VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Conselho Nacional de Saúde: Governo genocida precisa pagar criminalmente pelos 300 mil brasileiros mortos pela covid-19
Foto: Marcio James/Semcom, via portal do Senado
Blog da Saúde VIOMUNDO na Pandemia

Conselho Nacional de Saúde: Governo genocida precisa pagar criminalmente pelos 300 mil brasileiros mortos pela covid-19


24/03/2021 - 21h01

NOTA PÚBLICA: 300 mil mortos por Covid-19 no Brasil, governo irresponsável precisa pagar pelos crimes que comete

#susconecta

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) lamenta, nesta quarta (24/03), a triste marca de 300 mil vidas perdidas por Covid-19 no Brasil.

Tragédia esta que poderia ter sido evitada se tivéssemos uma gestão federal realmente preocupada com o povo brasileiro.

Pessoas de todas as idades vieram a óbito fruto da irresponsabilidade do governo federal que, mesmo um ano após a pandemia, segue em um cenário de negacionismo e incertezas, causando dor e sofrimento a uma população historicamente conhecida pela braveza e alegria de viver, resistindo em um país com tantos desafios sociais.

Precisamos que esse cenário de tristezas seja revertido em força e indignação para cobrarmos das autoridades políticas e dos nossos gestores públicos uma real mudança.

Nosso povo não pode viver marcado para morrer fruto das irregularidades e da incompetência de uma gestão federal construída sobre polêmicas, que foge das responsabilidades, frente à pior crise sanitária das últimas décadas.

Genocida: não há outra palavra que defina melhor o governo que estamos sendo obrigados a ver conduzindo o nosso país.

Por isso, é fundamental que a sociedade brasileira e as instituições democráticas se unam em defesa da vida e se mobilizem em solidariedade a todas as vítimas da Covid-19, exigindo que o governo cumpra seu dever em garantir vacina para todas e todos, imediatamente, com toda a logística e recursos necessários.

Seguiremos cobrando o financiamento adequado da Saúde Pública, com a manutenção do piso emergencial para a Saúde em 2021, e as ações de apoio econômico à classe trabalhadora, através da aprovação de novos projetos de lei por verbas emergenciais até o fim da crise desta epidemia.

Além disso, precisamos responsabilizar criminalmente as autoridades públicas que seguem contribuindo com este cenário caótico, destruindo a maior política social do mundo: o Sistema Único de Saúde (SUS) e o bem mais precioso da nossa nação: a vida da população brasileira.

Conselho Nacional de Saúde





4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

25 de março de 2021 às 17h28

A Mídia Venal tem parcela de culpa
por essa situação sanitária caótica.
A Gobo e a Mídia Fasci-Paulista –
por “cuestão” estritamente ideológica
neoliberal – atuaram de forma ambígua, atacando Jair Bolsonaro, mas protegendo
o Guedes, e impedindo a decretação de
Lockdown, única maneira de reduzir
efetivamente a proliferação da infecção
na ausência de vacinas.

Responder

Zé Maria

25 de março de 2021 às 16h48 Responder

Antonio Carlos

25 de março de 2021 às 11h11

Tem que responsabilizar também o congresso federal e a PGR, que tem a responsabilidade Constitucional para impor os contrapesos, que estão agindo por omissão ou responsabilidade com o caos que vivemos.

Responder

Zé Maria

25 de março de 2021 às 01h10

Foi eleita em Assembléia Virtual a Nova Diretoria do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Saúde (Conass) para a gestão 2021/2022.

O atual presidente do conselho Carlos Eduardo Lula (SES/MA) foi reeleito por aclamação.

Veja a composição da diretoria que tomará posse em abril de 2021:

Presidente – Carlos Eduardo de Oliveira Lula (SES/MA);

Vice-presidente da Região Nordeste – André Longo (SES/PE);

Vice-presidente da Região Centro-Oeste – Ismael Alexandrino Júnior (SES/GO);

Vice-presidente da Região Sudeste – Nésio Fernandes de Medeiros Junior (SES/ES);

Vice-presidente da Região Sul – Beto Preto (SES/PR);

Vice-presidente da Região Norte – Juan Mendes da Silva (SES/AP);

Conselho Fiscal
Titulares
Fernando Rodrigues Máximo (SES/RO);
Geral Resende (SES/MS);
Marcellus Campelo (SES/AM);
Suplentes
André Motta Ribeiro (SES/SC);
Cipriano Maia de Vasconcelos (SES/RN);
Mércia Feitosa (SES/SE);

Representante do Conass na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS):
Fábio Baccheretti Vitor (SES/MG) e
Luiz Edgar Leão Tolini (SES/TO).

Representantes do Conass no Conselho Consultivo da Anvisa:
Arita Gilda Hübner Bergmann (SES/RS) e
Fábio Vilas Boas (SES/BA).

http://www.conass.org.br/carlos-eduardo-lula-e-reeleito-presidente-do-conass/

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura