VIOMUNDO

Diário da Resistência


CUT: Moro é o novo bedel dos sindicatos
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Denúncias

CUT: Moro é o novo bedel dos sindicatos


02/05/2019 - 18h19

Nem emprego, nem salário. Prioridade do governo Bolsonaro é controle sindical

Sergio Moro anuncia novo “marco normativo” de registro de entidades sindicais, que no ano passado foram objeto de investigação. Mas não houve consulta aos atores envolvidos

da CUT

No Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora, normalmente os governantes dedicam discursos a temas como emprego, salário e crescimento.

No caso do governo de Jair Bolsonaro (PSL), apesar da crise econômica e das taxas recordes de desemprego — em março, segundo o IBGE, o país registrou 12,7% de desocupação, o que significa 13,4 milhões de desempregados –, o 1º de Maio foi usado para publicar portaria sobre registro sindical digital, aponta a RBA.

A área, considerada bastante sensível, saiu do Ministério do Trabalho, extinto por Bolsonaro, e foi para a pasta da Justiça, comandada pelo ex-juiz Sérgio Moro.

Em certo sentido, a questão social voltou a ser caso de polícia, como era admitido de maneira mais clara no tempo da República Velha.

A portaria sai em edição extraordinária do Diário Oficial da União, nesta quarta-feira (1º).

Segundo representantes das centrais, a medida foi elaborada sem nenhum tipo de negociação com o movimento sindical, apesar de se tratar de tema de interesse direto das entidades.

Na terça-feira (30), o governo anunciou o “marco normativo do registro sindical”, criado, segundo anúncio oficial, para dar “transparência e celeridade” ao processo.

O objetivo é de, até o final do ano que vem, reduzir o período entre solicitação e distribuição de 919 para 10 dias.

E a decisão final cairia de quatro anos para nove meses.

Segundo Moro, a “reorganização” do setor deve “coibir malversações nesta área”, além de atender aos interessados – que não foram consultados a respeito.

O governo espera que todos os 25 mil processos que tramitaram nos últimos 15 anos estejam digitalizados até o final de 2020.

A atividade de registro sindical estava interrompida desde o ano passado.

Uma operação da Polícia Federal, chamada Registro Espúrio, apurou fraudes na concessão de registros.

A investigação envolvia políticos ligados ao PTB.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

05 de maio de 2019 às 21h54

https://pbs.twimg.com/media/D51k8B8W4AAsHye.jpg
Apedeuta Moro revela um Anti-Petismo Crônico, no Perfil dele no Twitter.
Pior ainda: Demonstra uma Ignorância Política que faz jus ao Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

05 de maio de 2019 às 18h47

Antes tarde do que nunca …

MPRJ pedirá quebra de sigilo bancário e fiscal
de Flávio Bolsonaro e Queiroz !

“Bozo Senador, arminha não adianta!
Vai perder o mandato.
Nem Queiroz salva!”

https://t.co/XiS4C9AES4
https://twitter.com/RogerioCorreia_/status/1125077788963295242

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.