VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Vinícius Vieira: A parceria de Beto Richa com a Microsoft
Denúncias

Vinícius Vieira: A parceria de Beto Richa com a Microsoft


14/04/2013 - 20h04

por sugestão do Buranello Ambrosio, no Facebook

PSDB fecha parceria com Microsoft para tentar “afundar” projetos de Software Livre

VINÍCIUS VIEIRA 11/04/2013

no #seja livre

É isso mesmo minha gente, vocês não estão no blog errado: estamos sim falando de política!

Nesta semana recebemos uma denúncia de que o Governo do Estado do Paraná estaria fechando parcerias com a Microsoft, afim de “alavancar” o ensino público estadual.

O Governador do Paraná, Beto Richa, do PSDB, assinou anteontem (09) um acordo de intenções com a Microsoft no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O presidente da Microsoft Brasil, Michel Levy, disse que o Paraná está “puxando o trem da competitividade” no país.

O mais interessante é que o Paraná é o único Estado do país que tem lei aprovada de incentivo e uso de Softwares Livres (Lei Estadual 14.058/2003), que determina que a Administração Pública do Paraná deve utilizar, preferencialmente, programas abertos de computador.

Na aquisição de softwares proprietários, deve ser dada preferência para aqueles que operem em ambiente multiplataforma, permitindo sua execução sem restrições em sistemas operacionais baseados em software livre.

Ou seja, a iniciativa também descumpre as leis 14.195/2003 e 15.6742/2007, todas da época do governador Roberto Requião (PMDB), mas que ainda estão em plena vigência.

Se você não sabe leitor, o Governo do Estado do Paraná tem um dos principais órgãos tecnológicos do país, a CELEPAR, que inclusive foi criado para “executar políticas e ações envolvendo o Software livre” no âmbito do Estado do Paraná:

O Governo do Paraná é um dos principais usuários e desenvolvedores de software livre de todo o país.

A opção pelos programas de código aberto faz parte das políticas estratégicas de governo. Sua execução é de responsabilidade da CELEPAR. (leia mais aqui)

Celepar, cadê você???

A Celepar é responsável por inúmeros projetos de Software Livre público, como por exemplo o Expresso Livre, e que infelizmente com iniciativas como esta acabarão afundando no mar do esquecimento e subemprego.

Mas como um Estado que incentiva a prática do Software Livre no país aceita um acordo destes?

Os governos não são feitos de políticos e sim de partidos. No fim das contas, quem governa, manda e desmanda é o partido político do meliante cidadão em que votamos.

Segundo as nossas pesquisas, o PSDB, partido do Governador Beto Richa, tem um histórico interessante de “acordos com a Microsoft”, vejamos:

— No próprio site do PSDB encontramos uma notícia de que o Governador de Goiás, Marconi Perillo, fez uma viajem aos EUA no ano passado (2012) afim de se reunir com a Microsoft e “agradecer” a empresa pela “economia de R$ 90 milhões aos cofres públicos de Goiás”. Se a VERDADEIRA INTENÇÃO do PSDB fosse a economia, teriam usado software Livre e não teriam gasto um único centavo!

— Em 2009 o Governo do Estado do Rio Grande do Sul também fechou parceria com a Microsoft para implantação do “Windows Educação” nas escolas públicas.

— Segundo o Presidente da Microsoft do Brasil, a empresa está negociando os mesmos termos com outros estados do país, como por exemplo o Rio de Janeiro, que apesar de ser governado pelo “PMDBista” Sérgio Cabral, tem aliança com o PSDB.

— O Criador do AI-5 Digital, Eduardo Azeredo, que também é do PSDB, recebeu apoio da Microsoft em pesquisas sobre infecção por vírus no país (leia esta página, no fim do artigo), e usa este dado para basear sua escrúpula invernada contra a Internet brasileira. É engraçado falar que “se colocarmos rédeas na internet” as infecções por vírus diminuirão, mas ninguém comenta em se usar plataformas menos suscetíveis a vírus como forma de diminuição destes dados…

— Instalações do PSDB são usadas para eventos da Microsoft

Gente, não sou “esquerdista”, muito menos “PTista” e nem sequer confio ou apoio nenhum partido político, mas acho que deu pra ficar bem claro a parceria do PSDB com a Microsoft. A pergunta que não quer calar é: por que será que um partido político teria uma parceria com uma empresa desenvolvedora de software? E a resposta é simples: desvio de dinheiro público e Lobby!

Sinceramente esse Brasil me enoja…

Leia também:

Dr. Rosinha: O terrorismo econômico dos pró-juros altos

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

fagner

21 de julho de 2013 às 15h36

Em 2014 não deixem este “porco capitalista” chamado Beto Richa se reeleger;
São paulo quer ser New York;
Beto Richa esta fazendo de Curitiba uma maquete de São Paulo; muito markting; obras gigantescas superfaturadas e desnecessarias;e os mesmos problemas socias da capital paulista; congestionamentos,ônibus superlotados, hospitais lotados, poucos médicos,o pcc já dominou Curitiba;até o curintia já teve uma filial aqui.
Já ouviram falar em “potencial construtivo”;
É a desculpa desse “porco capitalista” para enviar R$ publico para fazer o estadio do “flamenguinho das araucarias”;
“potencial construtivo” é: Destrua áreas verdes onde eram de preservação e construa condominios para os ricos; os impostos ficam para fazer o estadio do atRético.
Porque não fazer o estadio no pinheirão; já estaria pronto e seria de todos.

Responder

Valmont

15 de abril de 2013 às 16h13

Muita gente desconhece a importância do software livre e, quando se depara com essa discussão, acha que não tem nada a ver com isso. Só para exemplificar, o Irã teve suas defesas antiaéreas desabilitadas por causa de “falhas” no software de propriedade de uma empresa alemã que operava seus sistemas. Imagine-se que, além dos sistemas de defesa, os sistemas de telecomunicações, energia, tráfego aéreo, etc. são todos dependentes de softwares. E quando esse software é PROPRIEDADE de alienígenas, toda a soberania de um país fica comprometida.
Além desse importante aspecto estratégico, existe o lado econômico: os governos gastam muitos BILHÕES na compra de licenças caríssimas como as do Windows, Office, etc. Se empregasse o Linux, sistema operacional inteiramente GRATUITO, economizaria esses bilhões do nosso suado dinheirinho e poderia investir uma parte desses recursos no desenvolvimento de software livre, gerando muitos empregos de alto nível aqui no Brasil.
Quem conhece essa realidade não tem dúvida em denunciar: o PSDB é um partido ANTINACIONAL, que adora vender o Brasil por qualquer “peteca”.

Responder

Wilson das Neves

15 de abril de 2013 às 15h40

Cumpanhêro, o PT comprou, faz tempo, centenas de licenças de Windows, sabendo que o Linux é gratuito. Pode perguntar para quem acompanhou a compra.

Responder

Urbano

15 de abril de 2013 às 14h14

São os eternos tentáculos dos ianques em plena ação, e sempre…

Responder

Valcir Barsanulfo

15 de abril de 2013 às 13h05

Onde houver tukano/dem/pps haverá falcatrua e impatriotismo.

Responder

Mardones

15 de abril de 2013 às 08h20

Os paranaenses são a cópia inacabada dos paulistas: elitistas e separatistas. Ainda se acham europeus e diferentes dos demais brasileiros.

Responder

    Gerson

    15 de abril de 2013 às 09h04

    Paranaense é separatista? Na verdade eu não sei como alguém pode ser tão estúpido a ponto de falar mal de um estado inteiro por conta do que faz um partido. È por isso que esse tipo de coisa acontece. A estupidez e a ignorância.

    jaime

    15 de abril de 2013 às 10h25

    Um estado que produziu um Requião não pode ser tão ruim. Há os elitistas e os sectários, como em todo o lugar. Aliás, tão separatistas como esse seu comentário.

Fabio Passos

14 de abril de 2013 às 22h10

Nao ha duvida sobre estes neoliberais-entreguistas: Vendem ate a propria mae.
O psdb adora oferecer o rabo para qualquer transnacional que tiver interesse em roubar do Brasil. E conta com um aliado puderoso para defender a rapina e blindar as criticas: O PiG.

Responder

jaime

14 de abril de 2013 às 20h33

Por essas e outras, uma coisa tem que ficar bem clara: criticar o PT não é, nunca foi e jamais será alinhamento automático com o PSDB. Este é hors concours – já venceu todas as competições de entreguismo, sabujismo, servilismo e outros ismos assemelhados. Com licença Richa, vou ali vomitar.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.