VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Ex-diretor do Denasus denuncia manobra de Bolsonaro: “Sem ações práticas, querem esconder o genocídio”
Blog da Saúde VIOMUNDO na Pandemia

Ex-diretor do Denasus denuncia manobra de Bolsonaro: “Sem ações práticas, querem esconder o genocídio”


06/06/2020 - 19h03

por Conceição Lemes

Desde o começo desta pandemia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) menospreza-a, tentando passar à sociedade brasileira que o novo coronavírus causa só uma “gripezinha”.

Mas, como a função da verdade é aparecer, o próprio covid-19 se incumbiu de desmascarar irresponsabilidade do presidente.

O resultado do descaso com a pandemia e a vida de milhões de brasileiros é catastrófico.

Brasil já ocupa o segundo lugar no mundo em número de casos confirmados (645.771) e o terceiro, em óbitos (35.026).

Agora, por imposição de Bolsonaro, o Ministério da Saúde mudou não só o horário da divulgação do boletim — após as 22h, presidente quer fugir do JN –, mas informações relevantes não serão mais publicadas.

O Ministério da Saúde vai divulgar apenas os números de óbitos e casos de infectados pelo covid-19 nas últimas 24 horas.

Essa estratégia já vinha se desenhando.

Na quarta-feira, 03/06, o boletim do Ministério da Saúde com números de óbitos e casos confirmados só saiu após as 22h. A pasta alegou problemas técnicos para o atraso na divulgação.

Na quinta-feira, 04/06, a mesma coisa. Os “problemas técnicos” pagaram mais uma vez o pato.

Da noite dessa sexta-feira, 05/06, até a tarde deste sábado, o site do Ministério da Saúde com os dados da covid-19  ficou fora do ar. Ao todo, foram 19 horas (covid.saude.gov.br)

Não bastasse isso, em entrevista ao jornal O Globo, Carlos Wizard, novo secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, disse que o número de óbitos divulgado pelo Ministério da Saúde é “fantasioso ou manipulado’’ e que ele vai recontar os casos:

“Eu acredito que vai ter um dado mais real, porque o número que temos hoje está fantasioso ou manipulado”

Há um consenso entre especialistas de que há no Brasil grande subnotificação de casos e óbitos por covid-19. O dado real seria 7 a 10 vezes maior.

Já Wizard acha que os números atuais são inferiores aos divulgados pelo Ministério da Saúde.

Wizard acusou também os municípios de manipulação dos dados para terem “orçamento maior”:

“Tinha muita gente morrendo por outras causas e os gestores públicos, puramente por interesse de ter um orçamento maior nos seus municípios, nos seus estados, colocavam todo mundo como covid. Estamos revendo esses óbitos”

Na entrevista, Wizard disse ainda que o Ministério da Saúde  tem uma  “equipe de inteligência” que “descobriu” essa “manipulação”.

Luis Carlos Bolzan conhece muito bem as engrenagens do Ministério da Saúde. Ele foi diretor do Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS) de outubro/2008 a fevereiro/2011.

Ele faz estes questionamentos:

— Quem seria essa equipe de ‘inteligência’?

O Ministério da Saúde não tem equipe de inteligência, e, sim, departamentos e setores que monitoram dados. Apenas isso.

— Essa equipe é formada por servidores do Ministério da Saúde ou por militares que estão aparelhando a pasta sem conhecerem o funcionamento e organização do SUS?

— Que sistema que estão utilizando para afirmar que os secretários estão manipulando dados?

Wizard sequer conhece os sistemas de registro e informação usados pelo SUS.

Mesmo que conhecesse, a afirmação dele somente poderia ser feita após vasta auditoria de campo, o que levaria muito tempo.

— Foi feita esta auditoria de campo?

Wizard tem a obrigação de informar a base dessa afirmação ou pode responder judicialmente por isso.

“É mais uma manobra diversionista negacionista do governo Bolsonaro, que minimizou a pandemia e não tem ações efetivas, práticas, para evitar escalada de mortes”, denuncia Bolzan. “Querem esconder genocídio”.

*****

CONASS repudia acusação de manipulação de dados sobre Covid-19

Conass

O CONASS repudia com veemência e indignação as levianas afirmações do Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Wizard.

Ao afirmar que Secretários de Saúde falseiam dados sobre óbitos decorrentes da Covid-19 em busca de mais “orçamento”, o secretário, além de revelar sua profunda ignorância sobre o tema, insulta a memória de todas aquelas vítimas indefesas desta terrível pandemia e suas famílias.

A tentativa autoritária, insensível, desumana e antiética de dar invisibilidade aos mortos pela Covid-19, não prosperará.

Nós e a sociedade brasileira não os esqueceremos e tampouco a tragédia que se abate sobre a nação.

Ofende Secretários, médicos e todos os profissionais da saúde que têm se dedicado incansavelmente a salvar vidas.

Wizard menospreza a inteligência de todos os brasileiros, que num momento de tanto sofrimento e dor, veem seus entes queridos mortos tratados como “mercadoria”.

Sua declaração grosseira, falaciosa, desprovida de qualquer senso ético, de humanidade e de respeito, merece nosso profundo desprezo, repúdio e asco.

Não somos mercadores da morte.

A vida é nosso valor maior, com ela não se negocia, relativiza ou transige.

O povo brasileiro é forte e resiliente, seguiremos a seu lado e juntos para preservar sua saúde e salvar vidas.

Alberto Beltrame

Presidente do Conass

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

07 de junho de 2020 às 05h51 Responder

Zé Maria

07 de junho de 2020 às 03h06

O Estado de São Paulo registrou, no sábado (6),
9.058 Mortes e 140.549 Casos Confirmados
do Novo Coronavírus (COVID-19), até 15h45.

Já na Capital Paulista houve Confirmação de
73.861 Infectados e 4.901 Óbitos por COVID-19.

https://www.seade.gov.br/coronavirus/
https://www.seade.gov.br/wp-content/uploads/2020/06/Boletim-Coronavirus.pdf
https://www.saopaulo.sp.gov.br/noticias-coronavirus/sp-registra-9-mil-obitos-e-1405-mil-casos-de-coronavirus/

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro
confirmou até o dia 6/06, sábado, 64.533 Infectados
e 6.639 Óbitos por COVID-19 em todo o Estado.
Na Capital Carioca houve 35.703 Casos Confirmados
e 4.401 Óbitos de Infectados por Coronavírus.

https://coronavirus.rj.gov.br/boletim/boletim-coronavirus-06-06-6-639-obitos-e-64-533-casos-confirmados-no-estado-do-rio/

Responder

Zé Maria

07 de junho de 2020 às 00h16

https://pbs.twimg.com/media/EZ3rPIVXQAAjhD6?format=jpg

Esconder Cadáveres é o que os Militares sabem fazer no braZil.

!!! #NãoPassarão !!!
!!! #ForaSerialKillerDoCercadinhoGenocidaDoPlanalto !!!

Responder

Zé Maria

07 de junho de 2020 às 00h06

Portal Worldometers.Info, Especializado na Divulgação
de Dados Estatísticos em Diversas Áreas de Estudos no
Mundo Inteiro, informa que Brasil ultrapassou os 36 Mil
(36.044) Mortos por COVID-19 e registrou 676.494 Casos
de Infecção por Coronavírus (SARS-COV-2), em 06/6/2020.

A Taxa Percentual de Mortos em relação ao Nº de Casos
Encerrados (Recuperados+Óbitos) está em 11%.

https://www.worldometers.info/coronavirus/country/brazil/

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!