VIOMUNDO

Diário da Resistência


MP move ação penal contra aliado de Aloysio e Serra que comandou obra do Rodoanel
Denúncias

MP move ação penal contra aliado de Aloysio e Serra que comandou obra do Rodoanel


17/05/2016 - 00h26

Captura de Tela 2016-05-17 às 00.19.25

por Luiz Carlos Azenha

Paulo Vieira de Souza tornou-se conhecido dos brasileiros durante um dos debates eleitorais entre Dilma Rousseff e José Serra, na campanha presidencial de 2010.

Acossada por denúncias contra sua assessora Erenice, Dilma disparou: “Fico indignada com a questão da Erenice. Agora, acho que você também deveria responder sobre Paulo Vieira de Souza, seu assessor, que fugiu com 4 milhões de reais de sua campanha”.

Serra fez que não era com ele. No dia seguinte, tentou emplacar a ideia de que nem conhecia Paulo Vieira de Souza: “Eu não sei quem é o Paulo Preto. Nunca ouvi falar. Ele foi um factoide criado para que vocês fiquem perguntando”.

Vieira de Souza reagiu imediatamente. Em entrevista à Folha, disse: “Não somos amigos, mas ele me conhece muito bem. Até por uma questão de satisfação ao País, ele tem de responder. Não tem atitude minha que não tenha sido informada a ele”.

Rapidamente, o atual chanceler brasileiro lembrou-se do assessor:  “A acusação contra ele é injusta. Não houve desvio de dinheiro de campanha por parte de ninguém, nem do Paulo Souza. Ele é considerado uma pessoa muito competente e ganhou até o prêmio de Engenheiro do Ano (em 2009). Nunca recebi nenhuma acusação a respeito dele durante sua atuação no governo.”

O GOLPE DAS BABÁS

Se de fato não recebeu, deveria ter recebido.

O Ministério Público de São Paulo acaba de abrir Ação Penal Pública Incondicionada na qual Paulo Vieira de Souza é acusado de dar o chamado “golpe das babás” durante a construção do Rodoanel.

Segundo o promotor Cássio Conserino, que apura o caso, entre março de 2009 e abril de 2010 Paulo Vieira montou, através de intermediários, um esquema fraudulento para garantir indenizações a pessoas que não tinham direito.

Dentre os beneficiários, babás e empregadas domésticas que trabalhavam para Paulo e parentes dele. Elas receberam imóveis da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, a CDHU, apesar de nem morarem no trajeto do Rodoanel.

O MP ainda não sabe se o ex-diretor da Dersa pretendia apenas fazer favor com dinheiro público ou se eventualmente embolsaria o valor arrecadado com a futura venda dos imóveis.

A principal testemunha contra Paulo Vieira é uma subordinada dele que fechou acordo de delação premiada.

Os valores da fraude, segundo o MP, atingem R$ 813.967,03, em valor não atualizado.

Não é o primeiro crime atribuído oficialmente a Paulo Vieira de Souza.

Dois meses depois de ser demitido da Dersa, logo após a inauguração do Rodoanel — quando Serra deixou o cargo de governador para concorrer ao Planalto — ele foi preso, acusado de receptação de um bracelete de brilhantes avaliado em R$ 18 mil.

À época, se defendeu dizendo que tinha sido vítima de “armação”.

O fato é que Paulo Vieira comprou a jóia e, ao tentar determinar se era verdadeira numa loja do shopping Iguatemi, em São Paulo, o gerente descobriu que o bracelete havia sido furtado da própria loja, no mês anterior.

DA COZINHA DE TUCANOS GRAÚDOS

Vieira de Souza mora num duplex com dez vagas na garagem num bairro nobre de São Paulo, a Vila Nova Conceição.

A informação de que ele teria sumido com dinheiro da campanha de Serra, onde teria exercido o cargo de tesoureiro informal, foi publicada pela revista IstoÉ e pode ter sido resultado da troca de bicadas no ninho tucano em época pré-eleitoral.

Em geral, vazamentos como o que resultaram na reportagem fazem parte de acertos de conta internos.

Por causa daquela denúncia — a que Dilma aproveitou no debate eleitoral — o ex-diretor da Dersa acionou o então vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, o deputado federal José Anibal e um dos tesoureiros oficiais do partido, Evandro Losacco, todos mencionados como fontes pela IstoÉ.

Coube a Alberto Goldman, ao assumir o governo em 2010, demitir Paulo. “Parece que ninguém consegue controlá-lo. Julga-se o Super-Homem”, escreveu o ex-governador em e-mail que enviou a seu antecessor, José Serra.

No ninho tucano, o maior aliado de Paulo Vieira de Souza é o senador Aloysio Nunes Ferreira. Segundo a IstoÉ, familiares de Paulo doaram R$ 300 mil a Aloysio para que ele quitasse um apartamento no Higienópolis.

Atribui-se à amizade com Aloysio o fato de que Paulo foi assessor especial do Planalto durante todo o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, cuidando do programa Brasil Empreendedor Rural. O hoje senador reconheceu publicamente que é amigo de Paulo Vieira há 20 anos.

O período em que o engenheiro exerceu maior poder na Dersa, como diretor de Engenharia, coincide com aquele em que Serra foi governador de São Paulo e Aloysio, chefe da Casa Civil.

Paulo Vieira de Souza foi, então, o responsável pela medição e pagamento de empreiteiras em projetos que movimentaram R$ 7 bilhões, em dinheiro da época.

Por causa do Rodoanel, ele “caiu” na Operação Castelo de Areia, que investigou a contabilidade paralela das propinas pagas pela Camargo Corrêa.

Segundo relatório da Polícia Federal, Paulo Vieira teria recebido ao menos R$ 1,6 milhão só da Camargo, uma das empreiteiras do Rodoanel.

“A mim nunca ninguém entregou absolutamente nada. O lote da Camargo Corrêa na obra era de 700 milhões de reais e a obra foi entregue no prazo, só com 6,52% de acréscimo. É o menor aditivo que já houve em obra pública no Brasil”, defendeu-se.

Aloysio saiu em defesa do amigo. “O Rodoanel teve apenas um aditivo de 5% de seu valor total, um recorde para os padrões do Brasil”.

Uma das filhas de Paulo Vieira, a advogada Priscila Arana de Souza, foi acusada por parlamentares do PT de tráfico de influência: ela advogou para empreiteiras que tinham negócios com a Dersa desde 2006, ou seja, ao mesmo tempo em que o pai exercia cargo-chave na empresa.

Tanto Priscila quanto a esposa de Paulo Vieira de Souza, Ruth, tiveram funcionárias domésticas envolvidas no “golpe das babás”, mas o promotor mandou arquivar as investigações contra elas por falta de provas. Porém, outra filha do ex-diretor da Dersa, Tatiana, figura na Ação Penal ao lado do pai.

O promotor decidiu não pedir a prisão preventiva do aliado de Aloysio Nunes e José Serra. Resta saber se, oficialmente na mira da Justiça, Paulo Vieira perderá o controle.

Era a preocupação manifestada pelo ex-governador Alberto Goldman, que acabou confirmada pela frase que o próprio Paulo disse à Folha, depois que José Serra pretendeu desconhecê-lo: “Não se larga um líder ferido na estrada em troca de nada. Não cometam esse erro”.

Abaixo, íntegra da ação do Rodoanel e os relatórios da Castelo de Areia nos quais Paulo Vieira de Souza é citado:

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Serjão

17 de maio de 2016 às 16h38

A quadrilha é unha (sem trocadilhos) e carne. Esse é o paulinho o traquinas da Farsa:
https://www.youtube.com/watch?v=tL7KEibeWPM

Responder

C.Pimenta

17 de maio de 2016 às 12h31

A TRISTE MEMÓRIA DO stf :

https://www.youtube.com/watch?v=Hl9jAsjWbzQ

Responder

FrancoAtirador

17 de maio de 2016 às 12h29

.
.
Jogada de Márquetim.

E ainda que não fosse,

Vai parar no Supremo.
.
.

Responder

FrancoAtirador

17 de maio de 2016 às 12h09

.
.
OPERAÇÃO DUPLO-CEGO

Polícia Federal Mais do que Nunca em Ação no Governo Jaburu

Força-Tarefa de 32 Policiais cumprem 12 Mandados no Amapá

https://twitter.com/policiafederal/status/732564641713422336

Policiais federais dão cumprimento a 8 mandados de busca e apreensão e a 4 de condução coercitiva, nas cidades de Ferreira Gomes e Macapá.

A Operação Conta com 32 Policiais Federais.

Ao longo da investigação, identificou-se uma fraude em licitação para aquisição de equipamentos hospitalares na Secretaria Municipal de Saúde de Ferreira Gomes/AP.

Há indícios de que umas das empresas contratadas era apenas de fachada.

Os investigados irão responder pelos crimes de fraude em licitação, associação criminosa e peculato.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    17 de maio de 2016 às 12h14

    .
    .
    Enquanto isso, o Cacique Jucá é nomeado Ministro da Casa Civil

    o Presidente do Conselho da JBS/Friboi é o Ministro da Fazenda

    e o Advogado do Cunha é o Ministro da Justiça e Cidadania [SIC]
    .
    .

    FrancoAtirador

    17 de maio de 2016 às 12h24

    .
    .
    É mole ou quer mais?
    Claro que tem Mais.
    Sente-se, por favor:

    O Diretor do Banco Itaú é o Novo Presidente do Banco Central

    e o Filho do José Sarney é o ‘novo’ Ministro do Meio Ambiente.
    .
    .

    FrancoAtirador

    17 de maio de 2016 às 20h11

    .
    .
    Nesta terça-feira (17/5), o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles,

    anunciou que o Novo Presidente do Banco Central do Governo Temer,

    será o Economista-Chefe e SÓCIO DO ITAÚ UNIBANCO, Ilan Goldfajn.
    .
    Goldfajn se destaca pela sua vida acadêmica,
    que lhe rendeu pelo menos um Amigo Ilustre:

    o vice-presidente do Federal Reserve (FED),
    o Banco Central dos Estados Unidos da América,
    Stanley Fischer, que foi um dos orientadores
    no Massachusetts Institute of Technology (MIT).

    Os dois continuam amigos
    e se falam com alguma frequência.

    Goldfajn já exerceu o Cargo de Diretor de Política Econômica do BACEN

    a partir do ano 2000, no Governo de Fernando Henrique CArdoso (PSDB),

    quando trabalhou com Armínio Fraga e, depois, com o próprio Meirelles.

    Após sair do BACEN, em 2003, foi Sócio da Gávea Investimentos.

    Depois, tornou-se Sócio-Fundador e Gestor da Ciano Investimentos,

    Saiu em 2009, para assumir o posto de economista-chefe do Banco Itaú.
    .
    .

FrancoAtirador

17 de maio de 2016 às 11h57

.
.
Dilma foi aplaudida pelos Jornalistas Correspondentes

da Imprensa Estrangeira, ao chegar para a Entrevista.

O que Significa uma Vaia Global na Imprensa Na$$ional.

https://twitter.com/palmeriodoria/status/731561009358503936
.
.

Responder

Mauricio Rufino

17 de maio de 2016 às 10h12

Não vai dar em nada, parece um funk das antigas “…ta dominado ta tudo dominado…”

Responder

Julio Silveira

17 de maio de 2016 às 09h26

Sou sincero. Não acredito que vá sair nada, disso. Não acredito que saia algo isento nesse sistema judicial que foi montado no Brasil para privilegiar tucanos. Em algum momento isso vai ser engavetado, afinal foram eles os inovadores que inventaram o engavetador geral da república, e deixaram um sistema azeitado que montaram junto com seus parceiros do partido mais fisiológico do Brasil, para só trabalhar contra adversários.

Responder

Eduardo

17 de maio de 2016 às 08h02

Ação penal de Conserino contra um tucano? Com base no que disse FHC em seu livro isso está cheirando padilha. Ainda mais, amigo do Aloysio. Tudo encenação para depois inocentá-lo. Ou então a briga no ninho tucano já atingiu um nível muito, mas muito superior ao que se imagina.

Responder

    FrancoAtirador

    17 de maio de 2016 às 12h37

    .
    .
    É pra tirar o Foco na Economia.

    Parece até um Time de Pelada,
    jogando com a Seleção Alemã:

    Jogador Alemão chuta pro lado,

    10 saem correndo atrás da Bola

    e o Goleiro saiu pra beber água.
    .
    .

marcio ramos

17 de maio de 2016 às 07h20

A criminalidade só aumenta e o povo pensa que a culpa é dos menores infratores.

Responder

Marat

17 de maio de 2016 às 06h03

O dia que alguém do psdb for preso, será feriado mundial. Nunca vi, nem ouvi falar de algum partido tão blindado pela imprensa e pelo judiciário. Meu palpite? Não vai dar em nada.

Responder

    bonobo de oliveira, severino

    17 de maio de 2016 às 10h53

    O Paulo Preto, só no Roubo Anel, movimentou um montante de pagamentos a empreiteiros da ordem de 7,1 Bilhões de reais, com caixa fechado em 2009. Em 2009 mesmo foi preso na Tiffany’s porque foi avaliar uma jóia roubada da própria loja onde solicitou a avaliação. Passou setenta e duas horas em CANA, mesmo com toda a operação abafa acionada em todos os altos escalões do poder no Tucanistão. Entrou no xilindró no sábado e só saiu na segunda feira. Quando foi acusado de sumir com quatro milhões de dinheiro de campanha, ficou ofendido e ameaçou processar os acusadores porque não é operador de desviar mixarias de 4 milhões. Ele faz parte da infinita confraria de bandidos de estimação do judiciário brasileiro corrupto. Esse Conserino, como todos os membros do MP, é apenas um pau mandado do SISTEMA fazendo cena para preparar alguma outra operação contra os políticos inimigos das quadrilhas organizadas, comparsas do MP, que tomaram o Brasil de assalto. Eh mais uma palhaçada armada para ofender a nossa inteligência.

Rogério Ferraz Alencar

17 de maio de 2016 às 03h01

Esse rodoanel precisa ser investigado e mais denunciado pelos blogs progressistas. foi um obra que custou 5 bilhões para se fazer 43 quilômetros de estrada. Dá mais de 100 milhões por quilômetro. Daó a cara de pau de Aloísio Nunes, ao dizer que o aditivo foi só de 5%. Ou seja: foi “só” de 250 milhões.

Responder

Cláudio

17 de maio de 2016 às 02h13

:
: * * * * 02:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Má sORTE para a direitona escrota golpista e seus/suas [email protected] [email protected] ! ! ! !
.:.
* 1 * 2 * 13 * 4
* * * * * * * * * * * * *
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ( trasantonti ) ! ! ! ! Lula (ou Haddad) 2018 neles ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.