VIOMUNDO

Diário da Resistência


PSTU: Governo compra votos a R$ 40 milhões por cabeça e aprova reforma secreta da Previdência em Comissão de Justiça
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Denúncias

PSTU: Governo compra votos a R$ 40 milhões por cabeça e aprova reforma secreta da Previdência em Comissão de Justiça


24/04/2019 - 22h50

Governo promete R$ 40 milhões e deputados aprovam reforma da Previdência na CCJ

Deputados aprovaram o texto da reforma da Previdência mesmo com os dados que embasaram a PEC mantidos secretos pelo governo

Do PSTU

Na noite desta terça-feira, 23, os deputados da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovaram o PEC da reforma da Previdência por 48 votos a 18.

O imbróglio que envolvia a tramitação do projeto na comissão foi resolvido numa reunião na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que contou também com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e a promessa de R$ 40 milhões em emendas a cada deputado que votar a favor da reforma no plenário, além de cargos.

A CCJ é o primeiro passo para a aprovação da reforma da Previdência. Após isso, a PEC vai para a comissão especial que o governo quer instalar ainda esta semana, onde deve ser analisada em 40 sessões, para finalmente ir a plenário, onde deve ser votado em dois turnos.

Depois disso, vai para o Senado. A expectativa do governo é votar o fim da Previdência pública em junho.

Dados sobre a PEC sob sigilo

Os deputados da CCJ aprovaram a PEC mesmo com os estudos e pareceres que embasaram o texto sob sigilo.

As informações mantidas secretas pelo governo foram reveladas pelo jornal Folha de S. Paulo, que requereu os dados com base na Lei de Acesso à Informação, mas teve o acesso negado.

Uma das justificativas para manterem secretos os estudos foi a de que sua revelação poderia “afetar os mercados” e a tramitação da proposta no Congresso Nacional.

O sigilo dos estudos do governo sobre a PEC da reforma da Previdência coloca em xeque a versão propagada de que a reforma “combate privilégios” e que não afetaria os mais pobres ao economizar R$ 1 trilhão durante 10 anos.

Reforça, na verdade, o fato de que essa reforma recai sobre os trabalhadores e justamente os setores mais pobres e vulneráveis.

Confira abaixo os deputados que votaram a favor da reforma na CCJ

Aguinaldo Ribeiro (PP/PB)
Alceu Moreira (MDB/RS)
Arthur Oliveira Maia (DEM/BA)
Beto Rosado (PP/RN)
Bia Kicis (PSL/DF)
Bilac Pinto (DEM/MG)
Caroline de Toni (PSL/SC)
Celso Maldaner (MDB/SC)
Daniel Freitas (PSL/SC)
Darci de Matos (PSD/SC)
Delegado Éder Mauro (PSD/PA)
Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG)
Delegado Waldir (PSL/GO)
Edilázio Junior (PSD-MA)
Eduardo Cury (PSDB/SP)
Fábio Trad (PSD/MS)
Felipe Francischini (PSL/PR)
Gelson Azevedo (PR-RJ)
Geninho Zuliani (DEM/RJ)
Giovani Cherini (PR/RS)
Herculano Passos (MDB/SP)
Hiran Gonçalves (PP/RR)
João Campos (PRB/GO)
João Roma (PRB/BA)
Lafayette de Andrada (PRB/MG)
Luizão Goulart (PRB/PR)
Marcelo Aro (PP/MG)
Marcelo Ramos (PR/AM)
Márcio Biolchi (MDB/RS)
Margarete Coelho (PP/PI)
Nicoletti (PSL/RR)
Paulo Abi-ackel (PSDB/MG)
Paulo Azi (DEM/BA)
Paulo Eduardo Martins (PSC/PR)
Reinhold Stephanes Junior (PSD/PR)
Samuel Moreira (PSDB/SP)
Sergio Toledo (PR/AL)
Shéridan (PSDB/RR)
Maurício Dziedricki (PTB/RS)
Diego Garcia (PODE/PR)
Enrico Misasi (PV/SP)
Genecias Noronha (SD-CE)
Léo Moraes (PODE/RO)
Luiz Tibé (AVANTE-MG)
Pastor Eurico (PATRI-PE)
Augusto Coutinho (SD-PE)
Rubens Bueno (CIDADANIA-PR)
Gilson Marques (NOVO-SC)

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Fugazi

25 de abril de 2019 às 09h36

Diário da resistência ? que resistência? ah…juntar forças para talvez ganhar em 2022, a chamada esquerda ganha em 2022 e não consegue reverter nada do que foi feito por esse governo, fica parecendo que a esquerda concorda com o que está acontecendo…

Responder

Antônio

25 de abril de 2019 às 06h14

BOLSONARO ESTARIA SENDO “TRAÍDO” PELO VENDEDOR DE CHUVEIRO, SUGERE O “INOCENTE” SENADOR MAJOR OLÍMPIO

Líder do PSL: oferta de R$ 40 milhões pela Previdênssia é criminosa!
Ah, esse Onyx…

Publicado em 24/04/2019, no Conversa Afiada

O líder do PSL no Senado Federal, Major Olímpio (SP), classificou como “indecorosa” e “criminosa” a suposta oferta de R$ 40 milhões em emendas parlamentares até 2022 para cada deputado que votar a favor da reforma da Previdência no plenário da Câmara. A proposta teria sido feita pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), segundo reportagem da Folha.

“Deputados teriam ouvido de Onyx a proposta de R$ 40 milhões de emendas em quatro anos. Eu fiquei estarrecido e fiz um pronunciamento no Senado. Em primeiro lugar, ninguém, em nenhuma circunstância, vai ouvir esse tipo de proposta indecorosa e criminosa do presidente Jair Bolsonaro”, disse.

“Exatamente sobre o conteúdo dessa natureza se ela aconteceu de fato. O Bolsonaro acabou se tornando o presidente com duas grandes bandeiras. Da segurança pública e do combate à corrupção. Ele tem manifestado, de forma intransigente, o desejo de acabar com o toma lá dá cá”, afirmou o senador.

(…)

https://www.conversaafiada.com.br/politica/lider-do-psl-oferta-de-r-40-milhoes-pela-previdenssia-e-criminosa

O MAJOR OLÍMPIO tem “toda razão”. Para que dinheiro para aprovar uma reforma desmonte tão “justa”, não é verdade?

E o Major Olímpio quer enfiar nos nossos cus (aprendi com o OLAVO DE CARVALHO) a ideia de que o Bolsonaro é também completamente inocente em todo esse esquema de corrupção. Até mesmo o Moro, ministro da justissa (assim mesmo), se comporta como se não estivesse ciente de tal falcatrua.

Vai ver que foram os donos do Itaú que ofereceram essa micharia aos deputados para votarem na tal reforma desmonte cujos os únicos beneficiados serão os próprios bancos e os militares. Ou toda essa fortuna virá das milícias? Eu acho que não. No final quem pagará toda essa conta seremos, mais uma vez, nós, contribuintes otários.

E o Ônix foi apenas o mensageiro da boa nova. E bota boa nova nisso: 40 milhões para cada deputado. Que gostoso!

Major Olímpio, aprenda: mensageiro não merece pancada. Em breve essa oferta será feita também aos senadores. Portanto, não estrague a festa. Caluda!

Responder

Zé Maria

25 de abril de 2019 às 00h02

48 Mercenários:

MDB PSD PSDB PR PRB PSL Podemos Solidariedade (SIC) Cidadania (SIC)
Avante (SIC) Novo (SIC)

Só Chinelagem…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.