VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Miro Borges: Propina na Petrobras no governo FHC fica longe das manchetes
Denúncias

Miro Borges: Propina na Petrobras no governo FHC fica longe das manchetes


09/02/2015 - 17h28

Captura de Tela 2015-02-06 às 17.57.04

O PT se defendeu usando a ilustração acima…

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Propina no governo FHC não dá manchete

Por Altamiro Borges, em seu blog

Desde quinta-feira (5), os jornalões e as emissoras de rádio e tevê não param de bater bumbo sobre a suposta “propina de R$ 200 milhões” do PT.

O bombardeio se baseia nas denúncias de Pedro Barusco, ex-diretor da Petrobras envolvido no esquema de corrupção da estatal. Tentando gozar das benesses da chamada delação premiada, ele “teria dito” – em mais um vazamento seletivo e criminoso – que o partido recebeu “aproximadamente” este montante. Não apresenta qualquer prova e nem precisava.

A mídia já julgou, condenou e fuzilou o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari. Ela só deixou de dar destaque para outro “pequeno detalhe” do depoimento de Pedro Barusco: “O ex-gerente da Petrobras diz ter recebido propina desde 1997”, relatam os jornalistas Fausto Macedo e Mateus Coutinho, do Estadão. Mas este fato – que envolve diretamente o “ético” FHC e outros tucanos de alta plumagem, não mereceu manchetes. O Jornal Nacional, da TV Globo, nem sequer mencionou este trecho do suspeito depoimento.

Segundo o Estadão, “o ex-gerente Executivo de Engenharia da Petrobrás, Pedro Barusco, afirmou em sua delação premiada que o esquema de propinas da estatal começou com o primeiro contrato de navio-plataforma com a holandesa SBM Offshore, em 1997, durante o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O delator admitiu que, naquela época, recebeu propinas mensalmente em valores que variavam entre US$ 25 e US$ 50 mil, e que teria recebido um total de US$ 22 milhões em propinas da empresa holandesa até 2010. Entre 1995 e 2003, Barusco, que era funcionário de carreira da estatal, ocupou o cargo de gerente de Tecnologia de Instalações, no âmbito da diretoria de Exploração e Produção. Ele admitiu que começou a receber propina em ‘1997 ou 1998’, ‘por conta de dois contratos de FPSO (navios-plataforma) firmados mediante sua (de Barusco) participação técnica e ‘fundamental’, uma vez que era o coordenador da área técnica’, diz a delação”.

Ainda de acordo com a reportagem, “o ex-gerente relata que foi o responsável pelo primeiro contrato do tipo na estatal, que foi ‘peça fundamental’ dos contratos seguintes de navios-plataforma da Petrobrás, pelos quais ele também admite ter recebido propina. ‘Por conta de relacionamento bastante próximo que o declarante (Barusco) desenvolveu com o representante da SBM, Julio Faerman, tanto o declarante solicitou quanto Julio ofertou o pagamento de propina, sendo uma iniciativa que surgiu de ambos os lados e se tornou sistemática a partir do segundo contrato de FPSO firmado entre a SBM e a Petrobrás’, relata a delação de Barusco. Em seu extenso depoimento, o executivo detalhou as contas por onde o dinheiro das propinas da SBM passou, sendo guardado na Suíça”.

“Barusco explicou que os acordos eram de longa duração e que, por isso ‘o pagamento de propinas perdurou por longos anos’ enquanto ele ocupou o cargo na Diretoria de Exploração e Produção. Além disso, ele admitiu ter recebido propina ‘por ocasião de outro contrato firmado entre a empresa Progress, representada por Julio Faerman e a Transpetro’, em ‘1997 ou 1998’. Ainda segundo Barusco, as propinas acertadas entre ele e Julio Faerman continuaram nos anos seguintes, quando ele já havia ocupado o cargo de gerente-executivo de Engenharia, na diretoria de Abastecimento de Paulo Roberto Costa. Ele admitiu, por exemplo ter recebido propina de Faerman por um contrato de 2007, já no governo Lula, da plataforma P57. O valor total do contrato, segundo o ex-gerente, era de R$ 1,2 bi, do qual ele admitiu ter recebido 1% de propina entre 2007 e 2010. Investigada na Holanda, a SBM Offshore, empresa de locação de navios-plataforma a petroleiras, é acusada de pagar US$ 250 milhões em propinas em todo mundo”.

Sangrar Dilma e destruir a Petrobras

Se confirmado este trecho da sinistra “delação premiada”, ficaria confirmado que o esquema de corrupção na Petrobras é antigo. Que ele começou durante o reinado de FHC – que inclusive abrandou as regras de licitação e facilitou o desvio de grana para a corrupção. Ficaria ainda provado que várias empresas – que agora tentam posar de vítimas – há muito se utilizam de mecanismos ilícitos para obter privilégios.

O esquema de pagamento de propina é internacional. Não afeta apenas o Brasil. Tais fatos abalariam a campanha denuncista da mídia tucana, que explora o vazamento ilegal dos depoimentos para desgastar a imagem do governo Dilma e para atacar a Petrobras.

A mídia privada e entreguista, com destaque para o próprio Estadão, sempre fez campanhas visando destruir a Petrobras, privatizá-la e entregá-la às multinacionais do petróleo.

No que se refere às denúncias de corrupção contra o PT, a legenda imediatamente reagiu. “A assessoria de imprensa do PT reitera que o partido recebe apenas doações legais e que são declaradas à Justiça Eleitoral. As novas declarações de um ex-gerente da Petrobras, divulgadas hoje (5), seguem a mesma linha de outras feitas em processos de ‘delação premiada’ e que têm como principal característica a tentativa de envolver o partido em acusações, mas não apresentam provas ou sequer indícios de irregularidades e, portanto, não merecem crédito. Os acusadores serão obrigados a responder na Justiça pelas mentiras proferidas contra o PT”, afirma a nota oficial.

Já o tesoureiro da sigla, João Vaccari – que foi vítima de um circo midiático da “condução coercitiva” montado em sua residência – também divulgou nota em que afirma que, “por sua defesa, vem a público para dizer que há muito ansiava pela oportunidade de prestar os esclarecimentos que nesta data foram apresentados à Polícia Federal, para de forma cabal, demonstrar as inúmeras impropriedades publicadas pela imprensa nos últimos meses, envolvendo seu nome. Reitera, mais uma vez, que o PT não tem caixa dois, nem conta no exterior, que não recebe doações em dinheiro e somente recebe contribuições legais ao partido, em absoluta conformidade com a Lei, sempre prestando as respectivas contas às autoridades competentes. Sua defesa registra ainda, que o Sr. Vaccari permanece à disposição das autoridades, para prestar todos e quaisquer esclarecimentos, e que sua condução coercitiva, desta data, entendeu-se desnecessária, pois bastaria intimá-lo”.

Leia também:

Chefe da Globo dispara e-mail vetando menção a FHC na Lava Jato



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

daniel lopes

10 de março de 2015 às 12h26

Quem fala que os grandes jornais não se pronuncia a esse respeito … da uma olhadinha melhor. E o que o Barrusco falou, foi que desde 1997 ele faz essa especie de contrato por conta propria, e um absurdo ter pessoas que ainda defende o governo do PT.
Tal partido pode ate ter sido criado com boa fé … mais com o decorrer da historia de seu governo, podemos perceber que eles não são os santos que pregavam desde o fim da ditadura.
A historia mostra muito do que estou falando, amizade com Sarney que a menos de 20 anos eles demonizavam e com o ex presidente e também investigado pela lava jato FERNANDO COLLOR DE MELLO, aquele que falavam que tinha roubado os pobres cidadãos brasileiros

nietzsche ja fala sobre os petistas … sao os falsos moralistas

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de fevereiro de 2015 às 19h04

… E por falar nos Pinóquios da [eterna fascigolpista] oPÓsição ao Brasil…

Perdão, Pinóquio!…

##############################

Eduardo Cunha defende a si e a 80 deputados ao ser contra impeachment de Dilma

Por jornalista Renato Rovai

fevereiro 12, 2015 14:26

(…)
O Supremo Tribunal Federal já tem os nomes dos deputados e senadores que podem ter metido a mão na cumbuca na Lava Jato. E muitos serão processados por isso, caso esses vazamentos seletivos não venham a impugnar a ação.
(…)
Por isso, amigos, o super Cunha de hoje pode se tornar o pato manco de amanhã.
E a Dilma manquitola de hoje, pode sair dessa crise mais forte. Principalmente se não se dobrar aos espertalhões. E, neste caso, o tempo joga a favor da presidenta. Por mais absurdo que isso possa parecer. Dilma tem quase quatro anos de mandato. Cunha e os prováveis enredados na Lava Jato não sabem quanto tempo têm até serem desmascarados.
O hoje nunca é garantia de amanhã. É por isso que Eduardo Cunha está tão ansioso.

FONTE: http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2015/02/12/eduardo-cunha-defende-si-e-80-deputados-ao-ser-contra-impeachment-de-dilma/

Responder

marcosomag

10 de fevereiro de 2015 às 23h58

Enquanto o “TucanoMoro” arrebenta com a cadeia produtiva da Petrobrás, já provoca desemprego (viram a passeata do pessoal da Coperj?) e age para que empresa morra de inanição e o Pré-Sal caia no colo no cliente (Shell) da “patroa”, o indivíduo que ocupa uma cadeira no gabinete do ministro da justiça (não dá para chamar o cara de ministro) dá entrevista … a VEJA!!! Sim, o hebdomadário do Michael Corleone de Goiás e que bate no PT toda semana, além de conspirar contra a lisura do processo eleitoral!!! Na boa: uma conspiração deste tipo nos EUA daria masmorra em prisão da CIA e julgamento secreto por tribunal militar! O que este cara ainda faz na Esplanada? Pensa nos honorários que receberá da Casa Grande quando sair “limpo” dos escombros do governo Dilma, o qual tinha a função de defender e não o fez!

Responder

Mario

10 de fevereiro de 2015 às 22h58

Contra o PSDB delação premiada não vale. É uma zona!

Contra PSDB delação premiada não vale. É uma zona!

Delação premiada “não vale” no caso dos trens do PSDB, diz STF
10 de fevereiro de 2015 | 18:46 Autor: Fernando Brito
fux

Do site Jota, especializado em cobertura do Judiciário , agora à tarde, em reportagem de Luiz Orlando Carneiro:

Com o “voto de Minerva” do ministro Luiz Fux, a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal arquivou, nesta terça-feira (10/2), o inquérito (INQ 3.815) relativo ao suposto esquema de formação de cartel em licitações do sistema do metrô de São Paulo, entre 1998 e 2008 (Caso Alstom-Simens).

O inquérito “subiu” ao STF porque tinha, entre os indiciados, o ex-deputado federal e atual suplente de senador José Aníbal (PSDB-SP) e o deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP), no exercício do mandato.

No dia 25 de novembro último, o ministro Fux pedira vista dos autos, quando se verificou o empate de dois votos a dois (as turmas do STF têm cinco membros) no julgamento da questão de ordem levantada pelo relator do processo, ministro Marco Aurélio, sobre a continuidade das investigações que envolveram os dois políticos.

Os ministros Luís Roberto Barroso e Rosa Weber tinham votado pelo prosseguimento do inquérito, por entenderem ser cabível a promoção de novas diligências, já que – embora frágeis – havia indícios de ligação dos parlamentares com os “fatos narrados”. Além disso, consideraram haver “interesse público” no prosseguimento da apuração.”

A base das acusações era a “delação premiada” do ex-diretor da divisão de transporte da Siemens, Everton Rheinheimer. Em depoimento à Polícia Federal,Rheinheimer declarou que parlamentares recebiam propinas de multinacionais, entre eles os dois com foro privilegiado.

Como Rheinheimer não tinha conta no exterior, não era condenado da Justiça e não acusou ninguém do PT o que ele diz não é tão crível quanto, é claro, o que diz o “bandido profissional” (palavras de seu juiz “particular” Sérgio Moro) Alberto Youssef.

O relatório de Fux diz que, apesar da citação feita pelo ex-diretor da multinacional alemã, não havia menção direta aos parlamentares do PSDB e do DEM. E, então, “matou no peito” e desempatou a votação, extinguindo o processo.

Responder

Amarildo

10 de fevereiro de 2015 às 22h34

Aos poucos o juiz Moro vai destruindo a Petrobras

Publicado em 10/02/2015 no Conversa Afiada
http://www.conversaafiada.com.br/economia/2015/02/10/moro-vai-comer-1-do-pib/

Moro vai comer 1% do PIB

O Nordeste não tem consumo … Melhor fechar mesmo …

No twitter de ‏@Sportehphoda

A cidade de Bacabeira http://pt.wikipedia.org/wiki/Bacabeira no Maranhão tem 16 mil habitantes.

E se preparou para receber mais 70 mil.

Ali se construiria a refinaria Premium I da Petrobras (a Premium II seria no Ceará).

( O PiG que chama nordestino de burro e bovino sempre combateu as duas refinarias, com o argumento de que não há consumo no Nordeste.

1. Um dos pais da Urubóloga, o economista de O Globo e ministro da Fazenda do Governo que sucedeu Vargas, Eugenio Gudin combateu a construção da Usina de Paulo Afonso, porque não havia consumo no Nordeste.

O Padim Pade Cerra combateu a construçao da Ferrovia Norte-Sul.

Nem criatividade eles têm…)

A Lava Jato do Dr Moro, que botou os trabalhadores da Comperj na rua, quebrou Bacabeira – e suspendeu as obras da refinaria: http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/02/petrobras-cancela-refinaria-premium-e-cidade-lida-com-perdas-e-frustracao.html

Esse será o maior desafio do novo governador Flavio Dino: reconstruir o Maranhão sem as obras da refinaria, do estaleiro, do porto e de uma usina siderúrgica que dela derivavam.

O canteiro de obras – http://www.petrobras.com.br/pt/nossas-atividades/principais-operacoes/teste-galeria/premium-i.htm – se tornará um elefante branco, para a alegria da República Morinha.

O PSDB deveria convocar uma Convenção no canteiro de obras à luz de velas.

Será um desastre sem impressões digitais.

Porque não se espera que os trabalhadores da refinaria e os moradores de Bacambira fechem a entrada da Vara do Dr Moro.

Não há esse perigo.

O Juiz, os delegados aecistas e o Procurador Lima podem dormir o sono dos justos e justiceiros.

A Petrobras deve ter aproximadamente R$ 10 bilhões a pagar.

De obras feitas, entregues, e que não podem ser pagas, porque não foram – e não serão ! – assinados os aditivos indispensáveis.

Os empreiteiros tem a receber e não receberão.

Como os empreiteiros trabalham com pouco capital de giro e pedalam créditos de uma obra para outra, a inadimplência “conduzida” sob coerção pela Republica Morinha provocará uma paralização em cascata: aeroportos, rodovias, ferrovias, hidrovias.

A Casa Grande realizará seu sonho: desfazer o projeto de construçao do Brasil independente, que começou a ser desenhado pela Lei 2004 do Dr Getúlio que criou a Petrobras.

Desde então eles sonham com isso.

Ou seja, agora, paralisar o Governo Dilma, impeachá-la e manchar o Lula.

O efeito desastroso da Lava Jato sobre a Economia já é calculado em uma perda entre 0,5% e 1% do PIB.

Como o crescimento está próximo de zero, a desaceleração será desastrosa.

1% do PIB é menos do que custou o Apagão do Fernando Henrique e do seu Ministro pefelista, José Jorge, aquele que “condenou” Gabrielli no TCU – leia a defesa corajosa de Gabrielli.

Com uma diferença.

O Fernando Henrique fica na entrada da Casa Grande, como seu símbolo e inspirador.

O PT fica no pelourinho …

E por culpa do PT.

Que não exige a saída do zé da Justiça, agora feito porta-voz do Governo Dilma.

Ainda falta uma cabeça para colocar todas as peças no lugar, refinaria por refinaria, estaleiro por estaleiro, Eduardo cunha por Eduardo Cunha, gandra por Gandra, Cardozo por Cardozo, e Moro por Moro.

E ver o que vai dar lá na frente.

É mais fácil imaginar que vá dar num desmantelamento do PT e a eleição do Berlusconi, como aconteceu na Itália, depois da Operaçao Maos Limpas contra a Máfia.

Uma coisa é uma coisa.

Outra coisa é outra coisa.

Os Berlusconis daqui são os filhos do Roberto Marinho, que não tem nome próprio – e que o Berlusconi comeu com farofa na Itália.

E na senzala, na Itália, não tinha o Lula, com o legado dele – no Governo e na Petrobras.

Devagar com o andor.

Paulo Henrique Amorim

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 22h21

… Agora, *o décimo-primeiro círculo do Inferno!…

###################

Ministério Público pede para reduzir pena de Youssef pela metade

André Richter

Da Agência Brasil em Curitiba

10/02/2015 20h16

O Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta terça-feira (10) a redução de pena, pela metade, para o doleiro Alberto Youssef, considerado operador financeiro do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. O pedido é relacionado ao processo no qual o doleiro é acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.
De acordo com os procuradores da força-tarefa que investiga o esquema, Youssef merece o benefício em troca das informações que foram prestadas no acordo de delação premiada firmado com MPF. Nos depoimentos, o doleiro apontou os políticos que receberam propina do esquema de desvios da Petrobras.
(…)

FONTE: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/02/10/ministerio-publico-pede-para-reduzir-pena-de-youssef-pela-metade.htm

#############

*O décimo círculo do Inferno pode ser encontrado aqui:

O décimo círculo do inferno

Por jornalista Miguel do Rosário

postado em fevereiro 10th, 2015

FONTE: http://www.ocafezinho.com/2015/02/10/o-decimo-circulo-do-inferno/comment-page-1/#comment-67657

Responder

Cláudio

10 de fevereiro de 2015 às 19h13

Ouvindo A Voz do Brasil e postando:

**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

Responder

Narr

10 de fevereiro de 2015 às 13h16

A propina não foi criada a mando de FHC.

Desde quando o cartel das empreiteiras precisava de estímulo para agir?

A quadrilha agia e age por conta própria.

Os caras doaram pra campanha do PT pra ficarem bem na fita, já dependiam da manutenção dos cargos na estatal.

Ou alguém vai acreditar na história da carochinha de que as empreiteiras resolveram ser honestas na Petrobrás mas não puderam continuar o projeto de santidade por terem sido achacadas pelo PT?

Responder

alex

10 de fevereiro de 2015 às 13h04

MINISTRO DA JUSTIÇA NÃO ECONOMIZA SUBSERVIÊNCIA
Como é possível a presidente decidir cancelar qualquer publicidade em Veja por seu caráter golpista, e seu Ministro da Justiça conceder uma longa e sorridente entrevista à TV Veja? Como é possível acreditar em qualquer compromisso do governo com a regulamentação dos meios de comunicação se José Eduardo Martins Cardozo não perde a chance de se curvar diante dos monopólios?
http://operamundi.uol.com.br/brenoaltman/2015/02/10/ministro-da-justica-nao-economiza-subserviencia/

Responder

O Mar da Silva

10 de fevereiro de 2015 às 11h05

Durante o governo do FHC, a propina ia para caridade. Por isso, a mídia não deu destaque ao vazamento tardio do Barusco. k k k k

Aliás, será que as propinas foram depositadas na Suíça numa das mil e umas contas (do HSBC) de brasileiros vivos e não identificados pelo PIG? k k k

Quem irá investigar a lista dos brasileiros na sonegação do HSBC?

Responder

    Julio Silveira

    10 de fevereiro de 2015 às 11h54

    Uma coisa é certa, o Moro é que não vai ele é muito focado.

Barbosa

10 de fevereiro de 2015 às 09h39

Tudo que está acontecendo de ruim no Brasil, os irmãos Marnhos estão por trás ou seja Rede globo

Responder

Julio Silveira

10 de fevereiro de 2015 às 08h23

Mas será que poucos enxergam a verdade por trás dos fatos. A midia corporativa está pouco se lixando, de fato, para a corrupção, ferramenta que seus proprietários usaram, usam e usariam em qualquer momento que seus interesses falem alto. A bronca nesse momento anti PT é justamente pelo que aqui se cobra a todo instante, uma imprensa com regras economicas onde dificulte para eles a sua corrupção. Nos tempos do FHC a bola da imprensa saia sem riscos e instabilidades, vimos isso desde que tenhamos senso critico, todos sempre soubemos. Os estados pagam a cota da midia corporativa, inclusive o PT. O PT não é perseguido pelos fatos, ele paga é pela lingua.

Responder

Joaquim vieira de Sousa

10 de fevereiro de 2015 às 08h20

So quem esqueceu.e nao ler nao sabe que os desvíos comecaram nos governos do psdb em minas e outras mas estoura sempre nos gov.do pt e engracado que a globo quando estaba precisando de ajuda do gobernó foi pedir ajuda ao gov.do lula. Quem nao lembra disto nunca se apurou tanto quanto nos governos do pt e querem esconder o que se varreu para debaixo do tapete ora pimenta nos olhos dos litros e refresco.joaquim

Responder

    paulo roberto

    10 de fevereiro de 2015 às 22h56

    Esse foi um dos maiores erros do Lula. Ele deveria ter deixado a Globo se afundar… O Brasil, estaria muito melhor hoje.

Julio Silveira

10 de fevereiro de 2015 às 07h28

Pode parecer uma coisa bizarra o que vou dizer, mas para mim esse é um tipo de crime que justifica fuzilamento como fazem na China. Primeiro por ser um crime contra o estado brasileiro, que por mais que se esforcem para fazer dele um crime comum, com um nome que estamos acostumados, programados para entender como de menor poder ofensivo, corrupção, o que não é verdade visto que o sujeito que o prstica rouba sonhos e planta culturas prejudiciais a patria. Segundo, esse é verdadeiro crime chamado de lesa pátria, e todos o praticam são traidores do país e do povo brasileiro.

Responder

JURIDICO

09 de fevereiro de 2015 às 23h25

JANOT NOS EUA ;;; e nossa soberania vai pra lata de lixo. Todos sabem que o ESTADO EUA espinou o ESTADO BRASLEIRO ,,, Esso esrá mw parecendo o que chamavam na segunda guerra mundial 5 coluna… O ato adinistrativo do PGR é nulo de pleno direito maculou a soberania da NAÇÃO E INFLIGIU NORMAS DE DEFESA DO ESTADO BRASILEIRO … A AGU eTCU não podem ficar inertes com essa ato admnistrativo que atinge o bojo dp principio da soberania do estado brasileiro

Responder

Cláudio

09 de fevereiro de 2015 às 23h13

**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

Responder

Sta. Catarina

09 de fevereiro de 2015 às 21h10

Continuamos apanhando todo dia e o governo em silêncio.

Não compreendo, juro!

Responder

Carlos Ribeiro

09 de fevereiro de 2015 às 20h58

O Juiz Moro faz por merecer o “Faz Diferença”.

Responder

Zanchetta

09 de fevereiro de 2015 às 20h13

Como ELE declarou que ELE já recebia propina desde 1997, vai ver que foi por isso que foi promovido dentro da Petrobrás do PT…

Responder

Thiago

09 de fevereiro de 2015 às 19h03

Claro! Contra o PT não há provas. Contra o PSDB não precisa. É culpado e pronto! Aaaahhh!! Vamo pará com isso, vai… Que texto pretencioso!
E o cara vem falar que o contrato feito naquela época foi cabal p/as negociações seguintes… Isso é fazer quem lê uma coisa dessa de idiota! Nada é cabal p/a corrupção no país. Qualquer coisinha, pode ser um mínimo detalhe, colabora p/as coisas acontecerem numa boa, por debaixo dos panos. E tá! Foi cabal p/as negociações futuras acontecerem. Tudo debaixo do nariz do PT, mas a culpa ainda é dos tucanos. Então tá! ;)
Só avisando: Fingir que não viu é cumplicidade. E, nesse caso, é crime!

Responder

    Almir

    09 de fevereiro de 2015 às 20h41

    Ah que saudades do tempo de FHC!!! Obras invisíveis, corrupção inocente (ninguém se importava, principalmente a imprensa). Desemprego altíssimo, mas as pessoas culpavam a si mesmas! Aumentos semanais da gasolina, ah esses tinham um culpado: Saddam Hussein. Todo mundo conformado e satisfeito, ninguém reclamava de nada. Ô tempo bom, viu?

    Vlad

    10 de fevereiro de 2015 às 00h26

    Almírnio Juvenil Fraga !!

    Os militontos chapa-brancas enxergam, em linhas invisíveis que apenas eles vêem, defesa dos governos tucanos em qualquer texto que critique o stablishment a que servem.

    Quando o que de regra as pessoas querem é mostrar que tucanos e petistas valem o mesmo. São balaio de gatos do mesmo naipe.

    E continuam, os fanáticos, vivendo em seu mundo imaginário onde todas as mulheres da sua casa da luz vermelha são virgens. Mesmo arrancada de sua própria face a máscara do maior evento de corrupção da história da humanidade.

    Ademais, se alguma coisa está melhor, é mais que evidente que não é por causa do PT, mas APESAR do PT, pois praticamente todos os países pobres deram um salto econômico, mesmo as semi-ditaduras de direita com o efeito China.

    Carlos de Sá

    10 de fevereiro de 2015 às 12h19

    E tem gente que acha que os avanços que ocorreram nestes doze anos é obra do acaso!! Kkkkkk
    Sabe nada inocente!!!
    Deve ter memória curta.
    Não lembra que o mala que encomendou um parecer jurídico para o impeachment foi presidente. Aquele que vendeu as jóias da coroa como bijuteria, com dinheiro emprestado a juros subsidiado, e ainda nos endividou. Colocou genros e sua patota nas estatais, que eram endeusados pelo “deus mercado”. sem falar nas altas taxas de juros (45%) praticadas, desemprego a 12%, salário mínimo nem se fala, era uma vergonha, tudo isso no auge do “neolibelismo”. Copiou fórmulas prontas do FMI, é só verificarem as medidas tomadas à época no México e Argentina se não são iguais às do fgagacê.
    Depois de tudo isso acha que votar no Aécio e ser anti-PT é o suprassumo da sapiência.

    Carlos de Sá

    10 de fevereiro de 2015 às 12h22

    Mesmo sem água em casa pra tomar banho!!!
    Neste caso a culpa é do Haddad (PT é claro)!!

FrancoAtirador

09 de fevereiro de 2015 às 18h14

.
.
Petrobras, Corrupção e Mercado

Por Wladmir Coelho*, no Correio da Cidadania

[…]
A Petrobras – e muitos esquecem deste detalhe –
foi criada para apoiar um Planejamento Econômico e
garantir o Mínimo Necessário no Setor Petrolífero e Derivados.

A Contradição entre os Objetivos de Criação da Empresa e o Lucro de Acionistas
constitui a Base da Crise ou das Crises observadas na empresa.

Acrescento ao Problema o Fato de a Corrupção ser
uma Espécie de Derivado Oculto do Petróleo,
como já mostraram Inúmeras Guerras, Assassinatos e Golpes de Estado.

Todos conhecem pelo menos um Exemplo para citar.

Indiretamente, os Grandes Veículos de Comunicação,
ao reduzirem a Petrobras à Condição de uma Empresa Corrupta,
apontam como Solução a sua Entrega – agora Total – ao Controle
de Pessoas Ligadas ao Setor Mineral, Energético ou a Bancos Internacionais.
Vendem tais Instituições como Exemplos Éticos.

Neste Mundo Encantado do Chamado Mercado
– afirmam os ‘Grandes da Imprensa’ –,
os Preços tornam-se Mais Baixos
em Função da Livre Concorrência.

Mas escondem dos Leitores o Caráter Concentrador
dos Setores Petrolíferos, Mineral e Financeiro.

Observe: estes Três Setores Econômicos
encontram-se não apenas Concentrados de Forma Isolada,
mas constituem o Mesmo Grupo.

Desta forma, quando a ‘Grande Imprensa’ aponta como Alegria do Mercado
Nomes Associados ao Setor de Mineração, Bancos e Petróleo para dirigir a Petrobras,
festeja o Sepultamento Definitivo do Projeto de Autossuficiência Nacional.

*Wladmir Coelho é mestre em Direito, historiador e membro do Conselho Curador da Fundação Brasileira de Direito Econômico.

Responder

Deixe uma resposta para FrancoAtirador

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!