VIOMUNDO

Diário da Resistência


Mulheres “ocupam” O Globo contra participação dos Marinho no golpe e na perseguição a Lula
Denúncias

Mulheres “ocupam” O Globo contra participação dos Marinho no golpe e na perseguição a Lula


08/03/2018 - 08h31

Mulheres ocupam jornal O Globo em defesa da democracia

“A Globo quer dar golpe na eleição, as mulheres organizam a reação” é o lema principal da ação.

Neste 8 de março, 800 mulheres de diversos movimentos populares ocuparam o parque gráfico do jornal impresso no Rio de Janeiro, que pertence ao grupo Globo Comunicação.

O objetivo da ação, iniciada às 5h30 da manhã, é denunciar a atuação decisiva da empresa sobre a instabilidade política brasileira.

Elas destacam a articulação da Globo no processo do golpe, desde o impedimento da presidenta Dilma em 2016 até perseguição ao presidente Lula, para inviabilizá-lo como candidato em uma eleição democrática.

Participaram mulheres do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, do Levante Popular da Juventude, do Movimento dos Atingidos por Barragens e do Movimento dos Pequenos Agricultores, além de moradoras de comunidades da cidade.

“A Globo promove os golpes em pró de seus interesses empresariais, não interessa as consequências para o país. Por isso ela é criminosa. Ela não é inimiga só dos trabalhadores, ela é inimiga de toda a nação”, afirmou Ana Carolina Silva, do Levante Popular da Juventude.

Intervenção contra os direitos

As mulheres também deram visibilidade ao caráter político e contrário aos direitos do povo da intervenção militar no Rio de Janeiro.

Com o mote “A Globo promove intervenção para dar golpe na eleição” elas lembram que o próprio golpista Michel Temer declarou que vai suspender o decreto caso tenha maioria na Câmara e no Senado para votar a reforma da Previdência.

Para Maria Gomes de Oliveira, da Direção do MST, se trata de uma questão eleitoral e de um processo de coação social.

“A Globo e os articuladores desse processo abordam a intervenção militar no Rio de Janeiro como medida de segurança. Ao mesmo tempo em que ela promove o medo para manter a classe trabalhadora calada, Temer e aliados se aproveitam de um anseio da sociedade para esconder sua estratégia eleitoral”, explica.

A dirigente ressalta ainda que a empresa tem interesses econômicos na Reforma da Previdência.

“A Globo opera ativamente na política para manter seus lucros e o monopólio sobre a mente das pessoas. No caso da previdência, ela está diretamente ligada à Mapfre Seguros, uma empresa que presta serviços de previdência privada”.

Para ela, o momento caracteriza um desvio de função das Forças Armadas.

“Tanques e soldados armados com fuzil não resolvem a violência. Os militares deviam cuidar de proteger nossa soberania, inclusive as riquezas como o petróleo, a água, as terras, que o golpista está entregando numa bandeja para o capital internacional”, afirma.

Ana Paula Silva destaca que a taxa de desemprego beira a 12% e, assim com o desmonte de serviços básicos de educação e saúde, são fatores que contribuem para o aumento da violência.

“O crime se combate com o desenvolvimento de uma política de segurança e não com intervenção militar.

Sabemos que o caminho é crescimento econômico e políticas públicas para o povo, mas para garantir isso precisamos retomar a democracia que perdemos com o golpe. Garantir eleições sem fraude é central para barrar os ataques aos direitos dos brasileiros”, garante a militante.

Decadência

O parque gráfico ocupado é o maior da América Latina. Sua construção foi, em parte, financiada pelo BNDES, com o montante de R$ 217 milhões, em valores atuais.

Ele foi projetado para a impressão de 800 mil jornais diários, mas a média de produção do O Globo em 2017 não passa de 130 mil exemplares/dia, segundo dados do Instituto Verificador de Circulação (IVC).

Ou seja, não utiliza nem 50% da capacidade produtiva.

“Este lugar é um elefante branco a serviço da desinformação. Com tanto recurso público investido, deveriam ao menos se dignar a fazer um jornalismo de qualidade. Não é à toa que o jornal está em decadência. As trabalhadoras não engolem mais as mentiras e manipulações da Globo”, afirmou

A ação faz parte da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra, que tem por lema a célebre frase de Rosa Luxemburgo “Quem não se movimenta, não sente as cadeias que a prendem”.

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julio Silveira

08 de março de 2018 às 13h11

Noto no nosso povo um habito nada salutar. Durante anos venho percebendo que os populares prejudicados por sua insensivel e geralmente preconceituosa elite costumam descarregar sua ira naquilo que lhes fara falta, naquilo pouco que foi criado cheio de boas intenções para lhes fazer bem e que ao estragarem fica ainda pior, dificultando ainda mais suas vidas. Costuma-se descarregar a frustação em trens, em bens publicos, e outros, inclusive pessoas, geralmente as que nada tem a ver com a criação dos problemas, que são apenas usadas como instrumentos por suas necessidades de sobrevivencia, deixando a fonte dos problemas, os maus administradores, os administradores maus, os verdadeiros responsaveis, ilesos, impunes, assim continuando suas sagas de criação de dificuldades de forma premeditada ou não. Que se fossem tipificados, seguindo o rigor dos codigos legais, seriam passiveis de punição, se um crime fosse assim considerado pelo stablishment, mas não, por que esse apenas vê o crime da mesma forma que a aguia vê, ou seja, sempre de cima para baixo, por que olhando lateralmente correriam o risco de encontrá-lo nos seus.
Por isso vejo a Globo somente como uma camuflagem, a camuflagem que encobre quem lhes dá as diretrizes, as pessoas, os donos dela, que tem feito mal a tanta gente a tanto tempo, e que acho que está na hora de deixar de receberem o reconhecimento e sua identificação pelos problemas que causam, a midia não tem culpa, quem faz a midia seguir este caminho, são as pessoas. As terriveis pessoas que destrõem sonhos, inclusive o de uma midia criada para fazer um bom papel, salutar, democratico, isonomico. E que acabam, por interesses pessoais, menores, desvirtuando com maus caraters o carater de tida uma midia que deveria ter um papel de muita responsabilidade na afirmação democratica, verdadeira, no nosso país. No fim todos acabam pagando pela discrença generalizada no instrumento, instrumento esse que esses marginais poderosos criam, passando incolumes enquanto o povo está focado riscando suas paredes.

Responder

Guilherme

08 de março de 2018 às 11h57

Mulheres muito mais corajosas que muitos pseudos-machões por aí.

Responder

a.ali

08 de março de 2018 às 10h31

êta mulherada porreta: no ninho dos golpistas e isso não tem preço!!!

Responder

Srta. Marit, Brasil, FHC, lula, PT {Brega}.

08 de março de 2018 às 09h19

== Muito ambiciona lamber ==

[Ou: Escorrendo pelos cantos dos beiços mole]

Nesse momento noturno, dia 8, próximo a um barzinho, com aquela baba a escorrer pelos cantos dos beiços moles (semelhante a de um cão), FHC está a porta da casa do lula, esperando…
Ele olha atentamente.
Às vezes dá uma andadinha pra cá e outra pra lá.
Parece pre-ocupado.
Lula ainda não chegou…
FHC ambiciona, apetece, aspira, anseia e espera…
Pacientemente.
O que aguarda, agora à noite, o FHC?
Lula!
|
FHC muito ambiciona lamber o entre-dedos do pé de lula (quando lula chegar a casa retirando, cansado, o sapato): lá está FHC babando.
|
FHC é 1 curió & 1 mané!
|
FHC deveria mirar-se na Coreia do Sul.
O que se deve evitar entre os homens é a burrice e a falta de arte. Ou seja: ser PeTralha e, por outro lado, deve se temer o achismo ignorante.
|
Observe a realidade dessa ultra-atleta: heroína de 2018: Marit Byørgen! Mas no Brasil, por outro lado: a baranguice do PT apenas. A norueguesa Marit é singular. Única. Ponto final.
[*Marit Bjoergen — naturalmente não-baranga e nem Kitsch — e que não tem nada a ver com o petismo brega e nem com o PeTralhismo!].

Responder

    leonardo-pe

    08 de março de 2018 às 14h21

    mais 1que PASSA RECIBO. não quer falar da Globo(e por tabela da imprensa que DEBOCHA DA CARADELE E DA NOSSA TODOS OS DIAS!). prefere falar de Lula. só mostra a infantilidade não só desse sujeito.

    Luis

    08 de março de 2018 às 16h04

    Vai pra lá.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!