VIOMUNDO

Filiado ao PSB contesta conteúdo do “Marina de Verdade”

29 de agosto de 2014 às 18h59

Captura de Tela 2014-08-29 às 18.50.33

Ilustração originária do Marineitor

por Gustavo Castañon

Candidata Marina Silva, meu nome é Gustavo Castañon. Sou, entre outras coisas, filiado há mais de dez anos ao PSB, partido que hoje a senhora usa para se candidatar, professor na Universidade Federal de Juiz de Fora e um cristão convicto, como acredito que a Senhora também seja, do seu jeito.

Investida de seu eterno papel de vítima, sua campanha lançou um site na internet chamado “Marina de Verdade” (com V maiúsculo mesmo) para combater supostas “mentiras” espalhadas contra a senhora na internet. Vou aqui responder uma a uma as afirmações de seus marqueteiros no site citado, oferecendo os links de fontes das minhas afirmações.

1 – Não Marina, você não sofre preconceito por ser evangélica.

Você é que acredita que todos aqueles que não compartilham de suas crenças queimarão eternamente no fogo do inferno. É o que está claramente descrito no credo (credo 14) de sua agremiação religiosa. Que nome podemos dar a isso? Certamente é um nome mais assustador do que intolerância ou preconceito. Talvez essa seja a origem de seu maniqueísmo, já que separa o mundo entre os bons, que apoiarão seu possível governo, e os maus, que lhe fariam oposição, como eu. O seu problema não é ser protestante. É ser da Assembleia de Deus, associação pentecostal de vários ramos que interpreta literalmente o Antigo Testamento, e que tem entre seus pastores Marcos Feliciano, que vende curas a paraplégicos, e Silas Malafaia, este homem que hoje defende da “cura gay” à teologia da prosperidade e vende bênçãos de Deus. Eu me pergunto: o que alguém que faz parte de uma organização que faz comércio com a palavra de Cristo é capaz de fazer na vida política? Qual o nível de inteligência que pode possuir alguém que faz interpretações tão rasteiras do significado da Bíblia? Essas são perguntas legítimas que as pessoas se fazem, e não por preconceito, mas por conceito.

2 – Não Marina, o Estado Laico deve intervir nas práticas religiosas quando são fora da lei.

Se uma religião resolve reinstituir o sacrifício de virgens dos Astecas ou a amputação de clitóris comum em alguns países muçulmanos hoje, o estado tem que observar inerte essas práticas em nome da liberdade religiosa e do laicismo? Não, candidata. Nenhuma organização está acima da lei num Estado Laico.

3 – Não Marina, você não é moderna, você é uma fundamentalista mesmo.

O fundamentalismo religioso não é a negação do Estado Laico, essa é só uma espécie de fundamentalismo, o teocrático. O fundamentalismo se caracteriza pela crença de que algum texto ou preceito religioso seja infalível, e deva ser interpretado literalmente, tanto em suas afirmações históricas como comportamentais ou doutrinárias. E o ataque ao Estado Laico pode vir também pela incorporação de leis, que desrespeitem as minorias religiosas ou não religiosas, impondo um valor comportamental de determinada religião a todos os cidadãos. Isso faz da senhora uma fundamentalista (Assembleista) que compartilha das crenças de Feliciano e Malafaia, e uma adversária, se não do Estado Laico, do laicismo que deveria orientar todas as nossas leis, pois defende plebiscitos sobre esses temas para impor a vontade das maiorias religiosas sobre as minorias em questões comportamentais.

4 – Não Marina, você é, sim, contra o casamento gay.

Você agora diz que está sofrendo ataques mentirosos na internet sobre o tema, mas sempre se colocou abertamente contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, defendendo somente a união civil nesse caso. E não adianta simular que o que o movimento gay está reivindicando casamento religioso. O casamento é também uma instituição civil. Você só defende união de bens, sem todos os outros direitos que o casamento confere às pessoas. O vídeo acima e mais esse vídeo aqui provam esse fato de conhecimento público.

PS: Hoje, dia 29/08/2014, ao lançar seu programa de governo, a candidata mudou uma posição defendida por toda vida, faltando um mês para a eleição. Por que?

5 – Realmente Marina, você não é petista.

Você abandonou o partido que ajudou inestimavelmente a construir sua vida política, ao qual você deve todos os mandatos e o único cargo que ocupou até hoje, porque não tinha espaço para sua candidatura à presidência. Hoje, você busca se associar, sem qualquer pudor ou remorso, a inimigos ideológicos históricos do partido, repetindo as práticas que supostamente condena no PT e chama de “velha política”. Só que faz isso somente para chegar ao poder e construindo um projeto oposto àquilo a que defendeu toda a vida.

6 – Realmente Marina, você não é tucana. Mas sua equipe econômica é.

Sua equipe econômica conta com André Lara Resende e Eduardo Giannetti, ex-integrantes da equipe econômica do governo FHC, além de seu coordenador Walter Feldman, que fez toda sua história no PSDB. Suas propostas econômicas são as mesmas do PSDB. Agora, de fato, o que nem o PSDB jamais teve coragem de ter é uma banqueira como porta voz de sua política econômica… Você não quer alianças com governos atuais de nenhuma agremiação, como o de Alckmin, exatamente para manter sua imagem de anti-tudo-o-que-está-aí. Mas não se sente constrangida em ter o vice de Alckmin na coordenação financeira de sua campanha, nem de convidar o “bom” representante de sua “nova política” José Serra para seu governo…

7 – Não Marina. Você defendeu, sim, Marcos Feliciano.

Você afirmou que ele era perseguido na CDH não por causa de suas posições políticas, mas por ser evangélico. Disse que isso era insuflar o preconceito religioso. Não, candidata. Você está falando de seu companheiro de Assembleia de Deus, um homem processado por estelionato, que pede senha de cartão de crédito de seus fiéis, que defende que os gays são doentes e os descendentes de africanos amaldiçoados. Recentemente, esse homem que você afirma ser vítima do mesmo preconceito que você sofreria, afirmou à revista Veja: “Eu não disse que os africanos são todos amaldiçoados. Até porque o continente africano é grande demais. Não tem só negros. A África do Sul tem brancos”. Ao usar essa estratégia de defesa pra ele e para você, você reforça os preconceitos da sociedade e o comportamento de grande parte dos pentecostais de blindar qualquer satanás que clame “Senhor, Senhor” em suas Igrejas.

8 – Não Marina. Você não é só financiada por banqueiros. Eles coordenam seu programa!

Neca Setúbal, herdeira do Itaú, não é só sua doadora como pessoa física. Ela é a coordenadora de seu programa de governo e sua porta-voz, e já declarou que você se comprometeu a dar “independência” (do povo e do governo) ao Banco Central, que fixa os juros que remuneram os rendimentos dela. Da mesma forma, o banqueiro André Lara Resende, um dos responsáveis pelo confisco da poupança na era Collor e assessor especial de FHC, é o formulador de sua política econômica.

9 – Não Marina, você é desagregadora e vilipendia a classe política. Seu governo será o caos.

Você é divisionista e maniqueísta e implodiu meu partido em uma semana de candidatura. Vai deixar seus escombros para trás quando chegar ao poder, como sabemos e já anunciou, para delírio daqueles que criminalizam a política. Seu partido é nanico, e se não o criar com distribuição de cargos, continuará nanico. Com a oposição certa do PT, terá que governar com a mídia e os bancos, que cobrarão o apoio com juros. Precisará do PMDB, que você acusa de fisiologismo, e do PSDB e o DEM, que lhe exigirão não só cargos, empresas públicas e ministérios, mas também a volta das privatizações. A única base congressual que lhe será fiel é a bancada evangélica, que cobrará seu preço com sua pauta de controle dos costumes e seu fisiologismo extremo. Resultado, você vai entregar a alguém o trabalho sujo do fisiologismo ou mergulhará o país no caos.

10 – Não Marina, seu marido foi sim acusado de contrabando de madeira.

E não só isso, foi acusado pelo TCU de doação de madeira clandestina. A senhora usou sua força política de Ministra para impedir que o caso fosse investigado, como sempre fazem na “velha política”. Mais tarde o MP arquivou, como fazem com todas as denúncias contra membros da oposição. Mais uma vez, fato bem comum na “velha política”. Nada é investigado.

11 – Não Marina, Chico Mendes não era da elite. A elite é que o matou.

Em mais uma tergiversação semântica demagógica, num vilipêndio à memória de seu companheiro, a senhora tomou o termo “elite” pelo sentido de elite moral, para acusar de “divisionismo” os que lutam contra a elite econômica brasileira. Essa mesma elite que mantém o Brasil como um dos dez países mais desiguais do mundo e que hoje está acastelada no seu programa de governo e campanha. Seu discurso despolitizante busca mascarar a terrível e perversa divisão de classes no Brasil e é um insulto aos seus ex companheiros de luta. Seu uso demonstra bem à qual elite você serve hoje, e nós dois sabemos que não é à elite moral. A elite moral desse país está lutando contra a elite econômica para diminuir nossa terrível e cruel desigualdade social. E você, Marina, não é mais parte dela.

Leia também:

Eleitor de Marina diz que Dilma “se lixa” para a biodiversidade

 

31 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

neuza da silva martins

10/09/2014 - 07h13

Parabens,excelente texto!tive aqui a clara visão do que será o futuro do nosso paìs,caso a senhora marina,venha a se eleger.agradecida…pelo menos já sei em quem não votar.

Responder

Mara Rubya

07/09/2014 - 17h32

Todos os que lerem o texto muito bem analisado do filiado do PSB, por favor, passem para o maior numero de pessoas possível, pois só assim conseguiremos derrubar a máscara dessa fundamentalista do papa Malafaia.

Responder

dilma lessa

04/09/2014 - 07h46

“É preciso estar atente e forte.” Vamos nos perguntar: Por que ela se faz de vítima? Esta auto-vitimização é falsa, é mentira, conhecemos seus fins, é muito desrespeitoso com todos nós, sobretudo os que tem menos defesa para detectar esta falsidade imoral. P

Responder

Uberg Dério

02/09/2014 - 13h12

Em consonância com alguns comentários, posso dizer que me considero “um cretino de altíssima estirpe”. Não voto nunca mais no PT. Sei que os demais candidatos não farão diferente, mas farão justamente aquilo que esperamos deles. Eu votei no PT justamente por acreditar que extirpariam a “velha política”, como diz a Marina. Mas fui iludido. O PT é o que há de mais hipócrita nesse país. E o que é pior, joga dos dois lados. Iludem os pobres, com as bolsas misérias da vida, e ajuda os ricos ficarem mais ricos. Empreiteiros: construções de estádios, aeroportos e casas populares, que caem na cabeça dos pobres; Banqueiros; Indústria automobilística, quando reduz IPI e os preços dos veículos não caem na mesma proporção; donos de lojas de móveis e eletrodomésticos, quando financia com meus impostos o Minha Casa Melhor. Inclusive, considero esses programas sociais, a maior compra de votos já instituída nesse país. E tudo sob as barbas do judiciário, que não pode fazer nada.

Responder

    Neto

    04/09/2014 - 05h37

    Me adimiro muito pessoas inteligentes usarem o jargão
    Dos marqueteiros usados por essa tal candidata Marina.
    “Velha política” ,essa mesma política de forma mais retrograda
    É que usara marina Silva promovendo as crenças do vendedor
    De cura a paraplégicos. Meu lá é Marina Jamais

MARCOS FERREIRA

31/08/2014 - 22h05

Marina se comprometeu com a independência do Banco Central – aimentar os juros quanto bem entenderem – do “povo” e do “governo”.Estamos fudidos com essa geração smarthphone.

Responder

Urbano

31/08/2014 - 13h29

O caba que deixar de votar na Presidenta Dilma, para votar na czarina silva ou no aéreo never ou no bufador, tem todo o direito cósmico de bater no peito e dizer, alto e em bom som, que é um cretino de altíssima estirpe.

Responder

Sonia Beligerante

30/08/2014 - 23h08

Ao retirar a ênfase da Petrobrás na exploração do Pré Sal, Marina facilitará sua transferência para as multinacionais como Chevron, BP e outras, que farão uma farra danada. E como o Brasil “não vai precisar” deste petróleo, ele vai ser todo enviado para fora, para o deleite dos norteamericanos e europeus. Como consequência desta mudança, a Indústria Naval Brasileira voltará onde os tucanos a enterraran, embaixo da lama do mangue. Daqui alguns anos estaremos voltando a usar monjolos para fabricar farinha de mandioca para fabricar pão, já que não teremos como importar mais farinha de mandioca. Quem viver verá!

Responder

Francinete

30/08/2014 - 22h14

Texto fantástico. Ótimo presente para colegas que ainda não conhece a candidata MARINA DE VERDADE.

Responder

Antonio Pereira

30/08/2014 - 22h13

O Professor está repleto de razão, aliás suas críticas e contestações foram feitas com muita propriedade e serenidade. Realmente o PSB será enterrado sem cerimônia seja qual for o resultado da eleição, a Marina completou o trabalho iniciado pelo Campos colocando o PSB a seus pés e a serviço de seu patrão o banco Itau. Esta candidata não apresenta nada com objetividade e consistência, é evasiva e carece de personalidade politica, é muito triste ver uma candidata tão pobre de tudo, apenas rica na grana, a nossa politica ainda precisa evoluir muito para minimizar a presença deste tipo de candidato.

Responder

Urbano

30/08/2014 - 21h44

Por enquanto ela não faz parte do ruim e muito menos do bom. Agora, tão logo termine o serviço sujo, terá a sorte de todos os capitães do mato…

Responder

Célia Junqueira

30/08/2014 - 16h50

são tudo farinha do mesmo saco

Responder

JoãoP

30/08/2014 - 15h34

Obrigado professor, que texto importante para o momento! Justamente agora que o governo conseguiu dar a algumas pessoas as mais elementares condições de vida, um pouco mais de acesso às Universidades Públicas, Escolas Técnicas, pleno emprego, infraestrutura, uma esperança de dias muito melhores com os rendimentos do Pré-Sal, me aparece essa condidata com um discurso “sonso” e cercada de abutres da era FHC. Não, Deus é Brasileiro, nós não merecemos esse engodo!

Responder

Elias

30/08/2014 - 13h30

Não publicar este comentário

Responder

Grande Carioca

30/08/2014 - 11h57

Quando o pobre de direita (direita pão com ovo) vier chorar e reclamar depois Marina, vou tascar um sonoro VTNC!

Responder

    Elias

    30/08/2014 - 13h27

    Putz! Demais o que você disse, Grande Carioca. “Direita pão com ovo”! Nunca havia pensado nisso. Conheço um bocado de direita pão com ovo, direita que usa espada de são jorge na porta de casa e leva a filha na igreja católica pra casar de véu é grinalda. Direita que usa marca pirateada e acha que está abafando. Direita que come mortadela e arrota peru. Argh! desculpa aí. Tenho mais nojo dessa direita do que da direita convicta.

    Laís

    30/08/2014 - 18h06

    E eu idem !!!! Um nojo de gente q acredita mesmo q a origem de seus ” pobremas” eh a ajuda q o governo federal da aos miseráveis do pais e que anda de bolsa LV mais que falsa , pra ficar parecida com a Patriçinha dos Jardins…pior espécie q tem …

José

30/08/2014 - 09h44

Há mais de uma semana, quando vou acessar posts referentes a críticas sobre o itau e sua participação na campanha da marina,imediatamente se sobrepõe uma página de propaganda daquele banco na tela, impedindo a leitura dos posts e da qual só se consegue sair fechando o programa. Se isso não for uma viralização programada, é muita coincidência… e um macabro prenúncio.

Responder

Rui Azevedo

30/08/2014 - 09h31

Esse sujeito vive em que planeta! No planeta petista! “partido que hoje a senhora usa para se candidatar”. Quem foi atrás de Marina foi o PSB.Marina dava visibilidade nacional a Eduardo Campos. Quem é esse Gustavo para criticar Marina!Certamente é alguém que gostaria de ver o PSB subjugado ao petê. Quanto ás críticas á atuação de bancos na campanha de Marina, são recheados de chavões esquerdistas retrógrados, mas que adoram as facilidades que os bancos oferecem. Se o desavisado PSBista bocó desse uma olhada na relação de doadores petistas vai ver grande número de bancos.

Responder

    L@!r [email protected]+35

    30/08/2014 - 11h43

    Você não leu o texto. Marina fez o que nem o PSDB teve coragem: Ter uma banqueira coordenando o seu programa econômico! Isso é muito diferente de receber doação de campanha.
    Mas vai lá… vota nessa candidata que não tem partido ou estrutura forte por trás como Jânio e Collor não tinham. Vota na super-heroína achando que ela vai mudar o Brasil em 6 meses… ou mesmo um ano… Vai em frente e se decepcione novamente.
    Sinceramente, se o povo eleger essa aventureira, eu desisto dessa terra de ninguém. Toda vez que vamos avançar, o povo embarca em uma aventura.
    Não voto PSDB, mas entre ela e Aécio, meu voto seria Aécio sem a menor dúvida.

FrancoAtirador

30/08/2014 - 04h54

.
.
Relação Sado-Masoquista

“Agora vai ser como massa de pão:
quanto mais baterem nela,
mais ela cresce…”,

(Júlio Delgado, deputado federal,
presidente do diretório do PSB-MG,
sobre o desempenho de MariNéca
nos resultados das Pesquisas)
.
.
Será mesmo o Pé da Cobra?
.
.

Responder

Andre

30/08/2014 - 01h34

Marina de Verdade. Dois comentários: 1) estratégia de marketing politico, associando o nome de Marina com o V, o mesmo V de vingança do Anonymous que a garotada adora usar a máscara nas manifestações; 2) No debate na Band, Marina acusou Luciana Genro do PSOL de ser da ‘velha esquerda’ que acha que é ‘dona da verdade’. Ou ninguém é dono da verdade e portanto, não existe “MArina de Verdade” ou então ela se acha ‘dona da verdade’ e não a ‘velha esquerda’.

Responder

Renato

29/08/2014 - 22h06

Nossa. a Esquerda e o PT atacando a Marina.
Quero lembra-los que vocês não deixaram ela ser candidata pela Rede, pois não deixaram criar esse partido. Pois os petistas do TSE não deixaram ela cria-lo.

Agora chorem.

Responder

    Faw Fawstino

    29/08/2014 - 23h57

    Ô LINDA, a Marina não conseguiu o número necessário de filiados. Quem julgou foi o TSE. Acorda!

    Gersier

    30/08/2014 - 09h38

    Idiota e imbecil tal e qual sua candidata.Vc está mirando no que fizeram os tucanóides e demos do fajuto stf que “julgaram e condenaram” Zé Dirceu,Genoino,Paulo Cunha,baseando não em provas,mas em teoria que o próprio autor disse que não poderia ser aplicado no circo do mentirão mambembe.O que não é de estranhar pois os da sua laia julgam os outros pelo que vcs são.Medem os outros pelas suas curtas réguas.

    norberto

    01/09/2014 - 10h24

    satisfação ou pesar
    Dentro de um período de apenas cinco anos, será possível você olhar para trás e finalmente compreender que realmente permitiu que coisas tão pequenas e triviais lhe colocassem para baixo e lhe impedissem de alcançar magnificas realizações? Será possível também que você irá olhar para trás e – por esta razão – será para sempre muito grato porque você investiu o seu tempo e energia em algo que lhe rendeu excelentes benefícios?
    Hoje pode realmente ser o dia em que para sempre você se lembrará como um dia de pesar ou de satisfação. O fator diferencial reside inteiramente na maneira sobre como você irá viver as horas e os preciosos momentos desse novo dia.
    Não importa o que está diante de você nesse dia ou quais são as circunstâncias em que você se encontra, sempre existe um coisa que você pode fazer: você pode retirar o que existe de melhor mesmo em meio às mais dificeis circunstâncias que este novo dia lhe apresenta

Carlos Fernando

29/08/2014 - 21h19

Esse texto deveria ser lido no Jornal Nacional (se isso fosse possível), para que milhares de brasileiros pudessem saber quem é a verdadeira Marina.
Parabéns!

Responder

    Caren Oliveira

    03/09/2014 - 10h13

    Carlos Fernando, faço tuas as minhas palavras! Essa mulher é ridícula, figurinha manipulável de Silas Malafaia e Neca Setubal. Será que é essa mudança que os brasileiros querem? Acorda Brasil!!!

Ronaldo

29/08/2014 - 20h57

Marina não é nem representa nada que se possa chamar de ‘nova política’, a história política dela, as posições que vem adotando, as contradições entre seu discurso e prática, indicam exatamente o contrário. Iremos rumo ao obscurantismo e ao caos com essa mulher na presidência.

Responder

Maria Izabel L Silva

29/08/2014 - 20h01

Antônio Conselheiro era mais moderno do que essa moça …

Responder

carlos

29/08/2014 - 19h07

A Marina não veio para explicar nada tal e qual o Aébrio, eles vieram para bancar o entreguismo das instituições tipo BB CEF E PETROBRÁS, É ESSE O LEMA DOS ITAÚS SAFRA E OUTROS.

Responder

Deixe uma resposta