VIOMUNDO

Diário da Resistência


Justiça arquiva ação penal contra Haddad que serviu de arma eleitoral em 2018
Agência Brasil
Denúncias

Justiça arquiva ação penal contra Haddad que serviu de arma eleitoral em 2018


27/02/2019 - 19h49

Da Redação

Em 3 de setembro de 2018, em pleno período eleitoral, opromotor Marcelo Mendroni, do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), denunciou Fernando Haddad — então candidato a vice-presidente na chapa de Lula —, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Segundo o promotor, Haddad havia recebido R$ 2,6 milhões em “propina da empreiteira UTC para pagamento de dividas da campanha de 2012”.

Para a acusação, o então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, tinha se reunido com Ricardo Pessoa (UTC) em abril ou maio de 2013 e pedido R$ 3 milhões “em nome do prefeito” para sanar dívidas da campanha. Sendo que a UTC teria negociado o pagamento de R$ 2,6 milhões.

Embora o inquérito não apresentasse qualquer prova que demonstrasse pedido explícito de de dinheiro para pagamento da dívida nem apontasse qualquer contrapartida de Haddad ao pagamento da UTC, o promotor Marcelo Mendroni afirmou a jornalistas que “não chamaria isso de suposição, diria que é uma matemática jurídica”.

A denúncia foi martelada  em toda a mídia por dias. Algumas manchetes:

Na época, o advogado criminalista Leonardo Isaac Yarochewsky sentenciou:  a denúncia do promotor Marcelo Mendroni contra Haddad é inepta, vazia e leviana.

“É mais um movimento político do Ministério Público paulista para, como é comum acontecer, tentar desmoralizar os candidatos do PT e influenciar as eleições de outubro”, acrescentou.

Bingo!

Pois nesta quarta-feira, 27/02, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) arquivou a ação penal contra Haddad por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva.

E, agora, mídia?

*****

Justiça arquiva processo contra Haddad por lavagem de dinheiro e corrupção em suposto pagamento de dívida de campanha

MP havia denunciado o ex-prefeito por suspeita de pedir R$ 2,6 milhões à construtora UTC Engenharia. Desembargador disse que é “descabido falar em ‘perspectiva’ de benefícios oriundos do executivo municipal.”

Por G1 SP — São Paulo

O Tribunal de Justiça de São Paulo arquivou, nesta quarta (27), a ação penal contra o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva.

Em setembro do ano passado, o Ministério Público havia denunciado Haddad por suspeita de pedir R$ 2,6 milhões à construtora UTC Engenharia para pagamento de dívidas de campanha.

Segundo a denúncia, o pedido de recursos ao ex-presidente da UTC Ricardo Pessoa, entre abril e maio de 2013, foi feito por meio do então tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, que pretendia obter inicialmente R$ 3 milhões para o pagamento de trabalhos feitos à campanha por uma gráfica que pertencia ao ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza, conhecido como “Chicão”.

De acordo com o voto do relator, o desembargador Vico Mañas, é “descabido falar em ‘perspectiva’ de benefícios oriundos do executivo municipal, ausência de notícias de favorecimento à empreiteira no período.”

Os advogados Igor Tamasauskas, Pierpaolo Botini e Leandro Raca pediram o trancamento da ação alegando que o ex-prefeito “sofre constrangimento ilegal em razão do indevido recebimento de denúncia por suposta incidência do artigo 317 do Código Penal.”

O relator explica ainda que Haddad cancelou “contrato de construção de túnel estipulado com a UTC, em fevereiro de 2013.”

Defesas de Haddad e Vaccari contestam

Em nota, a assessoria de imprensa de Haddad disse que “surpreende que uma narrativa do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, sem qualquer prova, fundamente três ações propostas pelo Ministério Público de São Paulo, contra o ex-prefeito e candidato a vice-presidente da República, Fernando Haddad”.

Segundo a defesa de Haddad, “é notório que o empresário já teve sua delação rejeitada em quase uma dezena de casos e que ele conta suas histórias de acordo com seus interesses. Também é de conhecimento público que, na condição de prefeito, Haddad contrariou, no segundo mês de seu mandato, o principal interesse da UTC de Ricardo Pessoa na cidade: a obra confessadamente superfaturada do túnel da avenida Roberto Marinho”.

A defesa de Vaccari informou o que o delator fala “não procede”. “O Sr. Vaccari jamais fez essa solicitação. Isso é somente palavra de delator, sem qualquer comprovação, pois não retrata a verdade. Até porque o Sr. Vaccari nunca foi tesoureiro de campanha de quem quer que seja, ele foi tesoureiro do partido”, declarou o advogado Luiz Flávio D’Urso.

Promotor vai recorrer

Em nota, o promotor de Justiça, Marcelo Batlouni Mendroni, autor da ação, diz que vai recorrer:

“Discordo, lamento, mas respeito a decisão do Tribunal de Justiça de SP. Realizei um trabalho absolutamente técnico com base em conceitos internacionalmente utilizados nos países que conseguem combater de forma eficiente os casos que envolvem corrupção e lavagem de dinheiro. É assim que, um dia, gostaria de ver o Brasil. A Procuradoria Geral de Justiça de São Paulo vai recorrer da decisão”.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jardel

01 de março de 2019 às 23h43

Na entrevista pré eleitoral que o Haddad deu à Globo o Bonner insistiu nessa investigação contra Haddad. Ao que Haddad respondeu: “Investigado não significa culpado, a Globo também é investigada.”
O fantoche top da Globo ficou estérico e continuou insistindo no assunto.
Taí a justiça feita… Só que a Globo não noticiou.

Responder

Zé Maria

01 de março de 2019 às 20h58

Gabriela Hardt admite que usou sentença de Moro
como “modelo” para condenar Lula…

[ Se a sentença já estava pronta antes da Denúncia,
então para que processo judicial?
Para que apresentação de documentos probatórios?
Para que inquirição de testemunhas?
Foi só pra dar Mídia pro DD com seu Power Point?

https://www.conjur.com.br/2019-mar-01/juiza-admite-baseou-sentenca-moro-condenar-lula

Responder

a.ali

28 de fevereiro de 2019 às 10h22

– e agora, mídia? – agora nada… já conseguiram o que queriam que era botar o bozo e sua quadrilha no poder!

Responder

Julio Cesar

28 de fevereiro de 2019 às 08h34

Era golpe. Mais um dessas instituições tomadas pelo ativismo politico conservador arcaico, do tipo que aprecia e protege oligarquias corruptas do tipo que mantem o Brasil para poucos. Como eles, que instrumentalizam essas instituições com se fossem suas propriedades.

Responder

Sergio

28 de fevereiro de 2019 às 08h06

Agora a justiça e a imprensa vão dar um “foi mal aí “ e fica tudo como está. Serviço feito. Missão cumprida.

Responder

Romanelli

28 de fevereiro de 2019 às 06h46

Como cidadão, infelizmente, tive que recorrer ao MPSP pra tentar resolver alguns problemas.

Sem prazos nem metas, sem terem que dar satisfação a ninguém, os promotores relaxam e gozam quando não veem diante de si qq causa que possam tirar proveito político.

Reclamar pra ouvidoria, corregedoria ou conselho internos, ali é piada e perda de tempo, pois todos te dão a mesma resposta pra qq tipo de queixa : “O promotor esta fazendo uso das suas prerrogativas”, dizem ..isso pra justificar de falta de educação a DESÍDIA ou omissão.

Dentre algumas respostas que ouvi de alguns promotores teve, por exemplo:

de um – “..você conhece algum jornalista pra dar uma forcinha ?…”

de outro – “..a denuncia é contra o PT ?..”, ao qual diante da negativa demonstrou desanimo

de mais outro : “..vc só vai conseguir sucesso se recorrer ao MP Federal…”

Enfim, é isso ..acho que é importante que os jornalistas venham saber disso pra que, principalmente os mais jovens, possam fazer melhor juízo dos “escândalos” que lhes são trazidos ..e que em verdade, muitos são ENCOMENDADOS por concursados aéticos e VAGABUNDOS.

ps – colo-me a disposição do blogueiro caso ele queira saber de mais detalhes destes embusteiros e dos “meus casos” que não andam ..afinal, como disse o próprio promotor, sempre é bom quando a imprensa da uma forcinha pras coisas caminharem, ainda mais em processos que, um deles, já já, completará UMA DÉCADA quase que dormindo sobre a gaveta.

Responder

Cláudio

28 de fevereiro de 2019 às 06h13

:
: * * * * 04:13 * * * * * : Eles (Ou Mal lutar é lutar mal)

Nunca se viu povo tão idiota
militando contra a própria sorte!…
Mesmo toda paciência se esgota
quando os “fracos” idolatram o “forte”.

E ainda esperam alguma cota…
Coitados! Que o tempo não lhes corte
a memória em meio à tal rota
da vida indo ainda mais para a morte…
……………………………. Cláudio Carvalho Fernandes
……………………………. (Poeta (anarcoexistencialista))
Poema dedicado ao eleiTORADO brasileño, no pós-eleições de 2018…
(Se é que não houve participação ativa da maquininha caixa-preta do TSE nos resultados de 2018…)
:.:

Poema “Z”
Para Dilma, Lula e o PT e todos/as os/as progressistas do mundo inteiro. Sinta-se homenageado/a, também.

Penso

Logo(S)

ReXisto

:.:

Responder

Zé Maria

28 de fevereiro de 2019 às 00h00

Outro Crime Contra a Honra de um Petista:

STF manda arquivar inquérito contra Lindbergh Farias

Decorridos seis anos da abertura do inquérito,
não foram apresentados indícios suficientes
contra o ex-Senador pelo PT do Rio de janeiro,
quando era Prefeito Municipal de Nova Iguaçu.

Ministro do STF atendeu a pedido da PGR
diante da ausência de elementos mínimos
de materialidade e de autoria delitiva.

Gilmar Mendes, relator do caso, destacou que
já haviam sido adotadas diversas medidas,
no decorrer do inquérito judicial, como quebra
do sigilo bancário do Senador Lindbergh Farias,
sem que houvesse indícios de irregularidades.
[G1.Globo]
.
Já sei:
‘O Gilmar é Petralha’,
‘a Globo é Esquerdalha’
‘a PGR é Vermelha’
e ‘o STF é Comunista’…

Responder

Zé Maria

27 de fevereiro de 2019 às 23h00

No mínimo, os Robôs do Botsonauro estão
dizendo que o TJ de São Paulo é Petista.

Responder

Arnon

27 de fevereiro de 2019 às 22h55

Acusa sem provas e fica por isso mesmo. Ninguém perde o emprego e sequer e investigado.
E uma bagunça. Imagine qtos inocentes estão presos por erros da justiça e mp.

Responder

Zé Maria

27 de fevereiro de 2019 às 22h46

Pior é que o juizéco Paulistano da Barra Funda recebeu
o Assassinato de Reputação, bem no Período Eleitoral.

O Sistema Judicial está Contaminado pelo Fascismo.
Já nem impressiona que o Moro é cotado para o STF.

Responder

Sandra

27 de fevereiro de 2019 às 21h42

‪Na GloboBNews, Merval Pereira elencou todos os processos do MP contra Haddad e teve que escutar a resposta: “sabe quantos eu perdi? Nenhum!!” E finalizou ironizando a data das denuncias que ocorreram justamente no período eleitoral.‬
https://twitter.com/haddad13brasil/status/1100918039191711744?s=12

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.