VIOMUNDO

Diário da Resistência


Juristas internacionais denunciam ao STF entraves à libertação de Lula e pedem respeito a todos os princípios do estado democrático de direito
Ricardo Stuckert
Denúncias

Juristas internacionais denunciam ao STF entraves à libertação de Lula e pedem respeito a todos os princípios do estado democrático de direito


10/08/2018 - 13h43

Ricardo Stuckert

Juristas internacionais denunciam ao STF entraves para a libertação de Lula

Lula.com.br

As denúncias contra as irregularidades no processo do ex-presidente Lula mais uma vez ultrapassam as fronteiras brasileiras.

Em carta enviada nesta quinta-feira (9/8), de Paris, à presidenta do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, dez juristas e advogados europeus e latino-americanos externaram sua preocupação com as irregularidades no processo que conduziu Lula à prisão (com sua “inédita temporalidade”) e com os entraves que têm sido criados desde então para evitar sua libertação.

Eles pedem que a legalidade seja respeitada “com rigor e independência”.

O grupo apontou “o caráter precipitado, desleal e parcial do processo que determinou a reclusão do Senhor Luiz Inácio Lula da Silva, acontecido em uma temporalidade inédita , comparativamente à tramitação de processos do mesmo tipo material e formal”.

Os juristas internacionais citam como graves ocorrências os grampos telefônicos divulgados pela imprensa, com a autorização do juiz Sergio Moro, que continham conversas entre Lula e Dilma Rousseff e o anulação do habeas corpus conferido à Lula pelo Desembargador Rogério Favreto.

Os juristas compreendem que a anulação foi consequência de uma “intervenção ilegal e fora de qualquer marco processual partida do senhor Sérgio Moro”.

Além disso, os juristas se mostraram preocupados com as “graves afrontas aos direitos da defesa” de Lula, como submeter seus advogados a escuta telefônica.

Na carta, ligam claramente todas essas “irregularidades e anomalias” a uma “pressão midiática muito forte, alimentada pelo jogo de ambições pessoais”.

A carta é assinada pelos renomados juristas Baltasar Garzon, da Espanha, Luigi Ferrajoli, da Itália, e William Bourdon, da França.

A carta também é assinada por outros nomes, como o jurista Emilio García, presidente da Fundação Sul Argentina, e o presidente de honra da Liga de Direitos Humanos (LDH), Henri Leclerc.

Além de Cármen Lúcia, receberão o documento o presidente da França, Emmanuel Macron, o presidente de governo da Espanha, Pedro Sánchez, e o primeiro-ministro de Portugal, Antonio Costa.

Uma cópia da carta também será enviada de forma simultânea aos dez ministros do STF e ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux.



7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Cláudio

11 de agosto de 2018 às 02h47

Esses nomes todos vão ser simplesmente ignorados solenemente pela presidentO do STF, que não vai sair de suas (dela?) posições enquanto a revolução e a revolta populares não estiverem batendo às suas portas… Mas nada acontece nesse país de inertes, omissos, acomodados, negligentes. Cada qual deixa pro outro a sua parte de contribuição para buscar fazer um país melhor, livre desses/as canalhas, canalhas e canalhas neofa$$cinazi$$tas. Acho que já não é mais só a atuação imediata, atual, pontual, específica, da ditadura midiática que contemporaneamente assola o Brasil mas sim o efeito de tanto tempo e sucessivas gerações sob tal influência negativa, pestilenta.

Responder

João Lourenço

10 de agosto de 2018 às 19h27

Aviso aos preguiçosos para terem paciência e lerem o processo e quando forem falar sobre a “condenação injusta “apresentem para estes tais ” juristas internacionais ” o processo traduzido no idiomas de cada um e se possível levem também o livro da nossa Constituição e nossas leis .Repito ,no idioma deles ok? Mas para economizar nosso tempo tragam noticias verdadeiras e não estas mentiras pra boi dormir!!

Responder

    Mauro

    12 de agosto de 2018 às 14h24

    Golpista

    maria do carmo

    13 de agosto de 2018 às 10h29

    Desinformado o mundo esta escandalizado com a perseguicao ao estadista Lula inocente e preso sem provas preguicoso e voce que nao tem acompanhado a Imprensa internacional pois a nossa midia nao e confiavel, os juristas internacionais sao justos, sem interesses excusos, nao sao o nosso judiciario que recebem cinco vezes o salario dos judiciario europeo sem todas as mordomias, carro motorista, auxilio moradia, leia voce a nossa constituicao que esta sendo rasgada cade o QI? so fala bobagem!

RONALD

10 de agosto de 2018 às 16h22

Conceição, o tão propalado, pela glopista tv, o super-juiz Baltazar Garzón, que mandou prender o facínora do Pinochet, agora vai passar em brancas nuvens ou ser chamado de vermelho, petista, comuna, blá, blá, blá, rs.

Responder

Mario Súpero

10 de agosto de 2018 às 15h51

NOTÍCIA

== Autofagia ==

A Folha diz que a confirmação da chapa Fernando Haddad (PT) e Manuela D’Ávila (PCdoB) assustou Guilherme Boulos (PSOL), que teme perder o voto do eleitorado jovem, universitário e de esquerda.

Como diria A HIPER PICARETA PILóSOPHA BREGA Márcia Tiburi, “o cu é uma coisa muito boa na vida das pessoas”.
=================
fim de notícia…
a Márcia TIBURRA é do PT do Rio de Janeiro..

Responder

    maria do carmo

    13 de agosto de 2018 às 10h31

    Mude o vocabulario voce nao esta na sua casa respeite o blog!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!