VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Fátima Oliveira: Começa a reação das mulheres contra o “aiatolá” Serra


08/10/2010 - 00h02

Eleições presidenciais 2010:  em leilão, os ovários das mulheres!

Fátima Oliveira*

ESPECIAL PARA O VIOMUNDO

“Isso aqui”, o Brasil, não é um colônia religiosa, não é um Reino e nem um Império, é uma República! Dado o clima do segundo turno das eleições presidenciais brasileiras, parece que as urnas vão parir uma Rainha ou um Rei de Sabá, uma Imperatriz ou um Imperador, que tudo pode, manda em tudo e que suas vontades e ideias, automática e obrigatoriamente, viram lei! Não é bem assim…

Bastam dois neurônios íntegros para nos darmos conta que o macabro leilão de ovários (com os ovários de todas as brasileiras!), em que o aborto virou cortina de fumaça, objetiva encobrir o discurso necessário para o povo brasileiro do que significa, timtim por timtim, eleger Dilma ou Serra.

No tema do aborto a tendência mundial é, no mínimo, o aumento dos permissivos legais, que no Brasil são dois, desde 1940: gravidez resultante de estupro e risco de vida da gestante.  Pontuando que legalização do aborto ou o acesso a um permissivo legal existente não significa jamais a obrigatoriedade de abortar, apenas que a cidadã que dele necessitar não precisa fazê-lo de modo clandestino, praticando desobediência civil e nem arriscando a sua saúde e a sua vida, cabe ao Estado laico e democrático colocar à disposição de suas cidadãs também os meios de acessar um procedimento médico seguro, como o abortamento.

Negá-lo, como tem feito o Brasil, que se gaba de possuir um dos sistemas de saúde mais badalados do mundo que garante acesso universal a TODOS os procedimentos médicos que não estão em fase de experimentação, é imoral, pois quebra o princípio do acesso universal do direito à saúde! Eis os termos éticos para o debate sobre o aborto numa campanha eleitoral. Nem mais e nem menos!

Então, o que estamos assistindo nas discussões do atual processo eleitoral é uma disputa para ver quem é a candidatura mais CAPAZ de desrespeitar os princípios do SUS, pasmem, em nome de Deus, num Estado laico! Ora, quem ocupa a presidência da República pode até ser carola de carteirinha, mas para consumo pessoal e não para impor seus valores para o conjunto da sociedade, pois a República não é sua propriedade privada!

Repito, não podemos esquecer que isso aqui, o Brasil, é uma República que se pauta por valores republicanos a quem todos nós devemos respeito, em decorrência, não custa nada dizer às candidaturas que limitem as demonstrações exacerbadas de carolice ao campo do privado, no recesso dos seus lares e de suas igrejas, pois não estão concorrendo ao governo de um Estado teocrático, como parece que acreditam. Como cidadã, sinto-me desrespeitada com tal postura.

As opções religiosas são direitos pétreos e questões do fórum íntimo das pessoas numa democracia. Jamais o norte legislativo de uma Nação laica, democrática e plural. Para professor uma fé e defendê-la é preciso liberdade de religião, só possível sob a égide do Estado laico, onde o eixo das eleições presidenciais é a escolha de quem a maioria do povo considera mais confiável para trilhar rumo a um país menos miserável, de bem-estar social, uma pátria-mátria para o seu povo.

Ou há pastores/as e padres que insistem em ignorar a realidade? “Chefe religioso” ignorante de que a sua religião necessita das liberdades democráticas como do ar que respiramos, não merece o lugar que ocupa, cabendo aos seus fiéis destituí-los do cargo, aí sim em nome de Deus, amém!

O leilão de ovários em curso resulta de vigarices e pastorices deslavadas, de má-fé e falta de escrúpulos que manipulam crenças religiosas de gente de boa-fé para enganá-las, como a uma manada de vaquinhas de presépio, vaquejadas por uma Madre Não Sei das Quantas, cristã caridosa e reacionária disfarçada de santa, exemplar perfeito de que pessoas desse naipe só a miséria gera. Num mundo sem miséria, madres lobas em pele de cordeiro são desnecessárias e dispensáveis. É pra lá que queremos ir e o leilão de ovários quer impedir!

Quem porta uma gota de lucidez tem o dever, moral e político, de não permitir que a escória fundamentalista de qualquer religião, que faz da religião um balcão de negociatas que vende Deus, pratica pedofilia e fica impune e ainda tem a cara de pau de defender a impunidade para pedófilos e os acoberta desde os tempos mais remotos, nos engabele e ande por aí com uma bandeja de ovários transformando a escolha de quem presidirá a República num plebiscito pra definir quem tem mais mão de ferro pra mandar mais no território do corpo feminino!

Cadê a moral dessa gente desregrada para querer ditar normas de comportamento segundo a sua fé religiosa para o conjunto da sociedade, como se o Brasil fosse a sua “comunidade religiosa”? Ora, qualquer denominação religiosa em terras brasileiras está também obrigada ao cumprimento das leis nacionais, ou não? Logo o que certas multinacionais da religião fizeram no processo eleitoral 2010 tem nome, chama-se ingerência estrangeira na soberania nacional. E vamos permitir sem dar um pio?

Diante dessa juquira (brotação da mata pós-desmatamento), onde só medrou urtiga e cansanção, cito Brizola, que estava coberto de razão quando disse: “O Brasil é um país sem sorte”, pois em pleno Século 21 conta com candidaturas presidenciais (não sobra uma, minha gente!) reféns dos setores mais arcaicos e feudais de algumas religiões mercantilistas de Deus.

É hora de dar um trato ecológico na juquira que empana os ideais e princípios republicanos, fora dos ditames da “moderna” agenda verde financeira neoliberal da “nova política”, que no Brasil é infectada de carcomidas figuras, que bem sabemos de onde vieram e pra onde vão, se o sonho é fazer do Brasil um jardim de cidadania, similar ao que Cecília Meireles tão lindamente poetou.

“Quem me compra um jardim com flores?/ borboletas de muitas cores,/ lavadeiras e passarinhos,/ ovos verdes e azuis nos ninhos?/ Quem me compra este caracol?/ Quem me compra um raio de sol?/ Um lagarto entre o muro e a hera,/ uma estátua da Primavera?/ Quem me compra este formigueiro?/ E este sapo, que é jardineiro?/ E a cigarra e a sua canção?/ E o grilinho dentro do chão?/ (Este é meu leilão!)” [Leilão de Jardim, Cecília Meireles].

Em 2010 em nosso país o que está em jogo é também a luta por uma democracia que se guie pela deferência à liberdade reprodutiva e que considere a maternidade voluntária um valor moral, político e ético, logo respeita e apoia as decisões reprodutivas das mulheres, independente da fé que professam. Nada a ver com a escolha de quem vai mandar mais no território dos corpos das mulheres! Então, xô, tirem as mãos dos nossos ovários!

E-mail: [email protected]

* Fátima Oliveira é médica e escritora. Feminista. Integra o Conselho Diretor da Comissão de Cidadania e Reprodução (CCR) e o Conselho Consultivo da Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe (RSMLAC). Escreve uma coluna semanal no jornal O Tempo (BH, MG), desde 3 de abril de 2002. Uma das 52 brasileiras indicadas ao Nobel da Paz 2005, pelo projeto 1000 Mulheres para o Nobel da Paz 2005.

Autora dos seguintes livros de divulgação e popularização da ciência: Engenharia genética: o sétimo dia da criação (Moderna, 1995 – 14a. impressão, atualizada em 2004); Bioética: uma face da cidadania (Moderna, 1997 – 8a. impressão atualizada, 2004); Oficinas Mulher Negra e Saúde (Mazza Edições, 1998); Transgênicos: o direito de saber e a liberdade de escolher (Mazza Edições, 2000); O estado da arte da Reprodução Humana Assistida em 2002 e Clonagem e manipulação genética humana: mitos, realidade, perspectivas e delírios (CNDM/MJ, 2002); Saúde da população Negra, Brasil 2001 (OMS-OPS, 2002).

Autora dos seguintes romances: A hora do Angelus (Mazza Edições, 2005); Reencontros na travessia: a tradição das carpideiras (Mazza Edições, 2008); e Então, deixa chover (no prelo).

Belo Horizonte, 07 de outubro de 2010

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



117 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Fátima Oliveira: O secularismo e o laicismo contra a intolerância religiosa | Maria Frô

02 de maio de 2013 às 14h20

[…] do Vaticano nas últimas eleições presidenciais, indicando o voto no beato Serra! Vide Eleições presidenciais 2010: em leilão, os ovários das mulheres!  Os fundamentalistas cristãos brasileiros lutam por leis que transformem a nossa República […]

Responder

Fátima Oliveira: O secularismo e o laicismo contra a intolerância religiosa - Viomundo - O que você não vê na mídia

01 de maio de 2013 às 16h43

[…] do Vaticano nas últimas eleições presidenciais, indicando o voto no beato Serra! Vide Eleições presidenciais 2010: em leilão, os ovários das mulheres! . Os fundamentalistas cristãos brasileiros lutam por leis que transformem a nossa República […]

Responder

Fátima Oliveira: Governo Dilma submete corpo das mulheres ao Vaticano | Viomundo - O que você não vê na mídia

05 de janeiro de 2012 às 15h03

[…] Um pouco antes das últimas eleições presidenciais, eu escrevi o seguinte num artigo para o Viomundo: […]

Responder

Georgina

30 de outubro de 2010 às 08h36

De toda essa guerra satânica que foi travada em torno do aborto, para mim esse artigo foi decisivo para inclusive possicionar a Dilma Roussef que estava mais perdida do que cega em tiroteio. Foi após esse artigo circulando uns três dias que ela encontrou a saida de dizer que era contra o aborto, mas também contra a criminalização das mulheres, que iria atendê-las. Bola no centro do gol!

Responder

Juliana Cintra

29 de outubro de 2010 às 07h17

Dra. Fátima achei seu artigo vigoroso e excepcional. Um divisor de águas nesse debate presidenciável atabalhoado. Quanto mais o leio, mais justo me parece

Responder

Les bons et les méchants « Perplexe

25 de outubro de 2010 às 08h05

[…] exactement, élire Dilma Rousseff ou José Serra » dixit Fatima Oliveira, sur le blog Viomundo. Sur ce thème de l’avortement, la tendance mondiale est, au minimum, une augmentation des […]

Responder

Liliane Lucena

23 de outubro de 2010 às 09h05

Mulher, você é fera e tem feito muito para eleger Dilma. Ganhou meu voto para ela só de demonstrar as baixarias do Serra. Entendi que essa baixaria toda e o vendilhão dos nossos ovários é ele!.

Responder

REAÇÃO DAS MULHERES CONTRA O “AIATOLÁ” SERRA

19 de outubro de 2010 às 02h14

[…] para o povo brasileiro do que significa, timtim por timtim, eleger Dilma ou Serra… (CLIQUE AQUI e leia […]

Responder

Armando

18 de outubro de 2010 às 17h59

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKesss site deve ser do PT manos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk postei mha opnião eles nao colocao rsrsr

Responder

Eleições presidenciais 2010: em leilão, os ovários das mulheres! « blog da Revista Espaço Acadêmico

13 de outubro de 2010 às 01h54

[…] * FÁTIMA OLIVEIRA é médica e escritora. Feminista. Integra o Conselho Diretor da Comissão de Cidadania e Reprodução (CCR) e o Conselho Consultivo da Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe (RSMLAC). Escreve uma coluna semanal no jornal O Tempo (BH, MG), desde 3 de abril de 2002. Uma das 52 brasileiras indicadas ao Nobel da Paz 2005, pelo projeto 1000 Mulheres para o Nobel da Paz 2005. Autora dos seguintes livros de divulgação e popularização da ciência: Engenharia genética: o sétimo dia da criação (Moderna, 1995 – 14a. impressão, atualizada em 2004); Bioética: uma face da cidadania (Moderna, 1997 – 8a. impressão atualizada, 2004); Oficinas Mulher Negra e Saúde (Mazza Edições, 1998); Transgênicos: o direito de saber e a liberdade de escolher (Mazza Edições, 2000); O estado da arte da Reprodução Humana Assistida em 2002 e Clonagem e manipulação genética humana: mitos, realidade, perspectivas e delírios (CNDM/MJ, 2002); Saúde da população Negra, Brasil 2001 (OMS-OPS, 2002). Autora dos seguintes romances: A hora do Angelus (Mazza Edições, 2005); Reencontros na travessia: a tradição das carpideiras (Mazza Edições, 2008); e Então, deixa chover (no prelo). E-mail: [email protected] Texto publicado como ESPECIAL PARA O VIOMUNDO, em https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/fatima-oliveira-comeca-a-reacao-das-mulheres-contra-o-aiatol… […]

Responder

Virgínia Monteiro

12 de outubro de 2010 às 14h58

Um dos melhores artigos que li sobre essa repentina religiosidade do Serra e da Dilma. Excelentes os argumentos da autora.

Responder

Anderson Clayton

11 de outubro de 2010 às 18h18

Eu sou Pai de uma garotinha linda, aos dois meses de geração ela se mexia de uma forma admiravél, que causou admiração até da medica que fazia a ultra-som; ai pergunto apesar de estar sendo gerado no utero da mulher, é uma vida que luta por sua sobrevivência, ai vem uns e dizem a mulher tem o direito de fazer o que quer com o corpo dela, eu concordo, mas o feto não é corpo dela, é um outro individuo e incapaz de se defender, que é assassinado nesta prática, a mulher que não quer ter um filho tem vários meios de evitar a gravidez com os métodos contraceptivos, controlando seu corpo da forma que quiser, lembro que a pouco tempo a sociedade se voltou toda contra os Nardoni, ai eu penso qual a diferença do que ouve naquele prédio e o que ocorre nas clínicas de aborto, so porque ela cumpriu seu ciclo gestacional e depois foi lançada de uma janela é motivo mais orrendo do que um feto que esta oculto nas entranhas de sua progenitora?!?!?… apesar de estar o feto dentro de sua progenitora é outro indivíduo e merece proteção de toda a sociedade por isso acho que este tema é plausível, apesar de concordar que há muitos outros assuntos a serem abordados pelos candidatos. Eu não concordo com a posição apoiada aqui, pois pra mim aborto é uma forma disfarçada de infanticídio, se as mulheres, repito, não querem ter filhos sejam mais cultas, ou pelos menos aprendam a escutar e observem o que se passa abertamente em toda a mídia sobre as formas de prevenção que amplamente divulgada e que de forma irresponsável se engravide e em decorrencia disto acbe cometendo um assassinato de incapaz;

A sabedoria traz responsabilidade e responsabilidade traz consequência sobre seus atos, e quem imputa a consequência de seus atos a outro é covarde e inconsequente;

Responder

    Martha Vilarinhos

    11 de outubro de 2010 às 19h49

    Anderson, sua opinião deve servir de guia para a sua vida e portanto a respeitamos. A partir da hora em que você quer impor a sua régua para regular a vida de outras pessoas, é hora de pensar se você tem esse direito numa democracia. Claro que não tem!!!! Pessoas como você não sabem nada do verdadeiro significado do que é uma república. Tá na hora de aprender. "Isso aqui", como bem disse a Dra. Fátima Oliveira, é uma República, com todos os predicados referentes à liberdade: laica, democrática e plural. Numa república as leis devem ser laicas, pois na medida em que contemplam uma das muitas visões religiosas, está autoritariamente passando uma régua religiosa para normatizar a vida de toda a sociedade. E isso não podemos aceitar.

    Vinícius

    12 de outubro de 2010 às 13h07

    O ser humano só está vivo depois de respirar pela primeira vez com os próprios pulmões?
    Tenho uma amiga que é a favor do aborto porque diz que quem não chega a nascer por ter morrido no útero logicamente encarnará em outro corpo e terá outra chance.

    O feto não possui sistema nervoso? A partir de que ponto esse sistema nervoso pode ser considerado humano?
    Se tiver tempo (e ninguém tem) dê uma olhada em Peter Singer. Utilitarista ateu que defende a vida de animais, inclusive, por possuírem um sistema nervoso comparável a de alguns humanos deficientes – logo, matar um animal seria tão ético quanto matar certos deficientes.

    Já os aiatolás do Islã defendem o aborto até o terceiro mês de gestação. Depois disso seria homicídio.

    Como você pode ver, há visões "dualistas" (que pregam a separação entre corpo e alma) que defendem o aborto e visões materialistas que o condenam.

    E um Estado laico não é um estado ateu; é um estado nem ateu, nem cristão, nem espírita e nem agnóstico. É laico!

    No Afeganistão é comum, nas caravanas onde só entram homens e se fica muitos meses sem ver uma mulher, que garotos de 8 a 12 anos se vistam de garotas e virem concubinas de seus primos e tios.
    Isso não é parte do Islã; isso é um costume local, separado da religião.
    Se eu morar no afeganistão e tiver uma religião contrária a essa prática, Martha, você acha que eu devia deixar de me manifestar, caso o Afeganistão fosse um estado laico? (como já foi em tempos remotos).

    Do mesmo modo, a defesa do aborto é uma bandeira do feminismo; não está ligada a nenhuma religião, embora tenha sintonia com o materialismo que, vamos combinar, é uma visão sobre a espiritualidade, a ética, nosso lugar no mundo… é um conjunto de crenças, um religião não organizada, assim como o hinduísmo é uma religião não-organizada. Se o materislismo não é religião, o hinduísmo não é religião também. E acho que não é mesmo. Mas um estado hindu é um estado laico? Um estado materialista é um estado laico?

    Abraço.

    Reginaldo

    11 de outubro de 2010 às 23h56

    Um presidente pode ter opinião própria , mas infelizmente governa para diversidade de pessoas , religião etc… , mas o fato não é este. veja este artigo.
    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/01/

Fátima Oliveira

11 de outubro de 2010 às 12h28

A todas as pessoas que comentaram, a minha gratidão. E vamos navegando…
Agradeço a solidariedade, garra e ternura das seguintes pessoas que comentaram via email: Thiago Castro , Severino Isidoro Fernandes Guedes, Vanderlei Ribas, Ana Margareth Gomes Alves, Jorgina Lundstedet, Raimundo Lira, Erisvaldo Santos, Jânio Basílio dos Santos, George Marcos de Aquino Freitas, Luiza Tomita, Edson Bueno de Camargo, Beatriz Kotek Selistre, Ventura Picasso, Adelson da Silva Monteiro/Maria Luís Marília, Ivan Bulhões, Ana Fonseca, Avani Souza Silva, Bruno Teatini, MULHERES DA FAMÍLIA CALADO (Eliana Calado, Aline Calado, Renata Calado, Bruna Calado e Cintia Calado De Caux), Salete Maria, Kleber Lacerda, Aldacy Pinto, Ricardo, Noemy, Rina Laboissiére, Sandra Sena Gomes Iannini.
De 8 a 10.10 recebi 26 emails sobre o artigo. Duas pessoas votam no Serra; e um foi de certo modo agressivo, ao qual respondi “na lata” – dizendo-lhe que deveria se dar o “benefício da dúvida”… Foi o modo que encontrei de tentar abrandar tanta dureza contra os interesses mais caros ao nosso país.

Responder

    Sandra S. G. Iannini

    11 de outubro de 2010 às 20h28

    Fátima,seu artigo é o grito engasgado em nós mulheres.Você é nossa porta voz contra a indecência que tomou conta na disputa dos presidenciáveis. Grata mais uma vez pela coragem mulher 'birrenta"do Maranhão.

O aborto e os direitos civis: a hora da virada | Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de outubro de 2010 às 17h18

[…] Felizmente, as feministas brasileiras perceberam que era hora de reagir, como fez aqui a dra. Fátima Oliveira. […]

Responder

Ivo Gonçalves

09 de outubro de 2010 às 22h43

Quando Fátima Oliveira, cobra criada da política, como disse aqui um comentário, quando brada que "Isso aqui é uma República", MOSTRA o caminho das pedras, dando um pito na Dilma e no Serra, sobretudo para a Dilma de quem ela é eleitora (alguém poderia fazer chegar à Dilma o artigo e os comentários). Dilma tem de sair da armadilha fundamentalista, urgentemente e ressaltar o republicanismo, os valores e os princípios da REPÚBLICA! Lembro-me bem que houve um tempo, acho que no começo do governo Lula, que eles, os petistas do governo, só falavam em valores e pautas republicanas. Depois do mensalão, esqueceram o republicanismo. Não é hora de vincar o republicanismo e deixar de lado a carolice? Dilma tem de pautar o republicanismo, ou perderá a eleição!

Responder

Messias Macedo

09 de outubro de 2010 às 10h16

Pe. Léo desmascara José Serra quanto ao aborto [Ajude a divulgar] SERRA NUNCA MAIS! (http://www.youtube.com/watch?v=EdNJwnN_vV0)
ROSA MORCELLI – CUIABÁ
FONTE: comentário publicado em http://www.mafuadohpa.blogspot.com/https://www.blogger.com/comment.g?blogID=67596964
9 de outubro de 2010 04:44

SUPLICA, MATUTO ‘BANANIENSE’!
PELO AMOR DE DEUS, Mostra logo este vídeo no programa da propaganda eleitoral da Dilma Brasileira e Rousseff – e também em algumas inserções comerciais da campanha! PELO AMOR DE DEUS!

Messias Franca de Macedo – ‘ateu graças a Deus’!
Bahia , Feira de Santana, Brasil

Responder

Messias Macedo

08 de outubro de 2010 às 22h39

Ex- primeira-dama Ruth Cardoso defendeu projeto sobre aborto. José Serra não foi contra
Folha de São Paulo. outubro de 1997
A primeira-dama Ruth Cardoso (esposa de Fernando Henrique Cardoso) defendeu ontem a aprovação pelo Congresso Nacional da lei que regulamenta a realização de abortos legais em hospitais públicos, afirmando que ela apenas ratifica o que já está na legislação.
Ela disse que a chegada do papa João Paulo 2º hoje ao Brasil não deve ter nenhuma interferência na votação da lei no Congresso. Para a primeira-dama, "a relação entre o Congresso Nacional e o papa é zero". Segundo ela, "esse é um problema da sociedade brasileira".
(…)

FONTE: http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/
#####################
Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

Responder

Lucio

08 de outubro de 2010 às 22h23

Dias antes do dia 03 de outubro eu comentava no Blog do Rodrigo Vianna que não sentia no meu dia a dia o que as pesquisas apontavam e que esperava melhores resultados no resto do Brasil (sou do estado de São Paulo). Quandou a eleição foi encerrada no primeiro turno passei a acompanhar a apuração. Não sei bem de onde surgiu mas de repente vi o estadão , folha e sei lá mais quem dizendo que Dilma não venceu por conta da internet, boatos, aborto, religião. Algo que apesar da minha percepção que não apontava vitória no primeiro turno não consegui detectar na minha realidade local. Comentei em diversos blogs que costumo ler : O problema foi a mídia. Claro , baseado na minha realidade. Mas era Estadão , Folha, etc… "Internet, religião, aborto"…. A TV como sempre deve ter reproduzido (não vejo TV) "aborto, aborto, Dilma , religião, abortoDilma" como um mantra. Os Blogs progressistas "aborto, internet, Dima, aborto".E isso se espalhou de forma impressionante. Até quem nem havia pensando nisso passou a conhecer o assunto. Somado aos desgastes provocados pela mídia quando cobriu de forma impressioante e injusta os problemas do governo (receita e Erenice) passando a idéia de que o país está num mar de corrupção o segundo turno entra com mais esse desgaste. Enfim, um grande plano.Não sei se arquitetado todo ele antecipadamente mas talvez de modo oportunista, observando os fatos e pautando de acordo com as necessidades. Hoje liguei para uma amiga Cearense que votou Dilma e é católica.Ela é , como dizemos, praticante.Vai às missas todos os domingos , participa dos demais ritos da igreja e é contra o aborto. Uma dentre os tantos católicos Cearenses que votaram em Dilma dando a ela mais de 60% de votos. Como eu ela estava surpresa. Apesar de tudo conseguimos rir, pois ela sabe que eu também sou contra o aborto: "e não é que votamos numa candidata favorável ao aborto?". Ela (com aquele sotaque maravilhoso que só o nordeste tem) : "Pois é , se eu soubesse não tinha votado não". Pensei comigo : Quem sabe metado do nordeste.

Responder

    Lucio

    08 de outubro de 2010 às 23h00

    Bem entendido : Eu e minha amiga Cearense não mudamos de opinião sobre Dilma.rsrsrs Estávamos apenas de troça.

    Penso que apesar da algumas manifestações "isoladas" de um ou outro religioso católico a maioria jamais entendeu Dilma como favorável ao aborto simplesmente.Hoje ,ao contrário de dias antes da eleição, ouço "aborto" por aí nas bocas , nas ruas e não consigo deixar de pensar que sem razão de ser.Talvez eu estivesse certo, não foi a religião ou a internet : Foi "a mídia".rsrs

    Lucio

    08 de outubro de 2010 às 23h20

    Quem sabe após a vitória de Dilma esse e outros temas possam ser discutidos adequadamente.

    Ester Nolasco

    10 de outubro de 2010 às 12h45

    Como Lúcio? Ela já vendeu a sua voz pros fundamentalistas. Infelizmente. Foi obrigada a fazer isso. Por fim, só nos resta não eleger Serra. Mas de Dilma não dá para espaerar muito. Eleita, vamos pro pau com ela.

Gerson Carneiro

08 de outubro de 2010 às 21h51

Soninha, coordenadora da campanha do Aiatolá, revelando, no PIG, que fez aborto.

[youtube LPqOJEHBU8w http://www.youtube.com/watch?v=LPqOJEHBU8w youtube]

Responder

    Messias Macedo

    08 de outubro de 2010 às 23h03

    Prezado Gerson Carneiro, parabéns pelo 'vídeo detonador de [DEMo]tucanos abestados, cafajastes, mercadores da fé e da ignorância alheias, assaltantes dos templos, kamizazes da própria vala-comum da inépcia e da dissimulação!…

    [A Soninha da Playboy e da bicicletinha "do (S)erra… Faltou mencionar 'o nome do pai da criança'(!)…

    [NOTE A CARA-DE-PAU DA MÔNICA VALDVOGEL QUE, ONTEM (07/10/10), PROTAGONIZOU O PAPEL DE FREIRA CELIBATA NO PROGRAMA ‘ENTRE ASPAS’ [RouboNews!]

    … Cambada de hipócritas!… Sacripantas!…

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

    Vinícius

    11 de outubro de 2010 às 13h20

    Você tá zoando uma mulher que abortou um filho?

    Tenha vergonha, cara! Você não faz idéia do que está falando!
    Pense um pouco na dor dos outros…

    Gerson Carneiro

    08 de outubro de 2010 às 23h05

    Interessante nesse vídeo é que a Soninha afirma que fez, mas é contra. Ou seja, é como dizer: "Eu uso cocaína, mas sou contra as drogas". E as colegas do PIG apoiam dizendo que ela fez "porque precisou fazer". Quer dizer: na verdade essa gente é contra que pobre faça.

Domngos

08 de outubro de 2010 às 21h32

O PSDB quer instalar no Brasil uma ditadura Teocrática?

Responder

Para as mulheres, esse símbolo da paixão e da vida. « Papagaio Rouco

08 de outubro de 2010 às 20h40

[…] Extraído do blog do Azenha Viomundo: […]

Responder

Vinícius

08 de outubro de 2010 às 18h48

As feministas parece que só falam para outras feministas.
Ih! É verdade! Só falam pra outras feministas mesmo.
Por isso tacham elas de chatas. É preciso de civilidade e BRANDURA para apresentar idéias diferentes às pessoas…

Do jeito que algumas feministas defender o direito ao aborto parece que estão defendendo simplesmente a individualidade, quando na verdade se trata de pregar a proteção, enão punição, de mulheres emocionalmente feridas.

Ora, é claro que justificar o aborto como "assunto de foro íntimo" é repugnante pros conservadores. É repugnante pra mim! É repugnante pra quem vê o individualismo crescendo no mundo, e o valor das coisas simples minguando e desaparecendo…

Então, muita racionalidade e afeto pra falar sobre aborto. Se não, só vamos conseguir o ódio das pessoas.
Quando chamam o Serra de aiatolá, estão chamando os crentes de loucos… isso não é lutar pelas mulheres. Isso é ter prazer de fazer inimigos.

Responder

    @pintandomusica

    08 de outubro de 2010 às 19h08

    O aborto é uma decisão particular. Eu sou contra o aborto. O que as pessoas não estão entendendo é que defendemos a LEGALIZAÇÃO do aborto, para que mulheres que decidiram pelo aborto não morram nas mãos de açougueiros e sim, sejam assistidas em clínicas com toda a infra-estrutura como são as procuradas por mulheres que podem pagar por isso.

    Elisa Fonseca

    08 de outubro de 2010 às 19h31

    Menos, né Vinicius? Vc realmente não é obrigado a gostar, mas que o texto da Fátima Oliveira arrasou, arrasou. E tá correndo mundo e tá bombando e está fazendo a diferença.
    Agora se você é misógino e não sabia, saiba que seu comentário é misoginia pura. Cada pessoa defende suas ideias como sabe. E daí? Cadê a tua coragem pra fazer um escrito assim para abalar? Escreve cara, precisamos de muito mais gente escrevendo o que lhe vai na alma.
    Mas não vamos brigar por isso. O inimigo são outros, não nós. Vamos guardar nossas energias para detonar a malandragem psdbista que quer sumir com a nossa República.

    CC.Brega.mim

    08 de outubro de 2010 às 22h04

    claro,
    corpo de homem = problema de homem
    corpo de mulher = problema de homem

    hi, acho que algo não está certo…

    pedrão

    10 de outubro de 2010 às 09h48

    aborto não se trata do corpo nem do homem nem da mulher que fizeram o filho, mas desta 3 pessoa que está pra nascer.

    CC.Brega.mim

    10 de outubro de 2010 às 13h03

    não é sério isso.
    não se trata do corpo da mulher?!?
    sei, não é a mulher que engravida
    que sangra, tem hemorragia, anemia, depressão…
    aborto é uma m….
    e ainda assim é uma decisão da mulher sobre o seu corpo.
    ou homem aceitaria que o estado ou seja lá quem fosse decidisse
    o destino de seu esperma?

    marinildac

    08 de outubro de 2010 às 22h39

    caro amigo, o Sr. não acha que depois de 200 mil anos do Homo sapiens sobre a Terra brandura e civilidade já deveriam ter dado algum resultado? e, no entanto, se não fosse muita luta nem estaríamos votando — direito simples que repugnava a machocracia e ainda repugna em muitas partes. faço muita concessão em nome da civilidade e, vá lá, da brandura entre os seres humanos, mas contra a transformação "disso aqui" em sociedade teocrática não há como tergiversar. estamos copiando as piores práticas da política americana, os boatos, a difamação, a mistificação, o argumento do medo… acredite, a falta de brandura não partiu daqui. grande abraço.

    Vinícius

    12 de outubro de 2010 às 13h19

    200 mil anos de brandura e civilidade? Cadê?
    E concordo com você, a falta de brandura não é nossa, é deles.
    Mas, cotidianamente, o feminismo não investe em alcançar o coração dos homens e conservadores. A causa é boa. Eles não merecem conhecê-la?

    Então um grande abraço pra você também, e tomara que a gente saiba lutar nossas lutas de modo a fortalecê-las. Novamente, um abraço.

@pintandomusica

08 de outubro de 2010 às 18h26

Desabafo com humor…para rir e refletir

VOU VOTAR NO SERRA!

Desculpem, amigos, vou votar no Serra; não precisam mais me mandar e-mails de Dilma, sapatão, guerrilheira e etc… "Cansei…Basta"! Vou votar no Serra"

Cansei de ir ao supermercado e encontrá-lo cheio. O alimento está barato demais. O salário dos pobres aumentou e qualquer um agora se mete a comprar carne, queijo, presunto, hambúrguer e iogurte.

Cansei dos bares e restaurantes lotados nos fins de semana. Se sobra algum, a gentalha toda vai para a noite. Cansei dessa demagogia.

Cansei de ir em Shopping e ver a pobreza comprando e desfilando com seus celulares.
O governo reduziu os impostos para os computadores. A Internet virou coisa de qualquer um. Pode? Até o filho da manicure, pedreiro, catador de papel, agora navega…

Cansei dos estacionamentos sem vaga. Com essa coisa de juro a juro baixo, todo mundo tem carro, até a minha empregada. " É uma vergonha! ", como dizia o Boris Casoy. Com o Serra os congestionamentos vão acabar porque, como em S.Paulo, vai instalar postos de pedágio nas estradas brasileiras a cada 35 km e cobrar caro.

Cansei da moda banalizada. Agora, qualquer um pode botar uma confecção. Tem até crédito oferecido pelo governo. O que era exclusivo da Oscar Freire, agora, se vende até no camelô da 25 de Março e no Braz. Vergonha, vergonha, vergonha…

Cansei de ir a banco e ver aquela fila de idosos no Caixa Preferencial, todos trabalhando de office-boys.

Cansei dessa coisa de biodiesel, de agricultura familiar. O caseiro do meu sítio agora virou "empreendedor" no Nordeste. Pode?

Cansei dessa coisa assistencialista de Bolsa Família. Esse dinheiro poderia ser utilizado para abater a dívida dos empresários de comunicação (Globo, SBT, Band, RedeTV, CNT, Fôlha SP, Estadão, etc.). A coitada da "Veja" passando dificuldade e esse governo alimentando gabiru em Pernambuco. É o fim do mundo.

Cansei dessa história de PROUNI, que botou esses tipinhos, sem berço, na universidade. Até índio, agora, vira médico e advogado. É um desrespeito… Meus filhos, que foram bem criados, precisam conviver e competir com essa raça.

Cansei dessa história de Luz para Todos. Os capiaus, agora, vão assistir TV até tarde. E, lógico, vão acordar ao meio-dia. Quem vai cuidar da lavoura do Brasil? Diga aí, seu Lula…

Cansei dessa história de facilitar a construção e a compra da casa própria. E os coitados que vivem de cobrar aluguéis? O que será deles? Cansei dessa palhaçada da desvalorização do dólar. Agora, qualquer um tem MP3, celular e câmera digital. Qualquer umazinha, aqui do prédio, vai passar férias no Exterior. É o fim…

Vou votar no Serra. Cansei, vou votar no Serra, porque quero de volta as emoções fortes do governo de FHC, quero investir no dólar em disparada e aproveitar a inflação. Investir em ações de Estatais quase de graça e vender com altos lucros.

Chega dessa baboseira politicamente correta, dessa hipocrisia de cooperação. O motor da vida é a disputa, o risco… Quem pode, pode, quem não pode, se sacode. Tenho culpa se meu pai era mais esperto que os outros para ganhar dinheiro comprando ações de Estatais quase de graça? Eles que vão trabalhar, vagabundos, porque no capitalismo vence quem tem mais competência. É o único jeito de organizar a sociedade, de mostrar quem é superior e quem é inferior.

Quero os 500 anos de oligarquia autoritária, corrupta e escravizante de volta. Quero também os Arminios Fragas&outros pulhas, que transformaram a Vale e a Embratel em meros ativos para vender a preço de banana para os "amigos do rei".

Quero de volta a quadrilha do FHC, escondendo escândalos, maracutaias e compra de votos no Congresso. Onde já se viu: nesta terra sem lei chamada Brasil, só a direita corrupta tem o direito de roubar, o resto tem que trabalhar duro, com salário de fome para que os tubarões, empresários e banqueiros, comprarem seus jatinhos e iates além de mandarem dinheiro para paraísos fiscais. Quero o Serra&quadrilha fazendo pelo país o que fez com os funcionários públicos, professores, médicos e policiais do estado de São Paulo passarem 14 anos a míngua. Tem que arrebentar essa pobralhada.

Eu ia anular, mas cansei. Basta! Vou votar no Serra. Quero ver essa gentalha no lugar que lhe é devido. Quero minha felicidade de volta! Estou com muito medo! Isso está DILMAis!

Responder

    suzana

    08 de outubro de 2010 às 19h11

    Muito bom mesmo.Está Dilmais.Voce.falou tudo,pena que não apareça um depoimento deste nos jornais.Se vce. manda para eles, não publicam.É uma pena.Com humor vce.disse tudo.

    O JUIZ

    08 de outubro de 2010 às 20h17

    Sensacional.
    Tomo a liberdade de copiar sua bela crônica e enviá-la a uma centena de amigos que cultuam o "Santinho do Pau Ôco".
    Essa é uma fotografia da Elite que quer voltar ao poder, para reconstruir as senzalas.
    Parabéns.

    morfer

    08 de outubro de 2010 às 20h59

    Cara, vc é foda veio. Mesmo. Li e apreciei cada linha. Parabens, voce tem o "dom", vou copiar seu texto e divulga-lo. Espero q me permita. Abraços.

    Silvia Guerra

    08 de outubro de 2010 às 21h35

    Cara, que legal esse texto, pura ironia mesclada ao bom humor.

    Mariluci

    08 de outubro de 2010 às 23h03

    Vou tomar a liberdade de enviar a todos que me enviam e-mails "antiterrorista" diariamente. Adorei. É tudo o que eu gostaria de escrever e não tinha tempo…

    Nanny

    08 de outubro de 2010 às 23h10

    PUTZ!!! ARRASOU!!!! É exatamente isso o que pensa a dita classe "A". Hoje está mais difícil explorar o pobre que, durante décadas, falava num fio de voz, sentava-se na pontinha da cadeira do banco a pedir empréstimo, via o "patrão" reclamando que não podia dar aumento por causa da crise, mas que desfilava em carrões, tinha mesa farta enquanto a maioria comia arroz, feijão, linguiça, ovo frito. Carne? Pra que esse luxo?? Estudar pra quê? Bobagem, pobre não precisa estudar, tem é que trabalhar, 10, 12 horas para que não falte nada a seu patrão, que garantirá seu emprego, blábláblá… Pois é, mas não contavam com um operário como presidente da República. Só mesmo ele poderia mudar essa história. Hoje o povo anda de cabeça erguida, autoestima elevada e com mais dinheiro no bolso. Mais 8, 12, 16 anos disso, NÃO, eles não aguentam!!!! Daí o DESESPERO. Sinto muito em informr-lhes, mas nós, o povo, estamos gostando e gostando muito de tudo isso, e queremos continuar. E para continuar, vamos com Dilma, para o Brasil seguir mudando.

    Raimundo Lira

    11 de outubro de 2010 às 15h09

    Desculpe, mais copiei essas verdades e enviei para os meus 902 e-mails.
    é Realmente uma palhaçada, tenho um amigo que seu pai tem 200 empregados e meu pai agricultor, e nós da mesma sala de aula, tem lógica não hee…. eu deveria tá era sendo o pião nº 201 do pai dele….

    Realmente tem que voltar esse tempo onde pobre "sabe onde é seu lugar"

    clarice

    13 de outubro de 2010 às 01h20

    Olha, o perigo é algum eleitor do serra ler e levar a sério!
    Pior q tem gente q pensa assim mesmo!

Fabiano Caldas

08 de outubro de 2010 às 18h23

Escrevi um texto: "Texto contra o aborto, sem usar a bíblia".
Nesse texto coloco fortes argumentos, sem usar a religião, para mostrar o porque o aborto não deve ser legalizado. Quem não quer um debate religioso a respeito do tema, leia o meu texto. Creio que será difícil discordar do meu ponto de vista. http://blogdofabianocaldas.blogspot.com/2010/10/t

Responder

Fabio_Passos

08 de outubro de 2010 às 18h20

Brizola Neto divulga um recado importante do Aldir Blanc… confiram:

"O recado de Aldir Blanc, na mosca" http://www2.tijolaco.com/28593

Responder

@MuriloO

08 de outubro de 2010 às 17h49

O que Serra diria desse caso? http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult9

Condenaria os médicos por fazerem aborto amparados pela lei que ELE MESMO ASSINOU???

Responder

Celso

08 de outubro de 2010 às 17h40

Deixa a Dilma trabalhar!

“Pobreza e desigualdade continuaram caindo em 2009″

…”O crescimento da renda se deu de maneira bem diferente nos três períodos analisados. “O primeiro período (1995-2001) foi de estagnação para todos; o segundo período (2001-2005), de queda da desigualdade com estagnação da renda média; e o terceiro período (2005-2009), de crescimento para todos, mas principalmente para os mais pobres”, …
http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=co

Gente! Cidadania vai ser com a Dilma. Temos que entrar na batalha virtual contra o Serra e seus devotos.

Responder

Baixada Carioca

08 de outubro de 2010 às 17h21

O papel que a igreja sempre desempenhou foi o de manter o povo na mais completa miséria e ignorância para ter o poder de controlá-lo. Isso é secular. Eles estão vendo nesse momento a oportunidade de se aproximar do poder para continuar a manipular seus fiéis.

A questão do aborto foi uma forma de perpetuar o estado de coisas.

Parabéns pelo artigo.

Responder

elianaazevedo

08 de outubro de 2010 às 17h02

Pois não é mesmo? Desde quando um presidente tem que ser católico ou evangélico ou espírita ou budista?Desde quando um presidente precisa ser contra ou a favor do aborto em suas íntimas crenças? Desde quando um presidente tem que levantar bandeiras que são de cunho pessoal? O presidente não é um rei,não vai governar por decreto,está representando o povo,em uma república DEMOCRATA.Se eu fizer ou não aborto,é da conta do presidente, em termos morais?É da conta sim, do Ministério da Saúde que sabe que milhares e milhares de mulheres, pobres ou ricas já abortaram.As primeiras,perdendo a vida ou seu útero.Quem é que vai mandar no meu corpo? Quem é que vai implantar uma religião no meu cérebro? Cadê a liberdade de expressão?Já nos foi tirada pelos católocos ou pelos evangélicos? Quem vai decidir se tenho ou não mais um filho? Um tucano-fascista? Não, mulheres,não! Vamos começar a brigar por aquilo que é questão de foro íntimo, pois nenhum Serra da vida vai na sua casa,cuidar dos seus filhos ou pagar suas contas. Chega de intromissão!

Responder

Maria dos Prazeres

08 de outubro de 2010 às 16h39

Serra é ridículo!

Responder

Liz maria

08 de outubro de 2010 às 16h34

A esse baitolá só vai se afundar….he…he..he…Como que ele é favor da vida se quer acabar c/ os pobre, as minorias? como que é a favor da vida se nos governos do PSDB, agem contra os moradores de rua , impedindo-os de ficarem em algum lugar colocam obstáculos debaixo dos viadutos p/ eles não poderem ficar ali , jogam água fria neles de madrugada como foi a denúncia do padre Silvio Lancelotti da pastoral, se colocam encima dos bancos das praças um assento de p-lástico p/ eles não poderem dormir ali… como que é a favor da vida se nada fazem por aqueles jovens que estão consumindo drogas nas vias nas caras deles e nada fazem… a favor da vida se os policiais mau preparados em todos os sentidos já mataram esse ano quase 600 pessoas nas periferias sem ter nenhuma passagem pela policia… Isso é ser cristão? cristo em uma de sua mensagens diz: quem fizer algo de bom por aqueles pobres, pequeninos e as (minorias ) estarão fazendo a mim…isso que é ser a favor da vida? e impedir aqueles que esta fazendo de continuar…isso p/ mim tem outro nome TERRORISMO, FACISMO, é querer acabar c/ toda a massa não cheirosa…é exterminio…sutil as vezes p/a ninguem notar as ações desses covardes, falta de humanidade, de compaixão e de vergonha na cara, falta de carater, etc…
Proveito a oportunidade p/ lembrar que quando O Aiatolá, foi ministro da saúde houve um congresso ou coisa afim com várias pessoa importantes p/ desenvolver algumas ações no combate as drogas e cuidar dos drogados, ele não foi e nen mandou representanrte…esse é ocara que quer ser presidente c/ que cara? só a de pau mesmo…

Responder

Edmar

08 de outubro de 2010 às 16h31

Fátima não é Ayatolá, vamos respeitar os mulçumanos! É 'GAIATOLÁ'. Mas vocês têm razão, as mulheres brasileiras merecem mais respeito. MInha avó teve 11 filhos vivos; Minha mãe 8 (esta vota DILMA mesmo em seus 75 anos e perdoa os "pastores" abestados, de qualquer confissão religiosa!); Minha esposa e eu temos 5 filhos (eu já acho muito difícil engolir a hipocrisia desses farizeus). Somos todos evangélicos. Nem porisso condenamos aquelas que não querem ou não podem ter um ou mais que um filho! As respeitamos e amamos igualmente. Esses 'GAIATOLÁS' só tão tentando enganar os pobres fiés mais desiformados e a gurizada sem noção dos "grupos de relacionamentos" da NET que se julgam importante por alguém lhes mandar uma mensagem, mesmo que mentirosa! . Vamos em frente, Deus nunca abandonou este país e sabe como seus filhos menos aquinhoados precisam de um governo da DILMA!

Responder

    Mariana Rodrigues

    08 de outubro de 2010 às 17h37

    Edmar o título do artigo da Fátima Oliveira é "Eleições presidenciais 2010: em leilão, os ovários das mulheres!" A cahamda do artigo e a ilustração é que se refere ao ayatolá. Acredito que quem faz as camadas é o site.

    Nanny

    08 de outubro de 2010 às 23h25

    Gostei mais do "BAITOLÁ". kkkkkkkkkkkkkkk rachei de rir!!!!

Josélio Borges

08 de outubro de 2010 às 15h29

Dra. Fátima Oliveira sabe o caminho das pedras e cantou as pedras aqui em seu artigo. Tanto que a manchete do IG é:
Volta à TV mostra PT e PSDB enquadrados por discurso religioso
Progranda eleitoral gratuita foi retomada hoje para o segundo turno da disputa presidencial http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/volta+a+t
O espetáculo é grotesco, tanto de Serra quanto de Dilma. Alguém por favor faça chegar a Dilma que esse "enquadramento" da campanha no discurso religioso não é republicano e é um retrocesso.

Responder

willian]m porto

08 de outubro de 2010 às 14h48

Doutora Fátima é cobra criada. Sabe das coisas. Falou tá falado. Serra é o obscurantismo, a falsa moral, o santinho do pau oco, o sepulcro caiado. E priu.

Responder

Jô Freitas

08 de outubro de 2010 às 14h19

Lindo… perfeito… e real. É disso que precisamos para ler. Lindo texto. Estou encantada e ja o enviei pra alguns de meus amigos de net, Este texto não pode ficar guardado aqui quando muitas pessoas não entram neste blog, então rezolvi espalha-lo pra quantas pessoas forem possivel.
Parabens.

Responder

Marcelo de Matos

08 de outubro de 2010 às 14h04

O post de Rodrigo Viana sobre Soninha e o Vaiatolá está ótimo. Confira: &ldquo ;http://www.rodrigovianna.com.br/

Responder

Cristão e brasileiro

08 de outubro de 2010 às 14h02

Lixo intelectual da pior qualidade…

Responder

Marcia Costa

08 de outubro de 2010 às 13h46

Nota dez, Fátima. Assino embaixo.

Responder

Josélio Borges

08 de outubro de 2010 às 13h37

Agradeço a leitura do seu artigo. Não só aprendi muito como me emocionei. Tem razão, o Brasil não pode seguir sendo tão mau para com suas mulheres que necessitam abortar.
—————————-
Publicado hoje no iG:
ABORTO CAUSA 12 INTERNAÇÔES POR HORA NO SUS.
Aborto causa 12 internações por hora no SUS

Levantamento feito pelo iG com dados do governo sobre a rede pública mostra que, no 1º semestre de 2010, foram 55 mil internações por abortos não espontâneos e sem razões médica http://delas.ig.com.br/saudedamulher/aborto+super

Responder

Vera Silva

08 de outubro de 2010 às 13h21

Fátima querida (sim, o que você escreveu, a torna querida para mim),
"……. limitem as demonstrações exacerbadas de carolice ao campo do privado, no recesso dos seus lares e de suas igrejas, pois não estão concorrendo ao governo de um Estado teocrático, como parece que acreditam. Como cidadã, sinto-me desrespeitada com tal postura." Também me sinto desrespeitada com tal postura. Não estamos num plebiscito para transformar o Brasil numa teocracia.
Não quero ninguém determinando que eu tenha ou não tenha religião.
Como mulher concordo com cada idéia escrita pela Fátima neste artigo. E estou pasma com a distorcida liberdade de expressão que emerge nestas eleições. Estou pasma com o desrespeito da Constituição brasileira e das leis eleitorais inclusive por aqueles que deveriam defendê-las.
Basta de absurdos e desrespeito. Sou mulher, cidadã e quero meus direitos respeitados.

Responder

Odete

08 de outubro de 2010 às 13h00

Um texto que cabe bem no momento. "O pau que dá em chico também bate no Francisco"!.. Dilma foi muito mal assessorada no tem aborto, ah coitada! Precisa organizar as ideias rapidamente e o caminho são os valores republicanos

Responder

Eline das Chagas

08 de outubro de 2010 às 12h46

Fiquei maravilhada! Parabéns
Mas também dei boas garagalhadas com essa imagem da juquira. Fátima Oliveira como genuína sertaneja, com um pé na roça que ela não tira nuca, encontrou a imagem perfeita para a Marina& Comapnhia, que são mesmo juquiras, onde só brota erva daninha. Adorei sobretudo quando você diz: VAMOS DAR UM TRATO ECOLÓGICO NA JUQUIRA eheheheh… Você é dura, cortante como uam Lãmina afiada, mas tem bom humor também.

Responder

Marcos C. Campos

08 de outubro de 2010 às 12h15

O problema é a lavagem cerebral …. das mulheres que frequentam as igrejas catolicas e evangelicas, o que não quer dizer que a opção religiosa necessariamente leve a isto, a questão está na mulher que se adapta ao modelo.

Estamos vivendo épocas de libertação. A libertação das mentes de homens e mulheres. As barragens se rompem desde o século passado, valores espirituais e morais superiores são buscados.

Esta busca do superior pode então ser manipulada pelos que têm medo da liberdade. Os egoistas de sempre traçam seus planos de prisão.

Responder

Julio Silveira

08 de outubro de 2010 às 12h07

Afeganistão, Brasil, alguma semelhança? Muitos dirão… Nenhuma. Para mim corremos o risco de, fortemente, nos encaminharmos a sermos o Afeganistão da America do Sul. Aqui dentro, embora poucos percebam já temos os conselhos dos Anciãos, são aqueles lideres religiosos que determinam quem seja lapidado em praça publica. Aqui eles procuram ser discretos, até por que ricos podem correr riscos. E, afinal para que se expuser se tem em suas bocas de ferro um instrumento de tão grande valia, para imporem seus pontos de vistas, e preservarem seus domínios. Quem representa nosso conselho de Anciãos?
Continua…

Responder

Julio Silveira

08 de outubro de 2010 às 12h07

Continuação…
As grandes famílias midiáticas, detentoras da verdade moral é ética de nossa sociedade, e elas as tratam de forma que a sociedade fica refém de seus julgamentos e circunstancias. Mais semelhança? Seguimos fortemente, no que depender desses anciãos, para um estado onde as madrassas cristãs terão forte poder sobre o estado laico, podendo até mesmo se tornar o estado teocrático com roupagem “clean”, como eles desejariam. O preconceito contra as mulheres, assim, ficariam preservados num misto de modernidade preservando a submissão, aos outros gêneros existentes na sociedade desde sempre, esses poderiam retornar a prisão em si mesmo, ou correr o risco de morte pela moral e bons costumes. Para esses anciãos a pátria brasileira, como no Afeganistão, não existe, o que existe é um estado onde o cidadão, antes de qualquer coisa, deve entender onde é seu lugar. E aceitar humildemente a supremacia dos Anciãos como os únicos porta-vozes da sabedoria divina e nacional.

Responder

Yacov

08 de outubro de 2010 às 11h42

NUm mundo desigual, o aborto se torna uma questão social. Mulheres pobres, sem condições, toma a pílila do dia seguinte e se não der certo, ou tentam o aborto em clínicas clandestinas, correndo risoc de vida, ou engravidam, e colocam amis uma criança pobre no mundo. As taxas de gravides na adolescência no BRASIL são altíssimas e o Estado tem que tomar uma atitude em relação a isto, tendo como horizonte não a questão religiosa mas a questão social. Purtanto, eu sou a favor de o Estado descriminalizar e favorecer o aborto nas condições já previsats em LEI e também em casos de adolescentes grávidas que queiram fazê-lo. Acima de 18 anos a pessoa tem que recorrer a seus próprios recursos. Evidente que precisa normatizar isto. Evidente também, que o tema está sendo utilizado de forma leviana, chula e eleitoreira pela direta, para favorecer o seu candidato. JoZÉ ÇerRA.

"O BRASIL PARA TODOS naõ passa na gLOBo – O que passa na gLoBO é um braZil para TOLOS"

Responder

Ana Paula

08 de outubro de 2010 às 11h32

É preciso uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO nos outdoors do pastor Silas Malafaia espalhados pelas ruas. É ultrajante tal discriminação ostensiva proibida por lei. Brasil: um Estado LAICO.

Responder

Sel Gallucci

08 de outubro de 2010 às 11h02

Excelente texto! Vamos acabar com a hipocrisia! Que Dilma seja clara ao se posicionar sobre o tema!

Responder

Josnei Di Carlo

08 de outubro de 2010 às 10h38

Belíssimo texto.

Responder

Gil Teixeira

08 de outubro de 2010 às 10h35

Supimpa!

Responder

Hans Bintje

08 de outubro de 2010 às 10h03

Fatima Oliveira:

Falar em "quem porta uma gota de lucidez tem o dever, moral e político" é conversa apenas para as pessoas já convertidas para a causa.

O público-alvo de sua mensagem deveria ser mais amplo.

Leia, por exemplo, o diálogo devastador entre o PHA e o Mino Carta ( http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/10… ):

"Ligo para o Mino Carta, autor de notável artigo na Carta Capital desta semana, de título 'Patética mídia nativa'.

– Mino, você não está preocupado com o aborto ?, pergunto angustiado.

– Não, ao contrário.

– Ao contrário ? Você não vê que contemplamos as Ruínas da Nação ?, a irremediável Decadência dos Costumes … e você não está preocupado ?

– Não, meu filho. Estou até reconfortado.

– Reconfortado ? Mino, você não vive neste mundo de Degradação e Luxúria. Onde você vive ?, em que planeta ?

– Jamais confiei tanto nas Reservas Morais desta Nação. Jamais imaginei que os Valores que os editoriais do Estadão pregam pudessem estar tão vivos no Espírito da Pátria.

– Confiante, por que ?, Mino ?, perguntei tomado de angústia.

– Porque percebo no Horizonte, onde a Ética se encontra com a Fé e a Esperança, uma solução para a Grave Crise Moral que nos assola.

– Por favor, tranquilize-me, disse eu, súplice.

– Você verá que a Elite Paulista, neste momento sitiada por vândalos e depravados, soube reunir as Forças do Espírito para enfrentar a ofensiva do Mal. E venceu a batalha entre a Luz e a Treva ! A Luz prevaleceu !

– Aleluia !

– Aleluia !

– Verdade, Mino ? Tranquilize-me.

– Satã foi expulso do relógio do Itaú, que fica em cima da Avenida Paulista.

– O relógio do Itaú está salvo, Mino ?

– Sim, meu filho, tranquilize-se.

– Como foi isso possível, tal Milagre ?

– Muito simples.

– Como 'simples' ?

– Na Avenida Brasil, uma clínica passará a oferecer três tratamentos à livre escolha da Mulher Paulista de 400 Anos.

– Três ?

– Sim. Veja bem. Ela desce de sua Mercedes e logo à porta poderá optar, já com a secretária, uma espécie de Gisele Bunchen da Moóca.

– Optar entre que possibilidades ?

– Ela poderá escolher: fazer um aborto, uma lipoaspiração, ou, com a ajuda da equipe do Dr Abdelmasih, uma fertilização in vitro.

– Perfeito. Genial, bradei, reconfortado !

– Você já imaginou ? Ter à sua disposição, por um punhado de dólares – sem recibo – uma lipo, um aborto ou um bebê rechonchudo sob os cuidados do Dr Roger ? Tudo em três prestações, sem juros. Sem recibo.

– Isso é que é uma combinação perfeita, bradei, reanimado: Marketing e Moral, num mesmo pacote. Estamos salvos, Mino !

– Você percebe como a Crise de Valores foi superada ?

– Sim, sim, claro ! Mas, Mino, me perdoe, nessa Crise tão profunda, não há o risco de o bebê, contaminado pela Degradação dos Costumes, nascer um mostrengo ?

– Sim, respondeu, pausadamente o Mino. Sim …

– Verdade, Mino ? Isso é um perigo.

– Sim, meu caro.

– Qual é o risco ?

– Se a representante da Moral e dos Costumes quiser ser fertilizada pelo sêmen de um tucano paulista da melhor espécie, corre sério risco.

– É mesmo, Mino ? Que risco ?

– Nascer o Bebê de Rosemary.

Pano rápido."

Responder

    Mariana Rodrigues

    08 de outubro de 2010 às 10h30

    Hans, agora é hora de cada pessoa consciente lutar como sabe e como pode. O texto de Fátima Oliveira é mais do que da hora, firme, consistente e ADEQUADO. É o que ela sabe e quer fazer, vamos respeitar. Entendi sua crítica, inadequada, como uma solicitação de algum texto mais simples da parte dela, ou não? Mas também o artigo dela é um chamado para que gente como você também se engaje para além do criticismo. Vamos lá amigo, faça a sua parte também
    E muito obrigado pelo diálogo, brilhante entre Mino e PHA, que eu não conhecia e adorei.

    Ana Paula

    08 de outubro de 2010 às 12h05

    Há dias não consigo acessar o Conversa Afiada (problemas de conexão do Internet Explorer)… não consegui nem por este link…

    CC.Brega.mim

    08 de outubro de 2010 às 15h13

    usa o firefox, que é aberto
    fácil fácil…

mariazinha

08 de outubro de 2010 às 09h53

Mas isto, tinha que dito na lata do vampirão chirico; ele não vai ler pois não vai sair na mídia velha e suja.
Precisamos coloca-lo na primeira página da Google! Como faze-lO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

LALO PEREIRA

08 de outubro de 2010 às 09h47

Curti a imagem do Zé Aytolá, mas não sei se isto ajuda muito na campanha. Nestes tempos tensos, charge, caricatura,

divertem mas provocam o outro lado, e quando o assunto é religião o terreno é pantanoso.

Os demotucanos estão confundindo e desinfirmando em meio ás massas que não acessam internet.

Por exemplo, pelo interiorzão do Brasil eles continuam associando, colando a imagem do tucano a de Lula,

dizem que Zé Chirico é quem vai dar continuidade ao governo, e Dilma enfrentarar onda de greves.

O apelo à promessa de salário de 600 reais também é uma isca que tem funcionado em alguns pontos

de pessoas desinformadas. Tem boato pra todos os gostos.

Há mulheres engajadas que assumem o aborto e ao mesmo tempo declaram apoio Dilma. Isto não é bom.

Cuidado. Há inimigos na trincheira, fogo amigo e gente jogando lenha e alimentando a fogeurira da inquisição

Responder

Bola

08 de outubro de 2010 às 09h41

Uai, mas não era o Lula que era amigo do regime dos aiatolás?

Responder

ruypenalva

08 de outubro de 2010 às 09h24

Melhor do que combater o Ayatollah será combater suas Ayatollices

Responder

Mariana Rodrigues

08 de outubro de 2010 às 09h16

Fátima Oliveira,
Babeeeeeeeeeeeei.Falou por mim!
Vc nos dá uma oportunidade única de tentar incluir nesse debate conturbado as discussões que interessa, que são as ideias, os valores e os princípios republicanos.
Não esquecendo que REPÚBLICA significa coisa (RES) pública, a Dilma tem de se apegar a isso: resgatar a República!!!! Convido os cometaristas aqui a travar essa discussão
*********
PRINCÍPIOS REPUBLICANOS:
1. Interesse Coletivo – A palavra "República", significa "coisa" (Res) "pública (algo que faz parte do património comum).
2. Equidade – O ideário republicano, forjado na lutas contra os regimes absolutistas e ditatoriais, assumiu como matriz a exigência do primado da Lei, perante a qual todos são iguais. Ninguém está acima da Lei.
3. Laicismo – A luta contra a intolerância religiosa conduziu os republicanos a defenderem a separação entre a Igreja e o Estado, proclamando a liberdade religiosa.
4. Legitimidade Democrática
5. Projeto Colectivo

Responder

Pedro

08 de outubro de 2010 às 09h06

Imaginem um presidente, cuja esposa, estou falando desta coisa chamada Serra e de sua mulher, cuja esposa, repito, sai dizendo por aí, às mulheres do povo, evidentemente, pois as suas iguais sabem que ela é uma vigarista, sai dizendo que a Dilma, se presidenta, vai matar criancinhas. Imagine que presidente teremos ser for o Serra, ou seja, o marido dessa coisa vigarista.

Responder

    Baixada Carioca

    08 de outubro de 2010 às 17h12

    Ela disse isso aqui na minha cidade. Ela podia falar mais no programa do tucano…

Gerson Carneiro

08 de outubro de 2010 às 08h58

O Serra, com suas atitudes, é o mentor dessa campanha rasteira de boataria. Por exemplo, o Serra passou a vestir uma blusa verde no lugar da bluza azul, e com a blusa verde apareceu no JN acusando a campanha da Dilma de assediar excessivamente o PV. Ou seja, o Serra consegue ser hipócrita até nos gestos mais banais do cotidiano.

Responder

    Baixada Carioca

    08 de outubro de 2010 às 17h18

    Gerson. Tá na Folha:

    […]
    Na Executiva, em que Marina tem apenas 10 de 60 votos, a tendência é pela aprovação do apoio a Serra, mesmo que os filiados sejam liberados para tomar outras posições em caráter pessoal.

    Para reduzir a desvantagem numérica, a senadora havia convencido a cúpula partidária a transferir a decisão sobre o segundo turno a um colegiado mais amplo, com a participação de ambientalistas, religiosos e militantes do Movimento Marina Silva, incluindo delegados sem filiação ao PV.

    Ontem, a Folha revelou que, em reunião fechada com aliados, Marina criticou o apetite de dirigentes do partido por cargos. Ela ironizou a notícia de que o PSDB ofereceria quatro ministérios em troca do apoio a Serra.

    "Quatro ministérios pro PV… Caramba! Do jeito que tem gente aí, basta pensar num conselho de estatal, já estaria muito bom. Certo? Tem esse tipo de mentalidade", disse a senadora.

    Marina pretende divulgar hoje uma versão resumida de seu plano de governo, a ser entregue aos candidatos Serra e Dilma Rousseff (PT)…

    Quando o PMDB disse que ia participar do governo, o PIG tratou logo de dizer que Dilma não teria poder no governo. Mas lá, o PV pode fatiar o governo que o PIG não fala nada.

    E sobre o assunto que Fátima nos traz à luz, queria muito saber da opinião da ecotucana.

simonebh

08 de outubro de 2010 às 08h57

Fátima, voto em você para minha representante no governo Dilma! Sinto falta de um discurso inteligente, corajoso e firme como este nas atuais propostas políticas.

Responder

Luiz

08 de outubro de 2010 às 08h46

Gostaria que as pessoas religiosas e conscientes refletissem sobre a questão do aborto. Nenhuma mulher cristã, sendo rica ou pobre, praticará aborto. Para elas, essa questão não depende de lei. Vale a sua consciência, a sua convicção religiosa.
As mulheres ricas, que não são religiosas, quando querem praticar aborto, o fazem em clínicas de alto nível, com toda a segurança médica , tem como pagar as despesas médicas e não perguntam se existe lei anti-aborto.
Agora as mulheres pobres que não vem de famílias religiosas, hoje, para praticar o aborto, recorrem a curandeiras, e a toda a sorte de charlatães. Aí correm risco de vida as mães e os bebês.
As pessoas religiosas, que tem realmente amor ao próximo, deveriam refletir mais sobre essa questão. Quando uma mulher se encontra nessa situação: abortar ou não, é porque algo de desesperador está acontecendo na sua vida. Acredito que a caridade e a bondade cristã podem e devem ser sempre sinônimos também de bom senso.

Responder

Mônica Athayde

08 de outubro de 2010 às 08h40

Parabéns, Fátima! Texto perfeito!! Espero que as mulheres entendam que bando de hipócritas são os denominados religiosos, psdebistas e otras cositas más. O que mais me impressiona, é que, se fizer uma pesquisa, todo mundo conhece alguém que já fez um aborto e nem por isso foi condenado a arder no fogo do inferno. Quem sabe do nosso corpo somos nós!! Não precisamos de ninguém para nos dizer o que fazer!!

Responder

João Manoel

08 de outubro de 2010 às 08h32

o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/

Responder

francisco.latorre

08 de outubro de 2010 às 08h25

'ingerência estrangeira na soberania nacional.'

opusdei vaticano. império teocrático. mundo para cristo.

..

Responder

francisco.latorre

08 de outubro de 2010 às 08h20

'Num mundo sem miséria, madres lobas em pele de cordeiro são desnecessárias e dispensáveis.'

esse o ponto.

..

Responder

francisco.latorre

08 de outubro de 2010 às 07h54

esplêndido.

..

Responder

Marat

08 de outubro de 2010 às 07h10

Ele é uma mistura de aiatolá com líder católico e fundamentalista evangélico, ou seja, tudo aquilo que o PIG gosta…

Responder

lcsouzaleal

08 de outubro de 2010 às 06h37

José Serra opinando em relação ao uso de temas religiosos durante a campanha:
LINK: http://eleicoes.uol.com.br/2010/ultimas-noticias/

"A população quer isso. Eu vou colocar nas próximas semanas, como tenho feito, mas vou insistir mais", afirmou o tucano, que repetiu ser contra o aborto. "Por minhas crenças, meus valores", disse. Serra defendeu a manutenção da legislação atual sobre o tema, que permite a interrupção da gravidez no caso de risco de vida da mãe e de estupro."

Mas isso é um absurdo! Que cara de PAU!!!
Como Ministro da Saúde, foi ele quem autorizou tais medidas!! (documento abaixo)

Ele assinou norma técnica para o SUS (Sistema Único de Saúde), ordenandoregras para fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez.

Isso não é boato, é fato, está documentado abaixo.
LINK: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/10

Responder

Weiland

08 de outubro de 2010 às 05h12

PADRÉ LEO DENUNCIA JOSÉ SERRA EM 1 MINUTO:

http://www.youtube.com/watch?v=tXTMkA2eGHc

ELE DISSE QUE É A FAVOR DA VIDA? DESDE QUANDO??? ;/

PS: a canção nova tb falou bobeira essa semana CONTRA A DILMA, cometendo crime eleitoral, deveria ser punida até com a quebra de sua concessão!!!

Responder

Gerson Carneiro

08 de outubro de 2010 às 03h57

O número dele na urna deveria ser 666
(número da Besta, Anti Cristo)

O pior é que ele não está sozinho, conta com o apoio da polícia religiosa, comandada pelos malafaias da vida que agora estão numa de fazer "alerta sobre as eleições" em suas pregações políticas-religiosas (mais políticas do que religiosas).

Responder

Raphael Tsavkko

08 de outubro de 2010 às 02h29

As mulheres, as feministas, as pessoas decentes precisam tomar para si a função de desmentir todos os boatos e acabar com esse desrespeito – de AMBOS os lados – contra o direito das mulheres de decidir o destino de seus corpos.

Tanto PSDB quanto o PT estão agora usando o aborto para uma guerra santa. O PSDB ataca e o PT recua, mas não recua só em suas bandeira,s mas no direito das mulheres. Isso não pode ser tolerado.

Se a direita fanática religiosa se mobiliza, cadê a esquerda progressista que não se move também?
http://tsavkko.blogspot.com/2010/10/serio-que-ago

Responder

    francisco.latorre

    08 de outubro de 2010 às 14h31

    psdb e pt?..

    ora tsavkko volte pro formol.

    só falta agora vir com essa conversa.

    vá viajar com o plínio um porcento.

    que figura.

    ..

Heloisa Oliveira

08 de outubro de 2010 às 02h01

Cirúrgico!!!!
Parbéns, você foi perfeita. Tudo isto estava entalado em nossas gargantas!
Obrigada!
Heloisa

Responder

marinildac

08 de outubro de 2010 às 01h27

agora me cadastrei no intensedebate, será que meu comentário sai? Aê, Fátima, u-hu, fiufiu, que orgulho, minha presidenta de há tantos anos, é o texto do ano, da década, do milênio!!! valeu!!!

Responder

Evaristo Solimões

08 de outubro de 2010 às 01h24

É o que está ocorrendo. Ninguém reconhece na figura acima, assim de chofre, o personagem que retrata. O dia a dia e em sua correria é difícil perceber.

Responder

Erivaldo de Souza

08 de outubro de 2010 às 00h59

Incrível, né. O Tempo não é lá nada tão diferente dos tais jornalões ditos nacionais. No entanto, não demite Fatima Oliveira. Mantém um grupo de cronistas eclético, ainda que mais para a direita. Mas Fátima não foi ameaçada. Não tenho informação suficiente se já cortaram algum "excesso" em textos dela. Mas sei que um outro que faz tudo contra Lula, tentando um toque de humor, tem sua crônica muitas vezes dilapidada por excesso de termos e comparações chulas: por excesso de "direitismo". Isso num jornal mineiro de direita. (Ah, sei, o artigo acima foi feito especialmente para o Vi o Mundo)

Responder

    Lorena Marques

    08 de outubro de 2010 às 01h54

    Falou também por mim. Voto em Dilma, mas ela precisa ter desconfiômetro nesse debate. E Serra precisa de simancol.
    Erivaldo, faz tempo que acompanho a Fátima aqui no Viomundo, e só lembro de dois artigos especiais dela para o Viomundo (vou procurar qual foi o outro, os demais são publicados em O TEMPO, onde ela escreve semanalmente. Foi aqui que descobri O Tempo. Aliás não foi publicado aqui o desta semana, que é muito bom e puxa pro debate no segundo turno: "Algumas ausências que foram paradigmáticas no debate eleitoral" http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColuna
    Quero dizer que mesmo o Tempo sendo tal qual como você disse, parece não ser do tipo que considera opinião diferente da do dono, um delito, como o Estado de SPaulo fez com Maria Rita Kehl ontem, demitindo-a por ser sincera e dizer o que achava. Medioli é um comerciante e sabe ganhar dinheiro. Para enfrentar O Estado de Minas ele precisa ter um jornal menos rabo preso totalmente com o status quo. Acho
    que é disso também que se trata.

juçânia Facchin

08 de outubro de 2010 às 00h59

Clap!Clap!Clap! Também não quero ver meus ovários servindo de discurso por esses calhordas da fé!!

Responder

maria regina

08 de outubro de 2010 às 00h56

Texto fantástico! Uma visão que não pode ser desconsiderada. Portanto, este debate deveria ser travado em hora e lugar adequados e é nesse sentido que Dilma deveria se manifestar, enfrentando a questão do aborto, dos drogaditos, dos hipertensos, diabéticos etc como de saúde pública, de respeito ao cidadão e de valorização da VIDA e não de foro íntimo. Deveria, no meu entendimento, retomar as rédeas do programa de governo, o que e como fará para melhorar a saúde, educação, segurança etc. O governo do presidente Lula já foi muito explorado no 1º turno e penso que deverá ser retomado apenas em momentos específicos – quanto houver necessidade de estabelecer comparações com o governo FHC, por exemplo. Nem todos os brasileiros têm acesso ao programa de governo da exministra e seria importante que pudessem ouvir da própria Dilma, de modo simples e objetivo, seu projeto para o futuro.

Responder

    ValmontRS

    08 de outubro de 2010 às 01h32

    Concordo com o seu pensamento Regina. Belo texto, mas receio que se não houver habilidade da nossa parte, ficaremos pautados pelo aiatolá, discutindo descriminalização do aborto até o dia 31 de outubro. Isto é o que o Impoluto chefe da recém-criada teocracia brasileira quer.
    Tem que desmitificar mesmo, mas a avalanche de mentiras a serem desfeitas é muito grande. Talvez não sobre tempo para se falar em projetos nestes poucos dias de campanha eleitoral.
    O primarismo revelado por tantas pessoas diante das ondas de boatos é chocante. Haja educação para superar isso.

henry_H

08 de outubro de 2010 às 00h46

Esse texto é fantástico. Muito bom mesmo. Vou repercutir isso.

Responder

Monica Araujo

08 de outubro de 2010 às 00h38

Obrigada por me dar voz. Fantástico texto.Sou quase telegramática para escrever. Por isso fico emocionada com uma escrita inteligente, bem elaborada, que coincide com tudo o que penso!

Responder

@pituca_amiglo

08 de outubro de 2010 às 00h15

Mulheres reagem ao Aiatolá Serra

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.