VIOMUNDO

Diário da Resistência


Funcionários da Caixa: Bolsonaro detona empresa para justificar privataria
Antônio Cruz/Agência Brasil
Denúncias

Funcionários da Caixa: Bolsonaro detona empresa para justificar privataria


10/01/2019 - 09h49

Do site da Fenae

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) repudia as declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta segunda-feira (7), durante a posse dos presidentes da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do BNDES. Ambos desrespeitaram os empregados da Caixa, da ativa e aposentados, e a instituição, que vai completar 158 anos no dia 12 de janeiro.

Em sua fala no Palácio do Planalto, Guedes afirmou que a Caixa “foi vítima de saques, fraudes e assaltos aos recursos públicos, como vai ficar óbvio logo a frente, a medida que, como diz o presidente, essas caixas pretas forem examinadas”. Já Bolsonaro, ao destacar a quantidade de presentes, disse: “o evento está bem concorrido porque são os homens do dinheiro que estão aqui. Só que, dessa vez, é o dinheiro do bem”.

Mas, ao que exatamente se referem o presidente e o ministro? Sem dar detalhes sobre esse tipo de denúncia, o que eles fazem é colocar sob suspeição a atuação do banco e, claro, todo o quadro de pessoal. Se o dinheiro agora é “do bem”, antes era do “do mal”? Bolsonaro também declarou que a transparência estará acima de tudo em seu governo. Até o momento, porém, não conseguiram ser transparentes nem mesmo nos discursos.

O que se busca claramente hoje é macular a imagem da Caixa, a fim de obter o apoio necessário à onda de privatizações que se aproxima. O banco da habitação, do FGTS, das loterias, do saneamento, da gestão de programas sociais, enfim, de todos os brasileiros, dever ser fortalecido. Não pode ser enfraquecido e fatiado, como pretendem Jair Bolsonaro, Paulo Guedes e o novo presidente da instituição, Pedro Guimarães, em benefício do setor privado.

É natural que uma gestão recém-chegada dê novos rumos à Caixa, conforme as diretrizes que acredita serem corretas e necessárias. O que não se pode permitir é que as medidas adotadas representem um selo de ineficiência para uma empresa que contribui há mais de um século e meio com o desenvolvimento econômico e social do país, e tampouco para os milhares de trabalhadores que constroem a Caixa no dia a dia, Brasil afora.

Acima de tudo, a Caixa e seus milhares de empregados merecem respeito!

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Fernando

15 de janeiro de 2019 às 18h31

Trabalho na Caixa e o que mais vi lá dentro são empregados e representantes de empregados (fenae sindicatos) falando mal do PT e fazendo campanha pró-Bolsinaro. Agora ficam de mimimi. Assumam a merda e comam ela.

Responder

Julio Silveira

11 de janeiro de 2019 às 14h43

Os funcionarios da Caixa para terem alguma garantia de segurança, devem pedir para que sejam absorvidos pelo Banco do Brasil, por que o este tem o filho do Mourão que acabou de ser promovido. E com salario triplicado, beirando os R$36 mil, mês mais penduricalhos, com isso é pouco provavel que o Banco entre na lista da privataria desbragada, afinal como se vê terão o respaldo do grande brasileiro militar general, que certamente não vai deixar desempregarem o filho.

Responder

Julio Silveira

11 de janeiro de 2019 às 14h01

Os funcionarios da Caixa para terem alguma garantia de segurança, devem pedir para que sejam absorvidos pelo Banco do Brasil, por que o este tem o filho do Mourão que acabou de ser promovido. E com salario triplicado, beirando os R$100mil mês, é pouco provavel que o Banco entre na lista da privataria desbragada, afinal como se vê terão o respaldo do grande brasileiro militar general, que certamente não vai deixar desempregarem o filho.

Responder

LUIZ HORTENCIO FERREIRA

10 de janeiro de 2019 às 15h33

Pergunte aos funcion[arios da CEF para quem eles votaram na ultima eleicao

Responder

Zé Maria

10 de janeiro de 2019 às 15h12

Depois de endeusar Donald Trump,
Presidente dos Estados Unidos da América,
Reverendo Ernesto, Olavéte das Relações Exteriores,
criou a Secretaria de Soberania Nacional e Cidadania.
Quiçá para ser Ocupada por um Filho de General
com Salário Triplicado e Bunda pro Hemisfério Norte.

Responder

Zé Maria

10 de janeiro de 2019 às 12h41

Jair Bolsonaro fez parzinho com Eduardo Cunha
e agora vem posar de Vestal na CEF que dá Lucro.

Responder

emerson57

10 de janeiro de 2019 às 11h33

O único lugar que está aceitando reclamações contra o governo do bolço é Curitiba. Mais precisamente na vigília LULA LIVRE.
Vai para Curitiba e proteste sem dó.
A outra opção é reclamar com o bispo…..

Responder

Eduardo

10 de janeiro de 2019 às 11h09

Sou cliente da Caixa a pelo menos 20 anos. Na verdade ela é minha cliente, sou investidor e nunca usei seus serviços a meu benefício. Apoio integralmente sua ampla função social. O povo tem nela seu único apoio e respeito como cliente, com um pouco de dignidade! O lado podre e nojento da Caixa não é o lado do povo e dos trabalhadores! O câncer da Caixa a ser extirpado são os ricos e corruptos empreiteiros, os políticos ladrões, os empresários e mamadores de cofres públicos, todos locupletados com homens que são bandidos, inimigos públicos que roubam para si e para uma elite em sua maioria mentora da ladroagem e exploração humana, uma elite corrupta, deplorável, nojenta! Agora, o Governo Bolsonaro eliminará o povo como beneficiário da Caixa para explorá-lo, escraviza-lo e torná-lo cada vez mais mendicante de sobrevivência decente! Parece que a política de Bolsonaro tem dois lados: “Os porcos e os donos dos porcos” !

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!