VIOMUNDO

Diário da Resistência


Banqueiros mantêm apoio a homenagem a Bolsonaro em Nova York. É a reforma da Previdência!
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Denúncias

Banqueiros mantêm apoio a homenagem a Bolsonaro em Nova York. É a reforma da Previdência!


02/05/2019 - 18h05

Homenagem de gala a Bolsonaro nos EUA tem debandada de patrocinadores

Delta Airlines, o jornal Financial Times e uma consultoria estrangeira recuaram no apoio ao prêmio de ‘Personalidade do Ano’ ao militar

 Thais Reis Oliveira, da Carta Capital, via CUT

A honraria que deve ser entregue a Jair Bolsonaro nos Estados Unidos parece naufragar a cada dia.

Desde o anúncio da escolha, em fevereiro, vários patrocinadores têm desistido de bancar a homenagem, marcada para o dia 14 de maio no hotel Marriott em Nova York.

Trata-se de um jantar de gala cujo ponto alto é a entrega do prêmio de Personalidade do Ano ao militar.

O prêmio é iniciativa da Câmara de Comércio Brasil-EUA (BrazilCham).

Segundo a entidade, Bolsonaro foi escolhido por ‘seu firme compromisso de construir uma parceria forte e duradoura entre as duas nações’.

Os homenageados das duas edições anteriores do evento foram João Doria, em 2017 e, no ano seguinte, Sérgio Moro.

Ontem, a megacompanhia aérea Delta Airlines comunicou a retirada do apoio ao evento. A consultoria financeira Bain & Co. e o jornal Financial Times já haviam recuado nesse mesmo dia.

“Encorajar e celebrar a diversidade é um valor central para a Bain”, escreveu a consultoria em nota.

O Marriott não foi a primeira opção de sede. Conforme o plano inicial, a homenagem estava programada para acontecer em uma sala do Museu de História Natural, também em Nova York.

A entidade, porém, recuou depois de uma enxurrada de protestos.

Mesmo esse aspecto pode sofrer algum revés na nova sede, já que rede de hotéis tem sido pressionada a honrar o compromisso com os direitos da comunidade LGBT — capitaneado pelo CEO Arne Sorenson — e assim, desistir de receber o evento.

Das empresas que ainda mantém o apoio, apenas duas não são bancos: a holding de saúde United Health e a revista Forbes.

Os outros patrocinadores são Morgan Stanley, Bank of America, HSBC, Citigroup, JPMorgan, UBS, Santander e BNP Paribas.

PS do Viomundo: A reforma da Previdência, se acontecer, abrirá espaço para os banqueiros faturarem alto com taxas de administração da Previdência privada.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

enganado

03 de maio de 2019 às 09h48

BANQUEIRO$$$ / MEGANHA$$$_Tabajara$$$ / EMPRESÁRIO$$$ / TOGADO$$$$ / BOÇALnarCo & Filhos / . . . (todos do ___braZiU$$$A___) têm atrações mútuas, acho até que dormem debaixo dos mesmos lençóis. Então fica lógico que a Quadrilha_Tabajara vai bancar um passeio na Matriz para um dos seus ””’ MELIANTES Preferidos ””” . Tá tudo dentro do contexto, não é ÇINEKURA mourão?????? Olha ÇINEKURA mourão, aquela tournée dos MEGANHA$$$ & BARANGA$$$$ na eU$$ropa foi sensacional!!!! Imagina se o LULA / D. MARISA fizessem uma putaria daquelas, como seria a manchete da rede GLÖEBBELS????? GOVERNO de vagabundos!!!!!!!

Responder

Zé Maria

02 de maio de 2019 às 21h07

#CancelBolsonaro é bem menos difícil do que cancelar
a Homofobia, a Misoginia, a Etnofobia e as Agressões
ao Meio Ambiente e aos Trabalhadores e Aposentados.

Responder

Zé Maria

02 de maio de 2019 às 19h17

A Câmara de Comércio dos Estados Unidos
está na dela, quer mais é aumentar o superávit
na Balança Comercial dos EUA com o Brasil.

E não é de estranhar Banqueiros de Wall Street
apoiarem um evento com Jair Bolsonaro.
São Amigos e Parceiros do Guedes nos EUA.

Responder

    Zé Maria

    02 de maio de 2019 às 20h27

    https://pbs.twimg.com/media/D5lfSejWkAAVW-_.jpg

    “O senador democrata Brad Holyman,
    do Estado de Nova York, iniciou hoje
    pelo Twitter uma ação para cancelar o evento
    que pretende homenagear Jair Bolsonaro
    como pessoa do ano.”
    #CancelBolsonaro

    Zé Maria

    02 de maio de 2019 às 20h33

    Assine a petição: https://t.co/ZqEAPojunT

    New York State Senator Brad Hoylman
    criou este abaixo-assinado
    para pressionar Marriott #CancelBolsonaro

    “We write as concerned citizens and LGBTQ allies to urge Marriott and Host Hotels and Resorts, the owner of the New York Marriott Marquis, to cancel the Brazilian-American Chamber of Commerce’s 2019 “Person of the Year” Gala Dinner honoring the notorious homophobe and Brazilian President Jair Bolsonaro, scheduled to take place on May 14, 2019.

    President Bolsonaro has an extremely disturbing record of bigotry, misogyny, racism, and xenophobia. Among other things, he once said he “would be incapable of loving a homosexual son” and that he would rather his son die than be gay. In addition, President Bolsonaro once said a Brazilian Congresswoman was “not worth raping” because “she is very ugly.”

    Given President Bolsonaro’s sordid record of public comments, it is appalling that a business in New York City would host an event in support of him. We are deeply concerned about the message such an event would send to New Yorkers, particularly LGBTQ young people, many of whom are struggling with their identity and are watching his remarks against them be celebrated. By hosting this event, Marriott is giving President Bolsonaro a platform that rewards his outrageous behavior.

    We do not believe that Marriott and Host Hotels can claim to be “responsible corporate citizens” if they force Marriott Marquis employees to work for an event that honors a well-documented bigot. These corporations still have time to prove to the LGBTQ community and allied New Yorkers that hatred has no place in this city and state. We urge Marriott and Host Hotels to cancel the Brazilian-American Chamber of Commerce’s 2019 “Person of the Year” Gala at the Marriott Marquis immediately.

    We will be watching.”

    https://www.change.org/p/marriott-cancelbolsonaro

    Zé Maria

    02 de maio de 2019 às 20h37

Bel

02 de maio de 2019 às 18h21

E aí me vem à cabeça aquela frase que li: ¨Os venezuelanos são mais inteligentes do que a média dos latinos-americanos. Pensam em médio e long prazo e apoiam Maduro porque não querem que a Venezuela vire um Brasil ou uma Argentina¨.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.