VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Saiba quem votou pela lei que passa leitos dos SUS para convênios e particulares


22/12/2010 - 14h37

Título original deste post: Deputados paulistas aprovam “venda” de 25% dos leitos do SUS a convênios e particulares; paciente do SUS é lesado

por Conceição Lemes

Por  55 a votos a 18 a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou ontem (21/12/2010), o projeto de lei 45/10 que permite às Organizações Sociais (OS) venderem  até 25% dos serviços dos SUS, incluindo leitos hospitalares, a planos de saúde e particulares.

O projeto foi enviado à Assembleia Legislativa, em regime de urgência, pelo governador Alberto Goldman (PSBD). As bancadas do PSBD, DEM, PV, PPS, PSB,  PTB e PP votaram a favor do projeto, que obteve ainda alguns votos do PMDB, PRB e  PR. Votaram  contra PT,  PSOL, 1 do PR e 1 do PDT.

A nova lei das OS reduzirá mais o já precário atendimento hospitalar da população pobre”, denunciou ao Viomundo o deputado estadual Adriano Diogo (PT), da Comissão de Higiene e Saúde da Assembleia Legislativa. “É a expansão da ‘quarteirização’ dos serviços públicos de saúde no Estado de São Paulo.”

Para entender projeto, clique aqui. Paradescobrir como cada deputado estadual paulista votou, consulte a tabela abaixo. Os nomes em verde votaram a favor do projeto 45/10, do governador tucano.  Os escritos em vermelho, contra.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


111 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jorge

15 de janeiro de 2011 às 01h28

Infelizmente Paulistas são burros, pois votaram nessa canalhada de psdb e dem que estão acabando com SP.

Dane-se pt e outros partidos estou falando é do meu estado e como ele esta sendo vendido por tucanos e Democratas.

A midia tb é uma vergonha, são todos vendidos, pois ninguem comenta sobre erros de PSDbestas ou DEmoniacos.

Cade o Paulo Preto? Cade a cratera do metro? cade a melhora da M Tiete?

Onde esta nosso dinheiro???????/

Basta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Felipe Landim

12 de janeiro de 2011 às 18h38

Que a aprovação desse projeto absurdo é mais absurda ainda, não há dúvida.
Agora querer vender que o PSDB é o único malvado da história e que o PT e aliados são bonzinhos e doces é demais.
Os deputados tucanos apenas exerceram o apoio prometido a projetos do partido. Antes que falem algo, repito, o projeto é esdrúxulo e revoltante e a atitude dos parlamentares nojenta.
A votação, no Congresso, quanto ao aumento de salário dos congressistas mostra bem que todos eles, exceto raras exceções, são farinha do mesmo saco.
Não é através de apoio cego a partidos corrompidos que se muda a atuação de partidos tradicionalmente reacionários.
Para finalizar, há muitos comentários preconceituosos quanto a São Paulo e seus moradores. Assim como se deve exigir respeito a nordestinos, nortistas, sulistas etc., os paulistas e paulistanos também clamam pelo mínimo de respeito.

Responder

    Américo

    15 de janeiro de 2011 às 10h16

    Caro Landim,
    Só uma pergunta:
    o teu deputado votou contra ou a favor a aprovação do projeto de lei???

sara connors

06 de janeiro de 2011 às 11h15

vergonhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Responder

paulista

06 de janeiro de 2011 às 10h04

Voces ja pensaram como ficaria a nossa saude para os pobres que depende do SUS ?Se eles chegarem na PRESIDENCIA do BRASIL

Responder

Sobre tucanos e porcos | ESTADO ANARQUISTA

28 de dezembro de 2010 às 11h03

[…] de estagnação em todas as áreas vitais: educação (piores salários, superlotação), saúde (terceirizada a empresas que só visam o lucro) segurança (piores salários, cada um por si) saneamento básico (culpa de São Pedro e dos […]

Responder

Gerolimich

26 de dezembro de 2010 às 13h45

O PSDB continua o mesmo. Merece ser Refundado…

Responder

    Américo

    15 de janeiro de 2011 às 10h18

    Voce quis dizer re o a…fundados????

Jose Olavo

25 de dezembro de 2010 às 18h04

Estranho…PSB "sim" (?)

Responder

O santo, os tucanos e os porcos « O que será que me dá?

25 de dezembro de 2010 às 15h22

[…] de estagnação em todas as áreas vitais: educação (piores salários, superlotação), saúde (terceirizada a empresas que só visam o lucro) segurança (piores salários, cada um por si) saneamento básico (culpa de São Pedro e dos […]

Responder

Maria

25 de dezembro de 2010 às 14h11

Seria demais perguntar,: O repasse federal para essas vagas privatizadas, vão sofrer redução de 25%?
É a lógica.
Se assim for, nosso IR também vai baixar?

Responder

Julio Silveira

25 de dezembro de 2010 às 12h25

O cidadão brasileiro devia aprender a ter em suas casas um quadro de feltro para pendurar os nomes de todos os deputados que votassem contra eles nos projetos de seu interesse, para assegurar que nunca mais iriam ter seu voto novamente.
Olhar principalmente os traidores, como esses do PSB e do PV que teoricamente deveriam votar a seu favor, os demais já era de se esperar, são candidatos que trabalham para da elite e que usam o dinheiro para se passar por povo.

Responder

Ubiratan Rosa Passos

25 de dezembro de 2010 às 11h30

O lógico não seria o oposto?
Mas a elite paulistana é assim mesmo…

Responder

luiz pinheiro

24 de dezembro de 2010 às 10h21

Vale ressaltar a colaboração do PSB à aprovação da privatização do SUS.

Responder

Felipe

24 de dezembro de 2010 às 10h19

Se o governo acredita que a parceria público-privada é mais eficiente do que a administração pública, por que razão gastou mais com os hospitais das OSSs em vez de aproveitar a oportunidade de avaliar corretamente os prós e contras dos dois modelos? Se as OSSs resultariam em um sistema menos dispendioso para o Estado, como é possível que seus hospitais tenha sido, em média, 50% mais caros?

Parece que nem o próprio governo confia nas medidas que adotou.

Responder

Roberto Almeida

24 de dezembro de 2010 às 01h42

Enquanto este país continuar a votar em nomes em detrimento dos partidos estaremos nas mãos da ignorância política.

Responder

“Lei agride por completo a Constituição federal, um retrocesso social inadmissível” | Viomundo - O que você não vê na mídia

23 de dezembro de 2010 às 23h26

[…] Deputados paulistas do PSBD, DEM, PV, PPS, PSB,  PTB e PP e alguns de PMDB, PRB e PR aprovaram na terça-feira, 21 de dezembro, o projeto de lei 45/10. Votaram  contra PT,  PSOL, 1 do PR e 1 do PDT. Placar: 55 a 18. […]

Responder

JOSE FRANCISCO

23 de dezembro de 2010 às 18h04

Inicialmente, parabéns ao Viomundo por apresentar por partidos os votos para essa lei.
Acho também muito interessante um viés dado por vários comentaristas neste blog à questão partidária . A grande imprensa não cobra consistência partidária nos assuntos que protegem os interesses de seus apaniguados e assim temos verdadeirosa absurdos, como no presente caso, perpretados pelo PSB e PV e que tendem a passar em branco. Aliás, a imprensa só cobra quando lhe interessa no seu "papel de partido oposicionista". Assim, devemos acirrar estas contradições, explodindo-as em todo o Brasil sempre que percebermos um duplo discurso: um para ganhar eleições e outro para ludibriar a intenção do eleitor ao sufragar um partido. Sou radicalmente contra a postura do PSDB ,mas neste caso acho que o eleitor médio deste partido não se sente traído pelo voto a favor neste projeto ora aprovado, afinal este eleitor vota no Estado mínimo.
Mas o que falar do eleitor do PSB e do PV? Não nos esqueçamos, por exemplo, que à Marina não lhe incomodou nem um pouco a fisiologia de parte do PV e, no assunto específico da saúde, se juntar a um partido de apoio ao Cesar Maia, governo este que em certa época viu a intervenção federal ser decretada na saúde face ao imenso desinteresse que o mesmo devotava a esta área.
Ao buscarmos acirrar as contradições de certos partidos, devemos nos lembrar, por exemplo, que no caso Celso Daniel, por envolver o PT, o caso chegou ao Lula e ao Congresso. Assim devemos também nos portar: cobrança de cima até em baixo, horizontal e verticalmente. Portanto, acho que os paulistas a favor da saúde pública devem cobrar seriamente um posicionamento da Erundina, da Marina, etc, e entender que o silêncio destas pode ser compreendido como concordância. Na política, a história de uma pessoa, por mais ética que seja, não pode suplantar à história de seu partido pois a democracia se apoia nos mesmos e não nas pessoas. Assim, se alguém empresta o seu prestígio a um partido que pratica o discurso de ocasião e ludibria parte de seus eleitores, esta pessoa está sendo conivente pois o seu passado passa a ser acessório fashion na conquista de votos, um salvo-conduto para que companheiros de partido perpetuem barbaridades. O passado de um político não pode ser adereço fashion, um algo "prêt-a-porter" transitando de um lado a outro do espectro partidário.
Com a palavra Erundina, Marina e outros.

Responder

Enderson

23 de dezembro de 2010 às 17h57

Privatizando leitos de quem já vive com um sistema de saúde precário!
Votem no PSDB, votem…

Responder

Frei José Basto

23 de dezembro de 2010 às 17h31

Políticos apolíticos…só o povo não percebe… santa inocência…

Responder

Frei José Basto

23 de dezembro de 2010 às 17h09

"O tucano é definitivamente uma ave predadora predadora"….

Responder

@mairasantafe

23 de dezembro de 2010 às 13h10

Deveria ser o contrário: no mínimo 25% dos leitos de hospitais particulares deveriam ficar à disposição do SUS.

Responder

    Renato

    23 de dezembro de 2010 às 21h58

    Discordo. Liberdade para dentro da minha cabeça. Viva em cuba.
    Cuidado: Ao falarem em dor de estomago

fernandoeudonatelo

23 de dezembro de 2010 às 12h47

Isso me parece um samba do crioulo doido com a própria Lei que regulamenta as OS.
Não seria Inconstitucional ????

Do tipo, reservo uma fatia dos leitos e materiais hospitalares públicos á gestão de planos particulares (sendo que o operacional já está terceirizado).
Se eles quiserem, vão dedicar parcela dos seus clientes privados à esses leitos ou seções, certo ??

E como vai ser contabilizado o ressarcimento ao SUS???? E os pacientes específicos do SUS como ficam ??
Mais uma vez, tá me cheirando a Inconstitucional !!

Responder

Filipe Rodrigues

23 de dezembro de 2010 às 12h18

O PSB de São Paulo é uma vergonha (somente a Luiza Erundina que salva).
Impresionante, alguns políticos no Brasil são iguais as putas, rodam a bolsinha (para carregar o mensalão) a qualquer governo, muitos desses políticos pertencem a partidos que também fazem parte da base de apoio da Dilma. O Brasil precisa de um reforma política para varrer esses partidos do mapa.

Responder

Gerson Carneiro

23 de dezembro de 2010 às 12h01

quem está de ressaca aí? quem quer vomitar?

Assista ao Serra respondendo para o Godoi "até quando os paulistas continuarão sofrendo com o descaso da saúde pública em São Paulo".

[youtube mz30ZSbSmNM http://www.youtube.com/watch?v=mz30ZSbSmNM youtube]

Responder

    Gerson Carneiro

    23 de dezembro de 2010 às 14h17

    Godoy,

    Para Presidente do Brasil o Serra acabou de levar um cartão vermelho.
    Essa é a notícia boa.

    Fernanda

    30 de dezembro de 2010 às 17h55

    Serra diz: Senta lá, Godoy! E cala a boca, vai…

Lucas Santos

23 de dezembro de 2010 às 11h32

O que me impressiona é ver como aquilo que se denominava "corrupção" na Antiguidade – pôr o bem privado acima do bem comum, público – é hoje a bandeira dos partidos políticos de Direita.

É o momento em que vemos Liberalismo e Republicanismo se chocarem: como ter uma Re'pública' se se quer 'privatizar' tudo?

Responder

Julio Silveira

23 de dezembro de 2010 às 10h24

Ao povo Paulista parabéns pela conquista.
E antes de pensarem ser um elogio, AAAAh!!! coitados.

Responder

monge scéptico

23 de dezembro de 2010 às 10h00

PQP! cês precisam muito de PADIM CIÇO ROMÃO BATISTA. Sádicos!.
Pobres de sampa; tenham ao menos uma câmara de ar em casa para poderem
boiar nas enchentes(freqüentes) e" sarvar" as crianças e os véio

Responder

Prevent Senior

23 de dezembro de 2010 às 09h51

Estou sem palavras para dizer, mais tem uma que esta na ponta da lingua.. que palhaçada…

Responder

Marcos C. Campos

23 de dezembro de 2010 às 09h49

Alguém leu alguma noticia no PIG ? Eu não localizei nada sobre o assunto , como era de esperar …aplicando a Lei Ricupero …

Responder

Depaula

23 de dezembro de 2010 às 08h20

A medida é contra a constituição brasileira. Padilha neles!

Responder

Marat

23 de dezembro de 2010 às 08h05

Quem um dia disse que o Sertão ia virar mar e o mar virar sertão, está no caminho certo… Por enquanto o coronelismo já está deixando o NE e vem que vem para SP… as bases estão bem alicerçadas!

Responder

João Luiz

23 de dezembro de 2010 às 07h38

Aqui no rio a Santa Casa ganhou doação do Eike Batista de um tomógrafo, com direito à inauguração pelo governador Sergio Cabral e cia.
Cada exame custará R$ 300 ao paciente, e o SUS banca o restante, pelo preço que Santa Casa estabelecer.
O dono da Santa Casa chorou de emoção.

Responder

    Bonifa

    23 de dezembro de 2010 às 13h15

    300 reais é muito caro.

    Marcelo Fraga

    23 de dezembro de 2010 às 21h24

    Ganhou o aparelho de graça e agora quer cobrar. Esse senhor deveria estar rindo por dentro, da cara do povo.

    João Luiz

    24 de dezembro de 2010 às 09h55

    Zarur é o nome do "provedor": http://www.santacasarj.org.br/palavra_provedor.ph
    Os funcionários da Santa Casa ficaram muito constrangidos quando o discurso do Cabral deu a entender que os exames sairiam de graça…..porque todos já sabiam o que ia ser feito e está sendo feito hoje.
    O que estava errado : o discurso do Cabral ou o valor que esta sendo cobrado?

    300 reais é caríssimo para um exame subsidiado pelo SUS.

Jairo_Beraldo

23 de dezembro de 2010 às 07h13

Enquanto isso, em Goiás, o futuro desgovernador tucano, de incapacidade administrativa comprovada, "importa" o secretário da fazenda das Minas Gerais. Estranho…no desgoverno anterior, se dizia que tinha na quadrilha, digo, no suposto partido político, pela adestrada mídia nativa local, um MIDAS. Fechado o desgoverno, descobriu-se um rombo de 100 mihões mensais nas contas publicas, e a CELG em frangalhos, que foram dois dos cargos que o tal MIDAS ocupou. E agora, não há um "ÚNICO BRILHANTE", para tomar conta do galinheiro, tendo que trazer, literalmente, uma raposa para tomar conta das chaves deste cobiçado recinto? Tem cheiro de enxofre nesta patuscada!

Responder

André Oliveira

23 de dezembro de 2010 às 07h03

Pelo menos o deputado em que eu votei, o Major Olímpio, votou contra este estupro..Isso já me consola…

Responder

André Oliveira

23 de dezembro de 2010 às 07h01

Moro em São Paulo há 20 anos, trabalho no ABC, sou funcionário público, tenho plano de saúde da prefeitura onde trabalho para mim e meus filhos, pago a duras penas um pra minha mulher, LAMENTO PROFUNDAMENTE ESSA DESGRAÇA QUE VAI PRECARIZAR O ATENDIMENTO DO SUS E DOS PLANOS DE SAÚDE, mas acho que paulista tem mais é que se [email protected]#$r mesmo !!!! Bem feito.. Pra mim é pouco porque quem elege por 20 anos a farsa do PSDB não faz jus a nada além disso…Eles votaram neles então que assumam o que pediram nas urnas nos hospitais, no metrô lotado, no rodoanel entupido e com pedágio, nas enchentes e por aí vai…Quem sabe assim essa cambada de trouxas aprende…Sei que quem não votou neles não merece isso , mas eu sou pragmático neste aspecto…Não dá pra contemporizar com a decisão soberana da população…

Responder

    Rafael Moreno

    23 de dezembro de 2010 às 13h38

    é, não é bem assim, amigão, você lamenta e diz que a gente tem que se foder?? essa ''cambada de trouxas '' não são os mesmo que vão ao SUS, que precisam de atendimento geralmente com urgência e sim classe 'merda', burguesia, classe alta, perdizes, morumbi, pacaembu, higienópolis, é muito mais complicado do que você falando merda simplesmente

ejedelmal

23 de dezembro de 2010 às 06h37

O que só prova que o Estado do Vatucano só quer f*der mais o f*dido, em favor dos Homens de Bens da Pátria.
http://hariprado.wordpress.com/2010/12/22/na-terr

Responder

paulo gimenes

23 de dezembro de 2010 às 02h37

Paulista é otário. merece. Só não pode reclamar.

Responder

    Jr.

    23 de dezembro de 2010 às 11h49

    Caro cidadão. Xenofobismo contra os paulistas pode né??? Fica sabendo que nem todos votaram nessa desgraça…

Rogério Bezerra

23 de dezembro de 2010 às 01h17

Lamento por alguns paulistas amigos… Mas quem mandou votar nos caras??????? Agora toma!

Floripa vai no mesmo caminho… A policiamento que era permanente, tornou-se esporádico… Efetivo reduzido e salário também… É choque de JESTAÇÃO!
As empresas de "vigilância" estão felizes… São geniais!

Rogério Bezerra
Da bela e feudal Floripa

Responder

Sérgio Botelho

23 de dezembro de 2010 às 00h57

Pessoal, tem quem me chame de radical… o PSB e o Eduardo Campos é uma farsa… aqui em PE ele entregou os hospitais para as chamadas OS… É PRIVATIZAÇÃO SIM!!!!! Ele é o Aécio só enganam aos manés… a mim não, por isso votei em branco para governador de PE…

O Eduardo Campos é neto do grande e bom Arraes… e já é raposa política… e aqui em PE ele deu um nó tático no PT, que hoje não passa de uma sub-legenda do PSB… quem conhece a montagem da chapa majoritária das eleições 2010 daqui de PE, sabe o que eu tou falando…

Azenha e amigos… bom natal e feliz 2011!!!!

Responder

    fernandoeudonatelo

    23 de dezembro de 2010 às 12h39

    Falou tudo, já disse aqui que até o Ciro Gomes anda irritado com o próprio PSB.

    O Edu Campos, quer sobrepor sua projeção nacional como uma principal liderança do partido, passando por cima do consenso formado por outras correntes dentro do mesmo.

    Nessa pretensão, entra inclusive a indicação goela abaixo sobre a coalizão, do Bezerra Coelho como Ministro da Integração Nacional, um político provinciano de ações pouco estratégicas, como diz os correligionários.

    Resumindo a prosa, o nó tático que o Eduardo Campos deu no PT pernambucano é o mesmo que Sérgio Cabral deu no PT do Rio de janeiro, viraram legendas regionais fisiológicas de ganha migalhas dos governadores.

Pedro

23 de dezembro de 2010 às 00h15

Os pobres Paulista(nos) já começaram a receber a sua parte por ter elegido o Geraldinho Alckimin. Façam grande proveito do governo dos ricos que vcs ajudaram a eleger. OTÁRIOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

jefferson

22 de dezembro de 2010 às 23h54

Mais uma página fedorenta da história de SP, escrita com a tinta da empulhação e entreguismo pelo partido mais indecente da história brasileira.

Responder

Silvio

22 de dezembro de 2010 às 23h40

Azenha:
O povo tem que coletar assinaturas para derrogar esse descalabro de lei estadual.

Responder

Cheila

22 de dezembro de 2010 às 23h01

É muito bom dar nome aos bois,saber exatamente como votou cada um dos deputados paulistas…
Vergonha, lesar o povo deste jeito…

Responder

Messias Macedo

22 de dezembro de 2010 às 22h49

[DATA VENIA II]

… Conheço muitos aposentados mais lúcidos e muito menos fisiológicos do que o aposentado GAGÁribaldi Alves para ocupar a vaga de ministro dos aposentados! [Coitados(as) dos(as) aposentados(as): podem tirar o cavalinho da chuva da esperança! Viva o Sílvio Santos!]…
… Conheço muitos fisiológicos muito mais estrategistas do que o Moreira Franco! Estrategista por estrategista, prefiro o Joel Santana falando inglês (sic)…
… Sem contar o [(S)errista] Nelson 'Johnbeen', ministro da Defesa… Dos Estados Unidos (idem sic)…

O que é isso companheira Dilma?!…

EM TEMPO: nós, militantes, só servimos para comer poeira, ouvir desaforos dos adversários ideológicos… E passar este tipo de RAAAIIIIVAAA!…

Que país é este, siô?! o matuto 'bananiense' responde, "na lata": República de 'Nois' Bananas

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Fogorvos

22 de dezembro de 2010 às 22h44

É isso que são serra queria fazer no resto do Brasil? Não, obrigado.

Responder

Ivanoé

22 de dezembro de 2010 às 22h18

Cadê o PT de São Paulo? b
Eu sei aonde eles estão.
O Ministro da Justiç, josé Eduardo Cardoso, tocando piano para os advogados de Dantas (vejam no PHA)
A Madame Marta Suplicy tomando chá ds cinco com as dondocas da Daslu ou do Jardim América.
Aluisio Mercadante viajnado na maionese …
É claro que o PT paulista são uns tucanos enrustidos !!!

Responder

Messias Macedo

22 de dezembro de 2010 às 22h11

PERDÃO!

O ministério de Dilma
Como vocês avaliam o ministério da Dilma?
Postado por Emir Sader às 09:08
22/12/2010 http://www.cartamaior.com.br – blog do Emir

##########################

Ínclito e prezado mestre Emir Sader e diletos(as) comentaristas, na minha modesta opinião, a presidente Dilma Rouseff aposta tudo [confia plenamente] na capacidade gerencial dela e nos compromissos inalienáveis com o povo brasileiro…
Este breve arrazoado objetiva estabelecer um viés tácito. Ou seja, alguns nomes indicados conferem a condição de MINIstério, a este ajuntamento disforme e díspar…
Nem ao menos um nome de "peso", a exemplo do suprapartidário Adib Jatene e/ou a presença do excepcional quadro que responde por Ciro Gomes…
Moral da história: creio que a primeira reforma ministerial da era Dilma Rousseff acontecerá muito mais breve do que possamos imaginar…

RSCALDO [olha que desgraça!):
FUTURO MINISTRO PAGOU MOTEL COM VERBA PÚBLICA
O escolhido pela presidente eleita Dilma Rousseff para ocupar o Ministério do Turismo, o deputado federal Pedro Novais (PMDB-MA), 80 anos, pagou a conta de R$ 2.156 no Motel Caribe, em São Luís, com dinheiro da Câmara Federal.
(…)
FONTE: http://www.bahianoticias.com.br – repercutindo o ‘Estadão’!

Junte-se a gente desta estirpe, o carlista roxo coronel político Mário Negromonte (PP/BA) – [outro] nome deplorado pela própria Dilma Rousseff!…

Política profissional: arte do demônio! Ou do Diabo, como queira(m)!
Não é à toa que esta corja de políticos concedeu um auto-reajuste escandaloso e indecoroso de 60%! E a patifaria encenada em um Congresso Nacional literalmente DESMORALIZADO!…

EM TEMPO: nós, militantes, só servimos para comer poeira, ouvir desaforos dos adversários ideológicos… E passar este tipo de RAAAIIIIVAAA!…

Que país é este, siô?! o matuto 'bananiense' responde, "na lata": República de 'Nois' Bananas

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

danilo araujo

22 de dezembro de 2010 às 22h09

Hoje comprei o jornal do carro, digo jornal da tarde e tinham 2 notícias sobre josé serra dizendo que o falecido está mais vivo do que nunca…mais adiante um encarte de propaganda do governo de são paulo…. parodiando o 'filósofo' Marcelo Madureira (ex comedia ante): " O governo de são paulo não existe"…

Responder

Luciano Prado

22 de dezembro de 2010 às 22h03

E o PSB em?

Ficou devendo em mais essa… É bom ficar de olho.

Responder

Augusto

22 de dezembro de 2010 às 21h38

Sabem o que vai acontecer??? O Estado vai continuar financiando tanto a parte do SUS quanto a parte dos planos de saúde. Mas e o dinheiro que entrar pela parte dos planos de saúde??? Bem, isso é uma outra história… Será que os administradores dessas OS's ficarão felizes??? O que vocês acham???

Responder

marta

22 de dezembro de 2010 às 21h01

PSB-PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO, que de socialista não tem nada. PSB e o PV apoiando uma
lei encabeçada pelos tucanos? Bem, o VERDE já amarelou há muito tempo, mas o PSB não dá para acreditar! Provaram assim que estão do lado dos ricos e não da população pobre. Deveriam substituir o "SOCIALISMO"(S) por SOÇAITE( que designa elite) PARTIDO DA SOÇAITE BRASILEIRA.

Responder

H. C. Paes

22 de dezembro de 2010 às 21h01

Goldman quis urgência porque sabe que Alckmin não terá vida tão fácil na ALESP. A coalizão governista tem maioria muito mais apertada que a atual e o PT é o maior partido. Aliás, a não ser que o PV apóie Alckmin o que não é impossível, para chegar à maioria de 48 deputados será preciso cooptar o malufista sobrevivente da casa. E isso se o PMDB paulista não se bandear para o lado do Kassab e começar a se aproximar do governo federal.

Responder

augustodafonseca13

22 de dezembro de 2010 às 20h41

Por falar em Saúde e SUS…

Para “O Globo”, o Brasil não precisa de prefeitos(as) e governadores(as) – Saúde
http://migre.me/38bIK

*

Responder

Robson

22 de dezembro de 2010 às 18h44

Todos do PSB votaram a favor…

Responder

    Jairo_Beraldo

    23 de dezembro de 2010 às 07h18

    O PSB em São Paulo abriga Paulo Skaf. Queria o que?

    Marat

    23 de dezembro de 2010 às 08h04

    É que em SP não é PSB, mas P$B…

Ana Lucia

22 de dezembro de 2010 às 18h43

.Tudo que estiver no projeto "deixa ficar ruim" e do "quanto pior melhor" provaveldmente será "quarteirizado". Porteira que passa um boi passa uma boaiada, quem sabe depois privatiza a educação e vai ampliando o mercado para que os capitalistas de plantão ampliem seus negócios e dominem o público como se privado fôsse. Interessante que homens públicos não se envergonham de não gerirem a coisa pública com eficiência e entregam ao privado reaquilamente. Realmente onde está o Ministério Público?

Responder

El Cid

22 de dezembro de 2010 às 18h22

confrades, observem a notícia abaixo:

Deputado tucano é contra projeto do PSDB que reserva leitos do SUS a convênios
http://www.redebrasilatual.com.br/temas/saude/201

São Paulo – O deputado estadual do PSDB, Pedro Tobias, defende que os hospitais da rede pública estadual não têm condições de oferecer leitos e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) para empresas de medicina de grupo.

Em entrevista à Rede Brasil Atual, o parlamentar manifestou-se contra o Projeto de Lei Complementar (PLC), apresentado pelo governador Alberto Goldman (PSDB), que prevê destinar 25% da capacidade das unidades públicas especializadas e de alta complexidade para convênios e planos de saúde.

Segundo Tobias, apenas o Instituto do Câncer teria condições de ofertar vagas para empresas privadas, os demais hospitais de São Paulo já sofrem com a falta de leitos. "Como médico cirurgião avalio que esse é um projeto polêmico que deveria ser específico para o Instituto do Câncer. Para outros hospitais, sou contra", afirma.

Durante audiência pública realizada pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de São Paulo, na terça-feira (7), o deputado acenou com a possibilidade de apresentar uma emenda para alterar o PLC e torná-lo exclusivo para o Instituto do Câncer. "Podemos fazer emenda de bom senso", afirmou.

no entanto, o nobre "deputado tucano" e "médico" votou a favor do projeto de lei… hipocrisia pura !!

Responder

    El Cid

    23 de dezembro de 2010 às 00h56

    é duro "trolls", ver a hipocrisia estampada…

El Cid

22 de dezembro de 2010 às 18h14

…se tirar um de cada quatro leitos do SUS em São Paulo e entregá-los aos planos privados, o que já era pouco e ruim vai se tornar dramático e pior !!

Responder

aurica_sp

22 de dezembro de 2010 às 17h46

Que decepção…………É tanto desmando nesse Estado que não sei mais como classificar tanto absurdo. Se fosse o Governo Federal que fizesse tal coisa a imprensa (de merda) ficaria em cima não é MAS como é coisa dos COISOS até gostam. ESTADO DE SÃO PAULO CADA VEZ PIOR!!!

Responder

lucasseco

22 de dezembro de 2010 às 17h44

ué, mas não é o azenha que quer uma crítica à esquerda em relação ao pt…?
com quais partidos? pdt, psb e pv…?
a verdade é que no nosso quadro partidário desastroso apenas o pt tem alguma consistência de esquerda…
na verdade, o pcdob também tem, mas é bem menor…
o psol é nanico…
e o pstu e pco nem isso são…

Responder

    Roberto Locatelli

    23 de dezembro de 2010 às 09h55

    Para ser crítico não é preciso ser filiado a partido algum. Vamos evitar aquela visão pequena de política que considera que só existe política dentro dos partidos. Políticos são todos os seres humanos que vivem em "polis" (cidades) e, portanto, são cidadãos.

Fernando

22 de dezembro de 2010 às 17h34

Denúncia grave: deputado petista apresenta projeto de lei redigido por lobbista da Monsanto
http://brasiliamaranhao.wordpress.com/2010/12/22/

Responder

Pedro

22 de dezembro de 2010 às 17h32

Seria essa a proposta do Padim Pade Cerra para a Saúde?

Não custa lembrar do que escapamos. Obama se esqueceu desse detalhe e se lascou.

Responder

Pedro

22 de dezembro de 2010 às 17h06

Gerson, esse Feliciano é um "tucano enrustido", assim como outros do PV (e alguns do próprio PT, infelizmente). Aliás, foi eleito pela primeira vez quando estava no PSDB. Essa turma não deve saber o que se passa com a população que precisa do SUS.

Responder

    Mauro Silva

    22 de dezembro de 2010 às 18h06

    Caro Pedro
    Um desses deputados do PSB que votou a favor (todos votaram) tem uma "condenação suspensa" e, mesmo assim, foi diplomado em 2006.
    Não sei a situação dele agora.
    Do jeito que funciona o TJ-SP, espero de tudo.

    Gerson Carneiro

    22 de dezembro de 2010 às 21h31

    Hãn… vou seguir o exemplo dele e vou me candidatar com o mote de defensor das lagartixas.

Luci

22 de dezembro de 2010 às 17h02

Mais uma vitória do sistema capitalista, que empobrece e desrespeita a população. O povo deveria ter o direito de resgatar o mandato que ele (o povo) outorgou para que os parlamentares lhe representem em assuntos de seu interesse no Legislativo. Na verdade depois de receberem os votos que lhes garante mandato parlamentar (que é do povo) eles (com honrosas exceções) se bandeiam para o lado das empresas, empresários e grandes negócios (os financiadores da campanha) e o povo fica sem mandato e sem representação. Quem vota contra o povo não lhes representa. Temos que exigir Recall dos mandatos, é o unico jeito de mudar o que está estabelecido.O prof Fabio Comparto já nos alertou e sinalizou sobrte o Recall.

Responder

Manoel R.Mello Jr

22 de dezembro de 2010 às 17h02

O PT precisa rever urgente estas coligações com estas M… de partidos , tais como PV, PSB,PTB,ALGUMAS PESSOAS DO PMDB E DEMAIS PARTIDOS NÃO CONSTA.
Quanto a aprovação deste Projeto, que a população de São Paulo , ESPERE PARA VER O QUE VAI ACONTECER.
FORA PSDB , PPS E DEM DO ESTADO DE SÃO PAULO

Responder

fichacorrida

22 de dezembro de 2010 às 16h59

Chamem o Michel Moore. Estes deputados que aprovaram o projeto não assistiram SOS Saúde, com denúncias ao sistema americano que o PSDB está empurrando goela abaixo dos paulistas. Bem feito para quem vota nestes camelôs da coisa pública.

Responder

    El Cid

    22 de dezembro de 2010 às 18h43

    … esse imbecis que votaram a favor desse projeto de "vender leitos públicos" deveriam entender uma coisa: leito não é uma coisa estática. Cada dia, cada semana há um número à disposição !

jefferson

22 de dezembro de 2010 às 16h47

Mais uma página fedorenta da história de SP, escrita com a tinta da empulhação e entreguismo pelo partido mais indecente da história brasileira.

O PSDB está acabando com SP, mas a classe média paulistana acha bonito…

Responder

Bertold

22 de dezembro de 2010 às 16h31

Há muito tempo que o PSB é progressista só no nome. Quantidade de gente evangélica pentecostal alienada e conservadora no psb é impressionante dai a gente vê na maioria das vezes o posicionamento do partido à direita na maioria dos estados. Esse fenômeno ocorre também com o PDT. Na Assembléia Legislativa de Sâo Paulo, esses dois partidos raramente votam à esquerda. Um dos principais líderes do psb , o Dep Jonas Donizete de Campinas, podem confirmar o que estou, sempre se alinhou com os demo-tucanos. A Dilma fêz muito bem em não contemplar o psb com o Ministério da Saúde, com o mau exemplo que suas bancadas estaduais dão para o país, ninguém merece!

Responder

Apolônio

22 de dezembro de 2010 às 16h28

Cadê o o Ministério Público para arguir a inconstitucionalidade desta lei. O PT como partido também pode provocar o MP para tal.

Responder

    Conceição Lemes

    22 de dezembro de 2010 às 17h12

    Calma, o MP vai arguir. O promotor Arthur Pinto Filho é quem tocará. Fiz uma entrevista hoje com ele para Viomundo, que estou editando. É um promotor muito sério, comprometido com direitos humanos e saúde pública e que não intimida. Vai levar essa causa adiante — e de forma brilhante. abs

    andre i souza

    22 de dezembro de 2010 às 18h18

    Grande notícia, Conceição, grande notícia. Ainda há um sopro de oxigênio nesta masmorra que se tornou o estado de SP.

    El Cid

    22 de dezembro de 2010 às 18h09

    Apolônio, diz o princípio constitucional de que todos os usuários do Sistema Único de Saúde sejam tratados de forma igualitária… mas as bestas do PSDB (e seus cupinchas) desconhecem o fato (ou fingem, o que é mais provável) !

leonardo

22 de dezembro de 2010 às 16h20

Azenha,

Estou comunicando neste post, por não encontrar outro sobre o assunto.

Faltou fazer uma crítica feroz, como você sempre faz. Dessa vez a respeito do aumento dos queridos deputados e senadores. É inacreditável a desfaçatez com que aprovaram esse aumento vergonhoso.

abraços,

Responder

    Alan Tern

    22 de dezembro de 2010 às 23h06

    Bravo bravissimo! Mas acho que a crítica feroz não vai acontecer porque dessa vez a base governista votou a favor, assim como boa parte da oposição…

    Marcelo Fraga

    23 de dezembro de 2010 às 21h11

    Ninguém aqui trabalha para o PT. Quer um bom motivo para não haver crítica?
    http://www.blogcidadania.com.br/2010/12/sem-polit

Luis Armidoro

22 de dezembro de 2010 às 16h14

Porque não vendem a Assembléia? Cada vez mais, sinto vergonha de ser paulista, pois está virando sinônimo de:

* Arrogância
* Estupidez
* Alienação
* Neoliberalismo

Enquanto vendem tudo, vamos afundando. Só espero que SP não arraste o Brasil junto em sua descida ao fundo

Responder

    Nelson

    22 de dezembro de 2010 às 22h15

    Já imaginou se o Serra tivesse sido eleito Presidente!
    O PT é ruim, mais o PSDB é péssimo.

    Jairo_Beraldo

    23 de dezembro de 2010 às 07h15

    Sua frase final, mostra como paulista ve o Brasil…pensam que somos apenas sua periferia.

    Marcelo Fraga

    23 de dezembro de 2010 às 21h03

    Eu não sei se o colega comentarista ali de cima tem esse pensamento, o que não invalida sua afirmação. Muitos paulistas acham que o Brasil é sua periferia, todos subordinados a eles.

jose

22 de dezembro de 2010 às 15h27

Mais uma tragédia paulista. Quem precisar do SUS verá. Depois o PIG põe no o povo reclamando que não tem vaga em hospital e diz que este é o Sistema Único de Saúde no Brasil!

Responder

    andre i souza

    22 de dezembro de 2010 às 18h30

    Excelente observação, José, muito bem lembrado. Aí, aqueles 'queridinhos' que adoram se informar pela grande mídia, o PiG, vão sentar o pau no PT.

Lu Borges

22 de dezembro de 2010 às 15h25

Vergonhoso um partido como o PSB se vender a um governo espúrio como o de São Paulo. Eu tenho medo desse partido que cresceu à sombra do Lula, mas, igual ao PV, é puro fisiologismo. Haja vista a ligação que tem com o PSDEMB/TFP

Responder

    Roberto Locatelli

    23 de dezembro de 2010 às 10h02

    Bem observado. Um partido "socialista" que lança como candidato o presidente da Fiesp – uma entidade extremamente retrógrada – tem que ser considerado de direita. A Luiza Erundina – que é uma mulher firme e combativa – que me desculpe, mas ela está no partido errado.

    ____________
    Obs.: a Fiesp é criticada por empresários que têm uma visão um pouco melhor. O empresário Ricardo Semler – que já foi vice-presidente da Fiesp – no seu livro "Você Está Louco", é bastante sarcástico e ácido ao falar da entidade. Ele se refere a ela como "A pirâmide Maya na Paulista, 1313".

jangadadepedra

22 de dezembro de 2010 às 15h22

Que se pode comentar de uma atrocidade dessas? Só a ironia do número do projeto de lei que privatiza leito em hospital, feito por um governador tucano chamado Alberto GOLDman: 45 /2010…____(…)____Parece teatro de revista!

Responder

    Marat

    23 de dezembro de 2010 às 08h03

    E esse ai, durante muito tempo se dizia comunista…

    Marat

    23 de dezembro de 2010 às 14h06

    MONEYman

Gerson Carneiro

22 de dezembro de 2010 às 15h19

O deputado Feliciano Filho, do PV, votou SIM. Tira onda de defensor de vira lata abandonado. Foi eleito sob o mote de "defensor dos cães abandonados".

Vai ver que para ele é mais importante cuidar de cão abandonado do que de gente pobre doente.

Deve ser porque gente pobre não é gente, e "cachorro também é gente" como disse o ex-ministro do trabalho, do Collor, Rogério Magri (ao ser flagrado passeando em carro oficial com o seu cachorro).

Responder

    Marcos C. Campos

    22 de dezembro de 2010 às 21h50

    O Magri também é gente ?

    Gerson Carneiro

    23 de dezembro de 2010 às 10h47

    é, o cachorro dele tinha falado isso.

    Marcos C. Campos

    23 de dezembro de 2010 às 20h55

    Errado . O Magri não é gente , o Magri é imexível. (kkkk)

    Fernando José

    23 de dezembro de 2010 às 07h50

    Caro, acho que o Magri estava levando o cachorro ao 'médico', digo veterinário, não? Quanto à patota do PV estes caras nunca me enganaram. Um partido que tem Fernando Gabeira como expoente, e se submete a ser sucursal do PSDemB, não pode ser lá estas coisas…
    1 abraço,

    Gerson Carneiro

    23 de dezembro de 2010 às 10h49

    é, parece que ele tava levando o cachorro ao dentista… ou era ao psicólogo. era um troço assim.

Alan Tern

22 de dezembro de 2010 às 14h47

Não é de se espantar essa atitude de nossos nobres políticos, que só pensam em seus bolsos, agora cheios de dinheiro pago pelas corporações de planos de saúde.

O que sim me espantou recentemente (e não vi ninguém comentar por aqui) foi a posição da bancada governista na Câmara Federal quanto ao aumento abusivo de seus próprios salários – votando em conluio com PSDB e DEM… Do PMDB eu esperava isso, oportunistas que são. Mas PT, PC do B? Me decepcionou… Pelo menos o PSOL foi contra.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!