VIOMUNDO

Diário da Resistência


Petistas repudiam assassinatos de lideranças do MAB; cobram investigação rápida e punição; veja vídeo
Denúncias

Petistas repudiam assassinatos de lideranças do MAB; cobram investigação rápida e punição; veja vídeo


22/03/2019 - 19h41

Helder Salomão e Nilto Tatto lamentam assassinato de lideranças do MAB e cobram punição dos criminosos

PT na Câmara PT com CDHM e Secretaria Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, deputado Helder Salomão (PT-ES) e o Secretário Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT, deputado Nilto Tatto (PT-SP), manifestaram pesar e repúdio aos assassinatos de lideranças do Movimentos dos Atingidos por Barragens (MAB), ocorridos nesta sexta-feira (22) no Pará.

Segundo informações iniciais, entre as vítimas estaria Dilma Ferreira Silva, da coordenação regional do MAB e seu esposo. Ainda não há a confirmação do número de mortos na ação, nem os motivos dos assassinatos.

O presidente da CDHM solicitou providências ao governador do Pará, Helder Barbalho ao secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado e para o procurador-geral de Justiça, Gilberto Martins.

No documento, o presidente da CDHM pede agilidade na adoção das medidas cabíveis para apurar o crime e identificar os responsáveis. Solicita também que a CDHM seja informada que providências foram tomadas.

“Considerando as informações preliminares, podemos dizer que possivelmente os crimes são uma reação à luta dessas pessoas pelos direitos humanos”, afirma Helder Salomão.

Em nota, o Secretário Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT também exige a apuração rigorosa do caso.

“Nos solidarizamos ao MAB, aos familiares e amigos das vítimas, e seguiremos de punho erguido ao lado daqueles que não se calam, exigindo punição dos criminosos envolvidos em mais esta “página infeliz de nossa história”, diz Nilto Tatto.

Dilma Ferreira Silva era uma liderança do MAB atingida pela barragem de Tucuruí, no Pará.

Em 2011, ela esteve com a presidenta Dilma Rousseff pedindo uma política nacional de direitos para atingidos por barragens, com atenção especial às mulheres.

Leia a íntegra da nota da Secretaria Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT:

Nota de repúdio ao assassinato de lideranças do MAB

Mais que pesar e lamento, é com dor e revolta que recebemos a notícia do assassinato de duas lideranças da Movimento dos Atingidos por Barragens, havendo possibilidade de outras vítimas mais.

As informações ainda não são precisas, mas, segundo o MAB, Dilma Ferreira Silva, liderança atingida pela barragem de Tucuruí, no Pará, e que esteve com a presidenta Dilma Rousseff em 2011 pedindo uma política nacional de direitos para atingidos por barragens, com atenção especial às mulheres, juntamente de seu esposo, tiveram a vida roubada no dia de hoje.

A Secretaria Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT vem denunciando a gravidade de o Brasil estar no topo da lista de países que mais matam ambientalistas no mundo. E a morte dos companheiros e companheiras do MAB só prova que o quadro se agrava. As declarações intolerantes de Bolsonaro contra aqueles que lutam por direitos vêm fomentando ainda mais a violência no país.

O Movimento dos Atingidos por Barragens, responsável por tantas lutas, inclusive, garantir informações mais precisas às famílias das vítimas dos crimes de Brumadinho e Mariana, é um dos movimentos mais combativos deste país, e portanto, seus integrantes sofrem perseguições das mais diversas naturezas.

Sabemos que todos os defensores da garantia de direitos no Brasil, hoje, carregam um alvo nas costas. Sob ameaça, aqueles que não tem outra alternativa a não ser a luta, não têm mais garantia de sobrevida. É esta a verdadeira “segurança” que o Estado brasileiro vem promovendo.

Nos solidarizamos ao MAB, aos familiares e amigos das vítimas, e seguiremos de punho erguido ao lado daqueles que não se calam, exigindo punição dos criminosos envolvidos em mais esta “página infeliz de nossa história”

Dilma Ferreira, Presente!

Nilto Tatto, Secretário Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT.

PT na Câmara com CDHM/Câmara e Secretaria Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento do PT

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

23 de março de 2019 às 14h47

E o Ministro da Justiça e Segurança Pública está aí pra quê?
Pra proteger os racistas brancos e os genocidas de pobres?
Pra dar cobertura aos Assassinos da Extrema-Direita?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!