VIOMUNDO

Diário da Resistência


Haddad vê legalização das milícias como próximo passo e Lula pede que arma seja “carteira de trabalho”
Ricardo Stuckert
Denúncias

Haddad vê legalização das milícias como próximo passo e Lula pede que arma seja “carteira de trabalho”


15/01/2019 - 19h17

Era melhor ter armado a população com carteira de trabalho e livros. Tweet do perfil do ex-presidente Lula

Metade dos feminicídios no Brasil é através de arma de fogo. Com a ampliação da posse, serão ainda mais mulheres submetidas ao medo e à morte. Fico indignada com discurso de que a medida protege as mulheres. A violência se volta contra nós porque machismo é relação de poder. Samia Bomfim, deputada federal do PSOL

O decreto que libera o acesso às armas é uma aberração inconstitucional, uma vez que viola a atribuição do legislativo de formular leis. Moro e Bolsonaro chutam a independência dos poderes e a democracia num ato sensacionalista de governo. Ivan Valente, deputado federal do PSOL

Se ele próprio se sentiu indefeso, imagina o “cidadão de bem”? Lívia Louzada, no twitter

Haddad: Legalização das milícias é o próximo passo

Jornal do Brasil

Candidato derrotado à Presidência da República, o petista Fernando Haddad usou o Twitter para criticar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em relação à flexibilização da posse de armas defendida pelo presidente.

“A legalização das milícias é o próximo passo. Há um PL de Bolsonaro sobre o tema”, criticou Haddad.

Hoje, 15, Bolsonaro assinou decreto que altera regras para facilitar a posse de armas de fogo.

O petista não fez referência a nenhum projeto específico de Bolsonaro e emendou a crítica ao presidente, dizendo que a segurança pública é um direito assegurado pelo Estado moderno.

Haddad escreveu que “a liberação de armas nos remete à pré-modernidade”, o que levaria “à privatização desse serviço público”.

Pouca gente sabe, mas segurança é dos primeiros direitos assegurados pelo Estado moderno. A liberação de armas nos remete à pré-modernidade e nos conduzirá à privatização desse serviço público. A legalização das milícias é o próximo passo. Há um PL de Bolsonaro sobre o tema. Tweet de Haddad

Em 2008, em entrevista à BBC, Bolsonaro, que era deputado federal pelo Rio de Janeiro, sinalizou legitimar a ação de milicianos.

“As milícias oferecem segurança e, desta forma, conseguem manter a ordem e a disciplina nas comunidades. O governo deveria apoiá-las, já que não consegue combater os traficantes de drogas. E, talvez, no futuro, deveria legalizá-las”, afirmou.

Em 2018, Bolsonaro disse ao O Globo que as milícias “acabaram se desvirtuando” quando começam a cobrar “gatonet” e gás.

Leia também:

Juliana Cardoso vê decreto de Bolsonaro como ameaça às mulheres

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Otto

16 de janeiro de 2019 às 15h19

Eita, mais uma do Malddad; como sempre sem noção. Pelo menos parou de falar sobre os debates do ano passado…

Responder

Hamilton Cabral

16 de janeiro de 2019 às 12h07

Pois é se nos 12 anos passados tivessem investido em educação e emprego ao invés de roubalheira, hoje não estaríamos nesta terra de ninguém.

Responder

LEONCIO ZACCHE PANDINI

16 de janeiro de 2019 às 08h44

Eu votei no pt quando Lula ganhou, mas não atendeu as expectativas do pais, aumentou a violência, a maioria da população so tinha direitos(diretos para noa pagar, direito para ivadir imóvel e terras etc…) roubaram o pais , foram coniventes com os cargos políticos negociados e se aliaram aos paises piores do mundo Venezuela, Bolívia, Cuba etc. Pt psol e eos meios de comunicação q apoiam, não tem credibilidade para os brasileiros de bem que sempre foram roubados e não houve justiça para retornar os recursos para sociedade, parabenizo algum das redes sociais. E televisão (não globo)q apoiam o atual governo que tem bons projetos para a nação.
Fora pt e seus apoiadores.

Responder

Oráculo

16 de janeiro de 2019 às 08h40

“Atire Primeiro”, é o nome da nossa academia de tiro ao alvo

Nosso Merchandising:

Nunca foi tão perigoso viver no mundo, principalmente no Brasil dos Bolsonaros.

Mas você pode se defender dos inimigos (principalmente dos pobres) aprendendo a atirar primeiro; mas precisa caprichar na pontaria.

Não se contente apenas com quatro revólveres, um fuzil e uma escopeta, pois logo-logo você precisará de um fuzil AR 15. E lembre-se, a cada dois anos você precisará trocar ou fazer um up grade no seu arsenal, caso contrário você estará ferrado. Vai ser feito troca de carro: a cada dois anos um novo modelo. Dispomos de uma loja em nossa academia com vários catálogos dos últimos lançamentos de armas na Europa e nos Estados Unidos. Oferecemos também a orientação de ex-presidiários para lhe orientar a fazer a melhor compra e já sair experimentando.

A nosso academia (Atire Primeiro) ensina você a atirar com qualquer tipo de arma, desde aquelas que servem para matar desafetos, até aquelas que destroem tanques de guerra. Temos para treinamento armas importadas banhadas de prata e/ou ouro, coisas tão lindas que merecem um self com toda a sua família beijando-as.

Nossa academia oferece preços especiais para famílias inteiras. Traga também os seus filhos pois eles não sabem quem serão os colegas de turma que encontrarão na escola, e provavelmente os outros estarão tão bem armados e preparados quanto eles. Lembre-se do massacre de Columbine, no Colorado, terra do Tio Sam.

Nosso treinamento não é feito com tábua de tiro ao alvo, mas diretamente com desempregados que, caso sofram um pequeno acidente (um tiro na cabeça ou no coração) receberão (a família receberá) um seguro de vida no valor de 5 mil reais. E saiba que o que tem de miseráveis disputando esse tipo de emprego não está no gibi.

Vendemos também cofres seguros para guardar as armas e evitar que crianças com menos de 3 anos de idade tenham acesso a elas. E por falar em cofre, mantenha uma arma no cofre do seu carro para acabar definitivamente com qualquer discussão besta no trânsito. Não leve desaforo para casa.

Venha para a academia Atire Primeiro e viva seguro até os 65 anos de idade. E reflita: com a reforma da previdência proposta por Guedes, o economista preferido do mito, só os loucos pensarão em viver mais do que isso.

Responder

Cláudio

16 de janeiro de 2019 às 04h13

Alguém aí me diga que não estamos vivendo isso. Tudo no Brasil, de uns tempos pra cá, é surreal demais, coisa do (pior) realismo fantástico, no caso, aterrador, terrível, grotesco demais, muito tosco…

Responder

Zé Maria

16 de janeiro de 2019 às 00h46

Milícia do Guedes fará na sexta um gigantesco leilão do pre-sal

Milicianos do Bolsonauro preparam um Leilão ainda maior,
que promete ser a maior entrega de riquezas nacionais da história.

Dia 18, na próxima sexta-feira, será realizado um dos maiores
leilões da riqueza nacional que se tem notícia.

Irão a leilão os campos de Aram, Sudeste de Lula, Sul e Sudoeste de Júpiter e Bumerangue, todos esses campos são adjacentes e contíguos aos ricos campos já leiloados de Lula e Júpiter.

Não há estimativas oficiais mas ao menos 10 bilhões de barris do ouro negro devem cair em mãos estrangeiras.

Este primeiro leilão de Bolsonaro é somente preparatório
da entrega da jóia da Coroa – o excedente na cessão onerosa
que deve ocorrer nos próximos meses.

A área excendente da “cessão onerosa” irá a leilão em breve,
o volume em petróleo é de ao menos 10,8 bilhões de barris,
mas algumas estimativas cifram em até 30 bilhões de barris
nestes campos gigantes.

É uma fortuna que será dada de bandeja para a Shell, Total, Repsol,
e outras empresas estrangeiras.

Quando a cessão onerosa for a leilão serão entregues
os campos de Búzios, Itapu, Atapu e Sépia.

A Petrobras ficará de fora, e será acionista minoritária nas join ventures…

http://esquerdadiario.com.br/Bolsonaro-fara-leilao-do-pre-sal-sexta-e-prepara-a-maior-entrega-da-historia

Responder

Zé Maria

15 de janeiro de 2019 às 23h35

Vão armar os Freikorps pra combater a Revolução Comunista.

Responder

Zé Maria

15 de janeiro de 2019 às 22h55

“O PT é frontalmente contrário a esse decreto. Vamos ao Judiciário para entrar com uma Adin.
Também vamos propor um Decreto Legislativo porque acreditamos que a medida extrapola os limites da competência do Executivo, estipulados pela lei.
O decreto das armas invade a competência do Poder Legislativo”

@DeputadoFederal Paulo Pimenta
Líder do PT na Câmara dos Deputados

https://www.esmaelmorais.com.br/2019/01/pt-vai-ao-stf-contra-decreto-de-bolsonaro-que-facilita-posse-de-armas/

Responder

Hudson

15 de janeiro de 2019 às 19h40

“O petista não fez referência a nenhum projeto específico de Bolsonaro”

não citou explicitamente, mas a família bozoasno já apresentou vários desses projetos, e o próprio bozo chegou a defender em público os grupos de extermínio.

Fácil checar na internet.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

Últimas matérias
Bebianno só acredita “quando sair o papel com a exoneração” e teria dito a interlocutor que com sua demissão “o Brasil vai tremer”

Da Redação  “Eu quero ver o papel com a exoneração, a hora em que sair o papel com a exoneração é porque eu fui exonerado”, afirmou aos jornalistas neste sábado Gustavo Bebianno, o ministro da Secretaria Geral da Presidência. O cala boca de Bebianno, agora acusado de ter vazado conversas sigilosas entre ele e Jair […]

Ler matéria