VIOMUNDO

Diário da Resistência


Investigado, Flávio Bolsonaro ajuda a escolher novo PGR. “Caos será pouco”
Denúncias

Investigado, Flávio Bolsonaro ajuda a escolher novo PGR. “Caos será pouco”


18/08/2019 - 14h18

Escolha de PGR fora da lista tríplice pode tornar MPF ‘ingovernável’

Membros do MPF falam em estado de “ingovernabilidade, com diversos grupos se digladiando” caso Bolsonaro escolha nome “sem qualquer conexão” com restante do órgão

Por Jornal GGN – 18/08/2019

Jornal GGN – A revista época revelou que a família Bolsonaro tem um nome para assumir o comando da Procuradoria-Geral da República: o subprocurador no Rio, Antonio Carlos Martins Soares. A reportagem apurou que o presidente o recebeu no dia 13 de agosto, a pedido do filho Flávio Bolsonaro (PSL), suspeito de ter montado uma organização criminosa no gabinete, quando deputado federal do Rio de Janeiro.

Martins Soares teria sido apresentado à família pelo advogado de Flávio, Frederick Wassef, que o representa na ação que levou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, a suspender apurações em todo o país que tenham usado dados de órgãos de controle – Coaf, Banco Central e Receita Federal – sem o aval da Justiça.

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, integrantes da PGR estão preocupados com a possível escolha, somada às mudanças que o presidente Bolsonaro anunciou na Receita Federal e no Coaf.

“Para um articulado membro da carreira, se o Planalto optar pelo subprocurador Antonio Carlos Simões Soares, como aventado nos últimos dias, ‘caos será pouco para descrever o que será da Procuradoria’”, escreve Daniela Lima que assina a coluna.

“Um desses procuradores conta que, ao questionar um colega sobre a personalidade de Soares, ouviu como resposta: ‘Ele é trevoso’”, completa.

Ainda segundo a colunista, um ex-juiz federal que disse conhecer bem a Procuradoria-Geral da República pondera que, se Bolsonaro optar por escolher um nome fora da lista tríplice ou sem alguma conexão com o restante do MPF, “o cenário mais provável é o de ‘ingovernabilidade, com diversos grupos se digladiando diante de um procurador-geral sem um mínimo de autoridade’”.

PS do Viomundo: Lula e Dilma sempre respeitaram a lista tríplice dos próprios procuradores. Temer escolheu a segunda colocada da lista. Agora o MPF vai experimentar o que é o não republicanismo.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

José Carlos Lima

19 de agosto de 2019 às 00h41

O Brasil amanhã : presidente da Nigéria da iPhones de ouro a convidados do casamento do filho, enquanto a população passa fome….

A Nigeria passou pelo mesmo processo pelo qual vem passando o Brasil : teve a infelicidade de descobrir seu pre sal, despertando a cobiça internacional : a Nigeria continua grande produtora de petroleo mas tudo dos gringos…..ha uma casta de 10% de endinheirados, milicianos, militares e a superestritura formada pelos sistemas midiatico, religioso, educacional e judicial para manipular o povo, manter o sistema e dar fim em quem se opoe

https://www.instagram.com/p/B1JuGgwnVpj/?utm_source=ig_web_copy_link

Responder

    Elena

    19 de agosto de 2019 às 19h49

    Acho que vc tem toda razão! Seremos a Nigéria amanhã! Vou até repassar o seu comentário no face do grupo que faço parte e nos comentários que faço no IG e ABCDMaior, com os devidos créditos.

Zé do rolo

18 de agosto de 2019 às 21h47

A guerra na estrema direita já dá demonstrações fora dos bastidores é o escárnio político do Dória juntamente com o escárnio do Moro tramando contra o Bolsonaro que já deu cortadas no Moro…
O Dória é pior que o Bolsonaro pois o Dória é perverso, oportunista, falso, má fé… já o Bolsonaro apesar de bem assessorado é extremamente burro portanto o Bolsonaro apesar de burro tem que renomear a Raquel Dodge na PGR.

Responder

Eduardo Magalhães

18 de agosto de 2019 às 15h10

Não conheço e tampouco entendo nada dos candidatos à PGR.
Pelo que diz Folha de SP, MPF, PGR, etc que :”Será um caos e teremos uma situação ingovernável”, com forte convicção apóio o nome Antonio Carlos M. Soares.
ÓBVIO!!!

Responder

Zé Maria

18 de agosto de 2019 às 14h59

O Nome do PGR, escolhido por Jair Bolsonaro,
passará obrigatoriamente pelo crivo dos Patifes
da FTLJ de Curitiba, do Sergio Moro e do Olavão.
O que significa dizer que será um Nazi-Fascista,
sem comprometimento algum com a Constituição
ou com o Estado Democrático de Direito, que
prevaricará diante dos crimes do Clã Bolsonaro,
assim como ocultará as ilegalidades praticadas
por Juízes e Procuradores da Operação Lava Jato.
https://dicionario.priberam.org/prevaricar

O Afastamento do Superintendente da PF no RJ
foi uma jogada antecipada à nomeação do PGR.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/08/apuracao-do-caso-queiroz-ajudou-a-derrubar-diretor-da-pf-rj.shtml

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.