VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Líder do PT denuncia  Dallagnol por forjar fatos em conluio com site direitista e pede que seja afastado da Lava Jato
Fernando Frazão/Agência Brasil
Denúncias

Líder do PT denuncia Dallagnol por forjar fatos em conluio com site direitista e pede que seja afastado da Lava Jato


21/01/2020 - 19h16

Líder do PT denuncia nova ação ilegal de Dallagnol e pede seu afastamento da Lava Jato

PT na Câmara

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), protocolou hoje (21), no Conselho Nacional do Ministério Público, reclamação disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Operação Lava Jato, por ter usado o site direitista O Antagonista para influenciar na escolha do novo presidente do Banco do Brasil no governo de extrema direita Jair Bolsonaro.

O parlamentar solicitou ao corregedor nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima, a investigação administrativa (improbidade) e criminal das ações de Dallagnol e, liminarmente, seu afastamento da equipe da Lava Jato, para que não possa praticar quaisquer atos relacionados aos procedidos jurídicos, administrativos e judiciais relacionados à operação baseada em Curitiba.

Relações promíscuas

A peça apresentada por Pimenta baseia-se em reportagem divulgada ontem (20) pelo site The Intercept Brasil, a qual mostra a interferência indevida de Dallagnol para “forjar fatos de desqualificação de um indicado para ocupar a presidência do Banco do Brasil”, numa ação articulada com o site que é tido como uma espécie de porta-voz da Lava Jato.

O candidato, no caso, era Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras. Para Pimenta, houve uma ”relação promíscua” ente Dallagnol e o site direitista para atingir um objetivo político, com o procurador usando a “prerrogativa do cargo e o desempenho da função para agir em interferência no governo federal”.

Conluio

Conforme a denúncia de Paulo Pimenta, a reportagem do The Intercept comprova que desde o final de 2018 Dallagnol atuou em conluio com o site para publicizar notícias repassadas por ele mesmo ou por colegas a fim de interferir na tomada de decisões no âmbito do Poder Executivo. No final de 2018, a força-tarefa atuou em conjunto com repórteres do portal para evitar que Ivan Monteiro assumisse a chefia do banco.

Monteiro era o nome mais forte entre os cotados para assumir o Banco do Brasil, uma escolha do próprio ministro da Economia, Paulo Guedes, mas não teve o apoio do então deputado e futuro ministro da Casa Civil Onyz Lorenzoni (DEM-RS). Influenciado pelo descontentamento de Lorenzoni, Dallagnol ordenou a assessores a busca por documentos contra o ex-presidente da Petrobras e enviou quatro arquivos a Claudio Dantas, do Antagonista, que já fazia campanha para que Monteiro não entrasse no governo Bolsonaro. Guedes acabou escolhendo Rubens Novaes para comandar o Banco do Brasil.

Procurador e editor

Em conversas no Telegram, obtidas pelo Intercept, fica evidente a parceria entre a Lava Jato e o jornalista, assim como Diogo Mainardi e Mario Sabino, também do Antagonista, para prejudicar a imagem de Monteiro. Além de receberem documentos e informações em primeira mão, os repórteres também deixavam que procuradores ditassem a direção editorial do site.

A reportagem do Intercept também cita que Mainardi, dono e editor do site, acatou o pedido de Dallagnol e parou de publicar notícias sobre um escândalo de corrupção que envolvia o escritório de advocacia Mossack Fonseca, suspeito de abrir empresas offshore no Panamá. Mainardi também auxiliou Dallagnol em uma de suas investigações, que seguiu as dicas do comentarista e em seguida informou-o que o caso estava “fora da alçada” da operação.

Em outro caso, a Lava Jato seguiu um boato repassado por Claudio Dantas para pedir, sem autorização da justiça, a quebra do sigilo fiscal de Marlene Araújo Lula da Silva, nora do ex-presidente Lula, em 2016. No entanto, nada foi encontrado contra ela, que nunca foi indiciada ou acusada de crimes.

PT na Câmara com Revista Fórum

Leia, abaixo a íntegra da representação:

Reclamação ao Conselho Nacional do Ministério Público contra Dallagnol by Conceição Lemes on Scribd

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.