VIOMUNDO

Diário da Resistência


O protesto de manifestantes contra a capa de O Globo
Denúncias

O protesto de manifestantes contra a capa de O Globo


18/10/2013 - 05h02

da página dos organizadores no Facebook

“É inaceitável o tipo de cobertura que faz o jornal O Globo sobre os protestos por melhorias na educação pública. Ao invés de discutir com mais profundidade a questão colocada pelo SEPE, dá mais espaço à violência gerada nos confrontos entre civis e PMs, gerando medo na população e esvaziando o debate sobre uma questão importantíssima que é a melhoria de condições de trabalho do professor público.

A capa deste jornal na quinta-feira, 17 de outubro de 2013, em que chama de “vândalo” quem foi preso arbitrariamente pela PM nas escadarias da Câmara Municipal e expõe três personagens com infames trocadilhos (Sininho do barulho, defende anarquistas), brincando com estereótipos (Baiano volta à cadeia, músico, maconhão), e chegando ao cúmulo de ironizar o envolvimento político com “engajado e baleado”.

Há poucas semanas O Globo apresentou uma tímida “mea culpa” sobre o apoio à ditadura militar. Não pensem que os olhos de quem sabe ler, interpretar e refletir vão passar desatentos por suas manchetes e artigos. A história é tão clara que vocês mesmos tiveram que reconhecer quem sempre apoiaram, e essas pessoas estão aí, vivas e atuantes.

Quem esteve no protesto do dia 15/10, quem compartilha material nas redes sociais, sabe o quanto a cobertura de vocês está deturpada.

Pedimos que vocês se retratem desta capa absurda e que apurem verdadeiramente pelo que foram presas as 70 pessoas levadas a presídios de segurança máxima.”

Segue uma transcrição da capa com alguns comentários. Alguém consegue uma imagem da capa?

” CRIME E CASTIGO – LEI MAIS DURA LEVA 70 VÂNDALOS PARA PRESÍDIOS. PRESOS EM PROTESTO SÃO ENQUADRADOS POR CRIME ORGANIZADO, QUE É INAFIANÇÁVEL”

Eles seguem com os perfis de alguns personagens:

“SEM MÁSCARAS

JAIR SEIXAS – BAIANO VOLTA À CADEIA – Músico conhecido como Baiano ou Maconhão é figura fácil em atos violentos. Em julho, foi preso por danificar carro da polícia no Leblon.

ELISA DE QUADROS – SININHO DO BARULHO – De aparência frágil, produtora de cinema conhecida como Sininho lidera o acampamento Ocupa Câmara, há dois meses na Cinelândia, e defende anarquistas.

RODRIGO AZOUBEL – ENGAJADO E BALEADO – Jovem baleado nos braços durante a manifestação de terça-feira coleciona participações em protestos e defende ações de vândalos.”

Não é possível que, à essa altura do campeonato, século XXI, quase trinta anos depois da volta da democracia, nego ainda sustente e consuma esse discurso!!!!!!!!

“CRIME E CASTIGO”? Quais foram os crimes dos “vândalos” presos? Estarem na escada da Câmara quando os PMs juntaram?

SEM MÁSCARAS? A própria foto do jornal do momento em que a polícia cerca os manifestantes, na página 10, não mostra NINGUÉM de máscara! NINGUÉM! Esses presos daí das fotos NÃO estavam mascarados quando foram presos!!!

E os estereótipos? O primeiro é clássico né! Nordestino reincidente, músico e maconheiro! A outra é mulher e, PASMEM!, DEFENDE ANARQUISTAS!”ÓÓÓÓÓÓÓ”, desmaios pela redação do Grobo!!!

E no terceiro o recado tá dado:

ENGAJADO E BALEADO

É isso mesmo? Se eu me engajar, tenho que tomar cuidado pra não ser baleado? É condição “sine qua non”? Quem diria que a porra do Globo, que se diz imparcial e se auto-define como jornalismo de primeira, faria trocadilhos tão desprezíveis em sua primeira página!

Leia também:

A prisão do professor da Fiocruz e o estado de exceção no RJ

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



57 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

A saia justa de O Globo diante de militantes em debate - Viomundo - O que você não vê na mídia

22 de outubro de 2013 às 20h42

[…] O protesto de manifestantes contra a capa de O Globo […]

Responder

Luís CPPrudente

21 de outubro de 2013 às 10h59

O que os manifestantes do Black Block fizeram e vem fazendo contra o patrimônio público no Rio de Janeiro ou em outras partes do Brasil considero como vandalismo. Esses arruaceiros e delinquentes do Black Block que destroem patrimônio público, que se dizem contra o Capitalismo selvagem, querem pegar carona nos movimentos sociais e causarem baderna, desordem e enfraquecimento do Estado.

Se esse Black Block fosse honesto e coerente, eles atacariam a sede da famiglia Marinho e de outras famiglias que apoiam a exclusão social, o desemprego, a desigualdade social. No entanto, esses vândalos que compõem o Black Block só vem atacando bens públicos e os prejuízos disto são para toda a sociedade. Concluo, pois que o Black Block é um grupo reacionário de direita que tomou alguns dos slogans dos movimentos sociais para se fazer visível e tentar desqualificar os movimentos sociais organizados.

A famiglia Marinho, no seu jornalixo disse vândalos aos destruidores. Este é um raro momento em que concordo com uma chamada feita pela famiglia Marinho no seu jornalixo.

Responder

FrancoAtirador

20 de outubro de 2013 às 18h27

.
.
MÍDIA BANDIDA EM MANCHETES

1) Repórter Imbecil e Mal-Intencionado, tentando denegrir a imagem de um Movimento Social do Campo, compara Agricultura Familiar e Cooperativismo do MST com Modo Capitalista de Produção.
(https://www.viomundo.com.br/politica/as-estrategias-capitalistas-do-mst-segundo-o-ig.html)

2) Bandido de Mídia Mentiroso, para falar mal de um Programa Habitacional do Governo Federal, aproveita-se da imagem de uma simples e digna cidadã braSileira que adquiriu a casa própria, mediante regular financiamento, em um Município do Interior do Estado da Bahia.
(https://www.viomundo.com.br/denuncias/denunciante-da-folha-diz-que-vai-acionar-jornal-por-danos-morais.html)

3) Meliante de Emissora de Rádio pertencente ao maior Conglomerado de Mídia Sonegadora da América Latina compara Estudantes Universitários a Traficantes de Favela, em São Paulo.
(https://www.viomundo.com.br/humor/adrian-fanjul-2.html)

4) Chefe de Redação Sem-Vergonha, de Famigerado Jornal Carioca, do mesmo Grupo Midiático Sonegador antes mencionado, compara a vândalos criminosos alguns estudantes e professores de escolas públicas do Rio de Janeiro presos arbitrariamente pela Polícia Militar nas escadarias da Câmara Municipal da Capital.
(https://www.viomundo.com.br/denuncias/o-protesto-de-manifestantes-contra-a-capa-de-o-globo.html)

Realmente a Bandidagem Midiática anda solta…
.
.

Responder

Al

20 de outubro de 2013 às 06h14

As pessoas são influenciadas pela mídia por baixa capacidade de pensamento crítico, e isso se consegue somente com excelente educação e acesso à cultura, condições precariamente estabelecidas no país. E antes de tudo, é fundamental e urgente a resolução dos problemas infra-estruturais, de forma a satisfazer as necessidades mais básicas da população, como o saneamento, pavimentação e o aparelhamento dos bairros dos mínimos recursos para o exercício pleno da cidadania, isto é, instalação de centros de saúde regionais, provisão da segurança local e a criação de um canal administrativo diretamente nas comunidades que facilite a resolução de demandas burocráticas como a emissão de documentos e ouvidoria.
Quanto aos “vândalos”, independentemente dos detidos terem danificado ou não algum patrimônio privado ou público, e sem entrar no mérito da validade dos meios utilizados, abstendo-me assim da discussão sobre as táticas dos ou ainda quem são os reais “black blocs”, esses últimos, à luz da minha razão, são os únicos que foram realmente coerentes desde o início, uma vez que apontam o óbvio: o problema não está nos representantes mas sim na representação política e que o sistema está ultrapassado. Entretanto, à mídia cabe parte da culpa tanto na demonização dos manifestantes quanto, paradoxalmente, na excitação dos mesmos, uma vez que a cobertura dos eventos tem se mostrado bastante atrativa de audiência, demonstrado o fato, salvo engano, do Jornal Nacional ter sido o programa mais assistido no ano, graças à máquina de cobertura ao vivo dos protestos pela emissora. Certo é que a maioria dos brasileiros se posiciona contra a radicalização dos protestos nem tanto por manipulação dos meios de comunicação, que em um primeiro instante se mostraram atônitos e desnorteados, além de mudarem de opinião conforme sopra o vento, e sim pelo temor de alterações em seu cotidiano, sejam estas estruturais e profundas ou simples atribulações.

Responder

sergio

20 de outubro de 2013 às 05h24

O jornal (que não aprecio) só está repetindo o conceito usado pela maioria da população brasileira VÂNDALOS. Aliás,é esta população que vai pagar pelos estragos causados aos bens públicos.

Responder

anderson

20 de outubro de 2013 às 03h07

Mensalão mineiro se arrasta, e crime dos réus pode prescrever
Processo investiga desvio de verba pública para a reeleição do tucano Eduardo Azeredo, em 1998, com atrasos no julgamento, crimes devem caducar
Enquanto o julgamento do mensalão petista no Supremo Tribunal Federal (STF) tende a se estender até 2014, o mensalão tucano em Minas — processo que investiga desvio de recursos públicos para a campanha à reeleição de Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas, em 1998 — sequer tem previsão de julgamento. O atraso deve beneficiar Cláudio Mourão, ex-tesoureiro da campanha e classificado pelo Ministério Público como figura central na operação do valerioduto no estado.

Os crimes de peculato e formação de quadrilha, atribuídos pelo MP a Mourão, prescrevem em abril de 2014, quando o réu completará 70 anos. Porém, a juíza Neide da Silva Martins, da 9ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça, cogita julgamento apenas em 2015. Outro réu, o ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, já teve os crimes prescritos pelo mesmo motivo.

Os dois fazem parte da lista de 10 réus do processo que respondem na Justiça estadual de primeira instância, onde tramita o processo contra os réus sem direito a foro privilegiado. No STF, Azeredo e o senador Clésio Andrade (PMDB-MG) são réus por peculato e formação de quadrilha. Segundo o MP, Cláudio Mourão foi figura fundamental no desvio de R$ 3,5 milhões de estatais. Ele nega as acusações.

Réus e testemunhas em excesso

Em outros processos relacionados ao mensalão mineiro, a Justiça Federal condenou neste ano o ex-diretor do Banco Rural Nélio Brant, por gestão fraudulenta e gestão temerária. Marcos Valério e seus sócios nas agências SMP&B já tinham sido condenados, no ano passado, por simular o aumento de capital da empresa para justificar depósitos em suas contas. Para a Polícia Federal, a operação foi forjada para esconder o uso da agência de publicidade para repasse de recursos públicos.

A reportagem, Neide da Silva Martins, juíza da 9ª Vara Criminal, protestou contra o excesso de testemunhas arroladas e culpou o próprio Código de Processo Penal (CPP) pelo atraso:

“Os fatos noticiados na denúncia são datados de 1998, mas só chegaram a Justiça Estadual em 2010. O processo segue os trâmites do CPP, que é arcaico”.

O Ministério Público (MP) arrolou 26 testemunhas na ação, em vez de oito a que normalmente tem direito. Assim, os advogados de defesa fizeram o mesmo, adicionando à conta nada menos que 86 novos nomes de testemunhas. Com uma peculiaridade: os nomes foram indicados sem informações básicas à Justiça, como endereço atualizado da testemunha ou número de documento válido.

“A justificativa do MP (para arrolar tantas testemunhas) foi a complexidade dos fatos narrados na mesma peça acusatória, a pluralidade de réus e de condutas imputadas. Se o MP pode exceder em seu pedido, a defesa também teve esse direito” afirma a juíza.

Para o processo prosseguir, ainda faltam ser ouvidas 26 testemunhas. Antes de chegar em definitivo à Justiça mineira, percalços não faltaram. Primeiro, a defesa de Marcos Valério tentou remeter a ação integralmente ao STF, em função da diplomação como senador do réu Clésio Andrade (PMDB). Os desembargadores do TJMG acolheram a tese e chegaram a transferir a ação para o Supremo. Mas, em seguida, o processo foi remetido de volta à BH.

Advogado culpa justiça por demora

Atualmente, tramitam no STF duas ações penais referentes aos dois réus com foro privilegiado, Eduardo Azeredo e Clésio Andrade, mas o relator dos casos, o ministro Luís Roberto Barroso, também não tem qualquer previsão de finalização do trabalho, conforme informou a reportagem o gabinete do magistrado. Azeredo e Andrade respondem por peculato e lavagem de dinheiro.

Azeredo precisa ser ouvido em juízo. Defesa e acusação poderão pedir complemento de diligências e ainda faltarão ao processo a apresentação de alegações finais. Depois do voto pronto, a ação vai para o revisor, o ministro Celso de Mello.

O processo contra o senador Clésio Andrade ainda está em fase de oitiva de testemunhas. O processo foi remetido à PGR, que deverá confirmar os pedidos de inquirição ou indicar a substituição de nomes. Testemunhas de defesa ainda não foram ouvidas.

Advogado de Cláudio Mourão, Antônio Velloso Neto nega que os defensores tenham alguma responsabilidade na lentidão do andamento do processo:

“Os advogados são pessoas sérias, eu indiquei testemunha e apresentei endereço correto. Se alguém faz alguma coisa errada, a juíza pode chamar a atenção, e isso não aconteceu. O direito de arrolar testemunhas é do MP e dos advogados. Se houve atraso, a inércia foi do Estado. A defesa cumpriu rigorosamente os prazos, esteve em todas as audiências. Agora, você também não pode correr com o processo para fazer justiça a qualquer preço”.

Responsável pelo julgamento de crimes financeiros nas operações de Marcos Valério, a 4ª Vara Criminal de Belo Horizonte tem o terceiro pior índice de produtividade dentre 60 varas federais do estado que disponibilizam dados ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), segundo levantamento obtido pela reportagem. As informações são do O Globo.

Responder

FrancoAtirador

19 de outubro de 2013 às 21h56

.
.
JUÍZA DA 21ª VARA CRIMINAL DO RIO DE JANEIRO DETERMINOU A SOLTURA

DA ‘SUPOSTA (PELA REDE GLOBO) QUADRILHA ARMADA COM LEITE DE MAGNÉSIO’.
.
.
Justiça do Rio manda soltar mais 31 manifestantes

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Uma reviravolta judicial garantiu hoje (18) a liberdade dos 31 manifestantes que ontem (17) receberam ordem de prisão preventiva, por formação de quadrilha ou bando.
Eles foram presos na última terça-feira (15), durante os protestos que ocorreram após a passeata dos professores na Cinelândia.
A maior parte foi detida quando estava sentada nas escadarias da Câmara Municipal, acomodada em três ônibus, levada para delegacias de polícia e posteriormente encaminhada para cadeias públicas.

Ontem a juíza Barbara Alves Xavier, do plantão judiciário, decretou que eles deveriam ser presos preventivamente, condição jurídica mais pesada, reservada para pessoas que cometeram crimes graves e que possam colocar em risco a instrução do processo, inclusive com ameaça a testemunhas.
A prisão preventiva não tem prazo máximo definido, embora a jurisprudência o fixe em 81 dias.

Hoje a juíza Claudia Pomarico Ribeiro, da 21ª Vara Criminal, determinou a soltura de todos os 31 manifestantes e rebateu o indiciamento dos manifestantes por formação de quadrilha, segundo o inquérito da Polícia Civil.

“Tal delito não se pode comprovar em uma situação flagrancial, pois para sua prática exige-se estabilidade e ato isolado não configura estabilidade, tampouco vínculo entre os associados e permanência.
Ainda que se tenham apreendidos objetos materiais suscetíveis de reação à ação estatal, isto por si só não faz caracterizar novamente o delito, pois qualquer pessoa poderia estar portando sozinha máscara, respirador ou até leite de magnésio, a fim de se proteger”, relatou a magistrada.

A juíza também rejeitou o fato dos jovens estarem usando roupas pretas como pretexto para classificá-los como de um mesmo grupo, no caso o Black Bloc.
“Ademais, não há como demonstrar a existência de um grupo voltado para a prática de crimes apenas de acordo com a roupa e a faixa etária. Torna-se imperioso, portanto, demonstrar o vínculo dos participantes e a estabilidade desta associação criminosa, o que, por meio de um fato isolado e em uma situação flagrancial, resta impossível […]
A dura lei não pode ser aplicada em virtude apenas do clamor social, ao passo que se afasta da ética, da verdade real e da própria Justiça”, relata.

A juíza também encaminhou a decisão ao Juizado da Infância, Juventude e Idosos, para a tomada das medidas cabíveis no tocante à apreensão de sete menores, também durante os protestos.

Edição: Aécio Amado

(http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-18/justica-do-rio-manda-soltar-mais-31-manifestantes)
.
.

Responder

Guilherme

19 de outubro de 2013 às 21h26

Na mesma linha de total desconsideração e interferência negativa aos movimentos sociais, vejam a pérola que Caco Barcelos fez questão de deixar registrado: http://operasdesabao.com/2013/10/16/a-arte-de-enojar-ou-como-fechar-os-olhos-com-esse-jornalismo/

Responder

renato

19 de outubro de 2013 às 18h56

Pergunta?
Se não houvesse jornais tipo folha, Zero hora e todos os outros.
Estes jornais que compramos na banca.
HAVERIA conversa e cometários nos blogs “Sujos”?
Realmente gostaria de saber.
Obrigado, e aqui é o espaço.

Responder

Abel

19 de outubro de 2013 às 18h12

Alguém aí disse que o Rodrigo Azoubel (baleado) é filho de uma diretora da Rede Globo? E que o SEPE apoia os black blocs? Só tem “experto” nesse Rio de Janeiro…

Responder

FrancoAtirador

18 de outubro de 2013 às 19h30

.
.
Enquanto essa quadrilha de bandidos midiáticos estiver atuando à solta,

não haverá desenvolvimento social, nem educacional nem cultural, no Brasil.

E muito menos conscientização política para o aprimoramento democrático.
.
.

Responder

pai

18 de outubro de 2013 às 18h53

Como bem dito acima, quem depreda o patrimonio alheio é vândalo. Pode ser cardeal do VAticano, não importa.
Agora, quanto aos estereótipos, pouco importa. Digam-me apenas se que foi dito é ou não verdade acerca das pessoas.

Responder

    anac

    19 de outubro de 2013 às 19h36

    O problema no Brasil sempre foi o de colocar acima de tudo e e todos o patrimonios, acima até da vida, valor maior. Causa-me mais indignação o silencio da sociedade em relação as mortes de jovens negros, pobres, favelados vitimas dessa condição de miséria imposta desde o anscimento que não lhes deram escolha de vida.
    Sou contra os mascarados porque vejo neles apenas covardia. Medo de serem identificados. Negar o seu proprio eu é a maior das covardias. Por medo das consequencias dos seus atos que pelo visto lhes causam apenas vergonha. Antes aos Homens bastavam a palavra, hoje, nem a cara eles querem mostrar.

    Daniel

    20 de outubro de 2013 às 02h55

    Ou seja, cadeia para a Camargo Correia e para as putras construtoras que destroem o patrimônio público. Quando essa impunidade terá fim? Borracha neles?

maria madalena

18 de outubro de 2013 às 18h21

essa eleição se definirá nas redes socias e na internet onde o PT é muito fraco…..o PSDB tem uma militancia digital que atua com 5 mil pessoas falando mal da dilma nas redes sociais e nos comentarios dos principais jornais e revistas do Pais.ou seja é uma multidão de gente espalhando oodio ao PT e a DILMA,,,enquanto isso o PT só observa e acha que já ganhou as eleições pra presidente e para governador de SP….abra o olho PT monte uma MILITANCIA DIGITAL senão este salto alto pode quebrar,em 2014.

Responder

Mário SF Alves

18 de outubro de 2013 às 17h56

“A capa deste jornal na quinta-feira, 17 de outubro de 2013, em que chama de “vândalo” quem foi preso arbitrariamente pela PM nas escadarias da Câmara Municipal e expõe três personagens com infames trocadilhos (Sininho do barulho, defende anarquistas), brincando com estereótipos (Baiano volta à cadeia, músico, maconhão), e chegando ao cúmulo de ironizar o envolvimento político com “engajado e baleado”.”

____________________________________

Uau! Que crítica! Direta, franca, perspicaz e irrefutável.

Responder

    Abel

    19 de outubro de 2013 às 18h13

    O que se poderia esperar de quem vive no Faceburro?

Edgard Fonseca

18 de outubro de 2013 às 17h12

Por que o jornal esqueceu de colocar que o Rodrigo Azoubel é filho de uma diretora da rede Globo?

Responder

renato

18 de outubro de 2013 às 14h56

Eu não entendo.
Estão reclamando porque o Globo, jornal.
Não falou dos professores, e sim falou da
policia X Baderneiros.
Assim, para eu entender.
Porque os professores não foram na frente do Jornal
e manifestaram de forma ordeira suas vontades e
em conjunto com repórteres. Não são professores, deveriam
bolar uma coisa inédita.
Agora todo mundo serve de abre ala para os BADERNEIROS.
Eles vem e tomam a cena. Sem chance.
Porque a baderna ainda é inédita, e quando for ficar rotineira
vai morrer gente, e o Jornal vai falar dos mortos….
Eu acho, que se é uma manifestação da pedir ordens a Educação.
Deveriam, tem obrigação de fazer melhor…
Vou pensar em algo.

Responder

    Mário SF Alves

    18 de outubro de 2013 às 18h01

    Aí, Renato, só pra efeito de melhor entendimento. Afinal, o jornal vai falar dos mortos ou vai fazer sensacionalismo e dançar sobre os cadáveres dos mortos?

    Joca de Ipanema

    19 de outubro de 2013 às 18h16

    Se mortos houver, será seguramente culpa de quem tem procurado fabricar um mártir. É milagre que ainda não tenha havido. Independente de Globo, ou opiniões outras, essa afronta à ordem e delapidação do patrimônio público, que é meu, seu, nosso e construido com o dinheiro dos nossos impostos, já encheu o saco! E de quem é conivente também, como esse sindicato de araque, que serve aos baixos desígnios do Garotinho – braço instrumental as tropas da juventude de Clarissa Garotinho – junto com partidos políticos oportunistas, que sabemos muito bem quais são. Pescadores de águas turvas.

ariadne jacques

18 de outubro de 2013 às 13h48

Que jornalismo é esse que estampa em sua capa uma acusação grave sem antes apurar a notícia. Irresponsabilidade profissional! Como deduziram que os 70 eram vândalos? Falácia. Falta seriedade na chefia de redação de O Globo, que deveria se ocupar em prestar um serviço de utilidade pública, uma vez que não é juiz para condenar ninguém. Estão semeando vento!

Responder

RicardãoCarioca

18 de outubro de 2013 às 12h54

Se o povo se educar, a Globo perde audiência. Em algum lugar deve ter uma pesquisa por faixa de escolaridade vs. audiência que comprove isso. Resultado? Pau em professor.

Espero que, no segundo mandato da Dilma, logo no começo, ela enfim democratize a SeCom porque, atualmente, sua ministra, ex-funcionária da Globo, vive de encher as burras do ex-patrão com o nosso dinheiro, alimentando esse oligopólio para atacar o governo que a maioria do povo elegeu.

Responder

    Mário SF Alves

    18 de outubro de 2013 às 18h06

    Na mosca. Bingo! Imprescindível a observação e oportuna a dúvida sobre tal igualmente imprescindível pesquisa.

    __________________________
    Boa, RicardãoCarioca.

Antonio Correa - SP

18 de outubro de 2013 às 12h21

Curioso é que qualquer furioso vandalo quando é pego com a boca na botija imediatamente faz cara de anjo, de coitadinho, acaba a valentia do depredador na hora.

Quem está na chuva é para se molhar ou para se queimar, como dizia o saudoso presidente do Corinthians Vicente Mateus.

Dize-me com quem andas e te direi quem és, chega de passar a mão na cabeça desses blac bloks, assumam o que estão fazendo, isso também se aplica aos ” inocentes úteis ” que ficam convocando manifestações sabendo que o espetáculo finaldo ato é o terror dos blac block, cujos atos estão a anos-luz do legítimo direito de manifestação e dos postulados democráticos.

Chega de hipocrisia, não dá para compactuar com a barbárie black block, só uma perguntinha, depois do fim do capitalismo e do Estado vem o que mesmo, o governo de cada um por si mesmo ?

Ou por acaso seria o fascismo ?

Responder

    sandro

    18 de outubro de 2013 às 16h28

    Violência para mim é a última opção, mas cá para nós, já se vão mais de vinte anos de democracia e não se vê democracia na saúde, educação, segurança… Ou seja, não se vai conseguir mudar a mentalidade dos políticos jogando água de rosas neles, ou estou errado?

    E não venha me dizer que a culpa é da própria população que não sabe votar.É só observar as peças que os partidos disponibilizam para população votar, não há saída de um jeito ou de outro corruptos são eleitos. Ou se faz uma reforma política para dar condições de igualdade a todos candidatos nas eleições ou mais black bloc´s surgirão.
    Os políticos brasileiros estão criando um monstro que vai engoli-los em algum momento.

    Luiz Rogerio

    18 de outubro de 2013 às 17h51

    Prezado Sandro,

    Então é porradaria geral, quebra quebra geral, o dinheiro que o Estado/Município está gastando nesta lenga lenga (pois virou isso) de passeatas vai sair do nosso bolso… O pessoal vai pra passeata e nem sabe o por quê de estar ali.

    Tem que haver outro meio, eu não sei dizer qual o é, mas desse jeito é que não é…

    Museusp Batista

    18 de outubro de 2013 às 18h25

    Sandro. Não tem como a população saber em quem votar se não tem os “meios” para se informar. A Rede Globo é um partido político montado na ditadura explorando concessões públicas de comunicação para distorcer fatos. A mídia grande impressa é acessório da GLOBO. Atacam diariamente o Governo Federal, escondem as realizações, inventam casa “sem luz” e o judiciário é parceiro como vimos no julgamento da AP 470. Fizeram o Odair Cunha engolir o relatório da CPI do Cachoeira e detonam qualquer iniciativa para erradicação do financiamento privado de campanhas que mantem os poderes sob o cabresto do Capital. Se não detonar o “controle” da mídia e destravar a reforma política o POVO vai continuar sendo boiada manobrada pelo extraordinário poder do capital.

natalia

18 de outubro de 2013 às 12h17

Tem quer ser preso mesmo e quem danifica, por querer, patrimônio alheio, é vândalo sim.

Responder

Matheus

18 de outubro de 2013 às 10h45

Hoje o telejornal matinal da Globo noticiou mobilizações populares na Europa: disse que na Itália TRABALHADORES realizam um PROTESTO que era MOTIVADO pelo regime de austeridade.

Na França, MANIFESTANTES fizeram um PROTESTO MOTIVADO por um caso de abuso policial contra uma estudante imigrante, arbitrariamente preso e expulso do país pela polícia. O jornal noticiou que os manifestantes FORAM CONFRONTADOS pela polícia.

Já em relação ao Brasil, a Globo relata que houve BADERNA, VANDALISMO ,QUEBRA-QUEBRA e CONFRONTOS ENTRE A POLÍCIA e VÂNDALOS ou BADERNEIROS que estavam INFILTRADOS em uma manifestação sem qualquer motivação ou contexto.

Responder

Abelardo

18 de outubro de 2013 às 10h19

O que esperar de quem pra cima e pra baixo de mãos dadas com a ditadura? O que esperar de quem fica de quatro, toda vez que está em quase falência, só pra não perder a pose? O que esperar de quem inaugurou o termo FICHA SUJA ao participar do escândalo PROCONSULT, descoberto e denunciado por LEONEL BRIZOLA? O que esperar de quem tem entre seus sócios, aquele que aplica, na surdina, U$ 100.000.000,00 em paraíso fiscal, conforme denunciou Anthony Garotinho? O que esperar de quem pratica CRIME FISCAL ao sonegar impostos e não pagar dívida de mais de R$ 1.000.000.000,00 a RECEITA FEDERAL? Não é por acaso que tomou várias surras de BRIZOLA e de LULA, não é por acaso que não tem mais o respeito da maioria da população, não é por acaso que que sempre apela para a covardia por não ser capaz de sustentar suas armações e não será por acaso que irá frequentar, cada vez mais, o banco dos réus por não ter mais gangue nenhuma que os protejam da verdade e da justiça.

Responder

leprechaun

18 de outubro de 2013 às 10h18

Pra aqueles que acreditam que vivemos num estado democrático de direito (petistas)taí a desmistificação

Responder

    Francisco Antonio da Silva

    18 de outubro de 2013 às 11h41

    Em Minas Gerais, administração tucana, não sei se o senhor sabe, querem criar “curralinhos” para que os “manifestantes não incomodem a população. Ah e o couro come dobrado contra “manifestantes”. Viva a democracia, né?

    teu rabo tucano

    18 de outubro de 2013 às 12h47

    A globo deveria ser implodida. Ela foi fundada pela ditadura em 1965 ( 1 ano após o golpe ) e se vivêssemos realmente em uma democracia, a globo deveria deixar de existir, no inicio das diretas já. A ditadura permanece até hoje pq a globo apoia PMDB e o seu partido queridinho, oriundo do PMDB, que é o PSDB. Deixem de votar em PSDB e PMDB, que a ditadura vai acabar e por consequência acabem com a rede globo.

    roberto almeida

    18 de outubro de 2013 às 15h45

    O que o PT tem a ver com a repressão da polícia do Sérgio Cabral? Se a repressão tivesse alguma ligação com o PT, o Globo estaria com quem? Te liga…

Alex

18 de outubro de 2013 às 10h05

Vocês já perceberam que absurdo a globo sempre que mostra os “salários” dos professores do rio mostra somente o salário do professor com “pós doutorado”.
Cara, se o sujeito tem pos doc, ele NÃO VAI DAR AULA NA REDE PÚBLICA DO RIO! vai dar aula em uma universidade!!!
Eles mostram este valor para dizer que um professor ganha uma fortuna… quero ver mostrar quanto ganha um professor com graduação , que são 90% dos professores!

Responder

Julio Silveira

18 de outubro de 2013 às 09h57

O Globo, como todo veiculo que faz a voz do conservadorismo nacional, trabalha o pior sentimento da cidadania que é o egoísmo e o aprofundamento da miopia social. Assim o quebra quebra de alguns vidros, o queimar de alguns cestos de lixo, vá lá os prejuízos materiais a alguns cidadãos, viram a fumaça que encobrem altos interesses, inclusive os dos próprios grupos, e aprofundam a desigualdade institucional e inconstitucional que o direito exclusivo de palavra, intrínseco, tem permitido.
No fundo as coisas que tem acontecido no país são muito maiores e mais profundas do que esses grupos querem mostrar. Não falam que o estado brasileiro tem um passivo com a cidadania que vem de longa data. E vejo muita gente vir a estes espaços dizer que temos tido avanços e que por isso pode ser injustificável tais ações. Mas esquecem que esses movimentos surgem sempre no bojo de reinvindicações justas, relegadas e aviltadas pelo descaso ou incompetência, ou os dois, mas o fato é que somos um país rico que ostenta índices vergonhosos nos requisitos que contam para qualificar uma cidadania (e um estado) como de primeiro mundo e isso não é por acaso.
Isso deveria estar na mente do críticos. Exibimos contrastes flagrantes com uma minoria que não é necessariamente pequena em termos absolutos mas é flagrantemente pequena quando se compara com a maioria ainda carente de diversos recursos e não só financeiros, desassistida e que vê prioridades invertidas só justificadas se vivêssemos ainda no tempo do império Romano, onde pão e circo era considerada a prioridade para o povo. Talvez para as organizações conservadoras nacionais, como a Globo, exibir isso em pinceladas sem aprofundar já contente as consciências dos que se beneficiam das condições atuais, afinal eles podem ter que se enquadrar dentro um país dentro de um país transformado em igualitário, em que as igualdades acabem trazendo perdas de direitos a privilégios, como ter vultosas quantias dos recursos públicos caindo no limbo e no silencio e terem que se justificar por isso, como se só suas palavras não bastassem, nem o peso financeiro e midiático, nem seus parceiros no estado, para tornar esse assunto publico e discutido pela cidadania, assim como outros que ficam no silencio travando avanços e desqualificando direitos e democracia. E fácil apontar pequenos e qualificar de vândalos, mas dêm espaço ao conhecimento, a cultura e a informação completa e sincera e vejam a quem os cidadãos chamarão de Vândalos.

Responder

Karl

18 de outubro de 2013 às 09h52

As Organizações Criminosas que atuam dentro e fora das redações, são assim. Alguém mais desavisado, ao ler essa “chamada”, tranquilamente irá pensar que os 70 “marginais” foram presos mascarados/armados e “trocando porrada” com os policiais. Como as Organizações Criminosas que atuam dentro e fora das redações, não estão dominando as manifestações, as massas nas ruas, para suas finalidades inconfessáveis, resta destrui-las. E, para tanto, vale qualquer coisa. Como a MENTIRA é a arma principal das Organizações, usa-la é de fácil manejo.
Colocar apelidos, adjetivos depreciativos e/ou PRECONCEITUOSOS(idem nas famosas “piadas” desses canalhas) é outra “arma”. Vejamos. Hoje na CBN-GLOBO-MILENIUM:
Um tal de Madureira com um tal de Milton Iungui(uma “engraçadíssima” piadinha):
M.Madureira: Milton, sabe por que o Roberto Carlos(o cantor) não joga bola?
Milton: (já dando “risada”. aquelas “espontâneas”) Não!
M.Madureira: Porque ele é PERNA DE PAU!
……………
Pois é né? E isso que é com Roberto Carlos. Não dá. Isso tem que acabar. Prisão para esses imbecis é pouco.

Responder

JOTARTOWS

18 de outubro de 2013 às 09h51

Uai, como se diz em MG, mas não são Vândalos? Se nao forem o que são. Tem que prender mesmo!

Responder

leandro

18 de outubro de 2013 às 09h36

Nessa o Globo e grande parte dos que opinam aqui concordam. É o pig e os progressistas concordando.

Responder

    Matheus

    18 de outubro de 2013 às 10h26

    O PIG só incomoda os “neoprogressistas” quando acusa o PT de corrupção.

    Saulo

    18 de outubro de 2013 às 11h22

    E VC, como um bom militonto demotucano, fica cego quando a corrupção cai no colo do DEM e do PSDB !!!

    leandro

    18 de outubro de 2013 às 12h00

    Pois, é…nos posts sobre os protestos aqui no VM, grande parte dos comentaristas chamaram os manifestantes de “VÂNDALOS” igualzinho ao Globo..vai entender.

    Luís Carlos

    18 de outubro de 2013 às 12h38

    A “indignação” seletiva do PIG e seu moralismo antipt. É disso que você fala? Isso me incomoda sim. Talvez não a você, mas deve desagradar a todoas pessoas com o mínimo de postura cidadã e ética, pois não fazem com todos, protegendo e escondendo seus comparças.
    O PIG incomoda sempre que se manifesta, pois a postura intransigente com a população, a incapacidade de fazer o contraditório, a parcialidade travestida de “neutralidade e apolítico” influenciando camadas da população ao defenderem seus barões e interesses inconfessáveis, ao defenderem banqueiros, especuladores, ao omitirem fatos jornalísticos por não serem do interesse deles, ao torcerem fatos de acordo com interesses espúrios, ao usarem expressões como “invasão” quando se trata de “não alinhado” e ação militar ou interevenção ou ainda outro termo palatável quando se trata de EUA ou Israel, por exmeplo, quando faz do MST ou outros movimentos sociais parecerem bandidos e os únicos responsáveis pelas condições sociais em que vivem e não o especulador e o capital, quando empulha violência como se fosse esporte, quando usa crianças de forma inapropriada para sua sanha desmedida de audiência, sempre que usa de seu falso pudor e moralismo para “enquadrar’ comportamentos, etc. Para mim o PIG incomoda nessas e outras tantas situãções, pois ele é máquina de dominação ideológica, violenta e implacável, impondo valores de grupo minoritário, aliás mínimo a toda população, como se fosse o “adequado”, “normal”, “certo”. Talvez você goste quando ele ataca petistas. Talvez goste também no dia que você for atacado da mesma forma.

Mardones

18 de outubro de 2013 às 09h33

O Globo a cada dia mais a cara das organizações da Famiglia Marinho.

Responder

marcio ramos

18 de outubro de 2013 às 09h23

sabedoria das ruas:

… o Globo vive se superando… lembro de uma conversa com um morador de rua que dizia que o Globo não servia nem pra limpar o cú pq o que sai de dentro é mais limpo do que está escrito naquelas paginas… vai vendo vai vendo…

… e o governo paga a conta… ahhhhhsssimmmmm ta complicado como dizem hj…

Responder

Péricles

18 de outubro de 2013 às 09h17

Eu costumo dizer que o homem é o único animal que cuida de seu predador. Não fossem milhões de texticocéfalos que mantém a audiência dos produtos desses elementos, eles já estariam fora de circulação.
Atenção meu nome e meu e-mail não são falsos. Eu não uso máscaras.

Responder

Fabio

18 de outubro de 2013 às 09h12

A Rede Globo só é o monstro que é porque os governos federal, estadual e municipal dão total apoio a esse monstro.
Infelizmente a Dilma não teve e nem terá coragem para mudar isso.

Responder

ma.rosa

18 de outubro de 2013 às 09h11

Lamentável! E o “bordão” é: “o que passa na gLobo, não é um país para todos, mas um país para BOBOS!!!!” Tenho dito!!!

Responder

Guanabara

18 de outubro de 2013 às 09h09

Infelizmente não surpreende. A função deles é essa: propaganda. Jornalismo é pretexto. Qual a diferença disso aí e o famoso editorial do 1º de abril de 64? “Vive a nação dias gloriosos…”, em pleno dia da mentira, não poderiam ter feito melhor, rs.

Responder

Adilson

18 de outubro de 2013 às 08h47

Essa página do Globo é nojenta. Passei na banca e tive vontade de vomitar.

O Globo se colocou radicalmente contra as demandas dos profissionais de Educação esse tempo todo.

E dessa vez se supera ao dar de bandeja para a parcela reacionária da população carioca esse banquete apetitoso para se fartarem e arrotarem seu ódio pelas esquinas, praias e bares da cidade…

O Globo é a extrema direita. A guerra interessa ao Globo.

Infelizmente o sindicato dos professores deu sopa na boca do monstro ao declarar apoio aos black blocs; no lugar de, no mínimo, ficar na encolha, saiu explanando isso no RJTV, CBN, Facebook…Até palhaçada de pg de Black-Prof neguinho criou na carona dos acontecimentos…aí tb, não dá!!!

Apoio declarado, eles vem com tudo, tomam a frente do movimento, fazem aquilo que só sabem fazer e aí no dia seguinte a manchete, obviamente, não poderia ser outra: um ônibus queimado atravessando a Av. Rio Branco.

E de lá pra cá agora é a guerra e esse jornalzinho de m., entulho da ditadura, vai ditando o ritmo no coração da população.

Responder

RicardãoCarioca

18 de outubro de 2013 às 08h17

O problema é vocês acharem que a Globo é “imparcial” e faz “jornalismo de primeira”.

Depois dos protestos, vocês foram para suas casas assistir as novelas? Depois não reclamem.

Responder

Gerson Carneiro

18 de outubro de 2013 às 07h17

Responder

    ricardo

    18 de outubro de 2013 às 11h44

    Você tem razão: são vândalos em ambos os casos.

    Abel

    20 de outubro de 2013 às 21h30

    Só que na França eles destruíram bem mais :)

Fabio Passos

18 de outubro de 2013 às 07h14

Assim são os filhotinhos da ditadura.
udenistas que tratam problema social como caso de polícia.

A globo é a direita. É o sustentáculo do Apartheid Social.
Quem implodir esta merda de organização corrupta será responsável por um avanço democrático fabuloso.

Responder

gilberto

18 de outubro de 2013 às 06h31

:(

nego ainda sustente e consuma esse discurso!

arianos e asiáticos também

Responder

Deixe uma resposta