VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Amauri Teixeira: PSDB faz até “showzinho” para abafar propinoduto tucano
José Anibal, Carlos Sampaio, Aécio Neves e Aloysio Nunes. Foto: George Gianni/site do PSDB
Denúncias

Amauri Teixeira: PSDB faz até “showzinho” para abafar propinoduto tucano


29/11/2013 - 13h11


José Anibal, Carlos Sampaio, Aécio Neves e Aloysio Nunes. Foto: George Gianni/site do PSDB

por Amauri Teixeira, especial para o Viomundo

O PSDB, encabeçado pelo senador Aécio Neves (MG), mostra mais uma vez que está sem rumo e  que gosta de se fazer de vítima quando é denunciado por envolvimento em esquemas de corrupção.  Os tucanos gostam de um showzinho para desviar o assunto, mas não conseguem explicar a enxurrada de denúncias que vêm da Justiça da Suiça e que se confirmam em documentos de ex-executivos das multinacionais Alston e Siemens sobre um megaescândalo de corrupção em São Paulo,  envolvendo direcionamento nas licitações para aquisição e reformas de trens, construção e extensão de linhas metroferroviárias no estado. Como sempre, tentam abafar o caso com a ajuda da mídia amiga.

É quase surreal, flagrados, com provas documentais de que há algo muito sério no mundo tucano paulista, agora querem culpar o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, por ter encaminhado documentos à Polícia Federal para que haja apuração do caso, conforme determina a lei. Tucanos de todas as plumagens estrilam, tentam confundir e não explicam nada à sociedade brasileira, pois há vinte anos, por manobras, abafam CPIs, na Assembleia Legislativa de São Paulo, que poderiam desvendar redes criminosas que operam nos subterrâneos do governo paulista.

A prova maior de como procede o PSDB está no fato de  nenhum deputado estadual desse partido ter assinado o pedido de CPI do Cartel da Corrupção no Metrô. A função do Legislativo é fiscalizar o Executivo. Mas, na Assembleia Legislativa de São Paulo, quem  fala mais alto é  o rolo compressor dos  governos do PSDB.  Essa intolerância à apuração da verdade caracteriza o modus operandi do tucanato, bem diferente da maneira petista de se relacionar com o patrimônio e o interesse  públicos.

O PSDB  gosta de CPIs…em Brasília

 Os governos dos tucanos Geraldo  Alckmin e José Serra,  em São Paulo, são marcados  pela política do “abafa” a exemplo do que ocorreu nos dois mandatos de FHC, que não enfrentou nenhuma CPI, ao contrário do presidente  Lula, que enfrentou várias em  seus oito anos de  mandato , sendo que três delas foram simultâneas, o que rendeu uma saraivada de acusações contra seu governo e também contra o Partido dos Trabalhadores.

O caso atual, dos tucanos atacando o ministro da Justiça, merece reflexões, pois mostra as diferenças nítidas entre o PT e o PSDB no cuidado com o patrimônio público e no tratamento de denúncias relativas a corrupção. Esse  escandaloso  desvio de recursos públicos do metrô de São Paulo faz ressuscitar   um personagem de triste memória de nossa história recente: o  procurador-geral da República do governo FHC, Geraldo Brindeiro,  fartamente criticado por sua falta de apetite de colocar corruptos e corruptores na cadeia, durante o período  em que permaneceu à frente daquele órgão, nos anos de 1995 a 2002.

Vamos aos números: de 626 inquéritos criminais que recebeu, Brindeiro engavetou 242 e arquivou outros 217. Somente 60 denúncias foram aceitas. As acusações recaíam sobre 194 deputados, 33 senadores, 11 ministros e quatro sobre o próprio presidente FHC. Por conta disso, Brindeiro recebeu o certeiro apelido de “engavetador-geral da República”. Entre as denúncias que engavetou está a de compra de votos para aprovação da emenda constitucional que aprovou a reeleição para presidente, beneficiando o então presidente Fernando Henrique Cardoso.

Só o comportamento do procurador-geral da República na era tucana serve para ilustrar a  diferença abissal que separa o governo FHC e o modo petista de conduzir os assuntos da Nação brasileira.  Esse contraste é acentuado na forma de se acolher e apurar denúncias contra o Erário e a República. Enquanto o procurador-geral Brindeiro agia de forma facciosa, os governos dos presidentes Lula e Dilma agem de forma republicana, em obediência estrita aos mandamentos de nossa Constituição Cidadã.

Interferência

Não se tem notícias de qualquer interferência governamental, de 2003 para cá, em qualquer investigação ou acolhimento de denúncia em órgão direta ou indiretamente ligado ao presidente ou a seus ministros.  O exemplo mais patente é o da Ação Penal 470, que julgou e condenou injustamente diversos companheiros do Partido dos Trabalhadores.

Discordamos frontalmente dos métodos  empregados e do conteúdo dessas sentenças, mas até os mais ferrenhos adversários reconhecem que não houve nenhum traço de interferência oficial para o livre desenrolar dessas ações. Não há registro de nenhuma conversa reservada de integrante do alto escalão petista com membros de outros poderes para mitigar, ou mesmo frear, o curso das investigações e o andamento processual da AP 470.

Esse é, em síntese, o modo petista de se portar à frente dos governos. Qualquer que seja sua esfera: municipal, estadual ou federal.  Não à toa, os governos petistas, em números absolutos e relativos, são os que mais observam a Lei de Responsabilidade Fiscal e os que menos têm administradores investigados e condenados por atos contra a Administração Pública.

Agora, diante da tentativa do PSDB de tentar desviar o foco da denúncias  sobre o propinoduto em São Paulo, que prosperou durante os quase vinte anos de governos do PSDB naquele estado,  o  próprio Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reafirmou a continuidade dessa linha de atuação. Disse ele que a  “época do engavetador-geral da República já acabou, e que não tem nada de disputa política a investigação da Polícia Federal envolvendo as graves denúncias sobre um grande esquema de propina na compra de equipamentos para o metrô de São Paulo”.

E acrescentou ainda o ministro da Justiça: “ É meu dever ético e jurídico encaminhar à Polícia Federal e ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) qualquer denúncia que chegue até mim, não importa contra quem quer que seja, o ministro tem que pedir investigação. Senão é prevaricação”.

O ministro Cardozo é movido pelo senso de justiça que sempre o caracterizou. No caso de São Paulo, três pontos são inquestionáveis. Senão, vejamos: O primeiro é que a multinacional Siemens confessou ter atuado em um cartel entre 1998 e 2008 com o objetivo de partilhar obras e elevar o preço das concorrências em São Paulo. Gigantes como a Alstom, a Bombardier, a CAF e a Mitsui teriam integrado o esquema;  o segundo é a condenação, na Suíça, de um ex-diretor da CPTM acusado de lavar dinheiro de corrupção; por fim, uma conta atribuída a Robson Marinho, que foi chefe da Casa Civil de Covas, foi bloqueada no mesmo país por suspeita de ter recebido propina.

As investigações do caso Alstom e Siemens  começaram em 2004 na Suíça. Com o acúmulo de provas, a partir de 2008, a Liderança do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo  entrou com mais de 15 representações nos ministérios públicos estadual e federal, que denunciavam direcionamento nas licitações para aquisição e reformas de trens, construção e extensão de linhas metroferroviárias no estado de São Paulo. Denunciou prática de corrupção, formação de cartel, lavagem de dinheiro,  pagamento de propinas a autoridades públicas e prorrogações ilegais de contratos. O Ministério Público alemão condenou a Siemens e apontou pagamento de  propinas de R$ 24,4 milhões para funcionários de alto escalão do governo do PSDB.

É falacioso dizer, como fez o senador Aécio Neves (PSDB-MG) , que tudo não passa de uma reedição do episódio dos “aloprados”, quando petistas foram presos com dinheiro que seria supostamente usado para comprar um dossiê contra Serra.

A atuação das bancadas estadual e federal se pauta dentro das prerrogativas do trabalho parlamentar, entre as quais se inclui a função de fiscalizar as ações do Executivo, diferente de como age o governador tucano Geraldo Alckmin que, ciente das denúncias que apresentam fatos relevantes e robustos sobre a existência de cartel, desconsiderou o Ministério Público e criou uma Comissão de Notáveis que, até o momento, não apresentou nenhum resultado.

Foi ótimo os deputados do PSDB se pronunciarem sobre as tentativas do PT de politizar as denúncias do propinoduto do metrô de São Paulo. Os fatos, por si sós, estão agora desmentindo mais claramente todos os discursos que os tucanos vêm fazendo aqui e em São Paulo. Os órgãos de investigação de São Paulo e os de nível federal já têm provas suficientes para fazer o elo entre as empresas corruptoras e os altos escalões do tucanato.

As justiças da Suiça e da Alemanha vão na mesma linha. As falas dos tucanos só podem ser justificadas por uma questão de desespero, pois eles sabem que é questão de tempo o esclarecimento das perigosas e danosas relações do PSDB paulista com o refinado esquema de corrupção que está vindo à tona.

Deputado federal (PT-BA) , vice-líder do partido na Câmara  Federal.

 Leia também:

Paulo Teixeira: Acusações de Aécio são dignas de Dirceu Borboleta

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



74 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Antonio C.

04 de dezembro de 2013 às 17h27

O PT mostra que está engajado em uma maré vermelha em escala mundial. Para começar com seu projeto, pretende defenestrar o PSDB – que todo mundo sabe, controla o Federal Reserve, o Barclays e o Parlamento Europeu – a partir dos juízes petistas infiltrados na Suíça. Sou ruim de inventar histórias, não ganho de nenhum tucano, desculpem.

Responder

JOÃO WOLMAR MELO

04 de dezembro de 2013 às 15h11

Ei moçada, vamos relembrar?
… centenas de escândalos de corrupção, cujos autores são empresários, políticos, latifundiários e banqueiros, a maioria do PSDB/PFL/DEM, e que não são publicados e veiculados na imprensa controlada pelos magnatas bilionários e golpistas desse País.
Só um… caso de sonegação da Globo é da ordem de R$ 615 milhões… (atualizando chega a R$ 1 bilhão) quando a imprensa imperialista(com seus “amestrados”) afirma que o “mensalão” é o maior caso de corrupção de todos os tempos.
Vamos relembrar?

1) Privataria Tucana – Estima-se de R$ 100 a 155 bilhões; (sumiram com a grana!!!)
2) Banestado – R$ 42 bilhões; (era uma das lavanderias da corrupção-via Paraguai)
3) Vampiros – R$ 2,450 bilhões;(lembram deles?)
4) TRTs pelo Brasil – R$ 1,850 bilhão; (não foi só o do juiz Lalau de SP não!)
5) Anões do Orçamento – R$ 855 milhões; (tá todo mundo feliz em suas fazendas!)
6) Sonegação da Globo – R$ 615 milhões; (cadê o DARF, pois o meu já paguei…)
7) Operação Navalha – R$ 610 milhões;
8) Máfia Fiscal Serra/Kassab – R$ 500 milhões;(ainda vai sair muito coelho dessa moita!)
9) Propinoduto Tucano/Trensalão – R$ 577 milhões, por enquanto; (tá todo mundo feliz e soltinho…)
10) Sudam – R$ 214 milhões;(só para lembrar que os ditadores também sabiam…)
11) Sanguessugas – R$ 140 milhões; (lembram da saúde? Deles, é claro! e finalmente
12) O famoso “Mensalão do PT” – R$74 m i l h õ e s??? É isso? (comparado com os acima virou dinheiro de pinga… e nem era dinheiro público…e sim da VISANET, que foi todo pago à mídia brasileira, inclusive a Rede Globo mamou aí em mais de 5 milhões, conforme provas das auditorias internas da própria Visanet.)
13) Se levantarem as dezenas de operações da PF (comprovadas) e abafadas pelos “supremos” do “supremo” vão encontrar + lebres… Com a palavra os “home” do Direito…

Responder

jõao

01 de dezembro de 2013 às 15h48

deputado defendendo traficante

veja o video

http://www.youtube.com/watch?v=IhLUZUm4WKs

Policiais de Minas protestam exigindo CPI do HeliPÓptero na Assembléia Legislativa
Lideranças do Sindicato dos Policiais Civis de Minas Gerais fizeram um protesto na Assembléia Legislativa pela abertura de uma CPI do Helicóptero do deputado Gustavo Perrella (SDD-MG) apreendido com quase meia tonelada de cocaína. O deputado é filho do senador Zezé Perrella (PDT-MG), do grupo político do senador Aécio Neves (PSDB-MG).
“Se fosse um policial o dono do helicóptero, estaria preso”, disse um manifestante. “A gente não pode investigar porque o governador tucano não deixa”, disse outro policial.
http://www.youtube.com/watch?v=IhLUZUm4WKs

Responder

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 11h09

    “(SDD-MG)” O que significa essa sigla? É de algum partido? Será que poderia ser Sociedade Defensora das Drogas? rs rs rs

ricardo silveira

01 de dezembro de 2013 às 12h47

“Os órgãos de investigação de São Paulo e os de nível federal já têm provas suficientes para fazer o elo entre as empresas corruptoras e os altos escalões do tucanato.” Mas e daí, isso não é suficiente para que se faça justiça, não por aqui. Veja-se esse procurador de São Paulo, o tal do De Grandis, que disse que documento sobre pedido de investigação foi posto em gaveta errada, isso é deboche, e não continua no cargo? Esse Marinho não continua no Tribunal de Contas de São Paulo? A impressão que se tem é que está tudo contaminado.

Responder

AlvaroTadeu

01 de dezembro de 2013 às 11h50

Eu me lembrei dos aloprados de 2006. Quando foram presos, a Rede Globo estava lá para registrar, mas era uma “operação secreta” da Polícia Federal. Apresentaram a montanha de dinheiro como prova do crime. Do ponto de vista legal, dentro do território nacional, você pode circular com quaisquer valores, desde que sejam declarados à Receita Federal no ano seguinte. Foi assim com os R$ 10 milhões da Igreja Universal apreendidos em um avião particular em Brasília. A Igreja justificou a origem do dinheiro e não se falou mais nisso. Portanto, a PF não conseguiu provar a ilegalidade do dinheiro do PT, mas essa ação nada republicana da PF foi suficiente para levar as eleições para o segundo turno. Não houve retaliação por parte do Lula. Errou e muito. Eu passaria um pente fino e demitiria esses agentes e delegados a bem do serviço público. Chamar a imprensa para participar de uma operação secreta é crime. Mas, e o dossiê? Quem montou? O que continha? Até hoje estou esperando para saber.

Responder

JORGE

01 de dezembro de 2013 às 03h25

O erro POLÍTICO DO PT foi não colocar a luz do sol sobre o Ministério Público e o Judiciário. E, por incrível que pareça, o PODER POLÍTICO, ou seja, o Congresso Nacional, acaba de dar um tiro no pé e completar a ENTREGA DO OURO nas mãos dessas inconfiáveis instituições.

Só para não ESQUECER: A DITADURA UDENOMILITAR não fazia concursos públicos LIMPOS e sim colocava os amigos.

Essa LAIA fez carreira e hoje é NOJO de nossa DEMOCRACIA.

Responder

Bonifa

01 de dezembro de 2013 às 02h17

é uma opinião, não é a posição do partido. O PT tem, como é natural, gente com equívocos de toda sorte. Mas estes, terão que vencer por argumentos em plenárias, para que suas ideias sejam aceitas como sendo as do partido. Isso se chama democracia partidária, diferente de partidos que tomam suas decisões nas mesas de restaurantes.

Responder

Rogerio A. Mendonça

30 de novembro de 2013 às 23h33

450kg de pó apreendidos por pane no elicoptero. Imaginem quantas toneladas passaram antes do acidente!..

Responder

Irineu

30 de novembro de 2013 às 23h33

Azenha e leitores,
Eis ai mais um vídeo interessante do Bob Fernandes.

http://www.youtube.com/watch?v=VfPDs37NG9c&feature=share

Abraços!!

Responder

Yacov

30 de novembro de 2013 às 21h08

O Que é mais excêntrico e ‘ESTÚPIDO’ nisso tudo, é o destaque TERATOLÓGICO que se dá ao MAL-FEITO, de uns e outros, verdadeiros ou não, e tão pouca informação sobre o que realmente se fez e se faz. QUE SE PASSA BRASIL !?!?

“O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é o braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Responder

Nuno

30 de novembro de 2013 às 19h02

Paulinho da Força dá uma força pro Perrelinha:
http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/11/30/interna_politica,474792/lider-do-solidariedade-pede-afastamento-de-perrella-do-partido.shtml

“Nenhuma das notícias veiculadas até o momento apontam o envolvimento de Gustavo Perrella.”

Responder

Vinicius Rodrigues

30 de novembro de 2013 às 16h50

Contra você tudo.
Contra mim nada.
Mensalão de vocês é fato.
Mensalão nosso é baléla.
E a Jovem Pan? ô radiozinha michuruca, cara-de-pau!
veja
http://www.platodocerrado.blogspot.com.br

Responder

doriam

30 de novembro de 2013 às 16h05

acho um absurdo o que fazem no brasil a oposiçao suja quenem pau de galinhairo si fossi do pt a globo ja tinha dado as cordenada mas e do psdb eles passam despecebido so os saites falam mas o povo vai da o troco nas proximas eleiçoes

Responder

Jaime Iglesias Serral

30 de novembro de 2013 às 16h01

Eu olho para essa foto aí em cima e me dá até arrepio. Este país é engraçado mesmo, enquanto os distintos senhores dão piti e são repercutidos pels mídia subserviente (ou seriam eles os vassalos da mídia?), os verdadeiros brasileiros estão, neste momento, enjaulados por obra de um processo judicial macabro, desonesto e covarde patrocinado por um juiz que envergonha a nação. O que me conforta é que o tempo passará e um dia esses senhores da foto farão parte de um lixo esquecido na memória de nosso país, enquanto José Dirceu, Genoíno e tantos hoje injustiçados terão seu lugar de honra e glória, reconhecidos por terem contribuído para nossa pátria. FHC já morreu, mas Lula, ele nunca passará.

Responder

José BSB

30 de novembro de 2013 às 12h40

Algo muito podre explica o desespero do PSDB nas tentativas de desqualificar as investigações do escândalo das licitações no metro paulista. A justiça suíça já condenou por corrupção o ex diretor da CPTM, apesar da negligência das autoridades de SP.

Responder

Jose Mario HRP

30 de novembro de 2013 às 10h11

Tem gente sendo presa pela Europa toda e parte da Asia , por coorrução junto com a Siemens e Alston.~
E logo aqui na terra da roubalheira essa corja d `PSDB e do PEFELE não vão sair livres não!!!!
O MP tem que ir fundo porque ha provas da bandalheira do Cerra, Covas e Alckimin aqui e na Suiça!
Cana neles!
Em especial para o asqueroso Aloysio Nunes!

Responder

Sr.Indignado

30 de novembro de 2013 às 09h32

500 kg!!!!!!! 500 de cocaina.
Por isso o bico grande…

Responder

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 02h51

    Agora entendi o porquê da escolha do tucano como símbolo do PSDB. É porque tem o bico grande! rs rs rs

clodoaldo

30 de novembro de 2013 às 08h51

LCA, isso não vai dar em nada, há alguém do PT no esquema. Se tiver, aí sim, o PIG vai por tudo na conta dele, mas como não há ninguém do PT, o PIG não vai dar muita atenção, não vamos ver no JN, Veja, Época, O globo, etc., aqueles famosos organogramas mostrando a quadrilha de corruptos, um fluxograma do caminho feito pelo dinheiro e terminando no bolso de algum político que represente a direita, entrevistas bombas com caseiros, funcionários públicos ou das empresas envolvidas, falando sobre “o maior esquema de corrupção da república”, etc. Não, não vamos ver isso, não há ninguém da esquerda envolvido nesse esquema; ah e tem mais, ano que vem, vão acontecer eleições, e a justiça protelou o “mensalão do PT (pois só ele existe no país)”, para que, em tabela, o PIG e a oposição (direitista, entreguista e colonizada pelos EUA)explorem tranquilamente o fato durante as eleições. Tudo que vemos hoje é mero jogo de sena para aí sim em 2014 ser usado em conluio por nossa asquerosa elite colonizada. Tudo ensaio para o ato, que para eles soa como final.

Responder

ricardo silveira

29 de novembro de 2013 às 23h27

Êta! Tucanada cara de pau.

Responder

La Fontaine

29 de novembro de 2013 às 23h21

“Tadinho” do Aécio, ele está muito magoado por que apreenderam a MEIA TONELADA do pó. Isso foi muita crueldade!

Responder

José Fernandes

29 de novembro de 2013 às 23h08

assistam isso e verão a grande palhaçada do PSDB.
http://www.rodrigovianna.com.br/geral/ze-cardoso-bate-nos-tucanos.html

Responder

    FrancoAtirador

    30 de novembro de 2013 às 00h58

    .
    .

    Verossímil e convincente

    o esclarecimento prestado

    pelo Ministro da Justiça.

    São documentos distintos:

    um original, em idioma inglês,

    e outro escrito em português

    que parece ser a tradução

    de um outro documento,

    em idioma estrangeiro,

    que não veio a público.
    .
    .

RicardãoCarioca

29 de novembro de 2013 às 22h36

Começou a crise de abstinência provocada pela apreensão do heliPÓptero…

Responder

Francisco

29 de novembro de 2013 às 22h10

Não existem suiços aloprados: eles só gritam se cutucam no dinheiro.

E, de uma vez por todas, o animal simbolo do PSDB é a maior prova de uma de duas catátrofes ligadas àuele partido: ou ato falho ou ignorancia sobre o Brasil – talvez os dois.

Tucano é ave que vive de roubar o ninho das outras aves.

Ou ato falho ou ignorancia de Brasil – talvez os dois.

Responder

Scan

29 de novembro de 2013 às 22h01

Fosse assim o PSDB teria ganho, de lavada, todas as eleições presidenciais.
Ahhhh, os parasitas…nem raciocinar conseguem.

Responder

Heitor

29 de novembro de 2013 às 21h55 Responder

Maria Rita

29 de novembro de 2013 às 21h50

Depois do show de 15 de novembro, nada mais que venha dessa turma surpreende. Eles procuram atingir outras pessoas (do PT, de preferência), fazem cara de indignados, fazem cara de paisagem, dizem que vão ficar à frente das apurações e o diabo a quatro. Nada disso convence mais. Surpresa tive eu com a declaração de uma trabalhadora simples, mas não idiota, que afirmou: ninguém vê acontecer nada, ninguém é preso, são denunciados, depois a coisa desaparece. E ela não é PT. E disse mais, vota na Dilma, porque depois de tanta coisa melhorar não vai voltar para trás.

Responder

Zanchetta

29 de novembro de 2013 às 21h08

Mas nem pra traduzir direito o documento?!?!?
OOhhh incomPeTência!!!

Responder

Nuno

29 de novembro de 2013 às 21h04

Aécio diz que Gustavo Perrella ‘tem que se explicar’

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/11/29/interna_politica,474753/aecio-diz-que-gustavo-perrella-tem-que-se-explicar.shtml

Será que o senador tucano faz parte da explicação?

Responder

Sônia Bulhões

29 de novembro de 2013 às 20h29

Ai, a foto ! Os quatro “cavaleiros” do apocalípse.

Responder

Sônia Bulhões

29 de novembro de 2013 às 20h28

Quero ver só a hora em que a onça for beber água. Haverá nuvens de penas voando pra todo lado. Quem viver, virá.

Responder

José X.

29 de novembro de 2013 às 20h14

O PSDB é uma quadrilha a nível nacional. Perillo em Goiás, Richa no Paraná, Teotônio Vilela Filho nas Alagoas, com suas milionárias viagens de jatinho (???), a inacreditável quadrilha tucana em SP, que já está há uns 20 anos depenando o estado, Aécio/Andrea Neves em Minas…tutti buona gente. Esqueci alguém ? É difícil entender como o povo ainda continua elegendo esse sindicato do crime que é o PSDB.

Responder

Arthur Araújo

29 de novembro de 2013 às 19h21

Olhem a foto dos quatros e digam se parece um poleiro de galinha. Imaginem só o cheiro no recinto !

Responder

    Sônia Bulhões

    29 de novembro de 2013 às 20h22

    É poleiro de TUCANO mesmo.

Marcilio Serrano

29 de novembro de 2013 às 19h21

Gerson,

Repare que nada de comentários do Rodrigo Leme.

Responder

    Altemar

    29 de novembro de 2013 às 21h57

    É mesmo,

    Rodrigo menino, cadê você?

    Saudades amor!

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 00h55

    Deixem o Rodrigo em paz. Ele deve estar chorando a perda de 450 quilos de cocaína. Não vai mais poder se divertir. rs rs rs

anderson

29 de novembro de 2013 às 19h10

http://www.novojornal.com/minas/noticia/republica-do-po-mostra-seu-poder-29-11-2013.html
“República do Pó” mostra seu Poder
Juiz estadual recusa-se a assumir o caso, federal questiona se não é competência da Justiça Militar, e prisão em flagrante é transformada em preventiva
Enquanto a sociedade aguarda uma resposta das autoridades, apresentando os verdadeiros responsáveis pelo tráfico de 450 quilos de cocaína utilizando o helicóptero da família Perrella, as autoridades do Poder Judiciário estadual e federal do Espírito Santo recusam-se a assumir suas funções, utilizando justificativas que não convencem.

Exemplo? Segundo fontes do TRF, o juiz federal do Espírito Santo ao receber o processo transferido pelo juiz estadual solicitou parecer do Ministério Público, indagando se o caso não seria da “Justiça Militar” sob a alegação de que o crime “ocorreu dentro de uma aeronave”.
Evidente que o crime não ocorreu dentro da aeronave, mas sim se utilizando de uma aeronave. Juristas que acompanham o caso afirmam que esta apreensão não é um fato novo, pois nos últimos anos a maioria do tráfico de drogas tem utilizado aeronaves.

Embora guardada a sete chaves, Novojornal teve acesso agora à tarde a movimentação do processo 0010730-56.2013.4.02.5001, que passou a tramitar a partir desta sexta-feira (29) na Justiça Federal capixaba, demonstrando ser verdadeira a informação de nossas fontes sobre o despacho do Juiz Federal. A versão corrente é que nenhum magistrado quer assumir o feito devido aos envolvidos.

Em Belo Horizonte, a imprensa ficou assustada com a novidade ocorrida no depoimento do deputado Gustavo Perrella, uma vez que por norma, nem mesmo os carros de delegados e agentes da PF passam pela portaria sem parar e identificar-se. Gustavo Perrella no depoimento prestado na última quinta-feira (28), dentro de um carro de vidros escurecidos passou junto com seu advogado direto pelo portão, dando a impressão que o mesmo teria sido aberto com a antecedência necessária para facilitar o ocorrido.

Opinião unânime dos jornalistas que estão cobrindo as ações da Polícia Federal na apuração da apreensão do Helicóptero, pertencente à empresa da família Perrella, que estava transportando 450 quilos de cocaína, é que o comportamento que vem sendo adotado não é comum.

Normalmente os delegados evitam emitir juízo de valor e antecipar conclusões investigatórias, o que não vem ocorrendo. Primeiro foi à informação transmitida mesmo antes de ser feito a perícia nos celulares apreendidos, assim como no GPS da aeronave sobre a ausência de suspeita de envolvimento do deputado Gustavo Perrella, agora o mesmo delegado apressou-se em informar à imprensa que a fazenda onde foi apreendida a aeronave não pertencia a um laranja ligado a “família Perrella”.

O comportamento vem passando a impressão de que existe uma tentativa em ir pouco a pouco esvaziando o caso. O piloto, co-piloto e demais personagens flagrados descarregando o helicóptero tiveram nesta sexta suas prisões em flagrante revertidas para prisões preventivas pelo juiz estadual de Afonso Cláudio ao encaminhar o processo para o TRF.

Gustavo Perrella prestou depoimento na tarde dessa quinta-feira (28) na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Belo Horizonte. Ele foi convocado para dar explicações em inquérito aberto para investigar a apreensão dos 443 Kg de cocaína em seu helicóptero.

O deputado chegou atrasado e, para evitar mais constrangimento, seu advogado tentou que ele fosse interrogado fora da delegacia, mas a PF não autorizou.

Além dele, a irmã, sócia da empresa registrada como dona da aeronave, prestou depoimento. O outro sócio, André Costa, primo de Perrella, será ouvido em Divinópolis (MG).

Após sair da PF, o deputado não deu entrevistas. Já Kakay, por sua vez, disse que Perrella respondeu a todas as perguntas, e voltou a afirmar que o deputado foi enganado pelo piloto do helicóptero.

O senador Zezé Perrella (PDT-MG) também usou verba indenizatória do Senado para abastecer a aeronave apreendida no fim de semana passado com 443 quilos de cocaína. Desde que o pedetista assumiu a vaga de Itamar Franco (PDMB-MG), morto em julho de 2011, a Casa desembolsou mais de R$ 104 mil com verba indenizatória para custear notas de abastecimentos apresentadas pelo gabinete de Perrella, sendo que parte desta verba foi destinada ao combustível do helicóptero Robinson R-66.

A maior concentração de gastos ocorreu em 2012, ano eleitoral. Neste período, o Senado desembolsou R$ 55 mil com abastecimento para Zezé Perrella. Este tipo de gasto chegou a R$ 38 mil em 2011 e, até outubro deste ano, a Casa reembolsou o senador em outros R$ 11 mil com combustíveis.

O helicóptero apreendido por meio de operação conjunta da Polícia Militar (PM) do Espírito Santo e da Polícia Federal está registrado em nome da Limeira Agropecuária e Participações Ltda, fundada por Zezé Perrella e posteriormente transferida para seus filhos, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), de Minas Gerais, e Carolina Perrella, além do sobrinho André Almeida Costa. A aeronave é a única da família.

Apesar dos gastos com o abastecimento do helicóptero, feito principalmente na Pampulha Abastecimento de Aeronaves Ltda, o Senado ainda desembolsou R$ 58 mil reais de verba indenizatória para o ressarcimento de notas de passagens aéreas apresentadas por Zezé Perrella desde que ele assumiu o cargo.

Segundo a assessoria do senador, todos os gastos feitos pelo Senado com abastecimento da aeronave, que ainda está apreendida, foram relativos ao uso do helicóptero para atividade parlamentar. A reportagem tentou falar com Zezé Perrella, mas ele não atendeu nenhum dos celulares.

O Ministério Público de Minas Gerais abriu inquérito para investigar o uso de verba da Assembleia Legislativa do estado para o custeio de combustível do helicóptero do deputado Gustavo Perrella (SDD-MG), filho do senador e ex-presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella. A aeronave foi apreendida no último domingo pela Polícia Federal (PF) após pousar em uma casa no Espírito Santo com quase meia tonelada de pasta de cocaína.

O MP vai averiguar se o deputado usava o helicóptero, registrado como um bem de sua empresa, para fins particulares. Gustavo Perrella tem direito, como deputado estadual, a R$ 20mil de verba indenizatória. E parte dela foi destinada para financiar o combustível. Segundo o MP, se Perrella não provar que a aeronave foi usada para o mandato, o deputado será denunciado por improbidade administrativa.

“O ônus é dele, do deputado. É ele que tem que provar que está certo” disse Eduardo Nepomuceno, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Belo Horizonte.

Perrellla diz que o combustível serviu apenas para o mandato parlamentar. O deputado alega que visitava as bases eleitorais em Minais Gerais com a aeronave.

Responder

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 00h50

    “(…) visitava as bases eleitorais”
    Está absolutamente correto. Ele visitava as pastas-base de cocaína.

Euclides Santa Cruz

29 de novembro de 2013 às 18h32

É só chamar a polícia, a quadrilha esta na foto. Cadeia para esses safados.

Responder

renato

29 de novembro de 2013 às 18h26

Eu vi esta reunião, algo rídiculo!
Eles quiseram fazer diferente do PT, se
reuniram para dizer, POVO, semô inocente.
Neste momento pousava um helicóptero, neste
momento passava o Trem no metrô.
E não digo nada se não caia um guindaste no
Curintias.

Responder

Marcelo

29 de novembro de 2013 às 18h26

Por que o Aócio se expôs desse jeito agora? Será porque ficou sabendo de alguma pesquisa interna feita pelo psdb dizendo que ele está caindo por conta do Trensalão?

Responder

Ivan da Costa

29 de novembro de 2013 às 17h48

Quem ri por último ri melhor mesmo! Que esculhambação tenta fazer a direita para se defende. Foi tanta sujeira, desmandos, abusos e sentimento de impunidade, que suas práticas passaram a ser cotidianas e “legais”. A midia brasileira que é um aparato anti Estado, porque sendo concessão, teria por obrigação sempre mostrar a verdade e os dois lados da notícia, se porta como se fosse um partido político, sempre contrário a Classe Trabalhadora e sempre a favor da elites decadentes e medievais que ainda existem no Brasil. Não informam ou se omitem, pelo fato de que é tanto rabo enroscado que eles já estão andando em circulo.

Responder

Leandro

29 de novembro de 2013 às 17h33

No tempo de FHC havia o engavetador geral da república

Responder

jorge augusto

29 de novembro de 2013 às 17h01

No tempo do FHC não tinha tanto escândalo, apenas denúncias vazias de petistas. O lula criou ate o Lewandovisk, tentou apertar o Gilmar Mendes entre outros ministros do STF. A tal carta foi feita por algum petista é mentirosa como tudo que vem do PT. Não adianta espernear, a verdade vai aparecer mais uma vez.Jose Eduardo Cardoso se portou indignamente e deve ser demitido.

Responder

    Pedro Lima

    29 de novembro de 2013 às 17h53

    Vai chorar no colo de FHC, rapaz!
    Tucano é sinônimo de corrupção.

    LUIZ CARLOS

    29 de novembro de 2013 às 18h11

    Sr Jorge Augusto,
    Em que mundo o Sr. vive? So posso supor que é ironia esta fala do Sr., ou acredita em papai noel

    Marcelo

    29 de novembro de 2013 às 18h15

    Mode ironic ON?

    nanork

    29 de novembro de 2013 às 18h41

    É rapaz, vc esta fazendo como os Tucanos… roda, roda e não sai do lugar…cara, antes de comprar uma briga, é melhor pensar bem … boa sorte para ti (vai precisar)

    Guanabara

    29 de novembro de 2013 às 18h45

    Hahahahahahahahaha!!!!!!!!

    Lembro-me de 99, da CPI contra a corrupção, da compra de votos de FHC para a reeleição. A cara de pau impressiona.

    NPFREITAS

    29 de novembro de 2013 às 19h21

    É demais! maldade ou inocência?

    José Carlos

    29 de novembro de 2013 às 19h40

    Burrice mesmo!

    Ana

    29 de novembro de 2013 às 19h49

    É duvidar da inteligência alheia mesmo… Perdeu o tempo dele, infelizmente… Aliás, perda de tempo a minha de ler tal opinião, vazia e infundada…

    Luiz Moreira

    30 de novembro de 2013 às 10h06

    Dignos são os HOMENS DO PÓ de PSDB, do trem de dinheiro na Suiça, dos desvios da PREFEITURA DE SP (ISS). Vai te deitar. Tu inclusive deve receber verbinha para dizer BESTEIRAS. Outro TUCANALHA, só de pouca PLUMAGEM.

Elias

29 de novembro de 2013 às 16h54

A foto que ilustra o artigo de Amauri Teixeira é um vídeo que o Jornal Nacional pôs no ar em primeiro plano, como se fosse a maior denúncia da cúpula do partido da Rede Globo. Um escracho travestido de informação. Eu não acredito que PSDB/DEM/PPS possam ter sobrevida depois de 2014 quando Dilma se reeleger. Mas temo que algo estranho possa acontecer até lá. “E eu que não creio”, peço a Deus pelo povo brasileiro que nos livre de mais um golpe, desta vez tendo como cabeça a Rede Globo e o resto da mídia eletrônica, impressa e radiofônica. Incluindo, óbvio, seus correlatos na internet.

Responder

    Bonifa

    29 de novembro de 2013 às 20h25

    O comportamento da televisão Globo neste capítulo do escândalo dos trens, em São Paulo, é desastroso. É nítido que tentam misturar tudo e, como sempre, incriminar o PT, reforçando a blindagem avariada dos tucanos. Não tem dado certo. A confusão do noticiário é tanta que por vezes dão a entender que não houve crime algum em São Paulo. A Globo se superestima, e pode por isso pode cometer erro fatal. Forçou a barra demais, e o povo já pergunta com “maldade”, onde está a honestidade, da Globo, evidentemente.

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 00h21

    “(…)onde está a honestidade, da Globo, evidentemente.”
    Honestidade???? Nunca teve honestidade!!!

Luís Carlos

29 de novembro de 2013 às 16h39

É desespero e cinismo. Na verdade é a estratégia TT – tucano-toupeira dos pessedebistas. A grande mídia faz a parte que cabe a ela nessa luta, de fiel guardiã da impunidade. Aos moralistas que diziam que o Brasil estava mudando com as condenações da AP 470, podem parar de mentir para si mesmos e para os outros. A impunidade dos poderosos de sempre continua com grande mídia e STF lacaios do poder econômico.

Responder

Julio Silveira

29 de novembro de 2013 às 16h25

Não vou dizer que antes a corrupção não existia no Brasil, mas que foi essa turma que a levaram para outro patamar, ah, isso levaram. E só não estão sofrendo as consequências por existir uma mega estrutura no Brasil, que foi sendo construída a varias mãos para que na eventualidade de riscos ao establishment, essas mãos possam tapar os furos do parceiro. Coisa criada para proteger os corruptos do lado certo, se é que existe isso, entendendo-se o lado certo como sendo os que propiciem vantagens aos determinados grupos corporativos, donos de voz e proeminência para firmar culturas e afirmar cada vez mais sua dominância cultural sobre a cidadania. Esses grupos que flanam no topo como luminares, propondo honestidade e pregando a moralidade alheia, mas a alheia.
O tipo dos hipócritas que ideologicamente estão tão bem defendidos e representados até nos meios pretensamente intelectuais.
Que convictamente preferem a cultura de um Brasil fraco, subalterno, por que assim individualmente ganham muito, tem poucos compromissos e responsabilidades e cobranças para colocar o país no nível de grandeza que secularmente seu decantado potencial intui e não se traduz em verdade.

Responder

    Bonifa

    29 de novembro de 2013 às 20h38

    Estas pessoas não pensam no Brasil. Não têm pelo Brasil o menor traço de afeição sincera. Entendem apenas que o Brasil é seu território de caça, que alguém, seja outro grupo caçador ou qualquer grupo idealista, quer lhes tomar. Irão à guerra para defender seus supostos domínios.

    Julio Silveira

    30 de novembro de 2013 às 18h11

    Muito bem definido. O Brasil é território de caça dessa gente, e defendem isso como qualquer predador, encarando a concorrência dessa forma. Sendo ela de que tipo for, seja as que possam lhes fazer concorrência direta, seja as que possam ensinam as presas a se defenderem.

carlos

29 de novembro de 2013 às 16h25

Agora o povo brasileiro tá sabendo que o PSDB é um antro de vagabundagem, sem tirar nem por, é muita raposa prá pouca galinha.

Responder

Mardones

29 de novembro de 2013 às 16h22

Faltou o Álvaro Dias. rs rs rs.

Depois de ENgavetador Geral e do Di Grandis, o PSDB ficou com as vísceras à mostra.

Nem o ‘mentirão’ salva!

Responder

    Hell Back

    02 de dezembro de 2013 às 00h08

    O Álvaro Dias ficou afônico de tanto gritar calúnias.

Rogério Ferraz Alencar

29 de novembro de 2013 às 16h03

O fato é que vivemos uma espécie de ditadura entre a mídia e o judiciário, em favor de tucanos e assemelhados, e contra o PT.

Responder

Vinicius Garcia

29 de novembro de 2013 às 15h39

E a ‘grande imprensa’ se silencia, tanto neste caso como o do helicóptero, blindagem pura, sem o mínimo de disfarce.

Responder

José Renato

29 de novembro de 2013 às 14h54

É sempre assim, enquanto governos ninguém quer CPI, quando oposição adoram uma CPI, isso quando não ocorre um acordo debaixo dos panos. É assim com o PSDB paulista é assim com o PT Nacional!!!

Responder

João B. do Amaral

29 de novembro de 2013 às 14h40

Se fosse denuncias contra petistas com certeza a alta cúpula tucana estaria pedindo empenho para o Ministro da Justiça intensificar as investigações. No Brasil nós convivemos com uma situação inédita: Se Delegado da Polícia Federal investiga Petistas é consagrado, se investiga Tucanos é execrado , se membro do Ministério Público denuncia petistas é consagrado , se denuncia tucanos é execrado e se Magistrados condena petistas é consagrado e se condena tucanos é execrado. Haja cinismo e hipocrisia.

Responder

    igor

    29 de novembro de 2013 às 23h35

    disse tudo companheiro…mas infelizmente a minoria enxerga isso… o pensamento que a globo e o império midiático impoe é muito forte..


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.