura “legalista” contra a blogosfera. Os blogueiros processados, todos, já enviaram recursos contra as sentenças.

Em seus processos, Kamel rebate Mello por acusações ofensivas de cultivo de drogas. Rebate Sr. Cloaca e Rodrigo Vianna por comentários irônicos sobre a homonímia entre ele e um ator de pornochanchadas. Rebate Luís Nassif porque ele criticou duramente Kamel por um artigo em que este defendia cegamente o capitalismo.

Além disso, condenou Paulo Henrique Amorim pelas piadas que ele fazia em relação ao livro de Kamel, Não Somos Racistas (Ed. Record) e condenou Luiz Carlos Azenha por ele ter dito que Ali Kamel é o “todo-poderoso do jornalismo da Globo”, sob a alegação, neste caso, de que Kamel não tem poder algum e que é apenas um integrante de uma equipe editorial e de uma cúpula de televisão.

Observando a fundo, não há motivo algum da Justiça dar causa a Kamel. Mas nós temos uma Justiça que mais parece ser refém da visibilidade dos detentores de poder. Existem dúvidas sobre o desfecho dado ao caso do “mensalão” sem investigações aprofundadas, independente de os acusados terem ou não se envolvido no esquema de corrupção de Marcos Valério.

Infelizmente, a grande mídia cria seus outros canais de expressão de poder. Tenta cooptar jovens através de “rádio rock” em São Paulo, tenta criar programa em TV educativa, tenta usar a Justiça para defender seus interesses. Entre oportunismos e censuras, os barões da mídia usam todos os artifícios para se manterem no poder, resistindo como podem às mudanças que acontecem no nosso país.

O problema é que, neste cenário propício para a regulação da mídia, o governo Dilma Rousseff nem sequer sinaliza com promessas. Deixa a mídia ladrar e morder e ainda dá gorjeta. A blogosfera e a mídia alternativa é que acabam sofrendo com isso.

(http://mingaudeaco.blogspot.com.br/2013/03/ali-kamel-e-censura-legalista.html)

Responder

Ronaldo Curitiba

30 de março de 2013 às 15h08

Vamos transformar um limão em uma limonada. Vamos às ruas lutar pela Liberdade de Expressão.

E falando em Liberdade de Expressão vejam outro perigo que o povo brasileiro está correndo:

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=524259

A ameaça de termos os religiosos profissionais definindo a nossa vida não estava esquecida. Ganhou mais uma etapa. Temos que ficar atentos para impedir sua vitória em plenário. Esse pessoal já passou da conta . . .

Responder

mello

30 de março de 2013 às 12h04

E a Presidenta e o ministro dos empresãrios da comunicação continuam reféns desses cretinos…

Responder

Roberto Locatelli

30 de março de 2013 às 09h33

Eu concordo com Dilma: acho que o único controle da mídia deveria ser o controle remoto. HOJE NÃO É. Hoje o controle da mídia está nas mãos de meia dúzia de famiglias e de seus juízes amestrados.

Responder

carlinhos

30 de março de 2013 às 08h19

Imaginem se um dia os blogs sujos resolverem escrever como o “PIG”escreve,so detonando o governo.Acorda PRESIDENTA, acorda PT.OS QUE TEM FÉ SOFREM TANTO QUE UM DIA DESANIMAM,OS QUE NÄO TEM TORNAM SE CORAJOSOS E APROVEITADORES DA SITUAÇÄO.

Responder

jaime

30 de março de 2013 às 04h43

Acho que esta seria uma boa oportunidade para se criar e manter um órgão alternativo poderoso, nos moldes da BBC, que não é privada, ou seja, não tem nominalmente um proprietário, tampouco estatal, mas sim pública. Se os leitores cidadãos querem mesmo uma alternativa irão contribuir como fazem os britânicos. Isso sim seria uma imprensa alternativa e livre. Mandem-me o carnet.

Responder

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 14h19

    Perfeito, Jaime. É por aí que a bandinha deve tocar.

Francisco

30 de março de 2013 às 04h24

Sem o apoio da blogosfera, qual será o resultado da próxima eleição?

Responder

abolicionista

30 de março de 2013 às 01h30

Gerson, Francoatirador, acho que o processo contra o Azenha cruzou o limite. Ou o PT está a favor da democracia, ou merece ser atacado como “o” inimigo, é isso. Eu não consigo defender um governo que ataca a democracia, e vocês?

Responder

    Mário SF Alves

    01 de abril de 2013 às 15h12

    O PT está acumulando forças; acumulando forças; acumulando forças; acumulando… O problema é o tempo necessário a esse ideal acúmulo de forças. O problema é que, neste ritmo, até lá, quem sabe, a exemplo de um inominável outro partido, ele, o próprio PT, não entrega o resto do que sobrou do Brasil. O que sobrou das Teles está na bica. Né não, ministro Hibernando?

Fabio Passos

30 de março de 2013 às 01h10

A intenção das oligarquias midiaticas é censurar a livre expressão usando o poder econômico.

O PiG está apanhando todo dia no debate aberto.
É por isso precisa calar os blogs sujos.

Responder

J Souza

30 de março de 2013 às 00h40

A rede Globo não tem idéia de quantos LIVROS, “bottons” e camisetas podemos comprar para manter a luta pela VERDADE e pela verdadeira JUSTIÇA viva!

Responder

Ester Neves

29 de março de 2013 às 23h06

Obrigada presidente Dilma! Com a sua ajuda, eles vão longe… Não respeitam o direito dos cidadãos de estar bem informado, para o exercício consciente da cidadania, impondo-lhes essa imoral ditadura midiática.
O que queremos NÃO é que a mídia corporativa perca a liberdade de continuar com suas farsas, mentiras e meias verdades. O que defendemos é que se tenham condições de fazer os contrapontos, de acordo com o princípio básico do jornalismo. Apostamos na sensibilidade, inteligência e bom senso do povo brasileiro, para saber quem está com a razão.
Vejam comoa presidenta Dilma dá tiro no próprio pé:
O governo financia a direita
http://www.conversaafiada.com.br/pig/2012/11/22/dilma-financia-a-globo-e-o-bv-e-da-globo/
72% da publicidade do governo federal na internet vai para grandes grupos
http://revistaforum.com.br/blog/2013/03/72-da-publicidade-do-governo-federal-na-internet-vai-para-grandes-grupos/

Responder

FrancoAtirador

29 de março de 2013 às 23h05

.
.
GLOBO E A MANIPULAÇÃO SOBRE A DESAPROPRIAÇÃO NO PINHEIRINHO2

Como uma manchete verdadeira no sítio do jornal O Globo,

favorável a Haddad (PT) e desfavorável a Alckmin (PSDB),

de repente, se transformou numa mentira deslavada pró-PSDB.

26/03/2013

Manchete original
Publicado: 26/03/13 – 10h43 Atualizado: 26/03/13 – 16h10

Haddad intervém junto ao TJ e
reintegração de posse é suspensa
em SP

Tropa de Choque usou bombas de efeito moral para dispersar
750 famílias de terreno ocupado na Zona Leste

Cachê do Google: (http://bit.ly/YPS6Gv)
.
.
Manchete Mentirosa, readequada aos interesses do PSDB
Publicado: 26/03/13 – 10h43 Atualizado: 26/03/13 – 19h02 (!!!)

Justiça suspende reintegração de posse
em terreno na Zona Leste de SP

Após ordem do governador Geraldo Alckmin, que conversou
com o prefeito Fernando Haddad sobre a área
.
.
Observem que o link original redireciona para a nova manchete:

(http://oglobo.globo.com/pais/haddad-intervem-junto-ao-tj-reintegracao-de-posse-suspensa-em-sp-7946551)

Responder

Gerson Carneiro

29 de março de 2013 às 20h21

#Vem_Aí mais tentativa de intimidação, pela via judicial, de autoria do capacho da Rede Globo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.