VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Humberto Costa: Moro, que era contra delação de Eduardo Cunha, absolveu a mulher do ex-presidente da Câmara; vídeo
Denúncias

Humberto Costa: Moro, que era contra delação de Eduardo Cunha, absolveu a mulher do ex-presidente da Câmara; vídeo


05/07/2019 - 18h05

Da Redação

Para o líder do Partido dos Trabalhadores no Senado, Humberto Costa, a revelação mais espantosa feita pela revista Veja, em parceria com o site Intercept Brasil, foi a de que o então juiz federal Sérgio Moro se opunha à delação premiada do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Cunha, eleito para o cargo no início do segundo mandato de Dilma Rousseff, ajudou a articular as pautas-bomba e, rejeitado pelo PT, trabalhou pela abertura do processo de impeachment na Câmara.

O senador petista lembrou que, para surpresa de muitos, Moro absolveu de qualquer acusação a esposa de Eduardo Cunha, a jornalista Cláudia Cruz, apesar dela desfrutar de dinheiro que o deputado mantinha fora do Brasil.

Na sentença, o juiz argumentou que não ficou provado que Cláudia Cruz agiu sabendo que a origem do dinheiro era ilegal.

Por outro lado, Moro perseguiu implacavelmente a ex-primeira dama Marisa, divulgando áudio dela com um dos filhos que não tinha qualquer relação com o processo do ex-presidente Lula.

Ou seja, o ex-juiz federal agiu politicamente para desgastar o casal e criminalizar toda a família de Lula.

Vazamento de mensagens anterior demonstrou que Moro sugeriu ilegalmente à Força Tarefa da Lava Jato que procurasse uma testemunha que, segundo ele, tinha informações comprometedoras sobre um dos filhos do ex-presidente.

Deltan Dallagnol, chefe da Força Tarefa de Curitiba, procurou a testemunha, mas foi rechaçado.

Escreveu mensagem a Moro dizendo que poderia criar uma denúncia anônima para forçar a testemunha a depor — e o juiz não respondeu dizendo discordar da manobra ilegal.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Xhyko

09 de julho de 2019 às 10h02

A cunhada de Vacari foi presa várias vezes sem ter dinheiro em sua conta, a mulher de Cunha fazia aulas de tênis em Muame gastava fortunas em shoppings na Europa com dinheiro da corrupcao, que dizia não saber que era dinheiro de mal feito, nunca chegou a ter sua casa invadida nem suas contas bancarias bloqueadas. Será que isso não tem a ver com a NÃO DELAÇÃO de de Eduardo Cunha. Na minha opinião essa “não delação” foi bem premiada

Responder

Zé Maria

05 de julho de 2019 às 18h54

https://pbs.twimg.com/media/D-tMy1nWwAAbBH2.jpg

Juiz Sergio Moro escreveu para o Procurador Dallagnol:

“Rumores de delação do Cunha… Espero que não procedam” 23:11
[…]
“Agradeço se manter informado. Sou contra, como sabe.” 23:28

À época do Diálogo entre Deltan e Moro [5 de julho de 2017],
um Grupo no Telegram, formado por Procuradores de Curitiba,
Rio de Janeiro e Natal já tratava da potencial delação
– que acabou não prosperando.

[Juiz Moro, além de criminoso, é burro,
nem o verbo manter sabe conjugar …]
https://dicionario.priberam.org/conjugar/manter

https://abrilveja.files.wordpress.com/2019/07/telegram-iphone-7.jpg
https://twitter.com/diImabr/status/1147094984795066368

Responder

Zé Maria

05 de julho de 2019 às 18h22

Por que o Juiz Moro seria Contra a Delação do Cunha?

Teria o Cunha ‘Coisas Demais’ a revelar sobre a Armação
do Impeachment da Presidente Dilma Rousseff,
no Congresso e fora dele?
E, por isso, poderia ‘Melindrar’ muitos ‘Apoios importantes’
à Operação Lava Jato liderada pelo próprio Juiz Sergio Moro?

Responder

    River Batista

    06 de julho de 2019 às 08h34

    o PT é um partido da infâmia.

    River Batista

    06 de julho de 2019 às 08h35

    o PT é um partido da infâmia.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Lula, o PT tem que esperar o fim do mandato para, nas ruas, derrotar Bolsonaro e Mourão ou não?

 Curitiba, 16 de novembro, de 2019. Lula, No “Crônica de uma morte anunciada”, Gabriel Garcia Marques anuncia já na primeira frase a morte do protagonista da história. Pois eu, Lula, nesta primeira frase anuncio que deixarei de lhe escrever cartas. Creio que consegui, nestes últimos três meses,  ser mais uma voz a denunciar as injustiças cometidas […]

Ler matéria