VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Parlamentares pedem inquérito: Petrobrás vende plataformas como sucata e encomenda da China

11 de março de 2018 às 01h07

Marco Maia aciona PGR e TCU para investigar venda de plataformas petrolíferas como sucata

da assessoria do deputado

O deputado Marco Maia (PT-RS) solicitou nesta quinta-feira (8) à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Tribunal de Contas da União (TCU) que investiguem o desperdício e o prejuízo causado aos cofres públicos e à sociedade, pela Petrobras, por conta do cancelamento unilateral do contrato de construção e montagem de duas plataformas petrolíferas, a P-71 e a P-72.

As estruturas estavam praticamente prontas no Polo Naval de Rio Grande (RS), e agora estão sendo vendidas como sucata para a metalúrgica Gerdau.

Recentemente, a mesma Petrobras encomendou a uma empresa chinesa novo material para montar novamente as mesmas plataformas, desta vez no estado do Espírito Santo.

Na representação protocolada por Marco Maia na PGR, e também assinada pelo líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS) e pelo vereador do PT de Rio Grande, Benito Gonçalves (Benito Metalúrgico), é solicitado à Procuradora-Geral Raquel Dodge a instauração de um inquérito criminal contra o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

Ele é acusado de ser o responsável direto pelo prejuízo causado com a venda de 80 mil toneladas de peças e aço que seriam das plataformas P-71 e P-72, vendidas como sucata.

A representação acusa Pedro Parente de “jogar no lixo vultosos investimentos alocados para a construção das plataformas”.

“Por outro lado, novos e vultosos investimentos, serão feitos agora na China, e posteriormente no Espírito Santo, para a construção das mesmas plataformas que poderiam ser concluídas no Estaleiro Rio Grande”, diz o documento.

A ação afirma ainda que as condutas imputadas a Pedro Parente podem ser classificadas como “prática de improbidade administrativa, sem prejuízo do aprofundamento da investigação, até mesmo sob a perspectiva criminal”.

Além dos prejuízos aos cofres públicos, na outra representação entregue pessoalmente à ministra Ana Arraes, do TCU, Marco Maia e o vereador Benito Metalúrgico ressaltam que a paralisação da montagem das plataformas causou enorme prejuízos econômicos e sociais a cidade de Rio Grande e região.

Ao pedir investigação do órgão de controle, o documento afirma que a decisão tomada pela Petrobras causou “o desemprego de milhares de trabalhadores que agora não têm perspectivas de recolocação no mercado de trabalho, dívidas a empresários que investiram na expansão dos negócios e que estão sem dinheiro para honrar os compromissos firmados, além do aumento do índice de criminalidade”.

Para o deputado Marco Maia, o desperdício de recursos causado pela decisão do presidente da Petrobras é inadmissível em um País que passa por tantos problemas como o Brasil.

“Não é razoável que em um País que enfrenta tantas dificuldades em áreas como a saúde, educação e nas políticas sociais haja esse tipo de desperdício praticado pela principal empresa do País. Estamos firmes para impedir que esse crime aconteça contra o patrimônio e o povo brasileiro”, ressaltou.

Leia também:

Boulos responde a Bolsonaro: “Se tem algum criminoso, é você”

Apoie o VIOMUNDO

Crowdfunding

Veja como nos apoiar »

O lado sujo do futebol

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Entre os mais vendidos da VEJA, O Globo, Época e PublishNews. O Lado Sujo do Futebol é o retrato definitivo do que acontece além das quatro linhas. Um dos livros mais corajosos da história da literatura esportiva, revela informações contundentes sobre as negociatas que empestearam o futebol nos últimos anos. Mostra como João Havelange e Ricardo Teixeira desenvolveram um esquema mafioso de fraudes e conchavos, beneficiando a si e seus amigos. Fifa e CBF se tornaram um grande balcão de negócios, no qual são firmados acordos bilionários, que envolvem direitos de transmissão e materiais esportivos. Um grande jogo de bolas marcadas, cujo palco principal são as Copas do Mundo.

por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet.

Compre agora online e receba em sua casa!

 

2 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

assim falou Golbery

12/03/2018 - 17h26

acho que ficaria melhor transferir todo empresa para China. Pois tendo pena de morte para corrupto, em menos de uma anos teríamos pelo menos uma empresa livre de corruptos

Responder

robertoAP

11/03/2018 - 19h37

Não vai dar em nada ,pois no Brasil a Justiça é aliada dos bandidos e contra as vítimas. Essa justiça é o Coringa usando a capa do Batman.

Responder

Deixe uma resposta